Вы находитесь на странице: 1из 1

MINUTA DE RECLAMAÇÃO POR HONORÁRIOS INDEVIDAMENTE ESTORNADOS

ASSUNTO:

XXXXXXXXXXXX

Processo

AJ

XXXXXXX

-

Processo

Judicial

XXXXXXXXXXX

-

Tribunal:

Exmo. Sr. Administrador Judiciário da Comarca de Aveiro

Cláudia Caloy, Advogada com C.P. nº xxxxx, vem informar V. Exa. que o pedido de honorários efectuado no processo AJ identificado no assunto foi indevidamente rejeitado pelo Sr. Funcionário Judicial com o fundamento xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx.

Ora, considerando que no âmbito do Grupo de Trabalho constituído em 2012 pelo Ministério da Justiça e integrado pela Ordem dos Advogados, pelo IGFEJ,IP, pela DGPJ e pela DGAJ, foram uniformizados os procedimentos de lançamento e validação de honorários.

Essa uniformização foi disponibilizada aos Srs. Funcionários Judiciais pela DGAJ e aos Advogados pelo Conselho Geral da Ordem dos Advogados no Elucidário do Acesso ao Direito que se encontra publicado em:

O pedido de honorários por processo de divórcio convolado em divórcio por mútuo consentimento foi peticionado no SinOA de acordo com o procedimento uniformizado no Ponto 1.10, página 9 do sobredito Elucidário, a saber: “A espécie processual é “Divórcio e Separação de pessoas e bens, acção litigiosa” e caso a convolação tenha ocorrido antes da audiência de discussão e julgamento, os honorários são pedidos através da ferramenta “Resolução de Litígio Segundo a Portaria”.”

Resulta assim que o pedido de honorários deveria ter sido validado ao invés de ter sido rejeitado, pelo que na presente data a ora signatária vai formular novamente o pedido, requerendo a V. Exa. que dê instruções de validação junto do Tribunal e no processo supra identificados.

A Advogada