Вы находитесь на странице: 1из 28

Dicas, toques e segredinhos

para manter a paixão no relacionamento e

para ter uma noite de amor simplesmente perfeita!


O poder da sedução___________________________________________ 03

O que o kama sutra pode fazer pelo seu relacionamento?____________ 03

Atitudes que valem mais do que qualquer lingerie__________________ 05

Afrodisíacos naturais__________________________________________ 16

Sex shop – compras que podem apimentar uma relação_____________ 18

Diálogo – quando a falta “faz falta”_______________________________ 20

Ele não é o seu irmão__________________________________________ 22

Lista de coisas que mais “brocham” os homens____________________ 24


Você já ouviu falar de ações que valem mais do que mil palavras?

Isso também vale no jogo da sedução:


muitas atitudes valem mais do que muita lingerie.

Duvida?

O que o kama sutra pode fazer pelo seu relacionamento?


Kama sutra: as palavras em si já evocam na mente das pessoas um livro
cheio de posições sexuais que precisariam de anos de aula de ioga para que
pudessem ser alcançadas.

Mas na verdade, embora seja um livro sobre sexo, ele enfatiza o


erotismo e, principalmente, faz com que as pessoas percebam que o ato
sexual em si é muito mais que apenas a penetração seguida do orgasmo. A
prática do sexo envolve todos os sentidos: a audição, o tato, a visão, o
paladar, o olfato, além de mente e alma. E este conjunto de regras, que segue
os princípios da filosofia indiana, promete elevar o sexo a uma experiência
muito mais significativa.
Todo relacionamento é feito de estágios. Existem fases onde ele está
mais apimentado e romântico, fases de distanciamento, fases tranquilas e
outras em que o casal está fora de sintonia. Raros casais conseguem manter o
mesmo ritmo durante anos de relacionamento e existem teorias que afirmam
que, se conseguirem este feito, geralmente um dos parceiros está se
anulando na relação para manter a felicidade e o equilíbrio do casal. O que
pode ser uma armadilha, pois essa anulação, mais cedo ou mais tarde, será o
estopim para uma crise.

Mas voltando aos relacionamentos.


Sejam eles curtos ou de longa duração,
estão sempre sujeitos a altos e baixos. O
problema só surge quando os períodos ruins
se sobressaem. Aí entra o kama sutra.

Claro que um livro sobre sexo não


salva nenhum relacionamento. Mas o que
vamos mostrar é que algumas lições
contidas nesse manual do amor podem
ser aplicadas no dia-a-dia do
relacionamento, de forma a torná-lo
mais agradável. Desenvolvendo a habilidade
de criar mais erotismo, situações excitantes em ambientes propícios,
abusando de recursos como afrodisíacos, músicas, velas e óleos, certamente
o namoro pode engrenar. Manter a chama acesa é outra história.
Agora, vamos ao que interessa...
O primeiro passo para que tudo saia simplesmente perfeito é ter
criatividade e muita cumplicidade e respeito entre o casal. A noite só será
maravilhosa se os dois estiverem na mesma sintonia, desejarem a mesma
coisa e realmente se entregarem ao momento.

Vocês comemoram o dia em que se conheceram, a data de quando


começaram a namorar, quando noivaram ou casaram, o dia dos namorados e
outras datas importantes do relacionamento do casal? Ótimo! Mas o tempo
para estarem juntos e terem uma noite incrível não são somente esses... Que
tal criar um “feriado” no meio da semana ou dar folga no final de semana para
os filhos, vizinhos, cachorro, papagaio, chefe...?

Comece a preparação da noite ainda durante o dia. Ligue, mande


bilhetinhos, mensagens pelo celular ou por email, instigue o seu companheiro
para o momento tão especial.

Se você optar por um jantar romântico, escolha uma mesa redonda ou


ovalada, dois jogos americanos em tons vinho, velas vinho num castiçal de
metal, uma bromélia na mesa, taças e objetos em pares pela casa, camélias e
gardênias com tons rosa e um aroma que estimule o prazer.

Para o cardápio, a comida preferida do casal com um toque afrodisíaco,


como pimenta, canela, cravo... acompanhada de um bom vinho e uma
sobremesa para adoçar a relação.
Pra hora H, estimule os cinco sentidos

Visão
Não tem como negar, tudo se
inicia com um olhar... Por isso, que
tal começar a atiçar o seu
companheiro pelo visual? Primeiro,
escolha uma roupa que combine
com o seu estilo, mas que deixe
algumas partes do seu corpo à
mostra, num jogo de esconde e
mostra.

A lingerie também tem que


ser confortável, mas provocante.
Descubra a cor favorita do seu companheiro e invista nela!

Prepare o local do encontro com velas vermelhas, rosas e suas nuances.


Você pode optar também por uma luz negra ou trocar a lâmpada comum por
uma vermelha.

Coloque flores (pétalas de rosas, por que não?!).

Espalhe quadros e imagens com um toque sensual.


Posicione estrategicamente um espelho...

Filmes e cenas mais picantes também despertam a vontade...

Coloque a música Sweet Dreams, do Eurythmics, no rádio, solte a Erin


Grant (Demi Moore) e faça um strip tease! Se você nunca fez isso, não se
preocupe! O primeiro passo é escolher uma música que você
se identifique e que seja
compatível com o seu tipo de
movimento. Depois, treine
tirar cada peça, os
movimentos sensuais com o
quadril, as mãos, os gestos,
os olhares, em frente ao
espelho, isso dará mais
segurança na hora H. Até a
maquiagem deve ser
criteriosamente definida:
deixe um olhar marcante e
somente um gloss na boca,
pois no strip tease a
mulher trabalha muito
com o olhar.

Se for mais ousada,


masturbe-se na frente
dele, muitos homens adoram!!!
Audição
A audição tem um papel fundamental no jogo da sedução. Quem nunca
viu o clima esquentar ao ouvir aquela música de ritmo mais envolvente? Ou
não teve arrepios só de ouvir o parceiro sussurrar algo inconfessável?

Pois bem, um dos ingredientes para apimentar um romance e,


consequentemente, ter uma bela noite de amor, é trabalhar a audição, um
dos sentidos que mais devem ser excitados na hora H.

Pra esquentar o clima, uma música ambiente, que não seja nem muito
estridente e agitada, nem monótona a ponto de deixar os dois sonolentos.
Deve ser algo que faça ambos sentirem-se relaxados e ao mesmo tempo,
alertas. E o som deve estar na altura adequada. De nada adianta uma música
que cria clima, se você é obrigada a gritar com ele porque ele não consegue
lhe escutar.
Outra coisa extremamente importante no
processo todo é o tom de
voz. De preferência,
deve ser um tom
abaixo do que você
costuma usar no dia-a-
dia.

Tente falar mais


pausada e suavemente e,
de preferência, fique
atento as palavras. A voz
humana tem grande
capacidade de criar
estímulos eróticos. Com um
pouco de imaginação, você
pode obter muito prazer só
de escutar a voz do seu
parceiro.

Preste atenção em todos os sons mais sutis... o


abrir dos zíperes, os tecidos, o som da roupa sendo tirada... e, através dos
sons, você vai perceber se estão em sintonia durante os momentos de prazer.

Você também pode apostar em contos eróticos, contados para ele


durante as preliminares.
Olfato
No kama sutra, o olfato é tão valorizado como qualquer outro sentido.
Pudera: tem coisa mais desconfortável que sentir um cheirinho ruim na hora
H? Claro que não estamos falando do cheiro natural do ser humano, que,
dizem, até desperta o interesse do sexo oposto. Estamos falando de odores
que não são nada agradáveis. Nem durante o sexo, nem durante qualquer
momento da vida a dois.

Mau hálito
A paixão é facilmente destruída pelo odor corporal. No kama sutra, eles
sugerem mascar algumas folhas que deixam o hálito fresco. Aqui no ocidente,
temos várias opções disponíveis no mercado, bem mais eficazes, por sinal.
Quem sofre de mau hálito, geralmente não tem consciência disso e o
parceiro, numa saia justa, não quer mencionar. Por isso, peça a alguém para
lhe dizer com sinceridade e, caso o problema for recorrente, consulte um
profissional da saúde para tratar o problema e não apenas disfarçá-lo.

Perfume ruim
O conceito de perfume ruim é muito relativo, mas dá pra saber quando
seu perfume agrada ou não ao companheiro com uma conversa franca a
qualquer momento. Outro fator importante é observar o asseio. Um bom
banho antes da relação pode fazer milagres. Você está acostumado com o
odor do próprio corpo e pode não sentir que há algo errado. Mas seu parceiro
sente. E isso pode comprometer qualquer clima durante o sexo.
Apesar das inúmeras controvérsias científicas, há uma a qual diz que nós
produzimos uma substância química chamada ferormônio. Os ferormônios
são excretados do nosso corpo e podem gerar reações específicas, fisiológicas
ou comportamentais, nas pessoas a nossa volta. Dentre os ferormônios
existentes, há um sexual, que poderia ser considerada um afrodisíaco
natural...

Saindo um pouco do mundo científico e indo direto para o “quarto”, você


pode aromatizar o seu ninho de amor com velas aromatizadas, incensos,
aromatizador (sugestões de óleo essencial: gerânio, patchouli, ylang-ylang,
sândalo e canela).
Tato
Sabe aquela “coisa de pele”? Pois é, o toque é essencial e um ótimo
estimulante sexual. De acordo com os mestres do kama sutra, o que todos os
bons amantes têm é um conhecimento sensível das áreas do corpo que geram
excitação sexual quando estimuladas (zonas erógenas). Ao explorar estas
zonas, você pode transformar o ato de amor numa experiência de corpo
inteiro. A pele é o maior órgão do corpo humano e é amplamente dotada de
terminações nervosas sensíveis. Essas terminações reagem ao mais leve
toque. Experimente roçar o bico do seio no peito nu de um homem, é muito
excitante. As nádegas de um homem, como as da mulher, podem reagir
bastante ao toque sensual.

Quando uma mulher tem cabelo comprido, ele pode cair distraidamente
sobre os seios e esfregar-se sensualmente contra o corpo nu do parceiro.
Mantenha o corpo afastado dele, quietinha deixando apenas o cabelo tocar-
lhe a pele. Para excitá-lo ainda mais, monte sobre ele e deslize o cabelo por
todo o corpo dele, inclusive o pênis.

Aproveite também e faça uma massagem por todo o corpo do seu


companheiro, vale usar o seu corpo inteiro como um “massageador”. Para
deixar o clima ainda mais gostoso, utilize óleos, cremes, gelo, penas e outros
apetrechos que tiver vontade.
Você também pode vendar os olhos do seu companheiro: ele pode usar o
corpo dele para descobrir o seu ou, ao contrário, também prenda as mãos
dele e faça o que quiser. Com certeza isso o deixará louco!!!

Na hora do banho, entre no chuveiro com ele, aproveite para ensaboar


toda a extensão do corpo e deixe que ele faça o mesmo com você.

Não esqueça de agradar também quando o assunto é roupa de cama e


toalhas: procure as que mais agradam ao tato, como se fizessem um carinho
ao tocá-las.

Certifique-se de
que, no frio, o
quarto esteja
suficientemente
quente (mas não
abafado) e que, no
calor, esteja bem
fresco.
Paladar
E aquela frase que diz “apimentar a relação”? Pois é aqui que ela se
emprega. No kama sutra, Vatsyayana recomenda que o homem inicie
abraçando a mulher da forma que ela mais gosta. Prossegue sugerindo que o
homem ofereça algo que ela aprecie comer, colocando-lhe de maneira
tentadora na boca, acariciando levemente os lábios. Podemos usar esta
técnica também para seduzir e provocar o homem.

Embora seja tentador preceder o seu


encontro sexual de uma refeição farta ou,
até mesmo pior, de um abuso de bebidas
alcoólicas, isso não fará bem algum para
nenhum dos parceiros, não importa se um
ou ambos se excederam. O ato sexual
costuma ser melhor com o estômago
satisfeito, mas não muito cheio, e com a
mente lúcida.

Todos os alimentos e bebidas mais picantes (apimentados) estimulam a


mucosa oral e pode ser considerado afrodisíaco. Além daqueles que dão mais
energia para o corpo, como canela, cravo, guaraná, gengibre... e, claro,
pimenta!
Use também objetos que insinuem outras “coisas”, como derramar algo
na mão e “lamber” o dedo olhando nos olhos do seu companheiro ou
“chupar” a colherinha com a qual mexeu o café.

O beijo também entra aqui... nada de selinhos!!! Aproveite, beije-o de


verdade, passe a língua, “chupe” seus lábios, desvende a sua boca...

Ah! Uma dica


muito interessante:
você sabia que
fazer atividades
físicas por cerca de
uma hora antes do
sexo aumenta o
fluxo sanguíneo e
pode ajudar na
hora do
orgasmo?

Os cinco sentidos agradados, agora vai a receita do afrodisíaco mais


perfeito: siga a sua intuição, faça o que seu corpo e mente estão pedindo,
entregue-se ao momento e seja feliz!
Quando o assunto é paixão, todo
mundo lembra de Afrodite, a deusa
grega do amor, da beleza e da
virilidade, dona de um forte poder de
sedução. E, foi em homenagem a ela,
que, há cerca de 5 mil anos, surgiu os
afrodisíacos, alimentos, bebidas,
aromas, ervas, imagens, sons e outras
substâncias que são verdadeiros
estimulantes sexuais.

Os afrodisíacos são capazes de


influenciar nossos órgãos dos
sentidos, como visão, audição, olfato,
tato e paladar. E também mexer
profundamente com a nossa mente.

Um dos afrodisíacos mais


conhecidos é a canela, também
conhecida como perfume de Afrodite.
Pelo nome, já dá para imaginar os
seus poderes... tanto o sabor quanto o
aroma podem deixar o clima mais
sensual e até mesmo convidativo.
Afrodisíacos naturais
Açafrão: estimulante das zonas eróticas.

Aipo: na Roma antiga, o aipo era dedicado a Plutão, o deus do sexo e do


inferno. Ótimo para os músculos e ajuda o sangue a fluir melhor.

Baunilha: traz a sensação de bem-estar. Por agir no sistema nervoso central,


combate a debilidade sexual e age como estimulante sexual.

Coentro: nas mulheres, as sementes de coentro trazem a sensação de bem-


estar. No entanto, nos homens, pode fazer o efeito contrário.

Cravo: exótico, um dos mais potentes afrodisíacos naturais.

Jasmim: equilibra os hormônios, atrai a paixão e melhora o humor.

Mostarda: estimula a ação das glândulas sexuais.

Noz-moscada: estimulante nervoso e afrodisíaco.

Orégano: excitante, quando colocado em infusão.

Orquídea: afrodisíaco.

Chili vermelho ou verde: excitante e estimulante da circulação sanguínea.

Sândalo: é tônico, afrodisíaco e combate a frigidez.

Ylang-ylang: promove auto-estima, autoconfiança e é afrodisíaco.


Compras que podem apimentar uma relação
Quando se fala em apimentar uma
relação, uma das primeiras coisas que vêm a
nossa cabeça é o mundo (quase sempre
secreto) dos sex shops. Secretos porque muitas
mulheres, apesar da vontade de conhecer,
nunca entraram em uma butique erótica.

Para quem fica roxa de vergonha só de


pensar em entrar em uma loja especializada,
pode começar com pequenas atitudes para se
acostumar... Comece a mudança pelo
ambiente do encontro. Depois aposte nas
lingeries mais ousadas. Passada esta fase, é
hora de “enfrentar” o sex shop.

Em uma butique erótica, você encontra de


tudo!!! Desde simples algemas até inusitadas
fantasias, passando por lubrificantes e outras
“cositas más”.
Para começar a brincadeira, você pode apostar
nas algemas ou nos “dadinhos do sexo”. Neste caso,
são dois dados, como os de jogos de tabuleiro, mas, no
lugar dos números, em um deles têm o local do corpo e
no outro a “prenda” a ser paga, por exemplo: um beijo
na nuca.

Quer ir um pouco mais longe? Aposte em óleos comestíveis para


massagem, lubrificantes que esquentam ainda mais a relação, vibradores,
calcinhas comestíveis, géis com sabores...

E, que tal mexer com a imaginação do seu companheiro? Invista em


fantasias sensuais, como de enfermeira, estudante colegial, salva-vidas...

Mas, lembre-se:
siga os seus instintos e
respeite os seus limites
(e os dele também).
Vale sempre
conversar com o seu
parceiro, descobrir o
que ele gosta ou não
e investir no que
agrada ao casal!!!
O diálogo – quando a falta ‘faz falta’

O namoro tem muitas fases e uma delas é quando o casal parece não
falar a mesma língua. E ambos simplesmente acabam deixando as palavras
subentendidas, ao invés de tecerem uma conversa ou serem explícitos em
suas intenções.

O crescimento do namoro está no diálogo e, quando um dos dois deixa


de se comunicar, uma série de perguntas se passa na cabeça do outro e
começam os conflitos.

Atitudes prejudiciais para a comunicação entre os casais:

Necessidade de estar sempre com a razão:


Sabe aquele ditado ‘você prefere ser feliz ou ter sempre razão?’, pois é:
você não pode ter ambos. Portanto, é importante se colocar no lugar do outro
quando for ter uma conversa. De nada adianta impor seu ponto de vista, sem
ouvir o que seu parceiro tem a dizer, ou achar que sempre tem razão. Diálogo
significa duas pessoas expondo suas opiniões, sem que uma tente se sobrepor
à outra.
Descarregar suas ‘emoções’ no outro
O estresse do dia-a-dia tem sido um fator que contribui bastante para o
crescimento das brigas entre casais. É comum um dos parceiros ‘descontar’
tudo no parceiro. Observe se não está fazendo isso. Caso você tenha esse
hábito de brigar sem motivo aparente, perceba se não está descarregando o
estresse no seu companheiro, que não deve ser um saco de pancadas.

Não deixar um mal-entendido se acumular


Alguns casais acham melhor deixar certas coisas de lado ao invés de
conversar sobre algo que incomoda. O problema é quando as ‘coisas’ se
acumulam... Em um determinado momento, vêm à tona e um dos dois
explode, deixando o outro surpreso com tanta ‘insatisfação reprimida’.
Cuidado! Se você ou seu companheiro ‘guardam’ coisas demais, quando elas
virem à tona será uma catástrofe.

Tenha sempre em mente que dialogar deve ser algo saudável. Se você
for expor seu ponto de vista de maneira crítica ou com a cabeça quente, o
problema pode piorar e a conversa pode se tornar uma grande discussão. Por
isso, antes de qualquer diálogo, veja bem o que quer dizer, em que tom de voz
e se o momento é adequado para falar daquele assunto com o parceiro. Nem
sempre dizer aquilo que se pensa na hora pode ser uma boa opção. Portanto,
use o bom senso.
Ele lhe vê de calcinha bege e grande, de touca de banho e faz xixi
enquanto você escova os dentes. Você usa o banheiro enquanto conversa
com ele, pergunta se está com chulé quando tira o sapato sem meia e mostra
os pelos das axilas perguntando se estão muito grandes. Não, ele não é seu
irmão e sim seu namorado.

Quantos relacionamentos assim você conhece? Quando o excesso de


intimidade se torna algo que banaliza a relação a ponto de tornar o parceiro
tão atraente quanto uma xícara de chá? Pois bem: namoros tendem a se
tornar relacionamentos sérios e relacionamentos sérios um dia se tornarão
casamentos. E é normal que algumas das situações acima sejam recorrentes
depois de anos de namoro. Mas como não deixar que seu namoro vire uma
relação totalmente assexuada ou melhor, uma relação entre irmãos?

Algumas mulheres se deixam levar e acabam construindo grandes


amigos, ao invés de cultivar o hábito de ter um ‘amante’ no companheiro. E
depois, reclamam que foram traídas. Pense bem nisso: o parceiro vai te
enxergar como você está se deixando ser vista. E se o quesito sedução caiu
para 0, como reclamar depois que a vida sexual de vocês não é mais a
mesma? Será que você não tem uma pontinha de culpa nisso tudo?
A tendência dos casais é realmente
‘descuidar’ da aparência e de outros quesitos,
depois de algum tempo. Mas será que isso é
certo? Será uma evolução normal do
relacionamento ter uma intimidade tão
perturbadora? O que acontece com a maioria
dos casais é um descuido muitas vezes
irreversível. Muitas pessoas nem percebem o
quanto estão ‘amigas’ dos seus parceiros e se
sentem desconfortáveis com o excesso de
intimidade, sentindo-se apenas
companheiras, sem aquela velha e boa
sensação de início de namoro, quando tinham
aquele tesão incontrolável um pelo outro. É
claro que o tesão tende a diminuir, mas ele
não pode despencar ladeira abaixo. E isso só
depende de você. Não há paixão que segure a
força do convívio e o excesso de intimidade.

Se, ao perceber que o seu relacionamento está parecendo uma


convivência entre irmãos, releia o capítulo ‘kama sutra’, do nosso ebook, e
tente inserir um pouco mais de erotismo no dia-a-dia de vocês, através de
toques, palavras, estímulos visuais e maneiras de conduzir as coisas. Não se
trata de sexo e sim da maneira como vocês enxergam um ao outro. Pense
nisso!
Não precisa ser nenhum gênio da lâmpada para adivinhar as coisas que
realmente não funcionam na hora H, mas não é especificamente deste
momento que queremos falar.
Neste ebook você aprendeu que os cinco sentidos valem ouro no
momento do amor, mas no dia-a-dia, eles também não podem ser
descartados. De que adianta você criar um cenário e um personagem quase
fictício na hora do sexo, se nos outros 6 dias da semana você aparece um caco
diante do namorado, cometendo todos os ‘pecados’ que são dignos de bani-la
do universo dos relacionamentos?

Pois bem: fizemos uma listinha, com base em intensa pesquisa, para
alertá-la sobre coisas que não agradam nenhum parceiro e podem colocar
tudo a perder:

A mulher que compara o homem com o ex


Mesmo que seja um comentário que enalteça o atual, mas citar o ex,
numa transa ou fora dela, é algo que não favorece nem você, nem seu
parceiro. Claro que ele não acha que é o único homem no mundo que já teve
acesso às suas partes íntimas, mas ele não precisa saber do desempenho do
ex, principalmente porque vai deixá-lo inseguro. Se você fala do ex, um dia,
caso nada dê certo, você fará o mesmo com ele. E a intimidade exposta além
das quatro paredes, ninguém quer.
A que quer ser a segunda mãe
Se você pretende ser a melhor cozinheira do mundo ou arrumar a casa
dele quando ele não está, na tentativa de que ele um dia perceba que você é a
mulher perfeita, esqueça. O papel da mãe deve caber única e exclusivamente
a ela. E não adianta você querer ser um modelo de perfeição para que ele
imagine estar diante da candidata perfeita. Porque um dia, as máscaras caem
e os dois terão que lidar com aquela propaganda enganosa. Na verdade,
nenhum fingimento durante o namoro é capaz de ser sustentado por muito
tempo. Uma hora, eles cansam e mostram-se de mentira. A mãe dele pode
ser tudo que ele idealiza como mulher, mas querer ser igual a uma mãe pode
fazer com que você se torne a melhor amiga do companheiro. E que ele perca
o tesão por você.

A ‘chatinha’
Sabe aquele comercial que a namorada diz para o cara ‘Sabe o que eu
tava pensando?’, e a cada hora vinha com uma idéia nova pra trocar a
decoração da casa? Pois no final, quem foi trocada foi ela. A sacada genial
mostra exatamente isso: a chatinha acaba perdendo o espaço dela. Uma
hora, o homem se cansa de todas as reclamações, as chatices e aquele
falatório fútil e sem sentido. Uma hora ele percebe que quer estar com
alguém que não premedite tudo o tempo todo. Que não reclame da cama, do
motel, da cueca, do ritmo, dos programas que fizerem juntos e simplesmente
curta estar ao lado dele.
A insegura
A maneira mais rápida de perder um homem é encurralando ele. Se quer
perdê-lo, ligue 24h por dia, monitore seus passos, impeça-o de falar com
todas as pessoas que a ameacem e o faça sentir-se num beco sem saída. Não
há homem que resista a uma mulher que o persegue, que o pode, que o
impeça de respirar longe dela. Por isso, esqueça a história de vasculhar
gavetas em busca de ‘provas’ ou procurar números na conta do celular, que
essa insegurança toda só vai destruir um romance que pode dar certo.
Quando a mulher tem algo na cabeça, infelizmente, acaba distorcendo todos
os fatos para que a sua teoria da conspiração esteja certa. E aí, um simples
telefonema dele para uma amiga, pode se tornar o estopim para uma crise
sem precedentes.

Cheia de ‘não me toques’


Na hora do sexo, a maioria dos homens quer entrega total. Sem recato
que possa desestimular o parceiro. Aquela que não tira a roupa sem ser no
escuro, que se esconde do parceiro, fica com vergonha de fazer coisas que
está afim, só para parecer santinha, acaba afastando o companheiro. Uma
coisa é não fazer algo que não esteja afim e ter atitude. Outra é ter nojo e
vergonha de tudo. Neste caso, homem nenhum vai sentir vontade de estar
com uma múmia. Pense nisso.
Os extremos
Tanto aquela que é o centro das atenções quando chega, quanto a
‘mulher casulo’, são um problema.
As extrovertidas demais são aquelas que assustam os homens. Dão show,
bebem muito e riem alto, chamam a atenção por serem sempre muito
‘excêntricas’ e não ligam se passaram vexame, caíram, vomitaram ou se
tornaram o centro das atenções na festa. Elas afastam os homens por um
simples motivo: ele não vai querer um namoro sério com uma mulher que não
se lembra nada do que aconteceu no dia seguinte ou que o faz passar
vergonha.
A introvertida também pode afastar o namorado. Se ela não vai com a
cara dos amigos dele e simplesmente ignora a turma e não consegue se
integrar, sem fazer a menor questão se ser no mínimo simpática, pode perder
a oportunidade de ter um relacionamento bacana ou de ganhar novos
amigos, simplesmente porque não se abriu a novas possibilidades. Claro que
ninguém é obrigada a dar colher de chá para aqueles amigos-malas que vivem
fazendo o namorado dar aquela ‘escapadinha’, mas manter o bom senso e
conquistar aliados é uma maneira inteligente de ser bem quista pelo
namorado.
Outros extremos preocupantes são aqueles relativos à aparência. Tanto a
mulher que não tem o menor cuidado consigo mesma, quanto aquela que não
beija o namorado para não borrar o batom, são brochantes, do ponto de vista
masculino.
Vale a pena cuidar de si mesma. Fortalece a auto-estima. Mas nada de ser
escrava do espelho. Que homem vai agüentar a mulher que não quer sair em
dia de chuva pra não estragar a chapinha?
Agora, só depende de você...
Descubra os seus segredinhos e seja feliz!!!

Produção
Cinthia Dalpino e Thaís Bronzo

Diagramação e arte
Thaís Bronzo
thais@ambaragencia.com.br

Gerente comercial
Cinthia Dalpino
cinthia@ambaragencia.com.br