Вы находитесь на странице: 1из 28
0 ESTUDO DAS POLITICAS DE SAUD! IMPLICACOES E FATOS Amélia Cohn O pou sempre um lugar central, dadas as proprias caracteristicas dessa area, Dente elas, a de se constituir simukaneamente num campo de conhecimento e de praticas, envolvendo uma conjugacao de perspecti- vas de andlises que possibilite ao mesmo cempo avancar na produgio do conhecimento e orientar as acdes ¢ a formulacia das politicas de satide, Em conseqiiénela, elas consistem numa vertente de estudos na rea da satide sempre muito marcada pelas questdes e pelos desafios no que diz respeito a saude que a propria sociedade impoe avs espe- ialistas do tema, acentuando assim uma caracteristica da propria area da Saude Goletiva, vale dizer, de conjugas, nem sempre em tempos € instancias distintas, a teoria ¢ a prética No entanto, ha que se ter claro que Isso nao implica, em nenhu ma hipétese, que os esiudos realizados nessa Atea sejam estudos alea- torios, marcados por distintas vontades individuals e/ou de devermi- nados grupos sobre o que deva ser a organizac3o da sociedade para enfrentar os seus proprios problemas de saude de que padece, nem muito menos estudos que nao devam obedecer, como qualquer cam- po do conhecimento cientifico exige, rigorosas procedimentas meto- dolégicos ¢ cientificos, Em resumo, nao significa que esses estudos € anilises seiam fruto da vontade dos sujeitos que os produzem de de- monstrar a “sua” verdade, ou “a sua” resposta para aqueles desafios como “a resposta — e Gnica — correta’, Desde ja, para o que se chama a atencao € que as politicas de sotide consistem num campo de conhe cimento da Area das ciencias humanas, ¢ que como tal estabelece um outro padrao de relagao entre © sujeito ¢ 0 objeto do conhecimento que nao aquele proprio das areas das ciéncias biologicas e exatas; mas gue, apesar disso, ao contrario do que © senso comum interpreta, nao at TUDO DAS POLTHIGAS DE SANDE pa drea da Saude Coletiva ocu- 232 amélia cohn deixa de se caracterizar como um conhecimento igualmente cientifico, vale dizer, como 2 produsao de um conhecimento que busca estabele- cer relacdes entre fendmenos criteriosamente coletados ¢ selecionados. Dito isto, vale uma outra advertencia: no busque o(2) leitor(a) neste texto respostas conclusivas — ou solugées — para os desafios que a satide impoe para a nossa sociedade hoje Ao contrério, 0 que buscaremos fazer é exatamente apontar a complexidade que o proprio jeto — politicas de satide — envolve, 0 que ele traz consigo, € 0s desafios que 0 proprio esforgo de buscar explicacées para os rumos que elas tomaram e vem tomando no Brasil enfrenta. Hi, na érea da Satide Coletiva, basicamente duas grandes verten- tes de analise das politicas de saiide: uma que privilegia a arganizag3o. dos servicos e do sistema de satide nos distintos paises € no Brasil em particular, ¢ outra que enfatiza o impacto das sucessivas reformulacies dos sistemas de satide de cada pais sobre 0 acesso dos individuos aos servicos de satide © & satisfacio de suas necessidades basicas de satide Neste caso, 0 que esta no centro das preocupagdes dos pesquisadores e dos formuladores de politicas de satide é se essas reformulagbes e/ou reformas dos sistemas de saiide estdo levando a um maior grau de eqitil- dade no acesso da populacao aos servicos de satide Fm outras pala yras, so estudos que analisam as politicas de sade da perspectiva de uma de suas implicagées basicas, qual seja, a de ela se configurar efeti vamente “como um direito de todos ¢ um dever do Estado”, tal como reza a Constituicio brasileita de 1988: Art. 196. A satide é um direito de todos e dever do Estado, garantido mediante politicas sociais e econdmicas que visem a re- duggo do riseo de doenga e de outros agraves ¢ ao acesso univ sal € igualitario as agbes e servicos para sua promocao, protecao e recuperagio, Estudar as politicas de saiide ea organizacio dos servicos de satide que configuram as caracteristicas do sistema de satide dos distintos pa ses ndo é uma tarefa pouco complexa. Ela envolve um conjunto de va- tigveis dinamicas, com pesos relativos no conjunto do jogo de quebra- cabega que caracteriza qualquer sociedade, que € muito mutante a depender das conjunturas econémicas, sociais, politicas e de govemos, ¢ a@ mesmo tempo apresentam uma légica intrinseca que se faz necessd- tia descobrir qual vem a ser ela. Por exemplo, camo se articulam os in. teresses das diferentes formas de organizacao e de obrencao de lucro das politicas de satide: implicagées e praticas 233 diferentes instituigdes ¢ complexos hospitalares, como esses interesses se articulam com a industria de produtos farmacéuticos e hospitalares, como se articulam com 0 sistema pitblico estatal de satide, e por af vai. Claro que nao se pode querer que em poucas paginas se esgotem esses temas, nem que sejam todos eles abordados com igual nivel de detalhes. O que buscaremos fazer aqui é, num primeiro momento, apontar 0 que esié por traz de algo aparentemente téo simples como “politicas de satide’, e que definitivamente nao se reduz ao estudo das medidas de aces adotadas por distintos governos ao longo do tempo, mas sim buscar apontar exatamente “o que esté por tras" disso tudo, € seus efeitos para frente E, num segundo momento, concentrar a aten- ho no caso do Brasil, af sim, mostrando as articulacées das politicas de satide com as dimensdes econdmicas, politicas ¢ sociais da nossa socie- dade nos grandes marcos que caracterizam sua trajet6ria histérica no Pais, € que consistem nas raizes dos principais desafios que essa 4rea enfrenta hoje. Enfim, recuperar essa trajetdria para elucidar o presente € as possibilidades do futuro do sistema de satide brasileiro, ou me- Ihor, de a satide se constituir efetivamente num "direito de todos e dever do Estado”. POLITICAS DE SAUDE: DO QUE SE TRATA? Que dimensbes da vida social esto envolvidas quando se trata da questéo das politicas de satide, e/ou de qualquer politica da area social (educacao, asistencia social, de combate a pobreza, etc.)! Elas s40 muitas, e as principais delas serdo tratadas a seguir. No entanto, hé que se iniciar pelo comeco: © que se entende por politica, para fins de nos- sos estudos. (Os estudos de natureza politica tratam, necessariamente, de duas dimensées fundamentais que envolvem 0 processo de formulacéo ¢ implementacio das politicas de satide: a dimensio do exercicio do poder, € a dimensao de racionalidade que esié envolvida nes propostas de organizacao, reorganizacao e de escolha de prioridades ao se eleger uma dentre varias possibilidades para a érea da satide fazer frente 4s necessidades de satide da populacio de cidadios que esta sob 2 auto- ridade € @ sesponsabilidade do Estado. Assim sendo, é na dimensio politica de nassas sociedades que se vetificam os processos de tomada de deciséo e imposisao para a socie- dade pelo poder do Estado de determinadas diretrizes de acio e orga- nizacdo setorial sobre outras. No geral, as teorias sociais contempora-

Оценить