You are on page 1of 2

A prtica clnica em sade mental na transversalidade da produo do

cuidado integral, pg 94. A prtica clnica em sade mental na


transversalidade da produo do cuidado integral. Cuidado em sade
desafios e prticas - Raimunda Magalhes da Silva e Maria Salete Bessa
Jorge. Organizadoras.

A expanso do nmero de dispositivos extra-hospitalares, no caso, de trs


anos, referenda um compromisso para com a poltica municipal de sade
mental. Embora a abordagem integral, porm, favorea a adequao criativa
e quase ilimitada de e quase ilimitada de espaos para o trabalho subjetivo,
ainda so necessrios investimentos na estruturao fsica de cada
dispositivo, ainda so necessrios investimentosna estruturao fsica de
cada dispositivo. O ambiente tambm concorre na consolidao da
integralidade da ateno em sade mental.
A elaborao da rede de cuidados em sade mental deve ter como base a
prtica clnica operada pelasequipes dos CAPS. nestes espaos onde se
percebem as verdadeiras e variadas formas de interveno terputicas , as
deficincias operacionais, as demandas prevalentes e a resolubilidade real. A
imposio de determinaes polticasnoperacionais operacionais sobre a
dinmica do cuidado apenas desconfigura o processo dialtico de (re)
constituio da assistncia.

O normal e o patolgico - Georges GanGuilhem. - Seria o estado patolgico


apenas uma modificao quantitativa do estado normal?

" O que o homem perdeu pode lhe ser restitudo, o que nele entrou, pode sair.
Mesmo se a doena sortilgio, encantamento, possesso demonaca, podese ter a esperana de venc-la. Basta pensar que a doena atinge o homem
para que nem toda esperana seja perdida . A magia oferece inmeros
recursos para comunicar as ddrogas e aos ritos de encantamento toda a
intensidade do desejo de cura. pg 19.
" Os servios religiosos so previstos em todos os hospitais portugueses e,
em geral, dispe de uma capela de fcil acessibilidade aos doentes do
internamento. Os doentes sentem-se confortados psiquicamente quando
pedem e lhes facultada asistncia religiosa.
O internamento em hospitais Elementos tecnolgicos. Eduardo Caetano.
Fundao Calouste Gulbenkian. - Lisboa.

A formao social da mente. O Sagrado e o profano. - Procurar estes dois


livros !!!!