You are on page 1of 1

Um pouco de ultra violncia, mas tambm de filosofia.

- Por: Lucas Cameron


Se h uma desina!"o ao Laran#a $ec%nica &tanto o livro 'uanto o espetacular filme( sem sombra de
d)vidas: *Politicamente +ncorreto*.
,le- .eLare, um #ovem delin'uente e-travasa toda sua eneria #ovem #unto aos seus trs druues, os
'uais ele lidera com sua cida raciosidade. Uma aress"o a um morador de rua a'ui, um roubo ali,
um estupro acol. /udo isso choca o leitor0espectador com toda certe1a. $as h momentos 'ue nos
fa1em refletir o 'u"o hip2critas somos ao #ul-lo. ,final, atire a primeira pedra 'uem nunca pensou --
ao menos por um instante -- em aredir o pr2-imo. /endemos a relativi1ar o uso da violncia,
#ustificando as causas para tal, mas o 'ue nos difere de um outro aressor3 Lembremos 'ue todo
criminoso comete um crime #ustamente por'ue #ula 'ue seus prop2sitos s"o mais enu4nos e #ustos
do 'ue a lei e as reras sociais.
5utra 'uest"o a se pontuar, a do livre-arb4trio. ,final, como consta nos pr2prios diloos *6uando um
homem n"o pode escolher, ele dei-a de ser um homem*. ,bre-se ent"o espa!o para pensarmos, o 'ue
nos impede de ser como ele3 , espont%nea vontade do altru4smo ou as conse'uncias 'ue nos tra1em3
7 realmente correto 'ue tenhamos em sociedade, pessoas 'ue s"o inibidas de praticar a violncia por
uma for!a coercitiva ao invs de se colocar no luar do pr2-imo3
,le-, ao mesmo tempo 'ue aressor, uma v4tima. Uma v4tima do tratamento Ludovico, uma v4tima
dos interesses pol4ticos e principalmente uma v4tima de si mesmo. .epois de *recuperado*
abandonado a pr2pria sorte, destinado a sobreviver numa sociedade violenta sem ao menos se
defender. /orna-se fril como um beb lone do seio materno &e de fato , uma ve1 'ue possui pais
completamente irresponsveis(e sofrendo uma srie de humilha!8es. Somos confrontados ent"o pelo
parado-o de odi-lo e nos apiedarmos.
Por essas e outras 'uest8es, Laran#a $ec%nica uma obra t"o estimada 'ue . 9ilos2fica, Psicol2ica e
Proftica, araciada com uma srie de elementos 'ue a tornam )nica.