Вы находитесь на странице: 1из 9

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DAMIÃO DE GOES

LINHAS ORIENTADORAS MISSÃO / VISÃO / CULTURA DE ESCOLA

PROJECTO EDUCATIVO DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PÊRO DE ALENQUER PROJECTO EDUCATIVO DA ESCOLA SECUNDÁRIA DAMIÃO DE GOES

2010 / 2011

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DAMIÃO DE GOES

Preâmbulo

A agregação da Escola Secundária Damião de Goes e do Agrupamento de Escolas Pêro de Alenquer, por decisão da tutela, num único agrupamento levou à coexistência de dois projectos educativos num mesmo agrupamento. O Projecto Educativo da Escola Secundária Damião de Goes abrangendo o triénio de 2008-2011 e o Projecto Educativo do Agrupamento de Escolas Pêro de Alenquer que abrangendo o triénio de 2009-2012.

Por decisão da Presidente da CAP e, ouvido o Conselho Pedagógico, decidiu-se elaborar um documento único contendo as linhas transversais comuns relativamente aos princípios orientadores constantes dos projectos educativos da Escola Secundária Damião de Goes e do Agrupamento de Escolas Pêro de Alenquer.

Este documento deverá ser utilizado como referencial para todos os procedimentos do Agrupamento de Escolas Damião de Goes, nomeadamente, na Avaliação de Desempenho do Pesssoal Docente, na elaboração do PAA e dos PCT e PAT. Além destes aspectos transversais, constantes do presente documento, poderão também ser utilizados como referenciais todos os restantes aspectos presentes nos Projectos Educativos da Escola Secundária Damião de Goes e do Agrupamento de Escolas Pêro de Alenquer, nomeadamente, Metas, Áreas de Intervenção Prioritárias e Objectivos Gerais.

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS

DAMIÃO DE GOES

1. Missão; Visão; Valores; Cultura de Escola

1.1 Missão

Não se podendo já falar de ‘escola’ mas de um conjunto de escolas reunidas no agrupamento, envolvendo realidades muito diferentes e um conjunto significativo de actores envolvidos, procurou-se estabelecer as linhas gerais para todo o agrupamento, com o objectivo de coordenar e planear actividades pedagógicas que proporcionem a aquisição de conhecimentos e o desenvolvimento global da personalidade dos alunos.

O agrupamento deverá para isso:

- Encontrar a identidade própria do Agrupamento.

- Criar um verdadeiro espírito de coesão que deve caracterizar um agrupamento de

escolas.

- Captar sinergias internas e externas capazes de dinamizar e promover o Agrupamento.

- Promover o envolvimento da comunidade educativa na vida do Agrupamento.

As escolas do agrupamento deverão para isso:

- Ministrar um ensino de qualidade e contribuir para o sucesso escolar dos alunos, entendo-se como sucesso o seu desenvolvimento cognitivo, emocional e social.

- Desenvolver no aluno as competências previstas nos normativos legais.

- Oferecer aos alunos percursos adaptados às suas capacidades, competências e

motivações.

- Formar crianças e jovens com uma sólida formação pessoal, social, com espírito

pluralista, aberto ao diálogo e capazes de julgarem com espírito crítico.

- Manter a aposta na continuidade dos Cursos Profissionais de nível III procurando

minimizar problemas de abandono escolar e dando resposta ao tecido empresarial do concelho.

- Sensibilizar os alunos para a pertinência da adopção de hábitos e práticas comportamentais saudáveis.

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DAMIÃO DE GOES

- Prevenir e combater problemas ligados a comportamentos de risco para a saúde física, mental e emocional.

1.2 Visão

A visão estratégia do agrupamento assenta na promoção de princípios de qualidade,

baseados em pressupostos de competências desenvolvidas através da formação académica e cívica, complementada com parcerias e protocolos com os diferentes parceiros sociais e económicos. Pretende-se desenvolver no agrupamento um conjunto de escolas apresentando uma dimensão inclusiva, de confiança, de rigor e inovação, levando ao reconhecimento do trabalho desenvolvido pelo agrupamento no meio local e regional.

A – a escola inclusiva:

- Responde às diversas dificuldades dos alunos, promovendo a auto-estima dos alunos,

garantindo a igualdade de oportunidades e em simultâneo assegurando uma educação de

qualidade que os leve ao sucesso;

- Combate o abandono escolar procurando criar as condições necessárias para que os

alunos concluam com sucesso os ciclos de estudos;

- Proporciona aos alunos dos Cursos Profissionais uma formação de qualidade que lhes

facilite a entrada qualificada no mercado de trabalho ou prosseguimento de estudos.

B – uma escola de confiança:

- Promove um ensino de qualidade e de profissionalismo, com boas práticas de ensino

actualizadas e adaptadas às exigências contextuais em que o aluno é parte activa;

- Promove a segurança e o bem-estar da comunidade, cuja acção educativa tem como

horizonte a justiça, através da disciplina e da formação moral e cívica das crianças e jovens;

- Promove a saúde contribuindo para a aquisição de hábitos e práticas comportamentais viabilizadoras de escolhas individuais e responsáveis;

- Responsabiliza os pais e encarregados de educação dos alunos pelo seu acompanhamento atento e regular.

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DAMIÃO DE GOES

C – uma escola de rigor:

- Cumpre o seu dever de ensinar e de ensinar a aprender, revelando espírito de abertura

e curiosidade pelo saber, actualizando-se permanentemente do ponto de vista científico, pedagógico e didáctico;

- Faz cumprir o Regulamento Interno, para uma convivência digna de respeito e

solidariedade entre todos os elementos da comunidade educativa;

- Cumpre todas as orientações pedagógicas definidas pelos órgãos competentes,

planificando com rigor o trabalho a desenvolver e adequando-o aos objectivos a atingir

e à situação concreta da sala de aula;

- Promove o sucesso educativo e reconhece o mérito, definindo com rigor os critérios de avaliação e criando instrumentos de avaliação diversificados e adequados às práticas

lectivas;

- Valoriza o empenho, a responsabilidade, a cooperação e autonomia: incentivando a

curiosidade e o interesse pelo saber; Fomentando o gosto pela leitura; Promovendo o trabalho em grupo e a troca de opiniões, experiências e conhecimentos; Promovendo o estudo e o trabalho regular; Premiando e promovendo o interesse, o esforço e o trabalho, penalizando e combatendo as faltas de empenho e assiduidade; Responsabilizando os alunos e exigindo o cumprimento dos seus deveres tal como constam dos normativos

legais e do Regulamento Interno.

D – uma escola de inovação:

- Valoriza a permanente actualização pedagógica dos seus professores e dos seus

recursos para fazer face a novas exigências contextuais;

- Valoriza todos os que invistam na mudança;

- Valoriza a divulgação e apreciação do conhecimento científico, tecnológico e artístico

a par com a Educação para a Saúde e para o Ambiente e a defesa dos valores patrimoniais, da história, da língua e da cultura portuguesa;

- Promove a formação física e desportiva dos alunos, através da frequência da disciplina de Educação Física e do Desporto Escolar.

1.3 Cultura do Agrupamento

Dentro do Agrupamento deverá deverão ser estimulados e valorizados:

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DAMIÃO DE GOES

- O trabalho de qualidade, cuidadoso, rigoroso e sério;

- A cooperação entre os vários parceiros visando o sucesso escolar e a dignificação da escola e dos seus profissionais;

- O incentivo a alunos, professores e funcionários;

- A concertação de esforços para a progressiva melhoria da qualidade de ensino;

- O respeito como base de um trabalho digno e harmonioso;

- A promoção da Biblioteca Escolar / Centro de Recursos.

4. Metas

A aposta na manutenção e melhoria dos padrões de desempenho das escolas do

agrupamento, assegurando a Missão anteriormente referida assim como a Visão e os

Valores que a inspiram comprometem a totalidade dos seus actores directos e indirectos

na prossecução da seguinte meta:

No final do triénio 2009/2010 deverá verificar-se uma variação positiva na percepção da

Qualidade nos actores internos e externos do Agrupamento de Escolas (traduzida no

relatórios finais da avaliação e auto-avaliação do Agrupamento), bem como uma

melhoria da qualidade das aprendizagens dos alunos, verificável nos resultados

escolares.

5. Áreas de Intervenção prioritárias e Objectivos Gerais

Tendo em conta a diagnose realizada e a meta pretendida, ponderando os pontos fracos,

os pontos fortes e os constrangimentos presentes nos processos de avaliação e auto-

avaliação anteriormente referidos, é possível distinguir áreas de intervenção no

Agrupamento globalmente entendido e em algumas escolas em particular:

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DAMIÃO DE GOES

1. Mais qualidade no ensino e nas aprendizagens:

- Evolução do sucesso educativo: Incentivar a melhoria da qualidade dos resultados escolares e a qualidade e rigor dos processos de avaliação.

- Valorizar as aprendizagens dos alunos.

- Apoiar os alunos com necessidades educativas especiais.

- Apoiar os alunos estrangeiros.

- Alargar a todo o agrupamento o processo de Avaliação e Auto-Avaliação (Observatório da Qualidade).

2. Mais qualidade na cultura de escola:

- Estimular o desenvolvimento de uma cultura organizacional fundada no trabalho colaborativo e na cooperação da realização das tarefas profissionais.

- Promover a civilidade nas relações interpessoais, incentivando uma cultura de Escola marcada pela qualidade nas interacções sociais e do clima relacional.

- Favorecer relações interculturais caracterizadas pelo respeito das diferenças e apreço pela diversidade, promovendo a integração de alunos imigrantes na perspectiva da igualdade de oportunidades de sucesso escolar e educativo.

3. Mais qualidade de vida na escola:

- Promover a segurança e a qualidade dos espaços físicos (interiores e exteriores) e

equipamentos, assegurando o bem-estar dos alunos e a higiene e segurança no trabalho aos seus profissionais.

- Promover o cumprimento das determinações previstas no Regulamento Interno assegurando uma melhor qualidade relacional nos espaços físicos e nos diversos espaços de trabalho.

- Proporcionar aos alunos apoios diversos considerando as suas diferentes necessidades.

6. Áreas de Melhoria e Plano de Acção

6.1 Áreas de Melhoria

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DAMIÃO DE GOES

Dimensão Pedagógica:

- Definir os objectivos gerais da "Escola" e dos ciclos de ensino.

- Definir as metas exequíveis e avaliáveis para a promoção do sucesso e da promoção social de toda a comunidade educativa.

- Prever projectos de intervenção, de investigação e potencializar os espaços de formação dos professores.

- Promover as aprendizagens de práticas educativas inovadoras.

Dimensão Curricular:

- Manter a oferta dos Cursos Profissionais.

- Desenvolver estratégias de transversalidade inter-ciclos.

Dimensão Organizacional:

- Agilizar os procedimentos disciplinares.

- Gerir de um modo mais rápido e eficaz as questões relacionadas com a Segurança.

- Implementar a vigilância nos espaços internos e externos da escola sede.

- Proceder ao levantamento dos problemas de segurança nas escolas de 1º ciclo.

- Alargar o dispositivo de Avaliação e Auto-Avaliação a todo o agrupamento.

- Envolver os Encarregados de Educação na vida escolar dos seus educandos.

- Detectar necessidades de formação no Pessoal Não Docente e promover uma maior integração destes profissionais na vida do agrupamento.

-

Melhorar o funcionamento do Bar e do Refeitório.

 

-

Eixo

Comunicacional:

aperfeiçoar

o

processo

de

comunicação

dentro

do

Agrupamento.

- Eixo de Formação Profissional: proceder ao levantamento das necessidades de formação e elaborar o plano de formação de docentes.

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DAMIÃO DE GOES

- Escola como Pólo Cultural: projectar o Agrupamento enquanto espaço aberto de cultura.

Dimensão Estrutural (Recursos Físicos e Materiais):

- Espaços disponíveis na escola sede: variável muito pertinente relativamente a todo o trabalho desenvolvido.

- Circulação nos espaços da escola.

- Rentabilizar os espaços disponíveis.

6.2 Plano de acção

- Valorizar todo o trabalho já desenvolvido no Agrupamento partindo da avaliação dos resultados obtidos em projectos anteriores.

- Fazer uma caracterização do meio em que se insere a Comunidade Educativa.

- Proceder à inventariação das necessidades e dos recursos existentes.

- Partir da auto-avaliação do Agrupamento - dos pontos forte e fracos - a para a procura

das soluções para a definição das linhas estratégias de actuação, procurando o mérito e a qualidade.

- Conhecer as potencialidades humanas e materiais da comunidade educativa, valorizando e rentabilizando os recursos de forma pró-activa e inovadora.

- Estimular o envolvimento de toda a comunidade educativa na procura de soluções que promovam a educação para a cidadania e dever cívico, como forma de prevenção de comportamentos disruptivos.

- Formação a nível das ferramentas informáticas.

- Criação de comunidades tecnológicas de aprendizagem.