Вы находитесь на странице: 1из 1

Maior que a eternidade

O Deus que ama com perseverança

Deus, tenho uma pergunta: Por que amas a teus filhos? Não quero parecer irreverente, mas só os céus
sabem quanta dor temos causado a ti. Por que nos toleras? Tu nos dás o ar cada vez que respiramos, mas te
agradecemos? Tu nos dás um corpo inigualável, mas te louvamos?
Raramente
reclamamos o tempo todo. Brigamos por nossas ninharias. Discutimos sobre quem fica com que
continente, discutimos sobre qual o melhor sexo. Não se passa nem um segundo sem que alguém, em algum
lugar, use teu nome para xingar um dedão martelado ou uma decisão desfavorável do árbitro. ( Como se fosse
culpa tua.)
Enches o mundo de comida, mas a ti atribuímos a fome. Manténs a inclinação da terra, e evitas que os
pólos degelem, mas te acusamos de indiferença. Dá-nos chuva, e exigimos sol. (Como se, afinal, soubéssemos
o que é melhor.)
louvamos mais o artilheiro em boa forma do que o Deus que nos fez. Cantamos mais canções à lua do
que ao Cristo que nos salvou. Somos uma mosca no rabo de um elefante numa galáxia de Áfricas, e mesmo
assim exigimos que nos encontres uma vaga no estacionamento. E se não nos dás o que te pedimos, dizemos
que não existes. (Como se nossa opinião importasse).
Poluímos o mundo que nos emprestaste. Maltratamos o corpo que nos destes. Ignoramos a Palavra que
nos enviaste. E matamos o Filho em que te tornaste. Somos bebês mimados que batem e chutam, fazem
manha e blasfemam.
Tens todas as razões para nos abandonar.
Eu, com certeza, o faria. Lavaria as mãos em relação a toda essa bagunça, e começaria tudo de novo
em Marte. Mas fazes isso?
Vejo a resposta ao nascer do sol. Ouço a resposta no bater das ondas. Sinto a resposta na pele de uma
criança.
Pai, teu amor nunca cessa. Jamais. Mesmo que te rejeitemos, desconsideremos-te, ou te
desobedeçamos, não mudarás. Nossa maldade não consegue diminuir o teu amor. Nossa bondade não
consegue aumentá-lo. Nossa fé não consegue conquistá-lo, assim como nossa estupidez não consegue
prejudicá-lo. Não nos ama menos quando falhamos. Não nos ama mais quando somos bem sucedidos.
Teu amor nunca cessa.