Вы находитесь на странице: 1из 65

ESCALAPB PB ESCALACOR COR

Produto: ESTADO - SP_B - 1 - 06/03/09


A1 - CYANMAGENTAAMARELOPRETO

%HermesFileInfo:A-1:20090306:

● Edição de
1h40

o estado de s. paulo
SP, RJ, MG, PR e SC: R$ 2,50. Demais Estados: ver tabela na página A2. SEXTA-FEIRA 6 de março de 2009 --ANO 130. Nº 42143
JULIO MESQUITA
(1891-1927)

DIRETOR:
RUY MESQUITA

Estadosnão
terão verba
do pacote
habitacional
Ogoverno federal não pretende
transferirpara prefeiturase go-
vernos estaduais verbas a se-
rem destinadas ao programa
de moradias populares, com
prestações mensais subsidia-
das de até R$ 20. Estados e mu-
nicípios também querem capi-
talizar a iniciativa, visando à
eleição de 2010. O Planalto, po-
rém, defende parceria entre a
Caixa Econômica Federal e a
iniciativa privada, para encur-
tar o prazo de implementação
do programa. ● PÁG. B4

Lula defende
aumento de gasto
●●● O presidente Lula disse a em-
CELSO JUNIOR/AE

presários que o governo não pre-


tende fazer economia para enfren-
tar a crise. A saída, para ele, é in-
vestir “com ousadia”. ● PÁG. B3
MUDANÇA NO PODER – No Planalto, funcionário de transportadora leva quadros: palácio será fechado para reforma e Lula despachará no Centro Cultural Banco do Brasil. ● PÁG. A10

Tasso quer
Governo desiste de GUIA ESPECIAL
IMPOSTODERENDA
●● Todos os cuidados a
serem tomados para não
cair na malha fina. ●
prévias e diz
que ‘política

privatizar aeroportos não tem fila’


CARLINHOS

O senador tucano Tasso Jereis-


sati (CE) avalia, em entrevista
ao Estado, que o PSDB deverá
Proposta de abertura do capital da Infraero também é engavetada realizar prévias para escolher o
candidato à Presidência em
2010. Indagado se a vez agora
O governo abandonou a pro- ria para realizar estudos técni- dentedoBNDES, LucianoCou- mente, o horizonte é difícil”, não seria do governador José
messa de privatizar aeropor- cos sobre a reestruturação da tinho, atribuiu a mudança de disse Coutinho. Já o presiden- Serra (SP), Tasso cita o caso
tos e abrir o capital da Infraero Infraero – estatal que adminis- posição do governo à crise fi- tedaInfraero,brigadeiro Cleo- dosEstadosUnidos,ondeBara-
– anunciada várias vezes pelo tra 67 aeroportos. A previsão nanceira mundial, que alimen- nilson Nicácio da Silva, afir- Milton Hatoum ck Obama se tornou candidato
ministro da Defesa, Nelson Jo- de conclusão dos estudos é ta incertezas quanto à viabili- mou que a abertura de capital Ele não vivia assim do Partido Democrata à Casa
bim, como decisão oficial. A maio de 2010, ano de campa- dade de captar dinheiro priva- da empresa é uma ideia que só Branca após vencer as prévias
mudança de rumo foi sinaliza- nhaeleitoral,épocaemquedifi- do para a gestão de aeroportos poderá ser colocada em práti- ●● Hoje ele é ator e ganha de virada. “Política não tem fila.
da ontem, com a contratação, cilmente alguma privatização como o de Viracopos e o do Ga- ca “num futuro, mais a longo fortuna,mas fui euquelhe Tem acordo ou voto”, afirma o
pelo BNDES, de uma consulto- será levada adiante. O presi- leão. “Neste momento, infeliz- prazo”. ● PÁG. B1 ensinei a amar. ● PÁG. D12 senador. ● PÁG. A8

Nelson Motta
RIO: ENTREGUES PELO TRÁFICO Bombaim é aqui
Aborto em Ex-adjunto
●● Sempre que vejo Cami-
menina de 9 nho das Índias penso nos da Segurança
nossos políticos. ● PÁG. D6
anos leva a contrariou
excomunhão Guia parecer técnico
Oarcebispo deOlinda e Reci- Lauro Malheiros Neto, ex-se-
fe, d. José Cardoso Sobrinho, cretário adjunto da Segurança
anunciou a excomunhão da Pública de São Paulo, contra-
equipemédicaquefezoabor- riou parecer da assessoria jurí-
to dos gêmeos de uma meni- dica da pasta, ao reintegrar na
na de 9 anos, estuprada pelo Bares da Polícia Civil três investigado-
padrasto. A mãe dela tam- Augusta resdemitidospor extorsão. Ma-
bém foi excomungada. “Essa lheiros é acusado de cobrar R$
é a lei da Igreja, colocar em ●● Cinco 100mil de cadaum para promo-
primeiro lugar a lei de Deus”, endereços ver a reintegração. O ex-secre-
explicou d. José. O ministro que valem a tárioatribuiasdenúncias apoli-
JoséGomesTemporão(Saú- balada. ciais que ficaram insatisfeitos
de) afirmou que a decisão é commudançasocorridas na cú-
“lamentável”. ● PÁG. A18 pula da instituição. ● PÁG. C1
FABIO MOTTA/AE

●●● Os suspeitos de terem atira- lo, são apresentados no Rio; após tes da favela da Rocinha, que que-
do um casal de encosta na Aveni- o crime, eles foram espancados e riam evitar operação policial para
da Niemeyer, depois de assaltá- entregues à polícia pelos trafican- buscar os assaltantes. ● PÁG. C6

NOTAS E INFORMAÇÕES Tempo: CAPITAL ● PÁG. C2 ESPORTES

Sem solução 32º MÁX. 22º MÍN. São Paulo vence


Frente fria provoca
à vista aumento de nuvens e
temporal à tarde.
na Libertadores
●●● O quadro da crise é mais ●● O São Paulo bateu o Amé-
complexo do que o governo Hoje: 204 páginas rica de Cali por 3 a 1, na Co-
A. 1º caderno: 20 ●
brasileiro admite. A ação anticí- B. Economia: 16 ● lômbia, e assumiu a lideran-
clica terá de ser mais calibrada, C. Metrópole: 8 ● ça do grupo 4 da Libertado-
D. Caderno2: 12 ● Guia:
com mais investimentos, mais 116 ● E. Esportes: 4 ● H. res. No Corinthians, Ronal-
apoio à exportação e menos Guia IR 2009: 12 ● CC. do pede para ser titular con-
Construção: 12 ● Cl. Clas-
gastos correntes. ● PÁG. A3 sificados: 4 (226 anúncios) tra o Palmeiras. ● PÁGS. E1 e E2
7 8 9 10 11 12
ESCALAPB PB ESCALACOR COR
Produto: ESTADO - BR - 2 - 06/03/09
A2 - CYANMAGENTAAMARELOPRETO

%HermesFileInfo:A-2:20090306:

SEXTA-FEIRA, 6 DE MARÇO DE 2009


A2 ESPAÇO ABERTO O ESTADO DE S.PAULO

Classificados por telefone: 3855-2001 Central de atendimento ao assinante Preços venda avulsa: SP, RJ, MG, PR e SC: R$ 2,50

O ESTADO DE S. PAULO
Publicação da S.A. O ESTADO DE S. PAULO
Vendas de assinaturas:
Capital: 3950-9000
Demais localidades: 0800-014-9000
Central de atendimento ao leitor:
3856-5400 - falecom.estado@grupoestado.com.br
Capital: 3959-8500
Demais localidades: 0800-014-77-20
www.assinante.estadao.com.br
Central de atendimento ao jornaleiro:
0800-011-00-94 - www.jornaleironline.com.br
(segunda a sábado) e R$ 4,00 (domingo). DF: R$ 2,50
(segunda a sábado) e R$ 4,00 (domingo). ES, RS, GO
e MT: R$ 3,20 (segunda a sábado) e R$ 5,80 (domingo).
MS: R$ 3,20 (segunda a sábado) e R$ 4,20 (domingo).
BA, SE, PE, TO e AL: R$ 4,00 (segunda a sábado) e
Av. Eng. Caetano Álvares, 55 - CEP 02598-900 ● São Paulo - SP ● Caixa Postal 2439 Central de atendimentos às agências de publicidade: R$ 6,00 (domingo). AM, RR, CE, MA, PI, RN, PA, PB, AC
CEP 01060-970-SP Tel. 3856-2122 (PABX) Fax Nº (011) 3856-2940 3856-2531 - cia@estado.com.br e RO: R$ 4,50 (segunda a sábado) e R$ 7,20 (domingo)

Expansãodaenergia Odesafio
trafeganacontramão deDilma
WashingtonNovaes AldoFornazieri

Parece inacreditável, mas não para atender ao eventual au- versidades. Na mesma dire- O mundo vive um acentuado de de representação simbólica viabilizou no próprio contexto
é. Como noticiou este jornal mento do consumo seria muito ção se manifestou o professor paradoxo: por um lado, estão do sentimento nacional. da eleição, foi um epifenômeno
(27/2), embora seja um dos paí- mais barato investir em redu- Carlos Vainer, da UFRJ, para aí as avassaladoras determi- No Brasil, seja quem for o fu- e também fracassou.
ses com maior possibilidade de ção/eliminação das perdas do quem o Plano Decenal “mos- nações das estruturas econô- turo presidente, não será uma Em países com representa-
ter uma matriz energética rela- que na construção de novas usi- tra uma opção política: a sub- micas globais, que tornam re- tarefa fácil substituir o atual. ção política fragmentada e
tivamente limpa e renovável, o nas (como seria ainda hoje). Cla- missão ao mercado”, inclusive lativas e enfraquecem as so- Lula lastreou sua liderança na com forças dispersas, como é o
Brasil “recorre à energia suja” ro que seu parecer foi jogado no o dos países desenvolvidos – beranias nacionais; por ou- reorganização do movimento caso do Brasil, já é difícil gover-
em seu Plano Decenal de Expan- fundo de uma gaveta. enquanto “aumenta nossa pe- tro, a contrapartida dessas sindical, na construção de movi- nar em condições normais. É
são de Energia. Dos 55 mil MW Agora, de certa forma, repe- gada ecológica”. determinações está a exigir a mentos sociais, na viabilização precisamente nos momentos
de nova potência previstos nes- te-se o quadro. Argumenta o Mi- Críticas semelhantes, em presença de líderes políticos de um partido socialmente or- de crise que os governantes ca-
se documento, nada menos que nistério de Minas e Energia que outros fóruns, vieram do pes- fortes para resgatar e operar ganizado, em cinco candidatu- rentes de força política própria
20,8 mil MW (quase 40%) virá o consumo per capita no País quisador Philip Fearnside as autonomias estatais. No ras presidenciais e em milhares enfrentam os maiores perigos.
de fontes térmicas, aí incluídas aumentará 45% até 2017. E pre- (Instituto de Pesquisas da mundo globalizado, os Esta- de eventos políticos por todo o Nesses momentos, os grupos
as usinas a gás, carvão, diesel, tende atendê-lo em boa parte Amazônia), que demonstra a dos nacionais precisam inter- Brasil ao longo dos anos. Se há políticos, pelo seu egoísmo ine-
óleo combustível ou biomassa, com “energia suja”, como mos- emissão de gases pelos reser- nacionalizar-se de forma qua- alguém que possua força políti- rente, tendem a exasperar inte-
além das nucleares; até 2017 se- traram vários depoimentos na vatórios de hidrelétricas, os se desesperadora. Terão ca própria junto ao eleitorado, resses, potencializando a frag-
rão 68 novas unidades movidas recente audiência pública pro- problemas com abertura e pa- mais facilidade de triunfar trata-se do presidente Lula. mentação e a corrupção. O des-
a combustíveis fósseis, com movida pelo Ministério Público vimentação de rodovias na aqueles que contam com líde- É sabido que, por se consti- fecho dessas conjunturas são
15,44 mil MW; e as emissões na Federal para debate do Plano Amazônia, a falta de “trans- res fortes e competentes no tuir também de uma natureza crises de governabilidade.
área passarão de 14,43 milhões Decenal, segundo o relato das versalidade” nas políticas go- leme do governo. Governan- simbólica, a força política pró- A candidatura de Dilma
de toneladas anuais para 39,3 organizações não-governamen- vernamentais. Do bispo dom tes que não possuem força pria de um líder é intransferí- Rousseff à Presidência da Re-
milhões de toneladas – na hora tais (www.fboms.org.br). A pro- Erwin Krautler (“é um crime política própria tendem ao vel. O líder pode, sim, em deter- pública está inscrita no mesmo
em que o mundo, assustado curadora Sandra Cureau, por enorme o que se está preten- fracasso. O ex-presidente minadas circunstâncias, quase dilema proposto por Maquia-
com as mudanças climáticas, es- exemplo, mostrou a interferên- dendo fazer com a Hidrelétri- George W. Bush, por falta de sempre excepcionais, empres- vel. Com bom preparo técnico
perneia em toda parte para re- cia de 15 das novas unidades hi- ca de Belo Monte”). Dos espe- força política própria, fracas- tar seu apoio para a ascensão e experiência gerencial, carece,
duzir as emissões. Não por aca- drelétricas em unidades de con- cialistas em energia Joaquim sou e arrastou para a crise o de alguém que lhe seja próxi- no entanto, de força e liderança
so, o plano de expansão fez pipo- servação e terras indígenas, o Francisco de Carvalho e Ildo Estado norte-americano. mo ou por ele ungido. Trata-se política próprias. Isto, em si,
carem críticas de toda parte, número de pessoas afetadas pe- Sauer, principalmente quan- Há que notar ainda que, daquilo que se poderia chamar não é um empecilho para ven-
que exigem mais prazo de dis- los 71 projetos nessa área (cerca to à implantação de usinas nu- nas sociedades complexas e de “fabricação” de uma nova li- cer uma eleição, mas pode ge-
cussão e mudança de critérios – de 90 mil), o aumento das emis- cleares e movidas a carvão – fragmentadas do nosso tem- derança ou de um governante. rar significativas dificuldades
das organizações não-governa- sões de gases nessas usinas deixando de lado as eólicas. po, o ponto de concentração “Fabricação” porque este novo para governar. No governo, a
mentais; do coordenador do Fó- (178%) e o quadro preocupante: Por tudo isso e muito do que ainda se pode chamar governante não enraíza a sua capacidade de comando (virtù)
rum Brasileiro do Clima, profes- enquanto as usinas eólicas pas- mais, não faz sentido que o de unidade nacional depen- força política num processo deve presidir a capacidade téc-
sarão de 0,3 para 0,9% da potên- Plano Decenal de Expansão de, de forma extraordinária, próprio e socialmente orgânico
cia instalada e as biomassas pas- de Energia seja levado adian- da capacidade de representa- de ascensão, mas na força
O Brasil prefere sarão a responder por 2,7% (ho- te pelo governo federal nos ção simbólica de um presi- alheia e nas estruturas institu- Sua candidatura
je, 1%), as usinas térmicas au- ternos em que está. A socieda- dente da República ou de um cionais de poder.
recorrer à ‘energia mentarão sua participação de de e o saber técnico precisam primeiro-ministro. Barack Nos dias de hoje, a “fabrica- carece de força
suja’ a desenvolver 0,95 para 5,7% (mais de 500%) ser respeitados. ● Obama, neste momento ini- ção” de um governante é facili- e de liderança
uma matriz limpa – quando mostrou este jornal cial, e Lula, há mais de seis tada pelo marketing e pelos política próprias
(1º/1) que os ventos poderiam Washington Novaes é jornalista anos, são exemplos positivos meios de comunicação de mas-
atender a pelo menos 60% de to- E-mail: wlrnovaes@uol.com.br dessa excepcional capacida- sa. O fenômeno não é novo. Um
sor Pinguelli Rosa (“estamos na do o consumo nacional de ener- dos primeiros a explorá-lo teo- nica. A capacidade de comando
contramão da História”); da ex- gia, segundo o Instituto Nacio- ricamente foi Maquiavel. A te- político não se adquire apenas
ministra Marina Silva; do espe- nal de Pesquisas Espaciais se do autor de O Príncipe é a de pelos livros ou nos bancos esco-
cialista em energia professor
Célio Berman, da USP; da secre-
(Inpe), já que em mais de 71 mil
km2 do território nacional a velo-
SINAIS PARTICULARES que aquele que ascende ao po-
der pelo seu próprio valor e ca-
lares, mas, principalmente, pe-
la experimentação prática.
tária do Clima no Ministério do cidade dos ventos é adequada. LOREDANO pacidade (virtù) terá facilidade Para que Dilma chegue à
Meio Ambiente; e de várias ou- Não por acaso, Europa, Ásia e de se manter e de governar disputa presidencial com este
tras personalidades. Estados Unidos estão investin- bem o Estado. Já aquele que as- problema parcialmente resolvi-
Mesmo com a implantação do pesadamente nessa área cende pela fortuna (sorte) ou do, ela, o PT e o presidente Lu-
das usinas do Rio Madeira, já (42% da nova geração nos pela força de outro terá dificul- la terão de encontrar um cami-
em curso, e de Belo Monte (Rio EUA) e na energia solar. dade de governar. Esta segun- nho que viabilize um processo
Xingu), a participação das hidre- Na audiência pública mencio- da premissa vale tanto para os de sua legitimação política e de
létricas na matriz energética nada, perguntou o professor Cé- políticos que são negligentes e dotação de força própria junto
cairá de 85,9% para 75,9% com lio Berman, da USP: energia pa- incompetentes quanto para os ao eleitorado. A democracia
a expansão da potência instala- ra que e para quem se planeja? dotados de capacidade e audá- norte-americana, com seu me-
da, dos atuais cerca de 100 mil A seu ver, grande parte da ex- cia. César Bórgia, que ascen- canismo de prévias partidá-
MW para 154,7 mil MW (mais pansão, principalmente com as deu ao poder graças à força de rias, é extraordinária nesse
28,9 mil MW em 71 usinas hidre- hidrelétricas amazônicas, desti- seu pai, o papa Alexandre VI, é sentido. Obama, líder novo no
létricas), e com investimentos na-se a atender ao mercado in- um exemplo de líder competen- cenário nacional, legitimou-se
de R$ 181 bilhões no setor elétri- ternacional, não a necessidades te que fracassou por não ter por si mesmo no processo de
co em dez anos. E tudo isso no internas (já que grande parte uma estrutura própria de po- prévias. Soube perceber e in-
momento em que especialistas do consumo ficará por conta der e de liderança. Quem não terpretar a ocasião.
e o Tribunal de Contas da das exportadoras de eletroin- tem força política própria en- Nos termos postos neste ar-
União dizem que o Brasil perde tensivos – alumínio e gusa, espe- frentará vicissitudes para com- tigo, os possíveis candidatos
pelo menos 17% da energia que cialmente; esse setor já respon- bater, para manobrar, para da oposição – José Serra e Aé-
gera, principalmente nas linhas de por cerca de 30% de todo o unir e para comandar. Claro cio Neves – estão em condições
de transmissão e distribuição. consumo de energia no País, que há exceções em tudo isso. mais adequadas para concor-
É inevitável que diante desse com altos subsídios, pagos pela A história recente ratifica, rer. Ambos são governadores.
quadro e desses números a me- sociedade toda). “Temos que re- por inúmeros exemplos, a tese Serra foi prefeito, deputado e
mória dê um salto de quase 20 definir o padrão de produção e de Maquiavel. Governantes senador e Aécio foi presidente
anos para trás, quando foi con- consumo”, disse ele. “É uma hi- que chegaram ao poder pela da Câmara dos Deputados. Pa-
tratado pela Eletrobrás – para pocrisia dos países ricos quere- sorte (acaso) ou pela força de ra superar seu passivo em lide-
analisar o plano decenal de ex- rem impor esses padrões” (se- outro líder tiveram enorme difi- rança própria, além de encon-
pansão, que previa mais do que gundo os relatórios do Pnud/ culdade para governar: George trar um processo legitimador
dobrar a potência instalada, ONU, esses países transferem W. Bush chegou ao poder pela junto ao eleitorado, Dilma terá
chegar a mais de 100 mil MW – esse tipo de produção que não fraude e pela força do pai; Cel- de correr contra o tempo, já
um consultor do Banco Mun- lhes convém para outros países, so Pitta, pela força de Paulo que falta pouco mais de um
dial, Howard Geller. Este opi- que arcam com os custos am- Maluf; José Sarney, pela morte ano para as eleições. ●
nou que o plano não fazia senti- bientais e sociais, sem nenhuma de Tancredo Neves; Itamar
do: a demanda não cresceria compensação). E, na sua opi- Franco, pela renúncia de Fer- Aldo Fornazieri é diretor
tanto (em dezembro de 2008 o nião, no caso do atual Plano De- nando Collor de Mello; e Cristi- acadêmico da Fundação
consumo efetivo não precisou cenal, não se deve ir em frente Partido do Movimento Democrático Brasileiro na Kirchner, pela liderança do Escola de Sociologia e Política
nem de 50 mil MW médios) e sem ouvir a sociedade e as uni- marido. Collor de Mello, que se de São Paulo (FESPSP)

FÓRUM DOS LEITORES ENDEREÇO


Avenida Eng. Caetano Álvares, 55, 6.º andar, CEP 02598-900
FAX:
(11) 3856-2920
E-MAIL:
forum@grupoestado.com.br

Respeitoà Justiça Insegurançapública Acordão


Com referência à entrevista do As denúncias de venda de cargos Vitóriadomal pagas por um lobista da Mendes “Ah, bom! Agora podemos conti- Com o apoio de Lulla, que lavou as
governador cassado do Mara- e sentenças na Secretaria da Se- Assim se faz política no meu Júnior; 2) ter utilizado “laranjas” nuar como sempre, sem medo mãos, Sarney foi eleito presiden-
nhão, Jackson Lago, ao jornalista gurança Pública do Estado de São país: quando um político denun- na compra de duas emissoras de de sermos acusados, porque ele te do Senado e agora, estarreci-
Wilson Lima, publicada na edição Paulo demonstram quão ruim é cia abusos que ocorrem na esfe- rádio em Alagoas; 3) venda super- já foi embora.” Tiraram o sofá da dos, somos informados de que
de ontem (A7) sob o título Lago a administração do governador ra “política”, no caso, o PMDB, faturada de uma fábrica da famí- sala! Solução fácil... Que tristeza. fazia parte do acordão eleger o
atribui cassação à influência de Sar- José Serra nessa área. Esse des- destitui-se o denunciante e pron- lia Calheiros por R$ 27 milhões, MARCOS R. POUGY Collorido para presidir a Comissão
ney, rechaço a insinuação levanta- caso vai trazer sérias complica- to! Foi o caso do senador Jarbas quando não valia mais de R$ 10 marcoslaly@gmail.com de Infraestrutura. Daqui a pouco,
da pelo entrevistado de que tenha ções a seu futuro político. Vamos Vasconcelos (PE), que denun- milhões, etc., etc... É a vitória São Paulo quando surgirem os escândalos
exercido qualquer tipo de influên- torcer para que Serra acorde e ciou que a maioria dos integran- de goleada do mal sobre o bem! a respeito das verbas do Orçamen-
cia sobre o Tribunal Superior Elei- mude radicalmente essa situação. tes do seu partido “quer mesmo JOSÉ CARLOS ALVES ● Devemos elogiar a coragem de to destinadas às obras do PAC e
toral, no processo que conduziu FRANCISCO CARLOS MARTINS BORGES é a corrupção” e por isso foi des- jc_alves@uol.com.br homens como o senador Jarbas de pacotes que ainda nem saíram
à sua cassação. Ninguém melhor frankmartins@hotmail.com tituído da Comissão de Constitui- São Paulo Vasconcelos, que dá voz aos an- do papel, como o da habitação,
do que os ministros dos Tribunais Campinas ção e Justiça (CCJ) pelo “líder” seios dos brasileiros que querem Lulla dirá que não sabia de nada...
Superiores sabe de meu absoluto Renan Calheiros (AL). Por falar ● Lembram-se da anedota sobre ver renascer as virtudes morais CLEIDE SILVA
respeito à soberania e à indepen- ● Como pode a polícia do Rio re- em Renan – lembram? –, é aque- o homem que é avisado de que da Nação, soterradas pelo corpo- cleidesilva007@estadao.com.br
dência da Justiça. As insinuações ceber de presente dos traficantes le que, dentre umas e outras, sua mulher o trai, no sofá da sala, rativismo político, com um go- São Paulo
do governador cassado são, ain- os assaltantes do casal empurra- num passado não muito distan- e ele resolve vender o sofá? Assim verno à altura de sua grandeza.
da, ofensivas e injuriosas aos juí- do de penhasco na Avenida Nie- te, foi acusado de: 1) Ter despe- é o PMDB, que, aborrecido com Chega de Renans e Sarneys!
zes, por elas alcançados em sua meyer? É a desmoralização geral. sas pessoais (pensão à jornalista as declarações do senador Jarbas MÔNICA A. GUGLIELMI Tolerância
honra, dignidade e decoro. ANTONIO FEIERABEND Mônica Veloso, com quem tem Vasconcelos sobre corrupção no nicabate@yahoo.com.br Sarney, Renan e agora Collor, po-
JOSÉ SARNEY, presidente do Senado afeierabend@hotmail.com uma filha fora do casamento) partido, resolveu tirá-lo da CCJ. São Paulo de? Não, não pode, ninguém me-
Brasília São Paulo rece. A verdade disse o senador
ESCALAPB PB ESCALACOR COR
Produto: ESTADO - BR - 3 - 06/03/09
A3 - CYANMAGENTAAMARELOPRETO

%HermesFileInfo:A-3:20090306:

SEXTA-FEIRA, 6 DE MARÇO DE 2009


O ESTADO DE S. PAULO
NOTAS E INFORMAÇÕES
NOTAS E INFORMAÇÕES A3
A3

Fundado em 1875 Conselho de Administração Opinião Informação Administração e Negócios


Julio Mesquita (1891-1927) Presidente Diretor de Opinião: Ruy Mesquita Diretor de Conteúdo: Ricardo Gandour Diretor Superintendente: Célio Virginio dos Santos Filho
Julio de Mesquita Filho (1927-1969) Aurélio de Almeida Prado Cidade Editor Responsável: Antonio Carlos Pereira Editor-Chefe Responsável: Roberto Gazzi
Francisco Mesquita (1927-1969) Diretor de Mercado Jornais: Odmar Almeida Filho
Luiz Carlos Mesquita (1952-1970) Membros Diretor de Operações: Rubens Prata Jr.
José Vieira de Carvalho Mesquita (1959-1988) Fernão Lara Mesquita
Julio de Mesquita Neto (1969-1996)
Luiz Vieira de Carvalho Mesquita (1959-1997) Francisco Mesquita Neto
Américo de Campos (1875-1884) Júlio César Mesquita
Nestor Rangel Pestana (1927-1933) Patricia Maria Mesquita
Plínio Barreto (1927-1958) Roberto C. Mesquita

NOTAS & INFORMAÇÕES

Sem solução à vista


uem quisesse um hambúrguer em Na quinta-feira, enquanto a ação do Citi- tanto para ajuda aos bancos quanto para so- demitidos 614 mil. Os números do governo de-

Q Nova York, nesta quinta-feira, não


conseguiria comprá-lo com uma
ação do Citigroup, celebrado, em
tempos melhores, como a mais po-
derosa organização financeira do
group furava para baixo a barreira de US$ 1,
bolsas europeias fechavam com grandes que-
das – 4,51% em Madri, 5,02% em Frankfurt,
5,85% em Milão, 3,18% em Londres e 3,96% em
Paris. Horas antes, o Banco Central Europeu
corro a indústrias em dificuldades. Nos Esta-
dos Unidos, o banco central (Federal Reserve,
Fed) havia divulgado na quarta-feira seu livro
bege, um panorama econômico produzido pe-
riodicamente. O diagnóstico não trouxe ne-
vem sair hoje. As pesquisas da ADP são em
geral uma boa antecipação das estatísticas ofi-
ciais.
A alegada decepção com a China pode ter
sido exagerada, tanto quanto o otimismo exibi-
mundo. Em dezembro de 2006, o papel che- (BCE) havia baixado de 2% para 1,5% o juro nhuma boa notícia. do pelos investidores na quarta-feira. Se o go-
gou a valer US$ 57,00. Nesta semana, foi ven- básico da zona do euro. O Banco da Inglaterra Em janeiro e fevereiro, segundo o relatório, verno chinês conseguir executar o programa
dido a US$ 0,97 no pregão nova-iorquino, jun- (BoE) havia cortado a taxa de 1% pa- “a piora foi generalizada, com exce- de US$ 585 bilhões, com ênfase em obras, estí-
tamente com outras ações de bancos ofereci- ra 0,5% e ainda anunciara a disposi- ção de alguns setores, como o de pro- mulo ao consumo e auxílio às famílias pobres,
das em condições superpromocionais. Mas ção de injetar no mercado, nos pró- dução de alimentos básicos e a in- dará uma boa contribuição à economia mun-
não caíram só os papéis do setor financeiro. ximos três meses, 75 bilhões de li- dústria farmacêutica”. dial. A China voltou a importar grandes volu-
Em todo o mundo os índices das bolsas foram bras (cerca de US$ 105 bilhões) por A projeção mais otimista conti- mes de matérias-primas e isso é um bom sinal.
ladeira abaixo, depois de uma breve animação meio da compra de títulos públicos nua sendo aquela apresentada há A meta oficial de expansão de 8% pode ser mui-
na quarta-feira, quando se falava de um paco- em circulação. Além de acionar poucos dias pelo presidente do Fed, to ambiciosa, mas, de toda forma, um cresci-
te chinês de mais de 1 trilhão de dólares. Mas mais uma vez o instrumento mais Ben Bernanke: poderá haver algu- mento na faixa de 6% já será apreciável.
nenhuma novidade concreta foi anunciada comum de política monetária, a ta- ma recuperação a partir do fim do Na vizinhança do Brasil o quadro é ruim. Os
em Pequim. O programa de US$ 585 bilhões, xa de juros, o BoE decidiu, portanto, ano ou do começo de 2010, mas essa sul-americanos dependem principalmente da
novamente citado pelo primeiro-ministro recorrer à simples emissão de di- hipótese é condicionada a melhoras exportação de primários. Alguns preços po-
Wen Jiabao, era bem conhecido e já não causa- nheiro, em mais um esforço para reativar os no setor financeiro e à eficácia dos estímulos dem continuar favoráveis, mas o comércio
va excitação nos mercados. Em contraparti- negócios. O uso de dois instrumentos ao mes- fiscais propostos pelo Executivo. Ao mesmo desses países vai diminuir. O quadro é mais
da, novas notícias negativas continuavam a mo tempo dá uma boa ideia de como as autori- tempo, a consultoria ADP/Macroeconomic complexo do que o governo brasileiro admite.
acumular-se, reforçando, em quase todo o dades monetárias inglesas vêm o estado da Advisers divulgava sua pesquisa nacional de A ação anticíclica, para dar certo e não com-
mundo, a expectativa de uma crise profunda e economia. emprego, baseada em dados de 500 mil em- prometer as contas fiscais e as contas exter-
sem previsão de encerramento. Sinais de oti- Os sinais de recessão na Inglaterra e na zo- presas. Segundo o levantamento, 697 mil pos- nas, terá de ser mais calibrada, com mais in-
mismo quase irrestrito, só em Brasília, no cír- na do euro são inequívocos e a crise não cede, tos de trabalho foram fechados pelo setor pri- vestimentos, mais apoio à exportação e menos
culo presidencial. apesar das fortes intervenções nos mercados, vado em fevereiro. Em janeiro, haviam sido gastos correntes.

Mais um governador cassado Aliança espúria


ela segunda vez ca de votos, além da omissão vica capitaneada pela vitória do sena- nais, José Múcio Monteiro, ho- comprados para exercer a pre-

P em quatro meses,
o Tribunal Supe-
rior Eleitoral
(TSE) cassou o
mandato de um
governador de Estado vitorio-
so no pleito de 2006, determi-
nando a sua substituição pelo
segundo mais votado na dispu-
de dados na prestação de con-
tas da campanha. Por motivos
óbvios, muitos políticos criti-
cam a “judicialização da políti-
ca, que contraria a vontade do
eleitor”, e a suposta “tentação
do messianismo” a que estaria
sucumbindo a Justiça Eleito-
ral.
CNBB em torno da consig-
na “Voto não tem preço,
tem consequências”. A cam-
panha, com mais de 1 milhão
de assinaturas, desaguou
em 1999 na aprovação da pri-
meira lei de iniciativa popu-
lar, incorporando à Lei Elei-
toral o artigo 41-A. O texto
A dor Fernando
Collor (PTB-
AL) sobre a se-
nadora Ideli Sal-
vatti (PT-SC),
na conquista da presidência de
uma das mais importantes Co-
missões do Senado – a da In-
fraestrutura, que examina
mem da maior confiança do
presidente Lula, tudo isso fica
em segundo plano como sub-
produto do nível ético que pre-
valece em certos círculos políti-
cos, tão bem descritos nos re-
centes pronunciamentos do se-
nador Jarbas Vasconcelos
(PMDB-PE). Nesse quadro, o
sidência da Casa – cargo em
que até surpreendentemente
estava se saindo bem, demons-
trando alguma independência
em relação ao governo –, nin-
guém, em sã consciência, julga-
va que o senador maranhense
do Amapá impunha sua candi-
datura apenas pelo prestígio
ta. Correm no TSE processos “Daqui a pouco quem vai es- pune com a cassação do re- questões ligadas ao Programa Senado tem sofrido um desgas- obtido junto a seus pares, em
visando outros seis governado- colher governador vai ser o Mi- gistro ou do diploma quem de Aceleração do Crescimento te de imagem não comparável sua longa carreira política. Em
res (e seus vices) – do Amapá, nistério Público e a Justiça. “doar, oferecer, prometer (PAC), maior trunfo político e a qualquer outro período de obediência à franciscana tradi-
Rondônia, Roraima, Santa Ca- Cassação é coisa muito grave ou entregar ao eleitor, com eleitoral do governo Lula –, sua existência. E que melhor ção do “é dando que se rece-
tarina, Sergipe e Tocantins. para virar rotina”, protesta, o fim de obter-lhe o voto, causou indignação e revolta símbolo haveria, para demons- be”, sabia-se muito bem que es-
Resultam de recursos apresen- por exemplo, o senador cearen- bem ou vantagem pessoal nos que viram nisso manobra trar isso, do que o ressurgimen- tavam sendo transacionadas
tados pelas coligações derrota- se Tasso Jereissati, do PSDB, de qualquer natureza”. O se- desleal do PMDB, rompendo a to triunfante do ex-presidente as barganhas que levariam à vi-
das nas urnas contra a sua di- esquecido, talvez, de que a sua gundo movimento – que tira proporcionalidade regimental Fernando Collor de Mello, nas tória de Sarney.
plomação. (No caso de Sergi- agremiação nasceu da repulsa o sono dos doadores, ofer- da representação dos parti- circunstâncias em que se deu? Mas é claro que, especial-
pe, a sigla impetrante, o PTB, tantes e promitentes – é a dos. O senador Aloizio Merca- mente numa Casa Legislativa
se desinteressou da ação para disposição da Justiça Eleito- dante, por exemplo, depois de onde não há novatos na políti-
cassar o reeleito Marcelo Dé- Punir a compra de ral de ir às últimas na puni- um azedo bate-boca com o lí- A nova ‘imagem’ ca – antes pelo contrário – as
da, do PT.) Descontadas as pe- ção aos corruptores compro- der peemedebista Renan Ca- cobranças dos acertos have-
culiaridades de cada caso, a votos é muito vados. lheiros (AL), desabafou: “Foi do Senado, sob a riam de vir, e fortes. Como hou-
acusação de fundo é a mesma: saudável, mas deve Lamentavelmente, a lenti- uma aliança espúria que inter- égide do designer ve mais promessas de cargos
abuso de poder e uso das admi- ser mais rápida dão dos processos, desde o feriu no direito legítimo e de- Renan Calheiros na Mesa e nas 11 Comissões te-
nistrações estaduais para a recebimento das denúncias mocrático do PT.” Não que is- máticas do Senado do que a
conquista de votos. Em portu- até a sentença final, é incom- so tenha deixado de ocorrer, quantidade real desses cargos,
guês corrente, corrupção elei- ao fisiologismo e à mentalidade patível com o zelo pela inte- mas o fato é que “aliança espú- Tudo isso são componentes alguns senadores e bancadas
toral. do “quebrei o Estado, mas fiz gridade da disputa eleitoral. ria” é a própria estrutura de do imbróglio que tem impedi- partidárias, que apoiaram Sar-
Em novembro, o TSE desti- meu sucessor”. A rotina que Cassam-se governantes sustentação político-parlamen- do a Casa de iniciar seu funcio- ney em troca das promessas,
tuiu o paraibano Cássio Rodri- precisa ser quebrada é a da coe- quando já cumpriram pelo tar do governo federal, monta- namento neste ano – já entra- sobraram. E veio o pandemô-
gues da Cunha Lima, do PS- xistência dos piores e mais ar- menos a metade dos seus da à custa do mais fisiológico do março, nada foi discutido nio, pois no Senado não vigora
DB, por ter promovido a distri- caicos costumes políticos com mandatos. E não é só. Chica- toma-lá-dá-cá. Quando se ima- ou votado –, resultante dos o costume de se deixar barato
buição a eleitores de 35 mil che- um sistema eleitoral avançado, nas jurídicas deram a ginaria, há poucos anos, que “acertos” – feitos e não cumpri- o prometido e não cumprido.
ques nominais, emitidos por com cadastros informatizados Cunha Lima uma sobrevida Sarney, Collor e Lula acaba- dos – para garantir a eleição Logo de saída, “rifou-se” o
uma fundação, acompanhados de eleitores e urnas eletrôni- de três meses no cargo. Ja- riam politicamente amalgama- de Sarney para presidir o Se- senador Garibaldi Alves Filho,
da mensagem: “Esse é um pre- cas. “Depois da segurança do ckson Lago também perma- dos em torno da força agrega- nado. a quem havia sido prometida a
sente do governador. Lembre- voto”, argumentava em 2002 o necerá na função até o julga- dora de Renan? Quando o ex-presidente (da presidência da Comissão de
se dele.” Na madrugada da então presidente do TSE, Nel- mento do último dos recur- O fato de o Partido dos Tra- República e do próprio Sena- Assuntos Econômicos – para
quarta-feira, a Corte aprovou son Jobim, “chegou a vez da va- sos que apresentar contra a balhadores (PT) ter sido frago- do) José Sarney resolveu en- dá-la ao PT –, sendo-lhe ofere-
o afastamento do maranhense lidade do voto”, com o combate cassação. Ainda assim, é in- rosamente derrotado pelo pró- trar na disputa pela direção da cida, como prêmio de consola-
Jackson Lago, do PDT, acusa- à contaminação das preferên- questionável a função peda- prio Planalto, de sua combati- Casa, causou a ruptura do ção, a Comissão Mista de Orça-
do, entre outras coisas, de se cias eleitorais mediante o uso gógica das punições. O sim- va ex-líder ter sido desalojada acordo anteriormente celebra- mento. Mas ele rejeitou o ar-
beneficiar de um esquema da máquina administrativa e ples fato de oito dos governa- por manobra conduzida por do entre seu partido, o PMDB, ranjo: “Estou me sentindo co-
montado pelo seu antecessor e de outros recursos de poder – dores da safra 2006 terem quem ela defendera, com ênfa- e o PT, em torno do apoio ao mo marido traído, sou o último
aliado José Reinaldo Tavares, compra de votos, em suma. sido levados às barras do se solidária (e solitária) em candidato petista Tião Viana a saber.” Não estava sozinho
incluindo transferências ile- Para isso, combinaram-se TSE deve inibir boa parte 2007 – quando Renan renun- (AC). Ao mesmo tempo, dei- nessa incômoda posição, como
gais a 156 municípios, distribui- dois movimentos na esfera da dos políticos que, de outro ciou à presidência do Senado xou a ver navios (afundados no viria a constatar a ex-líder do
ção de combustível, assinatura sociedade e das instituições. O modo, partiriam na próxima para não ser cassado –, de o ex- Planalto) seu correligionário PT Ideli Salvatti, atropelada
de convênios com entidade fan- primeiro foi a decisiva mudan- rodada para a compra de vo- presidente Collor ter recebido Garibaldi Alves Filho (PMDB- pelo rolo compressor dirigido
tasma e construção de casas ça na legislação eleitoral pro- tos por se achar fora do al- os mais rasgados elogios do mi- RN), que nem tivera tempo de por Renan Calheiros, o novo
na periferia de São Luís em tro- porcionada pela mobilização cí- cance da lei. nistro das Relações Institucio- usar os cinco ternos novos condestável do Senado.

ATENÇÃO: As cartas devem ser enviadas com assinatura, identificação, endereço e telefone do remetente e poderão ser resumidas. Leia mais cartas
O Estado se reserva o direito de selecioná-las para publicação. Correspondência sem identificação completa será desconsiderada. http://www.estadao.com.br/opiniao/opi_forumleitores,0.htm

Cristovam Buarque, é uma casa idiotas e corruptos, antes de che- temente, e pela mesma razão. Delaçãopremiada um ato irresponsável. Está na nos-
de tolerância, tudo se tolera se gar ao poder? Agora só lhes res- Com a demissão do diretor-geral sa Constituição o direito da gre-


HUMBERTO DE LUNA FREIRE FILHO
for para o bem do bolso... deles. Triste constatação na ta cantar aquela musiquinha: “Um hlffilho@hotmail.com do Senado (4/3, A7), abre-se uma ve, todos os trabalhadores têm o
MARIA NORMA DE ANDRADE
política brasileira: até ex-presidente incomoda muita São Paulo grande oportunidade de mudar o direito de reivindicar melhorias
silbernorm@terra.com.br
as moscas são as mesmas” gente, dois ex-presidentes incomo- jeito de fazer política no País. Sím- de trabalho. O que não pode é um
Catanduva AlvaroLuizDevecz dam, incomodam muito mais...” ● O que falta acontecer em Brasí- bolo da politicagem (entrou pela determinado sindicato querer
mustdevecz@uol.com.br PAULO PANOSSIAN lia? Quando Collor foi eleito se- janela, tem patrimônio incompatí- agregar novos filiados prejudican-
● E quem vai substituir o PC Fa- SãoPaulo paulopanossian@hotmail.com nador, fui sufocado por inúmeros vel e inúmeras denúncias a serem do outra categoria (banca de jor-
rias na ajuda ao Collor para a Santos artigos que tinham a mesma men- investigadas), esse cidadão é um nais) e, acima de tudo, tirar o direi-
“distribuição” dos fartos recursos sagem: o brasileiro em geral e arquivo ambulante, devendo ser to à informação. Pois muitos lei-
que serão aprovados na Comis- ao partidão de Sarney & Cia., o o alagoano em particular não sa- investigado a fundo e beneficiado tores ficaram sem receber seus
são de Infraestrutura? PT, ou melhor, Ideli Salvatti per- Sempreosmesmos bem votar. E agora que o mesmo pela temível e tão criticada dela- jornais em casa e sem poder com-
ALOYSIO BELLO deu a presidência da Comissão de Collor de volta à cena, Sarney no- Collor foi eleito para presidir a Co- ção premiada. Brasília tremerá... prá-los nas bancas. Repudiamos
aloysiobello@uol.com.br Infraestrutura para Collor, com o vamente presidindo o Senado e missão de Infraestrutura por seus MARCOS JOSÉ DE FREITAS E SILVA essa atitude de qualquer que se-
São Paulo apoio explícito do PMDB do Re- Renan dando as cartas na Casa. pares, quer dizer, então, que os marcosjfreitas@uol.com.br ja o sindicato. Lutar por melhores
nan das Alagoas. Lula que se cui- Todos lá presentes por nossa von- senadores também são ignoran- São Paulo salários, sim, mas sem prejudicar
de! Nesta reta final de sua gestão, tade, pelo nosso voto. Confirma- tes? Do jeito que a coisa vai, para o cidadão, tirando-lhe o direito
Elesincomodam... vai sofrer nas mãos desses oportu- se uma frase dita por Pelé há duas o lugar do esquecido Agaciel Maia à informação e o direito de ir e vir.
A 22 meses do fim do mandato, nistas, sempre ávidos por cargos décadas: o brasileiro não sabe vão acabar nomeando Fernandi- Greveirresponsável RICARDO L. CARMO, vice-presidente
Lula vai precisar rezar muito a pa- públicos, de preferência com or- votar. E acrescento: não ouviram nho Beira-Mar diretor do Senado. A manifestação ocorrida na ter- do Sindicato dos Vendedores de Jornais
dim Cícero para suportar o PMDB! çamentos volumosos. Quem man- o conselho de Eça de Queiroz, ROBERTO ARANHA ça-feira, em que ficou prejudicada e Revistas de São Paulo
Tão logo o Planalto negou a admi- dou essa gente do PT, por déca- que disse que os políticos e as fral- rcao@globo.com a entrega dos jornais Folha de ricardo@sindjorsp.org.br
nistração do fundo Real Grandeza das, xingar todos os políticos de das devem ser trocados frequen- São Paulo S.Paulo e Estadão na zona sul, foi São Paulo
ESCALAPB PB ESCALACOR COR
Produto: ESTADO - BR_C - 4 - 06/03/09
A4 - CYANMAGENTAAMARELOPRETO

%HermesFileInfo:A-4:20090306:

SEXTA-FEIRA, 6 DE MARÇO DE 2009


A4 O ESTADO DE S.PAULO

Lula não vê surpresa para

NACIONAL PT com vitória de Collor


Votos são os mesmos de Sarney,
diz presidente, que sugere fazer do
caso ‘uma bela salada’ q PÁG.A7

OPERAÇÃO RAPINA 3 INVESTIGAÇÃO

STJ quebra
PF prende prefeitos acusados de sigilo bancário
de conselheiro
desviar dinheiro da saúde no MA do TCE
Fausto Macedo
Segundo investigação, grupo teria causado rombo de R$ 30 milhões nos cofres públicos OSuperiorTribunaldeJusti-
ça (STJ)decretou a quebra
do sigilo bancário do ex-pre-
Wilson Lima FRASE BALANÇO sidente do Tribunal de Con-
ESPECIAL PARA O ESTADO
tas do Estado (TCE) Eduar-
SÃO LUÍS Fernando Segóvia
Superintendente da PF Terceira fase Operação Rapina III da PF
desarticula quadrilha que desviava
do Bittencourt Carvalho, al-
vode investigaçãosobreeva-
A Polícia Federal prendeu on- no Maranhão verbas públicas no Maranhão são de divisas, lavagem de di-
tem 24 pessoas envolvidas em nheiroeenriquecimentoilíci-
“Era montado todo
umesquema defraudes emcon-
um esquema com o uso de
Passo a passo to. A abertura das contas do
tratos públicos nas áreas de
laranjas para justificar o gasto
do esquema conselheiro foi ordenada pe-
saúde e educação, que agiam Investigações tiveram la ministra Laurita Vaz, do
em três cidades do interior do
Maranhão. A quadrilha, des-
mantelada na operação batiza-
do dinheiro. Eram empresas
de fachada”
como ponto de partida
empresas de fachada e
seus colaboradores e
Pedido de
licitação
1 Próximo à época de
prestação de
contas ao TCE, o gestor
STJ, que, no início do ano, já
havia determinado a quebra
de seu sigilo fiscal relativo
da de Rapina 3, era formada escritórios de assessoria público simulava pedido aos últimos cinco exercícios.
por empresários, prefeitos, se- parada em escritórios de conta- de licitação No dia 27 de fevereiro, o
cretários municipais, servido- bilidade em Imperatriz e repas- Banco Central enviou ofício
res e dois escritórios de conta- sada para as prefeituras de Ri- nº 15/09 ao STJ com docu-

2
bilidade. Durante um ano e bamar Fiquene e de Senador mentos referentes à movi-
O pedido era logo autorizado pelo
meio de investigações, os agen- La Rocque. Documentação mentação bancária e finan-
tes apuraram desvio de R$ 30 prefeito, com parecer favorável
Para finalizar a fraude, os ceira de Bittencourt. No dia
milhões dos cofres públicos. do assessor jurídico do município
gestores públicos envolvidos, 25, ofício do Citibank chegou
A operação da PF atingiu incluindo os secretários de à corte.
três municípios onde as frau- Educação e Saúde, atestavam Ontem,emSãoPaulo,aPo-
des teriam ocorrido – Impera- o recebimento dos produtos e Autorização lícia Federal tomou o depoi-
triz, Ribamar Fiquene e Sena- as mediçõesdos serviçossupos- mento de Cassiana Bitten-
dor La Rocque – e também a tamente prestados para a libe- court, filha do conselheiro.
capital, São Luís. Ao todo, fo- ração dos recursos pela União. São Luís Ela foi ouvida na Delegacia
ram expedidos pelo Tribunal “Era montado todo um esque- de Combate a Crimes Finan-
Regional Federal da 1ª Região ma com o uso de laranjas para MARANHÃO ceiros, onde tramita inquéri-
27 mandados de prisão e 38
mandados de busca e apreen-
são de notas fiscais, computa-
justificar o gasto do dinheiro.
Eram empresas de fachada”,
explicou Segóvia.
3 Toda
documentação
necessária era
Atuação da
quadrilha:
Senador La Rocque
Gestores
públicos
toda PFaberto por ordemda
ministra Laurita.
Bittencourt também ha-

4
dores e outros equipamentos. preparada em via sido intimado pela PF,
De acordo com o superinten- Ribamar Fiquene Os gestores públicos
NOTAS FRIAS escritórios de mas seu advogado, Paulo
dente da PF no Maranhão, Fer- (normalmente secretários de
De acordo com o superinten- contabilidade de Sérgio Santo André, entre-
nando Segóvia, dos R$ 30 mi- Educação e Saúde) atestavam o
dente da PF no Maranhão, os Imperatriz para os gou uma petição por meio da
lhões desviados durante o pe- responsáveis pelo esquema recebimento dos produtos e as qual juntou declarações já
municípios de Ribamar
ríodo da apuração, R$ 15 mi- chegavam a recrutar pessoas medições necessárias para a prestadas por ele anterior-
Fiquene e de Senador
lhões eram de recursos fede- em bairros pobres que “em- liberação dos recursos federais mente. No documento, Bit-
La Rocque
rais. O esquema criminoso, se- prestavam” seus documentos tencourt reafirma que “não
gundo a apuração, tinha como para que fossem abertas em- tem e nunca teve contas no
base as prefeituras de Riba- presas. exterior”. Insistiu na versão
marFiquene e Senador La Roc- “Eles montavam a empresa, Os acusados Investigação da PF de que a origem das denún-
que. pegavam as pessoas em diver- Empresários, prefeitos, A Operação Rapina III é um cias é uma pendência litigio-
Nessas administrações, se- sos lugares, prometendo algu- políticos, secretários desdobramento das Operações sa que trava com a ex-mu-
gundo Segóvia, os integrantes mas vantagens, e empresta- municipais, membros das Rapina I (2007) e Rapina II (2008), lher. “O dr. Bittencourt já
do grupo fraudavam licitações vam delas o CPF e a identidade. comissões de licitação e que desarticularam esquemas de prestou depoimento na Polí-
e balancetes contábeis, utili- Assim, era montada a empresa contadores, além de dois desvio de recursos públicos por meio ciaFederal,hoje (ontem)rati-
zando notas fiscais frias de em- que, na realidade, nunca che- escritórios de assessoria, de fraudes em licitações em diversos ficamos”, disse o advogado.
presas de fachada para enco- gou a existir. Elas eram apenas integravam o esquema municípios maranhenses
brir o desvio de recursos públi- registradas e, daí, era iniciada
cos. Os alvos dos desfalques a expedição de notas fiscais
Números
Bittencourt
eram convênios, fundos e pla- frias”, explicou Segóvia.
nos assinados entre os dois mu- O delegado Pedro Roberto sustenta que ‘não
nicípios e a União. Meireles Lopes, que está con- R$ 30 milhões 38 mandados tem e nunca teve
duzindo as investigações, afir- é o total de recursos públicos de busca expedidos contas no exterior’
mou que o inquérito deverá ser movimentados pela quadrilha
Para prestar concluído nos próximos 15 200 policiais
dias, para ser encaminhado ao R$ 15 milhões federais e 30 analistas APFtambéminvestigasu-
contas, gestores Ministério Público Federal. é o total de recursos federais 27 mandados 24 pessoas da Controladoria-Geral postas doações de veículos
simulariam Os envolvidos devem ser de- movimentados entre 2007 e de prisão foram foram presas da União participaram de luxo que teriam sido fei-
licitações nunciados por crimes como fal- o começo de 2008 expedidos da operação tas por uma empreiteira ao
sificação de documento públi- conselheiro em troca da
FONTE: PF INFOGRÁFICO: RUBENS PAIVA/AE
co, falsificação de documento aprovação de contratos com
Segundo a PF, próximo da particular, falsidade ideológi- contou com um efetivo de 200 R$ 1 bilhão nos cofres públicos. maranhenses, das cidades de o governo.
época de prestação de contas ca, peculato, emprego irregu- policiais federais e 30 analistas Na Rapina 1 foram presas Tuntum, Axixá, Araioses, São A Procuradoria-Geral de
para o Tribunal de Contas do lar de verbas públicas, forma- da CGU. A ação é um desdobra- 104 pessoas em 14 municípios Luiz Gonzaga, Urbano Santos, Justiça de São Paulo pediu
Estado (TCE), o gestor público çãode quadrilha, fraude em lici- mento das operações Rapina 1 dos Estados do Maranhão e Governador Newton Bello, Ni- ao STJ “cópia das provas” já
simulava pedidos de licitação, tações e lavagem de dinheiro. e Rapina 2, realizadas em 2007 Piauí. Elas também eram acu- na Rodrigues e Paulo Ramos. reunidas sobre o conselhei-
que eram rapidamente autori- e 2008, respectivamente. A PF sadas de integrar uma quadri- Na Operação Rapina 2, foram ro. O compartilhamento já
zados pelo prefeito, com pare- DESDOBRAMENTO estima que o esquema desbara- lha especializadaem desviarre- detidas mais 13 pessoas, in- vem sendo executado desde
cerfavoráveldo assessor jurídi- A Operação Rapina 3 foi reali- tado nas duas primeiras opera- cursos federais, por meio de cluindo dois prefeitos mara- o início da investigação. Os
co do município. Toda docu- zada em conjunto com a Con- ções foi responsável por uma fraudes em licitações. Entre os nhenses, de Marajá do Sena e procuradores do Ministério
mentação necessária era pre- troladoria-Geral da União e sangria de aproximadamente presos, estavam oito prefeitos Novo do Maranhão. ● Público Estadual que ras-
treiam Bittencourt repassa-
ram ao STJ depoimentos so-
breacondutadoex-presiden-
te do Tribunal de Contas.
Este ano já houve 25 ações contra o crime organizado A procuradoria conduz si-
gilosamente procedimento
decarátercivilcontraBitten-
Total de presos pela PF no primeiro bimestre, incluindo operação de ontem, é de 275 pessoas court, por improbidade ad-
ministrativa,erequereujudi-
cialmente acesso aos dados
Roberto Almeida drogas, passando por fraudes foco a destruição de planta- bancários e tributários do
previdenciárias até a repres- ções de maconha na cidade de conselheiro.
A Operação Rapina 3 é a 25ª são da pesca ilegal no período Juíza indiciada vira desembargadora Salgueiro, em Pernambuco, às Mas esse pedido foi nega-
ação de combate ao crime orga- da piracema em terras indíge- margens do Rio São Francisco. do pela 1ª Vara da Fazenda
nizado deflagrada pela Polícia nas ou rinhas de canários em Indiciada por corrupção e for-
●● ● liberação de verbas do Fundo de Públicadacapital.Contraes-
Federal somente em 2009.O to- Fortaleza. mação de quadrilha, a juíza Ânge- Participação dos Municípios CORRUPÇÃO sa decisão, o Ministério Pú-
tal de presos pela corporação Para ações internacionais, a la Maria Catão Alves, da 11.ª Vara (FPM). Segundo os federais, a Casos de corrupção, como o blico Estadual recorreu com
neste primeiro bimestre che- PF já contou em 2009 com a Federal de Belo Horizonte, foi pro- magistrada tinha estreito relacio- desvendado na Rapina 3, têm agravo ao Tribunal de Justi-
gou a 275 pessoas, entre elas ajuda da Polícia Federal da Suí- movida anteontem a desembarga- namento com membros da supos- sido menos frequentes entre as ça. A decisão está nas mãos
servidores públicos. ça para conter o aliciamento de dora do Tribunal Regional Federal ta organização criminosa. operações da PF. dodesembargadorOscildLi-
A primeira ação deflagrada mulheresbrasileiras. O resulta- da 1.ª Região. O resultado da ses- Ela teria negociado vantagens A Operação Espantalho, de- ma Júnior, da 11ª Câmara de
pela PF em 2009 foi a Operação do dessa operação, intitulada são foi unânime: 19 votos a 0. pessoais com um gerente da Cai- flagrada no dia 2 de fevereiro, Direito Público.
Visconde, nos dias 7, 8 e 9 de Abrantes, foi a prisão de seis Ângela foi investigada pela Polí- xa Econômica Federal, considera- coibiu supostas fraudes previ- “Confiamos na isenção da
janeiro. O objetivo era desarti- pessoas – cinco no Estado de cia Federal durante a Operação do o braço financeiro do grupo. denciárias contra o INSS no Justiça”, declarou o advoga-
cular uma quadrilha especiali- Goiás e uma na Suíça. Pasárgada, deflagrada em abril Procurada, a juíza não quis se ma- sul da Bahia. do Paulo Santo André. “O
zada na fabricação e comercia- O caso, porém, foi uma exce- de 2008. Na ocasião, foram pre- nifestar sobre a promoção. O pre- Já na Operação Harpia, de- que tinha de esclarecer o dr.
lização ilegal de armas de fogo ção. O maior número de opera- sos 17 prefeitos além de um juiz sidente do TRF1, Jirair Aram Me- sencadeada dia 29 de janeiro, Bittencourt já esclareceu.
e munições, que atuava na ções até agora tevecomo objeti- federal. O objetivo era pôr fim a guerian, também disse que não agentes cumpriram sete man- Ele não tem contas no exte-
Grande São Paulo. As primei- vo combater o tráfico de entor- um suposto esquema irregular de vai comentar o assunto. ● R.A. dadosde busca e apreensão, ex- rior,nuncateve contabancá-
ras prisões foram em flagran- pecentes, coibindo tanto re- pedidos pelo Tribunal Regio- ria lá fora. Estou tranquilo
te: 4 suspeitos de participar da messasinterestaduais como in- nal da 1ª Região, no município quanto ao desfecho dessa
organização criminosa. ternacionais. gião da tríplice fronteira, com Foram operações como a piauiense de Cocal. Foram pre- apuração. Posso assegurar
Desde então, os federais de- Duas delas – Fragata e São Paraguai e Argentina. As Própolis, que objetivou repri- sos um ex-prefeito e seu asses- que o patrimônio dele é com-
sencadearam operações que José – tiveram como foco espe- ações de combate às drogas mir o tráfico em apenas uma sor por desvio de verbas públi- patível e condizente com
vão do combate ao tráfico in- cífico a cidade paranaense de também chegaram às regiões cidade, Picos, no Piauí. E como cas destinadas ao custeio da seus rendimentos como ser-
ternacional de pessoas e de Foz do Iguaçu e a chamada re- Norte e Nordeste. a Catingueira, que teve como educação na cidade. ● vidor público.” ●
ESCALAPB PB ESCALACOR COR
Produto: ESTADO - BR_C - 6 - 06/03/09
A6 - CYANMAGENTAAMARELOPRETO

%HermesFileInfo:A-6:20090306:

SEXTA-FEIRA, 6 DE MARÇO DE 2009


A6 NACIONAL O ESTADO DE S.PAULO

JUDICIÁRIO

DORA STF definirá regra para


KRAMER dora.kramer@grupoestado.com.br

substituir políticos cassados


Um dia a TSE vem determinando posse do segundo colocado quando governador
perde mandato, mas ação do PSDB reivindica realização de novas eleições
Casa cai
Mariângela Gallucci do, ele assumirá o governo para
substituir o cassado.
A avaliação é do Palácio do Planalto: para bom andamento
BRASÍLIA
Líderes veem risco de 3º turno “Legitimidade para o exercí-
dos projetos do PAC no Senado é ótimo ter Fernando Com a abertura da temporada cio de cargo eletivo só se obtém
Collor na presidência da Comissão de Infraestrutura; tra- decassaçãodeacusadosdeirre- ●● ●Líderes partidários no Con- cargo como se fossem interinos, com voto depositado em urna.
gularidades na eleição de 2006, gresso ficaram apreensivos com até que a Justiça Eleitoral julgue Vulnerademorteoprincípiode-
balhará mais afinado com a ministra Dilma Rousseff, que a se intensificam as pressões pa- as cassações de mandatos de os processos”, disse o líder do mocrático qualquer solução
líder do PT na Casa, Ideli Salvatti, derrotada na disputa. ra que o Judiciário mude a re- governadores e prefeitos e te- DEM na Câmara, Ronaldo Caiado que, ao cabo, importe o exercí-
Para o ministro das Relações Institucionais, José Múcio gra de substituição dos gover- mem que a prática acabe se (GO), que foi relator da proposta cio de cargo eletivo pelo candi-
Monteiro, a escolha de Collor “veio em boa hora”. Resta es- nadores queperdem o mandato transformando em uma espécie de reforma política derrubada há dato refugado nas urnas”, sus-
clarecer “boa” para quê. por supostos abusos e compra de “terceiro turno” das eleições. dois anos na Câmara. tenta o PSDB na ação.
Tirando a clara descortesia para com a fidelíssima Ideli de votos. Parlamentares da base aliada Para o líder do PSDB no Sena- O relator da ação no STF, mi-
– cuja eleição, depreende-se, teria vindo em mau momento Pelo entendimento atual do do governo Lula e de oposição do, Arthur Virgílio Neto (AM), nistro Ricardo Lewandowski,
Tribunal Superior Eleitoral argumentam que hoje, diante dos está ocorrendo “uma certa judi- num primeiro momento deter-
– tudo o mais é obscuro naquela declaração. (TSE), que em 15 dias cassou o processos, governadores e prefei- cialização” a ponto de a Justiça minou o arquivamento, por en-
Sob a ótica da harmonia na base governista, a comemo- tucano Cássio Cunha Lima (Pa- tos eleitos não têm segurança eleitoral, em menos de um mês, tender que ela tinha o objetivo
ração do ministro Múcio alimenta o dissenso; do ponto de raíba) e o pedetista Jackson La- jurídica no início dos governos. determinar a cassação do manda- de manter Cunha Lima no go-
vista do respeito às formalidades, revela apreço pelo atro- go(Maranhão),quando ogover- “Enquanto não mudar o atual to dos governadores da Paraíba, verno. Mas o PSDB recorreu e a
pelo do regimento e avaliza o critério de distribuição de ses- nador cassado foi eleito no se- sistema que está aí, não se fizer o tucano Cássio Cunha Lima, e do ação será decidida pelo plená-
marias; sob o aspecto das relações com o Executivo, os vá- gundo turno, quem deve tomar uma reforma política, mudar a Maranhão, Jackson Lago (PDT). rio do tribunal. Atualmente, o
rios exemplos do uso pragmático que o PMDB faz de car- posse no seu lugar é o segundo cultura, eles vão viver sempre no ● EUGÊNIA LOPES procurador-geral da Repúbli-
colocado. Conforme os críticos, ca, Antonio Fernando de Sou-
gos estratégicos não justificam celebrações no Planalto, essa interpretação permite que za, analisa o assunto. Ele emiti-
presa fácil da chantagem. o perdedor ganhe o mandato dias após o TSE ter dado a pri- pria essência da democracia, rá um parecer que poderá ou
Fernando Collor é do PTB, partido do ministro Múcio “no tapetão”. meiradecisãofavorávelàcassa- da soberania popular e do res- não ser seguido pelo STF.
(eis!), mas foi feito presidente da comissão por Renan Ca- Háum movimento paraque o ção do mandato do então gover- peito à vontade da maioria”. Se- Durante o julgamento no
lheiros, líder do PMDB, que assim não apenas pagou o voto Judiciário, nesses casos, deter- nador da Paraíba, tramita no gundo o partido, numa disputa TSE em que Jackson Lago foi
em José Sarney para a presidência do Senado como asse- mine a realização de uma nova STF uma ação na qual o PSDB com dois candidatos, como cassado, Lewandowski, que é
gurou a presença de um preposto na comissão das obras eleição – direta, se a cassação contesta a posse do segundo co- ocorrenosegundoturno,oesco- ministro substituto no tribunal,
ocorrer nos dois primeiros locado nos casos de perda de lhido é quem tem a preferência ressaltou que não estava adian-
que são também o slogan da sucessão presidencial. anos de governo, e indireta, se mandato. O partido sustenta a da maioria do eleitorado. Nessa tandosuaposiçãosobreorecur-
Tal cenário pode por ser considerado como algo próxi- for nos dois últimos. tese de que, se a maioria dos vo- votação, também fica registra- so do PSDB ao acatar a tese de
mo de uma “boa hora” para o governo? Depende de quem As dúvidas deverão ser diri- tos é anulada, deve ser realiza- da “a repulsa da maioria ao can- que Roseana Sarney, segunda
analisa; se aliado, adversário ou usuário. midas em breve pelo Supremo da uma nova eleição. didato derrotado”. Mas, pelas colocada em 2006, deveria ser
A situação, na percepção de um correligionário, o sena- Tribunal Federal (STF). Desde O PSDB alega que a ação tem regras atuais, apesar de a maio- empossadanolugardogoverna-
dor Aloizio Mercadante, é resumida em duas palavras: 22 de novembro passado, dois o objetivo de defender “a pró- ria não ter escolhido o derrota- dor do Maranhão. ●
“aliança espúria”. Um espan-
to.
GILSON TEIXEIRA/SECOM–4/3/2009
Não que o PT se assuste
Como diria com essas coisas. Já viu, e
o observador participou, de piores.
A própria Ideli Salvatti
sagaz: as transitou com bastante de-
senvoltura na área quando in-
coisas dão tegrou a tropa em defesa do
direito de Renan Calheiros
certo até que ter despesas pessoais pagas
começam por um lobista, afrontar o de-
coro para se manter na presi-
a dar errado dência do Senado e apresen-
tar documentos fraudulentos
aos seus pares.
Em matéria de alianças espúrias, atropelo de regras,
malversação da boa-fé pública e espertezas ignominiosas
não há querubins no Parlamento.
Mas, nunca antes desde a opção preferencial do presiden-
te Luiz Inácio da Silva pelo PMDB ao molde do cheque em
branco para uso ilimitado, se ouvira uma desqualificação
tão explícita do PT ao fiador da governabilidade petista.
Contrariando posições do presidente da República, que,
pelo jeito desabrido de seu ministro das Relações Institu-
cionais, vê tudo com muita naturalidade, inclusive o retor-
no da República de Alagoas ao topo.
Renan Calheiros sempre mereceu dele a presunção da
inocência contra todas as evidências e Fernando Collor, re-
cebido em palácio, ganhou de Lula a certeza de que faria
um “mandato extraordinário”.
O presidente segue no papel de equilibrista, mas seus
dois sustentáculos partidários se afastam já sem pejo de dis- NO RITMO - A ordem do governador, segundo auxiliares, é não se abalar com a cassação e manter normalmente as atividades da gestão
farçar. Na Bahia, quase vão aos tapas; em São Paulo é certo
que brincarão o carnaval de 2010 separados; no Rio Grande
do Sul são como água e óleo; no Rio de Janeiro o governa-
dor Sérgio Cabral ri e o PT local não acha a menor graça.
Lago despacha e Roseana já monta equipe
Engalfinharam-se pela presidência do Senado e agora Governador viajará para o interior do MA e aliado da senadora vai a Brasília
brigam por causa de Fernando Collor de Mello, cuja pre-
sença em cena fala por si. Tanto quanto a imagem do ex-di-
retor-geral Agaciel Maia sendo carregado em triunfo na Clarissa Oliveira administração estadual. FRASE com o prefeito da capital, João
despedida, depois de revelada a posse de patrimônio in- SÃO LUÍS
“Vamos começar a discutir Castelo (PSDB).
ENVIADA ESPECIAL desdejá a composição do gover- Ricardo Murad A ordem de Lago, segundo
compatível com sua renda. no. Independentemente de ela Deputado estadual auxiliares, é manter o anda-
Abstraindo-se as manobras para elegê-lo, nada há de es- Enquanto o governador cassa- não poder assumir de imedia- “Vamos começar a discutir desde mento normal das atividades.
pecial no fato de Collor presidir uma comissão. É senador, do do Maranhão, Jackson Lago to, é preciso garantir que o go- já a composição do governo. É Mas ele próprio deve ficar lon-
foi recebido com homenagens por seus pares, em tese pode (PDT), tenta manter uma roti- verno esteja pronto assim que preciso garantir que o governo ge de São Luís nos próximos
até presidir a Casa. Ele não é causa, é consequência da de- na normal no Palácio dos forem julgados os últimos re- esteja pronto assim que forem dias. O governador planeja se-
Leões, sede da administração cursos”, afirmou o líder da opo- julgados os últimos recursos” guir entre hoje à noite e ama-
gradação geral dos costumes. estadual, a senadora Roseana sição a Lago no Estado, deputa- nhã para o interior para promo-
Quando Lula justifica a escolha de Collor por ser fruto Sarney (PMDB-MA) nem se- do estadual Ricardo Murad ver um dos programas de sua
do acordo que elegeu Sarney, usa a própria régua. Se é nor- quer deve esperar a confirma- (PMDB). Aliado dos Sarney, so. Lago, enquanto isso, perma- gestão.
mal escancarar o aparelho de Estado em troca de votos no ção da cassação para dar início ele embarca para a capital fede- nece no posto. Enquanto isso, a defesa de
Congresso, natural que se distribuam o comando de comis- à montagem de sua equipe de ral entre segunda e terça-feira. Ontem, o governador pas- Lago aguarda a divulgação do
sões de trabalho no Parlamento pelo mesmo critério. governo. Impedida de viajar sou praticamente todo o dia no acórdão do Tribunal Superior
Quem pode o mais, pode o menos. por se prepararpara uma cirur- RECURSOS palácio, onde manteve compro- Eleitoral para tentar recorrer
gia a que será submetida ainda Apesar de o Tribunal Superior missos que já estavam previs- da decisão. “Nossa certeza de
este mês, a senadora vai con- Eleitoral (TSE)ter decidido an- tos na agenda. Pela manhã, reu- que essa cassação é infundada
Fogo inimigo versar no início da semana que teontem pela cassação de La- niu-se com representantes da foi compartilhada por uma par-
O governador de Minas, Aécio Neves, obviamente não é fia- vem com aliados em Brasília, go, Roseana só será confirma- Caixa Econômica Federal. À cela dos ministros que partici-
dor da ladina ofensiva deflagrada por gente que se diz sua para começar a discutir os no- dagovernadora após se esgota- tarde, auxiliares do governa- param do julgamento”, afir-
aliada, contra posições críticas ou meramente não engaja- mes que pretende instalar na rem as possibilidades de recur- dor confirmaram um encontro mou o advogado Daniel Leite. ●
das à sua candidatura a presidente.
Certamente Aécio não avaliza a voz corrente da difama-
ção contra quem se dispõe a analisar criticamente seus mo-
vimentos políticos.
Movido por provincianismo, sabujice, amizade pessoal
Cassação pelo TSE divide ele”, afirmou o fotógrafo Ma-
nuel Francisco, 50.
ou afinidade de resultados, esse pessoal causa mais dano opinião de eleitores nas ruas Nas ruas da capital, nada de
faixas ou manifestações. Alia-
ao governador que qualquer disputa partidária ou noticiá- dos da senadora Roseana Sar-
rio severo. ney mostraram cautela. Come-
Aécio notabiliza-se pela habilidade e fidalguia no trato. SÃO LUÍS
são. “Eu vejo isso com muita moração, só quando ela chegar
É por isso reconhecido. Mas se não desautorizá-los o quan- tristeza. Fico revoltada de pen- à cidade. ● C.O.
to antes, seus áulicos terminarão por construir dele uma Apenas dois dias após o Tribu- sar que votei nele para passar
nal Superior Eleitoral (TSE) essa vergonha”, contou a co-
imagem negativa, obrigando-o a pagar publicamente a con- ter cassado o governador do merciária Deusa Nina Rodri-
ta de urdidas executadas, por ora, sob a proteção do anoni- Maranhão, Jackson Lago, elei- gues, de 55 anos. “Isso tudo foi
mato. ● toressedividiramquantoàdeci- uma armação que fizeram para
ESCALAPB PB ESCALACOR COR
Produto: ESTADO - BR - 7 - 06/03/09
A7 - CYANMAGENTAAMARELOPRETO

%HermesFileInfo:A-7:20090306:

SEXTA-FEIRA, 6 DE MARÇO DE 2009


O ESTADO DE S. PAULO
NACIONAL A7
NACIONAL A7

CONGRESSO ARQUIVOS

Planalto libera
Eleição de Collor não deveria para consultas
documentos
surpreender PT, afirma Lula do extinto CSN
Leonencio Nossa
BRASÍLIA

Para ele, partido teria direito a cargo se regra fosse seguida desde o início, o não que ocorreu O Planalto entregou ontem ao
ArquivoPúblicoNacionalumlo-
DIDA SAMPAIO/AE–3/3/2009 te de nove livros com atas ma-
Tânia Monteiro nuscritas e datilografadas de
BRASÍLIA Mercadante quer reuniões do extinto Conselho
de Segurança Nacional (CSN),
O presidente Luiz Inácio Lula prazo para cargo que abrangem um período de
da Silva deixou claro que vai
precisar redobrar as atenções
de confiança mais de 50 anos. O acervo esta-
rá acessível ao público em duas
do governo em relação ao Sena- ●● ●Uma resolução do Tribunal semanas nas sedes do arquivo
do,depois daderrotadasenado- de Contas da União, que esti- no Rio de Janeiro e em Brasília.
ra Ideli Salvatti (PT-SC) para o pula como seis anos o prazo O CSN, criado formalmente
ex-presidente Fernando Collor máximo para o exercício contí- pela Constituição de 1937, era
(PTB-AL), na disputa pelo co- nuo da mesma função de con- um órgão consultivo do presi-
mando da Comissão de Infraes- fiança, servirá como munição dente da República que se tor-
trutura do Senado. Em entre- para o líder do PT no Senado, nou ainda mais temido durante
vista ao Estado, Lula disse que Aloizio Mercadante (SP), ten- o regime militar (1964-1985),
todo o processo desde a eleição tar limitar a permanência do pordiscutircassaçãodemanda-
de José Sarney (PMDB-AP) pa- diretor-geral da Casa. Merca- tos e diretrizes da guerra con-
ra a presidência da Casa foi dante quer aproveitar a saída tra adversários do governo.
uma lição. de Agaciel Maia, depois de 14 São três mil páginas com his-
“Primeiro, o que o PMDB fez anos no posto, para apresen- tórias de novembro de 1934 a
foi cumprir o acordo que tinha tar a proposta, que enfrenta meados de 1988, como as reu-
com o Collor e os votos que ele- resistência no Senado. ● A.P.S. niões que decidiram a entrada
geram o Collor foram os votos DADOS – Sarney: ‘Colocaremos todas as informações necessárias para dar maior transparência possível’ do Brasil na Segunda Guerra,
queelegeramoSarney”,comen- as relações conturbadas com a
tou.“Nãovejoissocomosurpre- sidência da Comissão de In- Argentina durante as ditadu-
sa não. O PT tinha direito, se a fraestrutura separou ainda procedeu. Colocaremos to- ras Vargas e Perón e a fase do
proporcionalidade tivesse sido
respeitada desde o começo.
mais o PSDB do DEM no Se-
nado. Nos bastidores, os tu-
Senado vai detalhar gasto das as informações necessá-
rias para dar maior transpa-
regime militar instalado com o
golpe contra Goulart em 1964.
Não foi. Vivendo e aprendendo.
É fazer disso uma boa salada.”
canosavaliamquea parceria
nunca mais será a mesma. A com verba indenizatória rência possível”, afirmou.
A divulgação, porém, não
Antes de entregar os docu-
mentos, uma comissão do go-
Lula afirmou não acreditar aliança do DEM com o será retroativa. Em abril, es- verno formada por militares e
que a derrota do PT, a segunda PMDB de Renan Calheiros tarão disponíveis os gastos diplomatas decidiu que 416 li-
em menos de um mês, depois (AL) e o PTB de Collor expôs Ana Paula Scinocca reunião da Mesa Diretora e co- realizados pelos senadores nhas deverão ter tarja preta.
que Tião Viana (AC) perdeu a divergências de prática polí- BRASÍLIA
municada pelo presidente da em março. Sarney avisou “Não é uma censura política,
eleiçãoparaapresidênciadoSe- tica, levando parte do PSDB Casa, José Sarney (PMDB-AP). que vai conversar com o pre- mas uma censura de relações
nado para Sarney, vá trazer a fechar politicamente com Desgastadopelacrisequeenvol- Segundoele,aexemplodaCâ- sidente da Câmara, Michel internacionais”, disse o general
maiores fissuras para a base PT,PDTe PSB.“Estamosin- veu o ex-diretor Agaciel Maia, o mara, a divulgação no Senado Temer (PMDB-SP), sobre a Jorge Armando Félix, do Gabi-
aliada e aumentar as dificulda- comodados com as práticas Senado resolveu, com atraso vai incluir os dados do Cadastro proposta de incorporar o va- nete de Segurança Institucio-
des de aprovação de projetos políticas que só estão des- em relação à Câmara, pôr na in- Nacional de Pessoa Jurídica lor da verba indenizatória nal da Presidência.
na Casa. Mas indicou que vai truindo a imagem do Sena- ternet os gastos detalhados dos (CNPJ) das empresas mencio- aos salários. ● Félix disse que expressões
ter de trabalhar muito para do”, disse o tucano Tasso Je- 81 senadores com a verba inde- nadasnasnotasfiscaisapresen- “ofensivas” e “jocosas” contra
manter unidos os partidos que reissati (CE). Ele ressalvou, nizatória. Mensalmente, eles tadas para justificar o uso da instituições, países e pessoas
apoiam o Planalto. porém, que a aproximação têm direito a R$ 15 mil para gas- verba. Valores das despesas e o nãotêm interesse histórico, por
do PSDB com PT não deve se tos administrativos em seus Es- número da nota fiscal também isso deverão continuar sigilo-
Multimídia mostra quanto custam
RACHA refletir nas votações, já que tados (despesas com combustí- deverão estar na prestação de os parlamentares brasileiros sas. A preocupação é não criar
Alémdoabalona basegovernis- são adversários. ● veis, gráfica e hospedagem). A contas. “Vamos seguir no mes- atritos com os vizinhos, espe-
www.estadao.com.br/e/a7
ta,aeleição deCollorpara apre- COLABOROU CIDA FONTES decisão foi tomada ontem em mo lado, fazer que a Câmara cialmente os argentinos. ●
ESCALAPB PB ESCALACOR COR
Produto: ESTADO - BR - 8 - 06/03/09
A8 - CYANMAGENTAAMARELOPRETO

%HermesFileInfo:A-8:20090306:

SEXTA-FEIRA, 6 DE MARÇO DE 2009


A8 NACIONAL O ESTADO DE S.PAULO

Entrevista
Tasso Jereissati: senador (PSDB-CE)

‘Políticanão temfila. Éacordo ou voto’


SERGIO DUTTI/AE–27/10/2005
do para ter, através da maio- ra para realizar prévias. Te-
Senador tucano elogia ria parlamentar, cargos estra- mos total condições de realizá-
Serra e Aécio mas diz que, tégicos do ponto de vista políti- las. Mas é claro que tem gente
se não houver consenso, co e financeiro. que não quer a prévia.
o partido terá de
Só o PMDB age assim? Não é tradição do partido.
promover prévias Não, é importante dizer que Não é tradição do partido mes-
Julia Duailibi não é só o PMDB. O PMDB só mo. A tradição do partido é o
faz isso porque tem a aquiescên- que chamávamos de reunião
O senador tucano Tasso Jereis- cia do Executivo. Essa rede se de cardeais. Reuniam 10 ou 12
sati (CE) avalia que seu parti- espalhou por todo o sistema de e chegavam a conclusões, mas
do não terá saída e deverá rea- poder do País, principalmente isso era quando o PSDB era pe-
lizar prévias para a escolha do pelas prefeituras. E o governo queno. Agora não. Somos gran-
candidato do PSDB que con- Lula é conivente. Ele montou de, com gente nova, que não
correrá à Presidência em um sistema de poder, em que a tem aquela cultura dos car-
2010. Isso ser for mantida a sua sustentação parlamentar é deais. E a maioria dos cardeais
atual conjuntura, com dois pré- feita com base nisso aí, nesse ti- desapareceu, infelizmente. A
candidatos da legenda postu- po de permuta. É baseado pura- quantidade de gente nova que
lantes à disputa: os governado- mente no toma-lá-dá-cá. Den- não conviveu com essa cultu-
res de São Paulo, José Serra, e tro da organização que eles fize- ra, que não aceita esse tipo de
de Minas, Aécio Neves. ram, que me parece única no solução, é muito maior. Então
“Se não tiver acordo, não te- mundo, deixaram de se interes- não dá mais para o partido, em
mos saída, a não ser promover sar em ter a Presidência, mas situação de disputa, resolver
as prévias. Elas são absoluta- querem o poder do presidente, por acordos de cúpulas.
mente necessárias e fundamen- seja qual for o eleito.
tais. Eu digo com a experiên- Mas não é perigoso rachar?
cia de quem já participou de Mas ainda assim todos querem se Por isso que é a discussão é
outros processos de escolha pa- aliar ao PMDB, inclusive o partido saudável até certo ponto. Até
ra a Presidência da República, do senhor. o ponto de não levar a diver-
sem que fossem mais abertos e Aí você entra na reforma políti- gências mais profundas. Nós
participativos. E digo: não dá ca. O PMDB é fundamental por temos aí o exemplo recente
certo”, declarou o senador ao causa do tempo de TV, porque dos Estados Unidos, da Hillary
Estado. Em 2002, Tasso era monta um esquema de prefei- (Clinton) com o Obama, que foi
pré-candidato à disputa pelo tos realmente muito capilariza- muito saudável para o partido.
Planalto, mas foi Serra quem fi- do pelo País e também porque
cou com a indicação. Ele se vira a maioria congressual por Muitos tucanos defendem a tese
manteve distante da campa- causa desse ciclo vicioso. Aí é de que política tem vez e que ago-
nha e foi acusado por tucanos fundamental para governar. ra seria a vez de Serra.
de atuar em favor de Ciro Go- Política não tem fila. Tem acor-
mes, adversário de Serra. O sr. acha que o PSDB será capaz do ou voto. Aí vou voltar ao
Para Tasso, o caminho de es- de atrair o PMDB em 2010? Obama.
colha não é pela cúpula parti- O PMDB vai com quem estiver
dária. “Não dá certo, não fica na frente. Hoje está com poder, Quem o sr. acha que seria o me-
uma coisa legítima”, disse o se- instalado até o último dia. Aí lhor candidato?
nador, que teceu elogios aos vai ver o que está com mais Os dois são. Nós temos muita
dois governadores, mas tergi- chance. Apesar de que isso não sorte de ter dois candidatos
versou quando questionado so- é importante para eles, porque muito bem preparados para
bre sua preferência. terminada a eleição eles pas- ser presidente, para ser uma li-
Indagado a respeito da tese sam a ser fundamentais. Já dei- derança. Os dois têm a expe-
de que política tem vez, e que xou de ser importante estar jun- VANTAGEM – ‘Nós temos muita sorte de ter dois candidatos muito bem preparados para ser presidente’ riência de comandar Estados
esse seria o momento de Ser- to. Na primeira eleição do Lula, grandes. Isso é um problema,
ra, declarou: “Política não tem não o apoiaram, nem na primei- FRASES mos saída, a não ser promover sentem participantes da esco- mas é uma sorte também.
fila. Tem acordo ou voto.” Ci- ra do FHC. Apostaram errado. as prévias. Senão elas são abso- lha. Não é bom. Se tiver um
tou Barack Obama, presidente Apostaram em quem estava no “Essa discussão interna é lutamente necessárias e funda- acordo e se chegar a um con- E uma chapa puro-sangue?
dos EUA, que ganhou a eleição poder. Depois migraram para o saudável até certo ponto. Tenho a mentais. Eu digo com a expe- senso em que o partido se sin- Acho que a gente tem condi-
após vencer de virada as pri- poder no primeiro dia. convicção de que não ocorrerá, riência de quem já participou ta confortável, tudo bem. Mas ções até de pensar nisso.
márias democratas. Abaixo, a em função dessa disputa interna, de outros processos de escolha não havendo, havendo real-
entrevista. Como o sr. vê a discussão no PS- nenhum tipo de defecção futura” para a Presidência sem que fos- mente disputa, a prévia é a úni- O sr. citou o processo de 2002,
DB para a escolha do candidato sem mais abertos e participati- ca maneira de solucionar isso. quando perdeu a indicação para
O PMDB é corrupto? em 2010? “Não é tradição (prévias). A vos. E digo: não dá certo. Não é pela cúpula. Serra. Ficou alguma rusga?
Acho que a grande maioria do Essa discussão interna é saudá- tradição é o que chamávamos de Comigo? Zero. Nenhuma. As
PMDB, que tem homens ilus- vel até certo ponto. Tenho a reunião de cardeais. Reuniam 10 O sr. se refere às escolhas de Tucanos riem quando se fala em pessoas acham que eu não me
tres, claro, é hoje formada por convicção de que não ocorrerá, ou 12 e chegavam a conclusões, 2002 (Serra) e 2006 (Geraldo Al- prévias, alegando que o PSDB dou bem com Serra, mas eu
organizações que se especiali- em função dessa disputa inter- mas isso era quando o PSDB era ckmin)? nem estrutura tem. me dou muito bem. O proble-
zaram não mais em atingir a na, nenhum tipo de defecção fu- pequeno. Agora somos grande, Sim. Não dá certo, é complica- Não vejo por que dar risada. ma é que temos até uma rela-
Presidência, mas em conse- tura, e nós temos a felicidade com gente nova, que não tem do, não fica uma coisa legíti- Quando fui presidente do PS- ção muito franca. Às vezes, ele
guir cargos que deem poder e de ter dois grandes candida- aquela cultura dos cardeais” ma. As pessoas não se sentem DB (em 2006), fiz um trabalho diz coisas que eu não gosto, e
recursos. É um partido volta- tos. Se não tiver acordo, não te- envolvidas no processo, não se grande e montei uma estrutu- eu também, o que é bom. ●

próximos meses, todas as


Em evento com prefeitos, 219 cidades, cujas estradas
são de responsabilidade do
Estado, estarão com as
Presidente ataca FHC
Aécio faz críticas a Lula obras em andamento. “Não é
possível que a marca que o
e defende o ProUni
governo federal queira dei-
xar na área viária em Minas
Em discurso, Lula acusa antecessor
Governador aponta ‘absoluto descaso’ da gestão Gerais seja essa de absoluto
descaso para com as nossas de ter inviabilizado escolas técnicas
federal em relação à malha rodoviária de Minas regiões mais pobres.”
Ele afirmou que conver-
WELLINGTON PEDRO/IMPRENSA MG sou com o ministro dos
Eduardo Kattah Transportes, Alfredo Nasci- Wilson Tosta FRASE
BELO HORIZONTE
mento, e propôs que o gover- ENVIADO ESPECIAL
no transfira os trechos e os CABO FRIO Luiz Inácio Lula da Silva
O governador de Minas Gerais, recursos necessários para o Presidente
AécioNeves(PSDB),cobrouon- Estado. “Não é justo penali- Em mais um discurso de ataque “É exatamente o presidente que
tem do governo federal investi- zarmos seis municípios.” a seus opositores, o presidente não teve oportunidade de estudar
mentos em rodovias federais Foiasegundaveznestase- Luiz Inácio Lula da Silva acu- que está fazendo as escolas que
queligamseismunicípiosnoVa- mana que o governador reu- sou ontem as elites brasileiras os que estudaram não fizeram”
le do Jequitinhonha e região niuprefeitos noPaláciodaLi- de se incomodarem mais com a
norte do Estado. Em solenida- berdade. Na terça-feira, che- melhoria das condições de vida
de com prefeitos, Aécio disse fes de 35 municípios confir- dos pobres do que com a misé- Lula criticou parte do movi-
que a marca que o governo do maram adesão a um progra- ria. Ao discursar na inaugura- mento estudantil que se opôs ao
presidente Luiz Inácio Lula da ma de ações de desenvolvi- ção simultânea de três campi ProUni – programa federal de
Silva poderá deixar nessa área mento econômico e social de instituições federais de ensi- bolsaspara carentesemuniver-
é a de “absoluto descaso” com no técnico em Cabo Frio, Volta sidadesprivadas.“Quandocria-
as regiões mais pobres. “TORCIDA” Redonda e Duque de Caxias, no mosoProUni,umgrupodeestu-
Omineiroassinouaautoriza- Como ocorreu na solenidade EstadodoRio,Lulatambémdis- dantes do Brasil, normalmente
ção para o início de obras de as- CÂMARA – Aécio e Aníbal: descontentes devem acatar decisão, diz anterior, ontem o porta-voz parou contra os tucanos e parte ligados à elite brasileira, come-
faltamentoemestradasdeaces- dos prefeitos deu tom políti- da esquerda. çou a fazer discurso de que a
so a 12 municípios mineiros, lo- co ao evento. José João Oli- Opresidente acusouogover- gente ia privatizar a educação
calizadosnasregiõesnorte eva- veira (PDT), prefeito de no Fernando Henrique Cardo- no Brasil”, afirmou. “Sabe por
les do Rio Doce, Jequitinhonha Com Aníbal, prega união Francisco Badaró, disse que so de ter inviabilizado a criação quê? No Brasil tem um tipo de
eMucuri– umtotal de327quilô- ele e os colegas estavam “na de novas escolas técnicas fede- genteque,seestá comendo, não
metros de extensão e investi- ●● ● O governador Aécio Neves que se toma uma decisão, deve- torcida” pela “caminhada” rais. “Em 1998, o ministro da fica com bronca se o outropedir
mentos de R$ 230 milhões. As recebeu para um almoço ontem o se acatá-la”, disse. “Agora é a de Aécio. “Para que muito Educação mandou o Congresso comida para ele. Eles ficam
ações fazem parte do Progra- líder do PSDB na Câmara, José hora de nós termos uma estraté- em breve possamos fazer fazer uma lei tirando do gover- com bronca se o outro estiver
ma Estadual de Pavimentação Aníbal (SP), e defendeu que a gia de enfrentamento no Congres- ecoar por todo País que te- no federal a responsabilidade na outra mesa, comendo a mes-
de Acessos Rodoviários (Proa- bancada do partido se una so. Qual é a agenda que o PSDB mos um governador capaz de fazer escolas técnicas”, dis- ma comida deles, porque eles
cesso), lançado em 2004 e que e estabeleça uma “estratégia de deve apresentar na Câmara? Isso defazerpelosirmãosdo Nor- se, referindo-se a Paulo Renato acham que só eles têm direito.”
até o ano passado consumiu, se- enfrentamento no Congresso”. é que é importante. O resto, nes- destedo Brasil, da Amazônia Souza, que comandou a pasta Em seguida, fez um autoelo-
gundo o governo, R$ 1,4 bilhão. Aécio disse que os desconten- se momento, é irrelevante.” e demais regiões pobres o no governo tucano. gio: “É exatamente o presiden-
Do total de 225 municípios tes com a recondução de Aníbal à Aníbal repetiu a avaliação de que tem sido feito pelo Jequi- Segundo ele, foi necessário te que não teve oportunidade
deMinasque,naépoca,nãopos- liderança devem acatar a decisão que a escolha do candidato tuca- tinhonha, Mucuri, norte de que a União firmasse convênios de estudar que está fazendo as
suíam ligação por asfalto, seis da maioria. A bancada mineira no à Presidência poderá ser feita Minas e demais municípios com prefeituras e ONGs para escolas que aqueles que estuda-
são ligados por trechos sob a apoiou a reeleição do deputado. por meio de uma prévia, se “for desteEstado”, discursouOli- dar andamento ao projeto. “Na ram não fizeram.” No evento, o
responsabilidadedogoverno fe- “Acho que o PSDB é um partido necessária”. “O importante é que veira. teoria, é tudo muito bonito. Mas governador Sérgio Cabral
deral. Eles somam 175,1 quilô- que, por mais que deva respeitar a gente caminhe de forma conver- Na disputa pela vaga de acontece que a maioria das pre- (PMDB) foi vaiado e atribuiu o
metros e a previsão é que a obra as postulações individuais, e elas gente, espírito aberto, ampliando presidenciável tucano em feituras, sobretudo as meno- protesto a adeptos do prefeito
custe R$ 300 milhões. são legítimas, no momento em o diálogo com a sociedade.” ● E.K. 2010, Aécio anunciou que fa- res, não tinha recursos para fa- de Nova Iguaçu, o petista Lind-
O governador disse que, nos rá viagens pelo Brasil. ● zer escolas técnicas.” bergh Farias. ●
ESCALAPB PB ESCALACOR COR
Produto: ESTADO - BR_C - 9 - 06/03/09
A9 - CYANMAGENTAAMARELOPRETO

%HermesFileInfo:A-9:20090306:

SEXTA-FEIRA, 6 DE MARÇO DE 2009


O ESTADO DE S. PAULO
NACIONAL A9
NACIONAL A9

PARTIDOS
NILTON FUKUDA/AE

De olho em 2010,
Dilma vai a missa
de padre Marcelo
Diante de cerca de 15 mil fiéis, ministra e pré-candidata à
Presidência cantou, bateu palmas e leu trecho da Bíblia
CONVIDADA - Dilma (à dir.) foi apresentada como ‘alguém muito importante’ durante a celebração

Julia Duailibi
A ministra da Casa Civil, Dil-
ma Rousseff, participou na
noite de ontem, como convi-
dada especial, de missa cele-
brada pelo padre Marcelo
Rossi, no Santuário do Terço
Bizantino, em São Paulo. O
local, na zona sul paulista,
concentra milhares de pes-
soasduranteosencontrosre-
ligiosos e é conhecido como
ponto obrigatório de políti-
cos em campanha eleitoral.
Para uma plateia de cerca
de 15 mil pessoas, segundo os
organizadores da missa, e
em cima de um palco onde
estavaopadreMarcelo,a mi-
nistra cantou, bateu palmas,
foi molhada no rosto e no ca-
belo por água benta e chegou
a demonstrar certo enfado
depois de quase duas horas
de missa. Batizada e educa-
da na religião católica, como
costuma dizer, Dilma rezou,
mas preferiu não comungar.
Usando novamente ócu-
los, a ministra não despertou
a curiosidade dos fiéis, basi-
camente mulheres, que esta-
vam mais empenhadas em
cantar e rezar. Ela foi apre-
sentada pelo bispo de Santo
Amaro, dom Fernando Fi-
gueiredo,como“alguémmui-
to importante”, mas recebeu
apenas aplausos protocola-
res. Logo depois Dilma foi ao
púlpito e leu um trecho da Bí-
blia, o Livro de Ester.
“Põe em meus lábios um
discurso atraente quando eu
estiver diante do leão e muda
o seu coração para que odeie
aquele que nos ataca, para
que este pereça com todos os
seus cúmplices, e livra-nos
da mão dos nossos inimi-
gos”, leu Dilma, que recebeu
terços da mãe de padre Mar-
celo para levar a Brasília.
A pedido do presidente
LuizInácio Lula da Silva,que
aposta em Dilma para suce-
dê-lo, a ministra tem procu-
rado viajar mais e participar
de eventos populares. No
eventodeontem, dasdezpes-
soas com as quais o Estado
conversou, nove desconhe-
ciam a ministra Dilma.
“Não é o Ronaldinho que
vemaí?”,perguntouadomés-
ticaNeuza daSilva, 42.Infor-
mada de que se tratava de
uma ministra de Lula, ela
completou: “Política? Estou
fora.”Voluntáriasque traba-
lham no santuário também
nãosabiamquemeraaminis-
tra. “Dilma? Quem é?”, per-
guntou a aposentada Guio-
mar Siqueira, 71. “Ah, agora
que você falou acho que sei
quemé.Elaapareceu na tele-
visão”, completou a manicu-
re Maria Conceição, 49. ●
ESCALAPB PB ESCALACOR COR
Produto: ESTADO - BR_C - 10 - 06/03/09 A10-A11 - CYANMAGENTAAMARELOPRETO Produto: ESTADO - BR_C - 10 - 06/03/09 A10-A11 - CYANMAGENTAAMARELOPRETO

%HermesFileInfo:A-10:20090306:

SEXTA-FEIRA, 6 DE MARÇO DE 2009 SEXTA-FEIRA, 6 DE MARÇO DE 2009


A10 NACIONAL O ESTADO DE S.PAULO O ESTADO DE S. PAULO NACIONAL A11

DIPLOMACIA TERRAS PeloBrasil


Promotora cobra desocupações já
Obama e Lula Ela ameaça processar procurador-geral e secretário
nãosejaobedecida.Adecisãofoi forças policiais necessárias ao
ALAGOAS
Assembleia elege
seu novo comando
Depoisdemuita polêmica,a
AssembleiadeAlagoas final-

devem discutir Carlos Mendes


ESPECIAL PARA O ESTADO
BELÉM

A promotora da Vara Agrária


de Castanhal, região nordeste
tomada depois de a promotora
fazer vistoria em várias fazen-
dasinvadidas e constatar que os
sem-terra e os “sem-tora” estão
derrubandoflorestasinteiraspa-
cumprimento das ordens do Ju-
diciário porque, “ao seu juízo de
valor”,omomentonãoatende“à
conveniência do governo”.
Araújofoi procurado pelo Es-
menteelegeu seu novoco-
mando,para obiênio
2009/2010.O deputadoFer-
nandoToledo(PSDB) éo
novopresidenteda Casa.

Cuba e Venezuela
do Pará, Ana Maria Magalhães ra produção de carvão. tado, mas sua assessoria infor- Semadversário,ele foieleito
Carvalho, encaminhou ontem Ela não gostou das declara- mouqueelenãopodiacomentar com18votosdos 24deputa-
ao procurador-geral do Estado, ções de Araújo, a uma emissora ocaso, pois estava no interior do dospresentes à sessão.Os
José Ibrahim Rocha, e ao secre- de TV, de que o princípio de Pará, onde não há sinal de celu- seisdeputados deoposição
tário de Segurança Pública, Ge- quandoecomocumprirosman- lar.OjornalistaEmanoelVilaça, nãoconseguiram número
raldoAraújo,recomendaçãopa- dados expedidos pela Justiça assessordosecretário,disseque suficienteparacompor uma
ra que cumpram imediatamen- “atende à conveniência, à opor- todasasliminaresserãocumpri- chapaparaenfrentar Toledo.
te todas as liminares de reinte- tunidade do Estado”. Para ela, o das, mas é necessário um plano
gração de posse de fazendas in- secretárioassumiu“posturaan- para a retirada dos invasores. “Precisamos fazer muito
Reunião será dia 14, em pleno fim de semana, notícia vadidas pelo Movimento dos
Sem-Terra (MST) e outros gru-
tidemocrática e equivocada em
relaçãoaosprincípiosrepublica-
“Anopassado,somentenafazen-
da São Marcos, em Parauape-
a fim de recuperar
nossos indicadores
que foi recebida como sinal de deferência ao Brasil pos similares em 30 áreas na ro-
dovia Belém-Brasília.
nos e atentatória à regra consti-
tucional”.
bas, foram gastos 15 dias de ope-
raçãodaPolíciaMilitareR$1mi-
sociais precários e
até dramáticos.
Ela ameaça Rocha e Araújo Segundoapromotora,osecre- lhão”,disse.Rocha,emborapro- Estamos aqui para isso,
comaçõescriminaisecivis,caso tário deixa de disponibilizar as curado,nãoquissemanifestar. ● arregaçando as mangas”
Teotônio Vilela Filho,
governador de Alagoas

Patricia Campos Mello


RORAIMA
CORRESPONDENTE
WASHINGTON

O presidente Luiz Inácio Lula da


Silva será recebido pelo colega
Barack Obama na Casa Branca
em pleno sábado, dia 14 de mar-
ço. Originalmente, a visita esta-
va marcada para três dias de-
pois, mas houve um problema de
agenda, obrigando a mudança. Raposa Serra do Sol
Nomeiodiplomático,foiconside- volta à pauta do STF
rada uma deferência ao Brasil o
fato de a visita ter sido remarca- Oministro Marco Aurélio
da para um sábado. Mellodeve apresentarna
Ao todo, o presidente Lula vai próximaquarta-feira, seu
seencontrartrêsvezescomOba- votona ação quediscute a
ma em pouco mais de um mês – demarcaçãodareserva indí-
Washington, em 14 de março; genaRaposa Serra doSol.
Londres, em 2 de abril, na reu- Emdezembro, a sessãodo
nião do G-20; Trinidad Tobago, SupremoTribunalFederal
entre os dias 17 e 19 de abril, na (STF)foisuspensa com8
Cúpula das Américas. votosfavoráveisàdemarca-
ArelaçãoconflituosadosEsta- çãocontínua dareserva.
dos Unidos com a Venezuela e AlémdoministroMarcoAuré-
com Cuba será um dos temas do Protógenes Caiadoexige lio,faltamvotar Celso de
Melloe GilmarMendes.
encontro entre os dois presiden-
tes, na Casa Branca. pede ajuda à dadosde ONGs
Emconversamantidaanteon- RONDÔNIA
temà noite,por telefone,Lula su- Casa Branca ligadasaoMST Justiça Eleitoral
geriu ao presidente venezuela-
no, Hugo Chávez, levar a Obama e Protógenes cassa 3 vereadores
essas dificuldades. A proposta
foi aceita. A informação foi dada
peloprópriopresidentevenezue-
D Queiroz para Ba-
rack Obama:
“Contamos com a sua
Luciana Nunes Leal
BRASÍLIA
AJustiça Eleitoral deRondô-
niacassouo mandatodos
vereadoresIsaúRaimundo
lano, em entrevista concedida vigilância e com o seu O líder do DEM na Câmara, daFonseca eReinaldo Perei-
ontem em Caracas, e também apoio para que os pro- RonaldoCaiado(GO),encami- radeAndrade,ambos deJi-
confirmada por assessores do cessos de avaliação e nhou ontem ao Ministério do Paraná,eEdilson Cavalcante
Palácio do Planalto. divulgação dos dados DesenvolvimentoAgrário pe- Procópio,de SãoMiguel do
contidos nos 12 discos dido de informações sobre re- Guaporé.Adecisão foitoma-
REAVALIAÇÃO rígidos em poder da passes do governo a ONGs dapela 30.ª ZonaEleitoral de
Desde a vitória de Obama, Lula CIA não sejam obstruí- que teriam ligação com o Mo- Ji-Paranádiantedadenúncia
jádefendia o debatesobre os paí- dos.” Em carta ao presi- vimento dos Sem-Terra decompradevotosnas elei-
ses que mantêm relação confli- dente, o delegado da (MST). O deputado apresen- çõesde2008, apresentada
tuosa com os EUA. Em conver- Operação Satiagraha tou uma lista de nove institui- peloMinistérioPúblicoEleito-
sas por telefone, no ano passado diz que os HDs foram ções que tiveram os repasses ral.Caberecurso.
e neste ano, Lula pediu que Oba- apreendidos na casa de aumentadosde 2006emdian-
ma reavaliasse as relações de Daniel Dantas, a quem te, depois da conclusão da
seu país com a América Latina. chama de “bangster” e CPI da Terra, em compara- SÃO PAULO
O presidente brasileiro já pe- enviados aos EUA para ção com o período entre 2003 Supremo derruba
diu publicamente que os Esta- perícia. Alega que a e 2005. Ele mostrou, também,
dos Unidos reavaliem embargo abertura dos dados reve- quatro ONGs que perderam sequestro de verba
econômico imposto a Cuba, uma lará “esquemas de cor- recursos depois de serem in- OgovernodeSãoPaulocon-
das agendas mais delicadas pa- rupção no Brasil com vestigadas. O ministério ale- seguiuderrubarnoSTFdeci-
ra os americanos na região. reflexos no seu país”. gou, via assessoria, que firma sãodoTribunaldeJustiça
Assessores do Planalto obser- Cita Martin Luther convênios com diversas insti- quedeclararasequestrode
vam que, desde o governo do ex- King: “Justiça atrasada tuições e a proximidade com verbasparapagamentode
presidente George W. Bush, Lu- é justiça negada.” ● o MST não é critério para precatório.DecisãodoTJ
la vem sendo tratado pelos Esta- aprovar convênio, mas sim os consideroudesnecessário
dos Unidos como um interlocu- Fausto Macedo projetos encaminhados. ● emitirnovoprecatóriopara
tor importante na região. ● SÃO PAULO pagarsaldodoprecatório
COLABOROU LEONENCIO NOSSA original,porinadimplênciado
Estado,epermitiasequestro
deverba.OjuízodoTJfoire-
jeitadopeloministroJoaquim
PALÁCIO DO PLANALTO Barbosa,relatordarecurso.

Exército vai supervisionar obra DISTRITO FEDERAL


Mulheres pleiteiam
Lula vai despachar no Centro Cultural Banco do Brasil anistia política
CELSO JUNIOR/AE Asmulheresqueenfrenta-
rama ditaduramilitarserão
lembradas,hoje,noatoMe-
móriasdofeminino: vivên-
cias,resistênciaeprotagonis-
monaslutaspordemocracia,
às9horas noSalãoNegrodo
MinistériodaJustiça.Um
totalde17pessoas, amaioria
mulheres,teráseuspedidos
deanistiajulgadospor um
grupoespecialdeconselhei-
rasdaComissãodeAnistia
doMinistério daJustiça.

RIO GRANDE DO NORTE


Prefeito acusado de
coagir testemunhas
Acusadodecompradevotos
edepressionar testemunhas
MUDANÇA – Carregadores de empresa terceirizada começam a retirar móveis do Palácio do Planalto aprestar depoimentosfalsos
àJustiça Eleitoral,o prefeito
BRASÍLIA
lha da empresa que faria a obra. Banco do Brasil (CCBB), a cer- deMacau,FlávioVieira Ve-
Não está descartada a partici- ca de 5 quilômetros da Praça ras,deveresponderaproces-
Diante da burocracia, o governo pação de empresas nas obras, dosTrêsPoderes.DilmaRous- socriminal.Oprocessotrami-
decidiu chamar o Exército para mastodaa supervisão estarásob seff (Casa Civil) e Franklin tanoTribunal RegionalFede-
coordenar a reforma do Palácio responsabilidade dos militares. Martins(ComunicaçãoSocial) ralda 5ªRegião –nacondi-
doPlanalto.Adecisãofoitomada Ainda neste mês, o Planalto se- são os únicos ministros que çãodeprefeito,Veras tem
depois da tentativa frustrada de rá fechado para a primeira refor- vão despachar no CCBB. On- foroprivilegiado.Secondena-
contratar uma empresa privada maestruturaldesdesuainaugura- tem, um caminhão de uma em- do,ele pode teruma penade
parafazeroserviço.Naterça-fei- ção, em 1960. O gabinetedo presi- presa terceirizada fazia a mu- reclusãodeum aoito anos,
ra, a comissão de licitação do pa- dente Lula será transferido após dança de assessores. ● TÂNIA maismulta.
lácio cancelou processo de esco- o dia 16 para o Centro Cultural MONTEIRO e LEONENCIO NOSSA
ESCALAPB PB ESCALACOR COR
Produto: ESTADO - BR - 12 - 06/03/09
A12 - CYANMAGENTAAMARELOPRETO

%HermesFileInfo:A-12:20090306:

SEXTA-FEIRA, 6 DE MARÇO DE 2009


A12 O ESTADO DE S.PAULO

INTERNACIONAL
ONGs alertam que milhões
morrerão de fome no Sudão
Organizações foram expulsas do
país após pedido de prisão contra
o presidente Bashir q PÁG.14

AMÉRICA LATINA

Expurgados cubanos admitem ‘erros’


Em cartas semelhantes, ex-chanceler e ex-vice-presidente renunciam a cargos no governo e no PC e juram lealdade a Fidel
ALEJANDRO ERNESTO/EFE

HAVANA

Afastados de seus cargos na se- Reforma


gunda-feira,CarlosLage,ex-se-
cretário executivo do Conselho esquenta
de Ministros de Cuba, e Felipe
Pérez Roque, ex-chanceler do debate sobre
país, renunciaram a todos os
postos que ainda ocupavam no sucessão
governo e no Partido Comunis-
ta. Em cartas endereçadas ao
presidente Raúl Castro na ter- HAVANA
ça-feira e publicadas ontem nos
jornais Granma e Juventude Re- O afastamento de dois dos
belde,os doisdisseramreconhe- mais destacados políticos jo-
cer seus “erros” e admitiram vens de Cuba deixa mais dú-
“total responsabilidade” por vidas do que nunca quanto a
eles.Ostextos,porém,não espe- quem conduzirá o país quan-
cificam quais foram os “erros”. do os irmãos Castro e seus
Os documentos foram divul- contemporâneos de cabelos
gados dois dias depois de o líder grisalhos morrerem.
cubano Fidel Castro ter justifi- O presidente Raúl Castro
cado a ampla reformulação do está com 77 anos. Seu braço
gabinete feita por seu irmão e direito, escolhido a dedo, Jo-
acusadoos dois, indiretamente, sé Ramón Ventura, tem um
de excesso de “ambição” e con- anomenos.E nãohásucesso-
duta“indigna”.Raúl nomeouoi- res óbvios da próxima gera-
to nove ministros e fundiu qua- ção entre os funcionários –
tro ministérios em dois. na maior parte obscuros – do
O texto de ambas as cartas, Partido Comunista, entre os
embora usem palavras diferen- militares e os burocratas
tes, tem o mesmo teor e segue que repentinamente foram
um padrão idêntico. No primei- promovidos esta semana na
roparágrafooslíderesapresen- maior reformulação no alto
tam a renúncia, em seguida ad- MEA-CULPA - Cartas de Carlos Lage e Pérez Roque publicadas no ‘Granma’, órgão do PC cubano: ambos assumem ‘erros’, sem especificar quais escalão da cúpula cubana em
mitemos “erros”e, nofinal,rea- décadas.
firmam sua lealdade à revolu- tados como possíveis sucesso- los e subtramas”, afirmou um que Lage tenha traído o gover- 1999 Vários dos possíveis her-
ção, a Fidel e a Raúl. res do líder quando ele renun- estudante universitário em Ha- no”, disse Juan Carlos Hernán- É nomeado ministro deiros dos irmãos Castro fo-
das Relações
“Reconheço os erros cometi- ciou ao poder, em 2008. vana,quepediuanonimato.“Te- dez, aposentado, que trabalhou Exteriores
ram postos de lado, morre-
dos e assumo a responsabilida- Desde que foram afastados, mos o direito de saber quais fo- para Lage quando ele era ainda ram ou ficaram velhos de-
de”, diz a carta de Lage. “Reco- Lage e Pérez Roque têm evita- ramesseserros,sóassimenten- um líder estudantil. PODER MÁXIMO mais para serem algo mais
nheço plenamente que cometi do aparecer em público. Ape- deremos toda a história.” ● AFP e REUTERS 1993 do que líderes tapa-buraco.
erros (...) assumo minha total nas na terça-feira alguns jorna- “Custa-me entender porque Torna-se vice- As duas possibilidades mais
1992 presidente do
responsabilidadepor eles”,afir- listas viram Lage junto a seu su- eu tinha Lage e Felipe em um Entra para o recentes eram justamente
Conselho de Estado,
ma a carta de Pérez Roque, que cessor, o general José Amado pedestal”,diz a aposentadaMa- Conselho de atuando como um
os que foram afastados – o
começa com um “Querido Guerra, no palácio do governo. ría López. “Foram homens que Estado primeiro-ministro chanceler Felipe Pérez Ro-
1991
Raúl”. acumularam méritos e pare- Torna-se CONSOLIDAÇÃO que,de43anos,eovice-presi-
O reformista Lage, de 57 MOTIVOS ciam dedicados à revolução.” membro do dente Carlos Lage, de 57.
1986
anos, responsável pela política Apesar da publicação das car- A referência de Fidel em seu Comitê Central É nomeado “Um congresso do Parti-
econômicaparacombater acri- tas, muitos cubanos ainda se artigo a “inimigos externos” ali- do PC e, um ano integrante do Birô do Comunista a realizar-se
sedosanos90,renunciouàvice- perguntam quais foram os mentou ainda mais especula- depois, vira Político do PC; este ano poderá trazer à luz
secretário quatro anos depois,
presidência do Conselho de Es- reais motivos do afastamento. ções. “Talvez seja algum caso pessoal de Fidel
futuros sucessores – talvez
tado, a integrar o Birô Político e “Parece um novela, com capítu- de corrupção, mas não acho é chamado por entre os militares cubanos –,
Fidel ao Conselho
oComitêCentral do PartidoCo- PERTO DE FIDEL mas, por enquanto, a saída
de Ministros para
munista, assim como à cadeira
de deputado. No texto enviado Ascensão e queda 1986
1980
Entra para o
combater a crise
econômica
de Lage deixa Cuba sem um
claro candidato futuro à pre-
a Raúl, diz que continuará ser- Com carreiras parecidas, políticos de É eleito Comitê Central do sidência”, afirmou o econo-
vindo à revolução “em meu no- grande poder em Cuba são afastados deputado da PC e para o Grupo mistaedissidentecubanoOs-
repentinamente do governo Assembleia de Apoio ao
vo posto de trabalho”, sem citar Nacional Comandante- 2009
car Espinosa Chepe.
onde passará a trabalhar. Chefe, diretamente SEGUNDA-FEIRA:
PérezRoque,de44 anos,con- ELEIÇÃO ligado a Fidel Raúl reforma gabinete; os dois
siderado mentor da política ex- Felipe Pérez 1982
Filho de Raúl
Aos 17 anos, é eleito 1976 são destituídos
terna que tirou Cuba do isola- Roque
mento nos últimos anos, renun- Engenheiro
presidente da
Federação de
É eleito
deputado da TERÇA-FEIRA:
poderia ser
ciou à sua vaga no Conselho de eletricista, Estudantes do Ensino Assembleia Fidel faz crítica indireta, escolhido como
Estado, no Comitê Central do 44 anos Médio; seis anos Nacional
PC e à cadeira de deputado. Há depois, preside a FEU
chamando “alguns ministros” sucessor
de ambiciosos e indignos
dez anos como chanceler, ele LIDERANÇA ESTUDANTIL
era o único funcionário do alto QUINTA-FEIRA: O fortalecimento do Exér-
escalão a ter nascido após a Re- Carlos Lage 1969
Em carta, Roque e Lage cito no alto escalão do gover-
Médico Entra na faculdade e logo
volução Cubana, de 1959. se torna presidente da admitem “erros” e renunciam a no eleva o cacife do general
Lage e Pérez Roque, inte- pediatra, Ulises Rosales del Toro, de
Federação dos todos os outros cargos, incluindo
grantes da chamada “ala jo- 57 anos Estudantes Universitários 67 anos. Ex-ministro do Açú-
às cadeiras de deputado
vem” do regime, foram muito (FEU) car,DelToroassumiuemno-
próximosaFideleestiveramco- QUEDA vembro o posto vacante de
INFOGRÁFICO/AE
ministrodaAgricultura.Em-
bora seja bem conhecidos
dos cubanos, Del Toro é co-
Magnoli,emreferênciaaosjulga- também foi recorrente. medido o bastante para evi-
Processo de expurgo é mentos soviéticos da década de
30, que limparam a cúpula da
URSS de opositores ao ditador
O caso cubano não foge à re-
gra. Possível sucessor de Fidel
Castro, o herói da Baía dos Por-
tar a ira de Castro por ser
muito ambicioso.
ParaosociólogoJaime Su-

parecido em regimes duros JosefStalin.Ritualmente,osacu-


sados–figuraspopularesdoregi-
me – diziam-se culpados e eram
cos e líder militar em Angola,
Arnaldo Ochoa, estranhamen-
te admitiu a acusação de tráfico
chlicki, da Universidade de
Miami, outra figura a se ob-
servar é Ramiro Váldez, de
condenadosàmorte.Assim,Sta- de drogas à ele imputada – que 76anos,umradicalque pode-
Figuras em ascensão desaparecem após admissão de ‘erros’ lin assegurou seu poder total. levou à sua execução. Em 1999,
foi a vez do chanceler Roberto
ria ser uma eventual solução
de compromisso entre o
‘DAZIBAO’ Robaina deixar o círculo de po- Exército e seus líderes revo-
DIVULGAÇÃO-21/11/1980 A Revolução Cultural chinesa der, reconhecendo ter cometi- lucionários – civil, ele lutou
Roberto Simon tambémusou amplamenteoex- do “erros políticos e éticos”. ao lado dos irmãos Castro e
purgocomoinstrumentodedis- A falta de clareza nas regras Che Guevara na Revolução
Um nome em ascensão dentro puta dentro do PC. Para derro- de sucessão desses governos de1959 e detém o título hono-
do regime acaba expurgado tar seus opositores, entre eles o converteria a disputa pelo po- rário de “comandante”. Val-
com grande alarde, acusado de futuro líder Deng Xiaoping, der em “tramoias palacianas”, dez foi sondado para substi-
trair a revolução. Em seguida, o Mao Tsé-tung conseguiu sedu- diz Magnoli, algo inerente a to- tuir Rivero Torres na vice-
“traidor” vema público e, estra- zir as massas e monopolizar o dos os governos revolucioná- presidência de Gabinete, na
nhamente, confirma as acusa- processo revolucionário. rios desde a França de 1789. Pu- segunda-feira.
ções ao anunciar o fim de sua Depois da morte de Mao, foi a blicamente, acusações de trai- A escritora Anna Maria
carreiranopartido.Eassimaca- vez de Deng isolar todas as figu- ção, aliança com o inimigo ou Bardach acha que uma alter-
ba sua existência na história da ras que pudessem ser associa- corrupção buscam justificar a nativa para a presidência po-
revolução. O roteiro do afasta- da ao ex-líder. Sua viúva, Jiang manobra à população. de ser o filho de Raúl Castro,
mento do chanceler Felipe Pé- Qing – a “Madame Mao” – e o Ohistoriadorda PUC-SP An- Alejandro, conselheiro do
rezRoqueedosecretárioexecu- restanteda“camarilhados qua- tônio Pedro Tota também vê se- pai e funcionário do Ministé-
tivo do Conselho de Ministros tro”, que comandou a Revolu- melhanças entre vários casos, rio do Interior. “Se tivesse
Carlos Lage não parece novo e ção Cultural, foram sentencia- mas pede cautela com generali- que apostar, seria na família
poderia ser encarado como um dos à morte em julgamentos zações. Para ele, a “repetição de de Raúl”, disse ela. ● AP
processoinerenteasistemasre- transmitidos à população. padrões históricos é limitada”
volucionários. O expurgo e seus ‘CAMARILHA DOS 4’ – Jiang Qing, viúva de Mao (dir.), no banco dos réus A autocrítica feita por expur- e, no caso cubano, poderia es-
rituais, afirmam especialistas, gados chineses chegou a ga- conderparticularidadesdoregi-
seriam uma constante na histó- envolveram milhões de mortes lar semelhanças. nhar uma denominação pró- me.“Éimpossível, por exemplo,
Os 50 anos da Revolução Cubana:
ria de regimes de partido único. eculminaramemsistemastota- “O paralelo com os processos pria: “Dazibao”. Nos regimes entender a revolução de Fidel especial traz vídeo, fotos, análise
Diferentemente de Cuba, os litários.A análise da disputa pe- de Moscou é óbvio”, afirma o so- de outros países asiáticos, co- semconsideraraculturaeocon-
www.estadao.com.br/e/a12
exemplos soviético e maoista lo poder, entretanto, pode reve- ciólogo e geógrafo Demétrio mo Laos e Vietnã, o expurgo texto latino e caribenho”, diz. ●
ESCALAPB PB ESCALACOR COR
Produto: ESTADO - SP - 13 - 06/03/09
A13 - CYANMAGENTAAMARELOPRETO

%HermesFileInfo:A-13:20090306:

SEXTA-FEIRA, 6 DE MARÇO DE 2009


O ESTADO DE S. PAULO
INTERNACIONAL A13
INTERNACIONAL A13

AMÉRICA LATINA
teu contra o ministro da Defesa
Chávez dá posse a comando militar renovado daColômbia, Juan ManuelSan-
tos, chamando-o de “persona-
gem sinistro”, de “infinita arro-
gância”.
Presidente venezuelano diz que Forças Armadas retomam ‘caminho da revolução socialista’ A declaração foi feita em res-
posta a uma entrevista de San-
tos, na qual ele dizia que qual-
CARACAS
zuelanumapotênciamoral,eco- quer ataque colombiano a guer-
nômica, tecnológica e social; e rilheiros das Forças Armadas
O presidente da Venezuela, Hu- umapotência verdadeiraneces- Líder intervém em terras de empresa irlandesa Revolucionárias da Colômbia
goChávez, deu posse ontem aos sita ter Forças Armadas poten- (Farc), “mesmo que eles não se
quatro novos comandantes da tes”,disseopresidentevenezue- ●● ●O presidente da Venezuela, vez. O anúncio foi feito durante prietários da empresa, que opera encontrem dentro” das frontei-
ForçaArmadaNacionalBoliva- lano na cerimônia realizada no Hugo Chávez, anunciou ontem a um ato oficial, no qual ele tam- na Venezuela desde 1954. ras da Colômbia, seria “um ato
riana (FANB), anunciando que Forte Los Caribes, no Estado intervenção de 1,5 mil hectares bém anunciou a desapropriação Na quarta-feira, Chávez anun- de legítima defesa”.
os militares “retomaram” o ca- de Cojedes, região centro-oeste de terras da filial da multinacio- de outro terreno, com “2.237 hec- ciou a expropriação de uma bene- A declaração foi recebida co-
minho da “revolução socialis- da Venezuela. nal irlandesa Smurfit Kappa, que tares”, no município Simón Pla- ficiadora de arroz, filial da empre- mo uma ameaça velada tanto
ta” na Venezuela. Esta semana, Chávez já ha- produz papel. Uma propriedade nas, no Estado de Lara (oeste). O sa americana Cargill, acusada de pela Venezuela quanto pelo
As mudanças incluem o co- via nomeado temporariamente de “1,5 mil hectares” onde se ministro de Obras Públicas e Ha- boicotar a venda de arroz branco, Equador. O presidente colom-
mando do Exército e da Aero- o atual vice-presidente, Ramón “planta eucalipto sofreu interven- bitação, Diosdado Cabello, disse cujo preço é controlado. Ele tam- biano, Álvaro Uribe, chamou a
náutica, além da Milícia Boliva- Carrizález,parachefiaroMinis- ção ontem”, no âmbito da “revo- que nas terras da Smurfit é plan- bém ameaçou expropriar a Polar, atenção de Santos e disse que
riana Nacional e do Centro Es- tério da Defesa. lução agrária” e socialista em tado um tipo específico de madei- a maior produtora de alimentos ele deveria tomar mais cuidado
tratégico Operacional. Emumadesuasprimeirasde- curso na Venezuela, disse Chá- ra que só traz benefícios aos pro- da Venezuela. ● EFE com suas declarações. ●
“Vamos transformar a Vene- clarações, Carrizález arreme- EFE E AFP

DIPLOMACIA
FRANCOIS LENOIR/REUTERS

Otan decide Artigo


A atuação
retomar globalizante
dos EUA
relações Gilles
Lapouge*

com Rússia oncluída sua via-

Medida busca intensificar apoio de


Moscou à aliança no Afeganistão
ESFORÇO DIPLOMÁTICO – Hillary em reunião em Bruxelas: proposta para discutir violência no Afeganistão
C gem pelo Oriente
Médio,HillaryClin-
ton desembarcou
ontem em Bruxe-
las, onde se reuniu com seus
homólogos da Otan. Amanhã,
segue para Genebra, onde se
encontrará com o chanceler
BRUXELAS COOPERAÇÃO russo, Serguei Lavrov.
Nada é por acaso esse pro-
Chanceleres da Organização ● Interesses comuns: Rússia e Washington convidará Irã para cúpula regional grama. Os americanos perse-
do Tratado do Atlântico Norte Otan poderiam intensificar ajuda guemtrêsobjetivos,aparente-
(Otan) reunidos em Bruxelas, na estabilização do Afeganistão O governo do presidente ame-
●● ● dia 31. “No Afeganistão e no Pa- cito e da polícia afegã para que mentediscordantes,masliga-
na Bélgica, decidiram ontem ricano, Barack Obama, pretende quistão temos uma ameaça co- assumam a responsabilidade da dos. Em primeiro lugar, dei-
retomar as relações formais ● Divergências: Moscou é contra a convidar o Irã para uma conferên- mum, um desafio comum e uma segurança dos afegãos", ressal- xarclaroqueosEUAdeBara-
da aliança com a Rússia na es- adesão da Geórgia e da Ucrânia à cia internacional sobre o Afega- responsabilidade comum”, afir- tou a secretária de Estado. ck Obama, contrariamente a
perança de conseguir mais aliança nistão planejada para o fim do mou Hillary, lembrando que Oba- A declaração de Hillary rece- George W. Bush, respeitam
apoio de Moscou em sua bata- mês em um local ainda a ser de- ma se comprometeu a enviar 17 beu forte apoio do chanceler fran- seus aliados, especialmente a
lha para estabilizar o Afeganis- terminado. O anúncio foi feito mil soldados a mais para o Afega- cês, Bernard Kouchner, que disse Europa. Segundo, tornar a
tão. Os laços entre as partes fo- reia do Norte. Hillary assegu- pela secretária de Estado dos nistão. “É um jeito de reunir to- esperar a confirmação da presen- Otan mais dinâmica. E por úl-
ram suspensos em agosto, rou que os EUA estão compro- EUA, Hillary Clinton, durante a das as partes interessadas.” ça de Teerã no encontro. O secre- timo, reencontrar o caminho
após a ofensiva do Kremlin na metidos a reforçar a aliança reunião de ontem dos chancele- Desde sua posse, em janeiro, tário-geral da Otan, Jaap de etalvezaamizadedeMoscou.
Geórgia. transatlântica e impulsionar res da Otan em Bruxelas, na Bél- o presidente americano vem dan- Hoop Scheffer, afirmou que to- É o capítulo russo que pre-
“A Rússia é um importante uma “Europa forte”. Ela dará gica. do sinais de uma possível reapro- dos os ministros presentes em domina. Desde que assumiu o
interlocutor mundial e não se continuidade à estratégia do “Se essa reunião acontecer, é ximação do Irã, país com o qual Bruxelas concordaram que é ne- cargo, Obama tem tranquili-
relacionar com ela não é uma governo do presidente Barack esperado que o Irã seja convida- Washington não mantém rela- cessário dar um enfoque regional zado Moscou. E deve acabar
opção”, afirmou o secretário- Obama de se reaproximar da do por ser vizinho do Afeganis- ções diplomáticas desde 1979. à crise, além de oferecer um es- com a desavença provocada
geral da Otan, Jaap de Hoop Rússia hoje ao se encontrar tão”, disse Hillary. De acordo “Devemos aumentar nossa ajuda forço civil mais coordenado e mo- pelainvasãodaGeórgia,orde-
Scheffer. Segundo ele, a próxi- com o chanceler russo, Seguei com a chefe da diplomacia ameri- ao desenvolvimento, contribuir bilizar mais tropas de seguran- nada pelo presidente Dmitri
ma reunião do Conselho Otan- Lavrov, em Genebra. ● cana, a reunião deve ocorrer no na formação e no reforço do Exér- ça. ● AFP, EFE E REUTERS Medvedev. Já está sendo
Rússia deve ocorrer depois de AP, AFP, EFE E REUTERS anunciada uma sessão ex-
uma reunião da aliança marca- traordinária Otan-Rússia,
da para os dias 3 e 4. cujos trabalhos foram parali-
O Kremlin recebeu bem a no- sados pelos 26 países aliados,
tícia, afirmando que era uma para condenar a intervenção
“ação promissora” em termos russa na Geórgia.
de estabilidade e segurança no Obamaenviouumacartaa
Afeganistão. “Essa decisão é Medvedevemfevereiro. Oas-
positiva”, disse o embaixador sunto: resolver o psicodrama
russo na Otan, Dmitri Rogozin. do escudo antimíssil, que os
Antes da reunião da Otan, a EUA querem instalar no Les-
Rússia havia dito que permiti- te Europeu e deixou os russos
ria o trânsito de materiais do “enlouquecidos”. Na carta,
Exército americano para o Afe- Obama explicou que os EUA
ganistão. A aliança vem enfren- buscam se proteger do Irã.
tando constantes ataques de Acrescentou que, se a Rússia
militantes às suas rotas de se dispuser a trabalhar com
abastecimento no Paquistão e Washington, isso poderá for-
espera que a ajuda russa se ex- çar os iranianos a serem mais
panda para o tráfego aéreo de sensatos. No caso, o escudo já
suprimentos na região. não seria necessário. Os rus-
Para obter o acordo, os chan- sosresponderamvagamente,
celeres tiveram de vencer a du- mas não fecharam a porta.
ra oposição da Lituânia, uma Os americanos querem
das ex-repúblicas soviéticas, igualmente fortalecer a Otan.
que considerou a decisão “pre- Éisso que vai dar brilho à reu-
matura”. O representante do nião de cúpula marcada para
país na Otan ainda afirmou que oiníciodeabrilemEstrasbur-
seria mais prudente encorajar go. A França provavelmente
a Rússia a ser mais “cooperati- anunciaráseuretornoàalian-
va” antes de retomar os laços ça, após meio século de desa-
com o Kremlin. vença. Serão acolhidos novos
membros? Sem dúvida, a Al-
NOVA FASE bânia. A Croácia, talvez.
Antes do anúncio, a secretária Por outro lado, Ucrânia e
de Estado dos EUA, Hillary Geórgiacontinuarãobatendo
Clinton, havia pedido uma no- na porta. E ela não será aber-
va fase das relações da aliança ta. Qual a razão? Porque es-
com Moscou, mas com a ressal- sesdoispaísesestãonaantes-
va de que as portasda organiza- sala da Rússia. Aceitar seu in-
ção deveriam continuar aber- gresso na Otan alimentaria a
tas para a Geórgia e Ucrânia – impressão de “cerco” que os
adesão à qual o Kremlin se russos estão sentindo. Aliás,
opõe. Hillary ainda disse que foi para impedir a entrada da
chegou o momento de explorar Geórgia na Otan que a Rússia
um “novo começo” com o go- lançou sua violenta operação
verno russo. “Temos de encon- contra o país no ano passado.
trar maneiras de trabalhar É cedo para um prognósti-
construtivamente com a Rús- cosobre a diplomacia de Oba-
sia nas áreas que compartilha- ma.Maselaédegrandevisão,
mos interesses em comum”, preocupada com os equilí-
disse a secretária brios e interações que se for-
Segundo ela, os russos pode- mam entre as grandes zonas
riam ajudar no plano de estabi- domundoenoâmbitodecada
lização do Afeganistão, além uma dessas zonas. ●
de contribuir para temas como
o controle de armas e as ques- * Giles Lapouge é
tões referentes ao Irã e à Co- correspondente em Paris
ESCALAPB PB ESCALACOR COR
Produto: ESTADO - BR - 14 - 06/03/09
A14 - CYANMAGENTAAMARELOPRETO

%HermesFileInfo:A-14:20090306:

SEXTA-FEIRA, 6 DE MARÇO DE 2009


A14 INTERNACIONAL O ESTADO DE S.PAULO

ÁFRICA NoMundo

Milhões passarão fome, alertam EUA


Obama reformará
saúde até fim do ano
O presidente dos EUA, Barack

ONGs expulsas do Sudão Obama, apresentou ontem a


ambiciosa proposta de am-
pliar a cobertura do sistema de
saúde pública a todos os ameri-
canos. “Desta vez é diferente”,
ONU pede que Cartum reconsidere medida, uma represália à ordem de prisão contra presidente disse Obama, reconhecendo
que várias projetos semelhan-
tes já fracassaram. “Desta vez
PHILLIP DILL/EFE não podemos discutir se todos
Jamil Chade os americanos têm direito a
CORRESPONDENTE cuidados médicos de qualida-
GENEBRA de e baratos”, afirmou durante
reunião com deputados, espe-
As organizações não-governa- cialistas, associações e repre-
mentais que foram expulsas do sentantes dos laboratórios. “A
Sudão alertam que milhões de única questão é como.” Segun-
pessoas podem passar fome do o último censo, 46 milhões
sem a ajuda internacional. de americanos – o que repre-
Ontem, o governo sudanês senta 15% da população – não
disse que estava cassando as li- têm nenhuma cobertura médi-
cenças de mais de dez entidade ca. Segundo o presidente, a
por causa de indícios de que reforma deve ser desenhada
elas tenham passado informa- até o fim do ano.
ções sobre o país para os servi-
çossecretos dos EUA, Europa e
para o Tribunal Penal Interna- ÍNDIA
cional. Objetos de Gandhi
Na quarta-feira, o tribunal,
com sede em Haia, emitiu uma serão repatriados
ordem internacional de prisão Um indiano arrematou ontem
contra o presidente do Sudão, por US$ 1,8 milhão, em um
Omar al-Bashir, acusado de cri- leilão de Nova York, objetos
mes contra a humanidade e cri- pessoais que pertenceram ao
mesdeguerraporcausa docon- líder Mahatma Gandhi e pro-
flito na região de Darfur, que meteu doá-los ao seu país. O
deixou 300 mil mortos e 2,7 mi- vendedor tentou cancelar o
lhões de refugiados desde 2003, leilão dos pertences – um ócu-
segundo a ONU. ALERTA – Presidente Bashir (C) é saudado em Cartum por partidários: vice-ministro diz que prisão do presidente causará ‘banho de sangue’ los, sandálias, relógio, um pote
A expulsão das ONGs terá e um prato – depois que Nova
umimpactodireto sobreos pro- Para o governo sudanês, a vista coletiva em Genebra. Délhi protestou, afirmando
jetos humanitários da ONU e é MSF é uma das entidades que Segundo ele, o tribunal que os objetos fazem parte de
vista como uma retaliação indi- Decisão do TPI inquieta Brasil divulgou “provas falsas” sobre não tem poderes no Sudão e sua história e devem ficar em
reta do Sudão contra a organi- o Sudão às autoridades estran- o governo de Cartum está fa- um museu indiano. “Estou cer-
zação. Várias entidades, entre O governo brasileiro teme que
●● ● com o processo de desertificação geiras. A entidade rejeitou a zendo o possível para encon- to que todos ficarão felizes em
elas a Oxfam e a Care, pediram a ordem de prisão do presidente da região, no início da década. acusação. “É um absurdo que trar os responsáveis pelos saber que esses itens voltarão
ontem que o Sudão reveja sua do Sudão, Omar al-Bashir, rea- Por enquanto, o Itamaraty si- estejamos sendo acusados dis- crimes dos últimos anos. para casa”, disse V.J. Mallya,
posição. O secretário-geral da cenda conflitos internos poten- lencia sobre o caso. De um lado, so”, afirmou o diretor de Opera- “Portanto, não precisamos comprador do lote. “Nunca
ONU,BanKi-moon,tambémpe- cialmente mais graves que o de o País – única nação latino-ameri- ções da de MSF, Arjan de uma corte internacional”, imaginei que isso fosse causar
diu a Cartum que continue a Darfur. A decisão do Tribunal Pe- cana que tem uma embaixada no Hehenkamp. disse Zomrawi. tanta controvérsia”, disse ex-
cooperar com as organizações. nal Internacional (TPI) causou Sudão – sempre foi entusiasta do Ontem, em uma declara- proprietário das peças, James
Segundo a ONU, 4,7 milhões inquietação em Brasília. No Ita- fortalecimento do TPI. De outro, MANDADO DE PRISÃO ção inesperada, o próprio Otis. “Espero que tenhamos
de pessoas no Sudão dependem maraty, prevalece a avaliação de não poderá se manter omisso às Ovice-ministrodaJustiçasuda- presidente da Assembleia- alcançado um resultado que
de ajuda internacional para se que o tribunal desconsiderou a críticas dos países africanos e nês, Abdoldaem Mohameain Geral da ONU, Miguel d’Es- seria aprovado por Gandhi.”
alimentar. Metade do trabalho complexidade do quadro político árabes – que se opõem à conde- Ali Zomrawi, advertiu ontem coto Brockmann, criticou o
de distribuição dos alimentos e do Sudão e, ao determinar a pri- nação – por causa da prioridade que qualquer tentativa da ONU TPIeinsinuouqueoex-presi-
remédios da ONU era feita por ORIENTE MÉDIO
são de Bashir, expôs o país ao dada à diplomacia brasileira a de fazer cumprir o mandado de dente americano George W. AHMAD GHARABLI/AFP
meio das ONGs expulsas. risco de retomada de uma violen- essas regiões e do objetivo de prisão contra Bashir causará Bush também deveria ser in-
O vice-ministro de Justiça do ta guerra civil. alçar o Brasil a uma vaga perma- um “banho de sangue” no Su- diciado. Um dos motivos pa-
Sudão, Abdoldaem Moha- O conflito em Darfur tem moti- nente no Conselho de Segurança dão e a provável desintegração ra a criação do TPI foi o de
meain Ali Zomrawi, disse que a vação étnica e tribal, e surgiu da ONU. ● DENISE CHRISPIM MARIN do país. “A decisão manda um garantir que indivíduos res-
expulsãodas ONGs nãoresulta- recado totalmente errado aos ponsáveis por crimes contra
rá “necessariamente em uma rebeldes para que não se sen- a humanidade fossem julga-
falta de alimentos”. dadescomoMédicosSemFron- entidades receberam 24 horas tem à mesa de negociações. As- dos, se a Justiça de seus paí-
Cartum afirma que está in- teiras(MSF)eAçãocontraaFo- para deixar a região de Darfur, sim, nunca teremos paz. Obvia- ses não os julgasse. Essa se-
vestigando “dezenas” de ONGs me, carros foram apreendidos, no oeste do país e voltar a Car- mente, não atenderemos ao pe- riaaformadeevitar quedita-
por passar informações para o assimcomo computadorese ar- tum, de onde partirão no fim de dido de entregar o presidente duras possam ficar impunes
tribunal.Nosescritóriosdeenti- quivos. Os funcionários dessas semana. Bashir”,afirmou emuma entre- diante de crimes. ●

‘Violem as mulheres, matem as crianças’


Palestino faz ataque
Desertor do Exército sudanês relata horror dos ataques contra a população civil de Darfur com retroescavadeira
Um palestino dirigindo uma
LONDRES
ser praticados numa guerra – Guardian apenas como Kaja- tes”,foi a ordem dada pelo coro- ATAQUES retroescavadeira levantou on-
estupros, pilhagem, destruição bier, de 34 anos. Ele descreveu nel Samir Jaja a seus homens. tem um carro da polícia e jo-
Os métodos de combate usados de residências, deslocamentos os crimes cometidos por ele e “Estuprem as mulheres, ma- Kajabier gou-o contra um ônibus em
pelas forças do governo do Su- populacionais forçados e assas- por um batalhão de outros 400 temascrianças. Nãodeixemna- Militar desertor Jerusalém (foto). Os dois poli-
dão e pelas milícias árabes sinatos. militares em abril de 2003, em da para trás.” “Começávamos queimando as ciais que estavam no carro so-
apoiadasporCartum contra tri- As atrocidades aparecem no diversos vilarejos de Darfur, na Depois de desertar, Kajabier cabanas, uma por uma. freram ferimentos leves. O pa-
bos da região do Darfur são relato de um militar desertor fronteira entre o Chade e o Su- fugiu do Sudão e passou a de- Cercávamos os vilarejos e os lestino que lançou o ataque foi
uma coleção completa de qua- do Exércitosudanês, identifica- dão. nunciar o governo. “Meu povo janjaweed vinham logo alvejado e morto em seguida.
se todos os crimes que podem do pelo jornal britânico The “Não deixem sobreviven- está sofrendo e eu quero uma atrás, em camelos e a cavalo, Como o ônibus estava vazio,
resposta do mundo”, disse. e caçavam os que fingiam ninguém mais ficou ferido. Es-
Depoisdoataque deabril,Ka- estar dormindo depois do se foi o terceiro incidente do
jabier disse ter-se recusado a nosso ataque” gênero no último ano. O porta-
participar de novas ofensivas. voz da polícia, Micky Rosen-
Comocastigo pela insubordina- feld, identificou o palestino co-
ção, foi torturado. se Kajabier. mo Mar’i al-Rdaidah, de 26
Ele diz que é impossível pre- Estima-seque 300mil pes- anos, morador de Jerusalém
cisar o número de vítimas des- soas morreram e 2,7 milhões Oriental. Ainda não se sabe se
ses ataques, mas conta que, em foram obrigadas a deixar Al-Rdaidah era membro de
alguns dos vilarejos, havia suas casas desde o início do algum grupo terrorista. Segun-
maisde 500 casas.SegundoKa- conflito na região do Darfur, do o governo de Israel, foi en-
jabier, os vilarejos de Ber Tawi- em 2003. contrada dentro da retroesca-
lae Sani Koro, em Darfur, estão Organizações de defesa vadeira uma cópia do Alcorão.
abandonadas até hoje. dos direitos humanos acu-
sam o governo sudanês de
PESADELOS ter apoiado as milícias que GUERRA SEM FIM
A violência contra civis não era cometeram crimes contra a Atentado mata 13 e
cometida apenas pelas forças humanidade e crimes de
do governo, mas também pela guerra em larga escala du- fere 57 no Iraque
milícia janjaweed (“diabo mon- rante o conflito de Darfur. Um atentado com uma cami-
tado no cavalo”, em árabe), OcasodeDarfuréumrefle- nhonete-bomba deixou pelo
apoiada por Cartum. xo recente das inúmeras menos 13 mortos e 57 feridos
“Nós cercávamos os vilare- guerras civis, golpes de Esta- ontem em um mercado nas
jos e os janjaweed vinham logo do e revoltas populares que proximidades da cidade ira-
atrás, em camelos e a cavalo, e têmdominado oSudãodesde quiana de Hillah, ao sul de Bag-
caçavam os que fingiam estar os anos 50. Além de disputas dá. O ataque ocorreu em um
dormindo depois de nosso ata- étnicas e tribais, o conflito dos dias mais movimentados
que”, contou Kajabier. “Nós co- atual também é influenciado do comércio local. O mercado
meçávamos queimando as ca- pela luta pelo acesso à água. onde ocorreu a explosão foi
banas, uma por uma. Depois, Mesmo antes de 2003, os jan- palco de vários atentados terro-
atirávamos.Poucas pessoas es- jaweeds, tribos nômades de ristas após a invasão america-
capavam.” Darfur, já vinham invadindo na no Iraque em março de
O militar desertor afirma propriedades na região que 2003. No momento do atenta-
que até hoje tem pesadelos com tinham maior acesso à água e do, comerciantes estavam reu-
os ataques lançados em Dar- melhores pastos. ● REUTERS e nidos para vender gado e ou-
fur. Kajabier também diz que THE GUARDIAN tros animais. De acordo com
só consegue dormir sob efeito fontes policiais e hospitalares,
de medicamentos. a maioria dos mortos é de civis
Segundo ele, as imagens e muitos dos feridos estão em
mais difíceis de ser esquecidas estado grave. Elas alertam que
Confira o histórico dos conflitos no
sãosasqueenvolvemcrimes se- Sudão, em 50 anos de guerras civis o número de mortos pode au-
xuais contra crianças. “Isso fi- mentar.
www.estadao.com.br/e/a14
cará comigo para sempre”, dis-
ESCALAPB PB ESCALACOR COR
Produto: ESTADO - BR_C - 18 - 06/03/09
A18 - CYANMAGENTAAMARELOPRETO

%HermesFileInfo:A-18:20090306:

SEXTA-FEIRA, 6 DE MARÇO DE 2009


A18 O ESTADO DE S.PAULO

Seca faz Amazônia se Em 1.ª votação, Unesp faz

VIDA& tornar emissora de CO2


Se forte estiagem for frequente,
floresta pode se tornar fonte
permanente de emissão q PÁG.A18
mudanças no vestibular
Prova seria feita em 2 fases, em
novembro e dezembro, e divisão
por disciplinas cairia q PÁG.A18

POLÊMICA

Equipe que fez aborto em menina de


9 anos e a mãe são excomungadas
Garota tinha sido estuprada pelo padrasto; por interferência de arcebispo, ela teve de ser transferida de hospital
CLEMILSON CAMPOS/JC IMAGEM

Angela Lacerda REPERCUSSÃO


RECIFE
D. José Cardoso
Depois do aborto a que foi sub- Arcebispo do Recife
metidaumameninade9anoses- “O padrasto cometeu um delito
tuprada pelo padrasto e grávida gravíssimo, mas, de acordo com
degêmeos,todaaequipemédica o Direito Canônico, não é passível
que participou do procedimento de excomunhão automática. O
e a mãe da criança, que o autori- aborto é mais grave ainda”
zou, foram excomungadas da
Igreja Católica. O anúncio da ex- José Gomes Temporão
comunhão, feito pelo arcebispo Ministro da Saúde
deOlindaeRecife,d.JoséCardo- “Está na lei. Em caso de risco de
so Sobrinho, provocou polêmi- vida da gestante ou gravidez
ca.DoisministrosdeEstadofize- resultado de estupro, o aborto
ram críticas à atitude do religio- pode ser permitido. O resto é
so. José Gomes Temporão, titu- opinião da Igreja”
lar da Saúde, considerou a exco-
munhão “lamentável”. Carlos Carlos Minc
Minc, do Meio Ambiente, decla-
rou que estava “revoltado”.
Ministro do Meio Ambiente
“Essa menina já teve um trauma
Profissionais de saúde que vi-
grande. A Igreja, em vez de
raramalvodasançãoeclesiástica
ajudar, criou uma questão a mais.
disseramontemquenãoestãoar-
rependidos. “Graças a Deus es- É a criminalização da vítima”
tou no rol dos excomungados”,
disse a diretora do Centro Inte- Fátima Maia
grado de Saúde Amaury de Me- Diretora do Centro de Saúde
deiros (Cisam), Fátima Maia. Ca- “Graças a Deus estou no rol dos
tólica, eladisse ter agidocomodi- excomungados”
retoradeuminstitutodereferên-
cianoEstadoparaatendimentoà D. Antônio Dias Duarte
mulher vítima de violência se- Bispo auxiliar do Rio
xual, mas pessoalmente também “A Igreja é tão misericordiosa
não tem nenhum arrependimen- que a excomunhão não se aplica
to. “Abomino a violência e teria a quem afirmar que não conhecia
feito tudo novamente. O Cisam essa lei do Direito Canônico”
fez e vai continuar fazendo, esta- EXCLUSÃO AUTOMÁTICA – Para d. José Cardoso, arcebispo de Olinda e Recife, crime de estupro é ‘gravíssimo’, mas aborto é mais grave ainda
mos qualificados para esse tipo
de atendimento há 16 anos.” CÓDIGO DE DIREITO CANÔNICO X CÓDIGO PENAL A gravidez da menina, que se o procedimento. A paciente foi
Católicodebatismo,nãoprati- mora em Alagoinha (227 km do então transferida para o Cisam.
cante, o gerente médico do Ci- O que diz o Direito Canônico ● A mulher poderá não incorrer implicam excomunhão automáti- Recife), foi descoberta no último Hádoisanos,d.Joségeroupo-
sam, Sérgio Cabral, um dos que ● Quem provoca aborto incorre em excomunhão por se encontrar ca por entender que é um crime dia 25. Ela sentia dores na barri- lêmica ao tratar da distribuição
participaram da interrupção da em excomunhão automática, não em situações atenuantes – ser contra a vida especialmente gra- ga, tonturas e enjoos e foi levada dapíluladodiaseguintenocarna-
gravidez de 15 semanas da crian- podendo receber sacramentos criança, estar sob forte perturba- ve, pois atenta contra um ser pela mãe,de 39 anos,a umaclíni- val,alegandoqueométodoéabor-
ça,frisou não ter nenhumproble- (eucaristia e crisma, por exemplo) ção emocional, atuar sob coação humano indefeso ca na cidade vizinha de Pesquei- tivo,enãocontraceptivo.Aarqui-
ma de consciência. “Estou cum- até a sanção ser levantada ou desconhecimento não culpável ra. No dia seguinte, o padrasto, diocesepediu a suspensão dadis-
prindo um trabalhoperante a po- da gravidade do ato O que diz o Código Penal de23anos,foi presoapósconfes- tribuição, mas não teve sucesso.
pulação pobre de Pernambuco ● Bispos têm autoridade para reti- ● Não pune o aborto praticado por sar que abusava da menina ha-
que só tem o Sistema Único de rar a excomunhão. Em muitas ● A Igreja Católica incluiu o aborto médico em caso de risco de vida via três anos e também tinha es- RIO GRANDE DO SUL
Saúde para resolver seus proble- dioceses, padres também podem provocado no rol dos pecados que para a mãe ou estupro tuprado a irmã mais velha, de 14 Uma menina de 11 anos grávida
mas.” O médico preferiu não co- anos, que tem deficiência física. do pai adotivo está internada em
mentar a excomunhão da Igreja. AmeninafoilevadaparaoInstitu- um hospital em Tenente Portela
CoordenadoradoGrupoCuru- mente o arcebispo. “Assusta foramfeitoscombasenalei”,lem- retora do Cisam, a criança pode- toMaternoInfantildePernambu- (RS).Agestaçãocompletou7me-
mim,umaONGquetrabalhacom achar que a vida de uma menina brou,referindo-seaoestuproeao riaterrupturadeútero,hemorra- co (Imip), na capital, onde seria ses. A polícia pediu a prisão pre-
reprodução feminina e integra o vale menos que o pensamento de risco de vida que a menina corria gia e bebês prematuros, além de submetida ao aborto. D. José in- ventivadopaiadotivo,umpedrei-
Fórum de Mulheres de Pernam- um religioso fundamentalista”, pelaimaturidadedeseuaparelho risco de diabete, hipertensão, terveio,faloucomadireçãoecon- ro de 51 anos. ● COLABORARAM
buco,PaulaVianacriticouaberta- disse. “Todos os procedimentos reprodutivo. De acordo com a di- eclâmpsia e de se tornar estéril. seguiu que oinstituto suspendes- SOLANGE SPIGLIATTI E LÍGIA FORMENTI

ENTREVISTA
‘Esse caso é um retrato da miséria damenoreàs acusaçõesfeitas
contra ela. “Estamos falando
de uma criança, mas o sr. pin-
D. José Cardoso Sobrinho: arcebispo
brasileira’, diz diretora de ONG tou a garota como uma bandi-
da,umamarginal”,atacouose- ‘O que ocorre com os abortos
nador José Nery (PSOL-PA).
Duasoutrascrianças,trazi- é um holocausto silencioso’
Emilio Sant’Anna breoprocesso.Emcasosdeabor- CPI DA PEDOFILIA das do interior do Pará, tam-
to, explica que a sanção é imedia- O deputado paraense Luiz Sefer bém moraram com o deputa- D. José Cardoso Sobrinho destaca mundo inteiro condenam o Holo-
“Soucatólicaemesintoexcomun- ta, mas não significa que essas (DEM)disseontemnaCPIdaPe- do, mas ele disse que ambas não ter o poder de excomungar, causto que matou 6 milhões de ju-
gada com muito orgulho”, diz a pessoas serão punidas. “Ao con- dofilia, do Senado, ter sido vítima não conseguiram se adaptar. porque a penalidade é automática. deus. O que ocorre (com os abor-
coordenadora da ONG SOS Cor- trário do Código Penal e Civil, no de “armação” de uma criança, J., uma delas, disse ter ficado No entanto, defende a posição. tos) é um holocausto silencioso.
po,TacianaGouveia.Comoela,lo- Direito Canônico a ignorância da S.B.G, que dos 9 aos 13 anos mo- grávidadeSeferaumadelega-
go após o anúncio da excomu- lei não é punida.” Segundo ele, os rou na casa dele e o acusa de abu- da, mas negou a acusação em Por que a excomunhão não pode Há perdão para excomungados?
nhão,pessoasligadasamovimen- familiares e médicos que auxilia- so sexual. “Essa menina sofria depoimento. Ele disse que deu ser ampliada para o padrasto? Não existe pecado sem perdão.
tosfeministasedelutapelosdirei- ram no aborto serão chamados desvio de conduta, não era mais dinheiro à garota e cuidou da O padrasto cometeu um delito gra-
tosreprodutivosreagiram.“D.Jo- pelaIgrejae,sedisseremque não virgem, não queria estudar e era saúde da mãe dela. víssimo, mas tal delito, de acordo Como o sr. responde às críticas, in-
sé está de costas para a realidade tinham conhecimento da lei ecle- mentirosa contumaz”, afirmou João Carlos Carepa, irmão com o Direito Canônico, não é pas- clusive do ministro da Saúde?
há muito”, diz Taciana. “Esse ca- siástica, não serão punidos. Sefer. E acusou a menina de ter da governadora do Pará, Ana sível de excomunhão automática. Se o ministro ou outra pessoa pos-
so é um retrato da miséria brasi- Ontem,a menina passou a ma- mantido relações sexuais com Júlia Carepa, ingressou com O aborto é mais grave ainda. sa ter entendimento diferente da
leira em todos os sentidos.” nhã brincando com bonecas. Ela ummenorde 5 anos, netode uma pedido de habeas-corpus para Igreja e acha que é lícito suprimir a
Segundo o bispo auxiliar do não sabe que engravidou nem empregada dele, contaminan- nãodepor.Éacusadodemoles- O que o levou a divulgar a excomu- vida de um inocente para salvar a
RiodeJaneiro,d.AntônioAugus- quesofreuaborto,segundoadire- do-o com doença venérea. tarumagarotade11anos, filha nhão neste caso? vida de outra pessoa, a Igreja diz
to Dias Duarte, a repercussão do torado Cisam,Fátima Maia. “Ela OsenadorMagnoMaltaapon- de prima da mulher dele. ● É um caso concreto. A Igreja e o não. Não é lícito. ● A.L.
caso criou um mal-entendido so- achava que tinha verme”, disse. toucontradiçõesquantoàguarda COLABOROU CARLOS MENDES

EmFoco
AMBIENTE ESPAÇO AFP DOIS CORAÇÕES
A partir de junho, País Sonda Kepler parte Paciente tem 50% de ração foi colocado no lado direi-
to do peito e se liga ao órgão ori-
banirá 13 agrotóxicos em busca de ‘Terras’ chance de sobreviver ginal pela veia cava e artérias
Treze agrotóxicos – oito deles já A Nasa (agência espacial dos Es- O paciente de 53 anos que pas- pulmonar e aorta. Segundo o
proibidos pela União Europeia – tados Unidos) confirmou para o sou a viver com dois corações cirurgião cardíaco Alfredo Fio-
deverão ser banidos do País a início da madrugada de amanhã o após um transplante incomum relli, responsável pelo transplan-
partir de junho, afirmaram on- lançamento da sonda Kepler, que realizado no Instituto do Coração te, o homem segue em estado
tem os ministros do Meio Am- por três anos e meio vai explorar (Incor), anteontem, continua em crítico, porém estável. “Esse não
biente, Carlos Minc, e da Saúde, o espaço em busca de planetas estado grave e – segundo os médi- é um tipo de transplante de roti-
José Gomes Temporão. Os 13 com condições semelhantes às cos – tem 50% de chances de na, é uma situação de exceção”,
agrotóxicos são usados na fabri- da Terra de abrigar vida. A parti- sobreviver. Na quarta-feira, o pa- diz o médico. “Ele continua em
cação de 130 produtos. Na lista da de Cabo Canaveral, no Estado ciente recebeu um novo órgão estado grave e as próximas 72
estão herbicidas, fungicidas e da Flórida, está prevista para as para auxiliar o coração “antigo” a horas serão fundamentais para
inseticidas. 0h49 de amanhã. ● EFE exercer sua função. O “novo” co- avaliar sua recuperação.”
ESCALAPB PB ESCALACOR COR
Produto: ESTADO - BR - 19 - 06/03/09
A19 - CYANMAGENTAAMARELOPRETO

%HermesFileInfo:A-19:20090306:

SEXTA-FEIRA, 6 DE MARÇO DE 2009


O ESTADO DE S. PAULO
VIDA& A19
VIDA& A19

CLIMA ENSINO SUPERIOR

Seca transforma floresta Unesp aprova


mudanças no
em fonte de gás carbônico vestibular
Estudo de campo na Amazônia mostra que mais árvores morreram na Para vigorar, medida ainda tem de
estiagem de 2005; emissão de CO2 foi igual à de combustíveis nos EUA passar pelo Conselho de Ensino
PETER VAN DER STEEN/DIVULGAÇÃO

Renata Cafardo
AUniversidadeEstadualPaulis-
Movimento pede
ta (Unesp) aprovou ontem, em cotas raciais em
primeira votação, mudanças no
seu vestibular a partir deste ano.
protesto na USP
A prova passará a ser feita em A Faculdade de Medicina da
●● ●

duas fases, uma em novembro e Universidade de São Paulo foi


outra em dezembro. Além disso, ocupada no fim da tarde de on-
as questões deixarão de ser divi- tem por cerca de 50 pessoas, in-
didasemmatérias,valorizandoa tegrantes de um recém-lançado
interdisciplinaridade, tendência movimento pela inclusão do ne-
registrada também na Fuvest. gro no ensino superior.
Segundo o documento apro- Formado por dissidentes da
vado pela Câmara Central de rede de cursinhos pré-vestibula-
GraduaçãodaUnesp,asprovas– res Educafro, os manifestantes
tanto da primeira fase como da permaneceram por 75 minutos
nova segunda fase – serão dividi- na instituição, em referência aos
dasemtrês“conjuntosnucleado- 75 anos da fundação da USP.
res”.Odocumentosegueparavo- Em seguida, ocuparam uma
tação,quedeveocorrernaspróxi- parte da Avenida Doutor Arnal-
mas duas semanas, no Conselho do, seguindo em direção à Aveni-
de Ensino, Pesquisa e Extensão. da Paulista e ao vão do Masp.
OprimeiroconjuntoseráLin- Eles pedem que a USP adote co-
guagens,CódigosesuasTecnolo- tas raciais no vestibular. ●
EVAPOTRANSPIRAÇÃO – Floresta amanhece coberta de névoa na Amazônia; ciclos de carbono e água estão intimamente ligados nos trópicos gias,queabrangeasáreasdepor-
tuguês, língua estrangeira, edu-
Herton Escobar dores mediram a variação no via acréscimo de biomassa, o ingrediente básico da maté- cação física, arte e informática. fase terá 90 questões. A segun-
crescimento da vegetação e no que significa que a floresta “en- riaorgânica.Quando aflores- O segundo se chamará Ciências da terá 18 questões de todas as
Asecade2005,quefezdesapare- número de árvores mortas em gordou” durante esse período, ta ganha biomassa (engor- da Natureza, Matemática e suas disciplinas (também com a divi-
cer rios inteiros na Amazônia, 55 pontos da Amazônia, compa- ao ritmo de quase uma tonelada da), ela acumula carbono. Tecnologias, com questões de são apenas por conjuntos) e a
tambémmatoumilhões deárvo- rado à média dos últimos 25 porhectare/ano.Masasecafun- Quando perde biomassa matemática,física,químicaebio- redação. O número de pergun-
res de sede, desencadeando anos.Descobriramque,porcau- cionou como um ano de regime (emagrece), perde carbono. logia. O último bloco, Ciências tas nas duas fases é o mesmo
umaliberaçãodebilhõesdetone- sa da seca, mais árvores morre- forçado, em que a floresta per- Os cientistas ressaltam HumanasesuasTecnologias,in- que a Fuvest pretende adotar
ladas de gás carbônico paraa at- ram e aquelas que ficaram vivas deu mais “calorias” (moléculas que a emissão das árvores cluirá as tradicionais história e neste ano, se for aprovado o do-
mosfera,segundoumestudopu- cresceram mais devagar. de carbono) do que consumiu. mortas não é instantânea. geografia, mas terá ainda socio- cumentocommudançasnapro-
blicado hoje na revista Science. O impacto disso tudo – a so- A área mais afetada foi o su- “Esse carbono não vai direto logia,antropologia,políticaefilo- va proposto pela Universidade
Comisso,aflorestainverteumo- madocarbonoque deixoudeser doeste da Amazônia, na região para a atmosfera”, explica o sofia, disciplinas normalmente de São Paulo (USP), como mos-
mentaneamente seu papel: em absorvido pelo crescimento re- do Acre. O principal problema biólogo brasileiro Luiz Ara- não cobradas nos vestibulares. trou com exclusividade o Esta-
vez de absorver, passou a emitir duzido, mais o carbono liberado foi a mortalidade elevada de ár- gão, da Universidade de Ox- “São áreas que já fazem parte do do na segunda-feira.
dióxidode carbono(CO2),oprin- pela decomposição das árvores vores. Ainda assim, alguém que ford. “A árvore morre, entra currículodoensinomédio,poris- Segundo Sheila, a criação da
cipal gás envolvido no aqueci- mortas – será um acréscimo de caminhasse pelas florestas difi- em decomposição e o carbo- so têm de estar na prova tam- segundafasedo exame permiti-
mento global. Se secas como es- aproximadamente 5,5 bilhões cilmente notaria a diferença. no é liberado aolongo do tem- bém”, disse ao Estado a pró-rei- rá que as questões dissertati-
sa tornarem-se mais frequentes de toneladas de CO2 na atmosfe- po.” Segundo ele, poderá le- tora de Graduação da Unesp, vassejamcorrigidas maiscrite-
no futuro – como preveem vá- ra, segundo o autor principal do var até uma década para que Sheila Zambello de Pinho. riosamente. Os pontos das duas
riosmodelosclimáticos–,aAma- trabalho, Oliver Phillips. É qua- Árvores que mais o impacto total da seca seja A Unesp é única entre as uni- etapas serão considerados na
zônia poderá se transformar em se o mesmo que os Estados Uni- “sentido” na atmosfera. versidadesestaduaisdeSãoPau- contabilidade da nota.
uma fonte permanente de emis- dos emitiram pela queima de sofreram foram as Ainda é possível que a flo- lo que ainda realiza o exame em A coordenadora do Curso e
são, alertam os cientistas. combustíveis fósseis naquele espécies menores, resta recupere esse carbono umasóetapa.Aprovafoifeitano Colégio Objetivo, Vera Lúcia da
A seca de 2005 foi uma das ano (5,75 bilhões de toneladas). menos resistentes “perdido”, se houver um anopassadopor74.976candida- CostaAntunes,aprovaasaltera-
mais intensas dos últimos cem Até 2005, na média dos 25 acréscimo de biomassa nos tos, que concorreram a 6.374 va- ções. “A proposta da Unesp se-
anos na Amazônia, causada por anos anteriores – desde que me- próximos anos. Mas isso não gas em 18 cidades do Estado. gueatendênciadoExameNacio-
um aquecimento das águas do dições periódicas começaram a “Visualmente, o impacto é altera a mensagem principal Atualmente, o vestibular é feito nal do Ensino Médio e de outros
Atlântico Norte. O estudo, que ser feitas pela Rede Amazônica muitosutil”,disse Phillipsao Es- do estudo: de que condições em três dias seguidos, o primei- vestibulares que privilegiam a
envolveucientistasde41institui- de Inventários Florestais (Rain- tado. “Por causa do tamanho da de seca podem inverter o pa- ro com 84 questões de múltipla capacidade de leitura e de rela-
ções em 15 países (incluindo vá- for),responsável peloestudo –,a Amazônia, porém, mesmo um pel da floresta no balanço de escolha, o segundo com 25 per- cionar conhecimentos”, afirma.
rios brasileiros), é o primeiro a Amazônia funcionou como um impacto pequeno na vegetação carbono. Segundo os cientis- guntasdissertativasdeáreasre- “Issoéótimo.Fazcomqueoensi-
calcular o impacto da estiagem sorvedouro de carbono, retiran- pode ter um impacto grande no tas, 2005 foi uma amostra de lacionadas ao curso escolhido e no médio tenha mais cuidado na
sobre o balanço de carbono da do da atmosfera cerca de 1,65 bi- balançodecarbono”,completou como a Amazônia poderá se outras 10 somente de português formaçãointerdisciplinarecríti-
floresta, por meio de medições lhão de toneladas de CO2 por o cientista, da Universidade de comportar num clima mais no último dia, além da redação. ca dos alunos.” ●
diretas no campo. Os pesquisa- ano. Os cientistas medem isso Leeds, Inglaterra. O carbono é seco e quente no futuro. ● No novo modelo, a primeira COLABOROU ALEXANDRE GONÇALVES

MEMÓRIA
EM LONDRES

Michael Barrosinho, da
Jackson Banda Black
anuncia Rio, morre
últimos shows aos 65 anos
STEFAN WERMUTH/REUTERS

RIO

O trompetista Barrosinho
morreuontem, no Rio, aos 65
anos. Estava internado no
Hospital Pedro Ernesto ha-
via 20 dias por causa de um
problema na perna direita,
que começou com uma infec-
ção no tecido subcutâneo e
evoluiu para uma trombose.
Ele teve falência múltipla
dos órgãos durante a madru-
gada. O corpo foi sepultado
ontem mesmo no cemitério
São João Batista.
REAPARIÇÃO – Poucas palavras José Carlos Barroso foi
um dos fundadores, na déca-
LONDRES
dade 70,da Banda BlackRio,
grupo carioca de soul music
Michael Jackson, o autointi- que fez enorme sucesso por
tulado “rei do pop”, anun- “abrasileirar” o gênero, por
ciou ontem, diante da im- meiodamistura deritmosdi-
prensa mundial e de cente- versos. O músico era natural
nas de fãs na plateia, que fará de Campos, no norte flumi-
suas últimas apresentações nense, e veio para o Rio tocar
na capital inglesa. Serão pelo em big bands nos anos 60.
menos dez shows, a partir de Ele era multi-instrumen-
8 de julho, na O2 Arena, um tista e dava aulas de trompe-
estádio com capacidade pa- te, guitarra, teclado, flauta e
ra 20 mil pessoas. “Essas se- saxofone. Barroso lançou
rão minhas últimas apresen- seu último disco no fim de
tações em Londres”, disse o 2007, o elogiado Praça dos
artista de 50 anos. “Cantarei Músicos – 20 anos de Maraca-
as canções que os fãs que- tamba. Barrosinho definia
rem ouvir.” Jackson tam- sua maracatamba como “um
bém afirmou que “essa é a úl- espaço aberto para a expres-
tima entrada em cena, antes sãomusical maislivre”,e não
de abaixarem as cortinas”. uma mera mistura de mara-
“Quando digo que isso é tu- catu com samba. Seu último
do, quero dizer que isso é tu- show foi em julho de 2008. ●
do”, ressaltou. ● REUTERS ROBERTA PENNAFORT
ESCALAPB PB ESCALACOR COR
Produto: ESTADO - BR_C - 1 - 06/03/09
B1 - CYANMAGENTAAMARELOPRETO
%HermesFileInfo:B-1:20090306:

SEXTA-FEIRA
O ESTADO DE S. PAULO B 6 DE MARÇO DE 2009

INCLUI

ECONOMIA ANTONIO MILENA/AE–26/1/2007

Sem repasse
Estados e municípios
MARCIO FERNANDES/AE–29/5/2007

Constitucionalidade
Bancos vão ao STF
&NEGÓCIOS
FABRIZIO COSTANTINI/THE NEW YORK TIMES
CLASSIFICADOS

Quase quebrada
Nos EUA, GM
são excluídos do contra correção admite que pode
plano de habitação da poupança pedir concordata
q PÁG. B4 q PÁG. B7 q PÁG. B15

INFRAESTRUTURA

Governo engaveta proposta de


privatização dos aeroportos do País
Apesar da decisão, ministro Nelson Jobim admite que concessões de Viracopos e Galeão possam sair este ano
SERGIO DUTTI/AE

Tânia Monteiro discutida.Aprevisão deconclu- Civil)”. Segundo Jobim, ainda de governança corporativa”.
Isabel Sobral sãodos estudos émaio do próxi- existemproblemasjurídicospa- SegundoopresidentedaInfrae-
BRASÍLIA moano,quando acampanhape- ra as concessões porque alguns ro, a concessão de aeroportos à
la sucessão no Planalto estará dos aeroportos operados pela iniciativa privada “não está de-
O governo abandonou a pro- nasruas–períodoemquedificil- Infraero, na verdade, não per- cidida”. E emendou: “Ela ape-
messa de privatização da In- menteumassuntocomoprivati- tencem à empresa. nas foi sugerida pelo comitê de
fraeroe dosaeroportosbrasilei- zação iria adiante. Com isso, es- Também em entrevista, o desestatização”.
ros. Sinais da mudança de ru- taria adiada também a ideia de presidente da Infraero, briga- O presidente do BNDES, Lu-
mo foram dados ontem na ceri- concessões dos aeroportos de deiro Cleonilson Nicácio Silva, ciano Coutinho, atribuiu à crise
mônia de anúncio de contrata- Viracopos, em Campinas, e Ga- assegurou que “não haverá pri- mundial a mudança da posição
ção de uma consultoria, pelo leão, no Rio, como havia anun- vatização” da empresa. “O que do governo. Ele acrescentou
Banco Nacional de Desenvolvi- ciado Jobim e pressionava o go- se está pensando é na abertura que a situação de mercado de
mento Econômico e Social(BN- vernador do Rio, Sérgio Cabral. de capital” – mas, ressalvou, capitais mudou de forma dra-
DES),pararealizarestudostéc- Também está fora da discus- “num futuro, mais a longo pra- mática desde setembro do ano
nicosparareestruturaçãodaIn- são,porora,aconstruçãodoter- zo”. O brigadeiro acentuou que passado, e por isso é difícil fazer
fraero – Empresa Brasileira de ceiro aeroporto de São Paulo. a Infraero tem capacidade de um prognóstico sobre a emis-
Infraestrutura Aeroportuária. Ao ser indagado ontem se a administrar os 67 aeroportos são de ações da empresa. “O
Porém, horas antes, em entre- privatização dos aeroportos vai doPaís“com amaiorcompetên- que temos de fazer agora é tra-
vista, o ministro da Defesa, Nel- ocorrer ainda este ano, Jobim cia” porque é “uma das mais efi- balhar para aperfeiçoar ao má-
son Jobim, ainda admitia a pos- respondeu:“Creioquesim, por- cientes empresas de adminis- ximo e fortalecer a estrutura, a
sibilidade de que possa haver que as informações que eu te- tração de aeroportos do mun- eficiênciaagestãoea governan-
concessão de aeroportos para a nho é de que a formatação des- do”. Disse ainda que “o desejo ça da Infraero, para prepará-la
iniciativa privada. sas concessões de aeroportos da Infraero é se transformar para o momento oportuno.” ●
Há dois anos, a abertura de está sendo definida pela Anac em empresa de economia mis-
capital da Infraero vem sendo (Agência Nacional da Aviação ta, nos padrões mais modernos TAXATIVO – ‘Não haverá privatização’, diz Cleonilson Nicácio, da Infraero † Mais informações, pág. B3

7 8 9 10 11 12
ESCALAPB PB ESCALACOR COR
Produto: ESTADO - BR_C - 2 - 06/03/09
B2 - CYANMAGENTAAMARELOPRETO

%HermesFileInfo:B-2:20090306:

SEXTA-FEIRA, 6 DE MARÇO DE 2009


B2 ECONOMIA O ESTADO DE S.PAULO

CELSO MING
celso.ming@grupoestado.com.br

Quem pode e quem não pode EVARISTO SA/AFP–3/3/2009


presidente Lula tem posição assumida, Lula passou desmoraliza qualquer atitude americanas que operam no Bra-
Confira

O uma política trunca-


da e seletiva em pelo
menosduasáreas:no
comércio exterior e
na chamada política industrial.
Nesta crise, com toda razão,
o presidente Lula assumiu um
a investir contra o protecionis-
mo dos países ricos, a começar
pelodosEstadosUnidos,quese-
guem barrando a entrada de
produtos brasileiros em seu
mercado. Ainda ontem, na reu-
niãodoConselhode Desenvolvi-
prática. Com que força o gover-
no brasileiro poderá prosseguir
com suas denúncias na OMC ou
fora dela contra as práticas des-
leaisdospaísesricosseamesma
regra não vale para vizinhos?
Empolíticaindustrialaconte-
sil estiveram entre as empresas
estrangeiras que mais remete-
ramrecursosparasuasmatrizes
emDetroitpara reforçarseucai-
xa. O governo Lula parece igno-
rar que esses favores pouco ou
quasenadavêmcontribuindopa-
AFUNDANDO
Cotações das ações do Citigroup
EM DÓLARES

60

50
53,01
18/DEZ./06

discursofortecontraoprotecio- mento Econômico e Social, o ce algo parecido. A indústria au- ra defender o emprego no Brasil. 40
nismo comercial que vai toman- presidente não poupou muni- tomobilística–tãoqueridapelos Ajudam,sim,aadiaropiorparao 30
docorpoemtodomundo.Nareu- çãocontraoquechamoude“va- sindicalistas brasileiros porque setor lá nos Estados Unidos. 20 1,02
ONTEM
nião de cúpula do Grupo dos 20 le tudo protecionista”. LULA – Seletividade foi lá que as coisas começaram – Convém pontuar: não há na- 10
(G-20), realizada em novembro, Mas, na prática, a teoria é ou- tem tudo ou quase tudo o que da de especialmente errado em 0
Lula conseguiu arrancar dos traseoprotecionismovierdaAr- quandopreparamlegislaçãoque quer:recursosgenerososdoBN- ser seletivo em política indus- 2007 2008 2009
chefes de Estado um consenso gentina. Eles podem tudo contra vaiimporcotas(limitesquantita- DES; financiamento especial do trial. Ao contrário, a seletivida-
FONTE: BROADCAST INFOGRÁFICO/AE
emtornodaretomada,aindaem o produto brasileiro. Podem im- tivos) na entrada de aparelhos Banco do Brasil nas vendas ao de é inerente a toda política in-
2008, das negociações da Roda- porbarreirasnão-tarifárias;epo- domésticos, calçados e têxteis. consumidor; crédito de ICMS dustrial. No entanto, fica difícil Perto do pó – As ações do Citi-
daDohapelaliberaçãodocomér- dem abrir à vontade processos Enquanto isso, o produto asiáti- de alguns governos estaduais; e entenderoscritériosdessasele- group fecharam ontem na Bol-
cio. A iniciativa não foi adiante dedumpingcontraprodutosbra- codeitaerolanocomércioargen- o corte de IPI, que ao final de tividade montada para garantir sa de Nova York a US$ 1,02.
até por falta de tempo para isso; sileiros, como acaba de aconte- tino, sem o produto brasileiro. março tem uma probabilidade o emprego, ante a maior vulne- Mas chegaram a ser negocia-
os governantes dos países ricos cer com o setor de cutelaria. E, Fácilentenderqueessaseleti- de 50% de ser renovado, confor- rabilidade de outros setores da das a US$ 0,97. Em pouco mais
estavam mais empenhados em agora, os argentinos também vidade incompreensível desmo- megaranteoministrodoDesen- economia, caso da pequena e de dois anos valiam US$ 53.
apagar incêndios. não vêm encontrando resistên- raliza não só o discurso antipro- volvimento, Miguel Jorge. média empresa, do setor de cal- Lembra-te, banco, que és pó e
Depois disso, coerente com a cia significativa no Itamaraty tecionista do presidente Lula; E, no entanto, as montadoras çados e de produtos têxteis. ● em pó te hás de tornar.

Econômicas Opinião
IMPACIÊNCIA ARGENTINA
Reação do Brasil a protecionismo irrita Cristina
● A ameaça brasileira de denun- ra o dia 20, a convite da Federa-
Entalo argentino
ciar a Argentina à Organização ção das Indústrias de São Paulo
Mundial de Comércio (OMC) (Fiesp), onde também se encon-
por protecionismo provoca insa- traria com o presidente Lula. passado, essa contração deverá ção, a grande especulação dos temnoCongresso,especialmen-
tisfação no governo e entre em- A presidente, seus ministros Rogério L. imporreduçãosubstancialdare- jornais de Buenos Aires era se o tenoSenado,ondesuperaaopo-
presários e trabalhadores ar- e funcionários da área comer- Furquim ceita de exportações agrícolas governo de fato levaria adiante sição por apenas três cadeiras.
gentinos. Por causa desse mal- cial estão irritados com as acu- Werneck* do país em 2009. a ameaça de estatizar o comér- Mas os gestos conciliadores es-
estar, a presidente Cristina Kir- sações do Itamaraty e do Minis- Mas as dificuldades não pa- cio exterior de grãos. O que se tão longe de configurar mudan-
chner pode até cancelar a via- tério do Desenvolvimento so- ram por aí. Não obstante a ad- temia era a recriação de um ór- ça da política com relação às ex-
gem a São Paulo agendada pa- bre o protecionismo argentino. versidade do quadro, as expor- gãosimilaraovelhoIapi(Institu- portações.Tendoemvistaadeli-
tações de grãos continuam sen- to Argentino para la Promoción cadeza do quadro fiscal, que
om o agravamento dopesadamentetributadas.So- delIntercambio),ummonstren- combina perda de arrecadação,
TRIBUTOS
Governo pode vetar
MP com Mega Refis
● O ministro das Relações
Institucionais, José Múcio
Monteiro, disse que o governo
À DERIVA

20%
Foia forte queda da produção
industrialda Espanha
em janeiro em relação ao
C da crise econômica
mundial, as exporta-
ções de países emer-
gentes estão desa-
bando. Da Ásia à América Lati-
na, a contração da demanda ex-
terna,queatingiutantoasexpor-
bre a soja, a retenção fiscal per-
manece em 35%. Há oito meses,
quando o produto chegou a ser
cotado a US$ 600 a tonelada,
essa retenção, por mais irracio-
nal e canhestra que já fosse, ain-
dapodia servistacomoumafor-
go peronista do pós-guerra, que
centralizava a aquisição de pro-
dutos agropecuários exportá-
veis, assegurava que tais produ-
tos tivessem preços internos e
externos diferentes, determina-
va os “excedentes exportáveis”
expansão desmesurada do dis-
pêndio público e dificuldade de
emissãodedívida,ogovernoale-
ga não ter condições de abrir
mão da receita proveniente da
tributação das exportações.
O que se vislumbra, portan-
mesmo mês do ano anterior.
usará seu poder de veto se o Emdezembro, a queda foi de tações de commodities como as ma de confisco dos fartos exce- e administrava a extração fiscal to, é que o fantástico potencial
Congresso alterar a MP 449. 20% e em novembro, 15% de produtos manufaturados dentes gerados pelos produto- sobre exportações. daeconomiaargentinacomoba-
O relator Tadeu Filippelli mais elaborados, vem impondo res mais eficientes de soja. Ho- Na terça-feira, em reunião se exportadora de produtos
(PMDB-DF) criou no seu pare- sérias dificuldades à condução je, com o produto cotado a pou- com representantes do setor agropecuários permaneça en-
cer um Mega Refis ao permitir
o parcelamento de débitos
54% da política econômica. Na Ar-
gentina, o problema vem assu-
co mais de US$ 300, já não é
possível dar à retenção qual-
agropecuário, o governo adotou
postura mais conciliatória e deu
travado por políticas equivoca-
das, exatamente quando pode-
tributários em até 20 anos Foiquanto despencou a pro- mindo proporções dramáticas. quer conotação de taxação da mostras de que, pelo menos por ria estar sendo mobilizado para
com direito a redução de mul- dução de carros em janeiro. À queda da demanda mundial abundância.O que agora se tem agora, teria abandonado a ideia atenuar o impacto que a crise
tas, encargos e juros. O proje- A queda na demanda global vieram se somar os efeitos ad- é um triste esquema de tributa- deestatizaçãodocomércioexte- mundial vem tendo sobre o país.
to original do governo só pre- atingiu em cheio o setor auto- versos da pior seca enfrentada ção da penúria, que já tornou rior. Mas o simples fato de que Eébomteremmentequeasdifi-
via parcelar dívidas de peque- mobilístico, um dos principais pelopaís em quasemeioséculoe inviável a cultura da soja nas re- essa ideia estapafúrdia esteja culdades não estão restritas às
no valor em até 60 meses. exportadores da Espanha da desastrosa política do gover- giões mais distantes do porto sendo séria e intensamente de- exportações de grãos. É triste
no com relação às exportações. de Buenos Aires. batida na mídia argentina dá a que esteja sendo prognosticado
A seca, severa e prolongada, A manutenção das retenções exata medida do grau de desca- que, ao fim de seus dois gover-
teve impacto devastador sobre fiscais em condições tão adver- labro que atingiu a gestão da po- nos,ocasalKirchnerteráconse-
●●●“A política comercial as províncias de Buenos Aires, sas e a constatação de que parte lítica econômica no país. guido o prodígio de converter a
do Brasil tem sido prejudi- Córdoba, Santa Fé, Entre Ríos, substancial da produção de Oqueagorasediscute éoque Argentinanumpaísimportador
cada pelas divergências Tucumán,ChacoeFormosa.Te- grãos vem sendo estocada, e terá feito o governo recuar. O de carne. ●
com a Argentina, quer me-sequeacontraçãonaprodu- não exportada, fizeram recru- que se aventa é que, a seis meses
seja na Rodada Doha ou ção de grãos possa chegar a descer mais uma vez a tensão das eleições legislativas, o casal *Rogério L. Furquim Werneck,
nos acordos bilaterais” mais de 25%. No caso do trigo, a nas relações entre o governo e Kirchnerconstatouqueoacirra- economista, doutor pela Univer-
Pedro de Camargo Neto, presidente
cerca de 50%. Combinadacom a os produtoresrurais.Há poucos mento do conflito com o campo sidade Harvard, é professor titu-
da Associação Brasileira da forte queda de preços de grãos dias,com ocampo argentino no- poderia pôr em risco a precária lar do Departamento de Econo-
Indústria Produtora e Expor- observadadesdemeadosdoano vamente à beira da conflagra- e minguante maioria que agora mia da PUC-Rio
tadora de Carne Suína

VAREJO ENERGIA RENOVÁVEL Os dilemas para o equilíbrio financeiro


Comércio recua Bird libera US$ 1,3 bi
3,8% em janeiro para projetos no País
● Pelo quarto mês consecuti- ● O Banco Mundial (Bird) resultado do Tesou- Planejamento, foram examina- se pode esquecer que o objetivo vando em conta que parte des-
vo, o faturamento real do co-
mércio varejista em janeiro
caiu em relação ao mesmo
período de 2008 na região
Metropolitana de São Paulo.
O recuo foi de 3,8% na com-
paração com janeiro do ano
aprovou ontem a liberação de
US$ 1,3 bilhão para financiar
projetos de preservação am-
biental no Brasil. A primeira
parte do recurso, US$ 800
milhões, será liberada imedia-
tamente. O dinheiro será desti-
O ro em janeiro indi-
cou as dificuldades
que o governo terá
para fechar o ano
com superávit primário de
3,8% do PIB. Não se sabe como
evoluirá a receita, que já apre-
das diversas soluções para sair
doimpasse,semmodificarame-
ta da relação Dívida/PIB, que
se pretende manter em 35%: a
redução do superá-
vit primário, o adia-
mento dos reajustes
do superávit primário é pagar
uma parte dos juros vencendo
em 2009. Se não são pagos, são
acrescidos à dívida interna, que
então cresce mesmo
sem a emissão de tí-
tulos – ou seja, a re-
sa despesa já foi realizada.
Uma terceira solução seria
reduzir a taxa Selic, o que de-
pende de decisão do Comitê de
Política Monetária. Um traba-
lho do Ipea calcula que uma re-
dução da média anual da taxa
passado, segundo a Federa- nado a planos de conservação sentou forte queda no primeiro salariais do funcio- dução do superávit Selic para 10,32% representa-
ção do Comércio do Estado de florestas, gerenciamento mês,as medidas anticíclicas au- nalismo e a diminui- primário aumenta a ria economia de R$ 26,3 bilhões
de São Paulo. Em cinco dos de recursos hídricos e produ- mentam as despesas e, final- ção da taxa Selic. Ao dívida. aoTesouro,partindodo pressu-
oito segmentos pesquisados ção de energia renovável. “O mente, não se pode estimar o que parece nenhu- Uma outra solu- posto de que com essa redução
houve queda nas vendas. As governo brasileiro tem traba- valor do PIB em 2009, de modo ma delas permitiria ção seria adiar os au- os investidores continuariam
maiores retrações ocorreram lhado para desenvolver e im- que também não se conhece a voltar ao equilíbrio mentos salariais e as comprando títulos prefixados,
no comércio de móveis plementar políticas públicas relação Dívida/PIB. Pode-se, desejado. despesas de reestru- o que não é seguro...
(-20%), automóveis (-13%) e de sustentabilidade que asse- pois, entender a preocupação O superávit pri- turação de carrei- De qualquer maneira, será
eletrodomésticos e eletrôni- gurem crescimento econômi- do governo, que anteontem mário de 3,8% ou ras, que somam cer- difícil manter a relação Dívida
cos(11,1%). As vendas dos co sem prejuízo da biodiversi- promoveu reunião para ava- 3,3% do PIB pode ser reduzido, ca de R$ 28 bilhões no ano. Isso /PIB em 35%, sem o que, há ris-
supermercados, que respon- dade”, informou o Ministério liar como será possível fechar usando a queda já autorizada seria contrário à legislação em co de se perder a confiança dos
dem por mais de um terço da da Fazenda em nota. Esse é o as contas. de 0,5% do PIB para o Plano Pi- vigor e exigiria, provavelmen- investidores. A única solução é
receita do varejo, cresceram primeiro de dois empréstimos Ao que consta, na reunião do loto de Investimentos (PPI), e te, a edição de uma medida pro- cortar fundo os gastos, mas Lu-
3,5% no período. para a área ambiental ao País. presidente da República com poderia ser ainda menor, algo visória, cuja aprovação seria la considera que essa não é uma
os ministros da Fazenda e do em torno de 2% do PIB. Mas não problemática,especialmentele- resposta para a crise...●
ESCALAPB PB ESCALACOR COR
Produto: ESTADO - SP - 3 - 06/03/09
B3 - CYANMAGENTAAMARELOPRETO

%HermesFileInfo:B-3:20090306:

SEXTA-FEIRA, 6 DE MARÇO DE 2009


O ESTADO DE S. PAULO
ECONOMIA B3
ECONOMIA B3

INFRAESTRUTURA

MP questionadecisão daAnacnoRio
Inquérito vai apurar efeitos do aumento no número de voos do Aeroporto Santos Dumont, decidido na terça-feira

Alberto Komatsu afirmou o procurador-geral de A polêmica criada em torno quem vem e sai do Rio. Eu sou FRASES amenizou a discussão e se dis-
RIO
Justiça, Cláudio Lopes, por do Aeroporto Santos Dumont contra a privatização dos aero- se favorável à abertura do San-
meio do comunicado. Ele ga- ganhou ontem novos contor- portos do País”, afirmou Itagi- Cláudio Lopes tos Dumont para voos em cida-
O Ministério Público (MP) do rante que “o carioca pode ficar nos políticos. O deputado fede- ba, acrescentando que vai lide- Procurador-geral des médias. A Secretaria de Es-
Estado do Rio instaurou ontem tranquilo quanto a possíveis ral Marcelo Itagiba (PMDB- rar uma corrente contra a pri- de Justiça do Rio tado do Ambiente informou on-
inquérito civil para apurar os transtornos”. RJ) atacou diretamente o go- vatização do Galeão. Cabral in- “A ampliação do tráfego tem que deu início à avaliação
efeitos da ampliação de voos O MP informou que o impac- vernador Sérgio Cabral (tam- formou que não comentaria aéreo no Santos Dumont para definir se haverá a renova-
no Aeroporto Santos Dumont, to sonoro e viário vai ser anali- bém do PMDB). Para ele, a opo- uma declaração do ex-secretá- só será permitida se as ção da licença ambiental, co-
com a abertura para voos na- sado na região central do Rio e sição do governo do Rio à aber- rio de Segurança Pública do go- condições demonstrarem nhecida tecnicamente como
cionais decidida pela Agência em bairros próximos ao aero- tura do Santos Dumont para verno de Rosinha Matheus que não haverá prejuízo para de instalação. Técnicos do Ins-
Nacional de Aviação Civil porto. O ministério também voos nacionais esconde interes- (também do PMDB). a população e para
tituto Estadual do Ambiente
(Anac) na terça-feira. O inqué- vai notificar a Anac, a Compa- se pessoal do governador de Namanhã deontem, ogover- (Inea) fizeram ontem uma vis-
o meio ambiente”
rito vai apurar se o aumento de nhia de Engenharia e Tráfego não atrapalhar a privatização nador voltou a dizer que a aber- toria no Santos Dumont. O da-
tráfego aéreo amplia a polui- (CET-Rio) e a Secretaria de De- do Aeroporto Internacional tura do Santos Dumont vai es- “O carioca pode ficar tranquilo dos serão confrontados com a
ção sonora e se pode haver im- senvolvimento Econômico e o Antonio Carlos Jobim. Itagiba, vaziar o Galeão, o que prejudi- quanto a possíveis transtornos” licença de instalação concedi-
pacto viário nas proximidades. Instituto Estadual de Meio Am- apesar de pertencer ao mesmo caria a realização da Copa do da em 2004. Cabral chegou a
“A ampliação do tráfego aé- biente (Inea) para apurar se a partido político de Cabral, lhe Mundo de Futebol de 2014 e a afirmar que a decisão da Anac
reo no Santos Dumont só será licença ambiental do Santos faz oposição no Rio. candidatura do Rio a sede das tal do aeroporto, vencida há foi um favorecimento para a
permitida pelo MP se as condi- Dumont está realmente venci- “A posição do governador é Olimpíadas de 2016. Logo após um ano. Outro revés seria o au- Azul Linhas Aéreas, que quer
ções demonstrarem que não da, conforme disse o governa- a de um menino mimado. Não é a decisão da Anac, ele ameaçou mento do ICMS cobrado sobre iniciar voos do Santos Dumont
haverá prejuízo para a popula- dor do Rio, Sérgio Cabral, após uma posição republicana. Está fazer retaliações, como a não o combustível dos aviões. para o Aeroporto Internacio-
ção e para o meio ambiente”, a decisão da Anac. contrariando os interesses de renovação da licença ambien- Na quarta-feira, Cabral nal de Viracopos, em abril. ●

GASTOS PÚBLICOS
RICARDO STUCKERT/EFE

Lula descarta
corte de gastos
contra a crise
Trabalhador não deve pagar pela
crise com arrocho, diz presidente

Ribamar Oliveira As palavras de Lula mos-


BRASÍLIA
tram que a área econômica
está seguindo orientação do
O presidente Luiz Inácio Lula presidente quando estuda
da Silva disse ontem que a cri- reduzir o superávit primá-
se financeira internacional rio de 3,8% para até 2,8% do
não será vencida com o contin- Produto Interno Bruto
genciamento das verbas orça- (PIB), conforme o Estado
mentárias, com o corte de gas- antecipou na quarta-feira.
tos ou com o corte de salários, Como a crise derrubou a
mas com ousadia, com investi- receita tributária, a área
mentos e com disponibilidade econômica acredita que so-
de crédito. mente com a redução do su-
“Nós não teremos medo de perávit primário o governo
dizer em alto e bom som: tudo poderá manter os investi- ESTATIZAÇÃO - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse a empresários que os países ricos devem estatizar os bancos quebrados
o que tem que acontecer nessa mentos públicos e pagar as
crise, não é o presidente da Re- despesas decorrentes do au-
pública se trancar em seu gabi- mento de 12% do salário mí- boa parte da reunião realizada
nete, os ministros resolverem
fazer contingenciamento cada
vez maior, cada vez gastar me-
nimo e dos reajustes ao fun-
cionalismo concedidos no
ano passado.
Metadesuperávit primário ontem no Ministério da Fazen-
da. “Em todos os setores, o cré-
dito não chega, ou não chega de
nos, cortar salários, em nome
de que a gente vai vencer a cri-
se. Não”, afirmou o presidente
CONTRADIÇÃO
Em seu discurso no seminá-
serámantida, diz Mantega maneira suficiente”, afirmou o
presidente da Confederação
Nacionaldaindústria(CNI),Ar-
Lula, durante discurso na aber- rio, o ministro da Fazenda, mando Monteiro Neto. Segun-
tura de um seminário realiza-
do pelo Conselho de Desenvol-
Guido Mantega, foi contra-
ditório quando tratou da
Em reunião com empresários, ministro garante que os do ele, a utilização do cartão do
BNDES para pagar impostos
vimento Econômico e Social
(CDES).
questão fiscal. Inicialmen- 3,8% do PIB continuarão a ser o objetivo do governo ajudaria a manter as empresas
te, o ministro disse que “se adimplentes, além de ser um
“Nós iremos vencê-la dife- enganam aqueles que mecanismo inteligente do pon-
rentemente de outras crises. acham que iremos enfraque- Renata Veríssimo FRASES frentadas pelas empresas por to de vista da arrecadação.
Essa é com investimentos, é cer a política fiscal”. Adriana Fernandes causa retração econômica, O vice-presidente da Câma-
com ousadia, é com coragem, é Segundo Mantega, o go- BRASÍLIA Armando Monteiro Neto Mantega prometeu ainda estu- ra Brasileira da Indústria da
disponibilizando crédito.” verno vai cortar gastos cor- Presidente da CNI dar em 48 horas pedido dos em- Construção (CBIC), José Car-
Lula chegou a dizer aos par- rentes para poder compen- O ministro da Fazenda, Guido presários para que o cartão do los Martins, argumentou que o
“Em todos os setores, o crédito
ticipantes do seminário – em- sar a queda nas receitas de- Mantega,disseontem aum gru- Banco Nacional do Desenvolvi- cartão BNDES é uma forma efi-
não chega, ou não chega de
presários, em sua maioria – rivada da crise econômica. po de empresários que preten- mento Econômico e Social(BN- ciente e menos burocrática de
maneira suficiente”
que não lhe pedissem “para fa- Depois, disse que com o acú- de manter em 3,8% do Produto DES), pelo qual pequenas e mé- as empresas, principalmente
zer com que os trabalhadores mulo de solidez fiscal nos úl- Interno Bruto (PIB) a meta de dias empresas podem tomar as micro e pequenas, terem
paguem a crise outra vez, arro- timos anos, o Brasil pode superávit primário (economia José Carlos Martins até R$ 500 mil, possa ser usado acesso a crédito mais barato, de
chando os salários”. adotar uma política fiscal para pagamento de juros) para Vice-presidente da CBIC para financiar pagamento de 1% ao mês. “Quem mais sofre
anticíclica. este ano. “O ministro disse que “Quem mais sofre com a falta de tributos e de insumos, como com a falta de crédito é a peque-
O presidente Lula voltou não existe possibilidade de re- crédito é a pequena e média energia elétrica, por um perío- na e média empresa. A grande
dução do superávit primário”, empresa”
‘Vale-tudo ontem a defender a estatiza-
relatouopresidentedaAssocia-
do de três a quatro meses. O go- empresa consegue se defen-
ção das instituições bancá- verno vai estudar a viabilidade der”, disse Martins. Segundo o
financeiro não pode rias pelos países desenvolvi- ção Brasileira da Infraestrutu- Paulo Godoy legal e pode submeter a medida presidente da CBIC, o setor da
virar vale-tudo dos, como forma de resol- ra e Indústrias de Base (Abdib), Presidente da Abdib àaprovação do ConselhoMone- construção tem 100 mil empre-
protecionista’ ver a crise financeira e res- Paulo Godoy, um dos partici- “O ministro disse que não existe tário Nacional (CMN). sas e, desse total, 90% têm até
tabelecer o crédito interna- pantes da reunião de Mantega nenhum debate e nenhuma 19 funcionários.
cional. com o Grupo de Acompanha- possibilidade de redução do O governo também ficou de
O presidente afirmou que Lula criticou ainda a vol- mentodeCrise(GAC),noMinis- superávit primário” Ministro promete estudar uma maneira de dar
“agora é a hora da gente apro- ta do protecionismo comer- tério da Fazenda. melhor efetividade às linhas de
veitar essa crise para fazer o cial em vários países. “Não Conforme informou o Esta- estudar uso de crédito já existentes, como, por
que nós não tivemos coragem podemos passar do vale-tu- do no início desta semana, o go- dos empresários, que o governo cartão do BNDES exemplo, a do Progeren (Pro-
de fazer nos últimos 20 anos”. do financeiro, que jogou o verno estuda a possibilidade de deve anunciar um corte impor- para pagar tributo grama de Apoio ao Fortaleci-
Lula não chegou a explicitar planeta na situação atual, diminuir o superávit primário tante nos gastos de custeio. Os mento da Capacidade de Gera-
que coisas seriam essas, mas para um vale-tudo protecio- comoformade manteros inves- cortes virão para ajudar a man- ção de Emprego e Renda), do
insinuou que elas envolvem nista, que certamente nos jo- timentos públicos, diante da ter os investimentos públicos, A exemplo das duas primei- BNDES. Os empresários recla-
gastos públicos. “Nós não te- garia numa crise ainda pior queda da arrecadação. A deci- necessários para evitar um rasreuniõesdoGrupode Acom- maram que os bancos não que-
mos problemas de déficit públi- do que aquela que resultou sãodeveseranunciadanopróxi- aprofundamento da crise eco- panhamentodaCrise,asdificul- rem emprestar com recursos
co, pois o País está totalmente na 2ª Guerra”, disse. ● mo dia 20. Na reunião, o minis- nômica. dades de acesso ao crédito e o do BNDES porque têm juros
equilibrado”, afirmou. COLABOROU FABIO GRANER tro disse ainda, segundo relato Diante das dificuldades en- alto custo do dinheiro tomaram mais baixos. ●
ESCALAPB PB ESCALACOR COR
Produto: ESTADO - BR_C - 4 - 06/03/09
B4 - CYANMAGENTAAMARELOPRETO

%HermesFileInfo:B-4:20090306:

SEXTA-FEIRA, 6 DE MARÇO DE 2009


B4 ECONOMIA O ESTADO DE S.PAULO

IMÓVEIS
ANTONIO MILENA/AE–13/6/2007
Favorita do presidente Lula

Estadosnão para sua própria sucessão, Dil-


ma não vê impasses para o lan-
çamento do programa, embora
Serra e Aécio – os dois pré-can-
didatos do PSDB ao Planalto –

terãoverba tenham algumas divergências:


acham, por exemplo, que po-
demerguer moradiasmaisrapi-
damente do que as construto-
ras. Em conversas reservadas,

dehabitação auxiliares de Lula admitem que


pode haver algum tipo de con-
cessãopolíticaparaadoçarabo-
ca dos governadores.
Serra, Aécio e Requião afir-

doPlanalto mam ter projetos praticamente


prontos. Com esse argumento,
juram que as obras podem ser
aceleradas se a União transfe-
rir o dinheiro para as compa-
nhias de habitação. A meta do
Ideia é fazer parceria entre Caixa e governo é contratar a constru-
ção de 1 milhão de casas popula-
construtoras para acelerar processo resaté2010.Oplanoprevêpres-
tações mensais simbólicas, de
R$ 15 a R$ 20, para famílias que
ganham até três salários míni-
Vera Rosa FRASES mos (R$ 1.395) e o mutuário só
Lu Aiko Otta começará a pagar quando esti-
BRASÍLIA Lair Krähenbühl ver morando no imóvel.
Secretário de “Isso é correto, porque pes-
O governo não quer transferir Habitação de São Paulo soas nessa faixa de renda não
para companhias municipais e “O programa deve beneficiar conseguem pagar o serviço de
estaduaisdehabitação odinhei- todos os atores. Os Estados que moradia”, afirmou o secretário
ro a ser destinado ao programa já têm projetos prontos e de Habitação de São Paulo, Lair
de moradias populares – com aprovados devem ter a sua cota, Krähenbühl. Na opinião do se-
lançamento previsto para este já que isso dará mais celeridade cretário, que participa das reu-
mês –, mas enfrenta pressão de ao processo” niões com Dilma, o pacote tem
governadores e prefeitos. O ar- muitos méritos, mas ainda pre-
gumento do Planalto para de- Roberto Requião cisa de reparos. “O programa
fender a parceria direta entre a Governador do Paraná deve beneficiar todos os atores.
Caixa e a iniciativa privada é “Lula não pode sair licitando Os Estados que já têm projetos
que o Programa de Aceleração casas no País inteiro” prontos e aprovados devem ter
doCrescimento(PAC)escanca- a sua cota, já que isso dará mais
rou as dificuldades relativas às celeridade ao processo”, disse.
obras e não se pode repetir o Cálculos da equipe econômi- ParaAécio,a propostasósai-
mesmo erro. ca indicam que esse prazo pode rá do papel se for desburocrati-
O problema é que Estados e cair pela metade se o programa zada. “A União precisa ter a ge-
municípiostambém queremca- for entregue à iniciativa priva- nerosidade de compartilhar es-
pitalizar politicamente o paco- da e os Estados ajudarem a res- se esforço com os Estados”, in-
te, às vésperas das eleições de paldar as licenças ambientais. sistiu. “Criar esse plano só será
2010. Na avaliação do governo, “Nosso objetivo é encurtar as razoável se aproveitarmos a ca-
se o setor público ficar respon- fasesqueesticamoprocessoen- pacidade ociosa das compa-
sável pelas obras, as casas não tre a construção e a entrega das nhiasdehabitação,quetêmpro-
serão entregues antes de três chaves”, disse a ministra-chefe jetos avançados e não possuem
anos. Motivo: a burocracia exi- da Casa Civil, Dilma Rousseff, recursos para tocar as obras.”
ge uma etapa de longos prazos que se reuniu na terça-feira Requião, por sua vez, garan-
envolvendo desapropriação e com os governadores José Ser- tiu que tem condições de entre-
compradeterreno,licitaçãopa- ra (SP), Aécio Neves (MG), Sér- gar 100 mil moradias. “Lula não
ra projetos, licenciamento am- gio Cabral (RJ) e Roberto Re- pode sair licitando casas no
biental e concorrência. quião (PR). NOVA POLÊMICA - Impasse para fechar pacote habitacional está agora na participação dos Estados País inteiro”, provocou. ●

Pacote custará Governo teme


‘gargalo’ na
R$ 70 bilhões, burocracia
da Caixa
diz Mantega BRASÍLIA

Desse total, cerca de R$ 40 bilhões Às vésperas do lançamento


do pacote da habitação, sur-
serão subsídios a famílias pobres giu uma preocupação no go-
verno: a capacidade de a Cai-
xa Econômica Federal dar
BRASÍLIA
ções terão valor um pouco vazão aos novos pedidos de
maior. Para o grupo com renda financiamento. O temor é
O pacote da habitação custa- de até 10 salários mínimos, ha- que o banco se transforme
rá R$ 70 bilhões, disse ontem verá 200 mil casas. num “gargalo” que atrase o
o ministro da Fazenda, Gui- Além do subsídio, que será iníciodas obrase dê munição
do Mantega, segundo rela- inversamente proporcional à àoposiçãoparacriticara len-
tou um dos participantes da renda,asfamílias na faixa até 10 tidãodoprograma.Nesse ca-
reunião com os empresários salários mínimos contarão com so, seria um tiro no pé da mi-
que fazem parte do Grupo de o Fundo Garantidor. Esse fun- nistra-chefe da Casa Civil,
Acompanhamento da Crise do terá cerca de R$ 500 milhões Dilma Rousseff, que preten-
(GAC). Ele acrescentou que do Tesouro Nacional e bancará decolherosdividendospolíti-
o valor é suficiente para 1,2 as prestações dos mutuários cos da casa própria barata
milhão de casas e que as me- que ficarem desempregados. em sua campanha à Presi-
didas deverão ser anuncia- Os mutuários com renda até dência da República.
das entre 17 e 18 de março. três salários mínimos poderão Problemas operacionais
Desse montante, cerca de suspender o pagamento das da Caixa ocuparam quase to-
R$ 40 bilhões deverão ser prestações por até 36 meses, do tempo da reunião de Dil-
subsídios, segundo informa- mas terão de quitá-las ao final ma com empresários da
ram técnicos. Com esse di- do contrato. Para a faixa de até construção civil na terça-fei-
nheiro, o governo quitará cinco salários, o Fundo honrará ra. O vice-presidente da Câ-
parte do valor do imóvel, o até 24 meses e para o grupo até mara Brasileira da Constru-
que permitirá ao mutuário 10 mínimos, 12 meses. ção Civil (CBIC), José Car-
pagar uma prestação mais los Martins, observou que o
barata. O dinheiro, a ser de- banco precisa avaliar os imó-
sembolsado ao longo do con- Governo estuda veis um a um para conceder
trato de financiamento, que o empréstimo. Cada análise
será de 20 ou 30 anos, sairá uso do FGTS para demora cerca de 180 dias. É
dos cofres do Tesouro e do abater prestações um ritmo muito lento diante
Fundo de Garantia do Tem- mensalmente do objetivo do governo, que
po de Serviço (FGTS). é contratar a construção de
Desse valor, aproximada- 1 milhão de moradias até
menteR$8bilhõesserãogas- O Fundo Garantidor é visto 2010. A CBIC propôs avalia-
tos com famílias com renda pelogovernocomoa melhorfor- ções conjuntas dos imóveis.
de até três salários mínimos ma de convencer os bancos a Os governadores de São
(R$ 1.395,00). Graças ao sub- conceder financiamentos habi- Paulo, Rio de Janeiro, Minas
sídio, elas poderão pagar tacionaisaprofissionaisautôno- GeraiseParaná,quesereuni-
prestações de valor simbóli- mos, como taxistas e vendedo- ram com Dilma esta semana,
co, na faixa de R$ 15 a R$ 20. res. Eles têm dificuldade de também questionaram se a
Elastambémserãodispensa- comprovar a renda e normal- Caixaserácapazdeoperacio-
das de pagar o seguro do fi- mente não contam com o apoio nalizar o pacote. A avaliação
nanciamento, que normal- do sistema financeiro. é que o banco atua de forma
mente é cobrado junto com a Emboraasmedidasemanáli- burocrática, como o antigo
prestação.Ogovernopreten- sepriorizema populaçãodebai- Banco Nacional da Habita-
deconstruir cerca de 200mil xa renda, a classe média tam- ção (BNH).
mil casas paraatender a essa bém será beneficiada. O limite Para auxiliar a Caixa na
parcela da população. do valor dos imóveis que podem tarefa de atender à demanda
Do total de 1 milhão de ca- ser pagos com o FGTS do mu- por novos financiamentos, o
sas, 600 mil serão destina- tuário deverá passar dos atuais governo quer que o Banco do
das a mutuários com renda R$ 350 mil para R$ 500 mil. Es- Brasil passe a atuar nesse
familiar entre três e cinco sa- tá em estudo também a possibi- segmento. O governo deverá
lários mínimos (R$ lidadedeoFGTSpoderserutili- contar também com a atua-
2.325,00). zado mensalmente para abater ção da Nossa Caixa, recém-
Esses também contarão prestações. ● L.A.O., V.R. e ADRIANA adquiridapelo Banco doBra-
comsubsídios,masaspresta- FERNANDES sil. ● L.A.O. e V.R.
ESCALAPB PB ESCALACOR COR
Produto: ESTADO - BR - 5 - 06/03/09
B5 - CYANMAGENTAAMARELOPRETO

%HermesFileInfo:B-5:20090306:

SEXTA-FEIRA, 6 DE MARÇO DE 2009


O ESTADO DE S. PAULO
ECONOMIA B5
ECONOMIA B5

ATIVIDADE ECONÔMICA

Recuperação judicial cresce 297%


Falta de crédito leva 135 empresas a suspender pagamentos no 1º bimestre, ante 34 no mesmo período de 2008

Marcelo Rehder NAS ALTURAS


Asfixiadas pela falta de crédito, Evolução do número de pedidos de recuperação judicial no País
135empresas entraramcompe- 1.º bimestre
dido de recuperação judicial no 80

primeiro bimestre em todo o 297%


70
País. O número supera em 135
297% o registrado em janeiro e 60
fevereiro de 2008, quando ape- 61
nas 34 empresas tinham apre- 50 34
sentado esse tipo de pedido a
seus credores. 40 2008 2009
Os dados são de um levanta-
mentodivulgadoontempelaSe- 30

rasa Experian. Em fevereiro, o 20


número de pedidos teve queda
de 17,5%, porque o mês teve me- 10
nos dias úteis que janeiro. O le-
vantamento também revelou 0
crescimentode 473% naquanti- J F M A M J J A S O N D J F M A M J J A S O N D J F M A M J J A S O N DJ F
dade de pedidos atendidos no 2006 2007 2008 2009
período.Nosdoisprimeirosme-
FONTE: SERASA INFOGRÁFICO/AE
ses de 2009 houve 86 registros,
ante 15 nos mesmos meses do FRASES dades pela frente.”
ano passado. Essa tendência é reforça-
Segundo Carlos Henrique Carlos Henrique de Almeida dapelomovimentonosescri-
de Almeida, assessor econômi- assessor da Serasa tóriosde advocaciaespeciali-
codaSerasa,ospedidosderecu- “A inadimplência do consumidor zados em recuperação judi-
peração judicial apresentados afetou a rentabilidade das cial. Para o advogado Sergio
nos últimos meses vieram de empresas menos capitalizadas” Emerenciano, do escritório
grandes e médias empresas Emerenciano,BaggioeAsso-
que têm enfrentado dificulda- “O mercado de crédito ainda ciados, a demanda por esse
des financeiras crescentes des- não voltou ao normal, o que tipo de serviço deve conti-
de outubro, em razão dos efei- sinaliza dificuldades pela frente” nuar em alta. Nos próximos
tos da crise financeira mundial. dias, o escritório do qual
De lá para cá, o crédito ficou es- Emerenciano é sócio deverá
casso no mercado doméstico e midortambémafetoua rentabi- apresentarpedidoderecupe-
no exterior, os juros subiram, lidade das empresas menos ca- ração judicial em nome de
osprazosde financiamentofica- pitalizadas.” mais um frigorífico. Com es-
ram mais curtos e os bancos Para ele, a tendência é de um te, serão sete os frigoríficos
passaram a ser ainda mais sele- primeirosemestreaindadedifi- quejáfizeramessetipodepe-
tivos na concessão de crédito. culdades para as empresas. As dido. A empresa, cujo nome
“As empresas que vieram ao estatísticas de crédito referen- não foi divulgado, tem sede
longo de 2007 e 2008 tomando tes a janeiro, divulgadas pelo no interior paulista e deve al-
cada vez mais empréstimos pa- Banco Central, mostram que o go em torno de R$ 40 mi-
ra financiar seus investimen- valordasoperações definancia- lhões. “O problema é a falta
tos,tiveramdereversuasestra- mento às empresas caiu 1,9% decapitalde giro”,dizoadvo-
tégiase enfrentarqueda dapro- em relação a dezembro. Já para gado. “As empresas investi-
dução e da demanda, o que teve apessoafísica,ocréditoaumen- rampesado,combasenocré-
forte impacto no fluxo de cai- tou 1,4% no período. “O merca- dito bancário, e viram esse
xa”, explicou Almeida. “Além do de crédito ainda não voltou crédito ser cortado de uma
disso,a inadimplênciadoconsu- aonormal,oque sinaliza dificul- hora para outra.” ●
ESCALAPB PB ESCALACOR COR
Produto: ESTADO - BR_C - 6 - 06/03/09
B6 - CYANMAGENTAAMARELOPRETO

%HermesFileInfo:B-6:20090306:

SEXTA-FEIRA, 6 DE MARÇO DE 2009


B6 ECONOMIA O ESTADO DE S.PAULO

FINANÇAS
SERGIO DUTTI/AE–4/2/2009

Governo vai criar


fundo garantidor
para empréstimos
Objetivo é pressionar a queda do spread bancário, ao
reduzir o risco de inadimplência das operações

Adriana Fernandes nhamento da crise do Senado. de Bancos (Febraban), Fabio


Fabio Graner O problema dificulta a recu- Barbosa, cobrou do governo a
BRASÍLIA peração da capacidade de em- aprovação do projeto do cadas-
préstimo de bancos pequenos e tropositivo, de bons pagadores.
O governo vai criar um fundo médios. Segundo o senador Mantega informou que o gover-
garantidor para funcionar co- Aloizio Mercadante (PT-SP), o no pode baixar medida provisó-
mo seguro contra inadimplên- ministro Mantega se compro- ria criando o cadastro, caso a
cia das operações de crédito, meteu a apresentar o estudo Câmaranãoaprovelogooproje-
principalmente para os médios aos parlamentares num prazo to.Segundofontes,avotaçãoes-
e pequenos bancos. Essa é uma de 10 dias. tá travada, em parte, por causa
das medidas que o governo de- do lobby dos cartórios, que que-
ve adotar em mais uma tentati- CADASTRO rem incluir no projeto obriga-
va de reduzir o spread (mar- Na reunião de ontem, o presi- çõesquevãoampliarsuasrecei-
gem entre o custo de captação dente da Federação Brasileira tas. ● FUNDO – Informações foram dadas a empresários na reunião do Grupo de Acompanhamento da Crise
dos bancos e a taxa cobrada dos
clientes) e o custo dos financia-
mentos bancários.
No entendimento do gover-
no, ao diminuir o risco das ope-
rações, o fundo vai permitir que
os bancos reduzam o spread.
DeacordocomestudosdaFede-
ração dos Bancos (Febraban),
38% do spread se devem ao cus-
to da inadimplência.
O fundo garantidor será for-
mado com recursos do Banco
Nacional de Desenvolvimento
Econômico e Social (BNDES),
Tesouro Nacional, dos bancos e
dosprópriostomadoresdosem-
préstimos bancários, nos quais
seria embutida uma taxa com
essa finalidade. As informações
foram dadas a empresários que
participaram ontem de reunião
do Grupo de Acompanhamento
da Crise, criado pelo ministro
da Fazenda, Guido Mantega.
Na reunião, o presidente do
Banco Central (BC), Henrique
Meirelles, informou que os ban-
cos terão de bancar 10% dos re-
cursos necessários para criar o
fundo.

CRUZADA
Sem ter obtido sucesso até ago-
ra na queda de braço que trava
com as instituições financeiras,
Mantega quer ainda articular
uma “cruzada” nacional, envol-
vendo inclusive parlamenta-
res, contra o spread alto e em
prol do aumento do crédito, o
que poderia tirar mais rapida-
mente o Brasil da crise.
Nas próximas semanas,
Mantega deve apresentar um
estudo sobre as causas dos
spreads elevados, junto com as
propostas de medidas para re-
duzir esse custo. O Ministério
da Fazenda pretende anunciar
conjuntamente as medidas, in-

Ministério da
Fazenda pode
propor incentivo
para spread baixo
clusive asdecaráter legislativo.
Para isso, Mantega já começou
a conversar com parlamenta-
res para angariar apoio nas vo-
tações.
Uma das propostas que ga-
nham espaço é a de atrelar a
oferta de crédito e a queda de
spreadaosdepósitos compulsó-
rios que os bancos são obriga-
dos a manter no BC. O banco
“campeão” de spread baixo, ou
queatingisse uma determinada
meta de oferta de crédito, rece-
beria um alívio no compulsório.
Os técnicos avaliam que a
adoção desse incentivo seria
complexa, mas a avaliação no
Ministério Fazenda é de que o
Banco Central tem de utilizar
instrumentos mais poderosos
para forçar a queda dos sprea-
ds.“Éumduploincentivoeconô-
mico, pois os bancos, para fazer
jus a esse dinheiro, teriam que
reduzir juros. E com a liberação
do compulsório teriam mais di-
nheiro para emprestar”, disse
uma fonte do governo.
A equipe econômica tam-
bém estuda uma forma de des-
travar o redesconto (linha de
empréstimo que o BC pode
usar para financiar instituições
financeiras), que continua sem
utilização por causa de restri-
ções da Lei de Responsabilida-
de Fiscal. Essa preocupação foi
apresentada anteontem aos se-
nadores do grupo de acompa-
ESCALAPB PB ESCALACOR COR
Produto: ESTADO - BR_C - 7 - 06/03/09
B7 - CYANMAGENTAAMARELOPRETO

%HermesFileInfo:B-7:20090306:

SEXTA-FEIRA, 6 DE MARÇO DE 2009


O ESTADO DE S. PAULO
ECONOMIA B7
ECONOMIA B7

FINANÇAS
que o rendimento deveria se- jurídica do Idec, Karina Grou.

Bancos vão ao STF contra guir a remuneração das Letras


Financeiras do Tesouro
(LFTs), não mais o Índice de
Preço ao Consumidor (IPC).
“Emsegundo lugar, mesmoque
tivessem de arcar com todo es-
se valor, teriam dinheiro sufi-
ciente oriundo dos lucros

correção da poupança Segundo o Instituto Brasilei-


ro de Defesa do Consumidor
(Idec),aadoção daMPfez aren-
tabilidade ser de 22,35% no mês
de janeiro de 1989. Nas contas
anuais que registram.”

TRÂMITE
O STF já definiu que o ministro
Celso de Mello será o relator da
Instituições dizem que cumpriram leis que implementaram planos econômicos daentidade,oporcentualcorre-
to seria de 42,72%. Nos outros
ação–protocoladacomo Argui-
çãodeDescumprimentodePre-
planos, os problemas são seme- ceito Fundamental (ADPF) pe-
MARCIO FERNANDES/AE–29/5/2007 lhantes. la Confederação Nacional do
Leandro Modé BRIGA BILIONÁRIA Como o prazo para que esse Sistema Financeiro (Consif).
tipo de ação prescreva é de 20 O ministro pedirá pareceres
Os bancos entraram ontem anos, milhares de reclamações da Advocacia Geral da União
com uma ação no Supremo Tri-
bunal Federal (STF) pedindo
R$ 170 bilhões
é o valor potencial do desembolso
começaram a pipocar, sobretu-
do a partir de 2006, exatas duas
(AGU) e da Procuradoria Ge-
ral da República (PGR). Como
que os planos econômicos Cru- dos bancos com a mudança dos décadas depois da implementa- o pedido dos bancos é de limi-
zado, Bresser, Verão, Collor I e indexadores que corrigem a ção do Plano Cruzado. nar, Mello deve levar o tema ao
Collor II sejam considerados caderneta de poupança. O Instituto A maioria das ações julgadas plenário antes mesmo de rece-
constitucionais. Na prática, Brasileiro de Defesa do em primeira instância foi ga- ber os pareceres. O STF só vai
eles tentam evitar o pagamento Consumidorcontesta o cálculo nha pelos reclamantes, o que le- decidir sobre o mérito depois
da correção dos saldos das ca- vou os bancos a se mobilizar. de definir se concede ou não a
dernetas de poupança nos pe-
ríodos em que esses planos fo-
550 mil
ações já deram entrada na Justiça.
Nas contas da Febraban, o de-
sembolso total com essas cau-
liminar.
Segundo Karina, do Idec, o
ram implementados. Segundo os bancos, é impossível sas pode chegar a R$ 170 bi- julgamento do mérito pode le-
Segundo a Federação Brasi- calcular quantas pessoas tentam lhões,valorque écontestadope- var anos. Mas, se o pedido de
leira de Bancos (Febraban), há obter a correção porque muitas lo Idec. liminar for aceito, interrompe-
cerca de 550 mil ações na Justi- dessas ações são coletivas “Há dois argumentos contra rá todos os processos que estão
ça pedindo a alteração do inde- essa alegação. O primeiro deles em andamento.
xador que corrige as aplicações
em poupança. No caso do Plano
20 anos
é o prazo que esse tipo de
é que os bancos nunca paga-
riam tudo de uma só vez e ape-
Entreosadvogadoscontrata-
dos pelos bancos para a causa
Verão (1989), por exemplo, uma reclamação leva para prescrever nas 15% das pessoas recorre- está o ex-ministro da Justiça
medida provisória determinou FILA – Milhares de pessoas foram à Justiça pedir ressarcimento ram à Justiça”, disse a gerente Márcio Thomaz Bastos. ●

Meirelles diz
que queda de
taxa de juro é
responsável
Ribamar Oliveira
BRASÍLIA

O presidente do Banco Cen-


tral,HenriqueMeirelles, rea-
giu ontem aos insistentes
apelos para uma queda mais
rápida dos juros, que parti-
ramdeintegrantesdoConse-
lhodeDesenvolvimento Eco-
nômico e Social (CDES), di-
zendo que a redução da taxa
precisa ser feita com respon-
sabilidade. “E responsabili-
dade significa que essa que-
da tem que ser feita na medi-
da do possível”, afirmou.
Durante sua exposição no
seminário sobre o desenvol-
vimento,realizado ontempe-
lo CDES, Meirelles apresen-
tou vários gráficos e tabelas
que mostravam as vanta-
gens comparativas do Brasil
em relação a outros países,
no enfrentamento da crise.
O presidente do Sindicato
dos Metalúrgicos de Osasco,
Jorge Nazareno,disse ter es-
tranhado o fato de Meirelles
não ter apresentado um grá-
fico comparando os juros do
Brasil com a de outras na-
ções. “Veríamos que temos a
maior taxa de juro do mun-
do”, afirmou Nazareno, que
é membro do CDES. Ele foi
aplaudido pelos presentes.
AempresáriaLuizaTraja-
no, dona do Magazine Luiza,
também pediu que Meirelles
desse uma boa notícia aos in-
tegrantes do CDES. “Eu sei
que tem o problema do
spread, que é muito alto no
Brasil, mas ministro Meirel-
les só abaixar a taxa (Selic) já
iriamelhorarparatodomun-
do”, disse Luiza Trajano.
Emresposta,Meirelles ar-
gumentou que todas as van-
tagenscomparativasdo Bra-
sil em relação a outros países
e todos os bons resultados da
economia dos últimos anos
foram conseguidos com res-
ponsabilidade: “Os resulta-
dos dos últimos anos foram
sem paralelos na história re-
cente do Brasil. Houve au-
mento expressivo da massa
salarial, criação de emprego,
inflação controlada e cresci-
mento de 5% da economia.
Tudo que se conseguiu no
Brasil, nesse período, foi
com responsabilidade”.

SEGUNDA FASE
Meirelles disse ontem que a
crise entrará agora em sua
“segunda fase”, que afetará
maisospaísesemdesenvolvi-
mento. Ele explicou que, na
primeirafasedacrise,osban-
cos internacionais concen-
traram os seus empréstimos
nos seus próprios países,
pressionados pelos gover-
nos locais, e cortaram as li-
nhas de empréstimos aos de-
mais países.Essa escassez
de crédito internacional está
causando problemas a vá-
rios países emergentes, ex-
plicou Meirelles. ● COLABO-
ROU LEONENCIO NOSSA
ESCALAPB PB ESCALACOR COR
Produto: ESTADO - BR - 8 - 06/03/09 B8-B9 - CYANMAGENTAAMARELOPRETO Produto: ESTADO - BR - 8 - 06/03/09 B8-B9 - CYANMAGENTAAMARELOPRETO

%HermesFileInfo:B-8:20090306:

SEXTA-FEIRA, 6 DE MARÇO DE 2009 SEXTA-FEIRA, 6 DE MARÇO DE 2009


B8 ECONOMIA O ESTADO DE S.PAULO O ESTADO DE S. PAULO ECONOMIA B9

TRABALHO INTERNACIONAL
ESTEVAM SCUOTEGUAZZA/AAN DANIEL ROLAND/AP
cidência,masaempresavaieco-
Contra crise,
TRT mantém nomizar no período de um ano,
demitindo 4,2 mil trabalhado-
res, em torno de R$ 180 mi-
lhões,é oque elaperdeu demer-
BC europeu reduz China faz ‘busca
enérgica’ por
suspensão
cado derivativos”, disse.
Entre os dados apresentados
à Justiça estão os R$ 50 milhões
em bonificação para executivos
da companhia previstos para o
juros ao nível mais novos mercados

de demissões período entre maio de 2008 e


abril de 2009. “Se esses R$ 50
milhões forem cancelados, sal-
vam o emprego de mil trabalha-
dores. Se metade do lucro que a
baixo da história
Cláudia Trevisan
CORRESPONDENTE
PEQUIM

Apesar de o alvo principal do

na Embraer empresa está pagando para


seus acionistas for transferida
para pagar os salários dos tra-
balhadores, salva o emprego do
Banco da Inglaterra também anunciou novo corte das
taxas de juros e início de programa de compra de ativos
pacote do governo ser o aumen-
to da demanda interna, Pequim
anunciou ontem que usará to-
das as medidas fiscais e tributá-
restante dos demitidos. Então rias aceitas internacionalmen-
há plenas condições, mantendo te para garantir a expansão de
a lucratividade da empresa, de suasexportações,incluindoofi-
Justiça determinou que liminar manter todos os empregados”, Andrei Netto
nanciamento e a “busca enérgi-
disse Almeida. ca” por novos mercados.
será mantida até o próximo dia 13 Os advogados da Embraer
CORRESPONDENTE
PARIS
PIB da UE caiu 1,5% no 4º tri A previsão do governo apre-
não quiseram dar entrevista sentada ontem ao Congresso
EMPREGO DE VOLTA – Demitidos protestaram enquanto audiência de conciliação ocorria em Campinas após a audiência. Por meio de O Banco Central Europeu O Produto Interno Bruto (PIB)
●● ● na zona euro, quanto na UE. Nacional do Povo é a de que o
assessoria de imprensa, a em- (BCE) reduziu ontem em 0,5 da União Europeia e da zona euro Em termos nacionais, as piores volume total do comércio inter-
Tatiana Fávaro seja pela reintegração dos fun- presa informou que recorreu ponto porcentual sua taxa bási- recuou 1,5% no último trimestre contrações ocorreram na Estônia nacional do país (exportações e
cionários. “Há outros tipos de dadecisãodojuizdoTRTeman- ca de juros, agora estabelecida de 2008 em relação ao anterior – (-4,2%), na Suécia (-2,4%), na importações) cresça 8% em
CAMPINAS
saída. Não quero antecipar na- Governo estuda medidas para aviação regional tém seu posicionamento divul- em 1,5% anuais. O nível é inédito o pior desde 1999, quando a moe- Alemanha e Eslováquia (-2,1%) e 2009. Como a Organização
OpresidentedoTribunalRegio- da pra que as partes encontrem gado em comunicado oficial, no nos 10 anos de existência da ins- da única passou a circular. Segun- Portugal (-2%). Entre 22 países MundialdoComércio(OMC)es-
nal do Trabalho (TRT) da 15ª essa solução”, afirmou. ●● ●O presidente Luiz Inácio Lula falar por telefone com o presiden- Curado, atual presidente da Em- dia 27, quando o tribunal conce- tituiçãoque regulaa moedaúni- do o Escritório de Estatística das que apresentaram seus dados, pera retração de 3% do indica-
Região, Luís Carlos Cândido Na próxima segunda-feira, da Silva informou que o governo te do Conselho Administrativo da braer) com as sugestões que dei. deua liminar.Na nota, acompa- ca.O corteanunciado pelaauto- Comunidades Europeias (Euros- apenas Polônia e Eslováquia cres- dor no mesmo período, a meta
Martins Sotero da Silva, deter- às 15 horas, o presidente do estuda o fortalecimento da avia- Embraer, Maurício Botelho. Vamos ver”, prosseguiu Lula, in- nhia informou que realizou as ridade monetária dos 15 países tat), a recessão vem se aceleran- ceram: 0,3% e 2,1%, respectiva- chinesa levará a um aumento
minou ontem a manutenção da TRT recebe os advogados da ção regional como forma de reati- Na conversa com Botelho, se- sistindo que “não podia” contar o dispensas rigorosamente de da zona euro foi precedido, ho- do há nove meses. mente. De acordo com a Organiza- substancial da fatia do país nas
liminar concedida no último dia companhia e representantes var a fabricação de aviões e forte- gundo Lula, ficou claro que não há que conversaram . acordo com os preceitos e nor- ras antes, de uma nova redu- A queda nas exportações e nos ção para a Cooperação e o Desen- exportações e importações glo-
27, para suspensão das demis- dos trabalhadores em uma reu- lecer a Embraer. “Estou marcan- como reverter as mais de 4 mil Lula confirmou, porém, a inclu- mas legais, reiterou “profundo ção, também de meio ponto, na investimentos diretos na econo- volvimento Econômico (OCDE), o bais – caso seja atingida.
sões dos 4,2 mil funcionários da nião informal em seu gabinete do com a Anac, e o Jobim (minis- demissões anunciadas pela em- são no orçamento de recursos respeitoaos funcionáriosqueti- taxa de juros do Banco da Ingla- mia influenciou o recuo. Em rela- pior da crise tem sido verificado No discurso que realizou na
Empresa Brasileira de Aero- para uma nova negociação. tro Nelson Jobim, da Defesa) está presa. “Eu não diria reverter, até para construção de aviões C-390, veram seus contratos de traba- terra (BoE), que controla a li- ção ao mesmo período do ano an- neste primeiro trimestre de 2009 abertura da sessão anual do
náutica (Embraer). Os efeitos preparando proposta para discu- porque empresa só poderá rever- de transporte, que substituirão os lho rescindidos, mas novamen- bra esterlina. Seu índice agora terior, a queda foi de 1,3%, tanto na Europa. ● A.N. Congresso na manhã de ontem,
da liminar valerão até o próxi- tir aviação regional no Brasil. Tá ter se tiver encomenda. Mas há Hércules usados pela Aeronáuti- te enfatiza a necessidade de se é de 0,5% ao ano – o mais baixo EM QUEDA – Trichet, presidente do BCE, não descarta novos cortes o primeiro-ministro Wen Jia-
mo dia 13, quando haverá uma Em nota, empresa na hora de ter aviação regional chance de um negócio”, declarou ca, para serem usados no trans- ajustar à drástica redução de da história. bao afirmou que o governo vai
segunda audiência de concilia- forte. Isso pode ser ajuda muito o presidente, sem querer revelar porte de carga e tropa e no reabas- demanda por aeronaves em to- A decisão da autoridade mo- curso foi diferente. Após a reu- cujas taxas vêm decrescendo. Japão no início da década e visa membro da instituição, hoje continuar a se empenhar para
ção entre advogados da Em- afirma que grande para a indústria, mesmo os termos da conversa com Bote- tecimento em voo. Segundo ele, do o mundo”. netária da zona euro era a espe- niãodo comitêdepolítica mone- Dentro dessa linha de ação, encorajar os bancos a concede- analista da consultoria No- garantirocrescimentoconstan-
braer e representantes do Sin- recorreu da decisão com avião para passageiro”, disse lho. “Ele certamente está ligando não será uma compra aleatória da Do lado de fora do tribunal, rada pelo mercado financeiro e tária, realizada em Frankfurt, o também ontem, o Banco da In- rem empréstimos para consu- mura. “Podemos imaginar te das vendas externas do país.
dicato dos Metalúrgicos de São do juiz do TRT o presidente, ao ‘Estado’, após agora para o Frederico (Fleury Força Aérea. ● TÂNIA MONTEIRO trabalhadores protestaram. pela maior parte dos governos banqueiro francês confirmou glaterra voltou a reduzir os ju- midores e empresários. que a autoridade monetária “Aomesmo tempoemque en-
José dos Campos, Força Sindi- “Passei por uma avaliação de da União Europeia. O corte é o queoBCEpodecontinuar redu- rosem0,5pontoporcentual,pa- As dúvidas no mercado ago- reduza suas taxas a algo en- fatizamosa importânciadeesti-
cal e Coordenação Nacional de competência dias antes de ser quarto realizado pelo BCE des- zindo sua taxa básica. “Em fun- ra 0,5% ao ano – nível mais bai- ra são até onde o Banco Central tre 0,5% e 1%, um valor que já mular a demanda doméstica,
Lutas (Conlutas). Houve impasse na negocia- já receberam seus haveres res- tendência é o tribunal julgar is- cam que não seriam necessá- demitido e me disseram que mi- de outubro, após a falência do ção dos fatos, dos números, se xo desde a criação da institui- Europeu está disposto a ir no seria inédito.” nós não podemos poupar esfor-
Até o dia 13, a Embraer deve- çãoquedurouaproximadamen- cisórios,aguardamahomologa- so”, afirmou o presidente da rios cortes de funcionários. “A nha conduta estava de acordo banco de investimentos ameri- certos riscos se materializa- ção,em1694.Emoutubropassa- corte dos juros na zona euro. O BCE também reviu as ços na promoção das exporta-
rá, em tese, pagar os dias dos te três horas na sede do TRT, ção e que a companhia está dis- Força Sindical, Paulo Pereira dívida consolidada (da Em- com as necessidades da compa- cano Lehman Brothers. Desde rem, eu não excluo que as taxas do, a taxa praticada pelo BoE Em janeiro, Trichet havia des- previsões de crescimento da ções”, afirmou Jiabao, que fi-
trabalhadores, de acordo com o no Centro de Campinas, ontem. posta a ouvir outras alternati- daSilva.OadvogadodoSindica- braer) até agora é de R$ 177 mi- nhia. Foi mais que uma surpre- então, o índice caiu de 4,25% pa- sejam alteradas e possam cair era de 5%. cartado a taxa zero, para a qual economia para 2009. Segun- xou em 8% a meta de expansão
juiz. “A prorrogação da liminar, Oobjetivo erachegaraumacor- vasparabeneficiar os funcioná- to dos Metalúrgicos de São Jo- lhões, que foram aplicados em sa, foi uma decepção”, afirmou ra 2% em janeiro. ainda mais”, afirmou. “Nós não O BoE também disse que caminham instituições como o do Trichet, a zona euro en- da economia para este ano.
enquanto vigente, importa no do sobre as demissões de 20% rios demitidos. sé dos Campos, Aristeu Pinto derivativos. A empresa de oex-funcionárioGeraldodeMo- Em fevereiro, mesmo com o decidimos excluir esta hipótese comprará 75 bilhões de libras Federal Reserve (Fed, o banco frentará uma recessão que Jiabao apresentou aos quase
cumprimento dos direitos tra- do efetivo, no dia 19. O sindicato Osrepresentantesdosindica- Neto, disse que os trabalhado- avião, em vez de pegar os recur- raes, que trabalhou 20 anos na aprofundamento da recessão por antecedência. É absoluta- em ativos para aumentar a base central americano). “Até onde oscilará entre -2,2% e -3,2%. 3.000 representantes reunidos
balhistas. Evidentemente, a so- propunha a reintegração dos to e das centrais sindicais criti- res não aceitam redução de jor- sosdo BNDES e a rentabilidade empresa. Ele e outros funcioná- nos 27 países, não houve altera- mente claro que não.” Com a re- monetária e estimular a econo- o BCE deve ir é uma questão em A previsão anterior era de noGrandePaláciodoPovodeta-
lução final é o mérito que será demitidos. Um dos cinco advo- caram a postura da empresa e nada com redução de salário. que teve nesse período e aplicar riosdaEmbraercumpriramjor- ções.Àépoca,a posturaaumen- tomada da trajetória de baixa mia. A maioria das compras se- aberto no seio da instituição. -0,5%. Em 2010, o prognósti- lhes do pacote de 4 trilhões de
decidido posteriormente”, afir- gados da empresa presentes na disseram que a decisão só difi- De acordo com o coordena- na produção de aviões e desen- nadas com uma hora a mais de tou o tom das críticas em rela- dos juros, o BCE se alinha às au- rá de bônus do governo britâni- Talvez não chegue a zero, por- co é de que os países devem yuans (US$ 586 bilhões) divul-
mouopresidentedo TRT. Sote- audiência Newton dos Anjos in- cultará oavanço da negociação. dor nacional da Conlutas, José volvimento de tecnologia, apli- trabalho para compensar o fe- ção à gestão conservadora do toridades monetárias das prin- co (gilts) de vencimentos médio que haveria um certo número registrar algo entre 0,7% e gado em novembro e frustrou a
ro da Silva disse acreditar em formou que as dispensas são ir- “Se a empresa disser que não Maria de Almeida, dados divul- couemderivativos”,afirmouAl- riado de carnaval quando, sem presidente da instituição, Jean- cipais economias em crise, co- e longo. de efeitos negativos”, explicou -0,7%, e não 1%, como o BCE expectativa de que anunciaria
uma negociação, ainda que não reversíveis,queos funcionários vai readmitir os funcionários a gadosnositedacompanhiaindi- meida.“Euesperoque sejacoin- saber, já estariam demitidos. ● ClaudeTrichet. Ontem, seu dis- mo a dos EUA e a do Japão, Essa política já foi usada pelo o economista Laurent Bilke, ex- imaginava em dezembro. ● investimentos adicionais. ●
ESCALAPB PB ESCALACOR COR
Produto: ESTADO - BR_C - 10 - 06/03/09
B10 - CYANMAGENTAAMARELOPRETO

%HermesFileInfo:B-10:20090306:

SEXTA-FEIRA, 6 DE MARÇO DE 2009


B10 ECONOMIA O ESTADO DE S.PAULO

TRIBUTOS Imposto de Renda

Contribuinteaguarda Para a declaração de 2009 ano


base 2008 tenho que declarar a
venda de 1/4 de um apartamento
que recebi em doação e que se en-
em caso de questionamento
do Fisco, imóveis dele devem
ser informados na sua decla-
ração de bens, com a menção

regrasobreIRdeférias contrava em usufruto. Esta ven-


da é tributada? Repito, recebi
25% de tal apartamento como
doação. O valor declarado por
ocasião da doação foi de R$
de que são de propriedade do
dependente incapaz, situa-
ção em que devem ser preen-
chidas as colunas “Situação
em 31/12/1007 e 31/12/200”
9.118,37 e a venda em 2008 foi com o mesmo valor que os
Fisco vai definir norma para anos anteriores, mas trabalhador já pode no valor de R$ 35.000,00 (estes
os valores que correspondem
imóveis constam na escritu-
ra de doação. Se ele não se
reaver imposto pago em 2008 no formulário da declaração de 2009 aos meus 25% do imóvel.
Resposta: Pelo que entendi, em
enquadrar na previsão de in-
capaz, deverá apresentar de-
2008 você vendeu imóvel em claração em separado e os os
MARCIO FERNANDES/AE–25/2/2009 que era proprietário de 25%, gastos com saúde não pode-
Andrea Vialli dos como isentos e a empre- tendo recebido o valor total rão ser deduzidos.
sa não, ele pode cair na ma- de R$ 35.000,00. A alienação
Os contribuintes que quiserem lha fina, pois os dados não é considerada de pequeno va- Uma parente, com dupla cidada-
pedir ressarcimento à Receita vão bater”, diz o tributarista lor, razão de não haver tribu- nia (brasileira e americana),
Federal pelo Imposto de Renda Samir Choaib. tação sobre o ganho de R$ mora nos EUA há 40 anos, pro-
sobreosdezdiasdefériasvendi- Após conferir no holerite 25.881,63 (RIR/99, art.122 e prietária de 1/3 de uma casa
dos nos últimos cinco anos te- ovalorrecebidopelos diasde IN 599/08). avaliada em R$ 33.147,00 (sua
rãodeaguardarainstruçãonor- fériasvendidas,ocontribuin- parte) e com aplicação financei-
mativa do Fisco, que deve sair te deve declarar esse valor Um filho com problemas emo- ra em torno de R$ 140.000,00.
nos próximos dias, para saber no campo “Rendimentos cionais desde a infância, com Ela precisa fazer declaração?
como proceder. A orientação Isentos e Não Tributáveis” curso superior, sem rendimen- Onecy Granja
anterior, que não vale mais, era do formulário 2009. Se for to próprio, proprietário, por Resposta: O parente é conside-
queocontribuintefizessedecla- apresentar a declaração na doação, de um apartamento rado não residente para fins
rações retificadoras referentes versão completa, recomen- avaliado em R$ 53.000,00 e fiscais, razão pela qual não
aoano-base que desejasserecu- da-se que informe o valor na parte de uma casa em R$ deve apresentar declaração.
perar o imposto. linha “Outros”, com a especi- 41.271,00 precisa fazer declara- É recomendável a pesquisa
Nestasemana, a Receita con- ficação “Solução de Diver- ção? Se positivo, como ficam os periódica da situação cadas-
firmou um parecer da Procura- gência01/09”.Naversãosim- Planos de Saúde e de Previdên- tral das pessoas físicas resi-
doria-Geral da Fazenda Nacio- plificada, basta informar o cia e outras despesas pagas por dentes no exterior que man-
naldefinindoque odireitoa rea- valor como rendimento isen- mim? Ele sempre entrou como têm bens e/ou aplicações no
ver o imposto vale para os últi- to e não tributável, pois o for- dependente. Brasil. Constatada pendên-
mos cinco anos e não só a partir mulário não tem espaço para Resposta: É preciso saber o va- cia de regularização, verifi-
de 2006, como havia sido divul- especificações. lor que consta na escritura que a Instrução Normativa
gado. Para a advogada tributa- RESGATE – Contribuinte tem direito aos últimos 5 anos, diz Libertuci de doação do apartamento e 864/2008.
rista Elisabeth Libertuci, o pa- E-MAIL FALSO de parte da casa, dado ser ir-
recer é correto. “O contribuinte COMO RECUPERAR O IR DAS FÉRIAS VENDIDAS A Receita alertou os contri- relevante o valor de avalia- † As respostas são da tributa-
tem o direito de resgatar qual- buintessobre a circulação de ção dos bens. O filho está rista Elisabeth Lewandowski
quer direito de crédito retroati- ● Na declaração de 2009, referen- ● Caso apresente o formulário um e-mail falso divulgando a obrigado a apresentar decla- Libertuci, da Libertuci Advoga-
vo aos últimos cinco anos”, diz. te ao ano-base 2008, verifique, no completo da declaração, informe atualização do programa pa- ração de ajuste até o próxi- dos Associados. As dúvidas po-
informe de rendimentos entregue o valor das férias vendidas na li- ra declaração do Imposto de mo dia 30 de abril no caso de dem ser enviadas até o dia
DECLARAÇÃO 2009 pela empresa, se o valor das férias nha “Outros”, com a especificação Renda 2009. Quem receber o valor da doação (somados 9/04, pelo e-mail: imposto.ren-
Noentanto, o trabalhador já po- vendidas já consta como isento. “Solução de Divergência 01/09” e-mailcomoessedeveapagá- os dois bens) superar R$ 80 da@grupoestado.com.br; ou
de reaver o imposto pago sobre Caso não conste, solicite outro lo imediatamente. ● mil. Somente pode ser consi- por carta para O Estado de S.
as férias vendidas em 2008, no informe, já corrigido ● No caso de recuperar o imposto derado dependente se for in- Paulo, Editoria de Economia,
formulário de declaração de pago pelas férias vendidas nos capacitado física ou mental- Coluna Imposto de Renda, Av.
2009. Antes, ele deve se certifi- ● Confira no holerite o valor exato anos de 2007, 2006, 2005, 2004 GUIA ESPECIAL mente para o trabalho, situa- Engenheiro Caetano Álvares,
car de que o informe de rendi- recebido pela venda das férias e 2003, é preciso aguardar Instru- ●● Veja mais informações ção sujeita à comprovação, 55, 6º andar, CEP 02598-900,
mentos fornecido pela empresa ção Normativa da Receita sobre sobre como fazer a declaração no caso de fiscalização. As São Paulo.
para a qual trabalha já traz o ● No formulário simplificado da como o contribuinte deve proceder do Imposto de Renda no Guia despesas pagas por você aos
valor como isento. Caso não declaração de 2009, informe o va- Especial IR 2009, que circula Planos de Saúde e Previdên-
conste, é preciso solicitar outro lor no campo “Rendimentos Isen- ● Esqueça a recomendação ante- na edição de hoje do Estado. cia apenas podem ser abati-
informe corrigido. tos e Não Tributáveis”. Não são rior da Receita Federal, de fazer Saiba os cuidados para evitar das se o filho constar como
Veja questões
“Esse ponto é importante necessárias maiores especifica- declarações retificadoras sobre o problemas na hora de acertar dependente. Assumindo que já respondidas no portal
porque se o contribuinte decla- ções, pois o formulário não permite ano-base em que vendeu as férias as contas com o Leão a incapacidade para o traba-
www.estadao.com.br/e/ir
rar os dez dias de férias vendi- lho possa ser comprovada

Jorge defende atrelar redução


do IPI à garantia de emprego
Hoje é mais fácil indústria aceitar acordo, diz ministro
do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior
SERGIO DUTTI/AE–18/11/2008

Fabio Graner ção de uma nota dizendo que o


BRASÍLIA
governo tinha decidido não
prorrogar o IPI mais baixo dos
O ministro do Desenvolvi- carros, que vence em 31 de mar-
mento, Indústria e Comércio ço, Miguel Jorge, ontem foi me-
Exterior, Miguel Jorge, de- nos enfático. “Por enquanto, a
fendeu ontem, nas negocia- medida vai até 31 de março. O
çõesparaumaeventualpror- futuro a Deus pertence”, disse
rogação do Imposto sobre ele. “É muito cedo para anun-
Produtos Industrializados ciar uma prorrogação”, acres-
(IPI) reduzido para veículos, centou.
a exigência de que as monta- O ministro destacou que a
doras preservem de empre- eventual continuidade do bene-
gos no setor. Foi a primeira fício será decidida após análise
manifestação aberta de um dos efeitos do mesmo. “Não se
integrante do alto escalão do podedarcomocertaaprorroga-
governo em favor de atrelar ção da redução do IPI. A chance
obenefíciotributárioaocom- IPI – Jorge é contra desconto é de 50% para cada lado”, afir-
promisso das empresas de mou Jorge, se diz pessoalmente
não demitir funcionários. tério da Fazenda. contra a prorrogação do des-
“Pessoalmente, avalio que A medida é defendida ainda conto no imposto.
se pode fazer uma vincula- pelo presidente da Central Úni- O presidente Luiz Inácio Lu-
çãodamedidacommanuten- cadeTrabalhadores(CUT),Ar- la da Silva sintetizou o drama
ção de empregos. Creio que tur Henrique Silva Santos. O do governo diante das notícias
não haveria problema para a sindicalista afirmou que não da provável prorrogação do be-
indústria sobre isso. Hoje é foi,atéagora, chamadopara ne- nefício tributário e dos desmen-
bem mais fácil a indústria nhuma negociação sobre o as- tidos posteriores. “Isso é o tipo
aceitar um acordo desse tipo suntoelembrouque,quandode- da decisão que a gente não pode
porque houve recuperação cidiu reduzir o IPI pela primei- brincar. Se eu anuncio que não
do setor. Seria natural que o ra vez, o governo, apesar dos vou prorrogar, faço corrida aos
governo colocasse isso na apelos dos trabalhadores, não carros. Se falo que vou prorro-
mesa”, afirmou Miguel Jor- impôs essa cláusula às monta- gar, faço parada (na compra de
ge. A vinculação entre incen- doras. carros)”, disse Lula ao Estado.
tivo e empregos está sendo Depois da trapalhada e do ● COLABORARAM TÂNIA MONTEIRO E
avaliadatambémpelo Minis- mal-estarcausadopela divulga- ADRIANA FERNANDES
ESCALAPB PB ESCALACOR COR
Produto: ESTADO - BR_C - 11 - 06/03/09
B11 - CYANMAGENTAAMARELOPRETO

%HermesFileInfo:B-11:20090306:

SEXTA-FEIRA, 6 DE MARÇO DE 2009


O ESTADO DE S. PAULO
B11
B11
ESCALAPB PB ESCALACOR COR
Produto: ESTADO - BR_C - 12 - 06/03/09
B12 - CYANMAGENTAAMARELOPRETO

%HermesFileInfo:B-12:20090306:

SEXTA-FEIRA, 6 DE MARÇO DE 2009


B12 ECONOMIA O ESTADO DE S.PAULO

MERCADOS
CENÁRIO FINANCEIRO

Bovespa retoma queda e dólar sobe


Mercado local reage ao tombo das ações em NY, causado pelo temor com bancos dos EUA e a General Motors

Claudia Violante na. O governo chinês frustrou ra voltaram a cortar os juros, Branca renovou seu compro- Bolsas caem em meio à decepção com China
Silvana Rocha as expectativas de que anun- ambos em 0,50 ponto porcen- misso de trabalhar para rees- EM PORCENTAGEM FTSE-100 (PONTOS) DOW JONES NY (PONTOS) IBOVESPA (PONTOS)

Alessandra Taraborelli ciaria uma ampliação do paco- tual. A taxa básica do BCE truturar a indústria automoti-
te de estímulo econômico, de caiu para 1,5% e a taxa britâni- va dos EUA. As bolsas em No- 3.632 38.391 6.874 0

O receio com o futuro de gran- US$ 585 bilhões, no primeiro ca, para 0,50%, o menor pata- va York caíram mais de 4%. -1

des bancos e empresas norte- dia do Congresso Nacional do mar da história do Reino Uni- No Brasil, a Bovespa teve declí- 37.368
-2
americanos, como Citigroup e Povo. Como os indicadores da do. Em Wall Street, as ações nio menor, de 2,69%, para 6.594
a montadora General Motors, Europa e dos EUA não mostra- do Citigroup recuaram abaixo 37.368,93 pontos. O dólar su- -3

voltou a deteriorar os merca- ram sinal de reversão do qua- de US$ 1 na sessão pela 1ª vez, biu 0,34%, a R$ 2,380 no bal- -4 3.529
dos, ontem, em meio à decep- dro recessivo, o Banco Central e terminaram a US$ 1,02. So- cão. E o juro de janeiro de 2010 -5
ção dos investidores com a Chi- Europeu e o Banco da Inglater- bre o futuro da GM, a Casa caiu a 10,59%.● 5H 6H 7H 8H 9H 10H 11H 12H 13H 14H 15H 16H 17H 18H

Bovespa: fechamento do dia 5/3/2009 No mundo


Cremer ON NM 2 1.900 7,49 7,49 7,49 7,49 7,49 - 7,40 7,49
Resumo das Operações Realizadas Cruzeiro Sul PN N1 29 21.800 5,71 5,71 6,05 5,94 6,05 +1,7 5,96 6,05
Ações na China sobem
Quantidade part. nº Valor Part. nº
Csu Cardsyst
Cyre Com-ccp
ON
ON
NM
NM
11
1
24.600
100
3,10
5,99
3,03
5,99
3,10
5,99
3,06
5,99
3,03
5,99
-5,0
+0,7
3,03
5,65
3,20
5,99
Juros 10 anos EUA*
Descriminação Negócios de Títulos total em R$ total Cyrela Realt
DHB
Dasa
ON
PN
ON
NM
NM
2.033
224
1
1.811.300
800
147.100
6,99
22,39
23,50
6,76
22,39
23,01
7,34
22,39
24,41
6,98
22,39
23,71
7,34
22,39
24,00
+3,4 7,30
-0,3 20,33 22,40
- 24,00
7,34
24,10
mesmo sem pacote 30500
Lote Padrão 180.423 2.531.017.900 54,94 3.112.131.348,00 90,49
Direitos e Recibos 237 1.462.789.400 31,75 197.407,00 0,01
Daycoval
Doc Imbituba
PN
PN
ES N1
10
9 15.800
24.000
4,44
0,98
4,39
0,98
4,44
1,01
4,41
1,00
4,39
1,01
-2,4
-1,0
4,37
0,96
4,42
1,01 Apesar de Pequim ter frustra- 2,8179
Drogasil ON NM 8 43.200 9,20 9,15 9,20 9,18 9,19 -1,1 8,61 9,19 5,79%
Fundos e Certificados 80 98.500 0,00 3.851.519,00 0,11 Dufrybras
Duratex
DR3
ON EDJ N1
32
4
10.600
5.000
16,03
11,10
16,03
11,09
16,49
11,10
16,26
11,10
16,25
11,10
-1,5
-
15,86
11,00
16,25
12,00
do a expectativa de expansão 30000
Mercado a Termo 748 4.324.460 0,09 85.329.333,93 2,48 Duratex
Ecodiesel
PN
ON
EDJ N1 1.220
NM 143
641.600
392.300
12,25
0,81
12,21
0,77
12,80
0,81
12,57
0,79
12,80
0,77
+3,2 12,60
-3,8 0,77
12,80
0,78
do pacote de estímulo econômi-
Opções de Compra 69.573 252.428.700 5,48 213.717.861,00 6,21
Mercado Fracionário 7.061 1.943.155 0,04 3.872.626,86 0,11
Elektro
Eletrobrás
PN
ON N1 828
2
400.400
200 15,50
24,65
15,50
24,39
15,50
25,00
15,50
24,67
15,50
24,55
+10,9 12,55
-2,0 24,55 24,60
15,50
co anunciado no final de 2008, 29500

Total Geral 258.605 4.607.196.453 100,00 3.439.288.478,88 100,00


Eletrobrás
Eletropar
PNB
ON
N1 1.128
1
707.300
100
23,05
43,00
22,71
43,00
23,30
43,00
22,96
43,00
22,88
43,00
-1,5 22,80 22,88
-2,7 42,60 45,00 as bolsas da China fecharam
Eletropaulo PNB N2 738 425.400 29,69 29,11 29,91 29,76 29,80 +0,3 29,50 29,80
Emae PN 6 6.100 9,23 9,06 9,23 9,19 9,23 +1,9 9,06 9,21 em alta ontem, com investido- 29000
Embraer ON NM 3.629 2.234.400 6,20 5,80 6,27 6,02 5,80 -7,3 5,80 5,82
Ações mais Negociadas Bolsa de SP Energias Br ON NM 339 244.700 22,99 22,31 23,20 22,80 22,65 -1,6 22,65 22,80 res mantendo a esperança de
Energisa PN 1 100 6,44 6,44 6,44 6,44 6,44 +2,2 6,35 6,44
À vista valor pontos ações
Equatorial
Estacio Part
ON
ON
NM
NM
107
33
118.400
395.300
13,00
12,25
12,75
12,00
13,10
12,50
12,86
12,27
12,90
12,50
-0,8
+0,1
12,76
12,50
12,90
12,88
nova proposta de gastos públi- 28500
Empresas especificações (R$ mil) abertura 38.391 altas 10
Estrela
Eternit
PN
ON ED NM
518
32
1.982.200
27.500
0,48
5,29
0,40
4,99
0,54
5,29
0,47
5,03
0,41
5,00
+2,5
-1,0
0,40
4,99
0,41
5,00
cos. O índice Xangai Composto
Petrobrás PN 638.725 mínimo 36.973 baixas 55 Even
Eztec
ON
ON
NM
NM
17
20
115.800
7.400
2,00
2,07
1,97
2,06
2,00
2,16
1,99
2,10
1,99
2,13
-1,5
+0,5
1,91
2,07
1,99
2,13
subiu 1%, para 2.221,08 pontos, 28800
28000
Vale R Doce PNA N1 566.753 máximo 38.391 estáveis 1 Fer Heringer ON NM 131 90.100 3,83 3,72 4,00 3,85 3,85 +0,5 3,79 3,85 e o Shenzhen Composto avan-
Ferbasa PN 20 17.500 6,00 5,98 6,10 6,01 5,98 -2,0 5,95 5,99 26/2 27 2/3 3 4 5
Itaubanco PN ED N1 196.823 fechamento 37.368 não negociadas 0
Vale R Doce ON N1 144.369
Fibam
Forja Taurus
PN
PN INT
4
5
700
1.000
24,99
3,61
24,99
3,60
25,50
3,61
25,06
3,60
25,50
3,60
+6,3 24,00 25,90
-0,3 3,53 3,60 çou 0,5%, para 719,01 pontos. *Cotação da taxa até as 18hs
médio 37.434 total 66 Fosfertil PN 360 318.300 14,23 13,76 14,80 14,14 14,27 -0,9 14,03 14,27
Petrobrás ON 138.774 Gafisa ON NM 2.273 2.210.500 8,73 8,52 9,36 8,85 9,36 +6,7 9,25 9,36
Gazola PN 8 2.000 2,30 2,12 2,30 2,17 2,12 -7,0 2,12 2,28
Generalshopp ON NM 1 200 1,89 1,89 1,89 1,89 1,89 -5,5 1,80 2,00
Gerdau ON ED N1 384 158.600 9,90 9,50 9,90 9,60 9,51 -4,8 9,51 9,55
IBX 50 Bolsa Gerdau PN ED N1 9.849 6.626.500 12,35 11,95 12,40 12,14 12,00 -6,3 12,00 12,02 Bolsas internacionais Juros Risco país
Gerdau Met ON ED N1 17 3.100 15,00 14,50 15,00 14,74 14,53 -3,1 14,01 14,59
pontos ações
EM PONTOS
37.368 Gerdau Met
Gol
PN
PN
ED N1
N2
2.207
1.879
823.200
1.028.400
16,35
9,47
15,76
8,82
16,37
9,80
16,05
9,06
15,80
8,94
-7,1
-8,8
15,80
8,92
15,91
8,94
Índice de fechamento externos EMBI
(Emerging Markets Bond Index) é
39.500 calculado pelo Banco J. P.Morgan
Gp Invest DR3 34 85.600 5,99 5,80 6,00 5,95 5,80 -3,3 5,80 5,84 Variação (%)
abertura 5.757 altas 8 39.000 2,69% Gpc Part ON 1 700 0,63 0,63 0,63 0,63 0,63 -3,1 0,63 0,74 Taxa (%)
Var.
38.500 Gradiente ON 8 2.000 2,21 2,12 2,25 2,18 2,24 -0,4 2,12 2,24 Pontos Diário Semanal Mensal Anual Pontos
mínimo 5.562 baixas 42 Grazziotin PN 3 2.300 6,35 6,35 6,35 6,35 6,35 - 6,00 6,35
EUA T-NOTE 10a 2,81785 (%)
máximo 5.757 estáveis 0
38.000 Grendene ON NM 11 19.400 11,30 11,20 11,60 11,21 11,20 -3,0 11,15 11,20 ! NY-D Jones 6.594,44 -4,09 -9,30 -6,63 -23,93
EUA T-bond 30a 3,49905 Brasil 456 6,29
37.500 Guarani ON NM 49 53.600 2,05 1,99 2,05 2,01 2,02 -1,9 2,00 2,02
fechamento 5.620 não negociadas 0 37.000
Guararapes ON 4 26.300 15,51 15,51 15,87 15,52 15,70 -1,8 15,07 15,70 ! NY-Nasdaq 1.299,59 -4,00 -8,83 -5,68 -16,19 EUA T-note 2 a 0,89090 Embi+ 689 3,30
Guararapes PN 1 100 15,50 15,50 15,50 15,50 15,50 +0,3 14,50 15,50
médio 5.627 total 50 36.500 Gvt Holding ON NM 538 392.200 25,00 24,68 25,50 24,94 24,98 -3,9 24,90 24,98 ! NY-SP500 682,55 -4,25 -10,77 -7,15 -23,36 Libor Euro 1º 1,98688 Argentina 1.812 4,44
36.000 Helbor ON NM 9 3.900 2,89 2,89 2,90 2,89 2,89 +3,2 2,80 2,89 Libor Libra 1ª 2,33000
Hercules PN 79 252.000 0,20 0,20 0,25 0,22 0,23 +21,1 0,22 0,24 ! ADR B Titan 15.425,52 -3,34 -3,91 -3,47 -8,00 México 423 6,82
26/2 27 2/3 3 4 5 Libor Iene 1 ª 0,96650
IBX 100 Hoteis Othon
Hypermarcas
PN
ON NM
118
29
1.740.000
33.200
0,27
13,61
0,23
13,61
0,28
13,95
0,26
13,84
0,23
13,75
-14,8
-1,7
0,23
13,53
0,24
13,80 ! Londres 3.529,86 -3,18 -8,29 -7,84 -19,64
Libor Dólar 1ª 2,13625
Rússia 683 2,71
Ideiasnet ON NM 23 31.100 1,75 1,72 1,81 1,76 1,81 +0,6 1,73 1,81 Latim 716 3,32
pontos ações Ienergia ON 359 5.007.000 0,31 0,25 0,34 0,30 0,25 -13,8 0,25 0,26 ! Frankfurt 3.695,49 -5,02 -3,92 -3,86 -23,17
Ienergia PNA 62 902.000 0,21 0,19 0,23 0,21 0,19 -9,5 0,19 0,21
abertura 12.893 altas 17
Índices da Bolsa
Iguatemi
Inds Romi
ON
ON
NM
NM
42
71
23.300
305.000
13,00
6,30
12,40
6,30
13,00
6,40
12,62
6,35
12,50
6,40
-3,8
-0,8
12,30
6,30
12,50
6,45
! Paris 2.569,63 -3,96 -4,72 -4,92 -20,13 Commodities Cotação Variação (%)
mínimo 12.478 baixas 80 Indusval PN N1 5 1.600 5,54 5,50 5,54 5,54 5,54 -0,2 5,38 5,55 n Tóquio 7.433,,49 1,95 -0,37 -1,78 -16,10
máximo 12.893 estáveis 3 Inepar PN 12 3.500 12,86 12,85 13,37 13,03 13,37 -0,1 12,76 13,39 Petróleo/Nymex-Abr./09 US$ 43,61 -3,90
Inepar Tel ON 39 156.900 0,21 0,20 0,23 0,21 0,20 - 0,19 0,20 ! Hong Kong 12.211,24 -0,97 -6,10 -4,69 -15,13
Petróleo/Brent-Abr./09 US$ 43,80 -5,03
fechamento 12.602 não negociadas 0 Índices Pontos Dia% Mês% Ano% Inpar S/A ON NM 14 89.600 1,62 1,61 1,63 1,62 1,63 +0,6 1,61 1,63
médio 12.615 total 100 Ibovespa 37.368,93 -2,69 -2,13 -0,48
Iochp-maxion
Ishares Bova
ON
CI
NM 128
54
123.300
88.500
10,50
37,84
10,34
36,91
10,50
38,00
10,39
37,30
10,34
37,30
-2,5 10,31
-3,9 36,95 37,30
10,34 n Xangai 2.221,10 1,05 0,66 6,63 21,18

IBRX 50 5.620,76 -2,39 -1,77 1,34 Ishares Smal


Itaubanco
CI
ON ED N1
2
11
200
6.600
22,50
18,97
22,34
18,65
22,50
19,00
22,42
18,87
22,34
18,98
-0,8 22,00
-1,5 18,31
26,10
18,99
! Milão 11.172,00 -5,39 -10,58 -10,81 -25,99
Metais (Mercado em Londres)
Maiores altas e baixas IBRX 100 12.602,65 -2,26 -1,97 0,50 Itaubanco
Itausa
PN
ON
ED N1
ED N1
7.546
2
9.063.900
1.800
21,50
10,20
21,21
10,00
22,07
10,20
21,72
10,11
22,00
10,00
-0,7
-2,0
21,95 22,00
9,15 11,90 ! Madri 7.025,90 -4,51 -6,47 -7,81 -23,60 Em dólares por tonelada
Preço à vista para contratos trimestrais (mercado futuro)
ISE – Sustentabilidade 1.052,55 -1,97 -3,36 -11,19 Itausa PN ED N1 5.000 8.323.700 6,75 6,65 6,91 6,82 6,90 -0,7 6,89 6,90
n ! Latibex
n 1.950,10 -1,91 1,90 0,39 10,60
Itautec ON 2 200 28,80 28,50 28,80 28,65 28,50 +5,4 20,01 28,99 Dia Dia
ITEL – Telecom 1.019,12 -2,17 -4,82 -0,37 J B Duarte ON 10 116.000 0,04 0,04 0,05 0,04 0,05 - 0,04 0,05 Produto Ontem anterior Produto Ontem anterior
! Lisboa 5.748,94 -1,20 -1,75 -4,24 -9,58
Gafisa ON
Cyrela Realt ON
Duratex PN
6,7
3,4
3,2
Gol PN
Embraer ON
V C P PN
8,8
7,3
7,3
IEE – Energia Elétrica
INDX – Setor Industrial
IGC – Governança
15.656,71
4.747,86
3.524,35
-1,22
-3,05
-2,64
-3,14
-4,58
-2,15
2,39
-10,53
-4,67
J B Duarte
Jbs
Jereissati
Jhsf Part
João Fortes
PN
ON
PN
ON
ON
NM
NM
27
1.162
21
6
7
595.000
1.330.300
244.000
2.100
31.800
0,04
4,53
0,57
1,81
2,26
0,04
4,42
0,55
1,78
2,25
0,05
4,57
0,59
1,81
2,35
0,05
4,48
0,56
1,80
2,30
0,05
4,42
0,55
1,81
2,35
-4,3
-5,2
-2,1
-

-
0,04
4,42
0,55
1,77
2,25
0,05
4,44
0,57
1,81
2,35
! México
! Buenos Aires
17.365,90

954,81
-2,58

-5,03
-4,59

-6,31
-2,18

-6,33
-22,54

-11,56
.
Alumínio
Chumbo 1.184,00 1.180,00
1.321,00 1.357,00 Cobre 3.680,00 3.745,00
Estanho 10.900,00 10.950,00
Níquel 9.825,00 10.025,00
Karsten PN 20 25.700 7,24 6,99 7,49 7,01 6,99 -3,5 6,86 7,00 Prata Mai. 13,120 12,915 Zinco 1.243,00 1.205,00
Ambev PN 3,1 Gerdau Met PN 7,1 ITAG – Tag Along 4.348,17 -2,27 -2,65 -8,76 Kepler Weber ON 151 2.343.900 0,14 0,14 0,15 0,14 0,15 +7,1 0,14 0,15 ! Cingapura 1.518,64 -1,66 -6,07 -4,78 -14,23
Rossi Resid ON 1,8 Aracruz PNB 7,1 Ibovespa Fut.Fev. (BM&F) 38.050,00 -2,06 -1,42 0,26 Klabin S/A PN N1 839 1.297.200 2,81 2,69 2,85 2,74 2,72 -3,9 2,71 2,72
Klabinsegall ON NM 302 491.400 1,28 1,14 1,28 1,18 1,15 -8,7 1,15 1,17
Kroton UNT N2 14 5.500 8,25 8,15 8,50 8,19 8,38 +0,1 8,12 8,38
Laep DR3 99 675.000 0,41 0,38 0,41 0,40 0,39 -2,5 0,38 0,39
Le Lis Blanc ON NM 2 3.100 3,10 3,10 3,25 3,10 3,25 +0,3 3,10 3,20
Light S/A ON NM 395 126.500 24,99 24,75 25,11 24,89 24,80 -1,0 24,80 25,12
AÇÃO DO DIA FRASE Lix Da Cunha PN 2 8.400 3,13 3,13 3,13 3,13 3,13 -0,6 2,62 3,00

Embraer cai 7,35%


com decisão do TRT
Fábio Silveira
Sócio-diretor da
Llx Log
Localiza
Log-in
Lojas Americ
Lojas Americ
Lojas Renner
ON
ON
ON
ON
PN
ON
NM
NM
NM
INT
305
421
189
1.863
INT NM 1.838
10
2.743.600
291.800
731.600
13.000
1.531.500
929.500
1,19
7,95
6,70
4,91
5,61
13,95
1,15
7,70
6,50
4,85
5,49
13,95
1,22
8,10
6,89
5,05
5,64
14,45
1,19
7,78
6,67
4,90
5,58
14,28
1,18
7,71
6,70
4,85
5,50
14,00
-3,3
-5,4
-4,3
-2,7
-
1,16
7,71
6,70
4,85
5,49
-2,1 14,00
1,18
7,79
6,78
4,92
5,50
14,17
Moedas e índices
RC Consultores Lopes Brasil
Lupatech
ON
ON
NM
NM
62
54
327.600
32.000
6,65
21,99
6,40
21,01
6,70
22,00
6,49
21,39
6,40
21,30
-3,0
-4,1
6,40
21,30
6,54
21,50
Embraer ON caiu 7,35%. O ao AE Broadcast Ao Vivo Dólar (em R$)
M G Poliest
M.diasbranco
ON
ON NM
11
4
230.000
260.200
0,08
17,90
0,07
17,90
0,08
17,90
0,08
17,90
0,08
17,90
+14,3
+2,3
0,07
17,54
0,08
17,80
Comercial Paralelo Dólar
Tribunal Regional do Traba- “A economia do Magnesita Sa
Mangels Indl
ON
PN
NM
N1
59
6
77.700
1.000
5,70
4,80
5,61
4,55
5,80
4,80
5,73
4,63
5,80
4,55
-0,9
-1,5
5,66
4,54
5,80
4,80 Compra Venda Compra Venda
EM REAIS
lhodeterminouquea suspen- Brasil andará de lado Marcopolo
Marcopolo
ON
PN
N2
N2 71
6 3.100
204.700
2,80
2,85
2,80
2,80
2,90
2,88
2,84
2,85
2,90
2,82
-2,4
-0,4
2,78
2,80
2,90
2,82 19/2 2,349 2,351 2,270 2,480 2,460 2,380
são das 4.270 demissões da em 2009. E 2010
Marfrig
Marisa
ON
ON
NM
NM
233
12
100.000
558.800