Вы находитесь на странице: 1из 22

Merlin, José de Arimatéia e o bardo Taliesin [Update] | Sedentário & Hiperativo Page 1 of 22

 Blog
 Culpados

Busca
Procurar por: Google Search

Merlin, José de Arimatéia e o bardo Taliesin [Update]


27 mar 2009 | por Marcelo del Debbio em Teoria da Conspiração às 1:50 • editar

Olá crianças,

Dando continuidade aos posts a respeito da lenda do Rei Arthur, já falamos anteriormente sobre a água (o
Santo Graal) e o ar (Excalibur). Hoje falaremos de outro elemento extremamente importante nas lendas
Arthurianas, o Fogo, presente nas alegorias envolvendo a lança Longinus e o Cajado de Merlin.
Fiz a Árvore Genealógica de Yeshua até Arthur.

A história de Merlin começa com ninguém menos do que José de Arimatéia, ou Yossef Rama-Thea. José de
Arimatéia aparece nos quatro Evangelhos, que o mencionam no contexto da Paixão e da morte de Cristo. Era
oriundo de Arimatéia (Armathahim, em hebreu), um povoado de Judá — a atual Rentis — situado a 10 km a
nordeste de Lida, que por sua vez é o provável lugar de nascimento de Samuel (1Sam. 1,1). Homem rico (Mt.
25,57) e membro ilustre do Sinédrio (Mc. 15,43; Lc. 23,50), José tinha em Jerusalém um sepulcro novo,
cavado na rocha, próximo do Gólgota. Era discípulo de Jesus, mas mantinha isso em segredo, tal como
Nicodemos, por temor às autoridades judaicas (João 15,38).

Lucas afirma que ele esperava o Reino de Deus e que não tinha concordado com o Sinédrio na condenação de
Jesus (Lc. 23,51). Nos momentos cruéis da crucificação não teme expor-se e pede a Pilatos o corpo de Jesus
(o apócrifo “Evangelho de Pedro”, do século II, diz que esse pedido foi feito antes da crucificação. [2,1; 6,23-
24]). Uma vez concedida a permissão pelo governador, José desprega o crucificado, envolve-o num lençol
limpo e, com a ajuda de Nicodemos, deposita Jesus no sepulcro de sua propriedade, que ninguém antes havia
utilizado. Depois de fechá-lo com uma grande pedra (Mt. 27,57-60, Mc. 15,42-46, Lc. 23,50-53 e João 19,38-
42), foram embora. Até aqui, os dados históricos/bíblicos.

A partir do século IV começaram a aparecer tradições essênias envolvendo a figura de José. Em um texto
apócrifo do século IV — as “Atas de Pilatos”, também chamadas de “Evangelho de Nicodemos” — narra que
os judeus reprovaram o comportamento de José e de Nicodemos em favor de Jesus, e que por isso José foi
mandado para a prisão. Libertado milagrosamente, aparece primeiro em Arimatéia e de lá se dirige a
Jerusalém, onde conta como foi libertado por Jesus. Mais impressionante ainda é a obra “Vindicta
Salvatoris” (“A vingança do Salvador”, também provavelmente do século IV), que teve grande difusão na
Inglaterra e na Aquitânia. O livro narra a marcha de Tito à frente das suas legiões para vingar a morte de Cristo. Ao conquistar Jerusalém
encontra José preso numa torre, onde fora posto para morrer de fome, mas que sobrevivera graças a um alimento celestial.

Na França e nas Ilhas Britânicas, a lenda sobre José de Arimatéia foi ganhando novos e coloridos detalhes ao longo dos séculos XI a XIII,
inserindo-se no ciclo do Santo Graal e do Rei Arthur. Segundo uma dessas lendas, José lavou o corpo de Cristo, recolheu a água e o sangue num
recipiente e depois dividiu o conteúdo com Nicodemos. Outras lendas dizem que José, levando consigo esse relicário, evangelizou a França
(segundo alguns relatos, desembarcou em Marselha junto com Marta, Maria Madalena e Lázaro), a Espanha (onde foi sagrado bispo por São
Tiago), a Inglaterra e Portugal. Na Inglaterra, a figura de José tornou-se muito popular: a lenda atribui a ele a fundação da primeira Igreja em
solo britânico, em Glastonbury Tor.
Nesse lugar, o cajado de José teria lançado raízes e florescido enquanto ele dormia. A Abadia de Glastonbury converteu se, então, em um
importante lugar de peregrinação até a sua dissolução pela Reforma Protestante em 1539. Na França, uma lenda do século IX refere que, nos

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/merlin-jose-de-arimateia-e-o... 06/08/2009
Merlin, José de Arimatéia e o bardo Taliesin [Update] | Sedentário & Hiperativo Page 2 of 22

tempos de Carlos Magno, o Patriarca de Jerusalém Fortunato fugiu para o Ocidente, levando os ossos de José de Arimatéia, e ingressou no
mosteiro templário de Moyenmoutier, do qual chegou a ser abade.

Da história de José de Arimatéia começa a linhagem dos Reis do Graal.


Segundo a lenda, José de Arimatéia casou-se com uma sacerdotisa chamada Ayuba (ou Elyab em alguns textos) e tiveram dois filhos: Anna, a
profetisa de Arimatéia e Joshua, além de Josefes de Arimatéia, o primeiro Rei do Graal (que, adivinhem? é muito provavelmente o filho de
Yeshua e Maria Madalena).
Josefes tornou-se o primeiro protetor do Graal. Seu filho, Alain “Le Gros” (construtor do Castelo de Corbenic e casado com uma rainha celta
chamada Elis), tiveram um filho, Joshua (considerado o terceiro rei do Graal).
A linhagem segue através de casamentos reais:
- Alphanye, 4º Rei do Graal
- Aminadab
- Cathaloys, o 6º Rei do Graal, fundador da Ordem religiosa de Castellor, em 200 DC.
- Emmanuel
- Titurel, que fundou a Ordem Militar do Graal, por volta de 250 DC
- Boaz (ou Anfortas), que ficou conhecido como Rei-Pescador. Sua lenda mescla-se com a do próprio Jesus, dizendo que foi ferido por uma
lança e foi levado á presença do Graal, enquanto aguardava o Verdadeiro Buscador (Percival) que faria a pergunta correta e conseguiria curá-lo.

Por quê “Rei Pescador” ?


Está fortemente ligado ao Cristianismo, como símbolo de Jesus Cristo. A palavra “peixe” em grego é
ichthys. É interpretada como um acróstico (vocábulo com letras iniciais da frase) de: Iesoûs Christòs
Theoû Hyiòs Soter cujo significado é: Jesus Cristo Filho de Deus Salvador.
Nos primeiros anos do Cristianismo quando os imperadores romanos proibiam a adoração de Jesus os
devotos se identificavam tendo a figura de um peixe pintada na palma das mãos.
Então, os Reis Graal e Reis Pescadores eram códigos usados para indicar a linhagem dos Rex Dei (ou
Linhagem do Rei Salomão).

- Frotmund – nascida durante o século VI, ficou conhecido como a Princesa do Graal e, com sua morte,
o reinado passou para as mãos dos reinos Francos através de seu marido, Marcomir ex Sicamber.
Frotmund teve dois filhos: Faramund, que falaremos mais adiante, e Vivianne de Acqua, rainha de
Avallon (que mais tarde seria a base da personagem “Dama do Lago”).
Na linhagem sagrada, os descendentes homens ficaram conhecidos como “Reis Pescadores” e as
descendentes mulheres como “Senhoras do Lago”. A descendência das Damas do lago era tão importante
que, quando o rei Kenneth McAlpin uniu scotos e pictos em 844, ele fez questão que marcassem nos
documentos oficiais que ele pertencia à “Linhagem de Avalon”
Vivianne foi casada com ninguém menos do que TALIESIN, o bardo. Falaremos mais sobre ele mais
para a frente, visto que a história de Taliesin e Vivienne foi recontada mais tarde na forma de Merlin e
Vivienne e que o bardo foi uma das bases para a criação do personagem Merlin no século XI-XII.

Faramund – filho de Frotmund, ficou conhecido como o “rei dos Francos” e viveu entre 419-430. O filho de Faramund ficou conhecido como
Clódio (“aquele de cabelos compridos”). Clódio teve um filho chamado Meroveu, fundador da dinastia dos Merovíngios. Os cabelos compridos
eram um costume Essênio, usado até os dias de hoje.

O terceiro filho de Frotmund foi Mazadan, eleito como 11º Rei do Graal e já falaremos sobre esta linhagem.

Os Merovíngios
Os merovíngios foram uma dinastia franca saliana que governou os francos numa região
correspondente, grosso modo, à antiga Gália da metade do século V à metade do século VIII. No último
século de domínio merovíngio, a dinastia foi progressivamente empurrada para uma função meramente
cerimonial. O domínio merovíngio foi encerrado por um golpe de Estado em 751 quando Pepino o
Breve formalmente depôs Childerico III, dando início à dinastia Carolíngia.
Eles eram citados às vezes por seus contemporâneos como os “reis de cabelos longos” (em latim reges
criniti), por não cortarem simbolicamente os cabelos (tradicionalmente, os líderes tribais dos francos
exibiam seus longos cabelos como distinção dos cabelos curtos dos romanos e do clero). O termo
“merovíngio” deriva do latim medieval Merovingi ou Merohingi (”filhos de Meroveu”),

E quem foi Meroveu?


Meroveu é o lendário fundador da dinastia merovíngia de reis
francos. Ele foi rei dos francos salianos nos anos depois de
450. Sobre ele não existem registros contemporâneos e há
pouca informação nas histórias posteriores dos francos.
Gregório de Tours registra que possivelmente ele tenha sido
filho de Clódio. Ele liderou os francos na Batalha de Chalons
(ou Batalha dos Campos Cataláunicos) em 451. Sua história
conta que ele era filho de um Quintauro, um monstro-peixe
capaz de assumir a forma humana. Meroveu também era
chamado de Rei-Peixe ou Rei-Pescador. Como os céticos são
incapazes de entender metáforas e analogias, os historiadores
ortodoxos levam estas citações ao pé da letra e consideram que
“rei peixe = mitologia de monstro do mar”, mas parece óbvio
que esta metáfora nos leva diretamente à linhagem sagrada.
Esta versão foi exaustivamente pesquisada pelos historiadores
Michael Baigent, Richard Leigh e Henry Lincoln e depois
usada como pano de fundo pelo Dan Brown no best seller
Código Davinci. Mas como vimos aqui, esta história de
“descendentes de Jesus” possui mais de 1.000 anos de idade.

A Dinastia dos Merovíngios vai até Childerico III, chamado de “rei-fantasma”, décimo-quarto e último rei de todos os francos da dinastia

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/merlin-jose-de-arimateia-e-o... 06/08/2009
Merlin, José de Arimatéia e o bardo Taliesin [Update] | Sedentário & Hiperativo Page 3 of 22

merovíngia.
Ele não tomou parte nos assuntos públicos, que eram dirigidos, como antes, pelos prefeitos do palácio. Quando, em 747, Carlomano se retirou
para um monastério, Pepino resolveu tomar a coroa real para si. Pepino, o breve, enviou cartas ao Papa Zacarias perguntando se o título de rei
pertencia a quem exercia o poder ou a alguém com linhagem real. O papa respondeu que quem detivesse o poder de facto deveria também ter o
título de rei. Em 751, Childerico foi destronado e teve os cabelos cortados, deposit et detonsit, sob as ordens do sucessor de Zacarias, o Papa
Estêvão II, porque, de acordo com Einhard, quia non erat utilis, “ele não era útil”. Seus longos cabelos eram o símbolo de sua dinastia sagrada
e assim de seus direitos reais (alguns dizem poderes mágicos) e, pelo corte deles, foram-lhe retiradas todas suas prerrogativas reais.
Agora releiam meus posts sobre a história dos papas para verificarem o contexto histórico deste encontro entre a Igreja do Vaticano e a
Linhagem Sagrada.

Voltando à Linhagem dos Grail-Kings


Mazadan casou-se com uma princesa franca e tiveram como filho Lazliez, 12º Rei do Graal. Lazliez teve como sucessor Zamphir (13º), depois
Lambor (14º) , Pellam (15º) e finalmente Pelles, do Castelo de Corbenic. Destes, Lambor é um dos mais importantes, pois ele é também pai da
rainha Ygleis, que por sua vez foi mãe de Ygerna Del Acqs. Ygerna é a mãe do Rei Arthur real.

Arthur MacAedan of Dalriada


No século VI surge um personagem que se tornaria o protótipo mais conhecido do que seria o “Rei Arthur”. Arthur, filho de Aedan of Dalriada,
conhecido como Rei Pendragon em 559 e descendente dos Reis do Graal. Arthur era filho de Ygerna Del Acqs, filha da rainha Vivianne, cujo
neto (por parte de sua outra filha, Vivianne II), foi o lendário Lancelot Du Lac.
Ygerna foi considerada a High Queen dos reinos celtas, e sua filha Morgana (Morgaine) foi a sacerdotisa principal de Avalon. Estes foram
personagens históricos que deram origem, 500 anos depois aos personagens da história do rei Arthur que conhecemos.
Foi Príncipe de Manann, Rei de Camelot e rei-sacerdote na chamada Távola Redonda (originalmente os círculos de pedra situados próximos a
Glastonbury, mas que depois foi cristianizado – falarei sobre isso no próximo post). Morreu em batalha em 582 DC.

Ufa! Quanto nome!


Tem uma lista das dinastias Merovíngias mais organizada AQUI

E uma lista razoavelmente organizada dos Monarcas Britânicos e Reis do Graal AQUI.

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/merlin-jose-de-arimateia-e-o... 06/08/2009
Merlin, José de Arimatéia e o bardo Taliesin [Update] | Sedentário & Hiperativo Page 4 of 22

Esta lista enorme de Árvores Genealógicas documentadas que vem lá dos tempos do Rei Yeshua e Maria de Magdala é muito importante para a
última etapa da nossa matéria, quando fizermos a Associação desta linhagem com a Linhagem de Salomão, através de LANCELOT, que é
descrito explicitamente como descendente direto do Rei Salomão nos textos do século XI.

Taliesin
Voltando a José de Arimatéia e Merlin, temos a história do bardo Taliesin.
De acordo com a versão mitológica do nascimento de Taliesin, ele começou a vida como um garoto
chamado Gwion Bach, um servo da feiticeira Ceridwen. Ceridwen tinha uma bela filha e um filho
horrível chamado Morfran (às vezes Avagddu), cuja aparência não poderia ser curada nem por magia.
Sendo assim, ela resolveu dar-lhe o dom da sabedoria em compensação. Usando um caldeirão mágico,
Ceridwen cozinhou uma poção que daria inspiração e sabedoria por um ano e um dia. Um homem cego
chamado Morda mantinha o fogo sob o caldeirão enquanto Gwion mexia o conteúdo. As três primeiras
gotas do líquido davam sabedoria; o resto era um veneno letal.
Três gotinhas quentes espirraram no polegar de Gwion enquanto ele mexia, queimando-o.
Instintivamente, o menino levou o dedo à boca e instantaneamente ganhou grande conhecimento e
sabedoria. O primeiro pensamento que lhe ocorreu foi que Ceridwen iria ficar muito brava por aquilo.
Com medo, ele fugiu, mas logo ouviu da fúria da mulher e o som de sua perseguição.
Enquanto Ceridwen perseguia Gwion, ele se transformou numa lebre. Em resposta, ela virou uma
raposa. Ele então virou um peixe e pulou num rio e ela transformou-se numa lontra. Ele se tranformou
em um pássaro e ela, em resposta, em um falcão. Finalmente, ele se transformou em um mero grão de
milho. Ceridwen virou uma galinha, comeu-o e, ao voltar a sua forma humana, ficou grávida. Resolveu
matar a criança assim que nascesse, sabendo que era Gwion, mas o bebê era tão lindo que ela não
conseguiu cumprir o que queria. Ao invés disso, jogou-o no mar envolto numa espécie de bolsa de
couro. A criança não morreu e foi resgatada por um rei (note a semelhança com a história de Moisés).
A história de Gwion e da poção da sabedoria se parece muito com o conto irlandês de Fionn mac Cumhail e o salmão da sabedoria, indicando
que ambas histórias possam ter a mesma fonte – Os Peixes!
Um de seus poemas mais famosos conta como ele nasceu.

Taliesin era descrito com o tradicional cajado e capa dos druidas, que mais tarde seria imortalizado na figura
do Merlin das lendas. O Cajado simboliza o elemento fogo. Já comentei várias vezes sobre isto nos posts
antigos, sobre a simbologia do Fogo associado ao espírito inspirador dos Deuses, trazido para os mortais por

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/merlin-jose-de-arimateia-e-o... 06/08/2009
Merlin, José de Arimatéia e o bardo Taliesin [Update] | Sedentário & Hiperativo Page 5 of 22

Prometeus, ou Lucifer, e representado pela tocha olímpica e, mais tarde, pelo cajado e lanterna. Taliesin
serviu de inspiração para a figura do Eremita (Yod, o Arcano 9 do tarot), cerca de 600 anos antes do surgimento “oficial” do tarot com os
Mamelucos.

Semana que vem: Os amantes de Guinevere e a Távola Redonda.

Marcelo Del Debbio


————————————-
Textos novos no blog Teoria da Conspiração e a estréia do Blog de RPG da Daemon:

- Pato Donald Nazista


- O poder dos Sons
- 13 perguntas céticas sobre Astrologia
- Mapas e Sigilos Pessoais no TdC
- O que são Sigilos Pessoais?
- O Tarot, a Kabbalah e a Alquimia
- Os Illuminati
- A História de Gilgamesh
- História da Umbanda
- O Círculo Mágico
- Raul Seixas, Paulo Coelho e a Sociedade Alternativa
- Pai Nosso em Aramaico
——————————————
Datas dos próximos cursos:
Março
28/03 – Tarot (Arcanos Menores)
29/03 – Runas

Abril
18/04 – Kabbalah
19/04 – Astrologia Hermética
20/04 – Tarot (Arcanos Maiores)
21/04 – Chakras, Kundalini e Magia Sexual
Informações: marcelo@daemon.com.br

 75 Protestos
 Compartilhe

Comentários

1. Val Valiant Thor


24 de março • Editar

Realmente… haja nomes!


Mais um post sensacional.
Depois gostaria de saber seu parecer sobre a Ankh.

Abraço

@MDD – Já falei sobre o Ankh em algum post. Ele é a representação egípcia da Árvore da Vida.

2. Morumbatali
24 de março • Editar

Eu deveria estar comentando em uma coluna bem anterior, mas estou atrasado e preferi não ser “coveiro” e perguntar nessa coluna de um
assunto passado.
Sobre a maçã: você visualiza, imagina, dá força à essa imagem mental, põe vontade, e aí ela passa a existir, em outro plano.
Agora, supondo: uma multidão de pessoas, visualizando, imaginando e desejando a mesma coisa, um… um gigante por exemplo. Um
gigante, um construto, um golem de outro plano. Ele poderia dar uma forcinha, de leve, pra carregar uma ou outra pedra no plano físico?

3. Schetine
24 de março • Editar

deixa ver se eu entendi uma coisa: Rainha Ygleis = Vivianne de Acqua?

@MDD – A Vivianne é avó da Ygleis. Provavelmente tem mais de uma Vivianne ai ou eu pulei alguma geração… Quando chegar

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/merlin-jose-de-arimateia-e-o... 06/08/2009
Merlin, José de Arimatéia e o bardo Taliesin [Update] | Sedentário & Hiperativo Page 6 of 22

em casa eu tento fazer uma árvore de família para postar aqui e faço um [update], acho que fica mais fácil. Dá uma olhada nos
links que eu coloquei no texto que ali está tudo mais organizado.

4. Rabbony Santos
24 de março • Editar

Que história!!!

Vou rever todos os posts para reavivar a mente…

Valeu Tio!!!

5. Gilmar
24 de março • Editar

Marcelo, voce pretende revisitar assuntos ja abordados na coluna futuramente?


Bom deixe-me ler o post…

@MDD – Eu tenho postado os mesmos textos do Sedentário com 6 meses de defasagem no meu blog pessoal:
http://www.deldebbio.com.br/

6. Thiago
24 de março • Editar

Como sempre excelente! Parabens!

7. DiegoFerreira
24 de março • Editar

Esse Emmanuel é O Emmanuel?! o.O

@MDD – Não. Apenas o mesmo nome.

8. Gilmar
24 de março • Editar

Marcelo, o rei Farammund viveu entre 419 e 430? ele morreu aos 11 e ainda tem um filho? acho que este dado esta errado…

@MDD – Não está. a notação é que ele foi REI entre 419 e 430. Normalmente quando você for procurar, especialmente nos papas,
a notação tradicional é o período em que a pessoa exerceu o cargo.

Engraçado voce falar sobre o livro de Michael Baigent, Richard Leigh e Henry Lincoln; pois começei a leitura do livro “O santo Graal e a
linhagem sagrada” no final de semana e até ia perguntar o que achava dos históriadores.
É notorio como Dan Brow copiou diversos elementos do livro.
No inicio do livro Baigent diz que primeiro ele fez um documentario. É possivel ter acesso a ele via Youtube ou ouros meios, ja que data-
se da decada de 70 e será dificil compra-lo.

9. bosta seca
24 de março • Editar

cara que parada é essa da Dilma terrorista?

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/merlin-jose-de-arimateia-e-o... 06/08/2009
Merlin, José de Arimatéia e o bardo Taliesin [Update] | Sedentário & Hiperativo Page 7 of 22

10. chicken nipples


24 de março • Editar

danado!!!!!
AGORA VAI!!!!

11. Nena
24 de março • Editar

Ótimo post, aguardo ansiosa pelo próximo!!


Parabéns!!!!

12. Rafael
24 de março • Editar

Muito bom !

Melhor post histórico de todos!!

13. chicken nipples


24 de março • Editar

- poxa eu entendo q apesar do seu ímpeto de clarear as coisas você não pode trazer as partes “conclusivas” justamente por elas serem parte
de um conhecimento maior, que não se recebe simplesmente, é necessário merecer…
- eu tb entendo que teremos outros posts onde a coisona toda vai se ligando
- eu tb apenas posso imaginar a quantidade de bibliografias que é necessário cruzar para textualizar esses conceitos…
maaaaaaaaaas estou com a sensação clara de que não está tudo aqui!!!!! huauhauhahuahuahuauhauha

desde q vc começøu essa série, parece q os tijolos estão subindo o muro, porém sem o cimento que os ligaria… UH!

@MDD – os posts estão na medida certa, penso eu… leia… releia que o quebra cabeças vai encaixando… Eu não pretendo dar
tudo mastigado mesmo. Os preguiçosos mentais que reclamem que não entendem nada. Para fazer as conexões é necessário ler
TODOS os posts mais de uma vez, porque a história dos construtores de templo/pirâmides/maçons é paralela a dos papas que é
paralela a do Islã que é paralela a da Linhagem sagrada e os Merovíngios que é paralela aos Templários, cátaros, essênios e
rosacruzes. E ainda não cheguei aos teutônicos/nazistas e hospitálios… Não existe uma maneira de estudar estas coisas
separadamente. Foi o que a ciência ortodoxa fez e bagunçou tudo, fazendo com que as pessoas achem que tudo isso não tem
ligação entre si.

vou segurar minha ansiedade, lutar contra a falta de tempo – vou me limitar a esperar o proximo post e tentar achar a areia, o cimento, e
agua seguindo as pistas que vc deixou… vamos ver se eu me surpreendo com a minha perspicácia arqueológica

14. Alex
24 de março • Editar

Aí MDD aonde fica o filho de Yeshua nessa história?

@MDD – Leia a parte de excalibur e o jovem príncipe que estava acompanhado de um velho sábio e que retirou a espada da
pedra…

15. Diogo
24 de março • Editar

Marcelo, sobre a tradição de cabelos longos dos Essênios e o corte de cabelo de Childerico – lembrei de Sansão, que tempos em um P&R
você menciona que a história dele é uma alegoria astrológica, mas não acho o post em que você conta esta alegoria.

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/merlin-jose-de-arimateia-e-o... 06/08/2009
Merlin, José de Arimatéia e o bardo Taliesin [Update] | Sedentário & Hiperativo Page 8 of 22

você pode me dar uma luz?

16. Kazé
24 de março • Editar

Olá Del Debbio!


O que me diz sobre o livro A Demanda do Santo Graal – com organização de Heitor Megale?
Vale a pena?
Eu o vi numa livraria e fiquei tentado a comprá-lo, já que me decepcionei com o Rei Arthur do Allan Massie, mas a fim de evitar mais
uma decepção, pensei em perguntar se você conhece a obra…
Obrigado!

17. Erunámo
24 de março • Editar

Del Debbio, muito boa essa coluna!! Tenho um grande fascínio sobre a história do Rei Arthur, porém estou preso ao relato de livros e
romances.
Sei que existe muita fantasia em volta dessa história e que há poucos documentos históricos falando dessa época. Porém li 2 livros muito
bons sobre a história, mas que são muito conflitantes nas informações: As Brumas de Avalon (cujas informações estão dentro do que vc
disse nessa coluna) e a Trilogia do Graal escrito pelo Bernard Cornwell (estou no primeiro livro ainda, mas é muito bom).

Gostaria de saber quais são as informações que posso ter como mais próximas da verdade em ambos os livros…

18. Felipe Urban


24 de março • Editar

MDD, o Estêvão II não aparece em nenhum dos seus textos anteriores. Eu vi o Estevão I, Estêvão III e por aí vai, mas o II (com ou sem
acento no e) não consta !

Fora isso, belíssimo texto. A história de Taliesin é realmente maravilhosa e foi muito bem resumida aqui!
Mal posso esperar pelas histórias de ‘Guinevere’ \o/

19. Guerini
24 de março • Editar

Marcelo, então é de Anfortas a origem de certa palavra utilizada em certo grau de certa ordem?

Ótimo texto, estava esperando a continuação.

20. Thiago Paulino Dantas


24 de março • Editar

Taliesin em “As Crônicas de Arthur” de Bernard Cornwell aparece apenas como


“Testa brilhante”, um bardo famoso, não como sendo o próprio Merlin, mas gostei muito de saber sobre a hitória original.

21. MGF
24 de março • Editar

DD, só não entendi essa parte:

A palavra “peixe” em grego é ichthys. É interpretada como um acróstico (vocábulo com letras iniciais da frase) de: Iesoûs Christòs Theoû
Hyiòs Soter cujo significado é: Jesus Cristo Filho de Deus Salvador.

Esse grego a que se refere é o grego moderno certo? Isso porque, obviamente, o idioma grego é mais antigo que o próprio cristianismo.

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/merlin-jose-de-arimateia-e-o... 06/08/2009
Merlin, José de Arimatéia e o bardo Taliesin [Update] | Sedentário & Hiperativo Page 9 of 22

Se tiver escrito alguma besteira, passa batido… hehe

É sempre bom ler o que escreve, seja aqui ou no seu blog.

Felicidades!

22. NVF
24 de março • Editar

Grande Tio.

Realmente são bastante nomes, muitas ligações, muitas coisas a serem lidas e relidas, chega até dar um curto circuito aqui. Agora eu na
minha ignorância penso, a linhagem continua sendo protegida esperando creio eu a hora certa para que a humanidade seja iluminada
novamente.

23. Alagacone
24 de março • Editar

Valeu por mais esse.

24. Kayaphas
24 de março • Editar

ah….Agora a capa do The Book of Taliesyn, do Deep Purple, faz algum sentido =)

25. Conrado
24 de março • Editar

E auqels historia que Saint Germain já encarnou aqui no planeta como o mago Merlin? Tudo bullshit ?

26. Gustavo Dourado


24 de março • Editar

E ai Tio,
Como foi comentado, Jesus seria Arthur? Qual o verdadeiro fim de Jesus? Ele foi para um canto e Maria Madalena para outro? os Dois
viveram juntos o resto de suas vidas? Neste post o senhor coloca o rei Arthur como um descendente e não como o próprio Jesus. Estou
errando em algo?
abraço!
essa post foi espetacular! haja folego!
Uma ultima pergunta, o senhor já pensou em juntar tudo e publicar um livro de tudo que foi publicado aqui no S&H? Não é uma má
idéia!

27. Élder
24 de março • Editar

Oi Marcelo. Baita texto novamente. Parabéns!

Cara, eu de novo com a minha pergunta chata e leviana que minha mente racional não para de pensar :

Como você classificaria os descentes que estão vivos do Graal em termos de poder tradicional/convencional que eles possuem atualmente
no mundo?

De que maneira que uma linhagem de reis com tamanha sabedoria e conhecimento “perdeu” a guerra para uns papas atrapalhados e
deixou que o mundo do créu tomasse conta da face da terra?

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/merlin-jose-de-arimateia-e-o... 06/08/2009
Merlin, José de Arimatéia e o bardo Taliesin [Update] | Sedentário & Hiperativo Page 10 of 22

Entendo que a Terra é um pedacinho de nada do Todo, que tudo tem um propósito, etc. Mas volta e meia me pergunto, onde andará esse
povo que parece não dar as caras?

Lançada a campanha: “Não basta ser Graal, tem que participar!”

Brincadeiras a parte, espero que entenda um pouco do meu questionamento, mesmo sendo ele deveras superficial. É só curiosidade.

Obrigado pelo texto e atenção.

28. Márcio Melo


24 de março • Editar

Olá, Tio!

“Em 751, Childerico foi destronado e teve os cabelos cortados, (…)”

Alguma relação com Sansão?

29. Tharcisio
24 de março • Editar

Caro MDD,

na verdade, o assunto não é sobre esse post especificamente.

Queria saber se há alguma parte do acervo literário das lojas maçônicas disponível ao público? Me interesso pela constante busca do
conhecimento, e gostaria de saber se um leigo como eu pode acessar parte do acervo da maçonaria, pois caso seja possível amanhã mesmo
visitaria a Loja daqui de minha cidade.

30. Val Valiant Thor


24 de março • Editar

Eu procurei… procurei… procurei de novo e não encontrei.


É aqui no S&H ou no seu site pessoal?

Se tiver o link, serei grato. Mas vou procurar novamente.


Obrigado pela atenção

31. Val Valiant Thor


24 de março • Editar

Na verdade eu achei no post da Arca da Aliança e também numa passagem de um post que fala sobre a Kundalini. Mas nada específico…
história nem nada.
Como sei que trata-se de um símbolo forte dentro do ocultismo (até mesmo no seu site pessoal esse é o simbolo que aparece na barra de
endereço), fiquei curioso para saber.
Se for postar algo em breve, só me avise.
Grato novamente. Desculpe qualquer pertubação (leia-se: encheção de saco)

32. Eliza
24 de março • Editar

Otimo post, mas gostaria de ver o contraponto do E.T…….

Kd vc E.T….

Critica bem feita faz falta onde só há elegios !

Toda unanimidade é burra !

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/merlin-jose-de-arimateia-e-o... 06/08/2009
Merlin, José de Arimatéia e o bardo Taliesin [Update] | Sedentário & Hiperativo Page 11 of 22

Obrigado.

33. thomaZ
24 de março • Editar

Too much information! preciso de um pouco mais de Q.I emprestado e mais tempo para poder organizar na minha cabeça tanta coisa.
Mas tá dando pra acompanhar nesse ritmo.
__
*Pretende aprofundar sobre Sufismo?
*O Manuscrito de Voynich tem alguma coisa a ver com graal-livro ou outro contexto da história, ou beira longe?
*Esse ano acompanhará pelo blog o Sefirat Ha Omer?
Ufa!

34. Fábio
24 de março • Editar

Não sei se eu que entendi mal mas na coluna do Rei Arthur você escreveu que:

“José de Arimatéia ficou responsável por tomar conta do Santo Graal (Sangreal) ou seja os ou o decendente de Yeshua (e Maria
Madalena)”

Agora pelo que entendi nesta coluna é que o José de Arimatéia chegando nas Ilhas Britanicas ele constituio familia, essa sacerdotisa
Ayuba (ou Elyab em alguns textos) seria Maria Madalena?

Se sim então os filhos que eles tem são de Yeshua (ele seria penas um tutor ou protetor deles) ou do próprio José.

Outra duvida que tive é que a imagem propagada de Jesus é muito parecida com esses Reis Merovíngios (aspecto europeu com cabelos
cumpridos), seria isso uma mensagem subliminar ou coincidencia?

Quem inventou ou começou a propagar a imagem de Yeshua como aspectos europeus?

Perdoi-me a ignorancia se fiz alguma pergunta tola por algo que não percebi, mas valeu pela otima coluna.

35. Papael
24 de março • Editar

Hmmm agora entendi pq cultuavam Isis nessa época. Antes não tinha achado a ligação… muito bom!

36. Lucas
24 de março • Editar

Enquanto Ceridwen perseguia Gwion, ele se transformou numa lebre. Em resposta, ela virou uma raposa. Ele então virou um peixe e
pulou num rio e ela transformou-se numa lontra. Ele se tranformou em um pássaro e ela, em resposta, em um falcão. Finalmente, ele se
transformou em um mero grão de milho. Ceridwen virou uma galinha, comeu-o e, ao voltar a sua forma humana, ficou grávida.

Isso me lembrou na hora o desenho “A espada era a lei” do tio Disney!

http://www.youtube.com/watch?v=_Lzf1XroT6w&feature=related

vejam só que “coincidência”!

37. Lucius
24 de março • Editar

Salve, Tio Marcelo!

Minha pergunta é meio retroativa, e sobre a obra do Alan Moore, mas outro cara, o V de Vingança. Não li os quadrinhos, só vi o filme,
mas ali tem uma passagem muito interessante.

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/merlin-jose-de-arimateia-e-o... 06/08/2009
Merlin, José de Arimatéia e o bardo Taliesin [Update] | Sedentário & Hiperativo Page 12 of 22

Em um diálogo com a Eve, ele fala:

“O Parlamento é um símbolo, assim como o ato de destrui-lo. Simbolos em si, não são nada, mas, com muitas pessoas por trás, explodir
um prédio pode mudar o mundo”.

Não estaria ele tentando dizer que um símbolo só é alguma coisa quando relacionado a uma egrégora?

Para finalizar, eu gostaria de agradecer, mais do que pelos posts (altamente informativos), pelas perguntas que eles geram.

Abraços!

38. IRR
24 de março • Editar

” Não existe uma maneira de estudar estas coisas separadamente. Foi o que a ciência ortodoxa fez e bagunçou tudo, fazendo com que as
pessoas achem que tudo isso não tem ligação entre si.”

Concordo totalmente. Nada acontece por acaso, O que a gente vê, não é o que nos parece, mas o que é. Tudo tem um contexto, tudo tem
uma bagagem de interesses e influências. Se as pessoas procurasse ver as coisas com os elementos que os unem, viriam que é tudo igual,
tudo fala a mesma coisa, só que apenas com a “forma” diferente.

39. Morumbatali
25 de março • Editar

Cheguei na coluna das egrégoras e tive minha pergunta respondida. Acho que em uma ou duas semanas eu alcanço vocês.
=)

40. MuyDanado
25 de março • Editar

Este post tambem me lembrou o desenho A Espada Era Lei, onde Walt Disney conta do seu jeito a história do Rei Arthur, o melhor, de
como ele se tornou rei. Se bem que vindo e Disney já é bem normal depois que aprendemos aqui no Teoria.

41. Odair
25 de março • Editar

Olá. MDD !
Agora estou confuso.
Pelo que entendi, os protetores do Graal vem de uma linhagem de José de Arimateia e não de Jesus, como Dan Brown deixou bem
claro !!!!!!!Dá para esclarecer?

Obrigado……
l

42. Luís
25 de março • Editar

Posts atrás vc falou q o Santo Graal era o sangue real, materializado num filho que Jesus e Madalena teriam tido e q foi levado para a
Inglaterra por José de Arimatéia, depois da revolta dos Judeus. Neste, vc fala q uma das lendas trata o santo graal como o sangue
propriamente dito de Jesus, pego por José de Arimatéia antes do sepultamento.

Pra vc, qual das duas possibilidades tem mais fundamento? Valeu! =]

43. Vitor Bolis"


25 de março • Editar

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/merlin-jose-de-arimateia-e-o... 06/08/2009
Merlin, José de Arimatéia e o bardo Taliesin [Update] | Sedentário & Hiperativo Page 13 of 22

Cortar os cabelos…..poderes mágicos… me vem na cabeça o nome Sansão…

44. Bernardo
26 de março • Editar

Excelente como sempre.

45. Livia F.
26 de março • Editar

Marcelo, lendo o post me recordei extensivamente de As Brumas de Avalon (Marion Zimmer Bradley), que apesar de ter algumas sutis
modificações a serviço da fantasia, apresenta referências impressivamente correspondentes com esses dados, que creio eu, sejam o mais
próximo que podemos chegar da verdade sobre histórias tão remotas

Adorei o post.

46. Livia F.
26 de março • Editar

e, meio que comentando por comentar:


quando passou Rei Arthur no cinema eu não quis assistir, achei que ia ficar irritada.

muito tempo depois, estava passando no telecine e minha cara metade resolveu assistir.
fiquei incomodada. mas, assisti né, pra não bancar a chata.

De fato fiquei muito irritada. MUITO

Odeio a forma como os roteiristas conseguem pegar meia dúzia de referências e torcer tudo, a ponto da história ficar irreconhecível….
abominação -_-’

47. Felipe Metal


26 de março • Editar

O negócio tá ficando bom! Hehehehe!

48. SoulLove
26 de março • Editar

Fritjof Capra em seu livro, Ponto de Mutação, mostrou esse lado da ciência”ortodoxa” em fragmentar o conhecimento acabou
desfigurando muitas coisas que se fossem observadas de um modo holistico, bem provavelmente nossa realidade seria outra, mas ele faz
um parêntese que aos poucos a humanidade tenderá a reencontrar esses conceitos a muito esquecidos, e da maneira mais difícil possível,
crises, guerras, terrorismo, oriente contra ocidente, enfim…

A pergunta é, Capra era algum iniciado em alguma coisa ou eu estou viajando d+ nos seus textos?????? Até em livros como o Gene
Egoísta tento fazer paralelos, porém Dawkins se diz cético de carteirinha.

@MDD – Mas o Dawkins tá CERTO. O conceito de memes dele é uma espécie de base científica para o que os ocultistas chamam
de Egrégoras. Na minha opinião, alguns pontos da magia são praticamente “engenharia memética ou memepléxica”

49. Gabriel Bagre


26 de março • Editar

Opa Marcelo, tudo certo?


Fionn mac Cumhail é citado como “The most wise man king of Fianna”.

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/merlin-jose-de-arimateia-e-o... 06/08/2009
Merlin, José de Arimatéia e o bardo Taliesin [Update] | Sedentário & Hiperativo Page 14 of 22

Viu, já que citou ele… Pode falar algo sobre Oisin e a viagem para Tyr Nan Og? O que exatamente foi isso? O que a lenda quer dizer
quando fala que semanas lá eram como centenas de anos aqui? Oisin teria mesmo conhecido Saint Patrick, o padroeiro da Irlanda?

Sei que manja de cultura celta… Onde eu posso encontrar material sério e confiável? Abração, PP!

50. IRR
27 de março • Editar

DD.. nao tem a ver com o que você ta falando, mas ouvi falar que os judeus refugiados para o Brasil pela inquisição adotaram sobrenomes
de arvores. Daí vem a família “Carvalho”, “Oliveira”, “Palmeira”, etc.. Isso tem a ver com com a cabala? Ou foi só uma maneira pra
evitar a perseguição mesmo?

51. TH13
27 de março • Editar

Meu, facilitou muito o Update com a árvore.

52. Gustavo
27 de março • Editar

Marcelo,
Então tanto Arthur quanto Lancelot são descendentes de Yeshua? Se sim, Arthur tb é descendente de Salomão. Porque apenas Lancelot
era descrito como descendente de Salomão?
Excelente post, como sempre!
Um abraço.

53. Lucas Juste


27 de março • Editar

Marcelo, quais são os documentos que existem para provar, pelo menos em parte, que algo deste texto possa ter realmente acontecido?
Também quero deixar claro que acompanho seu trabalho e gosto muito do que você produz, então não entenda isso como uma afronta,
mas sim com uma simples pergunta!

É a sobreposição de várias linhagens de reis Britânicos. Tem um livro chamado “Historia Brittonum”, de 810 DC, o “Annales Cambriae”,
de 970 DC, “De Excidio Brittaniae”, de 540 DC, os livros com os Reis do Graal (Grail-Kings), pesquisa sobre os merovíngios e linhagem,
“Holy Blood, Holy Grail”, do Baigent, ´textos apócrifos sobre Arimatéia, entre outros.
A Árvore é gigantesca… eu peguei só a parte do Rei arthur, mas cada um desses reis teve 2, 3 filhos, que casaram com outros
monarcas/rainhas franceses, godos, visigodos, etc etc etc… fechando uma rede de reis/rainhas europeus.

Intrigante!!!

Fiquei curioso em dois pontos.


1º – Em um post das antigas vc citou que o casal Yeshua e Madalena tiveram 3 filhos e por mais que eles não aparecem na linhagem
principal, não deveriam ser citados?
2º – Da onde vem essa informação? Não que eu tenha dúvida da veracidade, mas eu queria saber se vc mesmo é que “despicotou” e
juntou os retalhos ou tem alguma fonte com esse esquema pronto?

Abraços.

@MDD – Todas as genealogias feitas de reis britânicos são feitas a partir de relatos medievais e anteriores até, como a “Historia
Brittonum”, de 810 DC, o “Annales Cambriae”, de 970 DC, “De Excidio Brittaniae”, de 540 DC, os livros com os Reis do Graal
(Grail-Kings), historiadores como Hegessipus da palestina, Julius Africanus (de Edessa) Eusebius of Caesaria, pesquisa sobre os
merovíngios, com linhagens reais, linhagens dos “Grail-Kings”, etc. entre autores modernos tem o Baigent (que escreveu “Holy
Blood, Holy Grail” e o Laurence Gardner.
A Árvore é gigantesca… eu peguei só a parte do Rei arthur, que é o que interessa neste texto, mas cada um desses reis teve 2, 3
filhos, que casaram com outros monarcas/rainhas franceses, godos, visigodos, líderes de tribos, etc etc etc… fechando uma rede de
reis/rainhas europeus.

54. Matheus Fernandes

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/merlin-jose-de-arimateia-e-o... 06/08/2009
Merlin, José de Arimatéia e o bardo Taliesin [Update] | Sedentário & Hiperativo Page 15 of 22

27 de março • Editar

E atualmente, será que essa lista continua sendo atualizada? Ou seja, o atual ou atuais descendentes de Yeshua e Maria Madalena são
conhecidos?

55. Lúcio
27 de março • Editar

Mas DD,

Assim como o Lancelot o Rei Arthur também é descendente direto de Salomão, e mais próximo ainda, por que então este foco na
ascedendência do Lancelot?

56. Estevão Meneghel


27 de março • Editar

Parabens pela coluna!!!

Sensacional!!!

A cada post as ideias vao se encaixando cada uma no seu devido lugar…

estava lendo a biblia esses dias e li sobre o Conselho de Gamaliel…


O que seria isso???

Felicidades Tio DD!!!

57. Arsandrius
27 de março • Editar

Acompanho sempre essa coluna, causa de muita satisfação para mim.


Adorei este artigo, mas gostaria de fazer um observação. Há um livro chamado “A linhagem do Graal”, de Laurence Gardner, publicado
aqui pela Madras, nele o autor também expõe uma genealogia que liga Jesus a Artur, mas creio que ela difere da que foi exposta aqui,
seria interessante uma comparação entre as informações e as fontes, não duvido da credibilidade das informações aqui veiculadas, mas,
apesar de não ser historiógrafo, a obra de Laurence Gardner me pareceu muito criteriosa e bem elaborada.
Obrigado pelos artigos!

58. Douglas
27 de março • Editar

DD, quanto ao assunto da última coluna, vc mencionou a existência de uma ordem de cavalaria feminina. As ordens masculinas (nem
todas, é claro) são conhecidas do público em geral, mas estas, com a citação de Esclarmunda, não são simples de se achar (pelo menos em
uma busca genérica na internet). Você poderia explicar algo nesse sentido?

E quanto ao trecho “Os cabelos compridos eram um costume Essênio, usado até os dias de hoje”, é uma referência óbvia à existência de
essênios nos dias de hoje ou algo no estilo 2012 – fim do mundo?

59. PedroH
27 de março • Editar

oi,
sou novo nesse mundo dos blogs,eu já acompanhava alguns(principalmente o seu) e agora decidi criar um,com algumas coisas de
utilidade e humor,venho então pedir para me adicionar nos ”parceiros” ou pelo menos me guiar para saber como eu devo prosseguir agora
(tenho conhecimento nulo de HTML mas muita vontade de aprender tudo que possa me ser útil).
desde já,obrigado por estar lendo meu comentário dentre tantos outros.
abraço

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/merlin-jose-de-arimateia-e-o... 06/08/2009
Merlin, José de Arimatéia e o bardo Taliesin [Update] | Sedentário & Hiperativo Page 16 of 22

60. ...
27 de março • Editar

Ok, divertido e bem legal. Podia ser um capítulo da próxima edição do Arkanun.

61. Pena
28 de março • Editar

Excelente!!!!!

Já tinha ouvido falar sobre a ligação entre Taliesin e o Merlin, mas esse post é por demais esclarecedor. Parabéns!

Na árvore genealógica, só faltou a ligação entre Arthur e sua irmã Morgana, que deu origem a Mordred.

62. paulo augusto


28 de março • Editar

Muito bom tio!!! Seus textos são fantásticos, e além de ler eles é claro que eu também dou minhas pesquisadas e encontrei muita coisa
interessante. Descobri que os deuses são arquétipos das Sephirot da cabala… e outras cositas mais. E como eu já havia descoberto o
Código da vinci estava correto.
Continue nos ensinando!!!!

63. paulo
29 de março • Editar

Fale sobre o Inri Cristo aí!!!!!!!!!!!

64. Leon Waldman


29 de março • Editar

Salve,
Vai rolar a pausa pra explicação sobre o Pessach?

Abraço

65. Cinthia
29 de março • Editar

Muito interessante, mas toda essa pesquisa e linhagem de JC ou como queira YB, até à Europa como Arturo não necessariamente
precisaria da confirmação genealógica, até porque a ancestralidade é derivada do espírito, e apesar de não ser nenhum pouco cética,
sabemos q Dan brown usou dados históricos para realizar uma ficção, é uma dedução, por mais incrível q seja e interessante, não
podemos simplesmente dar crédito e veracidade à história de madalena ter tido filhos com JC. Pense….ele é o cara, não precisaria de
genética para realizar qualquer trabalho q fosse em qualquer parte do mundo.

66. chicken nipples (caixista #69)


30 de março • Editar

esse updated deixou claro agora!!!

o danado do lancelot eo artur são parentes!


agora MINHA CABEÇA ESTOUROU!!!!!

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/merlin-jose-de-arimateia-e-o... 06/08/2009
Merlin, José de Arimatéia e o bardo Taliesin [Update] | Sedentário & Hiperativo Page 17 of 22

huauhahuahuahuaahuahuauhahu

67. cleber borges


30 de março • Editar

Bom dia!
Agora fiquei confuso, em outro post você fala que o filho de Yeshua era Yossef, que partiu para as ilhas britânicas juntamente com José
de Arimathea.
No seu último post você não trata do mesmo Yossef, partindo a linhagem dos Protetores do Graala partir do primeiro filho de José de
Arimathea, Josephes.
Nesta árvore genealógica, você relaciona Josephes com Yeshua diretamente.
Deduzo eu que esta árvore refira-se aos protetores do Graal, que apresenta-se somente com Taliesin.
Portanto, o que falta à humanidade para que nosso Graal de revele?

Lhe agradeço imensamente pelos ensinamentos.

68. Melquisedeque
30 de março • Editar

Muito Bom!

Restam alguns esclarecimentos:


1-”cujo neto (por parte de sua outra filha, Vivianne II), foi o lendário Lancelot Du Lac” esse Lancelot não tem nada haver com o Lancelot
fillho de Elayne?

2- É claro que não termina no 17º, Ok?!

3- Não endento, como muitos seguem o raciocínio de que os Merovíngios pertencem a linhagem sagrada e deveriam reinar…E se esquece
que a linhagem continua com outros Grail Kings na qual não temos ênfase (p/ reinarem) como alguns autores aludem aos merovíngeos.

4- E o que me intriga mais ainda, é se esses reis e famílias sagradas oriundas da linhagem de Yeshua e consequentemente de Salomão, o
que teriam de tão especial – fora o conhecimento místico/ocultista – Visto que Jesus bíblico foi inventado p/ ser um Jesus-Apolo (um deus
solar), sendo assim uma pessoa muito evoluída, mas um homem. E Salomão possuia seu trono devido seu pai, David, que herdou de Saul,
que implantou o sistema monárquico entre os hebreus. Vindo esse sistema monárquico “implantado pelo deus” dos hebreus considerado
um demiurgo orgulhoso e agressivo como podemos ver através dos seus atos.
Como podemos então de toda essa história “negra” valorizarmos os Grail-Kings? O que eles tem que deveríamos concordar que possuem
o direito ao trono?

Espero ter sido claro em minha linha de raciocínio e adianto que minhas dúvidas são devidos à minha conclusão de pensamento, pois não
estou querendo dizer que vc concorda c/ o direito ao trono. Ok?

abraços

69. Tarcizo Ferreira


30 de março • Editar

Referência gratuita aqui, mas quem quiser procure ouvir um dos primeiros albuns do Deep Purple, “The Book of Taliesin”, embora eu
não sei se tem alguma referência séria. Mas serve como referência gratuita mesmo.

70. Fernando
31 de março • Editar

Marcelo me tira uma duvida, relendo seus post “Bota o natal na conta do Papa”, encontrei essa passagem:

Dez anos após a morte de Herodes (4 AC), a Judéia caiu sob a administração romana direta. À proporção que aumentava a opressão
romana à vida judaica, crescia a insatisfação, que se manifestava por violência esporádica, até que rompeu uma revolta total em 66 DC.
As forças romanas, lideradas por Tito, superiores em número e armamento, arrasaram finalmente Jerusalém (70 DC) e posteriormente
derrotaram o último baluarte judeu em Massada (73 DC), mas falarei sobre isso mais para a frente.

Depois no post recente “Merlin, José de Arimatéia e o bardo Taliesin” encontrei a seguinte:

Mais impressionante ainda é a obra “Vindicta Salvatoris” (“A vingança do Salvador”, também provavelmente do século IV), que teve

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/merlin-jose-de-arimateia-e-o... 06/08/2009
Merlin, José de Arimatéia e o bardo Taliesin [Update] | Sedentário & Hiperativo Page 18 of 22

grande difusão na Inglaterra e na Aquitânia. O livro narra a marcha de Tito à frente das suas legiões para vingar a morte de Cristo. Ao
conquistar Jerusalém encontra José preso numa torre, onde fora posto para morrer de fome, mas que sobrevivera graças a um alimento
celestial.

Não entendi, Tito foi responsável pela derrota dos Judeus em Jerusalém, (1º post) como ele vai vingar a morte de Cristo conquistando
Jerusalem? (2º post)

71. Melquisedeque
31 de março • Editar

Pô Marcelo, nem o último tópico meu vc respondeu. Pq? faz uma forcinha vai?!

72. AD&D
03 de abril • Editar

DD teve algumas partes do texto em relação ao “gráfico de gerações” desenhado que me confundiram como:

“Lambor … pai da rainha Ygleis, que por sua vez foi mãe de Ygerna Del Acqs” e no gráfico mostra viviane como mãe da Ygerna.

Frotmund mãe de Faramund, e no grafico está ao contrário..

Lancelot filho da Viviane II, mas no grafico eles estão distantes..

fora outros.. mas ai vou pelo que foi dito pelo “Lucas Juste” varias linhagens etc etc..

Tb teve o parágrafo sobre José de Arimatéia que apesar de eu ler MUITAS vezes me deu um nó na cabeça..
“Da história de José de Arimatéia começa a linhagem dos Reis do Graal.
Segundo a lenda, José de Arimatéia casou-se com uma sacerdotisa chamada Ayuba (ou Elyab em alguns textos) e tiveram dois
filhos: Anna, a profetisa de Arimatéia e Joshua, além de Josefes de Arimatéia, o primeiro Rei do Graal (que, adivinhem? é muito
provavelmente o filho de Yeshua e Maria Madalena).”

José de Arimatéia = Josefes de Arimatéia??


“..e tiveram dois filhos” Anna+joshua? / Anna+josefes de Arimatéia?
“..além de Josefes de Arimatéia” Josefes de Arimatéia é 3° filho de josé de A.?
e como é filho de Yeshua e Maria então? Yeshua = José Maria = Ayuba?

rsrs.. vou parar por aqui porque tenho mais umas 10 interpretações esse parágrafo, dá um help ae ;~

Tenho pra mim que José, estava zelando o filho de Yeshua, que recebeu o nome dele.. é isso? “jovem príncipe que estava acompanhado
de um velho sábio”

Abraços

73. PV
04 de abril • Editar

Bom, eu não sei se alguém falou sobre isso…

Vc afirma que a família possuía poderes mágicos. Pode-se afirmar que vc esta supondo que exista uma linhagem de pessoas mais
poderosas?

74. Otavio
08 de abril • Editar

O que está me confundindo é essa mistura de nomes em francês do período da renascença pra embasar uma história britânica do que se
chama de idade das trevas. Outra coisa que está me dando um nó na cuca é que o possível único vestígio arqueológico do “período
arturiano” que, talvez, tenha sobrado nos dias atuais ainda não entrou nos seus textos… e olha que este seria um local muito importante,
principalmente se falamos de linhagem sagrada.

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/merlin-jose-de-arimateia-e-o... 06/08/2009
Merlin, José de Arimatéia e o bardo Taliesin [Update] | Sedentário & Hiperativo Page 19 of 22

75. PacotRuts
10 de abril • Editar

GEnte nao frequento o sedentario a muito tempo ,, mais to virando Fã .. nossa mto interessante … ^^

Participe

Faça seu protesto

1. Deixe seu comentário (obrigatório)

Enviar

cforms contact form by delicious:days

Colunas

Ocioso

Cúmplices

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/merlin-jose-de-arimateia-e-o... 06/08/2009
Merlin, José de Arimatéia e o bardo Taliesin [Update] | Sedentário & Hiperativo Page 20 of 22

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/merlin-jose-de-arimateia-e-o... 06/08/2009
Merlin, José de Arimatéia e o bardo Taliesin [Update] | Sedentário & Hiperativo Page 21 of 22

Orkut

info

BlogBlogs.Com.Br

Adicione o S&H:
<a
href="http://ww
w.sedentario.or
g"
target="_blank"

alt="Sedentário

total de visitantes

Contato

 Comercial
 Parcerias
 Dicas de Post

feed

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/merlin-jose-de-arimateia-e-o... 06/08/2009
Merlin, José de Arimatéia e o bardo Taliesin [Update] | Sedentário & Hiperativo Page 22 of 22

Blogs Hiperativos

 Wiki Doido
 Copi-Cola
 Preguiza
 Smelly Cat
 Procurando Vagas
 Dormiu
 Curto e Grosso
 Sac Divino
 OMEdi
 Pilândia
 Jogos Gratis
 Siriloko
 Kibe Loco
 Acidez Mental
 Buscar Jogos
 Megabalaio
 Jogos
 Recebi por e-mail
 Asttro
 Interney
 Degraça é mais gostoso

Categorias

 animações
 Arte/Design
 artigos
 Cinema/séries/TV
 colunas
 comics addicted
 Dúvida Razoável
 delicinhas
 Dicionário das Marcas
 diversos
 Galeria
 games
 HQ
 humor
 imagens
 Informe Publicitário
 Internet
 inutíl
 lógica mente
 músicas
 O Comedor de Lixo
 publicidade
 Sarjeta dos Quadrinhos
 tecnologia
 Teoria da Conspiração
 Tosco / Bizarro
 toys
 utilitários
 vídeos

Tema por Tropus Comunicação na Internet • Design por Evel Ryu


Monetização otimizada por Gestão Ativa WebDesign

Monetize o seu blog com HOTWords utilizando o plugin WP-HOTWords 4.4.1.

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/merlin-jose-de-arimateia-e-o... 06/08/2009

Похожие интересы