Вы находитесь на странице: 1из 2

Secreta

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO

PROCESSO TC N° 2003/07

SUPERINTENDÊNCIA DE TRANSPORTE E TRÂNSITO DE JOÃO PESSOA - STTrans. Prestação de Contas do exercício de 2006. Irregularidade das Contas. Aplicação de multa. Recomendações ao gestor.

Vistos, relatados e discutidos os autos do Processo TC. N° 2003/07, referentes ao exame da' Prestação de Contas da Superintendência de Transporte e Trânsito de João Pessoa - STTrans, exercício financeiro de 2006, de responsabilidade do senhor Deusdete Queiroga Filho, superintendente do STTrans;

CONSIDERANDO que o órgão técnico deste Tribunal, após exame do presente Processo, inclusive defesa apresentada pelo interessado (fls. 212/342), apontou, nos relatórios às fls. 200/207 e 344/348, como remanescentes as seguíntes irregularidades:

1. Falha na elaboração do Balanço Orçamentário e do Demonstrativo da Receita e da Despesa Segundo as Categorias Econômicas;

2. Realização de despesas não licitadas no montante de R$ 2.024.755,00;

3. Realização de licitação na modalidade Convite, contrariando o disposto no artigo 23 inciso 1\ da lei nO8.666/93;

4. Déficit na Execução orçamentária no montante de R$ 512.600,66;

5. Deficiência no controle de bens patrimoniais;

CONSIDERANDO os relatórios da Auditoria, o Parecer oral da Procuradoria Geral, o voto do Relator e o mais que dos autos consta;

ACORDAM os Conselheiros do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba, à unanimidade de votos, em sessão plenária realizada nesta data:

I. JULGAR IRREGULAR a prestação de contas da Superintendência de Transporte e Trânsito de João Pessoa - STTrans, exercício financeiro de 2006, de responsabilidade do senhor Deusdete Queiroga Filho, superintendente do STTrans, pelas irregularidades discriminadas nos itens "1" a "5";

11. APLICAR, com base no art. 56 da Lei Complementar nO18/93 (LOTC), multa pessoal

ao citado superintendente, no valor de R$ 2.805,10 (Portaria nO039, de 31/ Ú 5/2006);

0;v

~

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO

PROCESSO TC N° 2003/07

111. ASSINAR o prazo de 60 (sessenta) dias, a contar da data da publicação do presente Acórdão, para que seja efetuado o recolhimento da multa aplicada, à conta do Fundo de Fiscalização Orçamentária e Financeira Municipal, cabendo a ação ser impetrada pela Procuradoria Geral do Estado (PGE), em caso de não recolhimento, com intervenção do Ministério Público, na hipótese de omissão da PGE, nos termos do § 4° do art. 71 da Constituição Estadual;

IV. RECOMENDAR

ao Superintendente

do Instituto a adoção de medidas para não

repetição das falhas e maior observância das normas contábeis, financeiras, patrimoniais e operacionais vigentes, sob pena de responsabilidade;

Publique-se, intime-se e registre-se.

Sala das Sessões do TCE-PB - Plenário Ministro João Agripino.

J João Pessoa, 11 de junho de 2008.

I\L7IIlIO'OllO Alves Viana

elheiro Presidente

Fui Presente:

/) . ~/-J.~~

(~Teresa

Nóbrega

Procuradora Geral

Marcos ubLil Ú tl.s Pereira

conse~aW

~ ~