Вы находитесь на странице: 1из 24
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve
eureka@rtve.gov.br
ONG EDUC AME BRASIL

Apresentação - Prof. Marlus Geronasso (Língua Portuguesa)

Assessoria Pedagógica - Profª. Regina Luque

Professores Colaboradores - Voluntários

CIÊNCIAS HUMANAS

Língua Portuguesa (Yeso) Literatura (Fábio Bettes) Interpretação de Texto (Wella) História Geral (Edilson Chaves) História do Brasil (Mocelin) Geografia Geral (Laércio de Mello) Língua Inglesa (Ricardo Westfhalen) Língua Inglesa (Jomar) Língua Espanhola (Jaime Marinero)

CIÊNCIAS EXATAS

Física (Elton Dias Júnior) Física (Toni) Matemática (Kolb) Matemática (Emerson)

CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

Biologia (Geraldo) Biologia (Ricardo) Química (Giba) Química (Mateos) Química (Renato Vaz)

APOIO

(Eliane Garcia Dias) Geografia (Wanda Sofia) Biologia (Edinilson Rotini) Matemática (Waldemir) Acadêmico de Psicologia

Rotini) Matemática (Waldemir) Acadêmico de Psicologia www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL 1

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

Rotini) Matemática (Waldemir) Acadêmico de Psicologia www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL 1
Rotini) Matemática (Waldemir) Acadêmico de Psicologia www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL 1
Rotini) Matemática (Waldemir) Acadêmico de Psicologia www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL 1
Rotini) Matemática (Waldemir) Acadêmico de Psicologia www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL 1
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL 2
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
COMPREENSÃO DE TEXTO - Prof. Wella
COMPREENSÃO DE TEXTO - Prof. Wella

As questões de 1 a 4 referem-se ao texto que segue.

A cerveja

A versão nacional de sexo, drogas e rock and roll é samba, suor e cerveja. A famosa loura gelada se configurou como a bebida número 1 quando as indústrias perceberam que era necessário associar um conceito que estimulasse as vendas. Como as marcas que patrocinam esportes, as campanhas publicitárias de cerveja agregaram ao ato de beber a idéia de lazer em grupo. Ao contrário da pinga, ela é uma bebida para ser compartilhada e, com isso, se traduziu como um instrumento de alegria coletiva, uma espécie de combustível que faz aflorar a característica da festividade do caráter nacional. “Cerveja é amizade, confraternização e descontração, enfim, valores muito próximos de nós brasileiros”, define Marcos Mesquita, superintendente do Sindicerv, Sindicato das Indústrias Cervejeiras. Da década de 80 para a de 90, os fabricantes enterraram de vez o caráter artesanal da cerveja. Pequenas produtoras foram compradas e as marcas tradicionais investiram em sistemas de produção mais eficientes, o que ajudou a baratear o custo do produto e aumentar o volume de vendas. Colocá-la como patrocinadora das festas de carnaval foi a estratégia definitiva para alçá-la de vez a paixão nacional. A cerveja é hoje o produto nacional que mais contribui para as receitas públicas, cerca de R$ 5,5 bilhões por ano, superando os carros e o cigarro. (Veja, Edição Especial, 021578, 29/12/99.)

as indústrias perceberam que

era necessário associar um conceito que estimulasse as vendas.”

01. (UEL-PR) “

Segundo o texto, esse conceito seria:

a) A bebida número 1.

b) A loura gelada.

c) O rock and roll.

d) O samba.

e) O lazer em grupo.

02. (UEL-PR) Segundo o texto, é correto afirmar:

a) A cerveja ficou mais barata por causa da

produção artesanal.

b) Por causa do alto consumo da cerveja as

fábricas pequenas conseguem manter-se no

mercado.

c) A cerveja contribui muito para as receitas

públicas, sendo superada apenas pelos carros

e cigarros.

d) A cerveja passou, definitivamente, a produto muito apreciado pelo brasileiro quando começou

a

patrocinar festas de carnaval.

e)

As técnicas sofisticadas e eficientes de

produção da cerveja atingiram seu auge nas

décadas de 80 e 90, privilegiando, depois disso,

a fabricação artesanal.

03. (UEL-PR) As aspas usadas no texto têm a

função de:

a) Enfatizar idéias importantes.

b) Isolar informações intercaladas.

c) Insinuar que as palavras estão sendo usadas

em outro sentido.

d) Delimitar expressões de origem estrangeira.

e) Marcar discurso direto.

04. (UEL-PR) “Ao contrário da pinga, ela é uma

bebida para ser compartilhada e, com isso, se traduziu como um instrumento de alegria coletiva, uma espécie de combustível que faz aflorar a característica da festividade do caráter nacional.”

“Colocá-Ia como patrocinadora das festas de carnaval foi a estratégia definitiva para alçá-Ia de vez a paixão nacional.”

Observados os ajustes necessários, as

expressões aflorar e alçá-Ia

substituídas, sem alteração do sentido do texto,

por:

podem ser

a) emergir - elevá-Ia à condição de

b) delinear - torná-Ia alta

c) reiterar - transformá-Ia

d) vir à tona - divulgá-Ia

e) enterrar - subestimá-Ia

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
LÍNGUA PORTUGUESA - Prof. Yeso
LÍNGUA PORTUGUESA - Prof. Yeso

Tópicos relevantes para a prova:

Coesão

a) Ordem dos elementos

b) Palavras referenciais

c) Uso de conectivos (conjunções, preposições

e pronomes relativos).

Léxico

a) Repertório vocabular

b) Diferentes sentidos das palavras

Transformações sintáticas

a) Uso de conectivos no período composto (manutenção ou mudança de sentidos entre orações).

b) Transposição de discursos.

Verificação de norma culta

a) Concordância

b) Regência

c) Uso de pronomes

d) Conjugação e correlação verbal

e) Ortografia

01. Nascidos na chamada “década perdida”, os jovens de hoje revelam facetas mais complexas do que se poderia supor. Se os anos 80 os premiaram com um mundo tenso, os 90 lhes deram a globalização, que pôs essa geração em sintonia com tudo de tudo. Hoje, o início do século XXI lhes desvenda caminhos pelos quais eles seguem sem saber exatamente como prosseguir. Tomá-los pelas mãos seria uma afronta; abandoná-los, uma temeridade.

Eis o impasse.

Sobre as relações observadas no texto acima, não se pode dizer:

a) As formas pronominais “os”, “lhes” e “los” se

referem, semanticamente, ao mesmo elemento.

b) “impasse”, no texto, se refere ao dilema de

se considerar o jovem como dependente ou abandoná-lo, sem atenção.

c) “pelos quais” tem como referência o termo

anterior, “caminhos”.

d) A expressão “essa geração” recupera, no

texto, a expressão “década perdida”.

e) “afronta”, no texto, pode ser entendido como

. e) “afronta” , no texto, pode ser entendido como “ofensa” , “ultraje” . 02. As

“ofensa”, “ultraje”.

02. As alternativas abaixo operam alterações na construção frasal do texto. Assinale aquela que não pode ser aceita sob o ponto de vista sintático-semântico.

a) Se os anos 80 os premiaram com um mundo

tenso, os 90 lhes deram a globalização > Ao passo que os anos 80 os premiaram com um

mundo tenso, os 90 lhes deram a globalização.

b) “lhes desvenda caminhos pelos quais eles

sem seguem sem saber exatamente como

prosseguir” > lhes desvenda caminhos que eles sem seguem sem saber exatamente como prosseguir .

c) “lhes desvenda caminhos pelos quais eles

sem seguem sem saber exatamente como prosseguir” > lhes desvenda caminhos pelos quais eles sem seguem sem que saibam exatamente como prosseguir.

d) “Tomá-los pelas mãos seria uma afronta;

abandoná-los, uma temeridade” > Tomá-los pelas mãos seria uma afronta, mas abandoná- los, uma temeridade.

e) “Se os anos 80 os premiaram com um mundo

tenso” > Se os anos 80 os premiou com um mundo tenso

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
LITERATURA - Prof. Fábio
LITERATURA - Prof. Fábio

- MEMÓRIAS DE UM SARGENTO DE MILÍCIAS (Manuel Antônio de Almeida)

ASPECTOS ESSENCIAIS

Þ Era no tempo do rei. – Rio de Janeiro, início do

século 19

Þ Narração em 3.ª pessoa, com um narrador onisciente

Þ Leonardinho – anti-herói (malandro) ou, em certa

medida, um herói picaresco

Þ Estilo leve, descompromissado e bem humorado,

com uma linguagem simples

Þ Final feliz: Leonardo e Luisinha juntos

01. Assinale V ou F nas afirmações a seguir:

1. ( )A escolha pelo foco narrativo adotado é coerente, uma vez que o protagonista é caracterizado como incapaz de refletir sobre os seus próprios atos; logo, seria ilógico supô-lo capaz de produzir o discurso alinhavador de suas aventuras.

2. ( )Nas intervenções metalingüísticas, percebe-se o tom anti-monárquico e o ceticismo do autor, o que aproxima sua visão de mundo a de Machado de Assis. Logo, a obra apresenta contundente crítica social.

3. ( )A obra destoa do Romantismo convencional, uma vez que os personagens não são seres idealizados, a ação se passa em ambientes menos nobres e há certo tom irônico, o que confere à obra um certo tom de crítica social.

4. ( )Ao narrar as peripécias do jovem Leonardo, o romance apresenta, com olhar crítico e bem humorado, os costumes da sociedade brasileira da época de D. João VI, marcada por uma certa lassidão de valores, o que permitia às personagens transitar pelo universo da ordem e da desordem, de acordo com as conveniências, o que reflete a falta de estruturação social do Brasil no século XIX.

5. ( )Leonardinho, personagem tido como anti- herói, apresenta semelhanças com outros personagens marcantes de nossa cultura, como: Macunaíma, personagem do livro homônimo de Mário de Andrade; Viramundo, de O grande mentecapto, de Fernando Sabino: Zé Carioca, dos quadrinhos de Walt Disney; Agostinho, da série televisiva A grande família.

- DOM CASMURRO (Machado de Assis)

ASPECTOS ESSENCIAIS

Þ A temática do suposto adultério – a ambigüidade narrativa

Þ Narrativa em 1ª pessoa – “atar as duas pontas da vida”

Þ Estilo sóbrio e clássico

Þ A presença da metalinguagem e da intertextualidade

Þ O ceticismo diante da condição humana

02. Assinale V ou F nas afirmações a seguir:

1. ( )A teoria de que a “vida é uma ópera” leva o narrador a afirmar: “cantei um duo

terníssimo, depois um trio, depois um quattuor

)”, (

amizades que se entrecruzam durante o livro:

revelando os amores, afeições e

duo – Bentinho e Capitu; trio – Capitu, Bentinho e Escobar; quattour: Capitu e Escobar, Bentinho e Sancha. Mas o final da “ópera” é o solo de Bentinho, solitário e casmurro.

2. ( )O livro pode ser lido como uma espécie de autopsicanálise de Bento Santiago, sobrevivente de uma história de amor com final trágico. Ao longo da narrativa que faz, acha-se emotivamente mutilado, por julgar- se traído pela esposa Capitu e o melhor amigo, Escobar.

3. ( )Podem-se identificar duas fases na narrativa: na primeira, aparentemente, tudo parece acontecer para que Bentinho e Capitu se unam e constituam um família; na segunda, temos um movimento justamente oposto.

4. ( )Com o retorno d o filho Ezequiel, já adulto, Bentinho reconhece a falta de fundamento para as suas suspeitas e reconcilia-se com o passado.

5. ( )Mais do que fatos, Dom Casmurro é uma obra que nos apresenta a versão dos fatos pela voz de seu personagem-narrador. Assim, só conhecemos a personagem Capitu, por exemplo, pela visão do marido que se julga traído. Logo, além do ciúme e da traição, temas fundamentais desta obra, temos também a questão da dúvida a respeito do que conhecemos das pessoas e daquilo que elas realmente são.

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

- TERRAS DO SEM FIM (Jorge Amado)

ASPECTOS ESSENCIAIS Þ A disputa pela conquista e posse das terras produtivas para o plantio do cacau, no sul da Bahia: injustiças, opressão, violência

Þ Narrativa dividida em 6 partes: o navio; a mata; gestação de cidades; o mar; a luta; o progresso

Þ A ação ocorre no início do século 20

Þ Linguagem simples, sem sofisticações estilísticas; maior atenção dada ao enredo

Þ A mata personificada; o sul da Bahia como um Eldorado; as cidades comandadas pelos coronéis

03. Assinale V ou F nas afirmações a seguir:

1. ( ) Para a obtenção das terras de Sequeiro Grande, os coronéis utilizam-se de meios lícitos e ilícitos, tais como incêndios, caxixes, tocaias e conchavos políticos. O estopim do conflito entre os Badarós e Horácio da Silveira foi a tocaia comandada por aqueles a Firmo, que escapou vivo e buscou proteção de Horácio.

2. ( ) A sociedade de Ilhéus e de Itabuna se moldava de acordo com as vontades dos coronéis: estes indicavam os prefeitos, controlavam os jornais e manipulavam a justiça conforme seus interesses. Quem os combatia era a igreja católica, que não se curvava perante as maldades e o poderio de homens como Horácio da Silveira e Sinhô Badaró.

3. ( ) Em meio a conflitos sangrentos, tocaias e caxixes, há no livro alguns casais que se unem por laços afetivos sinceros: Ester e dr. Virgílio, capitão João Magalhães e Don´Ana Badaró, Raimunda e Antônio Vítor.

4. ( ) A epígrafe do livro (Eu vou contar uma história, uma história de espantar), a lua vermelha que deixava um rastro sanguinolento no mar (na primeira parte do livro), a mata misteriosa (segunda parte do livro) prenunciam um enredo marcado pelo conflito sangrento, terminado graças à intervenção do governo federal dividindo as terras entre os coronéis da região e pequenos agricultores.

5. ( ) As personagens Raimunda e Don’Ana Badaró representam o contraponto entre a casa-grande e a senzala, herança do patriarcalismo rural.

- O PAGADOR DE PROMESSAS (Dias Gomes)

ASPECTOS ESSENCIAIS

Þ A tragédia da incomunicabilidade; a tirania do sistema contra o indivíduo

Þ Tragédia em três atos

Þ Sem contextualização histórica precisa (apenas atual)

Þ Diálogos curtos, incisivos, marcados pelas distorções

Þ Salvador (BA), às portas da Igreja de Santa Bárbara; a peregrinação de Zé-do-Burro

marcados pelas distorções Þ Salvador (BA), às portas da Igreja de Santa Bárbara; a peregrinação de

04. Assinale V ou F nas afirmações a seguir:

1. ( ) Zé-do-Burro é uma pessoa pura, ingênua, que deseja viver de acordo com os seus princípios e cumprir a sua promessa. Contra ele, no entanto, levanta-se uma conspiração de pessoas e organizações que não se conformam com essa pureza e boa fé.

2. ( ) A arma utilizada para a eliminação do herói é a persistente e sistemática deturpação do verdadeiro significado das palavras e ações do protagonista, interpretadas erroneamente e utilizadas como argumentos contra ele próprio.

3. ( ) Os trabalhadores que tentam a vida melhor nas roças de cacau, no Sul da Bahia, assemelham-se a Zé-do-Burro, personagem de O pagador de promessas, que emigra da capital para o interior do mesmo estado, buscando uma vida melhor, livre das privações econômicas.

4. ( ) Em O pagador de promessas (Dias Gomes), obra inserida entre as produções nacionais contemporâneas, a questão agrária é um assunto presente ao longo da peça. Tal questão também foi abordada em outros momentos de nossa literatura, como:

no Pré-Modernismo (Euclides da Cunha), no Romance Regionalista de 30 (Jorge Amado e Graciliano Ramos, por exemplo) e na 3.ª Geração Modernista, com João Cabral de Melo Neto.

5. ( ) Dias Gomes, em O pagador de promessas, e Jorge Amado em Terras do sem fim, fazem, cada um à sua maneira, críticas à igreja católica, insensível ao clamores populares.

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

- O SANTO E A PORCA (Ariano Suassuna)

ASPECTOS ESSENCIAIS

Þ A vida é traição.

Þ Gênero dramático; o humor surge dos equívocos;

desfecho feliz para todos, menos para Euricão.

Þ Sem contextualização histórica precisa.

Þ Diálogos curtos e vivos.

Þ Interior do Nordeste.

05. Assinale V ou F nas afirmações a seguir:

1. ( ) A peça dialoga com outras peças consagradas da dramaturgia mundial como Aulularia, de Plauto. A genialidade de Ariano Suassuna está no fato de recriar a história num ambiente nordestino, captando o universal presente nos personagens tão típicos a esse espaço.

2. ( ) O humor despertado pelos mal- entendidos, o final feliz e o constante clima de tensão aproximam esta peça às de Martim Pena, teatrólogo do período romântico.

3. ( ) Nas rubricas do texto, percebe-se o forte tom de denúncia social existente na peça, o que a aproxima temática e cronologicamente ao Romance Regionalista de 30.

4. ( ) A necessidade de sobreviver à miséria e o sonho de construir seu futuro fazem de Caroba uma estrategista que se sujeita à condições sem se conformar com elas. Ela se mostra profunda conhecedora dos anseios e secretos desejos das pessoas e tem a capacidade de gostar de todas elas, apesar das manias e defeitos que apresentam. O final feliz com Pinhão é um prêmio à sua firmeza de propósitos e à sua persistência.

5. ( ) A peça é um exemplar típico da cultura nordestina, tanto pela ambientação como pela linguagem simples e direta, que a aproxima da literatura de cordel.

LITERATURA - Prof. Marcelo
LITERATURA - Prof. Marcelo

(UFPR-2002) Leia os dois poemas de Manuel Bandeira.

Momento num café

Quando o enterro passou Os homens que se achavam no café Tiraram o chapéu maquinalmente Saudavam o morto distraídos Estavam todos voltados para a vida.

Um no entanto se descobriu num gesto largo e

demorado

Olhando o esquife longamente Este sabia que a vida é uma agitação feroz e sem

finalidade

Que a vida é traição

E saudava a matéria que passava

Liberta para sempre da alma extinta.

Irene no céu

Irene preta Irene boa Irene sempre de bom humor

Imagino Irene entrando no céu:

Licença, meu branco!

E

São Pedro bonachão:

Entra, Irene. Você não precisa pedir licença.

01. Assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

( ) Os dois poemas têm como tema a morte,

propício a considerações sobre a transcendência e abordado a partir de elementos cotidianos, o que é um procedimento recorrente na poesia de Manuel Bandeira.

( ) “Irene no Céu”, assim como “Evocação do

Recife” e “Mangue”, traz a evocação de um Brasil de urbanização recente e ainda próximo do período da escravidão, quando as relações sociais e humanas eram diversas das que se encontram no Brasil contemporâneo.

( ) Na segunda estrofe de “Momento num Café”

há referências diretas à tuberculose, doença de que Manuel Bandeira sofria desde a juventude e

fez de toda sua vida uma espera pela morte que, afinal, só veio na velhice.

( ) Em “Irene no Céu”, Manuel Bandeira, ao

descrever Irene como “preta” e o ser superior, São Pedro, como um branco a quem ela tem que pedir licença, revela uma postura preconceituosa presente também em “Poema tirado de uma notícia de jornal” e “Rondó do Capitão”.

( ) O segundo poema representa uma fase de

crise espiritual de Manuel Bandeira, já que, ao

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

contrário do primeiro, em que aparece uma crença profunda na vida eterna, nele a alma se extingue, libertando a matéria.

- Leia o poema de Ferreira Gullar -

Na Lagoa

A cidade

debruçada sobre seus afazeres surda

de rock não sabe ainda que a garça voltou.

Faz pouco, longe daqui entre aves lacustres a notícia correu: a lagoa rodrigo de freitas

está assim de tainhas!

– oba, vamos lá

dar o ar de nossa graça, disse a garça

e veio:

desceu

do céu azul sobre uma pedra do aterro

a

branca filha das lagoas

e

está lá agora

real e implausível como o poema que o gullar não consegue escrever

02. Sobre os versos transcritos acima e baseando-se em sua leitura do livro “Muitas Vozes”, assinale as respostas corretas.

I - Em “Muitas Vozes”, as coisas banais do dia-

a-dia, a família, e a própria arte de fazer poesia

são temas trabalhados por Ferreira Gullar.

II - Gullar é um poeta exagerado na expressão lingüística de seus sentimentos, e trabalha com uma linguagem que idealiza a natureza.

III -Gullar parece partir de elementos

autobiográficos para a composição de seus

textos poéticos.

IV

- Em relação a sua “técnica poética”, Gullar nega

as

estruturas mais tradicionais da poesia, evitando o

jogo rigoroso de rimas e métricas, além de utilizar- se de um vocabulário “comum”, o que o aproxima

das idéias do modernismo de 22. Estão corretas as alternativas:

a) I e II

b) II, III e IV

c) I, III e IV

d) II e IV

e) Todas

a) I e II b) II, III e IV c) I, III e IV d) II

Acompanhe o trecho do livro Terras do Sem Fim, de Jorge Amado:

A mata dormia o seu sono jamais

interrompido. Sobre ela passavam os dias e as noites, brilhava o sol do verão, caíam as chuvas do inverno. Os troncos eram centenários, um eterno verde se sucedia pelo monte afora, invadindo a planície, se perdendo no infinito. Era como um mar nunca explorado, cerrado no seu mistério. A mata era como uma virgem cuja carne nunca tivesse sentido a chama do desejo. E como uma virgem, era linda, radiosa e moça,

apesar das árvores centenárias. Misteriosa como a carne de mulher ainda não possuída. E agora era desejada também.

A mata dormia. As grandes árvores

seculares, os cipós que se emaranhavam, a

lama e os espinhos defendiam o seu sono. (Terras do Sem Fim, ed. Record, p. 34)

03. Com base no TEXTO transcrito e a leitura do romance Terras do Sem Fim, pode-se afirmar:

a) Embora seja um autor do século XX, o estilo

narrativo de Jorge Amado aproxima-se, pela

preferência na abordagem psicológica de suas personagens, à estética realista de Machado de Assis.

b) A narrativa de Jorge Amado é estritamente

objetiva; o autor evita metáforas e comparações poéticas, buscando priorizar as descrições

detalhadas dos acontecimentos e dos mínimos gestos de cada personagem.

c) Modernista e dono de uma técnica narrativa

inovadora, Jorge Amado nega, em seus textos,

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

a adjetivação, numa clara intenção de se fazer objetivo.

d) Neste trecho, o autor ironiza a mata.

e) Neste trecho, o autor idealiza a mata, numa

atitude bastante próxima a dos autores românticos do século XIX, como José de Alencar.

LÍNGUA INGLESA - Prof. Ricardo
LÍNGUA INGLESA - Prof. Ricardo

- Conjugações:

AND

BUT

THEN

HOWEVER

ALTHOUGH

NEVERTHLESS

THEREFORE

DESPITE IN SPITE OF

* Only - Just - More - By the way - Always - Never

- Steps! Como trabalhar o texto:

STEP 1 - Separe nomes próprios e números /

valores

STEP 2 - Separe os Verbos STEP 3 - Separe o vocabulário que você conhece STEP 4 - Separe o título e a fonte

01. (UFPR) - Pilot's agony on tape in crash Crash investigators at the site of the USAir disaster near Pittsburg, which all 132 people died last week , released a tape recording yesterday of the pilot’s last desperate struggle to save his aircraft. Flight 427 was en route from Chicago to Florida when it crashed seven miles short of

a stopver at Pittsburgh - Pennsylvania. The last intelligible words of Peter Germano,

captain of Flight 427, were in tones of naked

terror: “

ahhhh, ahhhh

“ The actual words do not tell us very much about what happened “ said Carl Vogt, of the National Trasportation Safety Board. He added that although sabotage was ruled out, he was considering a bird strike. Even a single goose sucked into na aero-engine can bring down na aircraft. Other possible explanations include running out of fuel, turbulence and pilot error.

Ahhhh,

Traffic emergency ”

Oh shit

(The Sunday Times, Sept. 11, 1994)

01.

What information is in the text ?

01.

The place where the plane crashed happened

02.

The destination of Flight 427.

04.

The number of people who were killed in the

accident.

08.

Possible causes of the accident

16.

The nationality of the captain of Filght 427.

32.

The pilot’s name.

64.

The year the plane was built.

02.

Based on the text it’s correct to say that:

01.

The National Transportation Safety Board was

investigating the causes of the plane crash.

02. The pilot was listening to a tape when the

plane crashed

04.

Pittsburgh is situated in Pennsylvania.

08.

Nobody survived from the accident

16.

The plane was brought down by sabotage

32.

The disaster happened this year

- Expressions -

01 - PAIN IN THE NECK

UM SACO DE AGUENTAR!

02 - HIGH AND LOW

POR TODA A PARTE!

03 - FED UP

ENTEDIADO!

04 - FEELING BLUE

TRISTE!

05 - SHAKE IT UP

APRESSE - SE!

06 - TOP OF THE HEAP

MAIORAL - O BOM!

07 - PUT IT ON LINE

SER FRANCO!

08 - IN THE KNOW

BEM INFORMADO!

09 - LEMON

UMA DROGA!!!

10 - ANNIE OAKLEY

ENTRADA GRATUITA!

11- BUZZ

TELEFONEMA!

12- FOOTLOOSE

LIVRE DE “RESPONSAS”!

13 - CHICKEN

COVARDE!

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

14 - DIRT-CHEAP

BARATÍSSIMO!

15 - HEAD OVER HEELS IN LOVE

TOTALMENTE APAIXONADO!

16 - BUTTERFLIES IN THE STOMACH

FRIOZINHO NA BARRIGA!!

GOOD LUCK!!

LÍNGUA ESPANHOLA - Prof. Jaime Marinero
LÍNGUA ESPANHOLA - Prof. Jaime Marinero

INTERPRETAÇÃO DE TEXTO

Preste muita atenção nas dicas para interpretar bem um texto.

1. Os exercícios de Interpretação na verdade são

de ENTENDIMENTO DO TEXTO. Por isso evite deduções pessoais e restrinja-se ao que os elaboradores da prova querem dizer.

2.Ao analisar as alternativas ,elimine de cara, as absurdas; procurando prestar atenção nas prováveis corretas.

3. Assim que você tiver as respostas possíveis,

leia novamente o texto até que não haja mais

dúvidas.

TEXTO 1

(UFPR – 2005) “La Tribune (Paris). Coca Cola, después de cinco años de investigaciones sobre sus prácticas comerciales a petición de Pepsi, ha cedido a las presiones de la Comisión Europea. El gigante de Atlanta ha aceptado en particular suprimir sus cláusulas de exclusividad. Sus clientes podrán comprar y vender las bebidas gaseosas de los aprovisionadores que elijan.”

(Disponível em: <http://www.elmundo.es/quiosco> Acesso em: 20 out. 2004.)

01.Com relação ao texto, considere as seguintes afirmativas:

I. Antes da decisão da Comissão Européia, os

clientes do “gigante de Atlanta” só podiam

comprar as bebidas fornecidas pela Pepsi.

II. Pressionada pela Comissão Européia, a Pepsi

investigou práticas comerciais adotadas pela

Coca-Cola.

III. Sob pressão da Comissão Européia, a Coca-

Cola não mais impedirá que os estabelecimentos

comerciais comprem e vendam refrigerantes de diversas marcas.

02. Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas I e II são verdadeiras.

b) Somente a afirmativa III é verdadeira.

c) Somente as afirmativas I e III são verdadeiras.

d) Somente a afirmativa I é verdadeira.

e) Somente a afirmativa II é verdadeira.

TEXTO 2

Todas las lenguas, ricas o pobres, tienen una

expresión que determina, si no el carácter, al menos una manifestación peculiar de la raza o

pueblo que la usa

tienen la palabra “saudade” que abarca por sí sola toda la escala graduada del sentimiento, porque permite expresar no sólo la tristeza de una despedida, la alegría de un recuerdo, la delicadeza de una emoción, la verdad de una esperanza, la nostalgia de la patria, esa melancolía de la ausencia, la afección de una amistad, la fuerza de un vínculo, la sombra de una pena, la sensación de un afecto o la forma de pensamiento imperecedero. “Saudade” es todo eso; “Saudade” no puede ser traducido en ningún idioma con una sola palabra.

EI portugués y el brasileño

“Saudade” es vida, es recuerdo, es pena, es alegría, es esperanza, es nostalgia, es vínculo, es amistad, es cariño, es afecto, es todo, porque se puede aplicar a todas las situaciones en que el alma quiere expresar su fuerza, poniendo a su servicio el corazón. “Saudade”’ palabra mágica que los brasileños usan con las modificaciones que sus espíritus delicados y su cultura distinguida saben

alma de un idioma y alma

expresar

de un pueblo que saben sentir y que en sus latidos saben unir sus sentimientos a aquellos que le son queridos. Alberto Blancas (Argentina)

In Curso Práctico de Español.Francisco Frigério. Ed. Arco Iris /

7a.Ed.pg.106

”Saudade”’

03. Según el texto anterior, podemos afirmar que:

a) Ningún idioma posee expresiones peculiares.

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

b) “Saudade” indica un acto de falsedad.

c) “Saudade” indica, entre otras cosas, una

forma de afecto o cariño.

SINO -----> aparecerá “ no “

TODAVIA,PORÉM

d)

Esta palabra -”saudade” – no es típica de

PERO = MAS

TODAVIA,PORÉM

los brasileños.

 

e)

Ninguna persona tiene dicho sentimiento.

AUNQUE

EMBORA, MESMO QUE AINDA QUE, APESAR DE QUE

Heterosemánticos - (Falsos Cognados)

Son palabras con escrita igual o muy parecida, pero con significado totalmente diferente. Ejemplos:

PORQUE = QUE

ES DECIR,O SEA

PORQUE

ISTO É, POR ASSIM DIZER

1. Rato

>

Momento

POR CONSIGUIENTE

POR ISSO

2. Ratón

>

Rato

ALEJADO > AFASTADO LISIADO > ALEIJADO LARGA > LONGA ANCHA > LARGA SALSA > MOLHO PEREJIL > SALSA RUBIA > LOIRA PELIRROJA > RUIVA CERRADA > FECHADA FECHADA > DATADA DÉBIL > FRACO FLACO > MAGRO

APELLIDO > SOBRENOME SOBRENOMBRE (APODO) > APELIDO TALLER > OFICINA OFICINA > ESCRITÓRIO ESCRITORIO > ESCRIVANINHA

CUBIERTO

> TALHER

TODAVÍA > AINDA SIN EMBARGO > TODAVIA MIENTRAS > ENQUANTO

EN CUANTO

> ASSIM QUE

PRESUNTO > PROVÁVEL

JAMÓN > PRESUNTO

ACORDARSE

DESPERTAR

> LEMBRAR(-SE) > ACORDAR

AZAR > ACASO MALA SUERTE > AZAR

Principales Conjunciones

SIN EMBARGO, NO OBSTANTE

TODAVIA,PORÉM

Preposiciones

SOBRE - EN - ANTE - TRAS

- Preposición EN-

- Antes de Medios de Transporte

Ejemplo: Viajaré a Madrid EN avión.

- HACIA # HASTA

DE

<---------------------->

HASTA

HACIA

Pronombres Personales

- Cuidado con los siguientes -

=

TU

Tratamiento Informal

/ VOCÊ

USTED = O SENHOR /A SENHORA Tratamiento Formal

USTEDES = OS SENHORES/ AS SENHORAS / VOCÊS

Los artículos

Estudiaremos los DEFINIDOS

- MASCULINOS: EL LOS

O

OS

- FEMENINOS: LA

A

LAS

AS

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

- NEUTRO: LO

O

Lo ?

¡ ESTO ES MUY IMPORTANTE !

¿Cómo diferenciar

El

de

EL > Cuando nos refiramos a un Sustantivo Masculino Singular. Ejemplo: El libro.

LO > Nunca antes de Subst. Vendrá antes Adjetivos, Adverbios y Participios. Ejemplo: Lo lindo de Lolita son sus ojos. Espero que vengas lo antes posible.

HISTÓRIA - Prof. Edilson
HISTÓRIA - Prof. Edilson

A IDADE MÉDIA tem início por volta do século V com as invasões bárbaras ao Império Romano. Este período tem duração de aproximadamente

mil anos e divide-se em Alta Idade Média (séc. V ao XI) que corresponde à primeira metade dos mil anos e sua principal característica é a formação e o crescimento do sistema feudal (ruralização da economia) do ocidente, ou seja, os territórios invadidos e ocupados pelos germânicos. A outra fase vai do século XI ao XV

e caracteriza-se pela vida urbana e um intenso

desenvolvimento do comércio, outra característica é a grave crise que atingiu parte da Europa medieval levando esse período ao seu “fim”. Período Clássico – 476 a 1453 (tomada de Constantinopla pelos turcos).

IMPERIALISMO é a dominação de um povo (países industrializados) sobre o outro (países pobres) sob os aspectos políticos, econômicos, culturais etc. Sua concentração se deu em

países localizados na África e Ásia. Os principais países que participaram dessa corrida pela dominação foram a Inglaterra, a França, a Alemanha, a Itália e a Bélgica. COLONIALISMO E IMPERIALISMO: algumas diferenças. Enquanto o antigo colonialismo concentrou-se sobretudo entre Portugal e Espanha

e que tinham como interesse a obtenção de metais

preciosos e exportação de produtos manufaturados,

o imperialismo tinha como característica a procura

de matérias-primas industriais – petróleo – carvão e

ferro.VaigeraraPrimeiraGuerraMundial(1914-1918).

ESTADOS DITATORIAIS: logo após a crise econômica de 1929, o mundo “deixou” de acreditar na democracia pregada pelos Estados Unidos da América e “novos” pensamentos começam a surgir no mundo: (Itália) Fascismo – 1922; (Alemanha) Nazismo – 1933; (Rússia)

Stalinismo - 1924; (Brasil) Getulismo – 1930. Também em Portugal com Salazar e na Espanha com Franco.

As principais características dos regimes

nazifacista são a defesa do capitalismo nacional,

o antisemitismo, o anticomunismo e antisocialismo.

nacional, o antisemitismo, o anticomunismo e antisocialismo. POPULISMO: o dicionário Aurélio define assim: Bras .

POPULISMO: o dicionário Aurélio define assim:

Bras. Simpatia pelo povo; Bras. Política fundada no aliciamento das classes sociais de menor poder aquisitivo. Leia um trecho da obra de Maria H. Capelato. Multidões em cena: propaganda política no varguismo e no peronismo. Campinas, SP:

Papirus, 1988. “Getúlio Vargas explicitou, em seu discurso de ‘Primeiro de Maio’, em 1938, que ‘Ordem e Progresso’ eram suas mais importantes aspirações, acrescentando que ‘um país não é apenas uma aglomeração de indivíduos em território, mas é, principalmente, uma unidade de raça, uma unidade de língua, uma unidade de pensamento. Para se atingir esse ideal supremo, é necessário, por conseguinte, que todos caminhem juntos em uma prodigiosa

ascensão (

grandeza do Brasil” (apud Wolfe 1994, p. 32).

para a prosperidade e para a

)

BRASIL – DEMOCRATIZAÇÃO: a Ditadura Militar do Brasil durou de 1964 à 1985 esse período foi caracterizado pelo uso da força, inexistência de liberdade de expressão e perseguição a qualquer tipo de oposição. Em 1984 tem início o Movimento de Diretas Já! Movimento pela volta das eleições diretas para presidente da República, o que não ocorreu e o novo presidente foi eleito por um Colégio Eleitoral, Tancredo Neves para Presidência e José Sarney para vice. Com a morte de Tancredo Neves, José Sarney assume – Nova República – 1988 passa a vigorar a nova Constituição conhecida como “Constituição Cidadã”, com a volta dos direitos sociais e a liberdade de expressão.

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

“Depois de um século de colonização política

e geográfica, as potências industriais

começaram a colonizar a grande reserva que é

a alma humana. Os novos domínios seriam a

inteligência, a vontade, o sentimento e a

imaginação de centenas de milhares de seres humanos que vêem cinema, ouvem rádio, vêem

e ouvem televisão. A técnica feita indústria

permitiu a consolidação de grandes complexos, produtores e fornecedores de imagens, de palavras e de ritmos, que funcionam como um sistema entre mercantil e cultural.” (BOSI, Ecléa. Cultura de massa e cultura popular,

1972.)

01. O texto refere-se criticamente ao advento dos meios de comunicação de massa, que invadem, cada dia mais, o cotidiano das sociedades contemporâneas. Assinale a alternativa que justifica as críticas feitas aos meios de comunicação.

a) O efeito de sedução dos meios de

comunicação de massa tem sua origem nos

recursos formais da literatura erudita, o que, de saída, revela seu caráter antidemocrático.

b) Enquanto os meios de comunicação dos

países altamente industrializados cumprem o objetivo de democratização do conhecimento,

nos países subdesenvolvidos eles se limitam a divertir o público.

c) Os meios de comunicação de massa são

instrumentos de colonização porque dão sustento ao avanço tecnológico que possibilita

continuou servindo de modelo às demais, tornando-se importante pólo de atração internacional. 02) A expansão geográfica realizada a partir das

conquistas de Alexandre possibilitou o surgimento

e o desenvolvimento de outros importantes

centros urbanos como Alexandria, no Egito, e Pérgamo, na Ásia Menor.

04) Um traço inovador da cultura helenística foi

a intervenção direta do Estado nas atividades

culturais, criando instituições que funcionariam como centros de produção cultural, escolas e museus. 08) Mesmo que a designação helenística seja usada sobretudo para salientar a influência ori- ental na cultura grega, reconhece-se que a identidade grega prevaleceu e, posteriormente, expandiu-se pelo mundo. 16) Alexandre conseguiu consolidar um império coeso e uniforme que, pela sua estrutura, manteve-se íntegro por longo tempo.

02. (UEL - PR) - As três heranças culturais que

formaram a Idade Média - a romana, a germânica

e a cristã – tinham preconceito em relação ao

trabalho. Na sociedade escravocrata romana privilegiava-se a dedicação aos prazeres materiais e às “coisas do espírito” (poesia, filosofia, música); a sociedade germânica

valorizava a riqueza obtida pela conquista; já o pensamento cristão identificava o trabalho ao resgate do pecado original. (Adaptado de:

FRANCO JR., Hilário. Cocanha. São Paulo:

o

crescimento do poderio econômico de países

Companhia das Letras, 1998.)

do

Terceiro Mundo.

Com base no texto e nos conhecimentos sobre

d)

Os meios de comunicação de massa

o

trabalho no medievo, considere as afirmativas

aprofundam a desigualdade social, uma vez que somente os ricos podem consumi-los.

e) Mais do que um mero conjunto de tecnologias,

os meios de comunicação se sobrepõem às

identidades sociais tradicionais, impondo seus valores e seus padrões e levando à homogeneização da cultura.

HISTÓRIA - Prof. Mocelin
HISTÓRIA - Prof. Mocelin

01. (UEPG - PR) - Sobre a cultura helenística,

assinale o que for correto:

01) As cidades foram os grandes espaços de florescimento da cultura helenística; Atenas

a seguir. I. As obrigações dos camponeses variavam conforme a sua condição jurídica (livres, escravos ou servos), mas o século XI caracterizou-se pela servidão no Ocidente europeu, o que implicou obrigações como a corvéia e o pagamento de várias taxas.

II. O trabalho não era condizente com a formação

da nobreza. Suas riquezas provinham da exploração dos patrimônios herdados, principalmente terras, e da pilhagem resultante dos conflitos militares. III.O movimento camponês da jacquerie pretendeu a abolição do trabalho, a liberdade de

expressão nos assuntos políticos e religiosos e

o estabelecimento de um governo comunal.

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

IV. A partir do progresso agrícola entre os

séculos XI e XII, a população, de modo geral, passou a se alimentar mais e melhor, o que possibilitou o crescimento demográfico e o sucessivo dinamismo comercial.

V. A ascensão da burguesia, ao final da Idade

Média, intensificou a rejeição ao trabalho, o que

se evidencia no crescimento de movimentos anarquistas nos meios urbanos. Estão corretas apenas as afirmativas:

a) I, II e III

b) I, II e IV

c) I, III e V

d) II, IV e V

e) III, IV e V

03. (UFSC) - São alternativas corretas referentes aos regimes totalitários europeus:

01) O Estado Totalitário generalizou-se pela Europa no período entre guerras como nazismo, fascismo, salazarismo e franquismo. 02) O exemplo mais representativo de totalitarismo de direita foi o da Alemanha, onde Adolf Hitler implantou o governo do Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães (Nazista). 04) O quadro “Guernica” do Pablo Picasso exprime a Guerra Civil Espanhola (1936-1939), que implantou o Estado fascista (no sentido de totalitário) na Espanha sob o governo de Fran- cisco Franco. 08) A Liga das Nações pôs fim ao Terceiro Reich. 16) No “Mein Kampf” (Minha Luta), Hitler afirmava que a expansão alemã se daria rumo ao leste e pela destruição do Estado Bolchevista. 32) Na Itália, Mussolini assumiu o poder apoiado pelo Partido Fascista.

04. (UNIOESTE - PR) - Sobre a história da América Latina durante o século XX, é correto afirmar:

01) A Frente Sandinista de Libertação Nacional (FSLN) chegou ao poder na Nicarágua (1979), derrubando, mediante guerrilhas, a dinastia Somoza. 02) Durante seu governo, o presidente argentino Perón procurou apoiar-se em três poderosas

forças: proletariado, exército e Igreja. 04) O peronismo ou justicialismo baseou-se em uma política populista de cunho antinacionalista, inspirada nas doutrinas fascistas propagadas após a Segunda Guerra Mundial. 08) Salvador Allende chegou ao poder, no Chile (1973), como o primeiro e único presidente socialista na América Latina. 16) Os governos populistas, cujos líderes autoritários e carismáticos se mantinham no poder sem o apoio popular, surgiram na América Latina após 1950. 32) A Conferência de Puebla colocou no centro da orientação da Igreja latino-americana a “opção preferencial pelos pobres”. 64) O Mercosul foi firmado em 1991, com a assinatura do Tratado de Assunção pela Argen- tina, Brasil, Paraguai e Uruguai, e entrou em vigor em 1995.

tina, Brasil, Paraguai e Uruguai, e entrou em vigor em 1995. GEOGRAFIA - Prof. Laércio Demografia
GEOGRAFIA - Prof. Laércio
GEOGRAFIA - Prof. Laércio

Demografia

em vigor em 1995. GEOGRAFIA - Prof. Laércio Demografia 01. Dentre as muitas visões estereotipadas sobre

01. Dentre as muitas visões estereotipadas sobre a diversidade regional brasileira, duas são bastante comuns: a de que o conjunto da Amazônia constitui um “vazio demográfico” e a que associa toda a região Nordeste ao clima seco.Com base nessa afirmação e nos conhecimentos de geografia brasileira, assinale a alternativa correta.

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

a) A noção de “vazio demográfico” serviu para

justificar políticas de “integração nacional” que objetivavam direcionar os imigrantes nordestinos para a Amazônia, as quais resultaram em fracasso.

b) A idéia de que o problema da seca afeta o

conjunto do Nordeste advém do fato de que a maior parte da população nordestina habita o sertão, que possui clima árido.

a) Espaço geográfico no qual são exercidas a

soberania nacional e as devidas funções de

governo, e cujas fronteiras são estabelecidas por meio de tratados internacionais ou impostas pela força das armas.

b) Porção da superfície terrestre ocupada e

defendida por uma determinada população e que contém o espaço vital necessário para reproduzir o modo de vida dessa população.

c)

A Sudene foi instituída no período militar com

c) Espaço social que se distingue por refletir, em

o

objetivo de implementar obras contra a seca,

sua organização, as tradições culturais de uma

o

que generalizou a idéia

comunidade étnica homogênea.

de que a região é árida em seu conjunto.

d) A noção de “vazio demográfico” é válida

apenas para as áreas da Amazônia ocupadas por populações indígenas, devido ao caráter nômade desses povos. e) A Sudam, com obras de saneamento e combate a epidemias, visa promover a ocupação da Amazônia Legal, devido a ser essa a área específica que, por ser insalubre, apresenta-se “vazia”.

Placas Tectônicas

ser insalubre, apresenta-se “vazia”. Placas Tectônicas Dorsal oceânica Focos de Terremotos Sentido

Dorsal oceânica

Focos de Terremotos

Sentido esquemático dos movimentos das placas

Arco insular

Vulcões ativos

Cristas de montanhas (dorsais) em expansão

ativos Cristas de montanhas (dorsais) em expansão 02. O Estado pode ser definido como o conjunto

02. O Estado pode ser definido como o conjunto articulado de instituições jurídico-administrativas por meio das quais um agrupamento social autônomo se organiza politicamente e se faz representar perante outros agrupamentos do mesmo tipo. Com base nos conhecimentos de geografia política, assinale a alternativa que apresenta o conceito de território nacional mais adequado à definição de Estado apresentada acima.

d) Parcela da superfície terrestre definida pela

comunidade internacional como espaço

econômico de uma nacionalidade e devidamente cartografada por organismos ligados à ONU.

e) Espaço ocupado por uma comunidade e

estabelecido após um longo processo histórico de adaptação dessa comunidade ao seu meio

ambiente.

de adaptação dessa comunidade ao seu meio ambiente. Considere a seguinte tabela. Cidade Latitude Altitude (m)

Considere a seguinte tabela. Cidade Latitude Altitude (m) Média térmica anual

tabela. Cidade Latitude Altitude (m) Média térmica anual (Adaptado de SENE, E.; MOREIRA, J. C. Geografia

(Adaptado de SENE, E.; MOREIRA, J. C. Geografia Geral e do Brasil: espaço geográfico e globalização. São Paulo; Scipione, 1998. p.463-464. Dados básicos: Anuário Estatístico do Brasil, 1995.)

03.Com base nessa tabela e em seu conhecimento sobre o clima, é INCORRETO afirmar:

a) É excepcional que uma cidade com a latitude

de Brasília apresente média térmica anual su-

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

perior a uma cidade com a latitude de Curitiba;

tal excepcionalidade se deve ao fato de as duas cidades terem altitudes semelhantes.

b) As cidades litorâneas, praticamente ao nível

do mar, podem apresentar, mesmo em posições geográficas distintas, médias térmicas aproximadas, já que as amplitudes térmicas

diária e sazonal são menores, devido ao fator maritimidade.

c) A média térmica de Curitiba é inferior à de

Porto Alegre devido à influência do fator altitude.

d) Curitiba e Porto Alegre, cidades localizadas

ao sul do Trópico de Capricórnio, apresentam

as menores médias térmicas dentre as cidades assinaladas, tendo em vista a influência predominante do fator latitude.

e) Os dados das cidades assinaladas permitem

afirmar que o Brasil é um país continental com aspectos geográficos diferenciados.

FÍSICA - Prof. Elton
FÍSICA - Prof. Elton

Óptica

01. (ITA-SP) No final de uma tarde de céu límpido, quando o Sol está no horizonte, sua cor parece “avermelhada”. A melhor explicação para esse belo fenômeno da natureza é que:

a) o Sol está mais distante da Terra.

b) a temperatura do Sol é menor no final da tarde.

c) a atmosfera da Terra espalha comprimentos

de onda mais curtos, como por exemplo o da luz azul.

d) a atmosfera da Terra absorve os comprimentos

de onda azul e verde.

e) a atmosfera da Terra difrata a luz emitida pelo Sol.

02. (UEL-PR) O esquema a seguir representa um raio de luz r 1 que se propaga do meio 1 para o meio 2.

raio de luz r 1 que se propaga do meio 1 para o meio 2. De

De acordo com os dados, o seno do ângulo limite de refração do meio 2 para o meio 1 é:

3 1 Dados: sen α = e sen β = . 2 2 a) b)
3
1
Dados:
sen α =
e
sen β
=
.
2
2
a)
b)
c)
2 3
2 2
2
e)
3 2
3
e sen β = . 2 2 a) b) c) 2 3 2 2 2 e)

d )

03. (Unisinos-RS) - O Caminho da Luz A luz do objeto observado A entra no Hubble através de seu topo B e é refletida pelo espelho primário C. Depois disso é refletida no espelho secundário D, que a concentra na base do telescópio E, onde estão os instrumentos científicos de análise.

(Folha de São Paulo, 25/04/90)

científicos de análise. (Folha de São Paulo, 25/04/90) No dia 24/04/1990 foi colocado em órbita o

No dia 24/04/1990 foi colocado em órbita o telescópio espacial Hubble. Entre os instrumentos de observação, monitoração e análise estão dos espelhos de 2,4 m e 0,3 m de diâmetro. A respeito de espelhos esféricos, afirma-se:

I. Todo raio de luz que incide no espelho passando pelo seu centro de curvatura reflete- se sobre si mesmo. II. Todo raio de luz que incide no vértice do espelho reflete-se simetricamente em relação ao eixo principal do espelho. III. Todo raio de luz que incide paralelamente ao eixo principal do espelho reflete-se passando pelo centro de curvatura do espelho. Das afirmativas:

a) somente I é correta.

b) somente II é correta.

c) somente I e II são corretas.

d) somente I e III são corretas.

e) I, II e III são corretas.

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

04. (PUC-MG) Se uma pessoa observa que sua

imagem num espelho é diminuída e direita, então esse espelho é:

a) necessariamente côncavo.

b) necessariamente convexo.

c) necessariamente plano.

d) plano ou convexo.

e) plano ou côncavo.

Eletromagnetismo

05. (Ufscar-SP) Na figura, as linhas tracejadas

representam superfícies eqüipotenciais de um

campo elétrico:

superfícies eqüipotenciais de um campo elétrico: Se colocarmos um condutor isolado na região hachurada,

Se colocarmos um condutor isolado na região hachurada, podemos afirmar que esse condutor será:

a) percorrido por uma corrente elétrica contínua,

orientada da esquerda para a direita.

b) percorrido por uma corrente elétrica contínua,

orientada da direita para a esquerda.

c) percorrido por uma corrente oscilante entre

as extremidades.

d) polarizado, com a extremidade da direita

carregada negativamente e a esquerda, positivamente.

e) polarizado, com a extremidade da direita

carregada positivamente e a da esquerda, negativamente.

06. A figura representa um circuito elétrico

simples de corrente contínua. Determine:

circuito elétrico simples de corrente contínua. Determine: a) a intensidade da corrente elétrica que percorre esse

a) a intensidade da corrente elétrica que percorre

esse circuito; (0,27 A)

b) a diferença de potencial entre os pontos A e B.

(2,7 V)

07. (UFMG) Uma espira condutora quadrada é

colocada no mesmo plano e ao lado de um circuito constituído de uma pilha, de uma lâmpada e de um interruptor, como mostra a figura. Todas as alternativas apresentam ações que geram uma corrente elétrica induzida na espira, exceto:

que geram uma corrente elétrica induzida na espira, exceto: a) desligar o interruptor. b) ligar o

a) desligar o interruptor.

b) ligar o interruptor.

c) manter o interruptor ligado ou desligado.

d) manter o interruptor ligado e afastar a espira

do circuito.

e) manter o interruptor ligadoroximar a espira do

circuito.

08. ((PUC-MG) Uma espira metálica, circular, de

raio R, está totalmente imersa em um campo magnético uniforme, de intensidade B. Um agente externo faz com que, em certo tempo (Dt), o raio da espira dobre de valor. A figura abaixo ilustra o fenômeno.

agente externo faz com que, em certo tempo (Dt), o raio da espira dobre de valor.
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

Tendo em vista essa situação, leia atentamente os itens abaixo:

I. Não há força eletromotriz induzida, porque o campo magnético, no interior da espira, permaneceu constante.

II. O fluxo de campo magnético, no interior da espira, duplicou. III. A corrente elétrica induzida tem sentido

horário.

Assinale:

a) se todas as afirmativas estiverem corretas.

b) se todas as afirmativas estiverem incorretas.

c) se apenas as afirmativas I e II estiverem

corretas.

d) se apenas as afirmativas I e III estiverem

corretas.

e) se apenas as afirmativas II e III estiverem

corretas.

FÍSICA - Prof. Toni
FÍSICA - Prof. Toni

01. Dois corpos A e m de massas m A =3kg e m B =2kg movem-se juntos sobre uma superfície

horizontal, onde são aplicadas forças F 1 =30N e F 2 =10N conforme indica a figura. Considerando a aceleração da gravidade g=10m/s 2 e o coeficiente de atrito cinético de 0,3, avalie as seguintes proposições:

I. A aceleração do sistema é de 1m/s s .

II. A força que A exerce em B é igual a 18N

III. As forças de atrito entre o corpo A e B e a

superfície são respectivamente 9N e 6N.

o corpo A e B e a superfície são respectivamente 9N e 6N. a) todas as

a) todas as alternativas são falsas.

b) apenas a alternativa I é verdadeira.

c) as alternativas I e III são verdadeiras.

d) apenas a alternativa III é falsa.

e) todas as alternativas são corretas.

02. A Teoria da Relatividade estabelece que

energia cinética e massa são equivalentes, afirma que toda forma de energia é equivalente em massa inercial, ou seja, pode se manifestar como força de resistência à alteração da

velocidade, fazendo por exemplo, que um pedaço de metal aquecido tem Maior massa do que se estiver à temperatura ambiente. Esta Teoria apresenta uma lei de conservação para massa-energia, pois as transformações de massa em energia podem ser detectadas com mais facilidade com grandes velocidades. Numere a coluna da direita com base nas unidades no SI da coluna da esquerda.

direita com base nas unidades no SI da coluna da esquerda. (1)temperatura ( ) m/s (2)energia

(1)temperatura

(

) m/s

(2)energia

(

) J(joule)

(3)massa

(

) N(Newton)

(4)velocidade

( ) Kg(quilograma)

(5)força

(

) K(kelvin)

a) 1,2,3,4,5

b) 2,1,3,5,4

c) 4,2,5,3,1

d) 4,2,1,5,3

e) 2,4,5,3,1

03. Uma das características que diferem ondas

transversais de ondas longitudinais é que apenas as ondas transversais podem ser:

a) polarizadas

b) refletidas

c) espalhadas

d) refratadas

e) difratadas

04. (cefet/pr 2004)Deseja-se projetar uma

pista PARA POUSOS E DECOLAGENS DE AVIÕES A JATO. Para decolar o avião acelera com 4m/s 2 até atingir a velocidade de 100m/

s.Deve-se, porém, deixar espaço para que

o piloto possa interromper a decolagem,

caso surja algum problema. Neste caso, o avião desacelera com 5m/s s . O comprimento mínimo da pista para que o piloto possa interromper a decolagem no instante em que

o jato atinge a velocidade de decolagem,

sem no entanto ter deixado o solo é de:

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

a) 10000m

b) 4450m

c) 1000m

d) 250m

e) 2250m

05. Ao nível do mar, uma pedra de gelo de

massa m gramas, a -20ºC, recebeu 7.400calorias de uma fonte quente e, após 4 minutos e 20 segundos, apresentou-se sob a forma de vapor de água, a 120ºC. Considere 1cal=4J, calor específico do gelo 0,5 cal/gºC, calor específico do água 1 cal/gºC, calor

específico do vapor 0,5 cal/gºC, L F =80 cal/g e

L v =540cal/g. Avalie as proposições:

I. A massa m é igual a 10g.

II. A potência da fonte quente é de aproximadamente

24W.

III. A massa m de vapor de água a 100ºC recebeu

200 cal para elevar sua temperatura a 120ºC.

a) todas as alternativas são falsas.

b) apenas a alternativa I é verdadeira.

c) as alternativas I e III são verdadeiras.

d) apenas a alternativa III é falsa.

e) todas as alternativas são corretas.

MATEMÁTICA - Prof. Emerson
MATEMÁTICA - Prof. Emerson

01. Segundo um especialista em petróleo

(Estado de S. Paulo, 5 de março de 2000), o consumo total de energia mundial foi estimado em 8,3 bilhões de toneladas equivalentes de petróleo (tep) para 2001. A porcentagem das diversas fontes da energia consumida no globo é representada no gráfico.

da energia consumida no globo é representada no gráfico. Segundo as informações apresentadas, para substituir a

Segundo as informações apresentadas, para substituir a energia nuclear utilizada é necessário, por exemplo, aumentar a energia proveniente do gás natural em cerca de

a) 10%

b) 18%

c) 25%

d) 33%

e) 50%

02. Uma turma de torcedores de um time de futebol quer encomendar camisetas com o emblema do time para a torcida. Contataram com um fabricante que deu o seguinte orçamento:

- Arte final mais serigrafia: R$ 90,00; independente do número de camisetas. - Camiseta costurada, fio 30, de algodão: R$ 6,50 por camiseta.

Quantas camisetas devem ser encomendadas com o fabricante para que o custo por camiseta seja de R$ 7,00?

a) 18

b) 36

c) 60

d) 180

e) 200

03. A reta de equação 2x + 4y + k = 0 é tangente, no plano cartesiano à circunferência de equação x 2 + y 2 = 5. Um possível valor de k é:

a) 10 b) 10 5 c) 2 5
a) 10
b) 10
5
c) 2
5

d) 8

e) 5

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

04. Uma empresa de alimentos imprimiu em

suas embalagens um cartão de apostas do seguinte tipo:

em suas embalagens um cartão de apostas do seguinte tipo: Cada cartão de apostas possui 7

Cada cartão de apostas possui 7 figuras de bo- las de futebol e 8 sinais de “X” distribuídos entre os 15 espaços possíveis, de tal forma que a probabilidade de um cliente ganhar o prêmio nunca seja igual a zero. Em determinado cartão existem duas bolas na linha 4 e duas bolas na linha 5. Com esse cartão, a probabilidade de o cliente ganhar o prêmio é

a) 1/27.

b) 1/36.

c) 1/54.

d) 1/72.

e) 1/108.

05. Um copo em forma de cone com altura igual a 20 cm tem capacidade igual a 400 ml e está cheio de suco. Uma pessoa bebeu uma quantidade de suco iate a metade da altura. A quantidade restante no copo, em ml, é:

200

b)

c)

d) 100

e) 50

120

150

a)

BIOLOGIA - Prof. Geraldo
BIOLOGIA - Prof. Geraldo

01. O esquema abaixo representa etapas do

processo de gametogênese no homem.

representa etapas do processo de gametogênese no homem. Sobre esse processo, assinale a alternativa correta. a)

Sobre esse processo, assinale a alternativa correta.

a) a célula A é diplóide e as células B, C e D são

haplóides.

b)

a separação dos homólogos ocorre durante

a

etapa 2.

c)

as células A e B são diplóides e as células C

e

D são haplóides.

e D são haplóides.

d)

a redução no número de cromossomos

ocorre durante a etapa 3.

e) a separação das cromátides-irmãs ocorre

durante a etapa 1.

02. Assinale a opção que contém os números que representam os indivíduos cujos genótipos não se pode determinar com exatidão, no

heredograma abaixo, que se refere a um tipo de anomalia causada pela ação de um gene

recessivo:

tipo de anomalia causada pela ação de um gene recessivo: a) 1 e 2 b) 1,

a) 1 e 2

b) 1, 3 e 5

c)

d)

e)

3, 5 e 7 1, 7 e 8 4, 6 e 11

03. Associe o Filo às suas características e assinale a alternativa que dê a correspondência CORRETA.

1.Mollusca

2.Annelida

3.Arthropoda

4.Chordata

(

) Exoesqueleto quitinoso e pernas articuladas

(

) Cordão nervoso dorsal e fendas faríngeas

(

) Cutícula quitinosa e clitelo

(

) Manto e rádula

a)

3 – 4 – 2 – 1

b)

3 – 4 – 1 – 2

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

c)

4 – 3 – 2 – 1

I. A morte do rio deve-se à baixa concentração

d)

4 – 1 – 2 – 3

de oxigênio, o que torna inviável a presença de

e)

1 – 2 – 3 – 4

animais aquáticos;

 

II.

O rio se torna pobre em oxigênio devido ao

04.

A figura a seguir representa uma flor de

excesso de seres anaeróbios;

angiosperma.

uma flor de excesso de seres anaeróbios; angiosperma. Com base na figura e nos conhecimentos sobre

Com base na figura e nos conhecimentos sobre

o assunto, considere as afirmativas a seguir.

I. As setas 2 e 4 indicam estruturas pertencentes ao aparelho reprodutor masculino da flor. II. A seta 3 indica o local de produção do grão de pólen. III. No interior da estrutura indicada pela seta 1 ocorre o crescimento do tubo polínico. IV. As setas 1 e 3 indicam estruturas pertencentes ao aparelho reprodutor feminino da flor. V. No interior da estrutura indicada pela seta 4 ocorre a fecundação dos gametas. Estão corretas apenas as afirmativas:

a) I e II.

b) II e IV.

c) III e V.

d) I, III e IV.

e) II, IV e V.

BIOLOGIA - Prof. Ricardo
BIOLOGIA - Prof. Ricardo

01. (FMTM 2005) Há 150 anos, o rio Tâmisa que corta a cidade de Londres emanava tamanho mau cheiro que foi preciso fechar o Parlamento.

A poluição era tanta que cerca de 50 anos atrás

ele foi considerado oficialmente morto. Decididos a trazer o rio à vida, os ingleses se empenharam e hoje, em suas águas limpas, vivem 121 espécies de peixes. A recuperação do Tâmisa tem sido constante ao longo de quatro décadas como resultado do tratamento de resíduos. (Revista Fapesp, agosto de 2004) Sobre o texto, foram feitas as seguintes

afirmações:

III. O mau cheiro exalado é proveniente de

substâncias formadas durante a decomposição incompleta de compostos orgânicos por microrganismos anaeróbios;

IV. O lançamento de dejetos orgânicos no rio

provoca, num primeiro momento, aumento na população animal, devido ao processo de eutrofização;

V. Uma das formas de tratamento de resíduos

consiste na decomposição dos dejetos orgânicos em tanques adequados, antes de a água retornar ao rio. Está correto o contido apenas em:

a) I, II e V

b) I, III e V

c) I, IV e V

d) II, III e IV

e) III, IV e V

02. (UEM 2005) As atividades humanas geram diversos tipos de poluentes: lixo, fumaça, gases de escapamentos e resíduos industriais, entre outros. Entre os principais poluentes do ar, encontram-se monóxido e dióxido de carbono (45%), óxidos de enxofre (19%), óxidos de nitrogênio (16%) e hidrocarbonetos (13%). Sobre esses poluentes, assinale a alternativa incorreta.

a) O monóxido de carbono (CO) é um gás incolor

e inodoro resultante da queima incompleta de

moléculas orgânicas.

b) O dióxido de enxofre e o dióxido de nitrogênio

liberados pela atividade industrial podem formar

ácidos que se dissociam na água das nuvens e precipitam nas chamadas chuvas ácidas.

c) A sílica (SiO 2 ), liberada pelas fábricas de

cimento na forma de partículas em suspensão no ar, é uma das causas de doenças pulmonares, como a fibrose e o enfisema.

d) O fenômeno denominado efeito estufa resulta

da presença de CO 2 , NO 2 , CH 4 e outras moléculas capazes de absorverem calor.

e) O dióxido de carbono (CO 2 ) tem a propriedade

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

de se ligar ionicamente com o átomo de ferro presente na molécula de hemoglobina do sangue, inutilizando-a para o transporte de gás oxigênio.

03. (UFPE e UFRPE 2005) O equilíbrio hídrico

no corpo humano depende dos hormônios:

a) testosterona e tiroxina.

b) glucagon e timosina.

c) ADH (antidiurético) e aldosterona.

d) paratormônio e calcitonina.

e) calcitonina e antidiurético.

04. Após a ingestão de alimentos, a taxa de

glicose no sangue eleva-se. O organismo humano evita a hiperglicemia, convertendo a

presente no sangue em

presente no sangue em

armazenado no

hormônio

, através da ação do secretado no

, através da ação do secretado no

Assinale a alternativa que contém as palavras que completam as lacunas acima, observada a seqüência em que se apresentam.

a) glicose, glicogênio, fígado, insulina, pâncreas.

b) glicose, amido, intestino, insulina, pâncreas.

c) amido, glicogênio, intestino, glucagon, fígado.

d) glicose, amido, fígado, insulina, intestino.

e) glicose, glicogênio, fígado, insulina, intestino.

QUÍMICA - Prof. Renato
QUÍMICA - Prof. Renato

01. Os elementos oxigênio, enxofre, selênio e

telúrio pertencem à família 6A (Grupo 16) conhecida como calcogênios. Analisando o gráfico, podemos concluir que o ponto de ebulição muito elevado da água é devido ao fato de suas moléculas:

muito elevado da água é devido ao fato de suas moléculas: a) possuírem geometria linear. b)

a) possuírem geometria linear.

b) não apresentarem polaridade.

c) possuírem maior massa molar.

d) estarem ligadas entre si por pontes de

hidrogênio.

e) possuírem geometria trigonal plana.

02. Qual das reações equacionadas abaixo é de auto-oxirredução ou desproporcionamento?

a) CaCO3

D

pirólise

b) HCl + NaOH

CaO + CO2

NaCl + H2O

c) H2SO4 + Ba(NO3)2

HNO3

BaSO4

d) Zn + 2 HCl

e) H2O2

l

fotólise

ZnCl2 + H2(g)

H2O + O2(g)

+ 2

Zn + 2 HCl e) H2O2 l fotólise ZnCl2 + H2(g) H2O + O2(g) + 2
QUÍMICA - Prof. Mateos
QUÍMICA - Prof. Mateos

03. O gráfico traz a curva de solubilidade do Nitrato de potássio (KNO3):

traz a curva de solubilidade do Nitrato de potássio (KNO3): Uma solução saturada de KNO3 em

Uma solução saturada de KNO3 em 100 g H2O a 70oC é resfriada a 20oC. Qual a massa aproximada de sal que cristaliza?

a) 140 g

b) 110 g

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

c) 30 g

d) 80 g

e) 50 g

04. A coloração castanha característica do céu nas regiões metropolitanas é devida a altas concentrações de NO2 lançadas no ar pelos canos de escapamentos dos ônibus, caminhões, automóveis, etc.

a) diminua de intensidade.

b) aumente de intensidade.

c) permaneça inalterada.

d) desapareça totalmente.

e) impossível determinar.

Na atmosfera o NO2 dimeriza-se estabelecendo o equilíbrio representado pela equação:

2 NO2(g)

castanho

N2O4(g)

incolor

DH < 0

Num dia de verão, com temperatura elevada, espera-se que a coloração castanha:

EUREKA - PROGRAMA DA PARANÁ EDUCATIVA

AOS SÁBADOS ÀS 15 H AOS DOMINGOS ÀS 6H30

 

Pauta

NOVEMBRO

DEZEMBRO

19/11 - Reprise do aulão - UFPR

 

03/12 - Ciências Biológicas 10/12 - Ciências Exatas 17/12 - Balanço - Vestibulares 24/12 - Eureka - Natal 31/12 - Eureka - Destaques do Ano

26/11 - Língua Portuguesa - Redação

 

E-mail

eureka@pr.gov.br

Sítios

www.pr.gov.br/rtve

www.diaadiaeducacao.pr.gov.br

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve
eureka@rtve.gov.br
ONG EDUC AME BRASIL
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL 24
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL 24
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL 24
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL 24
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL 24
www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL 24

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL

www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL www.pr.gov.br/rtve eureka@rtve.gov.br ONG EDUC AME BRASIL 24