You are on page 1of 10

História A – 10º ano

Módulo 0 – Estudar/Aprender História.


Módulo 1 – Raízes mediterrânicas da civilização europeia: cidade, cidada-
nia e império na Antiguidade Clássica.
Módulo 2 – O dinamismo civilizacional da Europa Ocidental nos sécs. XIII e
XIV – Espaços, poderes e vivências.
Módulo 3 – A abertura europeia ao mundo – mutações nos conhecimentos,
sensibilidades e valores nos sécs. XV e XVI.

Departamento de Humanidades – Prof. José Fernando Vasco 1


Módulo 0 - Estudar/Aprender História

1. A História: tempos e espaços.

* Quadros espácio-temporais: períodos históricos e momentos de ruptura.


* Processos evolutivos: a multiplicidade de factores.
* História nacional e História universal. Permutas culturais e simultaneidade de
culturas.

Nota: Este módulo inicial será abordado de forma genérica no início do ano lectivo e
constantemente retomado ao longo do tratamento dos módulos 1,2 e 3.
2
Módulo 1
Raízes mediterrânicas da civilização europeia
- cidade, cidadania e império na Antiguidade Clássica -

1. O modelo ateniense.
* A democracia antiga: direitos dos cidadãos e exercício de poderes.
* Uma cultura aberta à cidade: manifestações cívico-religiosas; educação
para o exercício do poder; arquitectura e escultura, expressão do culto
público e da procura da harmonia.

2. O modelo romano
* Roma, cidade ordenadora de um império urbano: culto a Roma e ao
Imperador; codificação do direito; cidadania.
* Afirmação imperial de uma cultura urbana pragmática.
* A romanização da península ibérica, exemplo de integração de uma
região periférica no universo imperial.

3. O espaço civilizacional greco-latino à beira da mudança.


* O império universal romano-cristão: a Igreja e a transmissão do legado
político-cultural clássico.
* Prenúncios de uma nova geografia política: a presença dos bárbaros no
3
Império.
Módulo 2
Dinamismo civilizacional da Europa Ocidental nos
sécs XIII-XIV - espaços, poderes e vivências
1. A identidade civilizacional da Europa Ocidental.
* Poderes e crenças: multiplicidade e unidade; impérios, reinos, senhorios e
comunas; o poder do bispo de Roma na Igreja Ocidental.
* O quadro económico e demográfico: expansão e limites do crescimento -
expansão agrária, dinamização das trocas regionais e rotas do comércio
externo; a fragilidade do equilíbrio demográfico.

2. O espaço português – a consolidação de um reino ibero-


cristão.
* A fixação do território: reconquista e fixação de fronteiras.
* O país urbano e concelhio: organização do espaço citadino; exercício
comunitário de poderes concelhios.
* O país rural e senhorial: o exercício do poder senhorial.
* O poder régio: centralização do poder; combate à expansão senhorial e
promoção política das elites urbanas.
4
* A afirmação de Portugal no quadro ibérico.
Módulo 2
Dinamismo civilizacional da Europa Ocidental nos
séculos XIII-XIV - espaços, poderes e vivências

3. Valores, vivências e quotidiano.

* A experiência urbana: o Gótico; ordens mendicantes e


confrarias; fundação das universidades.

* A vivência cortesã: educação cavaleiresca, amor cortês,


culto da memória dos antepassados.

* A difusão do gosto e da prática das viagens: peregrinações


e romarias; negócio e missões político-diplomáticas.

5
Módulo 3
A abertura europeia ao mundo
mutações nos conhecimentos, sensibilidades e valores (sécs. XV-XVI)
1. A geografia cultural europeia de Quatrocentos e Quinhentos.
* Principais centros culturais de produção e difusão de sínteses e inovações.
* O cosmopolitismo das cidades hispânicas – Lisboa e Sevilha.

2. O alargamento do conhecimento do Mundo.


* O contributo português: inovação técnica; observação e descrição da Natureza.
* A matematização do real: a revolução das concepções cosmológicas.

3. A produção cultural.
* Distinção social e mecenato: ostentação das elites cortesãs e burguesas; estatuto de
prestígio dos intelectuais e artistas; Portugal, o ambiente cultural da corte régia.
* Os caminhos abertos pelos humanistas: valorização da Antiguidade Clássica,
individualismo, espírito crítico e utopia.
* Reinvenção das formas artísticas: imitação/superação dos modelos clássicos;
perspectiva matemática; racionalidade urbanística; expressão naturalista na pintura e
6
na escultura.
Módulo 3
A abertura europeia ao mundo
- mutações nos conhecimentos, sensibilidades e valores nos sécs. XV e XVI

4. A renovação da espiritualidade e religiosidade.


* A reforma protestante: individualismo religioso e críticas à Igreja
Católica; a ruptura teológica.
* As igrejas reformadas.

5. As novas representações da Humanidade.


* Encontro de culturas e dificuldades de aceitação do princípio da
unidade do género humano: evangelização e escravidão; os antecedentes
da defesa dos direitos humanos.

7
Competências essenciais a desenvolver
(de acordo com o programa homologado)
80 %

DOMÍNIOS COMPETÊNCIAS
Tratamento o Pesquisar de forma autónoma mas planificada, em meios diversificados, informação
de relevante para assuntos em estudo, organizando-a segundo critérios de pertinência.
Informação o Analisar fontes de natureza diversa, distinguindo informação explícita e implícita,
/
Utilização assim como os respectivos limites para o conhecimento do passado.
de o Analisar textos historiográficos, identificando a opinião do autor e tomando-a como
fontes uma interpretação susceptível de revisão em função dos avanços historiográficos.

o Situar cronológica e espacialmente acontecimentos e processos relevantes,


relacionando-os com os contextos em que ocorreram.
o Identificar a multiplicidade de factores e a relevância da acção de indivíduos ou
Compreensão grupos, relativamente a fenómenos históricos circunscritos no tempo e no espaço.
Histórica o Situar e caracterizar aspectos relevantes da História de Portugal, europeia e
mundial.
*Espacialidade o Relacionar a História de Portugal com a História europeia e mundial, distinguindo
*Temporalidade articulações dinâmicas e analogias/especificidades, quer de natureza temática quer de
*Contextualização âmbito cronológico, regional ou local.
o Mobilizar conhecimentos de realidade históricas estudadas para fundamentar
opiniões relativas a problemas nacionais e do mundo contemporâneo, e para intervir de
modo responsável no seu meio envolvente.
8
Competências essenciais a desenvolver
(de acordo com o programa homologado)
20 %

DOMÍNIOS COMPETÊNCIAS
o Elaborar e comunicar, com correcção linguística e de forma criativa, sínteses
de assuntos estudados:
Comunicação * estabelecendo os seus traços definidores;
em * distinguindo situações de ruptura e de continuidade;
* utilizando, de forma adequada, terminologia específica.
História
o Utilizar as tecnologias de informação e comunicação, manifestando sentido crítico na
selecção adequada de conteúdos.
Atitudes o Assumir responsabilidades em actividades individuais e de grupo.
e o Participar em dinâmicas de equipa, contribuindo para o estabelecimento de relações
harmoniosas e profícuas.
Valores
o Manifestar abertura à dimensão intercultural das sociedades contemporâneas.
o Disponibilizar-se para a ampliação e aprofundamento da sua formação.

9
Avaliação e Classificação
Instrumentos

PESOS Observações :
INSTRUMENTOS A avaliação é contínua. A
10º
classificação a atribuir em cada
Testes Sumativos 5 período deverá reflectir o
Fichas de Unidade 3 percurso do aluno até ao
Trabalhos de Grupo 1-3 momento, tendo em conta todos
Lista de Verificação 1 os critérios e todos os elementos
Relatórios 1 de avaliação da disciplina
recolhidos desde o início do ano
Trabalhos Individuais * 1-3
lectivo.
Fichas de Leitura * 1-3
* A definir pelos professores do grupo em Testes Sumativos – 1º período
conformidade com a natureza do trabalho 31.10.2006
proposto
04.12.2005
10