Вы находитесь на странице: 1из 20

Vigilância epidemiológica

Conjunto de ações que proporciona o conhecimento, a detecção ou prevenção de qualquer mudança nos fatores determinantes e condicionantes de saúde individual ou coletiva, com a finalidade de recomendar e adotar as medidas de prevenção e controle das doenças e agravos

Lei 8.080

Objetivos da vigilância epidemiológica

Caracterizar o estado de saúde das populações

Definir prioridades

Avaliar programas

Estimular a pesquisa

Funções da vigilância epidemiológica

Coleta de dados

Processamento de dados coletados

Análise e interpretação dos dados processados

Recomendação das medidas de controle apropriadas

Promoção das ações de controle indicadas

Avaliação da eficácia e da efetividade das medidas adotadas

Divulgação de informações pertinentes

Aplicações da vigilância epidemiológica

Estimar a magnitude dos problemas de saúde

Caracterizar a distribuição geográfica e temporal das doenças

Descrever a história natural de uma doença

Detectar epidemias e novos problemas de saúde

Gerar hipóteses acerca da ocorrência de doenças

Avaliar as medidas de controle

Monitorar alterações do perfil de agentes infecciosos

Identificar mudanças dos fatores determinantes de doenças

Auxiliar o planejamento em saúde

Estimativa do número de infectados pelo HIV na faixa etária de 15 a 49 anos, Brasil 2000.

RORRORAAIMIMAA Fonte: CN DST e Aids/SPS/MS
RORRORAAIMIMAA
Fonte: CN DST e Aids/SPS/MS

597.443

(547.627 ~ 647.259)

Estimativa % por sexo:

feminino - 0,47% masculino - 0,84% total - 0,65%

Fontes de dados

Notificação de doenças e agravos

Exames laboratoriais

Registros vitais

Vigilância sentinela

Registros médicos e hospitalares

Inquéritos populacionais

Sistemas de registro de dados administrativos (e.g. fornecimento de medicamentos)

Outros

SISTEMA NACIONAL DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA

Nível nacional Ministério da Saúde / Conselho Nacional de Saúde

Nível estadual Secretaria Estadual de Saúde / Conselho Estadual de Saúde

Nível municipal Secretaria Municipal de Saúde / Conselho Municipal de Saúde

Nível local Centros e postos de saúde; hospitais; igrejas; escolas

HUCFF: Serviço de Epidemiologia e Avaliação SEAV – 5 o andar

Critérios para seleção de agravos sujeitos a notificação

Magnitude

Potencial de disseminação

Transcendência

Severidade

Relevância

Relevância econômica

Vulnerabilidade

Compromissos internacionais

Regulamento sanitário internacional

Epidemias, surtos e agravos inusitados

Definição de caso para vigilância epidemiológica

Caso suspeito

Definição de caso para vigilância epidemiológica • Caso suspeito • Caso confirmado

Caso confirmado

Definição de caso para vigilância epidemiológica • Caso suspeito • Caso confirmado
Definição de caso para vigilância epidemiológica • Caso suspeito • Caso confirmado

Notificação de caso suspeito

Imediata (em menos de 24 horas)

Sarampo

Meningites

Difteria

Mediata (semanal)

AIDS

Tuberculose

Hepatites virais

Notificação negativa

Notificação de caso suspeito Rubéola

Notificação de caso suspeito Rubéola

Rubéola Caso confirmado

Rubéola Caso confirmado

Disseminação da informação

Disseminação da informação * Retroalimentação

* Retroalimentação

Endereços na internet

http://dtr2001.saude.gov.br/svs/epi/epi00.htm (Secretaria de Vigilância em Saúde – MS)

http://www.cve.saude.sp.gov.br

(Centro de Vigilância em Saúde- Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo)

http://www.cdc.gov