You are on page 1of 5

Publicado no D. O, E.

Processo TC nO 03.715/03 Em, 3 l/~ I I L <)


pocumento TC nO 05.973/05

rublicado no D. O. t
ç: ["1 ." (I
~I' I

\/),,)
-" /
__ -.:L

1\.."
ri

,
,~

__
TRIBUNAL
I
DE CONTAS DO ESTADO

Secret~ria do Tribunal PiE" Prestação de Contas do ex-Prefeito Municipal de


Bonito de Santa Fé, Sr. Sabino Dias de Almeida,
relativa ao exercício financeiro de 2004.
Recurso de Reconsideração sana as
irregularidades.
Emissão de parecer favorável à aprovação das
contas.

Vistos, relatados e discutidos os autos do Processo TC n. o


03.715/03, decidem os membros do TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DA
PARAÍBA, na sessão plenária realizada nesta data, por unanimidade, em
conformidade com o relatório e a proposta de decisão do Relator, constantes dos
autos, após dar provimento parcial ao Recurso de Reconsideração interposto
tempestivamente pelo Sr. Sabino Dias de Almeida, ex-Prefeito do Município de
Bonito de Santa Fé, emitir o presente Parecer Favorável à aprovação das contas
do recorrente, relativas ao exercício financeiro de 2004, com as ressalvas do
parágrafo único, do art. 124, do Regimento Interno deste Tribunal, encaminhando-o
à consideração da egrégia Câmara de Vereadores daquele município.

Presente ao julgamento a Exma. Sra. Procuradora Geral junto ao TCE/PB.


Publique-se, intime-se e cumpra-se.
TCE - Plenário Ministro João Agripino •

. '")'
João Pessoa, ~./I de ~ \."". t. l "lIe 2.009.

,~ 'Piniz Filho

(Í/]/1
!
li
i
Processo TC nO 03.715/03
Documento TC nO 05.973/05

cao/0Sé Marques Mariz


'A

\I
r
!\
i~

Canso rnóbio Alves Viana


-a

Canso Fábio Túlio Filgueiras No ira

----\~.. S~
F
J-==-,
Ana Terêsa NóbregaD
c==-

PROCURADORA GERAL JUNTO AO TCElPB


Processo TCno 03.715/03
Doc. TCnO 05.973/05

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO

Este Tribunal ao apreciar a prestação de contas anual do Sr. sabino Dias


de Almeida, ex-Prefeito do município de Bonito de Santa Fé, relativa ao exercício
financeiro de 2004, decidiu, por unanimidade, na sessão plenária realizada em
14/06/2006, emitiu parecer contrário à aprovação das contas, encaminhando-o ao
julgamento da egrégia Câmara de Vereadores daquele município, conforme decisão
consubstanciada no Parecer PPL - TC - 67/2006, publicada no DOE de 11/07/2006, nos
termos da proposta de decisão do Relator (fls. 1.438) e, na mesma sessão decidiu
também emitiu o Parecer PGF - PEM - 148/2006, declarando o cumprimento parcial das
disposições essenciais da LRF e, por fim, através do Acórdão APL - TC - 399/2006, da
mesma data, aplicou multa pessoal ao ex-gestor, fez recomendações e determinou
representação ao Ministério Público Estadual para providências a seu cargo.

Inconformado com essas decisões o Sr. Sabino Dias de Almeida interpôs


Recurso de Reconsideração (fls. 1445/50) contra elas, no prazo legal, tendo o órgão de
instrução efetuado a competente análise (fls. 1586/7), e concluído pela tempestividade
do recurso, legitimidade do recorrente, porém, quanto ao mérito, considerou que os
argumento e documentados apresentados pelo recorrente (fls. 1451/1585) não elidiram
quaisquer das irregularidades que ensejaram a emissão de parecer contrário à
aprovação das contas. O Ministério Público Especial, à luz da análise efetuada pela
Auditoria emitiu parecer (fls. 1591/3) opinando pelo conhecimento e não provimento do
recurso.
O relator determinou que a Auditoria calculasse o montante dos
recolhimentos efetuados pela Prefeitura Municipal ao Instituto Próprio de Previdência,
durante o exercício de 2004, com base nos documentos constantes das fls. 1455/1583,
que totalizaram R$ 83.124,11.

É o relatório, informando que foram expedidas as notificações de praxe.

Te - Plenário Min. João Agripino, o.:r de rfn1~íl\:;f) de 2.008.


Processo TC nO 03.715/03
Doc. TC nO 05.973/05

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO

RELATÓRIO COMPLEMENTAR

Após a leitura do relatório e a formulação da proposta de decisão pelo


Relator, na sessão plenária realizada no dia 07/01/2009, o Cons. Fábio Túlio Nogueira
Filgueiras pediu vistas ao processo, trazendo-o na sessão do dia 14/012009, ocasião em
suscitou preliminar no sentido do retorno do processo à Auditoria para apuração dos
gastos com limpeza urbana realizados pela Prefeitura durante o exercício de 2004, e
sua inclusão no montante de gastos com ações e serviços públicos de saúde, pagos
com receitas de impostos.
Aprovada por unanimidade a preliminar, o processo foi encaminhado à
DIAGM V que efetuou os devidos levantamentos, conforme relatório de fls. 1.618/9,
concluindo que os gastos com ações e serviços públicos de saúde, com a inclusão dos
gastos com limpeza urbana corresponderam a 14,87% das receitas de impostos (total)
e a 16,84% dessas receitas, se do seu montante for excluído o total de pagamentos de
precatórios realizados pelo município durante o exercício de 2004.

É o Relatório.
PROPOSTA DE DECISÃO (REFORMULADA)

Diante das exclusões da Auditoria em seu relatório de fls. 1618/9, no


entendimento do Relator, fica afastada a irregularidade relativa às aplicações em ações e
serviços públicos de saúde, em patamar inferior ao exigido constitucionalmente, já que com a
inclusão dos gastos com limpeza urbana elas atingiram o percentual de 16,84%, restando
então, apenas as falhas na gestão fiscal, objeto do Parecer PGF - PEM - 148/2006 e, o
recolhimento de apenas R$ 83.124,11 ao instituto próprio de previdência, bem abaixo do valor
devido, da ordem de R$ 400.000,00, reformulo a proposta de decisão apresentada na
sessão plenária de 07/01/2009, para propor que o Tribunal tome conhecimento do Recurso
de Reconsideração interposto pelo Sr. Sabino Dias de Almeida, ex-Prefeito do município de
Bonito de Santa Fé, contra as decisões consubstanciadas no Parecer PPL - TC - 67/2006, no
Parecer PGF - PEM - 148/2006 e no Acórdão APL - TC - 399/06, dada legitimidade do
recorrente e o tempestividade da interposição e, no mérito, dê-lhe provimento parcial para
tornar sem efeito o Parecer PPL - TC - 67/2006, emitindo novo parecer, dessa feita favorável
à aprovação das contas do referido ex-gestor municipal, com a ressalva do parágrafo único
do art. 124 do Regimento Interno do Tribunal, encaminhando-o ao julgamento da egrégia
Câmara de Vereadores do município de Bonito de Santa Fé, porém, negue provimento ao
recurso do tocante ao parecer sobre a gestão fiscal, PGF - PEM - 148, e ao Acórdão APL - TC-
399/06, mantendo-os na íntegra.

É a proposta.
ripino, em cP! de de 2009.
Processo TC nO 03.715/03
Doc. TCno 05.973/05

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO

Diante do que foi exposto, e

CONSIDERANDO os termos do Relatório da Auditoria, do parecer do


Ministério Público Especial e o mais que dos autos consta,

PROPONHO aos senhores Conselheíros do Tribunal de Contas do Estado


da Paraíba que:

1. TOMEM CONHECIMENTOdo Recurso de Reconsideração interposto, pelo


Sr. Sabino Dias de Almeida, ex-Prefeito Municipal de Bonito de Santa
Fé, contra decisões consubstanciadas no Acórdão APL - TC- 399/06, no
Parecer PPL- TC - 67/2006 e no ParecerTC - PGF- PEM- 148/2006 dada a
tempestividade de seu encaminhamento e a legitimidade do recorrente;

2. NO MÉRITO, dêem-lhe provimento parcial no tocante ao Parecer PPL -


TC - 67/2006, apenas para alterar o percentual de aplicação de recursos de
impostos em ações e serviços públicos de saúde de 11,03% para 12,48% e
reconhecer que durante o exercício de 2004 ocorreram recolhimentos ao
Instituto próprio de previdência, no montante de R$ 83.124,11, porém, muito
aquém dos valores incidentes sobre a despesa com pessoal não elidindo essa
irregularidade, mantendo, portanto, o parecer contrário à aprovação das
contas e os demais itens do Parecer PPL - TC - 67/2006, bem assim, na
íntegra, os teores do Acórdão APL - TC - 399/06 e do Parecer PGF- PEM-
148/2006.

É a proposta.

Te - Plenário Min. João Agripino, O~ de jr(!;t,tJ1 W de 2.008.

SILVEIRA PORTO
Relator