You are on page 1of 3

Pedro Paulo A.

funari: Uma Antiguidade sem


confito(boletim do C P A, Campinas, n 11,
jan\jun.21!

"studo da antiguidade greco#romana inserida


na tradi$%o &istoriogra'ca ocidental,
preocupada com os a(atares pol)ticos, com as
guerras e embates e*ternos e internos.
+istoridores com impeto positi(istas
preocupados com a descri$%o de um mundo
em perp,tua muta$%o. -s grandes
&istoriadores positi(ista num grande conte*to
de constantes lutas entre grupos sociais e
com di(ersos protagonistas. .a
/ran$a( 0e(olu$%o frrancesa! .a inglaterra( o
embate entre

capitalista e oper1rios!. A antiguidade (ista


como um mundo ele(ado de confitos. A &ist2ria
positi(ista n%o podia en*ergar uma Antiguidade
di(ersa. 3oses /inle4 inspira#se na literatura de
5eber para formular interpreta$6es 7ue
acabam se tornando canonicas. 8egundo /inle4,
gregos e romanos (i(iam num mundo diferente
do nosso, com interesses diferentes e com uma
alteridade absoluta, com (1rias di(erg9ncias a
tradi$%o. 8e em nosso mundo &1 classes sociais
e confitos de classe, na antiguidade n%o &a(ia
classe e muito menos confitos. /inle4 foi um
dos principais estudiosos do mundo grego e
latino, escre(eu e pulblicou (1rios te*tos,
tornando#se um dos poucos estudiosos da
antiguidade, soube utili:ar#se de autores de
lingua inglesa, alem% e francesa. /ormou
(erdadeira tradi$%o &istoriogr1'ca, a escola de
Cambrigde com alunos e d)scipulos 7ue
espalaram suas id,ias. - (ocabul1rio antigo
ligado ao confito ser(e de perspecti(a para
mostrar 7ue se trata de de des(io de normas ou
e*cess6es 7ue con'rmaria a regra. /unda#se em
analogia como se a linguagem e a gram1tica
construissem como estruturas gramaticais
sujeitas a regras de funcionamento. -
predom)nio das concep$6es liga#se de uma
forma ou de ourtra. Assuma#se um discurso
imperialista, no 7ual, a suposta superioridade
da ci(ili:a$%o ocidental , transportada para uma
superioridade grega. A imagem de uma
sociedadefundada na tradi$%o permite conciliar
uma concep$%o &ist2rica baseada na
contradi$6es sociais com a um mundo anigo
onde todos estariam enreados pelo compadrio. A
reintrodu$%o (igorosa dos confitosn bna
sociedade na 7ual, se inserem os estudiosos.
Contudo as contradi$6es e confitos n%o dei*am
de encontrar de maneira mais forte estudiosos,
interessado em iin(estigar as tens6es. "m
seguida o pr2prio estudo do (ocabul1rioantigo
pode ser e*plorado como um meio de
con&ecimento das concep$6es antigas e
(ariadas da leoi e da ordem.
8;<=;A <">;C;A >"<"8 ?A 8;<=A