Вы находитесь на странице: 1из 32
Em busca do uso sustentável da água no Distrito Federal
Em busca do uso sustentável da água no Distrito Federal
Em busca do uso sustentável da água no Distrito Federal
Captação Fumal Estação Ecológica de Águas Emendadas - IBRAM
Captação Fumal
Estação Ecológica de Águas Emendadas - IBRAM

Em busca do uso sustentável da água no Distrito Federal

o s u s t e n t á v e l d a á g

2011

Captação Pipiripau Área de Proteção de Manancial - Caesb
Captação Pipiripau
Área de Proteção de Manancial - Caesb
Apresentação A água é um bem indispensável à vida na Terra. Embora exista em grande
Apresentação
A água é um bem indispensável à vida na Terra. Embora exista
em grande quantidade no planeta e, principalmente, no Brasil,
sua disponibilidade depende muito de como a utilizamos e a
preservamos. Em nosso dia a dia, podemos adotar medidas
simples para economizar água, evitar a sua poluição, e, por
conseguinte, a sua escassez.
A Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito
Federal – Caesb é a empresa no DF que tem o
papel de garantir o abastecimento de água para
a população e coletar e tratar os esgotos
sanitários produzidos. Entretanto, sem a
colaboração de todos, esse trabalho se
torna mais difícil.
Esta publicação tem
como objetivo apresentar
informações e re flexões
sobre o papel da Caesb e
de como você, usuário e
cidadão do DF e do Entorno,
pode ajudar na conservação
e na preservação do meio
ambiente e no uso adequado
das instalações e serviços
oferecidos pela empresa.
5
A ÁGUA,O CIDADÃO E A CAESB
Captação Torto Parque Nacional de Brasília - ICMBio
Captação Torto
Parque Nacional de Brasília - ICMBio
A NATUREZA ÁGUA NA A ÁGUA E A VIDA Nosso corpo é formado por 70%
A NATUREZA ÁGUA NA
A ÁGUA E A VIDA
Nosso corpo é formado por 70%
de água. A água também é
fundamental para a produção de
alimentos, geração de energia,
indústria, transporte e recreação.
A água é
um elemento indispensável
à vida na Terra. Todos os
seres vivos dela dependem
para sobreviver e garantir
sua permanência
no planeta.
Ela contém substâncias que são
inofensivas ao ser humano, outras
que fazem bem à saúde e algumas
que podem causar doenças. Daí a
necessidade de se cuidar bem da água.
7
O CICLO DA ÁGUA
A água existente em nosso planeta não aumenta,
nem diminui. Ela se transforma, muda de estado,
podendo ser encontrada nos estados sólido,
líquido e gasoso.
Devido à mudança de estados, a água pode circular
sobre nosso planeta. A esse processo, damos o nome de
ciclo da água ou ciclo hidrológico. Veja a ilustração na
página a seguir.
CURIOSIDADE
Você sabia que, num
deserto, uma pessoa
não sobrevive mais do
que três dias
sem água?
A ÁGUA,O CIDADÃO E A CAESB
O vapor d’água sobe à atmosfera, esfria Precipitação e forma as nuvens. A grande quantidade
O
vapor d’água sobe
à
atmosfera, esfria
Precipitação
e
forma as nuvens. A
grande quantidade de
água nas nuvens gera
chuva, neblina e neve,
Transpiração
o que é chamado de
precipitação.
das plantas
Com a energia do sol,
ocorre a evaporação,
transformando a água
do estado líquido
para vapor d’água.
8
Evaporação
nos oceanos
In filtração
na terra
lençol freático
Essa água que cai
se in filtra no solo, abastecendo
aquíferos e lençóis freáticos.
Essas águas subterrâneas alimentam as
águas super ficiais, reiniciando o ciclo da água.
aquífero
A água em estado
líquido é encontrada
nos oceanos, rios,
córregos, lagos,
lagoas, nascentes.
A ÁGUA,O CIDADÃO E A CAESB
lagos, lagoas, nascentes. A ÁGUA,O CIDADÃO E A CAESB Aquífero : é a água subterrânea, que

Aquífero: é a água subterrânea, que pode car armazenada no solo ou em camadas muito profundas do subsolo. Lençol freático: é o aquífero que se encontra na camada menos profunda do solo e que pode ser utilizado por meio de poços rasos.

DISPONIBILIDADE E ESCASSEZ DE ÁGUA Há muita água em nosso planeta. Entretanto, grande parte dessa
DISPONIBILIDADE E ESCASSEZ DE ÁGUA
Há muita água em nosso planeta. Entretanto,
grande parte dessa água – aproximadamente
96% – é salgada, sendo encontrada nos mares e
oceanos. Os 4% restantes estão:
nos cursos d’água e aquíferos;
e nas regiões polares e geleiras, sendo,
portanto, de difícil utilização pelo homem.
Água doce
4%
9
Regiões Polares
2,67%
Água salgada
96%
Superfície (rios) e
Subsolo (aquíferos)
1,33%
Além disso, a água não é distribuída de maneira
uniforme no planeta. Há regiões ricas em água,
como as fl orestas tropicais e outras com pouca
disponibilidade, como é o caso dos desertos.
A ÁGUA,O CIDADÃO E A CAESB
DISPONIBILIDADE DE ÁGUA NO BRASIL E NO DISTRITO FEDERAL O Brasil possui a maior quantidade
DISPONIBILIDADE DE ÁGUA NO BRASIL
E NO DISTRITO FEDERAL
O
Brasil possui a maior quantidade de água doce do planeta,
encontrada nos muitos rios e aquíferos brasileiros.
Entretanto, toda essa água está distribuída de maneira bastante
desigual entre as regiões do país.
O
Distrito Federal e seu Entorno estão numa região onde surgem as
grandes bacias hidrográ ficas brasileiras. Só que, por se tratar de uma
área de nascentes, os rios do DF não têm grandes volumes de água.
10
Vejamos
agora como é a
situação do nosso
país, em termos de
disponibilidade
de água.
Norte
68,5%
Nordeste
3,3%
Centro-Oeste
15,7%
Observe que as regiões
mais populosas, Sudeste,
Sul e Nordeste, são
as que têm menor
disponibilidade de água.
Sudeste
6,0%
Sul
6,5%
Nascente: é o local onde a água surge naturalmente do subsolo. Também é conhecida como olho
d’água, fio d’água, mina d’água ou fonte.
Bacia hidrográfica: é um conjunto de terras drenadas por um rio principal, seus a fl uentes e
subafl uentes. É a área que fica em torno de um rio, desde onde ele nasce até sua foz – onde deságua.
A ÁGUA,O CIDADÃO E A CAESB
11 Fonte: Mapa base: Adasa - www.adasa.df.gov.br MAPA DAS BACIAS HIDROGRÁFICAS DO DISTRITO FEDERAL A
11
Fonte: Mapa base: Adasa - www.adasa.df.gov.br
MAPA DAS
BACIAS HIDROGRÁFICAS
DO DISTRITO FEDERAL
A ÁGUA,O CIDADÃO E A CAESB
Captação Fumal Estação Ecológica de Águas Emendadas - IBRAM
Captação Fumal
Estação Ecológica de Águas Emendadas - IBRAM
Fazemos uso da água de diversas maneiras. 13 A ÁGUA,O CIDADÃO E A CAESB
Fazemos uso da
água de diversas
maneiras.
13
A ÁGUA,O CIDADÃO E A CAESB
de diversas maneiras. 13 A ÁGUA,O CIDADÃO E A CAESB A ÁGUA E SEUS USOS S

A ÁGUA E SEUS USOSS

A pouca água que nos resta disponível para consumo precisa ainda ser dividida entre os diversos tipos de atividades imprescindíveis à nossa vida cotidiana.

Podemos identi car inúmeros usos da água.

Desde que acordamos e nos colocamos de pé, começamos a utilizar água. Para que possamos fazer nossa higiene pessoal, nossas refeições e manter a casa arrumada e limpa, é preciso abastecê-la com água de boa qualidade.

e limpa, é preciso abastecê-la com água de boa qualidade. Uso doméstico A água que nós

Uso doméstico

A água que nós usamos para beber, tomar banho, lavar (roupas, louças, chão) e cozinhar é considerada de uso doméstico.

Uso para a agricultura

É na agricultura que utilizamos a maior quantidade de água, sobretudo para a irrigação das plantações.

de água, sobretudo para a irrigação das plantações. Uso industrial A indústria, por sua vez, é

Uso industrial

A indústria, por sua vez, é também uma grande consumidora de água, especialmente nas regiões economicamente mais desenvolvidas.

Uso para a geração de energia

O uso da água para gerar energia é muito importante em nosso país, que possui algumas das maiores barragens já construídas no mundo.

Captação Torto Parque Nacional de Brasília - ICMBio
Captação Torto
Parque Nacional de Brasília - ICMBio
A ÁGUA E SEUS RISCOS Muitas das nossas atividades diárias alteram as características da água,
A ÁGUA
E SEUS RISCOS
Muitas das nossas atividades diárias alteram as características da água, podendo torná-la
poluída e imprópria para consumo, caso não haja tratamento adequado. Por exemplo:
na agricultura, a utilização de agrotóxicos e de fertilizantes, sem os cuidados
necessários, pode contaminar os cursos d’água próximos às plantações e às águas
subterrâneas da região;
nas cidades, o crescimento da população com a geração de
mais esgoto e lixo (garrafas pet, embalagens e sacos
plásticos, latinhas de refrigerante e cerveja, etc.)
pode poluir córregos, rios, lagos e praias; ;
nas indústrias, há também o risco de
contaminação da água com substâncias
nocivas ao meio ambiente e à saúde das
pessoas.
15
15
A água existente nos cursos d’água pode
conter substâncias nocivas à saúde. Consumi-
la sem tratamento pode causar doenças como
cólera, febre tifóide, hepatite, vermes e disenteria teria
bacilar. Por esse motivo é necessário tratá-la.
Para garantir a saúde da população a Caesb realiza realiza o o
tratamento da água antes de disponibilizá-la às residências. Porém,
quanto mais poluído o curso d’água, maior a di ficuldade do tratamento. Por esse motivo, é
necessário cuidar bem da água.
A ÁGUA,O CIDADÃO E A CAESB
A ÁGUA,O CIDADÃO E A CAESB
Captação Corguinho Área de Proteção de Manancial - Caesb
Captação Corguinho
Área de Proteção de Manancial - Caesb
PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE SANEAMENTO Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal - Caesb O
PRESTAÇÃO DE
SERVIÇOS DE SANEAMENTO
Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal - Caesb
O
Saneamento Ambiental é o conjunto de ações relativas aos serviços de água, de
esgotos sanitários, de gestão das águas pluviais (águas das chuvas) e de resíduos
sólidos (lixo).
No Distrito Federal, a Caesb é a empresa responsável pelos serviços de
abastecimento de água e de coleta e tratamento de esgotos.
Mas, como a Caesb faz isso?
Ela planeja,
constrói, administra e
opera o sistema de
abastecimento de água e o
sistema de coleta
e tratamento
de esgoto.
17
É
também responsável por proteger e
conservar os locais de onde vem a água
que você bebe, as chamadas Áreas de
Proteção de Mananciais – APM.
ÁREA
PROTEÇÃO
MANANCIAIS
APM DE DE
Área de Proteção de Manancial: são aquelas destinadas à conservação das
bacias hidrográficas onde se localizam os pontos de captação da Caesb.
A ÁGUA,O CIDADÃO E A CAESB
Abastecimento de Água no DF Você sabe de onde vem a água que sai da
Abastecimento de Água no DF
Você sabe de
onde vem a água
que sai da sua
torneira?
Primeiramente, a água é obtida na natureza. No caso do DF, vem
de rios, lagos e de lençóis subterrâneos. Depois, para que ela se torne
potável, é preciso melhorar algumas de suas características. Em seguida,
ela é transportada por tubulações até a sua casa. Todo esse processo é
chamado de sistema de abastecimento de água.
Um sistema de abastecimento de água é composto por captação,
tratamento, reservação e distribuição. Você, usuário e cidadão do DF, é o
consumidorconsnsuumidor fifinalnal dede todastodas asas açõesações dada CaesbCaesb nessenesse processo.processo.
18
Captação
Estação
de tratamento
Reservatório
de água
Distribuição
A ÁGUA,O CIDADÃO E A CAESB
Captação A captação é a retirada da água bruta do manancial, que é levada para
Captação
A
captação é a retirada da água bruta do manancial, que é levada para tratamento na
ETA – Estação de Tratamento de Água.
A
Caesb dispõe de captações de água espalhadas por todo DF e agrupadas em sistemas
de atendimento. As maiores captações são Torto/Santa Maria, Descoberto e Pipiripau.
Tratamento
O
tratamento tem como objetivo melhorar a qualidade
da água bruta captada, tornando-a adequada ao consumo
humano.
E
o que isso signi fica?
Signi fica que para ser utilizada pela população, a água
deve estar livre de elementos nocivos à saúde, conter flúor
para prevenir o aparecimento de cáries dentárias e estar
adequada para serviços domésticos.
19
Para atender o exposto anteriormente, a Caesb dispõe
de diversas Estações de Tratamento de Água espalhadas
pelo território do Distrito Federal.
Água bruta: é aquela encontrada na natureza e que ainda não sofreu tratamento.
A ÁGUA,O CIDADÃO E A CAESB
Reservação e Distribuição Depois de captada e tratada, a água é conduzida por tubulação enterrada
Reservação e Distribuição
Depois de captada e tratada, a água é conduzida por tubulação enterrada sob áreas verdes,
ruas e calçadas, a chamada rede de distribuição, passando por reservatórios, que a armazenam
em diferentes pontos do DF, até chegar à sua casa.
Você sabia que,
apesar de pouco visível aos olhos da
população, um dos principais problemas
para o sistema de abastecimento
é o vazamento de água
nas tubulações?
Execução de redes de maneira correta, bons materiais e cuidados nas
emendas nas tubulações evitam vazamentos e perdas de água.
Se você identi ficar um vazamento na tubulação de sua rua, entre em
contato com a Caesb pelo telefone 115.
20
O usuário cidadão
O serviço de abastecimento
de água é disponibilizado pela Caesb por
por
meio de tubulações que levam água tratada
atada
até as edificações. Trata-se aqui de
de
um direito do usuário.
Todo o trabalho realizado pela Caesb, entretanto, custa mui-
to dinheiro. É por isso que o usuário tem de pagar pela água que
consome.
A quantidade de água utilizada em cada ponto de consumo
(residência, edifício, comércio etc.) é medida por aparelhos
chamados de hidrômetros (também conhecidos por “relógios”).
A ÁGUA,O CIDADÃO E A CAESB
A ligação das tubulações internas das residências com a rede de abastecimento de água é
A ligação das tubulações internas das residências com a rede de
abastecimento de água é dever da Caesb.
Como o usuário faz para solicitar essa ligação? Ele entra em contato
telefônico com a Caesb por meio do número 115.
É também de responsabilidade do usuário:
instalar e cuidar da tubulação dentro do lote e na área construída; e
zelar pela manutenção das caixas d’água e de todos os equipamentos que utilizam água
(máquinas de lavar, chuveiros e torneiras).
O site da Caesb fornece informações sobre como economizar água,
reduzir despesas e limpar caixas d’água e também um detalhamento
sobre sua conta de água (www.caesb.df.gov.br).
21
21
Você sabia
que fazer ligações clandestinas stinas
ou “gatos” é crime?
O responsável está sujeito ito a a
multa ou pena de 1 a 4 anos os
de prisão!
Consumo consciente
Veja agora de que maneira você pode ajudar
a reduzir o desperdício.
Se todo mundo colaborar, a gente fecha essa torneira!
a!
A ÁGUA
A ÁGUA,O CIDADÃO E A CAESB
A diferença entre uso consciente e desperdício Uso Consumo Banho de 20 minutos Banho ideal
A diferença entre uso consciente e desperdício
Uso
Consumo
Banho de 20 minutos
Banho ideal de 5 minutos
120 l
30 l
Escovar os dentes ou barbear-se por 3 minutos
com a torneira aberta
Escovar os dentes ou barbear-se por 3 minutos
abrindo e fechando a torneira
18 l
2 l
Vaso sanitário com válvula e tempo de acionamento de 6 segundos
Vaso sanitário econômico
10 a 14 l
3 a 6 l
22
Lavar louça por 15 minutos com a torneira aberta
Lavar a louça por 15 minutos abrindo e fechando a torneira
240 l
70 l
Lavar roupa no tanque com a torneira meio
aberta por 15 minutos
Lavar roupa enchendo o tanque e fechando a torneira
280 l
80 l
Lavar a calçada com a mangueira durante 15 minutos
Limpar a calçada com a vassoura, sem uso de água
Lavar o carro com a mangueira meio aberta por 30 minutos
Lavar o carro utilizando um balde
280 l
0 l
220 l
60 l
A ÁGUA,O CIDADÃO E A CAESB
Sistema de Esgotamento Sanitário no DF Após utilizarmos a água para limpar a casa, lavar
Sistema de Esgotamento Sanitário no DF
Após utilizarmos a água para limpar a casa, lavar roupa, fazer nossa higiene pessoal, etc., a
água passa a conter matéria orgânica, minerais, bactérias, além de outros organismos danosos à
saúde humana.
A água utilizada – denominada esgoto sanitário - é coletada, transportada até uma Estação de
Tratamento de Esgotos - ETE e, depois de limpa, é devolvida à natureza. Todo esse processo é
chamado de Sistema de Esgotamento Sanitário.
E você sabe
para onde
vai essa água
“suja”?
Estação de
Coleta
tratamento
23
de esgoto
Devolução
à natureza
CURIOSIDADE
Em geral, o esgoto
sanitário é formado
por 99% de água
e somente 1% de
sólidos.
A coleta e o tratamento dos esgotos sanitários são fundamentais para a
garantia da saúde e da qualidade de vida da população.
Você sabia que um dos maiores fatores de poluição dos rios e lagos no
Brasil é o lançamento dos esgotos sanitários sem adequado tratamento?
A ÁGUA,O CIDADÃO E A CAESB
Coleta O sistema de coleta de esgotos inicia-se nas casas e edi ficações, onde são
Coleta
O
sistema de coleta de esgotos inicia-se nas casas e edi ficações, onde são feitas ligações
com tubos que formam as redes coletoras. O esgoto é transportado por essas redes até
uma ETE, que o trata e devolve ao meio ambiente uma água de melhor qualidade.
Tratamento
O
tratamento tem como finalidade reduzir as impurezas dos esgotos antes de lançá-los
nos rios, lagos ou mar.
Durante o processo de tratamento, costuma-se retirar do esgoto, em média, 85% da
matéria orgânica. O restante pode ser naturalmente assimilado pelo próprio corpo d’água
(rio, lago, mar, etc.) ao longo do tempo.
24
No caso de esgotos industriais, a Caesb exige que a indústria veri fique a qualidade
dos esgotos enviados à rede de coleta. Quando há substâncias tóxicas ou que não podem
ser removidas na ETE, a indústria é obrigada a ter sua própria estação de tratamento de
esgotos
Soluções individuais onde não há coleta e tratamento
Quando não existe, na cidade ou
no bairro, um Sistema de Coleta e
Tratamento de Esgotos, é necessário
que estes sejam feitos na área do
próprio imóvel. Utiliza-se então o
sistema de fossa séptica e sumidouro.
Fossa séptica
Fossa séptica: é uma unidade de tratamento de esgoto doméstico na
qual é feita a separação e a transformação da matéria sólida contida
no esgoto. É uma maneira simples e barata de disposição dos esgotos
indicada, sobretudo, para a zona rural ou residências isoladas.
Caixa de inspeção
Sumidouro: é um poço construído com paredes vazadas para permitir a
in filtração do material líquido proveniente da fossa séptica.
Sumidouro
A ÁGUA,O CIDADÃO E A CAESB
Devolução à Natureza Após tratamento, o esgoto tratado é encaminhado para despejo nos corpos d’água.
Devolução à Natureza
Após tratamento, o esgoto
tratado é encaminhado para
despejo nos corpos d’água. No
Distrito Federal, uma parcela
desse esgoto tratado é lançada
no Lago Paranoá.
CURIOSIDADE
Em cidades em que o
esgoto tratado é lançado
no mar, utiliza-se um
emissário, isto é, um tubo
posicionado no fundo do
oceano que permite o
despejo em local afastado
da praia.
O usuário cidadão
Da mesma forma que no sistema de abastecimento de água, aqui, também, você, cidadão
do DF e Entorno, pode ajudar a Caesb a garantir a qualidade das nossas águas e o bom
funcionamento do sistema de esgotamento sanitário, adotando atitudes simples como as que
vêm a seguir:
não jogue lixo na rua! Garrafas pet e sacolas plásticas poluem rios, mares e oceanos, além
de prejudicarem os sistemas de coleta de água de chuva e de tratamento de esgotos;
25
somente descarte absorventes, preservativos e pontas de cigarro na lixeira. Não o faça no
vaso sanitário, pois isso pode provocar entupimento da rede de esgotos da sua residência;
na hora da construção da sua casa, exija que a ligação dos ralos da área externa seja feita
à rede pluvial e não à rede de esgoto;
a caixa de gordura da sua casa deverá ser limpa periodicamente. Os detritos e gorduras
retirados devem ser acondicionados em sacos plásticos e colocados no lixo.
Para solicitar a ligação à rede de esgoto, o usuário deve contatar a Caesb por meio do telefone 115.
O site da Caesb fornece informações sobre o dimensionamento e a construção de caixas
de gordura, fossas e sumidouros, assim como sobre a manutenção da rede interna de
esgoto das residências e edifícios. (www.caesb.df.gov.br).
A ÁGUA,O CIDADÃO E A CAESB
Captação Cabeça de Veado Jardim Botânico de Brasília - IBRAM
Captação Cabeça de Veado
Jardim Botânico de Brasília - IBRAM
EM BUSCA DO USO SUSTENTÁVEL DA ÁGUA NO DF Sustentabilidade signi fica promover o desenvolvimento
EM BUSCA DO
USO SUSTENTÁVEL
DA ÁGUA NO DF
Sustentabilidade
signi fica promover o
desenvolvimento da sociedade e o
uso de recursos da Terra em harmonia
com o meio ambiente, de modo a não
comprometer a qualidade de vida
e o bem-estar das gerações
futuras.
27
O
crescimento das cidades e de suas populações e o
modelo de desenvolvimento que adotamos provocam o
aumento da demanda por água para consumo de pessoas
e animais, irrigação das plantações, geração de energia e
diluição dos esgotos.
Contudo, é preciso que estejamos atentos ao uso
sustentável da água. Esse é o caminho para preservar
ecossistemas indispensáveis à vida em nosso planeta.
A
Caesb tem atuado com base nesse princípio e
precisa da ajuda de todos para alcançar a otimização e a
sustentabilidade no uso da água.
Ecossistema: é o conjunto formado por todas as comunidades que vivem e
interagem em determinada região.
A ÁGUA,O CIDADÃO E A CAESB
Captação Olhos d’Água Àrea de Proteção de Mananciais - Caesb
Captação Olhos d’Água
Àrea de Proteção de Mananciais - Caesb
Contatos da Caesb Caesb – Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal Centro de Gestão
Contatos
da Caesb
Caesb – Companhia de Saneamento
Ambiental do Distrito Federal
Centro de Gestão Águas Emendadas
Av. Sibipiruna, lotes 13/21
Águas Claras – DF
Telefone: 115
Ouvidoria: 3329-9090
www.caesb.df.gov.br
29
A ÁGUA,O CIDADÃO E A CAESB
Captação Fumal Estação Ecológica de Águas Emendadas - IBRAM
Captação Fumal
Estação Ecológica de Águas Emendadas - IBRAM
EXPEDIENTE Presidente Célio Biavati Filho Secretário Geral José Lopes Lima Diretor de Gestão Márcio Campos
EXPEDIENTE
Presidente
Célio Biavati Filho
Secretário Geral
José Lopes Lima
Diretor de Gestão
Márcio Campos Luttembarck
Diretor de Operação e Manutenção
Acylino José dos Santos Neto
Diretor de Comercialização
Valtrudes Pereira Franco
Diretor de Engenharia e Meio Ambiente
Cristiano Magalhães de Pinho
Superintendente de Meio Ambiente e Recursos
Hídricos
Maurício Leite Luduvice
Gerente de Gestão Ambiental Empresarial
Solange Cordeiro Silva Rocha
Coordenador de Mobilização Ambiental
Eduardo Alberto Teixeira
Realização
Superintendência de Meio Ambiente e Recursos
Hídricos - EMR/DE/CAESB
Tiragem: 1.000 exemplares
Esta cartilha foi confeccionada com recursos
advindos do Programa Brasília Sustentável
do Banco Mundial, por meio do contrato nº
8004/2010 do convênio – Caesb/Governo do
Distrito Federal.
Fotos: Acervo Caesb
Empresa responsável pelo projeto
NCA Engenharia, Arquitetura e
Meio Ambiente SS Ltda.
EQUIPE TÉCNICA
Redatores
Valeska Rodrigues Velloso Cordeiro
Ana Carolina Rodrigues Velloso Cordeiro
Projeto Grá fico e Ilustrações
Eduardo Carvalho dos Santos
Superintendência de Meio Ambiente e Recursos Hídricos Informações: 3213-7352 emr@caesb.df.gov.br Atendimento: 115
Superintendência de Meio Ambiente e Recursos Hídricos
Informações: 3213-7352
emr@caesb.df.gov.br
Atendimento: 115
Ouvidoria: 3329-9090
www.caesb.df.gov.br
Secretaria de Estado
de Obras do Distrito Federal
Atendimento: 115 Ouvidoria: 3329-9090 www.caesb.df.gov.br Secretaria de Estado de Obras do Distrito Federal