Вы находитесь на странице: 1из 1

A Transparência Brasil é uma organização brasileira,

independente e autônoma.

Rua Francisco Leitão 339 cj 122


05414-025 São Paulo SP Brasil
Tel: 55 11 3062 3436
e-mail: tbrasil@transparencia.org.br
www.transparencia.org.br

Presidente: Eduardo Ribeiro Capobianco


Diretor executivo: Claudio Weber Abramo

O Projeto de Lei de acesso a informação pública

O Projeto de Lei da Câmara (PLC) Nº41/2010 estabelece os modos pelos quais os governos federal,
estaduais, distrital e municipal deverão garantir o acesso a informações que é previsto na Constituição.
Os órgãos públicos devem adotar como regra a publicidade (no sentido de tornar público), e o sigilo
deve ser mantido apenas em casos excepcionais.

Pontos principais

Quem estaria sujeito à lei


O projeto de lei afeta os órgãos públicos de todos os Poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário) e de
todas as esferas (União, estados e municípios). O PLC 41/2010 atinge também autarquias, fundações
públicas, sociedades de economia mista e “demais entidades controladas direta ou indiretamente pela
União, Estados, Distrito Federal e Municípios”.

Prazos
Atualmente, os órgãos públicos não têm um limite de prazo obrigatório para atender a um pedido de
informação. Caso o PLC seja aprovado, eles deverão fornecer a informação solicitada em vinte dias.
Esse prazo pode ser aumentado em dez dias, mas o órgão deve justificar esse aumento.

Informações que devem ser publicadas


Todas as entidades públicas serão obrigadas a publicar na Internet as seguintes informações, no
mínimo:
• As funções da entidade e a estrutura organizacional, além dos endereços e telefones das
unidades e horários de atendimento ao público;
• Registros de repasses ou transferências de recursos financeiros;
• Registros das despesas;
• Informações sobre licitações (editais e resultados) e sobre contratos celebrados;
• Dados gerais para o acompanhamento de programas realizados pela entidade;
• Ações, projetos e obras;
• Respostas a perguntas mais frequentes da sociedade.

Apelação
Se um funcionário público se negar a fornecer informação, a pessoa que a pediu poderá recorrer ao
superior desse funcionário. Se o superior concordar que a informação deve ser retida, ele tem de
enviar a decisão e uma justificativa ao Tribunal de Contas correspondente (no caso de informações
contábeis) ou ao Ministério Público (no caso de informações relacionadas a direitos fundamentais).
Sanção
O servidor público que se recusar a fornecer uma informação solicitada e não justificar a negativa,
responderá a processo e poderá ser punido com, no mínimo, uma suspensão.

Оценить