Вы находитесь на странице: 1из 4

BOLETIM

Nº 04
Outubro à
Dezembro/2007

SISTEMA DE FARMACOVIGILÂNCIA EM PLANTAS MEDICINAIS


Corpo Editorial:
Coordenação Geral: Ricardo Tabach
Equipe de Colaboradores: Daniel de Santi
Julia Movilla
Paulo Mattos
Supervisão Geral: E A Carlini

CEBRID – Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas


Psicotrópicas
Departamento de Psicobiologia - UNIFESP
Site: http://www.cebrid.epm.br
E-mail: cebrid@psicobio.epm.br
com a colaboração de todos ao longo do próximo
Editorial: Plantas e Reações ano.
Adversas Ricardo Tabach.

Estamos chegando ao final de 2007 e, com ele,


ao fim do primeiro ano de existência do boletim
Alerta: Canadá, Austrália e
Planfavi. Recebemos algumas críticas e sugestões Itália já têm sistema de
(e elogios também) que muito contribuíram para o
aprimoramento dos boletins.
farmacovigilância com plantas
A proposta deste trabalho é estabelecer um medicinais. E nós??
sistema de farmacovigilância em relação aos
fitoterápicos, bem como criar um banco de dados Canadá, Austrália e Itália já tem sistema de
sobre as principais reações adversas provocadas por farmacovigilância com relatos de reações adversas
este tipo de medicamento. Neste sentido, o conteúdo (RA) provocadas por fitoterápicos. E o Brasil???
dos boletins tem como finalidade informar a respeito Em 2004 o governo canadense colocou em
dos potenciais riscos à saúde que os fitoterápicos, prática os regulamentos para produtos de saúde de
quando utilizados de forma indiscriminada ou origem natural. Da mesma maneira que para outros
associados a outros medicamentos, podem causar. produtos de saúde, ficou determinado que a indústria
É importante ressaltar que a fitoterapia é uma também informe sobre possíveis reações adversas
importante opção terapêutica, principalmente num ocorridas com fitoterápicos, a fim de serem
país como o Brasil, mas não é isenta de riscos, que armazenadas no banco de dados do serviço de
precisam ser levados em consideração ao se optar saúde canadense, denominado Health Canadá.
por este tipo de tratamento. Para ilustrar algumas preocupações
Nosso trabalho continua. Pretendemos em 2008 relacionadas com as reações adversas produzidas
consolidar o boletim e ampliar a sua divulgação, a por fitoterápicos, foram discutidas 23 RA provocadas
fim de atingir o maior número possível de por Echinacea, 21 ocorridas com o G. biloba, e 45
profissionais que trabalham com este tema. Para RA suspeitas de terem sido produzidas pelo hipérico.
isto, contamos com a sua colaboração através de A Austrália e Itália estão no mesmo caminho. E
críticas, sugestões, envio de informações e nós, quando chegaremos lá??
principalmente na divulgação dos boletins.
Finalizando, agradeço a toda a equipe do Weekly Reactions 984: 2, 2004.
Planfavi pela dedicação, profissionalismo e o
(Publicado no Boletim PSIFAVI n 21).
entusiasmo na elaboração de cada boletim e conto Disponível na internet: http://www.hc-sc.gc.ca

1
human volunteers following administration of guarana
1. Planta em Foco (Paullinia cupana) extract: comparison and
interaction with Panax ginseng. Pharmacology,
Biochemistry and Behavior 79(3): 401-411, 2004.
Paullinia cupana Kunth.
Este estudo duplo-cego avaliou os efeitos do
Arbusto originário da guaraná, do ginseng e da combinação de ambos
Amazônia, encontrado no sobre a cognição e o humor de 28 jovens voluntários
Brasil e Venezuela, foi sadios.
descoberto pela Em cada dia do estudo (com intervalos de 7
sociedade ocidental no dias) os voluntários foram avaliados antes e 1, 2,4,5
século XVIII pelo médico e 6 horas depois de ingerirem os extratos.
botânico alemão Quando comparados com o placebo, os extratos
F.C.Paullini.Contudo, de guaraná, de ginseng e a combinação de ambos,
alguns registros indicam melhoraram o desempenho dos voluntários em
que esta planta já era algumas tarefas; o guaraná e a combinação
utilizada pela população guaraná/ginseng, de maneira geral, mostraram uma
indígena da região melhora significativa em tarefas de subtração serial;
amazônica há séculos. já o ginseng e a combinação guaraná/ginseng
Sua fruta possui grande aumentaram a velocidade no desempenho da tarefa
quantidade de cafeína. de memória; o guaraná também causou melhoria na
tarefa de verificação de sentenças.
Estes resultados demonstraram efeitos
psicoativos do guaraná, bem como confirmaram os
Nome científico: Paullinia cupana Kunth.
efeitos do ginseng.
Nome popular: guaraná
1.2 Outras Publicações
Usos populares: como estimulante, energético,
provoca aumento da resistência nos esforços físicos SANTA MARIA, A.; LOPEZ, A.; DIAS, M.M.; MOÑOZ-
e mentais, tônico, moderador do apetite e afrodisíaco MINGARRO, D.; POZUELO, J.M. – Evaluation of the
toxicity of guarana with in vitro bioassays.
leve.
Ecotoxicology and Environmental Safety.
39(3):164-167, 1998.
1.1 Resumo dos Estudos
PITTLER, M.H.; SCHMIDT, K.; ERNST, E. – Adverse
a. Atividade farmacológica do guaraná (Paullinia events of herbal food supplements for body weight
cupana Mart.) em animais de laboratório. reduction: systematic review. Obesity Reviews 6(2):
93-111, 2005.
ESPINOLA, E.B.; DIAS, R.F.; MATTEI, R.; CARLINI,
FUKUMASU, H.; AVANZO, J.L.; HEIDOR, R.; SILVA,
E.A. – Pharmacological activity of Guaraná (Paullinia
T.C.; ATROCH, A.; MORENO, F.S.; DAGLI, M.L. –
cupana Mart.) in laboratory animals. Journal of Protective effects of guarana (Paullinia cupana Mart.
Ethnopharmacology 55(3): 233-239, 1997 var. Sorbilis) against DEN-induced DNA damage on
mouse liver. Food and Chemical Toxicology 44(6):
Este trabalho mostra que a administração 862-867, 2006.
crônica de guaraná aumenta significativamente a
capacidade física de camundongos submetidos ao FUKUMASU, H.; da SILVA, T.C.; AVANZO, J.L.; de
teste da natação forçada (estresse físico); tais efeitos LIMA, C.E.; MACKOWIAK, I.I.; ATROCH, A.; de
não foram obtidos com tratamentos realizados com SOUZA SPINOSA, H.; MORENO, F.S.; DAGLI, M.L. –
Chemopreventive effects of Paullinia cupana Mart var.
ginseng ou cafeína isoladamente.
sorbilis, the guarana, on mouse hepatocarcinogenesis.
O guaraná também mostrou efeitos positivos Cancer Letters 233(1): 158-164, 2006.
sobre a memória de ratos no teste da esquiva
passiva. CARLINI, E. A. – Plants and the central nervous
Os animais tratados cronicamente (23 meses) system. Pharmacology, Biochemistry and Behavior
com o guaraná apresentaram a mesma expectativa 75: 501-512, 2003.
de vida que os controles, indicando uma baixa
toxicidade desta planta.
2. Reações adversas no Exterior
b. Melhora da capacidade cognitiva em
voluntários humanos tratados com extrato de
guaraná (Paullinia cupana): interação e 2.1. Asma ocupacional causada por “ginseng
comparação com Panax ginseng. brasileiro” em pó.

Kennedy, D.O.; Haskell, C.F.; Wesnes, K.A.; A inalação de substâncias a base de plantas
Scholey, A.B. – Improved cognitive performance in podem causar asma imediata ou tardia. Uma

2
paciente desenvolveu sintomas de asma após O autor do trabalho comentou que existem
manipular continuamente o pó da raiz de Pfaffia descrições recomendando que o E. senticosus não
paniculata, chamado popularmente de “ginseng deve ser usado em combinação com estimulantes, e
brasileiro”. Testes específicos foram realizados e a que o período de uso geralmente não deve exceder
suspeita foi confirmada. O mesmo estudo realizado a 3 meses.
com o ginseng coreano (Panax ginseng) gerou
resultados negativos. POLENAKOVIK, S. – Dietary supplements and
stroke. Mayo Clinic Proceedings 80: 1240-1241,
SUBIZA, L.; SUBIZA, J.L.; ESCRIBANO, P.M.; 2005.
HINOJOSA, M.; GARCIA, R.; JEREZ, M.; SUBIZA,
E. – Occupational asthma caused by Brazil ginseng
dust. Journal of Allergy and Clinical Immunology
3. Reações adversas no Brasil
88: 731-736, 1991.

2.2. Mais uma: Asma ocupacional provocada por 3.1. Pomadas não são tão inocentes assim!
Panax ginseng e Dioscorea batatas.
Em 2003 recebemos uma RAMP que descreve
Uma mulher de 29 anos, que manipulava plantas os sintomas observados por uma paciente de 35
®
medicinais, foi hospitalizada e diagnosticada com anos que utilizou por via retal a pomada Hemovirtus
asma brônquica e dispnéia após exposição ao pó de para um quadro clínico de hemorróida (contendo
ginseng. Ela tinha um histórico de seis anos de 60mg do extrato de Atropa belladona L. em 15g da
rinorréia, prurido nasal, espirros, obstrução nasal pomada, ou seja, 4mg de extrato da planta por
durante a primavera, prurido e inchaço nos lábios, a grama de pomada). Á noite, antes de deitar-se,
garganta e língua inchados após a ingestão de utilizou a pomada, tendo acordado de madrugada
ginseng, pinhão doce e batata doce. com muita taquicardia, tontura, confusão mental,
Aproximadamente 12 meses após sua visão turva e boca seca. Teve que ser atendida em
hospitalização, ela procurou o serviço de emergência pronto-socorro, tendo sido observada a remissão dos
com os seguintes sintomas: dispnéia, dificuldade sintomas 24 horas após o uso da pomada. Estes
para respirar e tosse iniciadas 5 minutos após efeitos vão de encontro com a ação anticolinérgica já
exposição à Dioscorea batatas. Foram detectados no bem descrita para o alcalóide atropina, presente na
plasma anticorpos específicos para a D. batatas, Atropa belladona, que compõe este medicamento.
o
mas não para o ginseng. (Publicado no Boletim PSIFAVI n 20)

LEE, J.Y.; LEE Y.D.; BAHN J.W.; PARK H.S. – A


case of occupational asthma and rhinitis caused by 3.2. Reação adversa cardiovascular associada ao
Sanyak and Korean ginseng dusts. Allergy 61: 392- uso de guaraná
393, 2006.
Este artigo relata um caso de contração
2.3. Outra sobre associações: Derrame com ventricular prematura, de mulher de 51 anos,
ginseng siberiano e cafeína!! fazendo uso de dois suplementos herbais contendo
guaraná em sua composição. Os dois produtos
Um homem de 26 anos sofreu derrame devido possuíam alta concentração de guaraná (200 e 1000
ao uso prolongado e excessivo de Eleutherococcus mg), Gotu Kola (Hydrocotyle asiatica) entre outras
senticosus (ginseng siberiano), pois desejava plantas e vitaminas. A paciente não possuía histórico
melhorar seu desempenho para participar de de doenças cardiovasculares, mas começou a
maratona. Não havia histórico familiar de infarto, apresentar palpitações do coração, irritabilidade e
enxaqueca ou hipertensão. ansiedade cerca de um mês após o uso dos
A dose diária aproximada de E. senticosus foi de suplementos. A paciente fazia também uso de
1,5-2,0g, juntamente com 50-100mg de cafeína. Ele medicamentos sintéticos (estradiol, progesterona,
havia realizado exercícios aeróbicos de alta bupropiona e zolpidem), mas após 7-10 dias da
intensidade e levantamento de peso por suspensão dos dois suplementos herbais, deixou de
aproximadamente 2 horas/dia em uma média de 5-7 manifestar os efeitos adversos.
dias por semana. Os sintomas que ele apresentou
foram: enfraquecimento do lado esquerdo, dor de BAGHKHANI, L.; JAFARI, M. – Cardiovascular
cabeça e diplopia (deficiência visual causada pela adverse reactions associated with guarana: is there a
visão dupla de objetos). Vários exames específicos causal effect? Journal of Herbal Pharmacotherapy
acusaram e confirmaram derrame agudo (na região 2: 57-61, 2002.
do tálamo) do lado direito.
Inicialmente o paciente iniciou o tratamento com
aspirina e suas dores de cabeça e diplopia
cessaram. Exames de ressonância magnética
nuclear realizados seis meses depois acusaram
sinais de anormalidade na região direita do tálamo.

3
4. Mitos e Realidades 5. Curiosidades

As tribos de Munducurucânia eram as mais O Papiro de Ebers, um dos mais antigos textos
prósperas dos índios. Venciam todas as guerras, as médicos, tem a sua origem no antigo Egito, e
pescas eram ótimas, os peixes os melhores e a recebeu esse nome em homenagem ao egiptólogo
doença era rara. Era um bem-estar danado! Tudo alemão Georg Ebers. Ele o comprou, em 1827, de
isso por causa de um curumim, que há alguns anos um árabe que dizia tê-lo achado na necrópole
nascera naquela tribo. Ele era o mais protegido de próxima à Tebas. Acredita-se que o Papiro foi escrito
todos. Nas pescas era acompanhado por muitos - os no séc XVI a.C. e contêm cerca de 800 receitas
pescadores desviavam dos rios as piranhas, jacarés referindo-se a mais de 700 drogas, incluindo babosa,
ou qualquer outro perigo. Mas, certo dia, toda a absinto, hortelã, mirra e mandrágora, entre outras
segurança foi embora: o Gênio do Mal apareceu em plantas. Com estes ingredientes, os egípcios
forma de cascavel e matou o garoto. A tribo entrou preparavam várias decocções, vinhos e infusões,
em lamentação e em desespero. além de pílulas, ungüentos e emplastros para o
Tupã, o Deus dos índios atendeu todo aquele tratamento de diversas doenças.
lamento e disse :
- Tirem os olhos do curumim e plantem na terra
firme, reguem-no com lágrimas durante 4 luas e ali 6. PLAN-NEWS
nascerá a "planta da vida", ela dará força os jovens e
revigorará os velhos. a. O Projeto de Lei que trata do Acesso ao
Os pajés não duvidaram, arrancaram e Patrimônio Genético e Repartição de Benefícios se
plantaram os olhos do curumim e regaram com encontra em fase de consulta pública. Convocamos
lágrimas durante quatros luas. Nasceu ali uma nova todos que trabalham com o tema a se manifestarem
planta, travessa como as crianças, com hastes a respeito do assunto. Maiores informações no site
escuras e sulcadas como os muscúlos dos do Ministério do Meio Ambiente ou no endereço
guerreiros da tribo. E quando ela frutificou, seus abaixo:
frutos eram de negro azeviche, envoltos de um arilo http://www.mma.gov.br/ascom/ultimas/index.cfm?id=
branco com duas cápsulas de cor vermelho-vivas. 3566
Diziam os índios:
- É a multiplicação dos olhos do príncipe! b. Vem aí o XX Simpósio de Plantas Medicinais do
E o fruto trouxe progresso da tribo. Ajudou os Brasil, de 16 a 19 de setembro de 2008; veja o site:
velhos e deu mais força aos guerreiros.
Esta planta era o guaraná. http://www.plantasmedicinais.unifesp.br/
(obs do planfavi: existem outras versões desta
lenda, com pequenas variações).
________________________________________________________
BOLETIM PLANFAVI Humor

SISTEMA DE FARMACOVIGILÂNCIA DE
PLANTAS MEDICINAIS
CEBRID – DEPARTAMENTO DE PSICOBIOLOGIA
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO
Rua Botucatu, 862 – 1º andar
04023-062 – São Paulo – SP
Telefone: 0xx11- 2149-0161
Site: http://www.cebrid.epm.br

IMPRESSO