Вы находитесь на странице: 1из 2

Disciplina: Filosofia

11ano Turma A
Estagiria: Filomena Maria Duarte Antunes
Reflexo: 13 aula de regncia
2014/2015

Data:20-1-15

Unidade:
Conhecimento e racionalidade
cientfico-tecnolgica:
2. Estatuto do Conhecimento
Cientfico
A construo da cincia:
O mtodo cientfico (conceo
indutivista) /conceo de
Popper
A racionalidade cientifica
segundo o mesmo autor

Reflexo
Em Dezembro de 1808, Hegel (1994: 65) num dos seus discursos sobre educao dizia o
juzo proferido pela escola no pode, to pouco, ser algo de acabado quanto o homem nela no est
acabado, por isso, dizia ainda o autor, as classificaes dos alunos so de considerar como juzos livres
dos seus professores a seu respeito, no pertencendo, porm, a estes juzos exercer qualquer influncia
imediata sobre o futuro da vida e a ulterior posio na organizao social. Ainda, conforme o autor
citado o trabalho escolar um pr - exerccio, uma preparao, tambm o seu juzo um preconceito
e por mais importante que seja esta presuno, ela no ainda definitiva. Neste caso, somos ns que
estamos a avaliar, o que no pretendamos de todo, mas a reflexo impele-nos avaliao e esta pode
impedir-nos de crescer porque nos humilha em vez de ser gratificante, por todo o empenho e
motivao.

O melhor:
A integrao da aula na unidade.
Os materiais seleccionados.
A linguagem e a postura usadas.
As estratgias usadas.
Fio condutor.
Snteses claras.

A manter:
A integrao da aula na unidade.
A linguagem, a postura e o
condutor.

O pior:

No dei oportunidade alunos de


intervir

A introduzir:
Dar mais espao aos alunos para eles
fioexporem
as suas consideraes.

Bibliografia
Hegel, G.W.F. (1994). Discursos sobre educao, Lisboa: Edies Colibri.
Traduo Maria Ermelinda Trindade Fernandes.