Вы находитесь на странице: 1из 6
 active e actualize a sua literacia

active e actualize a sua literacia
active e actualize a sua literacia N N N º º º 7 7 7 -
active e actualize a sua literacia N N N º º º 7 7 7 -

NNN ººº

777 --- DDDIIIAAAGGGRRRAAAMMMAAA DDDEEE BBBAAARRRRRRAAASSS

O processo de organizar a informação, quer os dados sejam qualitativos ou quantitativos, consiste em, de um modo geral, começar por construir tabelas de frequência e proceder a representações gráficas adequadas.

Na ActivALEA anterior (n.º6) exemplificou-se a utilização do Excel na construção de tabelas de frequência a partir de um conjunto de dados quantitativos discretos, sendo o procedimento idêntico se o conjunto de dados for qualitativo.

Uma representação gráfica adequada para dados qualitativos ou dados quantitativos discretos é o diagrama de barras.

Nesta ActivALEA exemplifica-se a utilização do Excel na construção de um diagrama de barras de dados de uma variável de tipo qualitativo ou de uma variável de tipo quantitativo discreto.

de barras de dados de uma variável de tipo qualitativo ou de uma variável de tipo

Diagrama de Barras

Diagrama de Barras 1. Variável qualitativa Consideremos o seguinte exemplo: Num inquérito realizado a 30 alunos

1. Variável qualitativa

Consideremos o seguinte exemplo:

Num inquérito realizado a 30 alunos do 7º ano de escolaridade da Escola Boa Gente sobre a

actividade de lazer preferida, foram várias as actividades indicadas como favoritas.

Utilizando o Excel, construiu-se uma tabela de frequências que resumiu a informação recolhida:

tabela de frequências que resumiu a informação recolhida: A “actividade de lazer preferida” de um aluno

A “actividade de lazer preferida” de um aluno do 7º ano desta escola é uma variável qualitativa 1 ,

do 7º ano desta escola é uma variável qualitativa 1 , assumindo as categorias: televisão ,

assumindo as categorias: televisão, computador, leitura, desporto, cinema e ouvir música.

Um processo para construir o diagrama de barras 2 na folha Excel que contém a tabela é o seguinte:

Seleccionar as células que contêm os dados e os respectivos

títulos (na figura ao lado optou-se pelas frequências

absolutas, seleccionou-se o bloco de células B2:C8)

as absolutas, seleccionou-se o bloco de células B2:C8) • Seleccionar na barra de ferramentas o ícone
as absolutas, seleccionou-se o bloco de células B2:C8) • Seleccionar na barra de ferramentas o ícone

Seleccionar na barra de ferramentas o ícone Assistente de Gráficos

na barra de ferramentas o ícone Assistente de Gráficos • Na primeira caixa de diálogo que

Na primeira caixa de diálogo que aparece, seleccionar a opção Colunas;

Para continuar a construção do gráfico, clicar no Botão Seguinte, duas vezes, para avançar dois passos, até aparecer a caixa de diálogo, que apresenta várias opções:

Em Títulos, escrever o título do gráfico, do eixo dos XX e do eixo dos YY como se exemplifica. Em Legenda, desactive a opção da legenda.

1 Consultar definição e exemplos em http://www.alea.pt/html/nocoes/html/cap3_1_1.html 2 Consultar definição em http://www.alea.pt/html/nocoes/html/cap3_2_1.html

2 Consultar definição em http://www.alea.pt/html/nocoes/html/cap3_2_1.html www.alea.pt

www.alea.pt

Clicar no botão Seguinte e no último passo pode escolher se o gráfico é colocado numa nova folha

de cálculo ou numa folha já existente. No nosso caso, na folha já existente (opção seleccionada por

defeito – é a folha que contém a tabela) e obterá o seguinte resultado:

folha que contém a tabela) e obterá o seguinte resultado: 2. Variável quantitativa discreta Consideremos o
folha que contém a tabela) e obterá o seguinte resultado: 2. Variável quantitativa discreta Consideremos o

2. Variável quantitativa discreta

Consideremos o exemplo apresentado na ActivAlea n.º 6. - Tabelas de Frequências

(disponível no endereço http://www.alea.pt/html/statofic/html/dossier/html/activalea06.html)

Um professor de Matemática perguntou a 30 alunos do 7ºano quantas vezes tinham ido ao cinema durante as últimas férias de verão. Obteve as seguintes respostas:

2

;

5 ;

0 ;

1

;

1

;

3 ;

4 ;

3 ; 1

;

2 ;

0 ;

1

;

5 ;

6 ;

5 ;

5 ; 1;

0 ;

6 ;

1

;

3 ;

4 ;

2 ; 2 ; 3

;

3 ;

4 ; 4 ;

5 ; 3

Estes dados são quantitativos discretos 3 . Em vez das categorias (como acontece quando os dados são qualitativos), apresentam-se os valores distintos dos dados, os quais vão constituir as classes. Introduzidos os dados numa folha de Excel e organizados numa tabela de frequências, vamos construir o diagrama de barras associado.

vamos construir o diagrama de barras associado. Como se verá, o procedimento para a construção do
vamos construir o diagrama de barras associado. Como se verá, o procedimento para a construção do

Como se verá, o procedimento para a construção do diagrama de barras é bastante artificioso, pelo que recomendamos a leitura da Nota, que vem a seguir a esta descrição:

Seleccionar as células que contêm as classes e as que contêm as frequências relativas (neste caso, comece por seleccionar as duas colunas, contendo os dados e respectivos títulos, relativos às classes e à frequência relativa. Uma vez que as colunas não são contíguas, para as seleccionar, comece por seleccionar a primeira coluna e premindo a tecla Ctrl e com ela pressionada, seleccione a coluna da frequência relativa).

Seleccionar na barra de ferramentas o ícone Assistente de Gráficos

na barra de ferramentas o ícone Assistente de Gráficos 3 Consultar definição e exemplos em

3 Consultar definição e exemplos em http://www.alea.pt/html/nocoes/html/cap3_2_0.html

de Gráficos 3 Consultar definição e exemplos em http://www.alea.pt/html/nocoes/html/cap3_2_0.html www.alea.pt

www.alea.pt

e seguir a opção Colunas, tal como se fez anteriormente para os dados de tipo qualitativo;

Seleccionar Seguinte e de seguida Série, como se apresenta a seguir.

e de seguida Série , como se apresenta a seguir . Copiar o conteúdo da caixa
e de seguida Série , como se apresenta a seguir . Copiar o conteúdo da caixa

Copiar o conteúdo da caixa Valores “=folha1!$C$3:$C$9”, que constituem as classes (neste caso o n.º de idas ao cinema) para Rótulos do eixo dos XX e Remover “N.º de idas ao cinema” de Séries.

XX e Remover “N.º de idas ao cinema” de Séries. • Seleccionar Seguinte . Nas opções

Seleccionar Seguinte. Nas opções do Gráfico clicar em Legenda e retirar a selecção de Mostrar Legenda. Seleccionar títulos e escrever títulos adequados. Carregar em Concluir

a selecção de Mostrar Legenda . Seleccionar títulos e escrever títulos adequados. Carregar em Concluir www.alea.pt

Nota:

Nota: 1. Como vimos na descrição que acabámos de fazer, para a construção de um diagrama

1. Como vimos na descrição que acabámos de fazer, para a construção de um diagrama de

barras em Excel em que a variável é quantitativa discreta, o procedimento está longe de ser natural, já que o que seria de esperar era que, uma vez seleccionada a opção Colunas, nos surgisse a representação gráfica anterior, aparte pequenas alterações de “cosmética”.

a) Suponhamos que na última classe tínhamos considerado 6+, para significar 6 ou mais idas ao cinema. Então, ao fim dos dois primeiros passos da descrição anterior temos a representação gráfica pretendida. O facto é que agora o Excel interpretou os valores dos dados como categorias, ou seja, como dados qualitativos.

b) Suponhamos ainda, que em vez de modificarmos o 6 para 6+, apagamos o conteúdo da célula C2:

o 6 para 6+, apagamos o conteúdo da célula C2: Seleccionando agora as células C2 a
o 6 para 6+, apagamos o conteúdo da célula C2: Seleccionando agora as células C2 a
o 6 para 6+, apagamos o conteúdo da célula C2: Seleccionando agora as células C2 a

Seleccionando agora as células C2 a C9 e E2 a E9 e clicando novamente no ícone opção Colunas, então a representação que se obtém é, imediatamente, a seguinte:

representação que se obtém é, imediatamente, a seguinte: mais a Depois de apagar a legenda e

mais a

que se obtém é, imediatamente, a seguinte: mais a Depois de apagar a legenda e inserir

Depois de apagar a legenda e inserir os títulos de forma conveniente, temos a representação final do exemplo anterior, sem grandes complicações.

final do exemplo anterior, sem grandes complicações. 2. Suponhamos e considerando ainda o exemplo dado –

2. Suponhamos e considerando ainda o exemplo dado – N.º de idas ao cinema dos 30 alunos

do 7º ano -, que não aparece algum valor entre o máximo (neste caso 6) e o mínimo (neste

caso 0). Por exemplo, o valor 4, não surgia nas respostas dos alunos, já que estas foram as seguintes:

5 ; 3

2

;

5 ;

0 ;

1

;

1

;

3 ;

5 ;

3 ; 1

;

2 ;

0 ;

1

;

5 ;

6 ;

5 ;

5 ; 1;

0 ;

6 ;

1

;

3 ;

5 ;

2 ; 2 ; 3

;

3 ;

5 ;

6 ;

Se o nosso objectivo é construir um diagrama de barras, na tabela de frequências deve-se considerar também o valor 4 com frequência absoluta e relativa igual a zero tal como se ilustra

na figura seguinte:

O diagrama de barras N.º de idas ao cinema nas férias de verão 0,30 0,25

O diagrama de barras

O diagrama de barras N.º de idas ao cinema nas férias de verão 0,30 0,25 0,20

N.º de idas ao cinema nas férias de verão

0,30 0,25 0,20 0,15 0,10 0,05 0,00 Freq.rel.
0,30
0,25
0,20
0,15
0,10
0,05
0,00
Freq.rel.

0123456

N.º de idas ao cinema

Não podemos deixar de chamar a atenção para o facto de o Excel não ser um “software” concebido exclusivamente para Estatística. No entanto, é um instrumento excelente para ser utilizado a este nível elementar, desde que estejamos atentos ao que se pretende, quando o utilizamos.

ser utilizado a este nível elementar, desde que estejamos atentos ao que se pretende, quando o