Вы находитесь на странице: 1из 45

Conceitos básicos e modo de utilização de tecnologias, ferramentas,

aplicativos e procedimentos de informática: tipos de computadores,


conceitos de hardware e software.

Sistema de Processamento de Dados


O computador deve ser visto como um grande aliado para as nossas tarefas do dia-a-dia,
desenvolvido para melhorar a nossa qualidade de vida.

No âmbito profissional, ele também é um aliado à nossa sobrevivência. Lembre-se de que vivemos
em um mundo globalizado, onde a competição é a única maneira de obtermos sucesso, e que
sucesso é o resultado de uma equação constituída das seguintes variáveis: qualidade, rapidez e
preço.
Quando falamos em "Processamento de Dados" tratamos de uma grande variedade de
atividades que ocorre tanto nas organizações industriais e comerciais, quanto na vida diária de
cada um de nós.

Para tentarmos definir o que seja processamento de dados temos de ver o que existe em comum
em todas estas atividades. Ao analisarmos, podemos perceber que em todas elas são dadas
certas informações iniciais, as quais chamamos de dados.

E que estes dados foram sujeitos a certas transformações, com as quais foram obtidas as
informações.

O processamento de dados sempre envolve três fases essenciais: Entrada de Dados,


Processamento e Saída da Informação.

Para que um sistema de processamento de dados funcione ao contento, faz-se necessário que
três elementos funcionem em perfeita harmonia, são eles:

Hardware
Hardware é toda a parte física que compõe o sistema de processamento de dados: equipamentos
e suprimentos tais como: CPU, disquetes, formulários, impressoras.

Software
É toda a parte lógica do sistema de processamento de dados. Desde os dados que armazenamos
no hardware, até os programas que os processam.

Peopleware
Esta é a parte humana do sistema: usuários (aqueles que usam a informática como um meio para
a sua atividade fim), programadores e analistas de sistemas (aqueles que usam a informática como
uma atividade fim).
Embora não pareça, a parte mais complexa de um sistema de processamento de dados é, sem
dúvida o Peopleware, pois por mais moderna que sejam os equipamentos, por mais fartos que
sejam os suprimentos, e por mais inteligente que se apresente o software, de nada adiantará se as
pessoas (peopleware) não estiverem devidamente treinadas a fazer e usar a informática.
O alto e acelerado crescimento tecnológico vem aprimorando o hardware, seguido de perto pelo
software. Equipamentos que cabem na palma da mão, softwares que transformam fantasia em
realidade virtual não são mais novidades. Entretanto ainda temos em nossas empresas pessoas
que sequer tocaram algum dia em um teclado de computador.
Mesmo nas mais arrojadas organizações, o relacionamento entre as pessoas dificulta o trâmite e
conseqüente processamento da informação, sucateando e sub-utilizando equipamentos e
softwares. Isto pode ser vislumbrado, sobretudo nas instituições públicas.

Como funciona o Hardware


Para entender melhor o seu computador, vamos começar pelo que chamamos de Hardware.
Hardware como você já viu é toda parte física do computador.
O componente mais importante é, sem dúvida, o gabinete. É lá onde são abrigados os
componentes eletrônicos responsáveis pelo processamento das informações, a CPU - Unidade
Central de Processamento, além de outras unidades como: disco rígido (ou winchester), disk
drive, CD-ROM, placas, etc. Os gabinetes podem ser do tipo: AT (Padrão de caixa metálica usado
na montagem de PCs com o processador Pentium e mais antigos) ou ATX (Padrão de caixa
metálica usado na montagem de PCs com processador Pentium II e mais recentes).
Podemos considerar a CPU como o cérebro eletrônico do computador. Ela contém os
componentes eletrônicos capazes de: além de processar os dados, guardar informações por pouco
tempo. É fácil de entender.
Suponha que você esteja redigindo uma carta. Cada letra de sua carta é imediatamente
armazenada na memória eletrônica do computador, localizada dentro da CPU. Se neste meio
tempo houver uma queda de energia elétrica, você terá perdido todo o seu trabalho, pois a
memória da CPU só guarda informações enquanto houver energia elétrica.
Após a digitação do seu trabalho, é recomendável armazená-lo em um local onde a ausência de
energia elétrica não apague suas informações. Este local pode ser, justamente, um dos três
dispositivos de memória auxiliar disponíveis em seu gabinete:
Disco Rígido (Winchester ou HD) localizado no interior do gabinete. A única forma de visualizá-lo
é abrindo o gabinete. O winchester é o dispositivo mais recomendado para servir de memória
auxiliar de todos os seus documentos, pois é seguro e grande o suficiente para armazenar todos
eles, a capacidade de um HD varia bastante entre as máquinas, estando atualmente em torno de
10Gb, 20Gb, 40Gb, 60Gb.

Disk-drive, ou simplesmente "drive", como é mais conhecido, é um dispositivo de leitura é


gravação em disquetes que pode ser identificado no painel frontal de seu gabinete. Por não ser
muito seguro ou grande o bastante para armazenar todos os seus documentos, é mais utilizado
como meio de transporte das informações. Mas cuidado, sempre transporte seus documentos, pois
é bastante comum a perda de dados por diversos motivos.

CD-ROM a unidade leitora de CD-ROM consiste em um drive capaz de ler as informações contidas
em um Compact Disc Laser. Se as informações contidas em um CD for musical, ele funcionará
como um CD Player, semelhante ao eletrodoméstico que você tem em sua casa. De posse de uma
gravadora de CD, você poderá gravar os seus dados em CD´s, dependendo da situação poderá
optar por um tipo de disco que atenda especificamente às suas necessidades, temos dois tipos de
Cd´s, são eles : CD-R (Sigla de Compact Disc-Recordable.Aceita gravação uma única vez. Com
capacidade em torno de 650 MB, tem como vantagens a confiabilidade da mídia, sua
universalidade - pode ser lida na maioria dos drives de CD-ROM - e preço relativamente baixo.
Desvantagens: a gravação é lenta e deve ser feita com software especial) e CD-RW (Tipo de CD
que aceita regravação. Essa característica, no entanto , dá lugar a interpretações errôneas. A
regravação não se faz como num disco rígido ou disquete. É possível adicionar dados até 650 MB.
Mas não se pode apagar um arquivo e gravar outro no lugar. Para sobrescrever, é preciso, antes,
limpar todo o conteúdo do disco. Existem softwares - como o CD-Direct, da Adaptec - que
permitem gravar no CD-RW como se faz num disco comum. No entanto, isso tem um custo: perde-
se mais de 150 MB do espaço útil da mídia). A maioria dos novos gravadores de CDs trabalha com
mídias CD-R e CD-RW.
Zip-drive, Disco flexível de alta capacidade. Mais espessos e ligeiramente maiores que os
disquetes de 3,5 polegadas, os discos do Zip Drive têm espaço para guardar até 100 MB de
informações. Eles são hoje a mídia mais popular para backup ou transporte de dados.

Ao gabinete são conectados os dispositivos de entrada e saída das informações, normalmente


chamados de periféricos, essa conexão é feita através das portas:

Porta Paralela - Interface para conectar dispositivos externos, como impressoras, scanners e
gravadores de CD.

Porta Serial - Interface de comunicação que transmite informação em série, usada por mouses e
modems.

Porta PS/2 - Conector do PC usado para ligação de teclado ou mouse.

Porta USB - Sigla de Universal Serial Bus, ou barramento serial universal. Novo padrão para
conectar externamente ao micro uma série de periféricos, como mouses, modems e teclados. A
tecnologia USB é suportada pelo Windows - ponto considerado crucial para sua popularização.
Uma entrada USB aceita a conexão simultânea de até 127 periféricos. Além disso, as conexões
podem ser feitas a quente - ou seja, com a máquina ligada

Permitem a comunicação do computador com o mundo exterior, possibilitando tanto a entrada


como a saída de dados. Também são chamados periféricos.

Armazenamento da Informação
Como já foi dito, as informações entram no seu computador através do teclado e do mouse. Mas
há outras maneiras delas serem inseridas. Uma delas é através da digitalização de imagens via
scanner, ou mesmo pelo microfone do kit multimídia, quando da gravação de uma voz. Existem
inúmeros outros veículos de entrada de dados possíveis : câmera fotográfica digital,
infravermelhos, etc.

Mas independentemente do dispositivo de entrada, a maneira com a qual a informação é


interpretada pelo seu computador é a mesma, ou seja, cada letra, número, nota musical ou ponto
luminoso é convertido em impulsos eletrônicos.

A esses impulsos eletrônicos, damos o nome de BITs. O conjunto de 8 bits é denominado BYTE.

Assim, cada dígito do teclado, quando pressionado, injeta um conjunto de 8 impulsos eletrônicos
dentro da CPU. Esses impulsos ou bits são representados por estados binários 0 (zero) e 1 (um).

O mesmo ocorre quando o scanner digitaliza uma fotografia. Cada ponto luminoso da imagem é
convertido em um byte, que representa uma unidade de cor entre milhões de outras.

Os dados armazenados no winchester, disquete e no CD-ROM, também são representados por


bytes. No caso do disquete e do winchester, cada bit é simbolizado por um impulso magnético,
enquanto que no CD-ROM, esses são caracterizados por pontos luminosos.

Qualquer que seja o processo de digitalização da informação (teclado, mouse, scanner, etc), os
dados são imediatamente armazenados na memória eletrônica do seu computador. Esta memória
eletrônica é tecnicamente conhecida como memória RAM - Randomic Access Memory.

Como já sabemos, os dados lá contidos são armazenados temporariamente, isto é, apenas


quando você está trabalhando com o computador. A maneira mais segura de trabalhar com os
seus documentos no computador é, de instante em instante, salvá-lo em um dispositivo de
memória auxiliar, no caso: o winchester.
Ao salvar um documento pela primeira vez, o computador irá solicitar que você digite um nome,
para que ele possa arquivá-lo com segurança dentro do seu winchester. O winchester, assim como
todos os dispositivos de memória auxiliar, geralmente é composto de pastas (ou diretórios). Essas
pastas são como gavetas onde você irá arquivar seus documentos.

Capacidade de Armazenamento

Cada documento gerado por você é composto de milhares, milhões ou até trilhões de bytes. Uma
simples carta contendo 3 páginas de papel A4, pode chegar a ocupar 100.000 bytes em seu
computador. Com isto, você pode observar que, as unidades de medida na área de informática são
simplesmente astronômicas.

Unidade Medida
1 Kb (um kilobyte) 1.024 bytes
1 Mb (um megabyte) 1.024 Kb = 1.048.576 bytes
1 Gb (um gigabyte) 1.024 Mb = 1.073.741.824 bytes
1 Tb (um terabyte) 1.024 Gb = 1.099.511.627.776 bytes

Assim observe como se mede a capacidade de armazenamento do seu computador e dos


periféricos que você normalmente utiliza.

Dispositivo Capacidade
Disquete de 3 ½ polegadas 1.44 Mb
Disco rígido (winchester) 5 Gb, 10 Gb, 20 Gb ...
CD-ROM - Compact Disc Laser Aprox. 650 Mb
Memória RAM 32 Mb, 64 Mb, 128 Mb, 256Mb , 518Mb ...

Tipos de Memória

Memórias Voláteis e Não Voláteis

A memória do computador, assim como a nossa, está sujeita a fatores externos, que podem fazer
com que não funcione com eficiência.
No nosso caso, um esquecimento pode ser causado por excesso de trabalho, stress, amnésia
acidental, etc.
No caso da memória principal do computador, a causa pode ser a falta ou variação brusca de
corrente elétrica, o que quase sempre acarreta na perda dos dados.
Mas não desanime! Assim como nós podemos recorrer a nossa agenda, por exemplo, o
computador dispõe da memória auxiliar, que retém permanentemente as informações nela
armazenadas, sem sofrer alterações decorrentes da falta de corrente elétrica.
Ao levar em consideração a corrente elétrica, podemos subdividir as memórias em Voláteis e não
Voláteis, como veremos a seguir.
A memória do computador se divide em dois tipos:
Memória Principal (Real) e Memória Secundária (Auxiliar)
Memória Real ou Principal

Você já foi ao supermercado e teve necessidade de deixar alguns pertences no porta-volumes, que
geralmente fica na entrada do mesmo ?
Podemos fazer uma analogia entre aquela estante onde o funcionário guarda nossos objetos e a
memória do computador.
Cada cubículo reservado para os pacotes de cada cliente pode ser considerado como uma célula
de memória. O endereço de cada cubículo (geralmente gravado em papel plastificado, que você
recebe na hora da entrega), pode ser associado ao endereço de memória.
Este papel plastificado permite ao funcionário ter acesso direto aos pacotes solicitados.
Portanto a memória principal, é um conjunto de células capaz de armazenar dados e instruções
durante a operação do processador. Em geral mantém dados temporariamente e em pequena
quantidade, sendo o seu tamanho de fundamental importância para uma boa capacidade de
processamento de dados.

Memória RAM (Random Access Memory)

Tipo de memória que pode ser gravada e lida a qualquer momento. É uma memória volátil,
portanto necessita de corrente elétrica para ser utilizada.
Uma prova concreta de que isto ocorre de fato pode ser observada em fatos corriqueiros de
nossas vidas.
Alguma vez você já perdeu todo ou parte de um texto que estava para ser finalizado, não fosse
uma indesejável queda de corrente elétrica ?
Isto poderia ter sido evitado se você tivesse o cuidado de gravar a cada minuto o seu texto. Como
a RAM é uma memória volátil, a cada gravação, uma versão de seu trabalho iria sendo
armazenada na memória auxiliar (winchester), evitando a perda total do seu trabalho.
Ao inicializar o sistema, programas da ROM são carregados na RAM, para que possam ser
executados, e em seguida é solicitado o carregamento do sistema operacional, programa sobre o
qual falaremos mais tarde.
A partir do momento em que o sistema operacional está em operação, toda e qualquer informação
digitada ou processada passa necessariamente pela memória RAM.

Memória ROM (Read Only Memory)

Apesar de termos dito logo acima que a memória principal é volátil, vale salientar que uma
pequena parte dela já vem gravada de fábrica e não pode ser alterada pelo processador.
Estamos falando da ROM. É uma memória não volátil e só acessada para leitura.
Utilizada para inicialização do sistema: a maioria dos programas existentes na memória ROM é
responsável pelo controle das operações de cada periférico do sistema.

Memória Auxiliar

Por ser uma memória não volátil, tem como objetivo o armazenamento de dados por tempo
indefinido.

Voltando ao exemplo dado, quando falamos de memórias voláteis e não voláteis, a memória
auxiliar seria a nossa agenda, a qual recorreríamos sempre que nos faltasse memória.
No computador, os meios mais usados como memória auxiliar são os disquetes, fitas magnéticas,
discos ópticos, discos rígidos (winchester), etc. Esses dispositivos já foram estudados
anteriormente, lembra ?

Ambientes e Sistemas Operacionais


Desde o surgimento do IBM PC em 1981, o Sistema Operacional mais usado em computadores
pessoais tem sido MS-DOS, desenvolvido pela Microsoft Corporation. Com o tempo, porém, esse
Sistema Operacional veio sofrendo várias críticas, especialmente por ser bastante difícil de ser
utilizado pelos usuários comuns. A Microsoft resolveu sobrepor a ele mais uma camada de
software, chamada de Ambiente Operacional, ao qual deu o nome de Microsoft Windows.

Um Ambiente Operacional é um software que funciona como um intermediário entre, de um lado,


o Sistema Operacional e, de outro lado, o usuário e os Sistemas Aplicativos. O Ambiente
Operacional Microsoft Windows (versões 3.0, 3.1 e 3.11) se tornou, de 1991 até 1995, um software
indispensável para os usuários, pois esconde deles os aspectos mais complexos do MS-DOS,
oferecendo-lhes uma interface gráfica mais fácil de usar.
Isso fez com que, a partir do surgimento do Microsoft Windows no mercado, todas as empresas de
software passassem a desenvolver seus produtos para o Ambiente Operacional, deixando de lado
os produtos que não o utilizavam.

O sistema operacional Windows


O sistema operacional Windows é um programa fabricado para Computadores PC (o formato de
computadores mais comum) pela Microsoft, uma empresa americana, comandada por Bill Gates
(aquele homem bem pobrezinho...).

Exemplos de Sistemas operacionais "caseiros"


• Windows 95
• Windows 98
• Windows ME
• Windows XP Home Edition
• Windows Vista

Exemplos de Sistemas operacionais Corporativos


Windows NT
Windows 2000
Windows XP Professional

O Windows possui algumas características que devemos levar em conta para o concurso, pois é
quase certo que se toque neste assunto:

O Windows é Gráfico: Significa que ele é baseado em imagens, e não em textos, os comandos
não são dados pelo teclado, decorando-se palavras chaves e linguagens de comando, como era
feito na época do DOS, utilizamos o mouse para "clicar" nos locais que desejamos.

O Windows é multitarefa preemptiva: Ser Multitarefa significa que ele possui a capacidade de
executar várias tarefas ao mesmo tempo, graças a uma utilização inteligente dos recursos do
Microprocessador. Por exemplo, é possível mandar um documento imprimir enquanto se altera um
outro, o que não era possível no MS - DOS. A característica "preemptiva" significa que as
operações não acontecem exatamente ao mesmo tempo, mas cada programa requisita seu direito
de executar uma tarefa, cabendo ao Windows decidir se windows gerencia o tempo de utilização
do processador, dividindo-o, inteligentemente, entre os programas.
O Windows é 32 bits: Significa que o Windows se comunica com os barramentos e a placa mãe
enviando e recebendo 32 bits de dados por vez. O DOS (antecessor do Windows) era um Sistema
Operacional de 16 bits.

O Windows é Plug n' Play: Este termo em inglês significa Conecte e Use, e designa uma
"filosofia" criada há alguns anos por várias empresas da área de informática (tanto hardware como
software). Ela visa criar equipamentos e programas que sejam tão fáceis de instalar quanto
qualquer eletrodoméstico.

Conheça outros Sistemas Operacionais


É possível que existam centenas de diferentes sistemas operacionais, projetados para diferentes
tipos de computadores. Para os computadores pessoais, o MS-DOS (juntamente com o ambiente
operacional Windows) talvez seja o mais conhecido. A seguir é apresentada uma lista de outros
sistemas operacionais e suas características principais:

UNIX - Sistema operacional multi-tarefa e multiusuário. Isso significa que ele permite o uso do
mesmo computador por mais de um usuário, realizando tarefas diferentes simultaneamente. Essas
características não estão presentes no MS-DOS, que permite somente a execução sequencial de
tarefas e a utilização do computador por apenas um usuário de cada vez.
Mas, de maneira similar ao MS-DOS, o Unix não possuía uma interface gráfica amigável logo de
início. Por esse motivo, foram desenvolvidos sistemas de janelas específicos para ele: X-windows,
Motif, OpenWindows, Suntools e OpenLook, entre outros. Entretanto, existe uma diferença grande
entre os sistemas de janelas do Unix e os ambientes operacionais MS-Windows. No Unix, os
sistemas de janelas não alteram nem interferem no funcionamento do sistema operacional,
provendo simplesmente uma interface gráfica para o usuário. Os ambientes operacionais Windows,
por outro lado, acrescentam funcionalidades de gerenciamento que, por vezes, entram em conflito
com o sistema operacional, causando o travamento do computador.

SOLARIS - É uma versão do Unix, desenvolvido pela empresa americana Sun Microsystems para
funcionar especificamente nos computadores que fabrica.

LINUX - É um sistema operacional baseado no Unix, mas de domínio público. Ou seja, ele é
gratuito e pode ser obtido diretamente pela Internet. Existem empresas que cobram (bem pouco)
para enviar o sistema operacional pelo correio, gravado em CD e acompanhado de manuais de
instalação e operação. Ele foi desenvolvido na década de 1990 por Linus Torvalds e, ao longo dos
anos, vários programadores independentes têm adicionado suas contribuições ao sistema,
corrigindo erros e adicionando funcionalidades.

MAC OS - Sistema operacional específico para computadores Apple. Não é compatível com o
MS-DOS pois possui uma forma bem diferente de realizar o gerenciamento do computador. No
princípio, não era possível compartilhar informações entre computadores que utilizam o Mac OS e
o MS-DOS. Entretanto, hoje existem aplicativos que convertem arquivos gerados em um sitema
para o padrão compreendido pelo outro. Ao contrário do Unix e do MS-DOS, o Mac OS já foi
desenvolvido com uma interface gráfica amigável baseada em janelas.

OS/2 - Sistema operacional desenvolvido inicialmente pela Microsoft em parceria com a IBM. Essa
parceria terminou em 1991, quando a Microsoft decidiu dedicar-se unicamente ao ambiente
Windows. A interface do OS/2 também é baseada em janelas e possui uma área de trabalho bem
parecida com a do Windows 95. Ele é um sistema bastante estável e confiável mas não alcançou a
mesma popularidade do Windows, sendo pouco conhecido da maioria dos usuários de
computador.
Os Periféricos
Na verdade, os periféricos são componentes tão importantes do computador que é com eles que
a discussão será iniciada.
Sem os periféricos de entrada não seria possível introduzir informações no computador e sem os
periféricos de saída não seria possível receber do computador o resultado do processamento das
informações. Sem os periféricos de entrada, o computador seria equivalente a um indivíduo surdo,
sem olfação, sem paladar, e sem tato (isto é, sem meios de receber informações). Sem os
periféricos de saída, o computador seria equivalente a um indivíduo mudo, sem expressão facial e
corporal, e sem capacidade de qualquer outro tipo de movimento ou forma de comunicação (isto é,
sem meios de transmitir informações).
Os periféricos de entrada do computador são, portanto, os equipamentos utilizados para introduzir
informações no computador. Tradicionalmente, como se observou, o periférico de entrada mais
utilizado é o teclado. Hoje em dia, porém, existem vários outros: o mouse, o teclado, a caneta
eletrônica, o "scanner", o leitor de código de barras, o leitor de cartões magnéticos, o "joystick"
(usado principalmente em jogos), etc.

Mais recentemente, microfones, câmeras fotográficas digitais e câmeras de vídeo comuns também
se tornaram potenciais periféricos de entrada para computadores com recursos necessários para
processar as chamadas informações "multimídia". Através desses periféricos é possível introduzir
sons, imagens fotográficas e seqüências de vídeo em um computador, para armazenamento,
processamento e reprodução.

Unidades de CD-ROM são periféricos de entrada de informações. Os discos CD-ROM (discos


óticos, que usam tecnologia a laser) não são graváveis pelo usuário, e, portanto, só podem ser
usados para trazer informações para o computador.

É preciso fazer referência também a periféricos de entrada mais especializados.


Equipamentos de captura de sinais, ou sensores, quando ligados a um computador funcionam
como periféricos de entrada. Em hospitais, por exemplo, sensores podem estar continuamente
medindo a pressão sangüínea e os batimentos cardíacos de pacientes. Se ligados a um
computador que analisa e interpreta essas informações, os equipamentos que captam esses sinais
funcionam como periféricos do computador. Em laboratórios ou fábricas, computadores podem
controlar a operação de sofisticados equipamentos, dos quais obtêm informações através de
sensores.

Os periféricos de entrada do computador correspondem, grosso modo, aos órgãos do sentido do


ser humano. É através dos órgãos do sentido que o ser humano recebe informações de outros
seres humanos ou do ambiente em que se encontra - inclusive de computadores. É através dos
periféricos de entrada que o computador recebe informações dos seus usuários ou do ambiente
em que se localiza - ambiente este que inclui até mesmo outros computadores.

Dispositivos de Entrada e Saída de Dados

PORTA SERIAL
A saída serial de um microcomputador geralmente está localizada na placa MULTI IDE e é
utilizada para diversos fins como por exemplo: ligação de um faz modem externo, ligado de um
mouse, plotter, impressora serial, conexão micro a micro e muitas outras coisas.
A transmissão e recepção dos dados são feitos bit a bit, e os outros pinos são utilizados para
controle dos sinais (handshaking).

PORTA PARALELA

Ao gabinete são conectados os dispositivos de entrada e saída das informações, normalmente


chamados de periféricos, essa conexão é feita através das portas:

Porta Paralela - Interface para conectar dispositivos externos, como impressoras, scanners e
gravadores de CD.

Porta Serial - Interface de comunicação que transmite informação em série, usada por mouses e
modems.

Porta PS/2 - Conector do PC usado para ligação de teclado ou mouse.

Porta USB - Sigla de Universal Serial Bus, ou barramento serial universal. Novo padrão para
conectar externamente ao micro uma série de periféricos, como mouses, modems e teclados. A
tecnologia USB é suportada pelo Windows - ponto considerado crucial para sua popularização.
Uma entrada USB aceita a conexão simultânea de até 127 periféricos. Além disso, as conexões
podem ser feitas a quente - ou seja, com a máquina ligada

Permitem a comunicação do computador com o mundo exterior, possibilitando tanto a entrada


como a saída de dados. Também são chamados periféricos.

TECLADO (Entrada de Dados)

Teclado é a interface entre o operador e o microcomputador.

MONITOR (Saída de Dados)

É um dispositivo principal de saída de dados, mas atualmente já temos monitores que servem para
entrada de dados tipo os monitores TOUCH-SCREEN que tem seu funcionamento parecido a de
um mouse.
Atualmente encontramos vários tipos e modelos de monitores disponíveis no mercado. Eles se
diferem na resolução e modo de operação. Quanto a resolução podemos ter monitores tipo CGA,
EGA, VGA e Super VGA além de serem monocromáticos ou coloridos. Temos também os
monitores entrelaçados que se diferem no modo que são gerados os sinais de varredura
horizontal.

A resposta em freqüência (ou largura de banda, medida em Mhz) dos monitores é o que limita a
resolução que este pode apresentar ao usuário, ou seja, o sinal de maior freqüência que pode ser
processado pelos circuitos do monitor. Quanto maior a resolução necessária maior resposta em
freqüência o monitor deve ter.
Observe que, a resolução é diretamente proporcional à quantidade de pontos apresentados na tela
e quanto maior a resolução menor fica a informação na tela. Em monitores de 14' SVGA a
resolução de 800x600 é a mais cômoda.
Outra característica importante dos monitores VGA/SVGA coloridos é o DOT PITCH medido em
milímetros. Quanto menor este valor mais nitidez terá a imagem e atualmente nos monitores SVGA
este valor situa-se em torno de 0,26 mm e 0,39mm.
Os monitores TOUCH SCREEN devem ser utilizados com placa especial para sua configuração,
reconhecimento do monitor e calibragem.
Além dos monitores tradicionais temos os monitores de cristal líquido LC (hoje largamente
disseminados) sendo monocromáticos ou coloridos e são grandemente utilizados em notebooks ou
similares devido ao baixo consumo de energia.

IMPRESSORAS (Saída de Dados)

Imprime as informações armazenadas na memória em folhas de papel. Existem vários tipos de


impressoras: matricial, jato de tinta, laser e plotter.

Dependendo da sua necessidade profissional, poderá por um destes tipos. A matricial, modelo
mais antigo, serve bem para imprimir em folhas de papel contínuo, e são indispensáveis em
escritórios de contabilidade que, normalmente, precisam imprimir em vias carbonadas. Se você
quer mais qualidade, certamente optará por uma impressora a jato de tinta. Com ela você
produzirá artes finais de impressos como: anúncios, cartazes, folders, etc. Mas se você quer
produzir impressos em escala industrial, poderá montar uma gráfica rápida com a ajuda de uma
impressora a laser. Rapidez e qualidade são características deste tipo de equipamento. Os plotter
são impressoras desenhadoras, indicados para arquitetos e desenhistas industriais.

As Impressoras multifuncionais estão se tornando cada vez mais populares


nos dias atuais devido à habilidade que elas têm de executar muitas funções de cada vez. Elas
não são apenas econômicas, mas também economizam espaço. Se você tem um pequeno
escritório ou se você está trabalhando no escritório de sua residência, as impressoras
multifuncionais podem ser a solução ideal para resolver a limitação de espaço.

É realmente emocionante poder encontrar uma máquina que possa fazer a impressão, enviar
documentos, copiar e fazer o scanner ao mesmo tempo. Muitos escritórios com o orçamento
limitado preferem comprar impressoras multifuncionais que satisfaçam as suas necessidades.

MOUSE / JOYSTICK (Entrada de Dados)

Mouse é um mecanismo que é ligado a saída serial do microcomputador com a qual através de
uma movimentação de um ponto na tela podemos selecionar a opção desejada de maneira rápida
de funcionamento e pelas interfaces gráficas introduzidas inicialmente no Macintosh, pelo Windows
e atualmente em outros sistemas operacionais. O mouse pode ser de botões ou de esfera
(trackball) e pode ter 3 botões (padrão Mouse System, em desuso) e 2 botões (padrão Microsoft).
Existe também o mouse sem fio utilizando uma interface infravermelha.
Os joysticks são utilizados principalmente para jogos de ação

SCANNER (Entrada de Dados)

O Scanner é um periférico capaz de digitalizar uma fotografia através de um processo de leitura


óptica.

Ele converte cada ponto da fotografia em bytes e transfere essas informações ao computador.

Unidades de Leitura e Gravação em Disquetes (drives)


(Entrada e Saída de Dados)

As unidades leitoras e gravadoras de discos flexíveis, mais comumente conhecidas como Disk-
Drives, conseguem armazenar em um disco os dados representados em pontos magnetizados e
pontos não magnetizados.

A combinação binária desses pontos representa portanto a unidade de informação: o byte.

Os disquetes mais comuns medem de 3½ polegadas de diâmetro com capacidade para 1,4 Mb
(aproximadamente 1 milhão e meio de bytes).
A janela para o cabeçote de leitura e gravação do drive é automaticamente fechada quando o
disco é removido.

Em geral, os disquetes são utilizados como um meio de transporte para os dados gravados em um
microcomputador. Não são muito confiáveis quando usados para armazenar cópias de segurança.
Sua vida útil é de apenas 3 anos. Sempre guarde cópias de segurança (backup) de seus dados
em mais de um disquete. Mantenha-os longe de calor, umidade e principalmente: campos
magnéticos intensos.

Isto significa que devemos deixá-los longe de motores elétricos, caixas de som, geladeiras e ímãs,
pois fortes campos magnéticos poderão desmagnetizar aqueles pontos que definem os bits e bytes
na mídia do disquete.

WINCHESTER (HD) (Entrada e Saída de Dados)

Ao contrário dos disquetes, o winchester não é flexível, nem tão pouco removível. Seu uso é mais
permanente do que os diquetes (usados em geral para locomoção de dados entre micros ou
backups). Os winchesters são infinitamente maiores em capacidade de armazenamento e mais
rápidos que os disk-drives. Gira a uma enorme velocidade dentro de um invólucro
hermeticamente fechado.

Só para termos uma idéia, em um winchester de 2Gb (giga bytes) cabem aproximadamente as
informações contidas em 1000 disquetes.

Veremos estes valores em detalhes mais adiante.

CD (Entrada e Saída de Dados)

Os CDs não se apagam por efeito de campos magnéticos, e não oferecem qualquer risco de
distorção dos dados. Só não podem ser arranhados.

Ao contrário dos winchesters, há atualmente dois tipos de CD´s.


O CD-R (que permite apenas uma gravação) e os CD´s do tipo
CD-RW (que permitem a regravação em um mesmo disco)

Os dispositivos capazes de gravar em um CD virgem são chamados gravadores de CD.

PLACAS FAX-MODEM (Entrada e Saída de Dados)


Modem é a junção de dois termos: MODULATE and DEMODULATE.
É o mesmo princípio da transmissão de um sinal de rádio FM (Freqüência Modulada), ou seja,
utiliza-se uma determinada técnica de modulação/demodulação só que via cabos. Esta placa é
conectada a saída serial de um microcomputador. Também temos os modems internos, nos quais
ocupam o endereço e uma interrupção de uma saída serial. O modem recebe o sinal na forma
digital modulando-o em onda senoidal e transmitido via linha de transmissão até a outra ponta
onde temos outro modem para fazer a demodulação e retornar o sinal á forma original.

Os modems diferem pelo padrão e velocidade de transmissão. Na prática podemos ter modems
trabalhando desde 75bps, 1200bps, 2400bps, 14400bps, 28800 bps e em velocidades maiores.
(bps = Bits por segundo). O padrão mais conhecido é o HAYES onde os comandos de
configuração do modem são especificados por seqüências de teclas sempre começando por AT.

DISK-DRIVE (Entrada e Saída de Dados)

Disk-drive, ou simplesmente "drive", como é mais conhecido, é um dispositivo de leitura é


gravação em disquetes que pode ser identificado no painel frontal de seu gabinete. Por não ser
muito seguro ou grande o bastante para armazenar todos os seus documentos, é mais utilizado
como meio de transporte das informações. Mas cuidado, sempre transporte seus documentos, pois
é bastante comum a perda de dados por diversos motivos

CD-ROM (Entrada de Dados)

A unidade leitora de CD-ROM consiste em um drive capaz de ler as informações contidas em um


Compact Disc Laser. Se as informações contidas em um CD for musical, ele funcionará como um
CD Player, semelhante ao eletrodoméstico que você tem em sua casa. De posse de uma
gravadora de CD, você poderá gravar os seus dados em CD´s, dependendo da situação poderá
optar por um tipo de disco que atenda especificamente às suas necessidades, temos dois tipos de
Cd´s, são eles:
CD-R (Sigla de Compact Disc-Recordable. Aceita gravação uma única vez. Com capacidade em
torno de 650 MB, tem como vantagens a confiabilidade da mídia, sua universalidade - pode ser lida
na maioria dos drives de CD-ROM - e preço relativamente baixo.
Desvantagens: a gravação é lenta e deve ser feita com software especial) e,

CD-RW (Tipo de CD que aceita regravação. Essa característica, no entanto, dá lugar a


interpretações errôneas. A regravação não se faz como num disco rígido ou disquete. É possível
adicionar dados até 650 MB. Mas não se pode apagar um arquivo e gravar outro no lugar. Para
sobrescrever, é preciso, antes, limpar todo o conteúdo do disco. Existem softwares - como o CD-
Direct, da Adaptec - que permitem gravar no CD-RW como se faz num disco comum. No entanto,
isso tem um custo: perde-se mais de 150 MB do espaço útil da mídia). A maioria dos novos
gravadores de CDs trabalha com mídias CD-R e CD-RW.

ZIP-DRIVE (Entrada e Saída de Dados)

Zip-drive, Disco flexível de alta capacidade. Mais espessos e ligeiramente maiores que os
disquetes de 3,5 polegadas, os discos do Zip Drive têm espaço para guardar até 100 MB de
informações. Eles são hoje a mídia mais popular para backup ou transporte de dados.

PLACA MÃE
A placa mãe, é uma placa de circuito impresso onde estão localizados os componentes mais
importantes do computador. Nela encontramos o microprocessador, os slots onde serão instaladas
as placas auxiliares, as memórias e os controladores de teclado e discos, entre outros
componentes.

Uma placa de circuito impresso é composta de pequenas trilhas de cobre por onde circula a
corrente elétrica. Através destas trilhas, são conduzidos os sinais de controle e de alimentação
dos componentes contidos nesta placa.

Microprocessador

O microprocessador é o cérebro da placa mãe, ele controla as operações do microcomputador


como um todo; também interpreta e executa as instruções dos programas.
O que diferencia um microprocessador de outro, é a quantidade de instruções, o tamanho da
palavra interpretada e barramento de dados, e velocidade de operação.

As instruções são códigos que informam o que o processador deverá fazer com os dados. Alguns
microprocessadores possuem apenas as instruções mais utilizadas, por exemplo:
microprocessador RISC , outros, um excedente (MMX), com instruções específicas para controle
de recursos multimídia.

O tamanho da palavra, indica a quantidade de Bits interpretados a cada ciclo pelo


microprocessador, quanto maior o tamanho da palavra, maior será a performance do
microcomputador. Estas "palavras" caminham pelo barramento de dados (conjunto de trilhas
condutoras impressas na placa mãe), entre os periféricos, memórias e microprocessador, levando
instruções e dados. Quanto maior o barramento de dados, maior será a performance do
microcomputador. Em alguns microprocessadores a palavra é maior que o barramento de dados,
neste caso, são lidas duas meias palavras antes do processamento.

Por velocidade de processamento, entendemos como sendo a rapidez com que as instruções são
executados pelo microprocessador e é medida em MegaHertz (MHz). O microprocessador pode
trabalhar com duas velocidades, uma interna e outra externa. A interna, é a velocidade em que
são executadas as instruções dentro do microprocessador, e externa é a velocidade de
comunicação entre o microprocessador e os periféricos.

MEMÓRIAS
A memória contém todos os bytes necessários para a operação do computador, armazenando
dados brutos que precisam ser processados e o resultado das operações com esses dados, sem
ela, o microprocessador não saberia o que fazer. Ela pode ser um meio de comunicação entre o
processador e seus periféricos, quando armazena dados recebidos e enviados para os periféricos.

Existem vários tipos de memórias, definidos pela função e tecnologia que é utilizada na sua
fabricação.

RAM
(Random Access Memory)

Como já vimos anteriormente, RAM é a memória volátil do computador (todas as informações são
apagadas quando desligado), ela armazena os dados temporariamente com os quais o
processador e as interfaces irão trabalhar, o seu conteúdo pode ser apagado e gravado a qualquer
instante aleatoriamente.

Também pode ser classificada como memória primária, pois é aquela que está sempre disponível
através das linhas de endereçamento do microprocessador, ou seja, todos os dados nela contidos
podem ser acessados instantaneamente. Ela é medida em Bytes.
Cada Byte armazena 8 bits que representam todos caracteres necessários para identificar dados
ou instruções.
No caso do Pentium, ele lê 4 Bytes (32 bits) de cada vez.

Existem dois tipos de memória RAM, as dinâmicas (DRAM) e as estáticas (SRAM). As dinâmicas
são mais lentas e mais baratas que as estáticas.

A memória convencional que conhecemos é basicamente composta por DRAM, este tipo de
memória é construída com pequenos capacitores que armazenam cargas elétricas e necessitam
ser sempre realimentados utilizando um sinal de Refresh, para não perderem os seus dados.

A memória estática é formada por pequenos transistores que conduzem ou não a corrente elétrica,
semelhantes a relês. Este tipo de memória forma o que conhecemos como memória Cache.

A memória Cache, coloca um bloco de dados de acesso rápido entre o microprocessador e a


memória principal, ela armazena os dados seguintes aos lidos anteriormente da memória principal.
Se as informações que o microprocessador solicitar estiverem armazenadas na Cache, elas
poderão ser recuperadas mais rapidamente aumentando a performance do computador.

Quanto maior a capacidade de memória Cache, mais rápido será o acesso do microprocessador à
memória, porque isto aumenta a probabilidade de os dados que o microprocessador necessita
estarem disponíveis na memória mais rápida.

Os tipos de memória RAM mais utilizadas são basicamente DRAM em módulos SIMM (Single In-
line Memory Module) ou DIMM (Dual In-line Memory Module) e possuem os seguintes
tamanhos:
30 vias,
72 vias
e 168 vias - sendo 84 de cada lado.

As de 30 vias (SIMM) são utilizadas em computadores 386 e 486, manipula dados com 16 bits de
tamanho.

As de 72 vias são as mais utilizadas no momento, manipula 32 bits ao mesmo tempo e podem ser
FPM (Fast Page Mode) ou EDO (Extended Data Out) - sendo essas mais rápidas que a FPM.

Para os micros Pentium em diante, foi criado o módulo com 168 vias, que manipula palavras com
64 bits de tamanho. Podem ser FPM, EDO ou SDRAM (Synchronous Dynamic RAM) - mais
rápidas que a EDO.

ROM, PROM, EPROM

Estes tipos de memória são apenas de leitura, ou seja, elas são utilizadas aonde não precisamos
modificar os dados com tanta freqüência. Além disso, elas não perdem o seu conteúdo quando
desligamos o computador.

São utilizadas para armazenarem a configuração (SETUP) do microcomputador e da BIOS (Basic


Input Output System).

A BIOS consiste de rotinas de inicialização do microprocessador, como reconhecimento do


hardware, funciona como um motor de partida, orientando o microprocessador nas primeiras
operações. Sem ela, o microprocessador não saberia o que é um teclado ou onde procurar o
sistema operacional. Nas atuais placas, os programas contidos na BIOS são complexos o bastante
para que todos os periféricos Plug and Play sejam detectados, identificados e configurados.

ROM - É o tipo de memória em que os dados são gravados no momento de sua fabricação, e não
permite uma nova regravação de conteúdo.

PROM - Permite apenas uma gravação, realizada pelo usuário.


EPROM - Permite várias regravações, para apagar os seus dados é necessário expô-la aos raios
ultra-violeta. Possui uma janela no centro do componente por onde penetram os raios até o
circuito.

Flash ROM

A memória Flash ROM pode ser apagada e reprogramada através de pulsos elétricos aplicados em
seus terminais pela placa mãe. Para se reprogramar a Flash ROM, utilizam-se programas
específicos fornecidos pelo fabricante da placa mãe.

PLACA de VÍDEO (VGA)

A placa de vídeo é a responsável pela decodificação dos sinais digitais recebidos do


microprocessador e o envio destes sinais para o monitor de vídeo.

Esta placa funciona como se fosse um microcomputador, possui um controlador (CPU), memória,
BIOS e I/O. Ela recebe da placa mãe, os dados da imagem a ser gerada, e armazena-a na
memória onde, através de leituras sucessivas, esta imagem é criada no monitor de vídeo pela
varredura do feixe de elétrons.

Nas placas antigas, qualquer mudança na imagem era realizada pelo processador da placa mãe.
Nas mais modernas, o processador envia algumas instruções e o controlador da placa de vídeo
(Vídeo Controller) realiza as modificações na imagem apresentada.
A quantidade de memória existente na placa de vídeo é essencial para a determinação da
resolução máxima e quantidade de cores exibidas. A tabela abaixo mostra, como exemplo, as
relações entre quantidade de memória, definição de vídeo e cores - 16, 256, High Color-16 bits
(64 Mil) ou True Color-24 bits (16 Milhões).

Resolução 1 MB 2 MB 4 MB
640 x 480 16 Milhões 16 Milhões 16 Milhões
800 x 600 64 Mil 16 Milhões 16 Milhões
1024 x 768 256 64 Mil 16 Milhões
1280 x 1024 16 256 16 Milhões

Além de quantidade de memória, devemos observar as diferenças de velocidade de leitura e


gravação delas. As memórias do tipo DRAM são mais lentas que VRAM, que são mais lentas que
as fast EDO RAM. Este aumento na performance é proporcional ao preço final pago pelas placas
de vídeo.

Algumas placas possuem recursos para compactação de vídeo digital MPEG (Moving Picture
Expert Group) e 3D.
DISCOS

Os discos funcionam como a memória secundária e não volátil do computador. Memória


secundária porque os dados não são acessados instantaneamente pelo microprocessador, eles
necessitam ser localizados e lidos ou gravados em locais livres; e não volátil, porque o seu
conteúdo não se perde aos desligarmos o computador.

Como discos entendemos os Winchester, Disquete e CD. Dentre eles o Winchester é o mais
importante, pois é nele que são guardados os dados mais comumente necessários ao
funcionamento do computador.

O disco Winchester é um periférico quase obrigatório nos PCs, ele é um disco de alta capacidade,
muito maior que os disquetes ou CDs, e muito mais rápido. O winchester pode ser chamado de
outros nomes:

Winchester- Nome código do projeto que o criou.


HD - Hard Disc
HDD - Hard Disc Drive

Os dados no HD e Disquete são gravados na forma de campos magnéticos, que são gerados ou
lidos pela cabeça de leitura e gravação, que desliza sobre uma superfície magnetizável. A
superfície destes discos é dividida em trilhas concêntricas e cada trilha dividida em setores.

O disquete comum de 3½ polegadas e capacidade de 1,44MB, possui 80 trilhas em duas


superfícies, e 18 setores por trilha. Um winchester pode possuir várias superfícies, e as trilhas da
mesma posição em superfícies diferentes, recebem o nome de cilindro.

A capacidade de armazenamento de um disco é calculada da seguinte maneira:

Capacidade = C x H x S x T onde;

C = número de cilindros
H = números de cabeças
S = números de setores por trilha
T = tamanho do setor (512Kb)

Nos HDs mais antigos, o número de cabeças era igual ao que realmente existia dentro do disco
mas, com a evolução e aumento das capacidades, estes números passaram a não
corresponderem com a realidade, isto porque o sistema operacional não era capaz de endereçar
um número muito grande de trilhas, como saída, foi limitado o número de trilhas e aumentaram
(artificialmente) o número de cabeças.

Como exemplo temos um HD de 340MB, onde na sua configuração está:

C = 1011; H = 15; S = 44. Mas na realidade ele possui apenas 4 superfícies, ao invés de 15. Esta
diferença é compensada pelo controlador do próprio disco, que se encarrega de
codificar/decodificar o endereçamento solicitado pelo processador.

O CD-ROM já vem gravado de fábrica e não pode ser apagado ou regravado pelo usuário, eles
tem a superfície prensada. O processo deixa minúsculo furos na superfície que são lidos pelo
feixe laser como zeros e uns. As trilhas nos CDs são construídas na forma de espiral, padrão
utilizado também nos CDs de música. Este formato de espiral permite a leitura mesmo com
pequenos riscos, pois este risco afetará pequenos trechos desta espiral e não toda uma trilha.

As diferenças entre o CD-ROM e os CDs graváveis e regraváveis, está na película de


revestimento.

Os CD-Rs, são comprados virgens e só podem ser gravados uma vez. Um feixe de laser aquece e
destrói a tintura reflexiva de revestimento em alguns pontos, que depois serão interpretados como
dados pelo leitor.

O CD-RWs, podem ser regravados várias vezes, e o seu segredo está na tintura especial de
revestimento, composta de prata, índio, antimônio e telúrio. Quando o feixe de laser eleva a
temperatura de 500o C a 700o C, sua superfície perde a reflexão, o que depois será compreendido
como informação pelos leitores. Se o mesmo ponto do CD for submetido a outro feixe de laser,
com uma temperatura mais baixa, a tintura recuperará a sua característica reflexiva.

SOFTWARES

De nada adiantaria toda essa parafernália de componentes, discos, cabos, chips ... se não
houvesse algo que pudesse tudo isto para funcionar. Este "sopro divino" nada mais é do que
software. Podemos entender software como sendo toda a parte inteligível que compõe o sistema
de processamento de dados.
Podemos classificar o software em três grupos:
Programas são arquivos de comandos que, quando carregados na memória, são executados
sequencialmente pelo hardware do seu computador. São exemplos de programas:
• Processadores de textos (Word),
• Planilhas eletrônicas (Excel),
• O sistema de folha de pagamento que calcula e emite o seu contra-cheque todo final de
mês, etc.

Sistemas Operacionais representam uma categoria especial de programas que, quando instalados
em um computador, permitem que outros programas sejam executados. Um bom exemplo disto é o
sistema operacional Windows da Microsoft. Mas existem outros:
• MS-DOS,
• Windows NT,
• UNIX,
• Linux.

O sistema operacional funciona como um intérprete entre a sua língua e o idioma que o seu
computador entende.

Documentos são arquivos que contém, em vez de comandos, informações processadas ou a


serem processadas.

Para consolidar estes conceitos, imagine que você esteja utilizando o Microsoft Word (processador
de textos) para redigir um relatório para o seu gerente. Neste caso você estará utilizando três
softwares diferentes:
• Sistema Operacional (Windows),
• Processador de Textos (Word), Documentos

Programas Freeware

Categoria de programas que são distribuídos livremente pela Internet. Quem usa não precisa
pagar qualquer quantia ao desenvolvedor.

Programas Shareware

Categoria de programas que são utilizados por um determinado período e após esse período deve
ser paga uma taxa de registro para o desenvolvedor. A ação que este tipo de programa irá realizar
após expirado o tempo varia de programa para programa, alguns param de funcionar enquanto
outros simplesmente ficam exibindo mensagens de advertência.

Sistemas Aplicativos
Sistemas Aplicativos são softwares que o usuário utiliza para realizar algo que ele precisa ou
simplesmente deseja fazer. O termo "aplicativo" surgiu da idéia de que, com esse grupo de
softwares, o usuário está "aplicando" o computador na solução de um problema.
Os Sistemas Aplicativos podem ser divididos em dois grandes grupos:
•Sistemas Aplicativos Genéricos e
•Sistemas Aplicativos Específicos.

Sistemas Aplicativos Genéricos


Sistemas Aplicativos Genéricos são aqueles que, como indica o seu nome, são úteis para realizar
tarefas genéricas como processar texto, elaborar planilhas financeiras, criar e gerenciar bancos de
dados, gerar gráficos, e estabelecer comunicação entre dois computadores.

Processadores de Texto
Processadores de Texto representam, hoje, a aplicação mais popular dos computadores pessoais.
As máquinas de escrever, mesmo as elétricas e eletrônicas, estão desaparecendo do mercado à
medida que aumenta a venda de computadores pessoais. Processadores de Texto são os
softwares que permitem que os computadores pessoais substituam - com enormes vantagens - as
máquinas de escrever. Existem vários no mercado hoje, quase todos de excelente qualidade. O
mais popular se chama Microsoft Word, e é produzido pela Microsoft Corporation. Esse software
faz parte do conjunto integrado de aplicativos chamado Microsoft Office, que, além de Microsoft
Word, contém os aplicativos Microsoft Excel (Planilha Eletrônica), Microsoft Access (Gerenciador
de Bancos de Dados) e Microsoft PowerPoint (Gerador de Apresentações), que serão discutidos
em seguida.

Originalmente destinados a processar apenas texto, os melhores Processadores de Texto de hoje,


como Microsoft Word, são verdadeiros compositores de documentos, admitindo nestes não só
texto, propriamente dito, mas, também, tabelas, gráficos e desenhos. Contudo, o nome -
Processador de Texto - permaneceu, até porque o texto continua a ser o principal ingrediente de
um documento, os restantes exercendo funções complementares.

As principais tarefas que um Processador de Texto permite realizar são:

A Introdução de texto no computador - a introdução do texto no computador normalmente se faz


pela digitação de texto através do teclado.
A edição do texto - editar um texto é modificá-lo, seja por acréscimo, seja por eliminação, seja por
mera substituição, seja por mudança de local de blocos de texto.
A formatação do texto - formatar um texto é, como sugere a expressão, dar-lhe uma forma
própria. O processo de formatação de um texto pode se aplicar a diferentes componentes do texto.
A inclusão de tabelas, gráficos e desenhos - já se foi o tempo em que um documento
processado por computador era apenas texto, nada mais. Hoje esses documentos incluem tabelas,
gráficos e desenhos. Cada um desses "objetos" (esse o termo técnico que lhes é dado) tem
características de formatação próprias.
A impressão do texto - por fim, a finalidade maior de um processador de texto é permitir que o
documento criado, editado, formatado e enriquecido com tabelas, gráficos e desenhos seja
impresso. Processadores de texto permitem que a impressão do documento seja feita de forma
simples, dando ao usuário a opção de definir o tamanho do papel, a orientação da impressão (se
em formato "retrato", ou vertical, ou em formato "paisagem", ou horizontal), o número de páginas a
ser impresso, etc. É possível também imprimir apenas algumas páginas selecionadas ou mesmo
uma seção que compreenda somente uma parte de uma página.

Planilhas Eletrônicas

Se o foco de processadores de texto são documentos em que texto é o principal ingrediente, o foco
dos softwares aplicativos chamados de Planilhas Eletrônicas são planilhas em que números são o
principal ingrediente. Microsoft Excel, da Microsoft Corporation, é, hoje, a Planilha Eletrônica mais
popular do mercado. Como Microsoft Word, Microsoft Excel faz parte do conjunto integrado de
aplicativos chamado Microsoft Office.

Quem trabalha com números, principalmente na área de finanças, não tem a menor dificuldade em
entender planilhas, pois elas são extremamente populares. Uma planilha é, na realidade, uma
matriz, composta de um certo número de colunas (geralmente 256, denominadas pelas letras do
alfabeto, que vão sendo combinadas, indo de A até geralmente IV) e linhas (geralmente 16.384,
denominadas por números), onde a intersecção de uma coluna e uma linha define uma célula da
planilha (havendo 4.194.304 células numa planilha que tenha as dimensões descritas, ou seja, 256
colunas e 16.384 linhas). Dificilmente se chega a planilhas extremamente grandes, até porque é
possível dividir o que seria uma enorme planilha em várias planilhas menores e, depois, consolidá-
las.
Numa planilha típica, por exemplo, as linhas podem representar os vários elementos de despesa e
as colunas os vários meses do ano, de modo que se possa ter um quadro comparativo de quanto
uma empresa está gastando, mês a mês, nas várias categorias em que são classificadas as suas
despesas.

Em outra planilha típica as linhas podem representar os funcionários da empresa e as colunas o


salário base por hora, as horas regulares trabalhadas no mês, as horas adicionais, outros
adicionais (salário família, por exemplo), descontos (INSS, IRPF, etc.), salário líquido, e assim por
diante.

Seria possível categorizar as funções de uma Planilha Eletrônica de maneira semelhante à


utilizada para Processadores de Texto: introduzir conteúdo nas células, editar esse conteúdo,
formatar o produto que será exibido, e imprimir a planilha formatada. Contudo, a grande vantagem
de planilhas eletrônicas está na automatização do processo de cálculo. Por isso, adotar-se-á uma
abordagem diferente neste caso.

A Construção de Fórmulas
O fato mais importante de uma planilha é que o conteúdo de suas células pode ser uma fórmula.
Uma fórmula, em uma determinada célula, permite utilizar o produto de outras células para compor
expressões aritméticas, algébricas e lógicas, cujo produto vai ser exibido nesta célula. Também
fórmulas precisam ser precedidas do sinal de igual (=), pois doutra forma a Planilha Eletrônica as
interpreta como constantes alfanuméricas. Assim, se o conteúdo da célula A2 for 20,00, conteúdo
da célula B2 for 50, e o conteúdo da célula C2 for a fórmula =A2*B2 (o asterisco indicando a
operação de multiplicação), o produto dessas células será 1000,00.

O Uso de Funções

Funções são fórmulas pré-definidas. Se, por exemplo, na décima primeira célula após uma série de
dez células numéricas, se deseja incluir o Desvio Padrão dessa série de números, há uma função
pré-definida, que simplifica o trabalho do usuário. Este pode nem se lembrar de qual a fórmula que
precisa ser usada para calcular o desvio padrão: a Planilha Eletrônica tem uma função que faz isso
automaticamente.

A Geração de Gráficos

As Planilhas Eletrônicas disponíveis no mercado, e Microsoft Excel em particular, possuem


recursos gráficos que permitem ao usuário gerar gráficos que representem os dados numéricos
constantes das planilhas. Especificado o conjunto de células que contém a série de informações
que deve ser representada graficamente, é possível gerar um gráfico com extrema facilidade,
bastando, para isso, clicar em um ícone ou selecionar uma opção do menu. Uma vez gerado o
gráfico, é possível modificar o tipo de gráfico (colunas, barras, linhas, pontos, pizza, etc.), modificar
a fonte de dados, fazendo com que outra série de informações seja representada graficamente,
etc.

Gerenciadores de Bancos de Dados

Gerenciadores de Bancos de Dados são softwares aplicativos que permitem ao usuário criar e
gerenciar bancos de dados. Mais precisamente, Gerenciadores de Bancos de Dados permitem que
as informações armazenadas em bancos de dados computadorizados possam ser ordenadas e
recuperadas, segundo vários critérios, processadas, segundo várias regras, exibidas na tela e
impressas em papel, nas formas desejadas pelos usuários (até mesmo na forma de gráficos).

Microsoft Access é um dos mais conceituados Gerenciadores de Bancos de Dados do mercado.


Foi desenvolvido e é comercializado pela Microsoft Corporation e faz parte do conjunto integrado
de aplicativos chamado Microsoft Office, da mesma forma que Microsoft Word e Microsoft Excel, já
vistos, e Microsoft PowerPoint, que será discutido em seguida.
Bancos de Dados
Um banco de dados é um conjunto de informações, relacionadas entre si, sobre um determinado
tópico, assunto, ou entidade. Um banco de dados computadorizado é um conjunto de informações,
relacionadas entre si, sobre um determinado tópico, assunto, ou entidade, que é armazenado em
disco ou fita, em um ou mais de um arquivo. O que essa definição implica é que, para serem
apropriadamente chamadas de banco de dados, as informações devem estar, de alguma maneira,
direta ou indiretamente, relacionadas umas com as outras. Em outras palavras, elas devem, em
princípio, possuir algum ponto em comum.

Geradores de Apresentações

Um Gerador de Apresentações é um software aplicativo que permite ao usuário tanto preparar


slides para fazer uma apresentação como fazer a própria apresentação com os slides que
preparou. Um dos mais populares Geradores de Apresentações hoje é Microsoft PowerPoint, que,
como Microsoft Word, Microsoft Excel, e Microsoft Access, faz parte do conjunto Microsoft Office,
da Microsoft Corporation.

Um Gerador de Aplicações possui recursos que permitem ao usuário definir o chamado "slide
mestre" da apresentação, ou seja, o slide cujo estilo ou padrão determina o estilo dos outros slides.
No slide mestre é possível definir a cor de fundo dos slides, a fonte (tipo gráfico), corpo (tamanho)
e cor das letras que serão usadas, nos títulos e nos vários níveis do slide, a forma de apresentação
do slide (se todos os itens aparecem de uma vez ou um item por vez), os efeitos de transição (a
forma em que se passa de um slide para outro), etc. Definido o slide mestre, todos os slides
gerados para aquela apresentação terão basicamente o mesmo formato.

Geralmente se trabalha em um slide de cada vez. Porém é possível exibir vários deles de uma só
vez, sem formatação, para facilitar a digitação do texto, ou com formatação, mas em tamanho bem
reduzido, para permitir o seu reordenamento.

Os Geradores de Apresentação hoje possuem ferramentas que permitem ao usuário criar


desenhos para ilustrar suas apresentações. Essas ferramentas são representadas por ícones que
facilitam o desenho das formas geométricas básicas (quadrados, retângulos, círculos, elipses) bem
como formas irregulares, flechas, estrelas, etc. Pintar as formas desenhadas é algo que pode ser
feito com dois ou três cliques do mouse. Além de tudo isso, a maior parte dos Geradores de
Apresentação vem com uma coleção grande de "clip arts", ou seja, desenhos prontos que podem
ser inseridos nos slides.
Alguns dos Geradores de Apresentação, como Microsoft PowerPoint, possuem ferramentas
especializadas, como desenhistas de gráficos comerciais, organogramas, fluxogramas, gráficos de
Gantt, etc., que facilitam sensivelmente o trabalho do usuário.

Gerenciadores de Comunicações

Gerenciadores de Comunicações são softwares aplicativos que permitem que o usuário conecte o
seu computador com outros computadores, geralmente através de linhas telefônicas, para os mais
diferentes fins, tais como: pesquisar e recuperar informações em bancos de dados remotos, trocar
arquivos com outros usuários, enviar ou receber mensagens eletrônicas, enviar ou receber faxes,
etc.

Para conectar um computador com outro, ambos os computadores precisam possuir um modem
(ver discussão dos periféricos), ter acesso a uma linha telefônica, e estar executando um software
aplicativo Gerenciador de Comunicações (que não precisa ser o mesmo nos dois computadores:
basta que os softwares saibam como se comunicar).
Gerenciadores de Comunicações eram, até pouco tempo, softwares utilizados apenas por
hobbystas. Hoje em dia, porém, dada a popularidade de sistemas de correio eletrônico e de acesso
on-line a informações, e dada a onipresença da Internet, esses aplicativos estão entre os mais
vendidos do mercado.

Sistemas Aplicativos Específicos

Na categoria de Sistemas Aplicativos Específicos podemos colocar dois tipos de software:


sistemas voltados para profissionais especializados e sistemas voltados para atividades
específicas. A discussão aqui será bem mais sucinta do que no caso de Sistemas Aplicativos
Genéricos porque o uso de Sistemas Aplicativos Específicos é menos generalizado.

Sistemas Voltados para Profissionais Especializados

Denominam-se aqui Sistemas Voltados para Profissões Especializadas os softwares voltados para
atender as necessidades de profissionais especializados, como, por exemplo, os que trabalham
com artes gráficas, projetos gráficos, e mesmo médicos, dentistas, etc. Serão descritos
rapidamente aqui sistemas voltados para profissionais de artes gráficas - os Sistemas de
Editoração Eletrônica - e sistemas voltados para profissionais de projetos gráficos - os Sistemas de
Computação Gráfica (especialmente CAD).

Sistemas de Editoração Eletrônica

A introdução do computador na área de editoração deflagrou uma revolução que ainda está em
pleno curso. Tarefas que antes exigiam vários profissionais, trabalhando com tecnologias bastante
diferentes, podem agora ser realizadas de maneira integrada em um só ambiente de trabalho.

Os Sistemas de Editoração Eletrônica buscam capacitar profissionais de artes gráficas a utilizar o


computador para produzir e formatar textos; criar ilustrações e gráficos; digitalizar e tratar imagens
fotográficas; separar e calibrar cores; diagramar páginas, documentos, cartazes, etc.; preparar arte
final; imprimir originais em poliéster ou acetato através de impressoras de alta qualidade.

Vários softwares normalmente se unem para constituir um Sistema de Editoração Eletrônica. Entre
eles estão:
• Processadores de Texto (como Microsoft Word, já discutido atrás) para digitar o texto,
• Ilustradores (como Corel Draw) para ilustrar os documentos com desenhos e gráficos,
• Sistemas de Tratamento de Fotografias (como Adobe PhotoShop) para retocar fotografias e
calibrar cores,
• e Sistemas de Diagramação (como Aldus PageMaker) para compor e formatar as páginas do
documento.

Sistemas de Computação Gráfica

O desenvolvimento de projetos gráficos (CAD) tem sido uma das aplicações mais nobres do
computador. Muito utilizados nas áreas de arquitetura, engenharia civil, microeletrônica (placas de
circuitos, circuitos integrados), etc., esses projetos até há bem pouco tempo só podiam ser
desenvolvidos em caros equipamentos especializados. Hoje, porém, é possível desenvolvê-los em
microcomputadores.
Sistemas de Computação Gráfica preparam profissionais de projetos gráficos para usar
ferramentas que lhe permitirão aumentar a sua produtividade e melhorar a qualidade de seu
trabalho.

No desenvolvimento de projetos, a simulação de terceira dimensão e a animação se tornam, hoje,


recursos extremamente valiosos para a visualização de ambientes, constituindo-se, talvez, nos
fatores mais importantes do marketing de projetos de CAD, principalmente nas áreas de arquitetura
e engenharia civil. Através de simulação de terceira dimensão e de animação é possível elaborar
maquetes eletrônicas e simular interiores que os clientes dos projetos podem "percorrer em
passeios virtuais".

Vários softwares normalmente se unem para constituir um Sistema de Computação Gráfica. Entre
eles estão: Sistemas de "Computer-Assisted Design" / CAD (como Autodesk AutoCAD) para
elaborar projetos gráficos em duas ou três dimensões, Sistemas de Simulação de 3D (como
Autodesk 3D Studio) para tornar mais realista e sofisticada a simulação da terceira dimensão, e
Sistemas de Animação (como Autodesk Animator Pro) para realizar animações.

Sistemas Voltados para Atividades Específicas

Neste caso incluem-se os vários sistemas, bastante conhecidos, que automatizam atividades
específicas como Sistemas de Contabilidade, Sistemas de Folha de Pagamento, Sistemas de
Controle de Pessoal, Sistemas de Controle de Estoque, etc. Dado o fato de que são bem
conhecidos, não é necessário detalhar as funções básicas desses sistemas.

Ferramentas de Desenvolvimento

Ferramentas de Desenvolvimento são softwares que ajudam os profissionais da área de


informática a desenvolver sistemas aplicativos. Os softwares geralmente designados como
Ferramentas de Desenvolvimento podem ser classificados em várias categorias. As duas
principais, que serão discutidas aqui, são Linguagens de Programação e Sistemas de Autoria.

Tipos de Computadores

Existem inúmeros termos para descrever computadores. Muitos desses termos envolvem tamanho,
tipo de uso ou capacidade do computador. O termo computador pode ser aplicado a qualquer
dispositivo que possua internamente um microprocessador, mas a maioria das pessoas imagina
um computador como um equipamento que recebe dados dos usuários através de um mouse ou
teclado, processa essa entrada de alguma forma e apresenta os resultados em um monitor.

• PC - o computador pessoal (PC) define um computador de uso geral construído para o uso de
uma pessoa. Embora um Mac seja um PC, muitas pessoas relacionam o termo com sistemas que
utilizam o sistema operacional Windows. Os PCs foram primeiramente conhecidos como
microcomputadores, pois eram computadores completos, mas construídos em escala menor que
os grandes equipamentos então usados em muitas empresas.

• Computador de mesa/Desktop - um PC que não foi projetado para ser portátil. A expectativa
com os sistemas de computadores de mesa era a de que fossem instalados em um local
permanente. A maioria dos computadores de mesa oferecia mais potência, espaço de
armazenamento e versatilidade que os portáteis e por um custo menor.

• Laptop - também chamados notebooks, os laptops são computadores portáteis que integram
monitor, teclado, dispositivo de apontamento ou trackball, processador, memória e disco rígido em
um empacotamento, operado por bateria, ligeiramente maior do que um livro de capa dura.

• Palmtop - mais conhecido como Assistentes Pessoais Digitais (PDAs - Personal Digital
Assistents), os palmtops são computadores integrados e compactos que freqüentemente usam
memória flash em vez de unidade rígida de armazenamento. Esses computadores geralmente não
possuem teclados, mas sim uma tela sensível ao toque, tecnologia usada para a entrada de dados.
Palmtops são geralmente menores do que um livro de bolso, e muito leves, com uma bateria de
duração razoável. Uma versão ligeiramente maior e mais pesada do palmtop é o computador de
mão (handheld).
• Estação de trabalho - um computador de mesa que tenha um poderoso processador,
memória e capacidade ampliada para executar um grupo especial de tarefas, como gráficos 3D ou
desenvolvimento de games.

• Servidor - um computador aperfeiçoado para prover serviços para outros computadores em


uma rede. Servidores geralmente possuem processadores poderosos, grande quantidade de
memória e discos rígidos enormes.

• Mainframe - quando surgiram, os mainframes eram grandes computadores que podiam


encher uma sala ou até mesmo um andar inteiro. O tamanho dos computadores diminuiu, sua
capacidade aumentou e o termo mainframe foi abandonado em favor da expressão servidor
corporativo (enterprise server). É possível ouvir esse termo, particularmente em grandes
empresas, para descrever grandes equipamentos processando milhões de transações por dia.

• Minicomputadores - outro termo raramente utilizado hoje, os minicomputadores ficam entre


microcomputadores (PCs) e mainframes (servidores corporativos). Minicomputadores agora são
conhecidos como mid-range servers.

• Supercomputadores - esse tipo de computador pode custar centenas de milhares ou até


milhões de dólares. Apesar de muitos supercomputadores serem formados por sistemas únicos, a
maior parte é composta de múltiplos computadores de alto desempenho trabalhando
paralelamente como um sistema único. Os mais conhecidos supercomputadores são construídos
pela Cray Supercomputers (em inglês).

• Wearable - a última tendência em computação são os computadores que se podem vestir


("computadores usáveis"). São essencialmente aplicações de computadores comuns (e-mail,
banco de dados, multimídia, calendário/agenda) integradas em relógios, celulares, viseiras e até
mesmo em roupas!

EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO

Os gabaritos encontram-se no final


dos exercícios

01. A unidade central de processamento (UCP) é composta de:


a) - Unidade Central de Processamento e Memória de Massa.
b) - Dispositivos ou Unidades de Entrada.
c) - Unidade Central de Processamento e Memória Principal.
d) - Unidade de Controle e Unidade de Lógica e Aritmética.
e) - Periféricos ou Unidades de Entrada/Saída

02. Os periféricos do computador são as/os:


a) - Unidade Central de Processamento e Memória de Massa.
b) - Dispositivos ou Unidades de Entrada.
c) - Unidade Central de Processamento e Memória Principal.
d) - Unidade de Controle e Unidade de Lógica e Aritmética.
e) - Dispositivos ou Unidades de Entrada/Saída
03. A memória principal divide-se basicamente em:
a) - Memória Volátil e Memória de Massa.
b) - Memória Magnética e Memória Secundária.
c) - Memória RAM e Memória ROM.
d) - Memória de Bolha e Memória de Massa.
e) - Memória Alta e Memória Baixa.

04. São memórias auxiliares:


a) - Discos magnéticos e Memória EPROM.
b) - Discos rígidos e Fitas Magnéticas.
c) - Memória RAM e Memória ROM.
d) - Memória de Bolha e Memória Principal.
e) - Memória Alta e Memória Baixa.

05. São periféricos somente de entrada:


a) - Teclado, scanner e leitora de código de barras.
b) - Discos rígidos e Fitas Magnéticas.
c) - Teclado, vídeo e impressora.
d) - Discos magnéticos e memória RAM.
e) - Scanner, plotter e leitora de cartão perfurado.

06. São periféricos somente de saída:


a) - Teclado, scanner e leitora de código de barras.
b) - Discos rígidos e Fitas Magnéticas.
c) - Vídeo, impressora laser e plotter.
d) - Discos magnéticos e memória RAM.
e) - Scanner, plotter e leitora de cartão perfurado.

07. São periféricos magnéticos de entrada/saída:


a) - Teclado, scanner e leitora de código de barras.
b) - Discos rígidos e Fitas Magnéticas.
c) - Vídeo, impressora laser e plotter.
d) - Discos magnéticos e memória RAM.
e) - Scanner, plotter e leitora de cartão perfurado.

08. Em um computador tipo PC, na mesma interface IDE que um HD (Hard Disk ou disco
rígido), pode estar conectado(a) também:
a) uma unidade de disco flexível (disquete);
b) uma impressora;
c) uma unidade de CD-ROM;
d) um mouse;
e) um scanner.

09 - Uma impressora deve ser conectada a um computador tipo PC através de uma interface:
a) IDE;
b) PCI;
c) SCSI;
d) paralela;
e) ISA.

10. A velocidade dos processadores dos microcomputadores atuais é normalmente medida


em:
A) Hertz ou Hz.
B) Gigahertz ou GHz.
C) Quilobyte ou Kb.
D) Megabyte ou Mb.
E) Gigabyte ou Gb.

11. Os computadores têm hardware e software. Pode-se dizer que:

a) Hardware é o conjunto de programas desenvolvidos pelo usuário e software é o sistema


operacional.

b) Hardware é o computador físico (unidade central de processamento e demais equipamentos).


Software é o conjunto de programas, instruções e tarefas que a máquina pode executar.

c) Hardware é a infra-estrutura utilizada pelo computador (rede elétrica, rede lógica etc.). Software
é o conjunto de máquinas e equipamentos que compõem o computador em si (unidade central de
processamento, teclado, mouse etc.).

d) Hardware é o disco rígido (hard disk), também conhecido como winchester. Software é o disco
flexível (soft disk), também conhecido como disquete.

12. A vantagem de utilizar o comando DISKCOPY do DOS, para fazer cópias de segurança
dos arquivos, ao invés do comando COPY do DOS, é que o DISKCOPY:
a) copia os arquivos, atualizando e eliminando os dados com defeito.
b) copia todo o disco de uma só vez, ao invés de copiar um arquivo de cada vez.
c) copia um arquivo de cada vez, ao invés de copiar todo o disco.
d) aumenta a capacidade de armazenagem de dados do disco que recebe a cópia.

13. Considerando memórias RAM estáticas e dinâmicas, é correto afirmar que:


a) memória estática é mais rápida que memória dinâmica.
b) memória estática é mais barata que memória dinâmica.
c) memória estática tem menor consumo que memória dinâmica.
d) memória estática apresenta maior capacidade (para o mesmo espaço) que memória dinâmica.

14. Uma das fases do ciclo de vida de um sistema é a:


a) comercialização
b) reengenharia
c) produção
d) pesquisa de mercado

15. Entre as medidas diretas do processo de engenharia de software, incluem-se:


a) custo e esforço aplicados
b) funcionalidade e eficiência
c) qualidade e confiabilidade
d) complexidade e qualidade

16. Em um certo computador, a largura do feixe de endereços do barramento entre o


processador e a memória principal é de 32 bits. Pode-se afirmar que:

a) o processador pode endereçar até um máximo de 4 Giga bytes na memória;

b) a memória principal tem capacidade máxima de 4 Giga bytes;

c) o processador pode endereçar até um máximo de 4 Giga (1 Giga = 109) posições de memória;

d) a memória principal tem capacidade máxima de 2 Giga palavras;

17. Realiza uma intermediação na comunicação entre Processador e Memória RAM, a fim de
torná-la mais rápida nas operações repetidas, estamos falando de:
a) Disco Rígido
b) Memória Cache
c) Driver de Impressora
d) Antimemória

18. Assinale a alternativa que preenche correta e respectivamente as lacunas do texto


abaixo.
“Através do …………, podemos configurar opções que serão utilizadas tanto pelo ……… (como
habilitar ou desabilitar o teste de memória) como pelo …………. (informando, por exemplo, o tipo
de unidade de disquete instalada).”
A opção que melhor preenche as lacunas é dada por:
a) Setup - POST - BIOS
b) POST - Setup - CMOS
c) CMOS - SCSI - ROM
d) Setup - BIOS - POST

19. Assinale a opção que melhor explica o significado do termo Byte.


a) Conjunto de palavras.
b) Menor unidade de endereçamento de memória.
c) Menor unidade de armazenamento na memória.
d) Conjunto de 8 bits.

20. A taxa de transferência de uma unidade de CD-ROM de dupla velocidade (2x) é de:
a) 150 Kbps
b) 900 Kbps
c) 600 Kbps
d) 300 Kbps

21. Realiza uma intermediação na comunicação entre Processador e Memória RAM, a fim de
torná-la mais rápida nas operações repetidas, estamos falando de:
a) Disco Rígido
b) Memória Cache
c) Driver de Impressora
d) Antimemória

22. Selecione a alternativa que contém a resposta correta para a seguinte pergunta.
É possível fazer um upgrade de um computador com um Pentium III para um Pentium 4
trocando somente o processador ?
a) Sim, pois ambos processadores usam as mesmas placas-mãe.
b) Só se a placa-mãe conseguir trabalhar a 1 GHz.
c) Só se a placa-mãe conseguir trabalhar com memória RAMBUS.
d) Não, pois estes processadores usam modelos diferentes de placa-mãe.

23. A memória é organizada em uma hierarquia na qual a memória mais densa oferece a
pior performance, enquanto a memória menos densa oferece uma melhor performance. Para
se unir estes resultados o princípio da localidade é explorado no cache e na memória
virtual. Com relação aos tipos de memória e suas características de acesso é correto afirmar
que :

a) a memória virtual paginada e a memória cache, quando usadas no mesmo computador,


apresentam velocidade de acesso e desempenho semelhantes, mas com capacidades de
armazenamento diferentes.

b) quando um programa referencia uma posição de memória, é provável que referencie a mesma
posição de memória novamente em breve. Este princípio é conhecido como localidade temporal.
c) a localidade espacial acontece porque os programas gastam muito do seu tempo em iterações
ou em recursividade.

d) uma das principais características do princípio da localidade temporal, bastante utilizado para
aumentar o desempenho de um computador, é a tendência de se armazenar os dados em
posições contíguas.

24. Um dos mais importantes comandos do MS-DOS é o CONFIG.SYS, cuja função


primordial é:

a) configurar os arquivos de programas e de dados ajustando-os ao sistema operacional.

b) configurar as memórias alta e baixa adaptando-as ao processador do sistema operacional.

c) configurar o sistema operacional e alocar os recursos de hardware ao tamanho dos softwares


disponíveis.

d) definir os controladores de dispositivo e a configuração do sistema operacional.

25. Um dos pacotes gráficos mais eficientes e utilizados atualmente é o:


a) CorelDraw
b) Excel
c) Microsoft Word
d) Visual Basic

26. Assinale a afirmativa correta:


Com relação ao software dos computadores, é correto afirmar:

a) A Linguagem de Máquina é universal e única, conseqüentemente é entendida por todos os


computadores.

b) Os interpretadores das linguagens de programação geram programas FONTE para


processamento pelos computadores.

c) Os interpretadores e compiladores das linguagens de programação geram programas FONTE


para processamento pelos computadores.

d) Os compiladores das linguagens de programação geram programas OBJETOS para


processamento pelos computadores.

27. O processamento on-line de resposta suficientemente rápida para que os resultados


sejam produzidos a tempo de influenciar o processo que está sendo dirigido ou controlado
é o:
a) processamento em tempo real.
b) sistema operacional.
c) sistema de memória cache.
d) processamento em lote.

28. No que se refere a hardware de microcomputadores do tipo PC e de seus periféricos,


assinale a opção correta.

a) Todos os discos rígidos utilizados em microcomputadores atuais utilizam gravação óptica.

b) Existem atualmente microcomputadores do tipo PC com capacidade de memória RAM superior


a 500 mil bytes.
c) Apesar de as impressoras matriciais de impacto terem uma qualidade gráfica pior que as
impressoras a laser, uma grande vantagem das primeiras sobre as segundas é que aquelas têm
sempre uma velocidade de impressão maior que estas.

d) A função da placa de modem é controlar os sinais que vão do computador para o monitor de
vídeo.

29. Assinale a alternativa que contém uma afirmação verdadeira.

a) O esquema de interrupções usado por placas ISA não permite o compartilhamento de


interrupções.

b) Diferentemente das interrupções, os canais de DMA do barramento ISA podem ser utilizados por
mais de um dispositivo.

c) Barramentos PCI são sempre de 32 bits.

d) Periféricos ISA, diferentemente de periféricos PCI, não têm capacidade de se auto-configurar.

30. Software:
a) ciência que estuda o processamento automático da informação;
b) parte física do computador;
c) apenas os programas que podem ser armazenados pelo computador;
d) programas de dados que podem ser armazenados no computador;

31. A unidade de medida da resolução de uma impressora é dada em:


a) CPS
b) BPM
c) PPM
d) DPI

32. Assinale a afirmativa correta:


Sobre o hardware utilizado para armazenamento de dados e informações nos
computadores, podemos afirmar:

a) Os discos magnéticos são unidades exclusivamente de saída e servem para armazenar os


arquivos e banco de dados das aplicações nos computadores.

b) Todo disco magnético e CD-ROM, nos ambientes de microcomputadores, podem ser re-
utilizados (regravados).

c) Os arquivos de dados e de aplicações são gravados nos discos magnéticos e no CD-ROM numa
estrutura constituída por trilhas concêntricas.

d) Os arquivos de dados e de aplicações são gravados nos discos magnéticos numa estrutura
constituída por trilhas concêntricas, todas com a mesma capacidade de armazenamento.

33. A principal diferença entre um processador de 450 MHz equipado com memória cache e
um segundo, também de 450 MHz, sem memória cache, está na:
a) velocidade de acesso ao disco rígido.
b) velocidade de acesso à memória RAM.
c) capacidade de armazenamento na memória RAM.
d) velocidade final de processamento.

34. O chefe da seção onde trabalha um auxiliar judiciário solicitou-lhe que descrevesse as
especificações de um microcomputador a ser adquirido pelo órgão, para que fosse utilizado
para os trabalhos do dia-a-dia da seção, incluindo acesso à Internet. Entre as opções
abaixo, assinale aquela que estaria correta como resposta a essa solicitação.

a) microcomputador Pentium III, memória RAM de 1.028 megabytes, monitor de 17", HD de 20


gigabits, placa de vídeo de 4 megabits, fax modem de 56 bits/s, CDROM de 10x e Windows 98 pré-
instalado.

b) microcomputador Pentium III, memória RAM de 64 megabytes, monitor de 17", HD de 20


gigabytes, placa de vídeo de 4 gigabytes, fax modem de 8 kilobits/s, CDROM de 10x e Windows 98
pré
instalado.

c) microcomputador Pentium II, memória RAM de 64 megabytes, monitor de 14", HD de 20


gigabits, placa de vídeo de 4 megabits, fax modem de 56 bytes/s, CDROM de 52x e Windows 2000
pré-instalado.

d) microcomputador Pentium III, memória RAM de 64 megabytes, monitor de 17", HD de 20


gigabytes, placa de vídeo de 4 megabytes, fax modem de 56 kilobits/s, CDROM de 52x e Windows
2000 pré-instalado.

35. Considerando as afirmações a seguir, selecione a alternativa correta.

a) O termo Software está relacionado aos componentes físicos conectados ao computador, tais
como: periféricos de entrada e saída, carcaça, placas e cabos.

b) Os equipamentos utilizados para introduzir informações no computador denominam- se


periféricos de entrada. Como exemplo de um periférico de entrada pode-se citar o mouse.

c) À parte lógica de um computador, isto é, ao conjunto de instruções, desenvolvido por fabricantes


ou por usuários comuns, que controlam a operação dos computadores, dá-se o nome de hardware.

d) O sistema operacional é um conjunto de instruções armazenadas em uma memória somente de


leitura. Sua principal função é prover aplicações específicas para os seus usuários, tais como:
gerenciadores de banco de dados, processadores de texto e planilhas de cálculo.

36. A opção que lista, respectivamente, um sistema operacional, um processador de texto,


uma planilha eletrônica e um gerenciador de bancos de dados é:
a) DOS, File Manager, Office e DBase
b) Windows XP, Excel, VisiCalc e Ingres
c) Windows 95, Windows Explorer, Excel e Internet Explorer
d) Windows 98, Word, Excel e SQL Server
e) Windows 3.1, Word, Excel e Access

37. Dentre as características do Windows (sistema operacional fabricado pela Microsoft),


assinale a alternativa falsa:
a) O Windows é um Sistema Operacional Plug and Play
b) Sua Interface é bastante baseada em texto e comandos digitados
c) É um Sistema que utiliza 32 bits simultâneos para comunicação
d) Permite a execução de mais de uma tarefa, fazendo com que o usuário possa executar mais de
um programa ao mesmo tempo.

38. Dispositivo periférico com o qual se controla o posicionamento do cursor na tela do


micro:
a) bits
b) modem
c) monitor
d) mouse
e) joystick.

39. No que tange à memória RAM de um microcomputador, podemos afirmar que ela:
a) é a memória de acesso aleatório
b) é a memória de leitura
c) é gravada na fábrica
d) é permanente, ou seja, não volátil
e) tem seu conteúdo apagado somente através de programação

40. Em relação aos principais aplicativos comerciais (edição de textos, planilhas, banco de
dados e software de apresentações), podemos afirmar:
A) O Microsoft Office e o Corel Office são exemplos de suítes de software populares voltados para
usuários de computadores pessoais. Enquanto o primeiro possui um processador de textos, um
programa de planilha eletrônica, um programa de banco de dados e um programa de
apresentação, o segundo tem um forte programa gráfico e não dispõe de um programa de planilha
eletrônica.

B) O Microsoft Office o Corel Office, o Novell Perfect Office e o Lotus SmartSuite são exemplos de
suítes de software populares voltados para usuários de computadores pessoais. Eles são
concorrentes no mercado mundial de aplicativos para microcomputadores e todos possuem: um
processador de textos, um programa de planilha eletrônica, um programa de banco de dados e um
programa de apresentação.

C) O Microsoft Office e o Lotus SmartSuite são exemplos de suítes de software populares voltados
para usuários de computadores pessoais. Enquanto o primeiro possui um processador de textos,
um programa de planilha eletrônica, um programa de banco de dados e um programa de
apresentação, o segundo tem um forte programa de planilha eletrônica e não dispõe de um
programa de apresentação.

D) O Microsoft Office e o Novell Perfect Office são exemplos de suítes de software populares
voltados para usuários de computadores pessoais. Enquanto o primeiro possui um processador de
textos, um programa de planilha eletrônica, um programa de banco de dados e um programa de
apresentação, o segundo tem um forte programa gráfico, não dispõe de um programa de planilha
eletrônica, mas incorpora recursos de rede local da Novell.

E) O Microsoft Office, o Corel Office, o Novell Perfect Office e o Lotus SmartSuite são exemplos de
suítes de software populares voltados para usuários de computadores pessoais. Eles são
concorrentes no mercado mundial de aplicativos para microcomputadores e, destes, apenas o
Microsoft Office e o Lotus SmartSuite possuem: um processador de textos, um programa de
planilha eletrônica, um programa de banco de dados e um programa de apresentação.

41. Assinale a alternativa correta sobre o Sistema Operacional Microsoft Windows:


A) É um software de domínio público.
B) É um sistema operacional multitarefa.
C) Em suas versões recentes, sua instalação padrão inclui diversos utilitários, como o browser
Netscape Navigator.
D) A sua interface é baseada em um padrão de janelas que exibem informações exclusivamente
no modo texto.
E) As últimas versões oferecem suporte a aplicações de 1024 bits.

42. Sobre a informática em geral, assinale a alternativa correta.


a) O tamanho de um disquete de 3½ polegadas que está presente na maioria dos computadores
atuais é de 3,44MB.
b) Todo computador, para se conectar à Internet, precisa de uma placa de rede.
c) Placa de rede, modem e HD são considerados exemplos de hardware.
d) Quando se utilizar o teclado numérico com a tecla Num-Lock desativada, aparecerão apenas
números na tela.
e) O software do Windows responsável pela busca e correção de erros no HD é o desfragmentador
de discos.

43. Sobre o Sistema Operacional Microsoft Windows, considere as afirmativas a seguir.


I. Bloco de Notas, Wordpad, Calculadora e Paint Brush são acessórios do Windows.
II. É um sistema operacional o Microsoft Office.
III. Possui um menu iniciar, onde se encontram atalhos para os softwares que estão instalados no
computador.
IV. Possui um gerenciador de arquivos e pastas, conhecido como Painel de Controle.
Estão corretas apenas as afirmativas:
a) I e II.
b) I e III.
c) III e IV.
d) I, II e IV.
e) II, III e IV.

44. Atualmente uma placa-mãe tem duas portas IDE. Isto permite a conexão de quantos
dispositivos IDE ?
A) 4
B) 2
C) 8
D) 14
E) nda

45. Os tipos de sinais gerados para transmissão podem ser classificados como:
A) paridade ímpar e paridade par
B) analógico e digital
C) binário e hexadecimal
D) dados e aplicativos
E) nda

46. O projeto da memória principal de um certo computador empregou pastilhas (chips) de


memória de 16M x 1, ou seja, com organização interna de 16 Mega (1Mega = 106) posições
de 1 bit cada. Sabendo-se que esta memória lê/escreve dados sempre no formato 32 bits a
cada acesso, pode-se afirmar que:
A) a capacidade mínima possível de ser implementada nesta memória é de 32 Mega bytes;
B) a implementação da memória consumiu 16 pastilhas 16M x 1;
C) a capacidade mínima possível de ser implementada nesta memória é de 64 Mega bytes.
D) a capacidade máxima total da memória é de 16 Mega bytes;
E) nda

47. A memória interposta entre RAM e microprocessador, ou já incorporada aos


microprocessadores, destinada a aumentar a taxa de transferência entre RAM e processador
denomina-se memória:
A) virtual
B) Cache
C) principal
D) secundária
E) nda

48. Um atalho serve para:


A) Integrar documentos.
B) Direcionar a impressão de uma fila para a saída LPT1.
C) Criar automaticamente arquivos e pastas.
D) Facilitar o acesso a programas e arquivos.
E) nda

49. A maioria dos sistemas de arquivos mantém um bit que indica se o arquivo é temporário
ou não. O arquivo marcado como temporário está sujeito a remoção automática quando do
término do processo que o criou. Sabendo-se que o processo poderia apagar todos os
arquivos que achasse necessário no final de sua execução, assinale a alternativa que
aponta a função de tal bit:
A) Arquivos temporários são geralmente acessados com mais freqüência, portanto esse bit é um
aviso ao driver para procurar manter blocos desse arquivo em cache;
B) Esse bit era utilizado em sistemas operacionais primitivos, sendo mantido por razões
históricas e de compatibilidade;
C) Essa informação é utilizada pelo sistema de arquivos em caso de compactação: arquivos
temporários são ignorados porque não permanecerão muito tempo no sistema;
D) Se o programa aborta ou é morto, o sistema saberá que arquivos fechar e que arquivos
apagar, portanto esse bit é útil principalmente em caso de falha do sistema;
E) nda

50. Estou utilizando o DOS e necessito copiar todo o conteúdo de um diretório, incluindo
seus subdiretórios. O mais recomendável é utilizar o comando:
A) TREECOPY
B) XCOPY
C) DIRCOPY
D) XTREE
E) nda

51. Memória cache é:


A) a área de memória destinada à troca de informações entre programas;
B) uma memória não volátil destinada a armazenar o núcleo do sistema operacional;
C) uma memória interposta entre a CPU e a memória RAM para diminuir o tempo médio de
acesso aos dados e instruções;
D) uma memória não volátil destinada a armazenar os aplicativos e os dados de forma
permanente;
E) nda

52. A placa de som é um:


A) circuito impresso que, instalado no computador, converte os sinais de áudio em sinais digitais.
B) dispositivo em que são apresentadas as imagens geradas pelo adaptador de vídeo.
C) circuito eletrônico integrado que reconhece os transistores de áudio.
D) dispositivo permanente de apresentação de som.
E) nda

53. Os vários processos em um sistema operacional devem ser protegidos contra as


atividades uns dos outros. Vários mecanismos garantem que os arquivos, os segmentos de
memória, a CPU e outros recursos possam ser operados apenas pelos processos que
obtiveram autorização adequada do sistema operacional. Com relação aos mecanismos,
políticas e métodos envolvidos neste tipo de proteção, é correto afirmar que:
A) os mecanismos decidem o que será realizado e as políticas determinam como será realizado.
B) o UNIX fornece proteção de leitura, escrita e execução separada para proprietário, grupo e
usuários, para cada arquivo.
C) um direito de acesso consiste em uma permissão apenas para leitura de um arquivo.
D) a matriz de acesso é um modelo geral de proteção que fornece um mecanismo de proteção,
impondo obrigatoriamente uma política de proteção sobre o sistema ou seus usuários.
E) nda

54. Podem ser citados como itens imprescindíveis numa configuração de hardware:
A) Unidade central de processamento, memória, unidade de entrada e unidade de saída.
B) Unidade central de processamento, impressora e programas de proteção antivírus.
C) Kit multimidia, impressora, scanner e sistema de firewall.
D) Memória RAM de 128MB, placa de vídeo de 8MB, disco rígido de 3GB e placa fax-modem de
56kbps.
E) nda

55. Avalie as sentenças abaixo:


I. Todo micro necessita, para conectar à internet, de uma placa de rede.
II. Memória Cache é mais lenta que a memória RAM
III. Os dados gravados na Memória RAM são permanentes
IV. O Drive de disquete é um periférico somente de entrada
Assinale quais as alternativas estão corretas:
A) I e II
B) Nenhuma
C) Todas
D) II e III
E) II e IV

56. Na linguagem da informática, um soquete de conexão para um periférico na placa-mãe


de um computador é genericamente conhecido por:
A) SDRAM;
B) SLOT;
C) EPROM;
D) STICK;
E) BIOS.

57. Para executar uma instrução e passar para outra, um processador demora um
determinado tempo que é denominado:
A) baud.
B) hertz.
C) ciclo de clock.
D) ciclo de instruções.
E) ciclo de processamento.

58. Matricial é o sistema de impressão aplicado nas impressoras do tipo:


A) cadeia.
B) impacto.
C) margarida.
D) jato de tinta.
E) laser.

59. A unidade auxiliar de armazenamento temporário, utilizada para transmitir dados entre
os componentes do microcomputador que trabalham em velocidades diferentes denomina-
se:
A) RAM.
B) pilha.
C) buffer.
D) registrador.
E) barramento.

60. A velocidade dos processadores dos microcomputadores atuais é normalmente medida


em:
A) Megabyte ou Mb.
B) Gigabyte ou Gb.
C) Hertz ou Hz.
D) Gigahertz ou GHz.
E) Quilobyte ou Kb.

61. Sua divisão compreende toda a parte visível do computador - seus fios, cabos, peças e
dispositivos na informática -, estamos nos referindo aos:
A) Softwares
B) Programas
C) Aplicativos
D) Peoplewares
E) Hardwares

62. Dos softwares existentes e imprescindíveis ao funcionamento de seu computador, qual


não pode deixar de existir?
A) Sistemas Operacionais
B) Editores e Processadores de Textos
C) Planilhas eletrônicas
D) Editores Gráficos
E) Antivírus

63. É um sistema operacional integrado e completo que, através de um ambiente gráfico,


facilita o uso do computador pessoal, permitindo aoo usuário executar diversas tarefas
simultaneamente, além de ser compatível com a maioria dos softwares disponíveis no
mercado. Possui alta performance em 32 e 64 bits, segurança, suporte a rede local, sistema
plug and play, multimídia avançada, facilidade de comunicação, impressão, etc.:
A) Ms-dos
B) Linux
C) Unix
D) Windows
E) MC-Os

64. É a capacidade do sistema operacional de executar vários programas ao mesmo tempo:


A) Multitarefa
B) Multi-execução
C) Multitarefa preenptiva
D) Compartilhamento de tarefas
E) Plug and Play

65. São exemplos de softwares básicos:


A) word, excel, access
B) dos, windows 98
C) paint brush, explorer, software para backup
D) sistema operacional e anti-vírus
E) cobol, basic e fortran

66. No computador, sua função é guardar uma informação (dados), sendo que os mesmos
possam ser armazenados de forma permanente ou temporária. Os dispositivos aos quais
nos referimos são:
A) Monitores
B) Teclados
C) Mouses
D) Dispositivos de Memória
E) Arquivos

67. Os micros computadores são formados por diversos hardwares. Entre os seus
principais, podemos citar:
A) Placa mãe ou Motherboard, CPU, Memórias, dispositivos de comunicação e placas auxiliares.
B) Teclado, mouse e monitor.
C) Teclado, mouse, monitor e impressora.
D) Placa mãe ou Motherboard, CPU, Memórias, mouse, monitor e impressora.
E) Teclado, mouse, monitor e impressora, e CPU.

68. São dispositivos de saída:


A) mouse, modem, winchester
B) scanner, modem, disquetes
C) vídeo, winchester, modem
D) leitura ótica, winchester, impressora jato de tinta
E) plotter, joystick, mesa digitalizadora

69. São dispositivos exclusivos de entrada:


A) memória RAM
B) CD-ROM
C) Kit multimídia
D) Discos winchester
E) microprocessadores e cache interno

70. É um tipo de memória não-volátil:


A) RAM
B) ROM
C) Registradores
D) Flip-flop
E) Clock

71. Pequena peça deslizante que movimenta uma flecha no monitor. Com ele você pode
apontar comandos na tela e ativá-los pressionando (clicando) seu botão esquerdo. Estamos
falando de:
A) teclado
B) monitor
C) mouse
D) scanner
E) webcam

72. Faz parte dos componentes básicos de um microcomputador e é composto por:


unidade de controle; unidade lógica; unidade de execução. Seu nome é:
A) motherboard (placa mãe)
B) transistor
C) processador
D) micron
E) teclado

73. O flip-flop armazena um único bit e é conhecido também por:


A) Célula de memória
B) Palavra de memória
C) Capacidade de memória
D) Memória de massa
E) Memória somente de leitura

74. Assinale a alternativa correta:


A) Disquete e winchester formam a memória principal do computador
B) O hardware é a combinação de máquina mais software
C) flip-flop podem alternar sua saída (estados flip ou flop) em função dos parâmetros de entrada e
do tempo decorrido que está associado a pulsos de um relógio (clock), que vai alternar estados
entre 0 e 1 com uma frequência pré-determinada.
D) O hardware são os dispositivos responsáveis apenas pela entrada de dados
E) Os winchesters são memórias voláteis e a memória RAM é não volátil.

75. Através dos Códigos Binários o computador pode representar uma informação em seu
processamento. Quais são em ordem crescente os múltiplos dos Códigos Binários?
A) Bit, Byte, Terabyte, Megabyte, Kilobyte, Gigabyte
B) Byte, Kilobyte, Megabyte, Gigabyte, Terabyte, Bit.
C) Bit, Byte, Kilobyte, Megabyte, Gigabyte, Terabyte.
D) Megabyte, Byte, Kilobyte, Gigabyte, Terabyte, Bit.
E) Byte, Kilobyte, Megabyte, Terabyte, Gigabyte, Bit.

76. Assinale a alternativa incorreta:


A) BIT é um conjunto de 8 Bytes representados pela combinação de 0 e 1
B) Um Byte é igual a 1 caracter
C) Combinando os BITS 0 e 1 são possíveis 256 combinações
D) Um computador que processa palavras de 16 BITS é duas vezes mais rápido que um de 8
BITS.
E) Um BIT representa apenas dois caracteres (0 ou 1)

77. Qual a configuração mínima para instalação do Windows 2000?


A) Micro tipo Pentium 133mhz com 32mb de memória RAM e 2 Gb Hd
B) Micro tipo 386 25mhz com 8mb de memória RAM e monitor SVGA
C) Micro tipo 386 40mhz com 4mb de memória RAM e monitor SVGA
D) Micro tipo 486 Dx2 66mhz com 4mb de memória RAM e monitor SVGA
E) Micro tipo 486 Dx2 66mhz com 4mb de memória RAM e monitor VGA

78. Com relação ao avanço tecnológico dos computadores, tivemos computadores com:
A) Relês, válvulas, processadores Pentium
B) Ábaco, calculadora, relês, válvulas
C) Relês, transistores, válvulas, VLSI
D) Válvulas, relês, capacitadores, transmissores, microprocessadores
E) Relês, válvulas, transistores, microprocessadores, circuitos integrados de alta densidade

79. São dispositivos exclusivos de entrada:


A) memória RAM
B) teclado
C) Kit multimídia
D) impressora
E) microprocessadores e cache interno

80. Os Aplicativos CorelDraw, Adobe Illustrator e Macromedia FreeHand são classificados


como:
A) Softwares de paginação (layout de páginas).
B) Softwares de edição, retoque e tratamento de imagens.
C) Softwares de ilustração vetorial.
D) Sistemas operacionais.
E) nda

81. Os Aplicativos Corel PhotoPaint e Adobe Photoshop são classificados como:


A) Softwares de paginação (layout de páginas).
B) Softwares de edição, retoque e tratamento de imagens.
C) Softwares de ilustração vetorial.
D) Sistemas operacionais.
E) nda
82. Os Aplicativos Adobe Page Maker, Adobe InDesign e QuarkXpress são classificados
como:
A) Softwares de paginação (layout de páginas).
B) Softwares de edição, retoque e tratamento de imagens.
C) Softwares de ilustração vetorial.
D) Sistemas operacionais.
E) nda

83. Os Softwares Windows e Mac OS são classificados como:


A) Softwares de paginação (layout de páginas).
B) Softwares de edição, retoque e tratamento de imagens.
C) Softwares de ilustração vetorial.
D) Sistemas operacionais.
E) nda

84. Uma pastilha de semicondutor onde se monta um circuito integrado é denominada:


A) válvula
B) transistor
C) placa
D) firmware
E) chip

85. É um Periférico de Entrada e saída que auxilia na comunicação com outros


computadores através da linha telefônica, estamos falando de:
A) Fax
B) Placa de Som
C) Modem
D) Placa de Rede
E) HD

86. Na seguinte especificação de um computador - Pentium III 550 Mhertz, 128 MB, HD de 8
GB, Cache 512 K - é correto afirmar que:
A) 550 Mhertz refere-se à BIOS
B) Pentium III refere-se ao clock
C) HD de 8 GB refere-se ao processador
D) 128 MB refere-se à memória RAM
E) 128 MB é velocidade da conexão de internet discada.

87. Com relação aos termos e aos dispositivos da área de informática, assinale a opção
correta:
A) O termo firmware refere-se aos componentes físicos de um equipamento. O firmware inclui
chips, teclado, vídeo, drives, etc.
B) A sigla ROM refere-se à memória de uso transitório, cujos dados são apagados sempre que o
equipamento é desligado.
C) No programa Windows, as dimensões 640x480 pixels, 800x600 pixels e 1024x768 pixels
referem-se às propriedades do vídeo.
D) O conjunto de instruções que tornam o computador uma máquina capaz de responder aos
comandos de um usuário para as mais diversas finalidades é denominado hardware.
E) As caixas de de som são um dispositivo de entrada e saída.

88. Analise as seguintes afirmações relativas a conceitos básicos de informática.


I. Um byte pode ter 8, 16, 32 ou mais bits, dependendo do modelo e características do processador
utilizado.
II. A ligação entre os vários componentes, via placa-mãe, é feita por meio de conjunto de trilhas
paralelas. Esse conjunto recebe o nome de Barramento.
III. Um slot padrão PCI só pode aceitar placas no padrão PCI.
IV. RAM é uma memória de acesso randômico, formada por pentes de chips ligados à placa-mãe,
onde são guardados temporariamente dados e comandos de que a CPU esteja fazendo uso num
determinado momento. Ao se desligar o computador, o conteúdo da memória RAM é perdido.
Indique a opção que contenha todas as afirmações acima verdadeiras.
A) II, III e IV
B) I e IV
C) I, II e III
D) II e IV
E) nda

89. A memória é organizada em uma hierarquia na qual a memória mais densa oferece a
pior performance, enquanto a memória menos densa oferece uma melhor performance. Para
se unir estes resultados o princípio da localidade é explorado no cache e na memória
virtual. Com relação aos tipos de memória e suas características de acesso é correto afirmar
que :
A) a memória virtual paginada e a memória cache, quando usadas no mesmo computador,
apresentam velocidade de acesso e desempenho semelhantes, mas com capacidades de
armazenamento diferentes.
B) uma das principais características do princípio da localidade temporal, bastante utilizado para
aumentar o desempenho de um computador, é a tendência de se armazenar os dados em
posições contíguas.
C) a localidade espacial acontece porque os programas gastam muito do seu tempo em iterações
ou em recursividade.
D) quando um programa referencia uma posição de memória, é provável que referencie a mesma
posição de memória novamente em breve. Este princípio é conhecido como localidade temporal.
E) nda

90. 128 MB de memória é a quantidade de armazenamento de dados padrão para os


computadores atuais, esta memória que falamos é:
A) Memória de Disco
B) Memória RAM
C) Memória Auxiliar
D) Memória Cache
E) Memória ROM

91. A opção que lista, respectivamente, um sistema operacional, um processador de texto,


uma planilha eletrônica e um gerenciador de bancos de dados é:
A) DOS, File Manager, Office e DBase
B) Windows 98, Word, Excel e SQL Server
C) Windows 95, Windows Explorer, Excel e Internet Explorer
D) Windows 95, Excel, VisiCalc e Ingres
E) nda

92. As duas principais funções dos Sistemas Operacionais são:


A) permitir o compartilhamento de recursos de forma organizada e protegida e executar tarefas
repetitivas de forma eficiente e rápida;
B) promover a correta utilização dos recursos disponíveis aos usuários e permitir o
compartilhamento de recursos de forma organizada e protegida;
C) facilitar o acesso aos recursos do sistema e permitir o compartilhamento de recursos de forma
organizada e protegida;
D) facilitar o acesso aos recursos do sistema e promover a correta utilização dos recursos
disponíveis aos usuários;
E) nda

93. A maioria dos sistemas de arquivos mantém um bit que indica se o arquivo é
temporário ou não. O arquivo marcado como temporário está sujeito a remoção automática
quando do término do processo que o criou. Sabendo-se que o processo poderia apagar
todos os arquivos que achasse necessário no final de sua execução, assinale a alternativa
que aponta a função de tal bit:
A) Essa informação é utilizada pelo sistema de arquivos em caso de compactação: arquivos
temporários são ignorados porque não permanecerão muito tempo no sistema;
B) Arquivos temporários são geralmente acessados com mais freqüência, portanto esse bit é um
aviso ao driver para procurar manter blocos desse arquivo em cache;
C) Esse bit era utilizado em sistemas operacionais primitivos, sendo mantido por razões históricas
e de compatibilidade;
D) Se o programa aborta ou é morto, o sistema saberá que arquivos fechar e que arquivos
apagar, portanto esse bit é útil principalmente em caso de falha do sistema;
E) nda

94. Entre as funções básicas de um sistema operacional não se encontra a do


gerenciamento de:
A) processos.
B) dispositivos de entrada/saída.
C) arquivos.
D) bancos de dados.
E) nda

95 - Um recurso importante do sistema operacional MS Windows é a memória virtual. A


correta definição de memória virtual é:
A) memória RAM usada pelas placas de vídeo on board;
B) utilização da memória de vídeo ociosa para executar programas que precisam de mais memória
do que a máquina tem disponível;
C) memória muita rápida usada para a leitura em avanço de trechos da memória RAM que,
provavelmente, serão logo em seguida utilizados pelo processador;
D) recurso de hardware usado para virtualmente duplicar a memória física existente. O truque
consiste em, num mesmo ciclo, efetuar duas leituras simultâneas na memória;
E) armazenamento temporário em memória secundária usado pelo computador para executar
programas que precisam de mais memória RAM do que a máquina tem disponível.

96) Considerando os computadores, seus componentes e dispositivos de entrada e saída, é


correto afirmar:
I. O CD-ROM é um dispositivo óptico e, devido ao fato de os dados não poderem ser alterados, é
utilizado, muitas vezes, como um meio seguro de distribuição de informações, como por exemplo,
para a distribuição de versões de programas e sistemas operacionais.
II. A Unidade de Controle é parte da Unidade Central de Processamento, responsável em
gerenciar as atividades de todos os componentes do computador.
III. A memória ROM (Read Only Memory) é um dos tipos de memória de característica volátil,
utilizada para armazenamento de programas e dados.
IV. O barramento é um meio físico de comunicação entre as unidades funcionais de um sistema
computacional, pois, através de condutores, as informações trafegam entre processadores,
memórias e dispositivos de entrada e saída.
O correto está somente em:
A) I, III e IV.
B) II, III e IV.
C) I, II e III.
D) I, II e IV.

97) São três componentes essenciais ao funcionamento de um microcomputador:


(A) memória RAM, placa-mãe e scanner.
(B) memória RAM, mouse e processador.
(C) memória RAM, placa-mãe e processador.
(D) mouse, processador e scanner.
(E) mouse, placa-mãe e scanner.

98) Quanto aos conceitos básicos relacionados a hardware e software, é correto afirmar:
A) As impressoras jato de tinta são mais utilizadas, em relação às matriciais, em processos de
impressão comercial, tais como: emissão de notas fiscais com mais de uma via.
B) Os pen drives são dispositivos de memória secundária, cuja principal vantagem é a volatilidade
de armazenamento, bem como a facilidade de conexão, via porta paralela do computador.
C) Os monitores do tipo LCD são mais baratos que os CRT, em compensação, gastam mais
energia do que estes últimos.
D) Os discos rígidos e monitores podem ser classificados como periféricos de armazenamento e de
saída, respectivamente. Entretanto, caso os monitores possuam dispositivos sensíveis ao toque
podemos também classificá-los como periféricos de entrada e saída.

99) Julgue as seguintes afirmações sobre os componentes de um computador pessoal.


I. Os quatro principais componentes de um computador pessoal são: processador, memória,
barramentos e dispositivos de entrada e saída.
II. Os barramentos são a parte do computador utilizada para impedir a passagem de dados e
programas indesejáveis.
III. A memória RAM é utilizada para evitar que os dados sejam perdidos, quando o computador for
desligado. Assim, todos os arquivos gravados, antes de se desligar o computador, estarão
armanezados na memória RAM, quando este for ligado novamente.
Escolha a alternativa que indica a (s) afirmação (ões) CORRETA (S).
a) Apenas I.
b) Apenas II.
c) Apenas III.
d) Apenas II e III

100) O conjunto de instruções que coordenam o funcionamento do computador é


conhecido como:
A) Hardware;
B) Memória;
C) Software;
D) Circuitos Auxiliares;
E) Periféricos.

Ga b a rito
1-D 2-E 3-C 4-B 5-A 6-C 7-B 8-C 9-D 10 - B
11 - A 12 - B 13 - A 14 - C 15 - A 16 - C 17 -B 18 - A 19 - D 20 - D
21 - B 22 - D 23 - B 24 - D 25 - A 26 - D 27 -A 28 - B 29 - A 30 - D
31 - D 32 - D 33 - D 34 - D 35 - B 36 - C 37 -B 38 - D 39 - A 40 - B
41 - B 42 - C 43 - B 44 - A 45 - B 46 - C 47 -B 48 - D 49 - D 50 - B
51 - C 52 - A 53 - B 54 - A 55 - B 56 - B 57 -D 58 - B 59 - C 60 - D
61 - E 62 - A 63 - D 64 - C 65 - B 66 - D 67 -A 68 - C 69 - C 70 - B
71 - C 72 - C 73 - A 74 - C 75 - C 76 - A 77 -A 78 - E 79 - B 80 - C
81 - B 82 - A 83 - D 84 - E 85 - C 86 - D 87 -C 88 - A 89 - D 90 - B
91 - B 92 - C 93 - D 94 - D 95 - E 96 - D 97 -C 98 - D 99 - A 100 -C