Вы находитесь на странице: 1из 3

John Von Neumann

Na década de 50, um matemático americano, de nome John Von Neumann (1903-


1957) apresentou um esquema que ilustrava as unidades principais de um computador
pessoal. Este esquema ainda hoje é referência de estudo, quando se pretende
descrever o interior de um computador.

Esquema

Texto sobre cada componente

A CPU (Central Processing Unit em inglês, ou Unidade Central de Processamento),


microprocessador ou Processador é a parte de um computador que interpreta e leva as
instruções contidas no software. Na maioria das CPUs, essa tarefa é dividida entre uma
unidade de controle que dirige o fluxo do programa e uma ou mais unidades de
execução que executam operações em dados.
Unidade de controlo

Responsável por gerar todos os sinais que controlam as operações no exterior do CPU,
e ainda por dar todas as instruções para o correcto funcionamento interno do CPU; a
apoiá-la/o terá a colaboração de uma outra estrutura/actor (o descodificador de
instruções). A unidade de controlo executa três acções básicas intrínsecas e pré-
programadas pelo próprio fabricante do processador, são elas: busca (fetch),
descodificação e execução.

RAM, ROM e Cache

O computador possui dispositivos que permitem armazenar dados, instruções e


resultados. A esses dispositivos dá-se o nome de memórias. Comunicam directamente
com o processador e armazenam temporariamente (RAM e Cache) ou
permanentemente (ROM) pequenas quantidades de informação. Devido ao seu cariz
fundamental, este tipo de memória foi designado MEMÓRIA PRINCIPAL, CENTRAL ou
PRIMÁRIA.
A memória principal é constituída por três tipos de memórias distintos:
- Memória RAM
- Memória ROM
- Memória Cache

Unidade lógica e aritmética

(ULA) ou em inglês Arithmetic Logic Unit (ALU) é a unidade central do processador


(Central Processing Unit, ou simplesmente CPU), que realmente executa as operações
aritméticas e lógicas referenciadas pelos opcodes.

É, na verdade, uma "grande calculadora electrónico" do tipo desenvolvido durante a II


Guerra Mundial, e sua tecnologia já estava disponível quando os primeiros
computadores modernos foram construídos.
Memória externa

Quando há necessidade de armazenar uma maior quantidade de dados no exterior,


como em geral na informática, é necessário ter formas de armazenar informação em
suportes de memória secundária ou externa (discos, disquetes…), onde essa
Informação possa ser guardada, para além do tempo em que o programa está a correr
no computador e reutilizada nesse ou em outro programa.

Periféricos de entrada

São aparelhos ou placas que enviam ou recebem informações do computador. Em


informática, o termo periférico aplica-se a qualquer equipamento acessório que seja
ligado à CPU (unidade central de processamento), ou num sentido mais amplo, o
computador. São exemplos de periféricos as impressoras, o Digitalizador, leitores e ou
gravadores de CDs e DVDs, leitores de cartões e disquetes, rato, teclado, Câmara de
vídeo, entre outros.

Periféricos saída

São aparelhos ou placas que o recebem informações do computador.


Em informática, o termo periférico aplica-se a qualquer equipamento acessório que
seja ligado à CPU (unidade central de processamento), ou num sentido mais amplo, o
computador.

Feito por:
Liliana Cruz
Sónia Garcia
Isabel Silva