Вы находитесь на странице: 1из 2

1. Se realmente existe umDeus(único e pessoal) que é

completamente bom e todo poderoso, então por que ele permitea existência do mal? Antes de você perguntar o porquê de Deus permitir o mal, você precisa se perguntar: Como eu sei o

que é o mal ou o bem? Pois você

sozinho. Porque de que forma você saberiao que é o bem

a

sua pergunta se mostra de fato como uma boa suposição para aexistência deDeus. Porque a existência domal não prova a inexistência de Deus. Talvez prove que Satanás existe, mas não que Deus não exista. Ironicamente, ou

não ser que esse bemexistisse alémde você mesmo? A

que conta não é o grau da maldade em si, mas a fonte desse mal em si. O nosso livre-arbítrio é canal por onde escoa o nosso mal. Se Deus fosse eliminar todo mal, então teria de eliminar o nosso livre-arbítrio primeiro, no impossibilitando de escolher fazer maldades. E se ele eliminasse o nosso livre-arbítrio, não teríamos mais a capacidade de amar ou de fazer o bem. Este não seria maisummundomoral.

5. Ah! Por acaso Deus não sabe que esperando por

essa “plenitude”depessoassalvas,muitasoutrasestão sofrendo? Sim, Ele sabe. Isso significa que os cristãos têm um trabalho a fazer. Nós temos o privilégio de ajudar essas pessoas que estão sofrendo. Somos embaixadores de Cristo neste mundo. Embora você prefira que Deus ao invés de mimoajude e que Ele impeça a sua dor todas as vezes que tenha problemas, isso não o ajudaria, pelo contrário, te tornaria a criatura mais negligente e egoísta do Universo, pois nunca aprenderia com o sofrimento. E

não descobriu isso 3. Masvocê sabe que nemtodo o mal se deve ao livre- ste,
não descobriu isso
3. Masvocê sabe que nemtodo o mal se deve ao livre-
ste, pelo menos não
arbítrio do homem. Por exemplo, porque os bebês
morremou porque acontecemdesastres naturais?
ABíblia nos diz que coma “Queda do homem”,
o pecado entrou no mundo e passou a toda humanidade,
assim ninguém, nem mesmos os bebês, são realmente
inocentes, porque todos nós somos considerados
pecadores pelo ato de Adão e como conseqüência,
merecemos a morte (Rm 6:23). Desastres naturais e
mortes prematuras são resultados diretos da maldição
sobre a criação por causa desta queda. Este mundo
decaído não será consertado até que Cristo volte. Desse
modo, ninguém tem garantia de uma vida livre de
problemasou dechegar aumaboa idade.
4. E se eu não quiser esperar por Cristo? Eu quero
sofrimento. Écomo
temvalor”.
devêssemos esperar
6.

pôr fim à dor e ao sofrimento agora! Por que Deus não dá fimatudoisso?Oqueele esta esperando? Deuseliminará tudo isso, masnãode acordo com sua agenda. O simples fato de Deus não ter feito cessar definitivamente o mal não significa que ele não o fará no final.Se Deusquisesse fazercessardefinitivamente omal agora, ele poderia. Mas você já pensou que talvez Deus tenha outrosobjetivos a alcançar enquanto o mal existe? Para começar, Ele quer que mais pessoas sejam salvas antesde fecharascortinasdeste mundo.Oapóstolo Paulo parece indicar que Jesusvoltará depois que a “plenitude” de pessoassetornecrente.

não, o famoso cientista Albert Einstein, quando criança, foi questionado sobre isso, ele afirmou que o Mal simplesmente não existe,alegandoqueo Mal assimcomo

Frio e as Trevas, não podemexistir, mas sima falta de Calor ou Luz. Da mesma forma que um carro enferrujado, onde retirando a ferrugem o carro permanece, mas retirando o carro nada permanece.

o

Assim, para Einstein, o Mal não exi

substancialmente, o que existe de fato é a falta de Deus.

Embora ele não estivesse completamente certo em seu raciocínio, ele acertou em dois pontos, Deus existe independentemente doMal e é incorruptível por ele.

2.

existência de um Deus, pois como você disse não podemosdescobrir o bempor nósmesmos.Então,por que o seu assimchamado Deus “Todo-Poderoso” não

impede aexistênciadomal?

Seráquerealmente vocêquer que Deus façaisso?

Porque se você quiser, então talvez

que Deus começasse com você mesmo, o impedindo-o. Sempre falamos sobre Deus impedir o mal, mas nos esquecemos de que, se Ele fizer isso, vai precisar nos impedir também, pois todos nós fazemos maldades. E isso não muda emrelação a graus de malignidade,pois o

Se o fato de sabermosque o bemexiste pressupõe a

esse é mais um dos motivos pelo qual Deus não põe fim ao mal. Você poderia me citar uma lição duradoura que tenha aprendido através do prazer? Não. Se você pensar sobre isso, vai descobrir que praticamente toda lição valiosa que já aprendeu resultou de alguma dificuldade em sua vida. Na maioria dos casos, a má sorte ensina enquanto a boa sorte engana. De fato, você não apenas

aprende lições com o sofrimento, como ele é praticamente a única maneira pela qual pode desenvolver as virtudes. Você não pode desenvolver coragem a não ser que esteja em perigo. Não pode desenvolver perseverança a não ser que tenha obstáculos no caminho. Não vai aprender como ser servo a não ser que exista alguém a quem servir. A compaixão nunca será compreendida se não houver uma pessoa que esteja passando por uma necessidade ou enfrentando o

diz aquela expressão: “Semdor, não

Mas primeiramente eunãoprecisaria de todasessas

virtudes se Deus simplesmente banisse o mal exatamente agora!Entãoo queo impede? Uma vez que Deus tem razões para não banir o mal exatamente agora,você precisa desenvolver virtudes para

estavida e para a outravida depoisdesta.Este mundoé

um lar desconfortável, mas é uma grande academia. Nós cristãos, sempre apontaremospara esta vida futura,mas o fazemos porque sabemos que aquilo que fazemos aqui tem implicações eternas. As virtudes que um crente desenvolve por meio do sofrimento vão melhorar sua capacidade de desfrutar a eternidade. Paulo diz que “Os nossos sofrimentos leves e momentâneos estão produzindo para nós uma glória eterna que pesa mais do que todoseles”(II Tm2:10).

7. Não faz sentido. De que maneira as dificuldades daqui vão me ajudar a me sentir melhor num lugar onde nãovaiexistirdorde qualquertipo? Você já imaginou como se sente qualquer jogador que vence ocampeonato de futebol nacional? Contente, claro! Masserá que o capitão dotime vencedor, que tambémfoi o artilheiro do campeonato, desfruta da vitória da mesma forma que aquele jogador reserva que nunca entrou em campo? Talvez sim, afinal oreservaestaria felizpor fazer parte do time vencedor. Porém a vitória é muito mais saboreada pelo capitão que também leva o prêmio de artilheiro, porque ele contribuiu para isso e perseverou durante o ano todo para obtê-la. Ao persistir diante de todas as dificuldades e dores de se jogar, ele na verdade aumentou sua capacidade de desfrutar da vitória. E ela tornou-se ainda mais saborosa quando ele recebeu o troféude artilheiro do campeonato.Enesse sentido oCéu tem certa semelhança ao futebol. Todos estarão muito felizes por estar ali, mas alguns terão uma capacidade ainda maior de desfrutar dele. Até certo ponto, a vida também se assemelha a um campeonato nacional, como tal,ela possui regras,umjuiz e prêmios. Contudo, nãohá espectadores,poistodo mundo joga e nofinal já sabemos quem vai ganhar, Cristo ganhará. Independente da sua habilidade, qualquer um pode ser um vencedor simplesmente por se juntar ao time Dele. Como nosso técnico Ele diz: “Venham a mim, todos os que estão

cansados e oprimidos e eu vos aliviarei” (Mt 11:28). Embora todo o time desfrute da vitória, alguns vão apreciá-la ainda mais por causa de todas as dificuldades que enfrentaram durante o jogo e das recompensas que receberão porterjogadobem.

Quemsomose oque queremos? O Nacional é um jornal local de cunho evangelístico, oriundo da rede ministerial da Igreja Batista Nacional na cidade de Areia Branca – RN. Temos como objetivo principal a edificação do Corpo de Cristo através da transmissão de informações variadas e pertinentes ao nosso cotidiano. Almejamos despertar nossos leitores para um senso crítico e que está intimamente ligado ao conhecimentode Deus.

Vamospensar umpoucosobre É uma série de “folders” de apologética (defesa da fé) criada com o objetivo de levar os leitores a um pensamento mais profundoe objetivoacercadasquestões que envolvem a fé, origem, identidade, propósito, moralidade e destinação da humanidade. Observando todas as suas nuances e apontando sempre para A Verdadecomargumentação lógica,filosóficae bíblica.

Visite nossacongregação:Rua AntonioCalazans, N°99, BairroSantoCristo.

Contatos:(084)3332-2875

onacionalibn@yahoo.com.br

ibnacional@yahoo.com.br

Fonte Bibliográfica:

BíbliaSagrada, AlmeidaRevistaeCorrigida. EditoraBíblica. GEISLER, NormanL., TUREK, Frank. Não tenho fésuficiente paraserateu. SP. EditoraVida. 2006.

o t s i r C e d o p r o C o o
o
t
s
i
r
C
e
d
o
p
r
o
C
o
o
d
n
a
c
i
f
i
d
E
e
o
d
n
a
I
m
n
f
r
o
Jornal Evangelístico O Nacional
Jornal Evangelístico
O Nacional

Vamospensarumpoucosobre

Deus e a existência do Mal
Deus
e a existência do Mal
Jornal Evangelístico O Nacional Vamospensarumpoucosobre Deus e a existência do Mal IgrejaBatistaNacional #03 - 12/2010

IgrejaBatistaNacional

#03 - 12/2010
#03 - 12/2010