Вы находитесь на странице: 1из 5

Pintura em tecido.

AULA DE PINTURA EM TECIDO DA


TIA MARI

A técnica de pintura em tecido pode ser aplicada em qualquer tecido, desde que
retire toda a goma e passe o ferro. Os tecidos mais indicados são linho e algodão
– cambraias, organdi, popeline, tricoline, sacaria, americano cru, percal, etc. Para
cada tipo de tecido e pintura exige-se pinceis diferentes.

Não podemos esquecer dar uma leve diluída na tinta e sempre utilizar o pincel
em pé, onde só a ponta toca no tecido.

Antes de iniciarmos a pintura deixe todo o material a mão e vamos lá...

DICAS BÁSICAS:
Pintura em tecido.

Para fazer qualquer tipo de trabalho manual, é muito importante deixar todos os
materiais a serem utilizados em ordem e por perto para não perder tempo.

Geralmente a base da pintura é feita com a tinta branca ou marfim, pois ajuda a
trabalhar a luz e a sombra da pintura em questão.

É sempre melhor começar o fundo do desenho primeiro, pois ajuda a harmonizar


melhor as cores do desenho e a destacá-las.

Deixe sempre um pirex ou uma placa de madeira, plástico ou vidro por perto
para tirar o excesso de tinta do pincel ou diluir a tinta.

Dê preferência a um paninho de algodão para limpar os pinceis ou tirar o


excesso deles.

Espere sempre 72 horas antes de lavar a peça pintada.

Os pinceis de cabo amarelo devem ser corados, lixados e arredondados com


tesoura.

O carbono deve ser sempre para tecido.

Quando o emborrachado for de cor escura use carbono branco para tecido.

Para pintar tecidos de algodão (mais grossos) usa-se pinceis de diversas


numerações, chatos e de cerdas duras – cabo amarelo-. Já os mais delicados,
como as cambraias, usar os redondos, chatos e de cerdas macias.

Para fazer o fundo da pintura, usa-se clareador em pequena quantidade – na


mesma quantidade da tinta- e faz-se o fundo. Ele deixa a tinta mais leve e dá um
efeito mais porcelanizado.

Se quiser que os detalhes fiquem ainda mais brilhantes, utiliza a tinta metálica
branca ou de outras cores diluída com clareador.

O sombreado é feito com tons mais escuros para definir certas regiões e dar
ausência de luz.

O fundo serve para dar profundidade, por tanto a tinta deve ser mais
concentrada próxima a pintura, com cuidado para o pincel não ficar muito
molhado e escorrer.

Os batidinhos são feitos com pinceis de numeração baixa dando leves batidas,
sempre o branco com a outra cor – clareando as pontas-.

Para fazer o degradê de cores, passando de uma para a outra de maneira suave,
comece pelas cores ou tons mais claros e vai escurecendo gradativamente.

Deve-se sempre imaginar um foco de luz e clarear com o branco e com leves
movimentos.
Pintura em tecido.

Se quiser realçar a pintura ou dá uma aparência de novo nos trabalhos velhos,


basta diluir um pouco de branco metálico em meio copo de água e passar em
toda a pintura- depois de seca-.

Na folha virada utiliza-se branco em um dos lados do pincel passando na borda


virada.

A folha de segundo plano deve-se passar ou água ou clareador no local, e em


seguida uma mistura de mesma proporção das tintas ocre-ouro e verde abacate
em movimentos ondulares.

Para preservar os riscos e facilitar o trabalho, coloque por cima deles um plástico
ou celofane e risca com o lápis.

Trabalhos feitos em emborrachados e sem costura, deve-se contornar a borda


com a cor desejada com o pincel nº08 e iluminar com branco. Deixe secar por
duas horas e passe duas demão de termolina leitosa no lado do desenho com o
pincel nº 18 - intercale secagem- aguarde secagem total e recorte a borda.

MATERIAIS BÁSICOS NECESSÁRIOS:

 Tecido branco para pintar;

 Carbono para tecido de boa qualidade;

 Lápis preto;

 Tesoura;

 Recipiente com água para lavar os pinceis;

 Pirex;

 Risco a ser utilizado;

 Cola permanente;

 Pinceis chatos de cerdas duras (cabo amarelo) nº 14, 10, 08 e 06;

 Pincel redondo de cerda macia nº 000 (filete);

 Tábua de duratex ou plástico mais ou menos 40x50;

 Papel vegetal ou manteiga para o risco;

 Lixa nº 150;

 Pano de limpeza;

 Tintas para tecido de acordo com a figura a ser pintada;

PREPARAÇÃO DOS PINCEIS:


Pintura em tecido.

A pintura em tecido requer pinceis que concentrem a tinta no tecido, por tanto
requerem pinceis sem rebarbas. O trabalho é quase sempre feito com o pincel
na vertical, por isso precisam ter cerdas mais curtas, para facilitar o trabalho. Por
isso se desbasta os pinceis de cabo amarelo dos dois lados aparando as pontas
que estiverem desiguais lixando em seguida.

SUGESTÕES DE CORES:

Folhas – pode ser uma ou mais cores.

 Verde pistache+verde oliva+verde pântano+branco+sépia;

 Verde grama+verde pinheiro+sépia+branco;

 Verde pistache+clareador+verde oliva+sépia+branco;

 Verde abacate+verde musgo+branco;

 Verde folha+verde musgo+branco;

 Verde musgo+marrom;

 Verde oliva+sépia+branco;

 Verde abacate+verde oliva+branco;

 Clareador+ouro metálico+cerâmica+verde oliva+sépia+branco;

 Verde pinheiro+sépia+branco;

 Verde oliva+ verde pinheiro;

 Clareador+branco+verde grama+verde pinheiro+sépia;

 Clareador+branco+verde musgo+verde oliva;

 Verde pinheiro+marfim;

 Ocre-ouro+verde musgo+branco;

 Siena natural+verde pinheiro+branco;


Pintura em tecido.

Похожие интересы