You are on page 1of 1

Eu tento entender o que é o mundo. Eu tento entender o que se passa.

Eu me fecho, me abraço, me perco em mim.


Eu sonho, eu corro, me desespero.
Te afasto, te abraço, te perco.
Eu engulo o mundo, abraço tudo.
Eu quero tudo, perco o mundo.
Me perco, me encontro te quero.
A razão foge de mim, eu só posso ser quem sou.
Enfiada num mundo louco eu respiro.
Eu me entendo, compreendo, me busco.
Eu grito, correndo de mãos estendidas.
Quem entende que eu só quero amor.
Saiba o que buscas, encontra dentro de ti mesmo.
Eu só quero que você saiba quem sou eu,
perdida em meus próprios medos,
Expulsando de mim a sanidade que me torna mais sua.
Entre amigos, amantes e amores,
eu procuro em desespero onde está a verdade.
Me cercam, me beijam, me possuem!
Quem se diz amor e me afoga onde não posso respirar.
E eu só quero fugir de tudo,
não quero que o mundo me veja,
vou me esconder num mar de escuridão.
Campos de ilusão em que eu corro,
Sonhos me envolvam e me beijem.
A insanidade que temem é quem me guarda.
Me guardo em mim, me tranco em lágrimas.
eu só quero estar aqui pra sempre.
estou sumindo, como vidro que se quebra,
os cacos voam e brilham como chuva.
Me embrulho em paz, me escondo...
Diz o que me salva e eu volto,
DIz que me ama e eu me entrego.
06/01/2011
Ellie D'lhéu
Bem... eu não vou tentar explicar isso porque escrevi sobre a pressão de um vulcão de
sentimentos inimagináveis...