You are on page 1of 1

CURSO PREPARATRIO POR DISCIPLINA - GEOGRAFIA

FORMAO DO ESTADO: FRONTEIRAS, IDENTIDADE E INSTITUIES Prof. Pautasso A evoluo das fronteiras e o territrio nacional A gnese do territrio brasileiro - o papel dos navegantes e do Estado portugus: o Tratado de Tordesilhas (1494) e a nova geografia A expanso territorial - o uti possideti e a Ilha Brasil - a Unio Ibrica e o bandeirantismo: o uso das bacias hidrogrficas, a dilatao das fronteiras, a descoberta de metais, a integrao territorial - o mito e a realidade da Ilha Brasil: a base geogrfica do mito com as bacias do Guapor-Paraguai - o auxlio da cartografia: os erros de Portugal => a foz do Prata e Cuiab nos limites de Tordesilhas - os disputas na bacia do Prata: fundao de Buenos Aires (1580), de Colnia (1680), de Montevidu (1726), de Rio Grande (1737) - as fronteiras na bacia do Amazonas: fundao de Belm (1616), criao do Estado do Maranho (1622), a viagem de Pedro Teixeira (1637) - as mones e a ocupao do oeste: os novos bandeirantes e a ligao de Cuiab com Belm pelos rios Guapor-Madeira-Amazonas - os Tratados e o corpo da ptria: do uti possidetis do t. de Madri (1750) ao T. de Badajs (1801) As fronteiras do Imprio e da Repblica e a unidade territorial - o Tratado de 1851 com o Peru e os outros Tratados com Uruguai (1851), Venezuela (1859) e Bolvia (1867) - a Era Rio Branco: a finalizao das questes fronteirias no Brasil A formao da nacionalidade e da identidade no Brasil Naes, nacionalismo e identidade nacional - a coeso em torno da elite/governo; o amortecimento da luta de classes; a proteo contra agresses; a unificao econmica do territrio; a construo de projetos nacionais de desenvolvimento - o carter complexo: 1) natureza; 2) tipo histrico; 3) contedo scio-poltico; e 4) forma institucional Das ideologias geogrficas ao desenvolvimento - o mito fundador e a construo da identidade - as polticas de governo aos projetos nacionais de desenvolvimento A construo do Estado: elites e instituies A organizao do aparelho estatal - o domnio do poder privado (1534-1752): capitanias e fragmentao poltico-territorial - a gnese do poder pblico (1752-1808): as milcias e o poder do fisco - a internalizao do Estado (1808-1889): as estruturas polticas da Coroa portuguesa Estado moderno e desenvolvimento - a gnese do aparelho estatal moderno (1889-1930): o fim da escravido, a proclamao da Repblica e os limites do federalismo oligrquico - as bases do Estado moderno (1930-64): a integrao infraestrutural, a formao do mercado nacional, a burocracia meritocrtica e os rgos de planejamento - a organizao poltico-territorial e as reformas institucionais: desenvolvimento e crise