Вы находитесь на странице: 1из 45
ERALDO JOAQUIM PAULO CASEMIRO PAULO SAMPAIO TIAGO BACELAR

ERALDO JOAQUIM

PAULO CASEMIRO

PAULO SAMPAIO

TIAGO BACELAR

 Parafusos  Roscas  Mancais  Rolamento de Rolo Esférico  Engrenagem Cônica 

Parafusos

Roscas

Mancais

Rolamento de Rolo Esférico

Engrenagem Cônica

Flange

Parafusos (fixação) São elementos de maquinas usados em uniões provisórias ou desmontáveis,ou seja, quando permitem

Parafusos (fixação)

São elementos de maquinas usados

em uniões provisórias ou

desmontáveis,ou seja, quando

permitem a desmontagem e

montagem com facilidade sem

danificar as peças componentes.

Os parafusos são fabricados em aço, aço

inoxidável ou ligas de cobre e, mais

raramente, de outros metais. O material,

alem de satisfazer as condições de

resistência, deve também apresentar

propriedades compatíveis com o

processo de fabricação, que pode ser a

usinagem em tornos e roscadeiras ou por conformação como forjamento ou

laminação (roscas roladas).

 Fratura  Fadiga  Análise de tensões (torque)

Fratura

Fadiga

Análise de tensões (torque)

 Conhecimentos de resistência dos materiais e dos conceitos de mecânica aplicada para poder analisar

Conhecimentos de resistência dos materiais e dos conceitos de

mecânica aplicada para poder

analisar corretamente os esforços

que agem sobre as peças e

determinar sua forma e

dimensões para que sejam

suficientemente fortes e rígidas.

Conhecer as propriedades dos materiais através de estudos e pesquisas.

Ter bom senso para decidir quando deve

usar valores de catálogos ou uma

determinada formula empírica ou se

deve aplicar a teoria mais profunda.

Senso pratico.

Ter cuidado com a parte econômica do

projeto.

Conhecer os processos de fabricação.

Definição:

Rosca é um conjunto de filetes em

torno de uma superfície cilíndrica

ou cônica.

Definição: Rosca é um conjunto de filetes em torno de uma superfície cilíndrica ou cônica.

As roscas podem ser internas ou

externas. As roscas internas encontram-

se no interior das porcas. As roscas externas se localizam no corpo dos

parafusos.

externas. As roscas internas encontram- se no interior das porcas. As roscas externas se localizam no
externas. As roscas internas encontram- se no interior das porcas. As roscas externas se localizam no

As roscas permitem a união e

desmontagem de peças.

 As roscas permitem a união e desmontagem de peças.
 As roscas permitem a união e desmontagem de peças.

Permitem o movimento de peças, o parafuso que movimenta a mandíbula

móvel da morsa é um exemplo de

movimento de peças.

o movimento de peças, o parafuso que movimenta a mandíbula móvel da morsa é um exemplo

Exemplo¹: Tornos

 Exemplo¹: Tornos

Exemplo²: Morsas

 Exemplo²: Morsas

Exemplo³: Prensa

 Exemplo³: Prensa

Sentido de direção da rosca:

Rosca Direita

Rosca Esquerda

Sentido de direção da rosca:  Rosca Direita  Rosca Esquerda

Utilização das Roscas:

As roscas fazem parte dos parafusos e porcas que são elementos

de união com fechamento de forças, isto é, caracterizados pelo aperto de uma peça sobre a outra, criando uma área de grande atrito. A força de aperto resulta da tensão do parafuso ao ser

apertado. A tensão produzida tem de ser superior às forças

opostas a ela durante o funcionamento.

do parafuso ao ser apertado. A tensão produzida tem de ser superior às forças opostas a
do parafuso ao ser apertado. A tensão produzida tem de ser superior às forças opostas a

Cuidados:

 Cuidados: Usar ferramentas indicadoras de aperto e seguir as especificações do fabricante da máquina ou

Usar ferramentas indicadoras de aperto e seguir

as especificações do fabricante da máquina ou equipamento. Exemplo: Torquímetro.

indicadoras de aperto e seguir as especificações do fabricante da máquina ou equipamento. Exemplo: Torquímetro.

Cuidados:

 Cuidados: - Examinar quanto a trincas, planeza, estado das roscas, limpeza. - Verificar qual o

- Examinar quanto a trincas, planeza, estado das

roscas, limpeza. - Verificar qual o tipo de rosca mais adequado para cada tipo de solicitação. - Efetuar manutenção periódica, evitando

eventuais problemas.

Danos Típicos:

Quebra do parafuso; Cisalhamento ou

arrancamento da cabeça.

Solução:

Para extrair a parte restante improvisa-se um

alojamento para chave de boca fixa; ou usa-se

extrator apropriado para casos em que a quebra

tenha se dado no mesmo plano que a superfície

da peça.

Danos Típicos:

Rosca Interna Danificada

Solução:

Há várias maneiras de consertar uma rosca interna avariada, a melhor geralmente é a colocação de um inserto.

Danos Típicos:

Tensão Inicial Aparente

Solução:

Ajustar o equipamento, evitando dessa forma que o parafuso deforme e possa se alongar elasticamente.

Aparente Solução: Ajustar o equipamento, evitando dessa forma que o parafuso deforme e possa se alongar
Definição: Suporte ou guia em que se apóia o eixo. No ponto de contato entre

Definição:

Suporte ou guia em que se apóia o eixo. No

ponto de contato entre a superfície do eixo e a superfície do mancal, ocorre atrito.

Dependendo da solicitação de esforços, os mancais podem ser de deslizamento ou de

rolamento.

do mancal, ocorre atrito. Dependendo da solicitação de esforços, os mancais podem ser de deslizamento ou
do mancal, ocorre atrito. Dependendo da solicitação de esforços, os mancais podem ser de deslizamento ou

Mancais de deslizamento:

Geralmente, os mancais de deslizamento são

constituídos de uma bucha fixada num suporte. Esses mancais são usados em máquinas pesadas

ou em equipamentos de baixa rotação, porque a

baixa velocidade evita superaquecimento dos componentes expostos ao atrito

ou em equipamentos de baixa rotação, porque a baixa velocidade evita superaquecimento dos componentes expostos ao
Mancais de rolamento: Quando necessitar de mancal com maior velocidade e menos atrito, o mancal

Mancais de rolamento:

Quando necessitar de mancal com maior velocidade e menos atrito, o mancal de rolamento é o mais adequado.

Os rolamentos são classificados em função dos seus

elementos rolantes. Veja os principais tipos, a seguir.

adequado. Os rolamentos são classificados em função dos seus elementos rolantes. Veja os principais tipos, a
Manutenção de Mancais: Os perigos de danificar os mancais distribuem-se em:  Sujeira 43 a

Manutenção de Mancais:

Os perigos de danificar os mancais distribuem-se em:

Sujeira 43 a 45 %.

Falhas de lubrificação 10 a 15 %.

Montagem deficiente 13,5 %.

Desalinhamento 10 a 13 %.

Sobrecarga 8 a 9 %.

Corrosão 4 a 5 %.

Outros 4 a 5 %.

Cuidados:  Cuidados para Montagem de Mancais Bipartidos:  Evite a inversão da posição do

Cuidados:

Cuidados para Montagem de Mancais Bipartidos:

Evite a inversão da posição do casquilho ou a troca do superior

pelo inferior, pois pode obstruir a passagem de óleo.

Evitar o rasqueteamento ou lixamento interno, para não prejudicar o acabamento e a forma, e evitar a incrustação de partículas estranhas.

O aperto excessivo ou dimensionamento incorreto pode provocar

uma deformação ou folga no casquilho.

Folgas excessivas entre os pinos de guia e os furos ou mesmo a inversão da tampa podem provocar uma descentralização.

O alojamento do mancal pode estar fora da tolerância (dimensões,

ovalização, etc.).

Cuidados:  Cuidados para Montagem de Buchas sob Pressão:  As buchas devem ter um

Cuidados:

Cuidados para Montagem de Buchas sob Pressão:

As buchas devem ter um ajuste r6 e montadas em furo H7 , para

obter um ajuste forçado. O furo da bucha deve ter E6 ou F7, que ao

ser comprimido na montagem, diminui para H6.

Para facilitar à compressão a bucha deve ser chanfrada com um ângulo de 5 º e lubrificada.

As buchas devem ser introduzidas nos mancais bem alinhadas

com auxílio do dispositivo de arraste ou mandril auxiliar na prensa.

Deve-se evitar o uso do martelo.

As buchas de metal sinterizado são comprimidas adequadamente

com um mandril suporte para evitar empeno, rompimento da bucha e manter a medida do furo.

 Definição: Rolamentos com duas carreiras de rolos com superfícies de contato esféricas e uma

Definição: Rolamentos com duas carreiras de rolos com superfícies de

contato esféricas e uma pista esférica comum no anel externo. As duas pistas do anel interno são inclinadas em um ângulo em relação ao eixo do rolamento. Os rolamentos são autocompensadores e insensíveis a erros de alinhamento do eixo em relação à caixa. São apropriados para cargas

pesadas.

Esses rolamentos tem por características: vida longa, reduzida geração de calor, maior capacidade de carga, baixo desgaste e maior resistência à altas temperaturas.

longa, reduzida geração de calor, maior capacidade de carga, baixo desgaste e maior resistência à altas
longa, reduzida geração de calor, maior capacidade de carga, baixo desgaste e maior resistência à altas
 Visão Interna

Visão Interna

 Visão Interna
 Principais Problemas:  Os principais problemas nesses rolamentos são: vibração, ruído, pequenos trancos

Principais Problemas:

Os principais problemas nesses rolamentos são:

vibração, ruído, pequenos trancos devido a

partículas estranhas, escoriações,

esmagamentos, inconstância no torque devido a falhas na instalação, falhas no assento, torque

excessivo devido a folga demasiadamente

reduzida, atrito de vedação e desalinhamento.

 Classificação dos mancais de rolamento:  Os rolamentos são classificados em dois principais grupos:

Classificação dos mancais de rolamento:

Os rolamentos são classificados em dois principais grupos: Rolamentos de esferas e

rolamentos de rolos. Os rolamentos de esferas

são classificados de acordo com a configuração dos seus anéis: Rígidos de esferas, de contato

angular e axiais. Os rolamentos de rolos são

classificados de acordo com a forma dos rolos:

Cilíndricos, agulhas, cônicos e esféricos.

 Classificação dos mancais de rolamento:  Os rolamentos são classificados em dois principais grupos:

Classificação dos mancais de rolamento:

Os rolamentos são classificados em dois principais grupos: Rolamentos de esferas e

rolamentos de rolos. Os rolamentos de esferas

são classificados de acordo com a configuração dos seus anéis: Rígidos de esferas, de contato

angular e axiais. Os rolamentos de rolos são

classificados de acordo com a forma dos rolos:

Cilíndricos, agulhas, cônicos e esféricos.

 Manutenção dos mancais de rolamento: O mancal de rolamento exige uma atenção particular para

Manutenção dos mancais de rolamento: O mancal de

rolamento exige uma atenção particular para o bom funcionamento dos sistemas.

Os mancais exigem os seguintes cuidados:

Remoção de rebarba, cavaco, oxidação ou sujeira das superfícies dos assentos do eixo, alojamento e apoios;

Na montagem aplicar uma fina camada de óleo sobre as superfícies limpas;

Pegar no rolamento somente na hora da montagem;

Eles devem ser montados em um ambiente de trabalho limpo, livre de contaminantes que se infiltrem em seu interior;

Evitar golpes desnecessários;

 Definição: Possuem a forma de tronco de cones. São utilizadas principalmente em aplicações que exigem

Definição: Possuem a forma de tronco de cones. São utilizadas principalmente em aplicações que exigem eixos que se cruzam (concorrentes). Os dentes podem ser retos ou inclinados em

relação ao eixo de rotação da engrenagem. Os dentes das rodas

cônicas tem um formato também cônico, o que dificulta a sua fabricação, diminui a precisão e requer uma montagem precisa para o funcionamento adequado. A engrenagem cônica é usada

para mudar a rotação e a direção da força, em baixas velocidades.

adequado. A engrenagem cônica é usada para mudar a rotação e a direção da força, em
adequado. A engrenagem cônica é usada para mudar a rotação e a direção da força, em
 Principais Problemas: Os principais problemas nas engrenagens são: Desgaste por interferência, Desgaste abrasivo,

Principais Problemas: Os principais problemas nas engrenagens são:

Desgaste por interferência, Desgaste abrasivo, Quebra por fadiga, Quebra por sobrecarga, Trincas superficiais, Desgaste

por sobrecarga, Lascamento, Laminação

ou cilindramento.

 Classificação das engrenagens: As engrenagens como elementos de transmissão de potência se apresentam nos

Classificação das engrenagens: As

engrenagens como elementos de transmissão de potência se apresentam nos seguintes tipos

básicos:

a) Cilíndricas - Dentes retos e Dentes helicoidais

b) Cônicas - Dentes retos, Dentes helicoidais:

helicoidais, hipóides, Espiróides.

c) Parafuso sem fim

 Manutenção de engrenagens: A engrenagem exige uma atenção particular para o bom funcionamento dos

Manutenção de engrenagens: A engrenagem exige uma atenção particular para o bom funcionamento dos sistemas. Os conjuntos engrenados exigem os seguintes cuidados:

Reversões de rotação e partidas bruscas sob carga;

A lubrificação deve eliminar a possibilidade de trabalho a seco;

A lubrificação deve atingir toda a superfície dos dentes;

A lubrificação deve ser mantida no nível. O excesso de óleo provoca o

efeito de turbina que, por sua vez, produz superaquecimento;

Usar óleo lubrificante correto;

A pré-carga dos rolamentos ou a folga dos mancais devem ser mantidas

dentro dos limites recomendados. Essa medida evitará o desalinhamento

dos eixos. Eixos desalinhados provocam o aparecimento de carga no canto dos dentes e suas possíveis quebras;

O desgaste dos eixos e dos entalhes dos dentes das engrenagens não deve exceder os limites de ajuste. Se esses limites forem excedidos, ocorrerão

batidas devido ao atraso, recalcando os entalhes. Ocorrerá

desalinhamento, além de efeitos nocivos sobre os flancos dos dentes da

engrenagem.

Depósitos sólidos, do fundo da caixa de engrenagens, devem ser

removidos antes de entrar em circulação.

É um elemento que une dois

componentes de um sistema de

tubulações, permitindo ser

desmontado sem operações

destrutivas. Os flanges são

montados em pares e geralmente

unidos por parafusos, mantida a

superfície de contato entre dois

flanges sob força de compressões, a

fim de vedar a conexão.

http://www.materiales- sam.org.ar/sitio/biblioteca/bariloche/Trabajos/A07/ 0710.PDF

http://pt.scribd.com/doc/6583639/Elementos-

de-maquinas-Senai