Вы находитесь на странице: 1из 3

Aluno: _________________________

Profº: JEAN CARLO φsik Data: ____ /____/___


Conteúdo: DILATAÇÃO TÉRMICA

d) Dentre as substâncias listadas na tabela, o cobre é a


01 - (UFRN) melhor opção para fazer isolamentos térmicos.
A partir dessas informações, é correto afirmar que a e) Duas chapas de dimensões iguais, uma de alumínio e
lâmina bimetálica encurva-se para cima devido ao fato de outra de concreto, são submetidas à mesma variação
de temperatura. Constata-se então que a variação de
a) o coeficiente de dilatação térmica do cobre ser maior dilatação superficial da chapa de alumínio é duas
que o do ferro. vezes maior que a da chapa de concreto.
b) o coeficiente de dilatação térmica do cobre ser menor
que o do ferro. 04 - (MACK SP)
c) a condutividade térmica do cobre ser maior que a do Uma chapa metálica de área 1 m2, ao sofrer
ferro. certo aquecimento, dilata de 0,36 mm2. Com a
d) a condutividade térmica do cobre ser menor que a do mesma variação de temperatura, um cubo de
ferro. mesmo material, com volume inicial de 1 dm3,
dilatará
02 - (UFG GO)
Deseja-se acoplar um eixo cilíndrico a uma a) 0,72 mm3
roda com um orifício circular. Entretanto, b) 0,54 mm3
como a área da seção transversal do eixo é c) 0,36 mm3
2,0% maior que a do orifício, decide-se resfriar d) 0,27 mm3
o eixo e aquecer a roda. O eixo e a roda estão e) 0,18 mm3
inicialmente à temperatura de 30ºC.
Resfriando-se o eixo para –20ºC, calcule o 05 - (UESPI)
acréscimo mínimo de temperatura da roda Uma fenda de largura 2,002 cm precisa ser perfeitamente
para que seja possível fazer o acoplamento. O vedada por uma pequena barra quando a temperatura no
eixo e a roda são de alumínio, que tem local atingir 130 ºC. A barra possui comprimento de 2 cm
coeficiente de dilatação superficial de 5,0× 10– à temperatura de 30 ºC, como ilustra a figura (os
5
ºC–1. comprimentos mostrados não estão em escala).
Considerando desprezível a alteração na largura da fenda
03 - (UDESC) com a temperatura, a barra apropriada para este fim deve
A tabela abaixo apresenta uma relação de substâncias e os ser feita de:
seus respectivos valores de coeficiente de dilatação linear
e condutividade térmica, ambos medidos à temperatura de
20 °C.

Coeficient e de Condutivid ade


Substância Dilatação Linear Térmica
−6
(10 º C −1 ) ( W / mK )
Gelo 51 2 a) chumbo, com coeficiente de dilatação linear α = 3 ×
Chumbo 29 35 10–5 ºC–1.
Alumínio 24 240
b) latão, com coeficiente de dilatação linear α = 2 ×
10–5 ºC–1.
Cobre 17 400
c) aço, com coeficiente de dilatação linear α = 10–5 ºC–
1
Concreto 12 0 ,8 .
Vidro Comum 9 0,7 d) vidro pirex, com coeficiente de dilatação linear α = 3
× 10–6 ºC–1.
e) invar, com coeficiente de dilatação linear α = 7 ×
Assinale a alternativa correta, tomando como base as
10–7 ºC–1.
informações acima.
06 - (UFRR)
a)Barras do mesmo comprimento dos metais listados na
Na construção civil para evitar rachaduras nas
tabela sofrerão dilatações iguais, quando submetidas a
armações longas de concreto, como por
uma variação de temperatura de 20 °C.
exemplo, pontes, usa-se a construção em
b) A condutividade térmica das substâncias permanece
blocos separados por pequenas distâncias
constante, independentemente da temperatura em que
preenchidas com material de grande dilatação
estas se encontram.
térmica em relação ao concreto, como o piche
c) Substâncias que possuem maior condutividade
betuminoso. Uma barra de concreto, de
térmica também apresentam maiores coeficientes de
coeficiente linear 1,9 × 10-5/ºC e comprimento
dilatação.
Aquele que tentou e não conseguiu é superior àquele que nada tentou. Arquimedes
100 metros a 30 ºC, sofrerá uma dilatação
linear a 40 ºC de: 01. A lâmina se curvará para cima se a temperatura for
maior que 0ºC.
a) 1,9 × 10-2 metros 02. A lâmina se curvará para baixo se a temperatura for
b) 1,5 × 10-3 metros maior que 0ºC.
c) 1,9 × 10-5 metros 04. A lâmina se curvará para cima se a temperatura for
d) 1,7 × 10-1 metros menor que 0ºC.
e) 2,1 × 10-2 metros 08. A lâmina se curvará para baixo se a temperatura for
menor que 0ºC.
07 - (UPE) 16. A lâmina se curvará para baixo sempre que a
Uma haste de aço de comprimento LA tem coeficiente de temperatura for diferente de 0ºC.
dilatação linear α A , e uma haste de cobre de
10 - (UNISC RS)
comprimento LC tem coeficiente de dilatação linear α C . Em uma aula de Física Experimental, uma
Ambas se encontram a uma temperatura inicial de 0 ºC. chapa metálica, com um orifício circular no
Sabendo-se que, quando as hastes estão sendo aquecidas centro, é aquecida de 26 ºC para 52 ºC. Como
ou resfriadas, a diferença ∆L = L A − L C entre seus consequência desse aquecimento, podemos
comprimentos permanece constante. concluir que o diâmetro do orifício
Nessas condições, é CORRETO afirmar que ∆L vale
a) duplica no seu tamanho.
b) reduz-se à metade do seu tamanho inicial.
α 
a) L C  A − α A  c) não sofre variação alguma.
 αC  d) aumenta um pouco no seu tamanho.
e) diminui um pouco no seu tamanho.
 α 
b) L C  1 − C 
 11 - (ESPCEX)
 αA 
Um estudante de Física, desejando medir o
 α  coeficiente de dilatação volumétrico de uma
c) L C  1 + C  substância líquida, preenche completamente
 αA  um recipiente de 400 cm3 de volume interno
α  com a referida substância. O conjunto
d) L C  C − 1  encontra-se inicialmente à temperatura de
 αA  equilíbrio t1 = 10 ºC e é aquecido até a
e) LC ( α A + α C ) temperatura de equilíbrio t2 = 90 ºC. O
coeficiente de dilatação volumétrica do
08 - (UNIMONTES MG) recipiente é γ = 4,0 × 10–5 ºC–1 . Sabendo que
Uma barra metálica possui comprimento igual houve um transbordamento de 20 cm3 do
a 40,125 cm, a 20 ºC, e 40,148 cm, a 45,0 ºC. líquido, o coeficiente de dilatação da
O valor do seu coeficiente de dilatação linear substância líquida é de
médio para esse intervalo de temperatura é,
aproximadamente, a) 2,25 × 10–4 ºC–1
b) 5,85 × 10–4 ºC–1
a) 2,3 × 10−5 ºC−1. c) 6,25 × 10–4 ºC–1
b) 3,2 × 10−5 ºC−1. d) 6,65 × 10–4 ºC–1
c) 1,3 × 10−5 ºC−1. e) 1,03 × 10–3 ºC–1
d) 3,1 × 10−5 ºC−1.
12 - (UDESC)
09 - (UEPG PR) A figura (a) mostra um dispositivo que pode ser usado
Uma lâmina bimetálica é constituída por duas lâminas, para ligar ou desligar um forno, dependendo da
uma de cobre ( αCu =17 x10 −6 º C -1 e outra de zinco temperatura do local onde se encontra o sensor (barra
−6 AB). Essa barra é constituída de dois metais diferentes e,
( αZn =30 x10 º C -1 ) , com as mesmas dimensões,
ao ser aquecida, fecha o circuito, como indicado na figura
a 0ºC, soldadas entre si e fixadas a uma parede, como (b).
mostra a figura abaixo. A respeito deste assunto, assinale
o que for correto.

O funcionamento do dispositivo acima indicado ocorre


devido:

-2-
a) a metais diferentes possuírem calores específicos b) γ = α 3.
diferentes. c) γ = α + α 2.
b) a metais diferentes possuírem condutividades d) γ = 3α .
térmicas diferentes. e) γ = α.
c) ao calor fluir sempre de um corpo a uma temperatura
maior para um corpo a uma temperatura menor, e 17 - (FEEVALE RS)
nunca ocorrer o fluxo contrário. A expressão "dilatação anômala da água"
d) a metais diferentes possuírem calores latentes refere-se ao fato de que esta, no estado
diferentes. líquido
e) a metais diferentes possuírem coeficientes de a) aumenta de volume quando sua
dilatação térmica diferentes. temperatura varia de 0o C para 4o C.
b) aumenta de volume quando sua
13 - (UFJF MG)
temperatura varia de 4o C para 100o C.
O comprimento de uma barra de latão varia em função da
c) aumenta de volume quando sua
temperatura, segundo a Figura 4 a seguir. O coeficiente de
temperatura varia de 4o C para 0o C.
dilatação linear do latão, no intervalo de 0 °C a 100 °C,
d) diminui sua densidade quando sua
vale:
temperatura varia de 0o C para 4o C.
e) diminui sua densidade quando sua
temperatura varia de 4o C para 100o C.

GABARITO:

1) Gab: A

2) Gab: ∆ Tr = 349,0 ºC

3) Gab: E
-5
a) 1,00 x 10 / ºC 4) Gab: B
-5
b) 5,00 x 10 / ºC
-5
5) Gab: C
c) 2,00 x 10 / ºC
-4
d) 2,00 x 10 / ºC 6) Gab: A
-4
e) 5,00 x 10 / ºC
7) Gab: D
14 - (UFAM)
Uma esfera metálica de coeficiente de dilatação linear 8) Gab: A
α = 2,0 x 10 -5 tem volume V0 à temperatura de 50 0C. Para
que o volume aumente 1,2% devemos elevar sua temperatura 9) Gab: 09
para:
a) 300 0C 10) Gab: D
b) 150 0C
c) 200 0C 11) Gab: D
d) 250 0C
e) 100 0C 12) Gab: E
15 - (UESPI) 13) Gab: C
O coeficiente de dilatação superficial de uma
determinada substância tem valor denotado 14) Gab: D
por X. Dentre as alternativas listadas abaixo,
qual é a que representa o coeficiente de 15) Gab: D
dilatação linear de tal substância?
a) X 16) Gab: D
b) 2X
c) 3X 17) Gab: C
d) X/2
e) X/3

16 - (FMTM MG)
A equação que apresenta corretamente a
relação entre o coeficiente de expansão
volumétrica de um material devido ao seu
aquecimento, γ , e o seu respectivo
coeficiente de expansão linear, α , é:
a) γ = 3α 3.

-3-