Вы находитесь на странице: 1из 4

.:: Jornal de Brasília ::.

Págiina 1 de 4

.:: Jornal de Brasília ::. Pág iina 1 de 4

Sugira uma pauta

Distrito Federal, Quinta - 11 de Janeiro, 10:56:1

uma pauta Distrito Federal, Quinta - 11 de Janeiro, 10:56:1 Capa Email Cidades Política Senha Brasil
uma pauta Distrito Federal, Quinta - 11 de Janeiro, 10:56:1 Capa Email Cidades Política Senha Brasil

Capa

Email

Cidades

Política

Senha

Brasil

Caminho novo para a produção

FOTOS: GABRIEL JABUR

Economia

A Embrapa dispõe de tecnologias produtivas, que podem ser repassadas para empresas incubadas de instituições de ensino em todo o País

A produção de cogumelos comestíveis do Distrito Federal não atende à demanda gastronômica local, e

A produção de cogumelos comestíveis do Distrito Federal não atende à demanda gastronômica local, e o produto é comprado em outras cidades

Esqueci Senha

Exterior

Cadastro

Opinião

Viva!

Cartas dos Leitores

Suplementos

Dentro de dois meses a Cultivis, sediada em Brasília, estará produzindo cogumelos comestíveis para consumo in natura. Além desta ser uma das poucas empresas locais a produzir esse tipo de alimento, ela é o resultado de uma experiência piloto do Programa de Apoio ao Desenvolvimento de Novas Empresas de Base Tecnológica

Agropecuária e à Transferência de Tecnologia (Proeta) no Distrito Federal, lançado em 2005 pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

Torcida

Cerrado

Carros & Cia

Charge do dia

Paula Santana

 

Cláudio Humberto

Cláudio Humberto  
 

Justiça

A

empresa incubada Cultivis, que recebe da

Justiça A empresa incubada Cultivis, que recebe da

Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia (Cenargen) tecnologia para a produção de cogumelos comestíveis e medicinais, começará a produzir a partir do final de

Comentários (0)

Ponto do Servidor

Miriam Leitão

Envie para um Amigo

Miriam Leitão Envie para um Amigo

Marlene Galeazzi

fevereiro próximo.

Marlene Galeazzi fevereiro próximo.  
 
 

Adicionar às Prediletas

Terceiro Setor

A

princípio, a meta da empresa era apenas a

Do Alto da Torre

produção de cogumelos comestíveis. Entretanto, identificaram uma carência na produção de sementes de cogumelos de qualidade no País, os micélios, que são os

Imprimir

uma carência na produção de sementes de cogumelos de qualidade no País, os micélios, que são

Busca de CEP

Telelistas.net

corpos vegetativos da maioria dos fungos. Ao estudarem a viabilidade de produzir micélios, os sócios resolveram incluir no projeto mais essa atividade na Cultivis.

 

Cartórios do DF

Telefones úteis

Portanto, inicialmente, a empresa vai produzir shiitake, uma espécie de cogumelo comestível, e as sementes. Como é uma pequena empresa, a previsão é começar a produzir aos poucos.

 

Tradutor

Bancos

"Na medida em que ela crescer, poderá partir para a produção de outras espécies e até dos dois tipos – comestíveis e medicinais", explica o chefe adjunto de Comunicação e Negócios da Embrapa Cenargen, Sérgio Folle.

Detran

Receita Federal

Horários de Vôos

Escolha Os sócios da Cultivis escolheram a produção de cogumelos devido ao bom mercado consumidor que existe em Brasília. "Por ser o terceiro maior centro gastronômico do País, a cidade tem restaurantes que apresentam demanda, mostrando grande interesse pelo setor", observa o gerente da Agência de Empreendedorismo do UniCeub, Aldo Rosso. Entretanto, a produção de cogumelos ainda é insuficiente para atender a demanda do DF.

Indicadores

ProAnima

Webmail JBr

Palavra-Chave

Buscar
Buscar
Enviar
Enviar
ProAnima Webmail JBr Palavra-Chave Buscar Enviar Propriedades medicinais Conhecidas pelos orientais há
ProAnima Webmail JBr Palavra-Chave Buscar Enviar Propriedades medicinais Conhecidas pelos orientais há
ProAnima Webmail JBr Palavra-Chave Buscar Enviar Propriedades medicinais Conhecidas pelos orientais há

Propriedades medicinais Conhecidas pelos orientais há séculos, as propriedades nutricionais e medicinais dos cogumelos vêm ganhando cada vez mais visibilidade no País. E, se depender da Embrapa e dos projetos que a pesquisadora Arailde Urben, da Embrapa Cenargen, desenvolve, a produção de cogumelos do Distrito Federal não somente aumentará, como também, contribuirá para que esses fungos comestíveis sejam incorporados à mesa e aos hábitos alimentares dos brasileiros.

As várias espécies de cogumelo oferecem propriedades nutricionais muito atrativas. Por fornecerem altas doses de proteína, eles são uma ótima alternativa nutricional, também, para os vegetarianos. Sem contar que são fontes das vitaminas C, D e do complexo B, e também, ricos em minerais, carboidratos e fibras, além de possuir baixo teor de gorduras.

Já os atributos terapêuticos desses fungos passam pelas atividades antihipertensiva,

http://www.clicabrasilia.com.br/htm/noticia.php?tip=&IdEdicao=&IdCanal=&IdSubCanal=&IdNoticia=2

11/1/2007

.:: Jornal de Brasília ::.

Págiina 2 de 4

hipoglicêmica, antialérgica, antitumoral, antiinflamatória e estimulante do crescimento dos neurônios, entre outras.

Serviço

Mais informações: www.cnpat.embrapa.br/proeta Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologioa – 3448-4770 Embrapa Cerrados – 3388-9835 Embrapa Hortaliças – 3385-9110

Sócios são preparados para o empreendimento

Em 2005, Ricardo Oliveira, Diogo Ramos e Willian Goelzer aproveitaram a amizade de infância para iniciar um negócio juntos e viram no Proeta uma oportunidade para tirar a empresa do papel. Para criar a Cultivis, eles contaram com a consultoria empresarial da Casulo, a incubadora de empresas do Centro Universitário de Brasília (UniCeub). Inicialmente, elaboraram um plano de negócios e, em agosto do ano passado, o projeto foi selecionado para tornar-se uma empresa incubada.

Os três formaram uma sociedade multidisciplinar – Oliveira é biólogo pelo UniCeub, Ramos estuda Agronomia e Goelzer, Química, ambos na Universidade de Brasília. De acordo com Antônio Conte, da área de Negócios para Transferência de Tecnologia da Embrapa Cenargen, essa característica é vantajosa porque reúne conhecimento de todo o processo produtivo.

Depois da seleção, os integrantes da Cultivis se submeteram a um processo de capacitação técnica na Embrapa e receberam treinamento do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas por meio do Programa Sebrae de Incubadoras de Empresas.

"Participamos de palestras e do Empretech do Sebrae, viajamos para Fortaleza e Salvador para encontros de empreendedorismo e, no ano passado, participamos do encontro de produtores de cogumelos em São Paulo", conta Goelzer. Um dos sócios, Ricardo Oliveira acaba de voltar da China, onde passou 45 dias participando de cursos de especialização na produção de cogumelos.

de cursos de especialização na produção de cogumelos. Cogumelos têm proteínas, vitaminas, minerais,

Cogumelos têm proteínas, vitaminas, minerais, carboidratos e fibras

Vantages da incubadora

A produção de cogumelos, no Brasil, ainda é restrita, e se concentra principalmente nas

regiões Sul e Sudeste, devido à presença, ali, de imigrantes orientais. A técnica de cultivo

de cogumelos em troncos é a mais utilizada no País, entretanto, necessita de maior volume de mão-de-obra e tem custo mais elevado.

Para incrementar a produção brasileira, Arailde Urben, da Embrapa, trouxe a técnica chinesa Jun-Cao, que foi adaptada para o Brasil em 1995, e é disponibilizada para os incubados.

O substrato utilizado nesse caso é o capim adicionado de nutrientes – ‘Jun’, em chinês,

significa fungo, e ‘cao’, gramínea. O uso do Jun-Cao proporciona, em curto período, com

infra-estrutura simples e baixo investimento, grande produtividade e cogumelos de alta qualidade “Isso beneficia a produção e contribui para a ampliação dos mercados consumidores”, destaca Arailde Urben.

Uma das vantagens da nova empresa incubada é poder associar aos seus produtos – tanto cogumelos, quanto sementes – o selo Embrapa. Assim, a empresa tem de apresentar sempre um elevado padrão de qualidade. Com isso, garante-se então, a qualidade da produção desde o início, já que as sementes terão boa procedência.

http://www.clicabrasilia.com.br/htm/noticia.php?tip=&IdEdicao=&IdCanal=&IdSubCanal=&IdNoticia=2

11/1/2007

.:: Jornal de Brasília ::.

Págiina 3 de 4

Exemplos como este, demonstram que a incubação de pequenas empresas, tão difundida no mundo, está crescendo no Brasil. "Montar pequenas empresas surge como uma alternativa de emprego para os brasileiros, incrementando a economia", destaca Conte.

E o Proeta vem mostrar que a área de agronegócios tem potencial de crescimento no País. Um dos objetivos da Embrapa, com o programa, é melhorar a estatística que indica que 70% das pequenas e microempresas abertas no País acabam fechando em dois anos. “É preciso deixar a empresa muito bem consolidada para que ela possa crescer e se desenvolver”, observa Conte.

que ela possa crescer e se desenvolver”, observa Conte. Diogo e Willian estão investindo na nova

Diogo e Willian estão investindo na nova empresa

Plano de negócios marca início

Quem se interessar em apresentar um plano de negócios ao Proeta, precisa ter no grupo pelo menos um integrante que tenha vínculo com uma das unidades de ensino conveniadas com a Embrapa. No Distrito Federal, mantêm convênio o Centro Universitário de Brasília (Uniceub) por meio da Casulo, Universidade Católica de Brasília (UCB) e Universidade de Brasília (UnB) por meio do Centro de Desenvolvimento de Tecnologia (CDT).

Além da Embrapa Cenargen, participam do Proeta, no DF, as unidades Cerrados e Hortaliças. São nove tecnologias disponibilizadas para incubadas – Biorreatores, Amaranto, Produção de minicenouras, Produção de sementes híbridas de hortaliças, Feromônios, Produção de Cogumelos comestíveis e medicinais e Aproveitamento de espécies nativas do Cerrado.

Segundo o consultor do Proeta, Félix Andrade, os candidatos precisam unir consistência no plano de negócios e perfil empreendedor para serem selecionados. O programa dura, em média, três anos e, no final deste período, os participantes participam de uma cerimônia, onde são graduados como empresa.

O incubado Willian Goelzer incentiva quem está pensando em apresentar um plano de negócios: "Quando iniciamos nosso projeto sabíamos pouco sobre como montar uma empresa e agora, quase um ano e meio depois, já nos sentimos prontos para começar a produção".

http://www.clicabrasilia.com.br/htm/noticia.php?tip=&IdEdicao=&IdCanal=&IdSubCanal=&IdNoticia=2

11/1/2007

.:: Jornal de Brasília ::.

Págiina 4 de 4

.:: Jornal de Brasília ::. Pág iina 4 de 4 A pesquisadora Arailde Urben trouxe a

A pesquisadora Arailde Urben trouxe a tecnologia Jun-Cao da China para o Brasil em 1995

Publicado em: 05/01/2007

da China para o Brasil em 1995 Publicado em: 05/01/2007 Copyright © 2005-2007 Jornal de Brasília.

Copyright © 2005-2007 Jornal de Brasília. Todos os direitos reservados. Expediente

http://www.clicabrasilia.com.br/htm/noticia.php?tip=&IdEdicao=&IdCanal=&IdSubCanal=&IdNoticia=2

11/1/2007