Вы находитесь на странице: 1из 2

Centro de Ensino Superior e Desenvolvimento

CESED
Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas – FACISA
Curso: Administração
Disciplina: Ética em administração
Professora: Celuy Araujo
Aluna; Aluska Coriolano Menezes
matricula 929118

Ética grega antiga

1 – Entre os 500 e 300 a.c, aproximadamente encontramos o


período áureo do pensamento. Surgiram muitas idéias, definições e
teorias sobre o agir do homem.
1.1 – Sócrates, Platão e Aristóteles. Busca de um principio
absoluto das idéias éticas.
1.2 – formulações mais conhecidas, “nada em excesso” e
conhece-te a ti mesmo.
1.3 – Platão (427-3470ª. c), grande sistematizador entre os
discípulos de Sócrates.
1.4 – em seus diálogos todos os homens buscam a felicidade.
1.5 – grande questão onde esta o sumo do bem.
1.6 – acredita numa vida depois da morte e por isso prefere o
ascetismo ao prazer terreno, espera a felicidade
principalmente para depois da morte.
1.7 – os homens devem procurar a contemplação das idéias, as
mais importantes, principalmente a idéia do bem “o ser é
imutável, e também o bem”. A partir deste bem superior, o
homem deve procurar descobrir uma escala de bens, que o
ajudem a chegar ao absoluto.
1.8 Dialética e virtude devem andar juntas, pois a dialética é o
caminho da contemplação das idéias é a virtude é esta
adequação da vida pessoal as idéias supremas.
1.9 Principais virtudes para Platão;
- Prudência ou sabedoria
- Fortaleza ou valor
- Temperança

2 – Aristóteles (384-322ª. c). Grande pensador especulativo e


profundo psicólogo.
2.1 – Para cada ser deve haver um bem, conforme a natureza ou
a essência do respectivo ser.
2.2 – Pesquisa sobre os bens em concreto para o homem.
2.3 – Aristoteles não isola muito um bem supremo, pois ele sabe
que o homem, como um ser complexo, não precisa apenas do
melhor dos bens, de tipos diferentes, como amizade, saúde e
riqueza.
2.4 – O pensamento é o elemento divino no homem e o bem mais
precioso, assim, quem é sábio não carece de muitas outras
coisas.
2.5 – Valorização da vontade humana, a deliberação e o esforço
em busca de bons hábitos.
2.6 – Alta educação supõe um esforço voluntário, de modo que as
virtudes provem mesmo da liberdade, que delibera e elege
inteligentemente.
2.7 Virtude é uma espécie de segunda natureza, adquirida pela
razão livre.