Вы находитесь на странице: 1из 2

43

INTERRUPÇÃO OU PERTURBAÇÃO
DE SERVIÇO TELEGRÁFICO OU
TELEFÔNICO

____________________________

43.1 CONCEITO, OBJETIVIDADE JURÍDICA E SUJEITOS DO


CRIME

O art. 266 contém o tipo penal: “interromper ou perturbar serviço telegráfico,


radiotelegráfico ou telefônico, impedir ou dificultar-lhe o restabelecimento”. A pena é
detenção, de um a três anos, e multa.

A objetividade jurídica é o funcionamento normal dos serviços de telegrafia,


radiotelegrafia e telefonia.

Sujeito ativo é qualquer pessoa que realizar uma das condutas típicas. Sujeito
passivo é o Estado.

43.2 TIPICIDADE

No caput está a figura típica fundamental. No parágrafo único, uma causa de aumento de
pena.

43.2.1 Conduta e elementos do tipo

A primeira conduta típica é interromper ou perturbar serviço telegráfico,


radiotelegráfico ou telefônico. Também é incriminada a conduta daquele que impede ou
dificulta o restabelecimento de serviço que tenha sido interrompido.

Interromper é cortar, é impedir sua continuidade. Perturbar é atrapalhar,


embaraçar, dificultar seu funcionamento regular.
2 – Direito Penal III – Ney Moura Teles

Serviço de telegrafia é o que se destina à transmissão de escrito por meio de código


de sinais. Telefonia é a transmissão da palavra falada ou de sons. Radiotelegrafia é a
telegrafia sem fio, por meio de ondas eletromagnéticas.

Quando o serviço estiver interrompido, será típica a conduta de quem impedir ou


dificultar seu restabelecimento. Impedir é obstar. Dificultar é colocar empecilho.

O crime é de perigo abstrato, presumido pela norma. Não é, portanto, necessário


que, em razão da conduta, ocorra um perigo concreto para um número indeterminado de
pessoas.

É doloso. O agente deve atuar com consciência da conduta e vontade livre de


realizá-la para, exclusivamente, interromper ou perturbar o funcionamento normal do
serviço ou para impedir ou dificultar seu restabelecimento.

43.2.2 Consumação e tentativa

Consuma-se com a interrupção ou perturbação do funcionamento do serviço ou


quando não é restabelecido ou tem seu restabelecimento dificultado pela conduta do
agente. A tentativa é possível.

43.2.3 Aumento de pena

Quando o fato for praticado em ocasião de calamidade pública, a pena será aplicada
em dobro (art. 266, parágrafo único).

Calamidade pública é a situação generalizada de infortúnio ou desgraça que atinge


toda uma coletividade. Nessas circunstâncias, independentemente da causação de
qualquer prejuízo ou perigo real, a pena será aumentada.

43.3 AÇÃO PENAL

A ação penal é de iniciativa pública incondicionada, permitida a suspensão


condicional do processo penal apenas na forma típica fundamental, sem aumento de pena.

Оценить