Вы находитесь на странице: 1из 7
ASSUNTO: MANUAL INTERNO REGULAMENTOR DOS PROCEDIMENTOS E AÇÃO DO REPRESENTANTE DE TURMA NA ESCOLA SENADOR PETRÔNIO

ASSUNTO: MANUAL INTERNO REGULAMENTOR DOS PROCEDIMENTOS E AÇÃO DO REPRESENTANTE DE TURMA NA ESCOLA SENADOR PETRÔNIO PORTELA.

MANUAL DE REPRESENTANTE DE TURMA – REGULAMENTO

A Direção da ESCOLA SENADOR PETRÔNIO PORTELA e o corpo docente da mesma no uso de suas atribuições e considerando:

  • a) A importância de se criar estratégias de atuação eficaz dos estudantes na escola;

  • b) A implementação do regimento escolar da unidade;

  • c) A orientação do plano político pedagógico da escola;

  • d) E finalmente a relevância de ações que visem à participação ativa do estudante na sua formação e construção autônoma e cidadã

Estabelece critérios e normas para a eleição e atuação do representante de sala na unidade de ensino:

I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Art. 1º - O presente MANUAL DE REPRESENTANTE DE TURMA foi elaborado por todos os segmentos da escola e institui as diretrizes a serem seguidas por todos os que fazem a Escola Senador Petrônio Portela, de acordo com a Lei nº 9394 de 20/12/96 – Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional e todas as outras legislações educacionais aplicadas à educação básica, nos níveis de ensino fundamental e médio.

PARÁGRAFO ÚNICO: o manual de representação de turma apenas servirá como documento interno da escola no intuito de regulamentar e ter ciência dos estudantes representantes das turmas na instituição.

Art.

-

O

Manual

dispõe

sobre

a

todos

os aspectos e

momentos

relevantes para a representação

de

turma

e

busca ampliar o

comprometimento da comunidade escolar na perspectiva da prática do

convívio social.

Art. 3º - A unidade de ensino conceitua e estabelece para a função de representante de turma que:

I- é o elo entre a turma e a escola em todos os seus seguimentos;

II

-

é

o responsável

pelo

diálogo

ético

e

eficaz

com

a

sua

turma,

administrando eventuais problemas, coletando informações e sugestões;

III - promove a integração do grupo, possibilitando a participação de todos nos assuntos de turma, mobilizando para participação em atividades como eventos institucionais, palestras, visitas técnicas, cursos dentre outras atividades pertinentes a tal tarefa;

IV- é o multiplicador das informações institucionais, transmitidas pelos professores, diretores da unidade;

V - Tem papel fundamental na aproximação da turma com os professores e a Direção, permitindo assim a contribuição dos alunos no aprimoramento das propostas pedagógicas;

VI- É o aluno que exerce a cidadania, é responsável, criativo, tem espírito de liderança, é bom moderador, é comprometido com as atividades propostas, solidário, entusiasta e idealista, tem conduta adequada aos valores da escola, é ético (Ser um representante de turma ético significa ser, acima de tudo, imparcial. É importante saber distinguir os anseios pessoais das solicitações da turma).

II – DA PARTICIPAÇÃO NA ELEIÇÃO

Art. 4º - poderão participar como candidatos a representante de sala os estudantes regularmente matriculados na série e sala a qual buscam atuação;

Art. 5º - a eleição para representante acontecerá na data a ser escolhida pela direção da escola em conjunto com o corpo docente;

Art. 6º - os estudantes que se candidatarem devem apresentar os seguintes pré-requisitos, nesta sequência:

I – atender ao Art. 4º do presente manual;

II

– não apresentarem percentuais de falta alto;

 

III – não apresentarem nenhuma forma de indisciplina registrada em qualquer disciplina;

IV – apresentarem boas notas nos bimestres;

 

V – estarem dispostos a participar das reuniões sempre que convocados;

III – DA ELEIÇÃO

 

Art. 7º - a eleição do representante de turma deverá acontecer em toda a escola num único dia para todas as turmas e turnos;

Art.

- cada professor no seu horário

da turma será

o mediador na

eleição;

 

Art. 9º - a eleição só deverá acontecer após o professor mediador ler em sua íntegra todos os artigos que compõem o presente manual no intuito de tornar ciente a todos os direitos e deveres;

Art. 10º - o procedimento da eleição acontecerá da forma que o docente achar melhor na sala, desde que atenda aos seguintes itens:

I – o voto será secreto ou aberto dependendo do combinado entre o docente e os estudantes da turma;

– será considerado eleito aquele estudante que obtiver o maior número de votos;

II

III- poderá concorrer até 05 (cinco) candidatos por sala; IV- serão considerados eleitos na sequência:

  • - representante: o primeiro mais votado;

  • - vice-representante: o segundo mais votado;

  • - 1º suplente o terceiro mais votado; -2º suplente o quarto mais votado;

-3º suplente o quinto mais votado.

Art. 11º - será exigido que o professor mediador da eleição apresente na direção da escola o formulário de eleição do representante para guarda e comprovação da mesma;

Art. 12º - o formulário que dispõe o Art. 10º deverá ser fornecido pela direção da escola em tempo hábil;

Art. 13º - deverão ser eleitos estudantes para as seguintes funções, a saber:

I – representante da turma; II -vice-representante; III- três suplentes.

Art. 14º - após a eleição todos os eleitos devem preencher o formulário de representação;

IV – DOS ELEITORES

Art. 15º - podem votar todos os estudantes matriculados na turma;

Art. 16º - os candidatos a representação também podem exercer o poder de voto;

IV – DA POSSE

Art.

17º

-

a

posse

dos

eleitos

será

realizada

proclamação do docente sobre o eleito;

imediatamente

a

Art. 18º - a efetivação definitiva acontecerá a partir da homologação pela direção da escola a partir da assinatura na direção no formulário de representação;

Art. 19º - a não assinatura da direção no formulário conforme Art. 17º implica a não validação da eleição e posterior nova eleição na turma de acordo com acerto a ser feito entre a direção, professor mediador e a turma;

PARÁGRAFO ÚNICO: a não homologação só se dará em dois casos:

a) O candidato não ter atendido às normas vigentes neste manual;

b) Durante

a

assinatura

do

formulário,

após

a

eleição, o mesmo

apresentar conduta que desabone a sua conduta de líder da sala

dispostas no presente manual.

Art.

20º

-

a nova

eleição de acordo com o

Art.

19º será estabelecida

imediatamente no prazo de 24 horas após a anteriormente posta em

ação;

V- DOS DEVERES DO REPRESENTANTE DE SALA

Art. 21º- Os representantes de turma ao serem empossados na função se comprometem:

  • a) a participar de todas as reuniões as quais forem convocadas pela

direção da escola;

  • b) estimular a interação entre todos os alunos da turma, colaborando na

reflexão das atitudes do grupo.

  • c) Saber ouvir os colegas em suas necessidades.

  • d) Identificar as necessidades da turma, buscando esclarecimentos,

informações e orientações para o grupo.

  • e) Realizar a análise crítica das questões em evidência, buscando o

crescimento de toda a turma.

  • f) Mostra-se sempre responsável e aberto ao diálogo.

  • g) Promover reflexão da turma frente ao curso;

  • h) Gerar a integração com Representantes de outras turmas e turnos;

  • i) Buscar opinião consensual do grupo e representá-la em situações decisórias.

  • j) Participar das capacitações de Representantes, caso o corram

  • k) Participar das reuniões de Representante de turma marcada

diretamente pela Direção para tratar de assuntos de interesse da turma e

da escola;

  • l) Divulgar para turma o que foi abordado nas reuniões, assim como os eventos programados pela Escola, estimulando a participação de todos.

m)

Ter

conhecimento

dos

limites

disciplinares,

pedagógicos

e

ou

administrativos estabelecidos pela Instituição dentro da coletividade.

  • n) Solicitar ajuda na busca de soluções para as dificuldades da turma e

turno;

o) facilitar o processo de melhorias contínuas por meio de críticas, sugestões e elogios.

VI – DOS DIREITOS DO REPRESENTANTE DE SALA

Art. 22º - são direitos dos representantes de sala:

  • a) Serem ouvidos em suas queixas, sugestões;

  • b) Participarem das decisões sobre assuntos que interferem diretamente a rotina dos estudantes;

  • c) Questionar atitudes em nome do grupo aos professores e direção da instituição desde que os argumentos do questionamento estejam fundamentados e coerentes;

  • d) Candidatar-se a grêmio estudantil, participar de chapas concorrentes, opinar e abster-se nos processos eleitorais;

VII – DA DESTITUIÇÃO DO REPRESENTANTE

Art. 23º - O Representante perderá o mandato:

  • a) Por renúncia;

  • b) Por perda de vínculo com a instituição;

  • c) No caso de adotar comportamento considerado inadequado com

sua turma, com outros alunos, com a Direção, com o corpo docente ou corpo técnico-administrativo da escola;

§1

Neste

caso

haverá

decisão

em

conjunto

com

as

áreas

de

competência, a fim de que não haja decisão arbitrária; salvo haja provas

irrefutáveis sobre o fato.

  • c) Se faltar com os deveres previstos neste guia ou no Regimento

da escola, mesmo depois de advertido por 3 vezes;

  • d) No caso de conflito com sua própria turma,

e estes não consigam

lograr êxitos na resolução;

  • e) No caso de receber qualquer das penalidades previstas no

Regimento da instituição;

Art. 24º - O representante de sala que for convocado à direção da escola por três chamadas por alguma inadequação em seu comportamento enquanto aluno dentro da escola será automaticamente destituído da função;

Art. 25º - Quando da destituição da função do representante de acordo com art. 23° o seguinte nome eleito na sequencia assume automática e imediatamente a função vacante;

VIII - DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

Art. 26º - A qualquer tempo a direção da escola em comum acordo com o corpo docente da mesma tem o direito de modificar o presente manual sem comunicação e consulta ao corpo discente;

Art. 27º - Quando ocorrer a mudança de qualquer aspecto do presente manual, a direção da escola será obrigada a convocar uma reunião de representante de salas e comunicar as mudanças ocorridas;

Art. 28º - As mudanças que por ventura acontecerem só entrarão em vigor a partir do momento em que a direção da escola atender ao art. 27° e avisar oralmente em todas as salas e turnos da escola.

Art. 29º - É de extrema importância que os representantes mantenham seus dados atualizados, comunicando quaisquer alterações à direção da escola.

Jaboatão

______

de

de 2013.

_____________