Вы находитесь на странице: 1из 2

Uma publicação eletrônica da EDITORA SUPERVIRTUAL LTDA.

Colaborando com a preservação do Patrimônio Intelectual da Humanidade.

WebSite: http://www.supervirtual.com.br
E-Mail: supervirtual@supervirtual.com.br
(reprodução permitida para fins não-comerciais)

FRANZ BARDON (1909-1958)

Franz Bardon nasceu na Tcheco-Eslováquia, viajou muito pelo mundo todo,


falecendo em sua terra natal, na cidade de Brno, mais especificamente no hospital do
presídio militar de lá - lugar comum aos inimigos do regime policial de então.
Franz Bardon ganhava a vida como mágico de palco e ilusionista e, segundo depoimentos
contemporâneos, era "um estouro"! Nesse ofício, usava o pseudônimo de Frabato.
Ocultamente, porém, era um Mestre, conforme os mesmos deponentes, além de integrante
da Grande Fraternidade Branca, portanto, um dos maiores Iniciados a deixar suas pegadas
neste Planeta.
A mesma Inteligência que habitou o corpo de Bardon, também viveu sob outras identidades
de grande relevo, ao longo da história. Segundo a obra "Frabato, the Magician" (Frabato o
Magista), sua auto-biografia, Franz Bardon foi a última encarnação de uma Inteligência que
habitou corpos de Magos, Alquimistas, Cabalistas e filósofos.
Como curiosidade, conforme a obra citada, essa Inteligência encarnou no corpo de Franz
Bardon quando esse já tinha catorze anos de idade!
Esse fato inusitado, só possível a uma Inteligência extremamente desenvolvida e equilibrada,
ocorreu por dois bons motivos: primeiro, a Divina Providência desejava que uma importante
Missão fosse cumprida por essa Inteligência especial e, segundo, o pai de Franz Bardon,
Victor Bardon, desejava ardentemente encontrar um Gurú legítimo, tanto que diariamente
orava, segundo sua fé, para que Deus lhe permitisse encontrar tal Mestre. Numa noite, a
maravilhosa metamorfose teve lugar. Somente Victor Bardon, que era vidente, tomou
ciência do fato, ficando muito feliz. E o Espírito originalmente encarnado no corpo de Franz
Bardon, corpo esse com um pesado Karma, teve, como prêmio por essa troca peculiar, a
oportunidade de encarnar num outro corpo, em situação karmática muito aliviada.
Entre as diversas encarnações dessa mesma Inteligência, segundo a mesma obra (Frabato),
podemos citar os nomes de Hermes Trismegistos, o grande Mestre e Iniciador egípcio,
criador do "Livro de Thoth", o Tarô; Lao Tse, o sábio chinês criador do Tao; o astrólogo e
futurólogo francês Michel de Nostradamus; o cientista inglês Robert Fludd; Mahum Tah-Ta,
o sábio das montanhas; Appolonius de Tiana, cabalista contemporâneo de Jesus Cristo.
Bardon foi muito perseguido politicamente, primeiramente na Alemanha nazista, depois em
sua terra natal, então comunista. Um grande e sério ocultista é uma terrível ameaça aos
regimes totalitários, pois mostra, através de seus ensinamentos, a forma de se alcançar uma
liberdade impossível de ser reprimida!
Sua Missão, determinada pela Divina Providência, segundo a mesma obra já citada, era legar
ao mundo moderno, na forma de livros, o conhecimento completo, na teoria e na prática,
dos quatro primeiros Arcanos do Tarô. Missão cumprida, em nossa opinião.
Bardon nos deixou apenas quatro obras (todas no prelo pelo Editora Ground), consideradas,
por todos os autores "do momento" (Donald Tyson, Donald Michael Kraig, Michael
Bertiaux, Frank G. Ripel, Frater U:. D:., Choa Kok Sui, Roberth North, entre outros), como
as mais importantes da história do ocultismo. Seus ensinamentos são claros e práticos,
podendo ser considerados esclarecedores aos que buscam conhecimento oculto.
São elas: Magia Prática, Frabato o Magista, A Prática da Magia Evocativa e A Chave da
Verdadeira Cabala.
Seu Sistema é totalmente científico, isento de ideologias ou conceitos religiosos; é adequado
a todos os estudiosos, pouco importa sua tendência filosófica ou mística.
Suas obras são claras, completas e sérias, retratando um Mestre honesto e competente.