Вы находитесь на странице: 1из 12

DIRETÓRIO ACADÊMICO DE ADMINISTRAÇÃO - UNIRIO CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E POLÍTICAS Rua Voluntários da Pátria, Nº 107, Botafogo, Rio de Janeiro RJ CEP: 22270-000

ESTATUTO SOCIAL DO DIRETÓRIO ACADÊMICO DE ADMINISTRAÇÃO - UNIRIO

TÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, SEDE, FORO, DURAÇÃO E DEMAIS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Art. 1º O Diretório Acadêmico dos estudantes de Administração (ênfase em Administração Pública) da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro UNIRIO, cujo nome é Diretório Acadêmico de Administração UNIRIO, também designado pela sigla DAA-U, é uma entidade civil sem fins lucrativos, regido pelo presente estatuto e pela legislação pertinente, e congrega os membros do corpo discente.

§ 1º O Diretório Acadêmico de Administração UNIRIO adotará alternativamente, com iguais efeitos a denominação “DAA-U”.

§ 2º O DAA-U é pessoa jurídica definida e goza de autonomia administrativa, financeira e disciplinar.

Art. 2º O DAA-U tem sede na Rua Voluntários da Pátria, nº 107, bairro de Botafogo, município do Rio de Janeiro, RJ, CEP 22270-000, foro nesta cidade, , e tem prazo de duração indeterminado.

CAPÍTULO II

DOS OBJETIVOS

Art. 3º O DAA-U tem por objetivos:

I representar os estudantes, devidamente matriculados no curso de Administração

da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, defendendo os seus interesses e

direitos, representando-os extrajudicialmente, em qualquer foro ou juízo;

nível

universitária, além de incentivar o desenvolvimento cultural e científico dos alunos;

II

lutar

pela

elevação

do

de

ensino

e

aperfeiçoamento

da

formação

III

representar e difundir os interesses e direitos do corpo discente, no limite de

suas atribuições;

IV manter contato, filiação e parcerias com entidades congêneres do todo o Brasil e

do exterior, com fins educativos;

V contribuir para consecução e defesa dos ideais democráticos e de justiça social,

sem vinculação político-partidária;

VI lutar pela qualidade e acessibilidade do ensino de administração;

VII encaminhar as deliberações do movimento estudantil de administração;

VIII incentivar o estudo da ciência da administração por meio de conferências,

palestras, grupos de estudo, seminários e outras promoções;

IX

estimular as atividades de extensão acadêmica e pesquisas científicas do corpo

discente;

X tornar de conhecimento público as atividades e planos de ação do DAA-U;

Art. 4º No desenvolvimento de suas atividades, o DAA-U promoverá o bem de todos,

sem preconceito de origem, cor, raça, idade, religião e quaisquer outras formas de

discriminação.

CAPÍTULO III DOS DIREITO E DEVERES

Art. 5º São direitos de todos os alunos regularmente matriculados no curso de Administração (ênfase em Administração Pública) da UNIRIO, em conformidade com as disposições deste estatuto:

I. Votar e serem votados em processo eleitoral para o DAA-U;

II. Atuar nas iniciativas do DAA-U na função de colaborador;

III. Participar das reuniões e Assembleias, ordinárias e extraordinárias, do DAA-U;

IV. Fiscalizar a Diretoria Executiva.

Art. 6º São deveres de todos os alunos regularmente matriculados no curso de Administração (ênfase em Administração Pública) da UNIRIO:

I. Cumprir este Estatuto e respeitar as deliberações e resoluções do DAA-U.

TÍTULO II ESTRUTURA ORGANIZACIONAL

CAPÍTULO IV DAS INSTÂNCIAS DE DELIBERAÇÃO

Art. 7º São órgãos da administração do DAA-U:

a) Assembleia Geral;

b) Diretoria Executiva;

c) Comissão Eleitoral e;

d) Conselho Fiscal.

CAPÍTULO V DA ASSEMBLEIA GERAL

Art. 8º A Assembleia Geral dos alunos é órgão máximo e deliberativo do DAA-U, e constituir-se-á de todos os alunos do curso de Administração, com direito a um voto cada.

Art. 9º São atribuições da Assembleia Geral:

a) Deliberar sobre quaisquer assuntos de interesse do DAA-U;

b) Eleger a Diretoria Executiva do DAA-U;

c) Decidir sobre as reformas do Estatuto;

d) Decidir sobre a extinção da entidade nos termos deste Estatuto;

e) Destituir membros da Diretoria Executiva do DAA-U;

f) Deliberar sobre a destituição da Diretoria Executiva;

g) Deliberar sobre os casos omissos deste Estatuto;

Art. 10º A Assembleia Geral realizar-se-á ordinariamente uma vez por ano, no mês de agosto, para:

I Apreciar o relatório anual da Diretoria Executiva; II Discutir e homologar as contas e o balanço aprovados pelo Conselho Fiscal; III Eleição da nova Diretoria do DAA-U.

Art.

11

Assembleia

Geral

dos

alunos

deverá

ser

convocada

mediante

editais

divulgados pela Diretoria Executiva do DAA-U, com no mínimo 7 (sete) dias de antecedência.

Art. 12 A Assembleia Geral dos alunos reunir-se-á extraordinariamente, quando convocada, com expressa menção à ordem do dia, e somente podendo deliberar sobre o que constar dessa ordem do dia, pelo Presidente do DAA-U ou por 1/5 (um quinto) da Diretoria Executiva do DAA-U ou por 1/5 (um quinto) da Assembleia Geral dos alunos. Parágrafo único: Haverá tantas Assembleias extraordinárias quantas forem necessárias, nos termos deste Estatuto.

Art. 13 A Assembleia Geral dos alunos só terá poder deliberativo com um quórum mínimo de 50% (cinquenta por cento) dos alunos matriculados no curso de Administração da UNIRIO, em primeira convocação, e qualquer número de presentes em segunda convocação.

§ 1º A segunda convocação poderá ocorrer no mesmo dia, respeitando o tempo mínimo de 20 minutos entre a primeira e a segunda convocação;

§ 2º As convocações acima citadas poderão ser feitas por meio de editais fixados em quadros de avisos da UNIRIO, por meio digital e eletrônico e, quando possível, pela imprensa interna.

Art. 14 As decisões da Assembleia Geral serão homologadas mediante aprovação por maioria simples de votos.

§ 1º Caso não tenha quórum, as decisões pode ser ad referendum;

§ 2º Em caso de empate de votos a decisão caberá ao Presidente do DAA-U.

CAPÍTULO VI DA DIRETORIA EXECUTIVA

Art. 15 A Diretoria Executiva é composta pelo:

Presidente

Vice-presidente

Secretário Geral

Diretor de Relações Acadêmicas

Vice Diretor de Relações Acadêmicas

Tesoureiro

Diretor Desportivo

Vice Diretor Desportivo

Diretor Cultural

Diretor de Comunicação

Diretor Social

Vice Diretor Social

Art. 16 A Diretoria Executiva do DAA-U é órgão executivo e coordenador das atividades do DAA-U e será eleita pela Assembleia Geral dos alunos do curso de Administração da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

Art. 17 A Diretoria Executiva é eleita para o mandato de 1 (um) ano, permitida a reeleição.

respondem

Parágrafo único: Os membros da Diretoria Executiva subsidiariamente pelas obrigações assumidas e contraídas pelo DAA-U.

não

Art. 18 Na Assembleia Geral ordinária, realizada no mês de agosto, a Diretoria Executiva deverá apresentar o relatório semestral de todas as atividades e o balanço orçamentário do seu mandato.

Art. 19 As decisões da Diretoria Executiva serão homologadas mediante aprovação por maioria simples dos votos. Parágrafo único: em caso de empate do número de votos, a decisão caberá ao Presidente do DAA-U.

Art. 20 A Diretoria Executiva exerce seu mandato até a posse da nova Diretoria, mesmo que vencido o seu prazo, não podendo este ultrapassar 45 (quarenta e cinco) dias.

Art. 21 Compete à Diretoria Executiva do DAA-U:

a) Cumprir e fazer cumprir as disposições deste Estatuto e deliberações da Assembleia Geral;

b) Reunir-se ordinariamente uma vez por mês, quando o presidente convocar;

c) Reunir-se extraordinariamente, quando convocada, pelo presidente; por 1/5 (um quinto) da Diretoria do DAA-U ou por 1/5 da Assembleia Geral dos alunos;

d) Encaminhar anualmente para aprovação da Assembleia Geral do alunos, as contas referentes ao exercício findo, devidamente acompanhados do parecer do Conselho Fiscal, apresentando relatório dos fatos ocorridos durante sua gestão;

e) Promover as medidas necessárias ao bom funcionamento da entidade.

Art. 22 Compete ao Presidente:

a) Presidir as sessões da Diretoria Executiva do DAA-U e a Assembleia Geral dos alunos;

b) Representar judicial e extrajudicialmente o DAA-U juntos às autoridades;

c) Agir em nome do DAA-U dentro do espírito deste estatuto e da legislação em vigor;

d) Decidir as questões em caso de empate;

e) Autorizar, por escrito, as despesas e pagamentos necessários;

f) Movimentar conta bancária, assinar documentos legais e apresentar demonstrativos financeiros do DAA-U, conjuntamente com o Tesoureiro;

g) Convocar as sessões da Diretoria Executiva do DAA-U e da Assembleia Geral;

h) Convocar eleições do DAA-U;

i) Gerenciar as atividades administrativo-financeiras do DAA-U;

j) Deliberar, mediante votação com maioria simples, sobre assuntos referentes ao DAA-U;

k) No caso de vacância de algum cargo, indicar, submetendo à aprovação da Diretoria Executiva, um aluno do curso de Administração da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, para substituição eventual;

l) Efetuar outras atividades afins, no âmbito de suas competências.

Art. 23 Compete ao Vice-presidente substituir o Presidente em todas as suas atribuições nos casos, ordenadamente, citados adiante:

a) Impedimento legal do Presidente;

b) Mediante autorização do presidente do DAA-U;

c) Mediante autorização de 1/5 (um quinto) da Assembleia Geral dos alunos;

d) Efetuar outras atividades afins, no âmbito de suas competências.

Art. 24 Também compete ao Vice-presidente auxiliar o Presidente do DAA-U no desenvolvimento das atividades previstas neste Estatuto.

Art. 25 Compete ao Secretário Geral:

a) Secretariar as Assembleias Gerais e as sessões da Diretoria Executiva, o que inclui a redação das atas de reunião;

b) Receber e despachar todo o tipo de correspondência;

c) Redigir e assinar os comunicados públicos da Diretoria Executiva juntamente como o Presidente;

d) Compor o Conselho Fiscal;

e) Substituir o presidente, sempre que este e o Vice-presidente se encontrarem impedidos;

f) Organizar ao término da gestão e sempre que requerido, os relatórios da Diretoria Executiva e dos Conselhos a ela subordinada;

g) Assinar correspondência oficial juntamente com o presidente;

h) Compor o Conselho Fiscal.

i) Efetuar outras atividades afins, no âmbito de suas competências.

Art. 26 Compete ao Diretor de Relações Acadêmicas:

a) Mediar as relações entre alunos, professores e diretores, propondo avaliações de andamento de curso e auto avaliação dos alunos;

b) Articular ações para captação de contribuições da comunidade acadêmica e órgãos de fomento;

c) Cooperar com os demais integrantes do DAA-U e fornecer dados ao Secretário

Geral para a elaboração do relatório anual;

d) Efetuar outras atividades afins, no âmbito de suas competências.

Art. 27 Compete ao Vice Diretor de Relações Acadêmicas:

a) Auxiliar o Diretor de Relações Acadêmicas no desenvolvimento das atividades previstas neste Estatuto;

b) Substituir o Diretor de Relações Acadêmicas na sua ausência.

c) Efetuar outras atividades afins, no âmbito de suas competências.

Art. 28 Compete ao Tesoureiro:

a) Movimentar contas bancárias, assinar demonstrativos financeiros e outros documentos pertinentes à administração financeira do DAA-U, conjuntamente com o Presidente;

b) Articular ações com o Diretor e Vice Diretor de Relações Acadêmicas para captação de recursos que viabilizem os trabalhos do DAA-U;

c) Elaborar uma política de aplicação dos recursos financeiros do DAA-U;

d) Compor o Conselho Fiscal;

e) Fornecer dados ao Secretário Geral para a elaboração do relatório anual;

f) Apresentar mensalmente, aos membros do DAA-U, balancete do mês anterior, acompanhados dos respectivos comprovantes das despesas e dos saldos em caixa ou banco;

g) Efetuar outras atividades afins, no âmbito de suas competências.

Art. 29 Compete ao Diretor Desportivo:

a) Incentivar a prática de esportes;

b) Promover e realizar atividades de caráter recreativo e esportivo visando integrar estudantes, professores e funcionários;

c) Assegurar a participação dos membros nas atividades esportivas universitárias;

d) Fornecer dados ao Secretário Geral para a elaboração do relatório anual;

e) Efetuar outras atividades afins, no âmbito de suas competências.

Art. 30 Compete ao Vice Diretor Desportivo:

a) Auxiliar o Diretor Desportivo no cumprimento de suas obrigações;

b) Substituir o Diretor Desportivo quando este estiver ausente.

c) Efetuar outras atividades afins, no âmbito de suas competências.

Art. 31 Compete ao Diretor Cultural:

a) Pesquisar reportagens, exposições, palestras e eventos que complementem as disciplinas dadas em sala de aula;

b) Promover conferências de alunos, professores, e pessoas convidadas;

c) Organizar a participação do DAA-U nas principais questões socioeconômicas e políticas do país e da comunidade local;

d) Organizar debates científicos e culturais no curso;

e) Promover e divulgar a realização de seminários no curso;

f) Fornecer dados ao Secretário Geral para a elaboração do relatório anual;

g) Efetuar outras atividades afins, no âmbito de suas competências.

Art. 32 Compete ao Diretor de Comunicação:

a) Coordenar e promover a divulgação de atividades do DAA-U;

b) Criar meios de comunicação entre o DAA-U e a comunidade acadêmica;

c) Fornecer dados ao Secretário Geral para a elaboração do relatório anual;

d) Efetuar outras atividades afins, no âmbito de suas competências.

Art. 33 Compete ao Diretor Social:

a) Organizar eventos culturais e/ou sociais;

b) Representar o DAA-U nos órgãos colegiados que tratam de bolsas de auxílio e assuntos comunitários;

c) Desenvolver atividades sociais e reuniões;

d) Incentivar o relacionamento com a comunidade local;

e) Coordenar, junto aos órgãos competentes, bolsas de auxílio financeiros e de campanha assistencial;

f) Coordenar e promover reuniões periódicas;

g) Encaminhar reinvindicações e deliberações tomadas pela Diretoria Executiva do DAA-U e da Assembleia Geral, no que se refere à Assistência Estudantil e Assuntos Comunitários;

h) Fornecer dados ao Secretário Geral para a elaboração do relatório anual;

i) Efetuar outras atividades afins, no âmbito de suas competências.

Art. 34 Compete ao Vice Diretor Social:

a)

Auxiliar o Diretor Social no cumprimento de suas obrigações;

 

b)

Substituir o Diretor Social quando este estiver ausente.

c)

Efetuar outras atividades afins, no âmbito de suas competências.

 

Art.

35

O

Conselho

Fiscal

será

composto

pelo

Presidente,

Secretário

Geral

e

Tesoureiro do DAA-U.

Art. 36 Compete ao Conselho Fiscal:

a) Fiscalizar a administração realizada pela Diretoria Executiva, dar parecer

fundamentado sobre o plano de atividades e orçamentos, e sobre o relatório de atividades e

contas, apresentado por aquele órgão. b) Examinar a situação das finanças do DAA-U; c) Apresentar na última Assembleia Geral, que antecede a eleição para DAA-U, as atividades econômicas do DAA-U.

TÍTULO III RELAÇÕES ADMINISTRATIVAS

CAPÍTULO VII DO CONSELHO FISCAL

Art. 37 O Conselho Fiscal será composto por 3 (três) membros, o Presidente, o Secretário Geral e o Tesoureiro do DAA-U. Parágrafo único: o mandato do Conselho Fiscal será coincidente com o mandato da Diretoria Executiva.

Art. 38 Compete ao Conselho Fiscal:

a) Examinar a situação das finanças do DAA-U;

b) Examinar o balancete semestral apresentado pelo Tesoureiro, opinando a respeito;

c) Opinar sobre a aquisição e alienação de bens por parte da instituição;

d) Apresentar na última Assembleia Geral, que antecede a eleição do Diretório Acadêmico, as atividades econômicas da Diretoria Executiva.

CAPÍTULO VIII DAS ELEIÇÕES, VOTAÇÃO E APURAÇÃO

Art. 39 As eleições do DAA-U efetuar-se-ão após um ano de gestão convocada pela Diretoria Executiva, com antecedência mínima de 20 (vinte) dias, assegurando o direito de voto a todos os alunos regularmente matriculados no semestre corrente às eleições, no curso de Administração. Parágrafo único: É permitida a reeleição de chapa, respeitados as definições impostas por este Estatuto.

Art. 40 Fica terminantemente proibido qualquer tipo de campanha antes do término das inscrições de chapas.

Art. 41 As eleições do DAA-U realizar-se-ão com a observação das seguintes condições:

a) Registro prévio das chapas, constando os nomes dos candidatos à Diretoria Executiva do DAA-U, o qual será feito até 10 (dez) dias antes das eleições;

b) Identificação dos votantes através da assinatura, sujeitos a consulta de estarem

regularmente matriculados no curso de Administração, da UNIRIO.

c) Garantia de sigilo dos votos e inviolabilidade das urnas;

d) Apuração imediatamente após o término da votação, garantindo a exatidão dos resultados;

e) Publicação dos resultados.

Art. 42 Compete à Diretoria Executiva do DAA-U avaliar a validade dos recursos e tomar as medidas cabíveis.

Art. 43 A mesa eleitoral será composta por:

a) Um mesário indicado pela Diretória Executiva do DAA-U;

b) Um representante de cada chapa inscrita;

c) Um professor indicado pela Coordenação do curso de Administração da Universidade

Federal do Estado do Rio de Janeiro UNIRIO

Art. 44 Somente poderão votar e serem votados os alunos regularmente inscritos no curso de Administração (ênfase em Administração Pública) da UNIRIO.

Art. 45 O voto será direto, secreto e facultativo, e a votação será realizada em dia, local e horário marcados pela Comissão Eleitoral.

Art. 46 A apuração deverá ser feita em sala previamente determinada pela Comissão Eleitoral, com a presença dos membros da Comissão Eleitoral e dos fiscais de chapa.

Art. 47 Será anulado o voto que contiver mais de uma escolha do eleitor.

Art. 48 Serão computados como brancos, os votos que não tiverem nenhuma opção marcada pelo eleitor.

Art. 49 Todas as folhas de apuração deverão ser assinadas pelo Presidente da Comissão Eleitoral e por todos os presentes na apuração.

Art. 50 Será considerada vencedora a chapa que obtiver o maior número de votos. Parágrafo único: Em caso de empate, a chapa vencedora será aquela cujo candidato tiver mais idade.

Art. 51 Não será considerado nenhum pedido de recontagem de votos ou recursos de qualquer chapa após a divulgação dos resultados oficiais das eleições, salvo nos casos de em que seja comprovada má fé, ou inobservância deste Estatuto por parte dos membros da Comissão Eleitoral.

CAPÍTULO IX DA COMISSÃO ELEITORAL

Art. 52 As eleições serão organizadas e dirigidas por uma Comissão Eleitoral que será composta pelo Presidente, Secretário Geral e, no mínimo, mais um integrante do Diretório Acadêmico e de, pelo menos, um representante de cada chapa concorrente. Parágrafo único: aos membros da Comissão Eleitoral é expressamente proibida a manifestação de voto ou apoio a quaisquer candidatos.

Art. 53 Compete a Comissão Eleitoral:

a) Preparar a urna e as cédulas de votação e homologar as inscrições das chapas;

b) Divulgar as datas do processo eleitoral com no mínimo 10 (dez) dias úteis de antecedência, por avisos nos murais da UNIRIO e demais meios necessários;

c) Apurar a votação e divulgar o resultado das eleições;

d) Decidir sobre recursos interpostos contra a execução do processo de consulta;

e) Lavrar ata do processo e fazer constar nessa quaisquer acontecimentos excepcionais ocorridos durante o processo eleitoral.

Art. 54 Compete ao Presidente da Comissão Eleitoral deliberar sobre a presença de não integrantes da Comissão Eleitoral no recinto de apuração.

Art. 55 Em caso de fato que impeça a continuidade do processo eleitoral, caso fortuito ou força maior, prorrogar-se-á o tempo de mandato da Diretoria Executiva até ser convocada nova consulta.

CAPÍTULO X DO REGIME DISCIPLINAR

Art. 56 Constituem infrações disciplinares aos membros do DAA-U:

a) Usar o Diretório Acadêmico para fins diferentes de seus objetivos, visando o privilégio pessoal ou de terceiros;

b) Deixar de cumprir as disposições deste estatuto;

c) Prestar informações, referentes ao Diretório Acadêmico, que coloquem em risco

a integridade do mesmo e de seus membros;

d) Praticar ato que caracterizem depreciação da imagem da entidade, dos seus associados ou símbolos;

e) Usar a imagem do Diretório Acadêmico para fins que não sejam os estabelecidos por este estatuto.

Art. 57 Serão colaboradores todas as pessoas físicas ou jurídicas interessadas em participar e/ou colaborar nas atividades do DAA-U, observadas as instruções dos membros da Diretoria Executiva. Parágrafo único: Os colaboradores não responderão subsidiariamente pelas obrigações assumidas e contraídas pelo DAA-U.

Art. 58 Desligar-se-á do DAA-U, o membro da Diretoria Executiva que perder a condição de aluno regularmente matriculado no curso de Administração (ênfase em Administração Pública).

Art. 59 Poderão estar sujeitos à destituição por votação na Assembleia Geral dos Alunos, o membro da Diretoria Executiva que infringir qualquer disposição legal ou estatutária, depois de o infrator ter sido notificado por escrito.

TÍTULO IV ADMINISTRAÇÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA

CAPÍTULO XII FONTES DE RECURSOS, PATRIMÔNIO E DESTINO EM CASO DE DISSOLUÇÃO

Art. 60 A receita do DAA-U será constituída de auxílios, subvenções, doações, legados, rendas auferidas de seus empreendimentos, dividendos, correções e taxas.

Art. 61 O patrimônio do DAA-U constitui-se:

a) Dos bens móveis, imóveis que venham ser adquiridos ou doados;

b) Dos saldos verificados em seus balancetes e balanço.

Art. 62 Em caso de dissolução do DAA-U, o patrimônio será transferido para a Escola de Administração Pública da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO.

Art. 63 Os bens atuais, adquiridos ou vendidos serão futuramente escriturados em livro próprio.

TÍTULO IV DAS DISPOSIÇÕES GERAIS E TRANSITÓRIAS

Art. 64 Ficam convalidados todos os atos praticados pela atual Diretoria Executiva, ocorridos até a aprovação deste estatuto.

Art. 65 O presente estatuto entrará em vigor imediatamente após a sua aprovação, revogadas as disposições em contrário.

Art. 66 Os membros do DAA-U e os colaboradores não responderão solidariamente ou subsidiariamente pelos compromissos assumidos pela Diretoria Executiva do DAA-U.

Rio de Janeiro, 14, de dezembro , de 2011.

Diretória Executiva eleita para mandato de 2011 até 2012

Manuella Marianne Alves Gomes Presidente

Ghaio Nicodemos Barbosa Vice-presidente

Iacilton Wan Der Maas Mattos Secretário Geral

Ivy Benevides Espinheira Diretora de Relações Acadêmicas

Luisa de Melo Matos Vice-diretora de Relações Acadêmicas

Renan Guimarães Montello Tesoureiro

Marcos Vinicius Ferreira Barbosa de Andrade Diretor Esportivo

Renan do Nascimento Coelho Vice-diretor Esportivo

Bruno Barroso de Oliveira Diretor Cultural

Eric de Oliveira Ribeiro Diretor de Comunicação

Guilherme Levandosqui Rodrigues Diretor Social

Ana Clara Maciel de Sales Marinho Vice-diretor Social