Вы находитесь на странице: 1из 52

CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

Coordenador Cursos de Qualificação em TC e RM – Faculdade Novo Rumo


Aplication em TC e RM – Siemens Medical Brasil
Consultor em Qualidade – SIAS
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

1. Recepção
2. Preparo
3. Posicionamento
4. Registro do paciente
5. Programação
6. Protocolos
7. Garantia da Qualidade
8. Pós processamento
9. Imagens
10. Questionário
11. Links
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

• A Espectroscopia por RM (ERM) é uma nova ferramenta


diagnóstica capaz de detectar os metabólitos celulares de
forma não-invasiva. 1

Anatomia • Localização

• Caracterização
+
Metabolismo • Acompanhamento 2
Celular

1- Anticancer Res. 2002; 22: 1205-1208


2- Radiology 2003; 228:144-151
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

• A ERM se baseia no espectro emitido por prótons quando


excitados por ondas de RF num alto campo magnético
(>1.5T).3

• A ERM mede os prótons excedentes numa faixa de


freqüência, coletando informações das espécies químicas
presentes numa amostra. 4

3- Int. J. Neurorad. 1995; 2, 123-133


4- Aust. N. Z. J. Surg. 1998; 68, 859-862
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

• Os H+ são usados na ERM por conta de sua abundância


natural nos tecidos e alta sensibilidade magnética,
comparando-se com outros núcleos. 6

• Quando colocados sob a ação de B0 os H+ alinhar-se-ão,


preferencialmente, na direção paralela em relação à B0.5

6- AJNR 1996; 17: 1-15


5- MRI Clin. N. Am. 2003; 11, 415-429
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

• As substâncias presentes em concentrações razoáveis (0.5


ppm) e com mobilidade na RM são registradas numa
escala de tempo.4

• A transformada de Fourier, produz a informação no


domínio da frequência, isto é, uma trama de picos de
diferentes frequências de Larmor.5

4- Aust. N. Z. J. Surg. 1998; 68, 859-862


5- MRI Clin. N. Am. 2003; 11, 415-429
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

• Os parâmetros que caracterizam cada pico, incluem:


frequência de ressonância, altura e a largura pela metade
da altura e a área.5

• A posição do pico identifica o metabólito, enquanto o


tamanho do pico fornece uma medida da quantidade do
metabólito.

5- MRI Clin. N. Am. 2003; 11, 415-429


CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

• O sinal da H2O é cerca de 10.000 vezes maior que os outros


metabólitos, fazendo-se necessário reduzí-lo, produzindo
uma RSR adequada para detectar metabólitos de baixa
concentração.5

5- MRI Clin. N. Am. 2003; 11, 415-429


CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

• O termo voxel refere-se ao volume do tecido que será


estudado.5

• Voxels pequenos resultam em baixa RSR, sendo necessário


aumentar o NEX .5

• Para se produzir um espectro, utiliza-se um voxel


individual (single voxel) ou voxels múltiplos (multi voxel).8

5- MRI Clin. N. Am. 2003; 11, 415-429


8- Radio. Clin. Of N. Am. 2000; 38(1), 115-138
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

Características do single-voxel:

• O posicionamento adequado do voxel é fundamental;


• Não se obtém referência interna para comparação;

• Apresenta um espectro que representa a média do


volume selecionado.9

9- AJR, 1996; 167, 201-209


CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

Características do multi-voxel:

• Nega a necessidade de se saber a localização exata da


afecção;

• Estuda-se os vários componentes de uma lesão num único


tempo de exame;

• Pode ser bidimensional ou tridimensional;

• Pós-processamento um pouco mais complexo do que o


single-voxel.9
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

• É possível se utilizar dois (2D) ou três (3D) dimensões do


gradiente de codificação de fase para obtenção de um
espectro.5

• Cada dimensão adicional requer a aplicação de uma série


adicional do gradiente de codificação de fase, o que
aumenta o tempo de aquisição.5

5- MRI Clin. N. Am. 2003; 11, 415-429


CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

• Nas primeiras espectrometrias, notava-se os efeitos do Gd


na diminuição da intensidade de sinal de alguns
importantes metabólitos, como a colina.10

• Smith JK et al (2000), demonstraram que se o Gd for dado


antes da espectroscopia, não há mudança significante na
área do pico, intensidade e largura da linha.11

10- Magn. Reson. Med., 1997; 37: 222-5


11- AJNR 2000; 21(6) :1084-9
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

• É o pico mais proeminente na


espectroscopia de crânio;

• Ressona ao nível de 2.0 ppm;

• É considerado um marcador neuronal.

N-Acetil-Aspartato (NAA)

ALTERAÇÕES:

Doença de Canavan; Desenvolvimento infantil; Estados


hiperosmolares; etc.

Hipóxia; Demência; Anoxia; Isquemia; AIDS; DM; Epilepsia; Tumor;


Derrame; EM; etc.
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

• Avaliado na espectroscopia de crânio e


de próstata;

• Ressona ao nível de 3.03 ppm;

• Tem a função de reserva energética


(ATP/ADP).
Creatina + Fosfocreatina (tCr)

ALTERAÇÕES (raras):

Trauma; Estados hiperosmolares; Aumenta com a idade; etc.

Hipóxia; AIDS; Derrame; Tumor; Toxo; Hiponatremia, Linfoma; etc.


CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

• Avaliado na espectroscopia de crânio e


de próstata;

• Ressona ao nível de 3.2 ppm;

• Precursora da acetilcolina e
fosfatidilcolina.
Colina (Cho)

ALTERAÇÕES:

Tumor; EM; DM; Trauma; Derrame; Hipóxia; Adenocarcinoma de


próstata; etc.

AIDS; Encefalopatia hepática; Tumor; Toxo; Hiponatremia;


Criptococoma; etc.
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

• Avaliados na espectroscopia de crânio;

• Ressonam entre 2.1–2.5 ppm;

• Precursora do GABA (Glu) e marcador


astrocítico (Gln).

Glutamato + Glutamina (Glx)

ALTERAÇÕES:

Encefalopatia hepática; Hipóxia; etc.

AIDS; Hiponatremia; Trauma; DA; etc.


CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

• Avaliado na espectroscopia de crânio;

• Ressona ao nível de 1.32 ppm;

• Encontrado em condições de
anaerobiose.

Lactato (Lac)

ALTERAÇÕES:

Hipóxia; Anóxia; Hemorragia intracraniana; Derrame; Toxo;


Hidrocefalia; Doença de Canavan; Linfoma; etc.

Desconhecido.
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

• Avaliado na espectroscopia de crânio;

• Ressona ao nível de3.56 ppm;

• Liga os receptores hormonais com a


atividade intracelular.

Mio-inositol (MI)

ALTERAÇÕES:

DA; DM; Insuficiência renal; Estados hiperosmolares; etc.

Encefalopatia hepática; Derrame; Tumor; Toxo; Hiponatremia; AIDS;


Linfoma; etc.
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

Principais diferenças entre a RM e a ERM


RM ERM
Digitalização de um sinal e geração de uma Digitalização de um sinal e geração de um
imagem espectro
As frequências codificam espacialmente as As frequências codificam as informações
imagens químicas
Informações provenientes da água e da Informações provenientes de solutos e
gordura metabólitos
Passíveis de serem obtidas em qualquer Obtida em campos a partir de 1.5T
campo
Homogeneidade do campo é importante Homogeneidade do campo é fundamental
Não há necessidade de “calibrar” o campo “Calibração” do campo a cada
principal procedimento
Todos os sinais contribuem para a formação Somente sinais selecionados contribuem
da imagem para a formação do espectro
São adquiridas em cortes (Slices) São adquiridas em uma determinada região
de interesse (Voxel)
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

O paciente é recebido, cadastrados seus dados na recepção


como: nome, data de nascimento, endereço...

É importante para o estudo que na recepção os recepcionistas


leiam o pedido médico e cadastrem o exame de acordo com a
justificativa do médico, pois esta ação pode evitar problemas
para o pagamento do exame e na própria realização técnica do
mesmo.
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

No exame o importante é:

• Orientar o paciente quanto a retirada de todos os metais


• Trocar a roupa por camisola
• Verificar através de questionário questões referentes a
contra indicações para o exame.
• Verificar a ocorrência de próteses metálicas orais móveis
• Puncionar o acesso venoso antes da realização do exame.
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

Paciente em decúbito dorsal


O objetivo é colocar a região de estudo
(crânio) no centro do campo magnético.

Cabeça entrando primeiro


em relação ao centro do campo magnético.
Luz de posicionamento sagital
acompanhando a linha média sagital
Luz de posicionamento axial acompanhando
o centro da bobina.
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

ESPECTRO CRÂNIO

ESPECTROCRÂNIO
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

MULTI VOXEL

Cortes orientados pelos 3 planos, seguindo como referencia


principal o plano axial, cobrindo toda a lesão e área normal para
comparação.
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

SINGLE VOXEL – GIRO DO CÍNGULO

Cortes orientados pelos 3 planos, seguindo como referencia


principal o plano que melhor vê a lesão, sendo constituída de vóxel
único
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

SINGLE VOXEL – GIRO FRONTAL

Cortes orientados pelos 3 planos, seguindo como referencia


principal o plano que melhor vê a lesão, sendo constituída de vóxel
único
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

6.1 INDICAÇÕES

Normalmente as principais indicações para o exame são:

• Tumor
• Gliose
• Diferenciar lesões
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

6.2 SEQÜÊNCIA UTILIZADAS

SINGLE VÓXEL - SVS

Utilizado para verificar a


presença de metabólitos em
vóxel único.
Utiliza TE de 135 ou 30 ms
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

6.2 SEQÜÊNCIA UTILIZADAS

MULTI VÓXEL - CSI

Utilizado para verificar os


metabólitos em vários voxel´s.
Utilizado para verificar a
presença de tumores e
diferenciação de lesões.
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

Rotina
1. Localizadores SVS – Single Vóxel
2. t2 tse sagital Usada em lesões únicas,
giro do cíngulo, giro frontal e
3. t1 tse axial hipocampos.
4. t2 tse coronal
5. CSI Multi Voxel CSI – Multi Vóxel
Usada em lesões com vários
6. SVC Single Vóxel focos, como tumores.
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

No exame, observa-se a ocorrência de artefatos de


movimento, metálicos e de inconsistência, sendo o último
grupo referente á máquina.

Ainda sobre qualidade observa-se que o posicionamento


correto, o uso adequado de: campo de visualização e
resolução são os principais fatores de qualidade para o
estudo.
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

São fotografados normalmente todas as sequências adquiridas,


observando a importância específica para cada uma.

São realizadas aquisições com cortes finos (de 3 a 5mm) não


sendo possível a realização de recontruções 3d como MPR e 3d
porém as sequências 2d atendem bem o diagnóstico para a
região.
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

8.1 FILME

CSI
4 imagens por filme

Ordem:
4 espectros comparativos
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

8.1 FILME

SVS
4 imagens por filme

Ordem:
1 espectro + referências
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

ÁREA TUMOR
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

ÁREA NORMAL
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

CURVA RUIM - RUÍDO


CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

ESPECTRO TUMOR
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

ESPECTRO TUMOR
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

PÓS PROCESSAMENTO
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

PÓS PROCESSAMENTO
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

PÓS PROCESSAMENTO
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

PÓS PROCESSAMENTO
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

PÓS PROCESSAMENTO
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

PÓS PROCESSAMENTO
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

PÓS PROCESSAMENTO
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

hsavione@yahoo.com.br
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

www.novorumo.com.br
CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

hsavione@sias.com.br