Вы находитесь на странице: 1из 1

E quando penso no comeo o que me ocorre chuva

Eu posso sentir o tempo mido


Eu posso ver as cores nos reflexos dos vitrais
E se me dedico sinestesia sei a textura do cheiro da madeira deteriorando.

E quando penso no meio o que me ocorre a rua
Era na rua, era no ponto de nibus
Eram beijos mais que apaixonados, era muitas palavras sem nenhum significado
Mltiplas conversas com uma meta: de deixar estar sempre pelo meio.

E sem pensar corretamente sobre as coisas mais recentes
Situo-me perdido, constato o caos (memoria no bem instalada na cabea deixa a
cabea fraca)
Mas ainda lembro-me da cama, do sexo, do significado
Do mal dizer, do bem amar, do verdadeiro encontro.

E agora... No sei.

Sei o que quero...
Quero escutar Debussy, andar sobre Noite estrelada sobre o rio Rdano de Van
Gogh, e sentir-se a propriedade do prprio corpo em potencial para danar.

Eu te amo e estranhamente acho que estes desejos so nossos

No comeo era a chuva e hoje o dia comeou chuvoso,
As palavras j esto querendo pular da parede do meu quarto,
Mas eu sei que existe mais poesia nos seus gestos do que qualquer poesia...

Quantas noites bem dormidas, quantas palavras bem ditas, quantos olhares captados?

Inmeras aes incontveis.

Nada mais que o tempo para ser o reflexo exato do inexato
Nada melhor que o tempo para ser a reproduo de amor
Nada melhor que o tempo e seus inesgotveis subterfgios, suas docas movimentadas
de apaixonados transeuntes.
Nada melhor que o tempo e seu HD inesgotvel para guardar todas as histrias que
passamos e todos os pensamentos de um plano futuro.

Nada melhor que a cronologia da minha vida com voc.
(20/04/2014)