Вы находитесь на странице: 1из 6
Curso C lio – Curso Regular 2013.1 Program a de Política Internacional Profess or: Tanguy

Curso C lio – Curso Regular 2013.1 Program a de Política Internacional Profess or: Tanguy Baghdadi Duração : 20 semanas

1º MÓDULO – POLÍTICA EXTERN A BRASILEIRA (1945 EM DIANTE)

Aula 1 – Apresentação do Cu rso e Política Externa dos governos Dutra, Externa Independente (PEI).

Vargas e JK. A Política

Leitura obrigatória:

Cervo, Amado & Bueno, Clodoal do. História da Política Exterior do Brasil. Bras ília: Editora UNB, 2002. Capítulo: Alinhamento e desenvolvi mento associado ( 1946 -1961). P. 269-307. (PI 50 8)

Cervo, Amado & Bueno, Clodoal do. História da Política Exterior do Brasil. Bras ília: Editora UNB, 2002.

309–350 (PI 509) parte I

Capítulo: A Política Externa Indepen dente do apogeu do populismo (1961 - 1964). P.

Leitura complementar:

Moura, Gerson. A Segurança Cole tiva Continental: o Sistema Interamericano, o T IAR e a Guerra Fria. In:

Albuquerque, J. A. Guilhon (Coord. ) 60 anos de Política Externa Brasileira. Rio d e Janerio: Lumen Juris, 2006. (PI 505)

Hirst, Monica. A Política Externa d o Segundo Governo Vargas. In: Albuquerque, J . A. Guilhon (Coord.) 60

anos de Política Externa Brasileira.

Rio de Janerio: Lumen Juris, 2006. (PI 506)

Vizentini, Paulo F. A Política Exter na do Governo JK (1956-61). In: Albuquerque, J . A. Guilhon (Coord.) 60

anos de Política Externa Brasileira.

Rio de Janerio: Lumen Juris, 2006. (PI 507)

Aula 2 - A Política Externa do s governos militares.

Leitura Obrigatória:

Cervo, Amado & Bueno, Clodoal do. História da Política Exterior do Brasil. Bras ília: Editora UNB, 2002. Capítulo: A frustrada “correção de ru mos e o projet o desenvolvimentista. P. 367 - 395. (PI 509) parte II

Vizentini, Paulo F. A política ext erna do regime militar brasileiro. Capítulo: Mé dici e a “diplomacia do interesse nacional: a autonomia no alinhamento (1969 -1974). P. 131-194. (PI 510)

Souto Maior, Luiz Augusto. O “P ragmatismo Responsável”. In: Albuquerque, J.

anos de Política Externa Brasileira.

Rio de Janerio: Lumen Juris, 2006. (PI 065)

A. Guilhon (Coord.) 60

Aula 3 – A Política Extern a da Nova República (Sarney). Os anos participação. Os anos 2000 – autonomia pela diversificação

90 – autonomia pela

Leitura Obrigatória:

Seixas Corrêa, Luiz Felipe. A Polí tica Externa de José Sarney. In: Albuquerque, J . A. Guilhon (Coord.) 60

anos de Política Externa Brasileira.

Rio de Janerio: Lumen Juris, 2006. (PI 066)

, A

Legitimidade e Outras Questões In ternacionais: Poder e Ética entre as Nações. Pa z e Terra, 1998. P. 353 - 374. (PI 511)

Fonseca Jr, Gelson. Alguns As pectos da Política Externa Brasileira Conte mporânea. In:

Amorim, Celso. Brazilian Foreign P olicy under President Lula (2003-2010): an over view. RBPI. 53 (special edition): 214-240, 2010. (PI 182)

Leitura Complementar:

Cervo, Amado Luiz. Brazil’s Rise on the International Scene: Brazil and the World. RBPI. 53 (special edition): 7-32. 2010 (PI 183)

2º MÓDULO – ORGANIZAÇÕES INTERNACIONAIS

Aula 4 – ONU

Leitura Obrigatória:

Seitenfus, Ricardo. Manual das Organizações Internacionais. Porto Alegre: Livraria do Advogado Ed.,

2005. Capítulo 5 (pp. 125 a 158) (PI 520)

Aula 5 – A ONU no pós-Guerra Fria e a reforma da ONU

Leitura Obrigatória:

Amorim, Celso. A Onu aos 60. Política Externa, vol. 14, nº 2, setembro-novembro, 2005. (PI 068)

Velasco Jr., Paulo A. Conselho de Segurança: uma reforma, muitas propostas, nenhum acordo. Candelária. Ano I, Jul/Dez., 2005. (PI 324)

Leitura Complementar:

Weiss, Thomas et Al. The United Nations and Changing World Politics. Third Edition, Westview Press,

2001. Capítulo 4. (PI 273)

Valle, Valeria Marina. A Reforma do Conselho de Segurança da ONU: Uma análise sobre a posição brasileira e suas repercussões. Reformas da ONU, Cadernos Adenauer, ano VI, nº 1, 2005. (PI 124)

Aula 6 – Os Novos Temas I: Meio Ambiente

Leitura Obrigatória:

Weiss, Thomas et Al. The United Nations and Changing World Politics. Third Edition, Westview Press,

2001. Capítulos 5 e 9. (PI 271 e PI 272)

Figueiredo Machado, Luiz Alberto. A Conferência de Cancun e a luta internacional contra a mudança do clima. Política Externa, vol. 19, nº 4, março-maio, 2011. (PI 186)

Capobianco, João Paulo Ribeiro. Do Rio a Copenhague, sem escala em Kyoto. Política Externa, vol. 18, nº 4, março-maio, 2010. Pág. 37 a 42. (PI 184)

Leitura Complementar:

Ribeiro, Wagner Costa. A ordem ambiental internacional. Editora Contexto, 2001. Pp. 58-91; 97-103; 107- 132. (PI 321)

Peña, Felix. Um desafio para a governabilidade global: reflexões sobre a Conferência de Copenhague. Política Externa, vol. 18, nº 4, março-maio, 2010. Pág. 43 a 46. (PI 185)

Aula 7 – Os Novos Temas II: Direitos Humanos

Leitura Obrigatória:

Amorim, Celso. O Brasil e os Direitos Humanos: em busca de uma agenda positiva. Política Externa, v. 18, nº 2, Set. – Nov. 2009. (pp. 67 a 75) (PI 70)

Leitura Complementar:

, A Evolução dos Mecanismos

Extraconvencionais na Comissão de Direitos Humanos. Puc-Rio: Dissertação de Mestrado, 2004. Capítulo 3. (pp. 48 a 67) (PI 067)

Velasco Jr, Paulo Afonso. A Comissão de Direitos Humanos. In:

Belli, Benoni. Perspectivas do novo Conselho de Direitos Humanos da ONU. Política Externa, v. 17, nº 3,

Dez

-

Fev. 2008/2009. (pp. 49 a 64) (PI 069)

Aula

8

-

Segurança

Terrorismo.

Internacional

e

os

novos

desafios:

Não-proliferação,

Narcotráfico

e

Leitura Obrigatória:

Procópio Filho, Argemiro & Vaz, Alcides Costa. O Brasil no contexto do narcotráfico internacional. Revista Brasileira de Política Internacional (RBPI), 40 (1), 1997. (PI 077)

Procópio, Argemiro. Terrorismo e Relações Internacionais. Revista Brasileira de Política Internacional (RBPI), 44 (2), 2001. (PI 078)

Duarte, Carlos Sérgio. Desarmamento Nuclear: um desafio. Política Externa, vol. 6, nº 2, setembro- novembro, 1997. (PI 079)

Sérgio Duarte. A VIII Conferência de Exame do TNP: histórico e perspectivas. Política Externa, vol. 19, nº 1, junho-agosto, 2010. Pág. 79 a 92. (PI 187)

Leitura Complementar:

Duarte, Sérgio. A Sétima Conferência de Exame do TNP – uma avaliação. Política Externa, vol. 14, nº 4, março-maio, 2006. (PI 071) Colón, Gustavo Fernández. El Tratado de No Proliferación Nuclear, es posible el desarme?. Humania del Sur, año 1, nº 1, 2006. (PI 083)

Aula 9 – O Gatt 47

Leitura Obrigatória:

Jackson, John H The World Trading System: Law and Policy of International Economic Relations. Second Edition, The MIT Press, 1997. Capítulo 12. (PI 085)

Leitura Complementar:

Pereira, Maria Regina. O conceito de anulação ou prejuízo de benefícios no contexto da evolução do Gatt à OMC. Rio de Janeiro: Renovar, 2003. Capítulos 2 e 3 (PI 084)

Aula 10 – A OMC e exercícios de revisão.

Leitura Obrigatória:

Veiga, João Paulo Cândia. As negociações comerciais no governo Lula. RBCE, nº 83, abril-junho, 2005. (PI 087)

Pontes, Vol. 4, nº 4, Ago-Dez 2008. Rodada Doha: chegamos muito perto, mas não chegamos lá. (PI 088)

Leitura Complementar:

Jakobsen, Kjeld. Comércio Internacional e Desenvolvimento: Do Gatt à OMC, discurso e Prática. São Paulo: Ed. Fundação Perseu Abramo, 2005. Capítulo 4 (PI 086) Herz, Mônica & Hoffmann, Andrea. Organizações Internacionais: História e Práticas. Rio de Janeiro:

Elsevier, 2004. Pp. 151 a 158. (PI 072)

3º MÓDULO – INTEGRAÇÃO REGIONAL

Aula 11 – MERCOSUL

Leitura Obrigatória:

Baumann, Renato. Mercosul: Origens, ganhos, desencontros e perspectivas. In:

Mercosul – Avanços e desafios da integração. Brasília: Ipea, 2001. (PI 82)

(org.)

Vaz, Alcides da Costa. Cooperação, integração e processo negociador: a construção do Mercosul. Brasília:

IBRI, 2002. Capítulos 2 e 3. (PI 115)

Velasco Jr, Paulo Afonso. O Mercosul entre a geografia e a história: desafios, iniciativas e perspectivas. Candelária, vol. 6, janeiro-junho, 2007. (PI 089)

Soares de Lima, Mª Regina. A adesão da Venezuela ao Mercosul. Política Externa, v. 18, nº 2, Set.- Nov. 2009, p. 203 a 215 (PI 093)

Leitura Complementar:

Almeida, Paulo Roberto de. Problemas conjunturais e estruturas da integração na América do Sul: a trajetória do Mercosul desde suas origens até 2006. Merdiano 47, nº 68, março 2006. (PI 112)

Gonçalves, José Botafogo. Mercosul: vale a pena?. RBCE, nº 87, abril-junho, 2006. (PI 113) Barbosa, Rubens. Brasil e Argentina: contrastes e confrontos no âmbito do MERCOSUL. Política Externa, v. 18, nº 1, Jun-Ago, 2009, p. 71 a 82 (PI 092)

Aula 12 – Integração Européia

Leitura Obrigatória:

Lessa, Antônio Carlos. A construção da Europa: a última utopia das relações internacionais. Brasília: IBRI, 2003. Capítulos 3 (pp. 100 a 112), 4 (pp. 131 a 154) e 5 (pp. 171 a 180). (PI 349)

Seixas da Costa, Francisco. Um tratado para a Europa. Política Externa, v. 16, nº 4, Março - Maio 2008. (pp. 65 a 74). (PI 121)

Vilão, Ana Laura & Taiar, Rogério. Avanços e retrocesos da União Européia pós-Tratado de Lisboa.

Política Externa, v. 17, nº 3, Dez

-

Fev. 2008/2009, p. 91 a 101 (PI 094)

Martins, Guilherme d´Oliveira. Os novíssimos desafios do Tratado de Lisboa. Política Externa, vol. 19, nº 1, junho-agosto, 2010.

Leitura Complementar:

Pfetsch, Frank. A União Européia: história, instituições, processos. Brasília: Editora UnB, 2002.Capítulos 1 (pp. 28 a 60) e 5 (pp. 175 a 191). (PI 073)

Menezes, Alfredo da Motta & Penna Filho, Pio. Integração Regional: os blocos econômicos nas relações internacionais. Rio de Janeiro: Elsevier, 2006. Capítulo 2 (A integração na Europa). (PI 074)

Aula 13 – A Integração na América do Sul – ALCSA, IIRSA, CASA, UNASUL. Exercícios de Revisão.

Leitura Obrigatória:

Tokatlina, Juan. O cone sul e suas relações internacionais: um espaço de cooperação para a América do Sul. Política Externa, v. 17, nº 1, Jun.- Ago. 2008, p. 49 a 85 (PI 096)

Leitura Complementar:

Shmied, Julie. Cenários da integração regional: os desafios da União de Nações Sul-americanas (UNASUL) - o novo caminho da integração na América do Sul. Cadernos Adenauer, Ano VIII, vol. 1, 2007. (PI 095)

4º Módulo – Teoria de Relações Internacionais

Aulas 14 e 15

Origens da disciplina: anarquia, poder, soberania e cooperação internacional

Leitura Obrigatória:

(*) João Pontes Nogueira e Nizar Messari. Teorias das Relações Internacionais - correntes e debates, Rio de Janeiro” Elsevier, 2005 - “O liberalismo”, p. 57-74 – (PI 012)

Leitura Complementar:

(*) Noberto Bobbio, Nicola Matteuci, Gianfranco Pasquini, Dicionário de Política, Editora UNB, 1993, verbete: Relações Internacionais (PI 011)

De Visões de Mundo e Métodos - 1o e 2o debates

Leitura Obrigatória:

(*) João Pontes Nogueira e Nizar Messari. Teorias das Relações Internacionais - correntes e debates, Rio de Janeiro” Elsevier, 2005 - “O realismo”, p. 20-42 – (PI 021)

Leitura Complementar:

(*) Hans J. Morgenthau, A Política entre as Nações. A luta pelo poder e pela paz. São Paulo, Editora Universidade de Brasília, IPRI, 2003 (caps.1,3,4,5,6) – (PI 022) (*) James Dougherty, Robert Pfaltzgraff Jr. Contending Theories of International Relations, London:

Longman, 2001, p. 36-38 (“The Debate Between Traditionalists and Behavioralists”) - (PI 023) (*) Kenneth Waltz, Man, the State, and War, New York: Columbia University Press, cap. 1 – (PI 024)

Debate Interparadigmático - institucionalismo neoliberal, neorealismo, Marxismo

(*) Joseph Nye e Robert O. Keohane. “Realism and Complex Interdependence”. In: Andrew Linklater (ed.) International Relations - critical concepts in Political Science, London:” Routledge, 2001, p. 718-31 – (PI 031) (*) Kenneth Waltz. Theory of International Politics, Reading: Addison Wesley, 1979, cap. 5 e 6 – (PI 032) (*) Robert Keohane. After Hegemony, Princeton: Princeton University Press, 1984, p. 5-17 – (PI 033)

5º MÓDULO – RELAÇÕES BRASIL E MUNDO

Aula 16 – Brasil e Argentina

Leitura Obrigatória:

Candeas, Alessandro Warley. Relações Brasil-Argentina: Uma análise dos Avanços e Recuos. RBPI, nº 48 (I), 2005. (PI 614)

Leitura Complementar:

Botafogo Gonçalves, José & Carvalho Lyrio, Maurício. Aliança Estratégica entre Brasil e Argentina:

Antecedentes, Estado Atual e Perspectivas. Dossiê Cebri, v.2, ano 2, 2003. (PI 615) Peña, Félix. Relações Brasil/Argentina. Política Externa, v. 16, nº 4, Março - Maio 2008, p. 19 a 31. (PI 630)

Aula 17 – Brasil e EUA

Hirst, Mônica. Os cinco “As” das relações Brasil-Estados Unidos: aliança, alinhamento, autonomia, ajustamento e afirmação. In: Lessa, A.C. & Oliveira, H.A. (Org.) Relações Internacionais do Brasil: Temas e Agendas. São Paulo: Editora Saraiva: 2007. (PI 097)

Aguiar Patriota, Antonio de. O Brasil e a política externa dos EUA. Política Externa, vol. 17, nº 1, junho/ago, 2008, p. 97 a 109. (PI 098)

Aguiar Patriota, Antonio de. O Brasil e a política externa dos EUA no governo Obama. Política Externa, vol. 18, nº 1, junho/ago, 2009, p. 83 a 92 (PI 099)

Aula 18 – Brasil e Europa

Leitura Obrigatória:

Hoffman, Andrea. Relações Políticas entre o Brasil e a União Européia: A caminho de mais substância? In:

Wilhelm Hofmeister (org.). Anuário Brasil – Europa 2006. Rio de Janeiro: Konrad Adenauer Stiftung, 2007. (pp. 101 a 108) (PI 104)

Saraiva, Miriam Gomes. As relações Brasil-Europa de 1990 a 2004: entre o inter-regionalismo e o bilateralismo. In: Lessa, A.C. & Oliveira, H.A. (Org.) Relações Internacionais do Brasil: Temas e Agendas. São Paulo: Editora Saraiva: 2007. (PI 106)

Leitura Complementar:

Maduro, Lúcia. Evolução das relações econômicas Brasil – União Européia. Wilhelm Hofmeister (org.). Anuário Brasil – Europa 2006. Rio de Janeiro: Konrad Adenauer Stiftung, 2007. (pp. 109 a 125) (PI 105)

Aula 19 – Brasil, Índia e África do Sul.

Leitura Obrigatória:

Machado, Vera Barrouin. Brasil-Índia: Parceria em Consolidação. In: Amaral Júnior, Alberto & Sanchez, Michelle Ratton (Org.) Relações Sul-Sul: países da Ásia e o Brasil. (pp. 229 a 249) (PI 075)

Penna Filho, Pio. A evolução das relações entre o Brasil e a África do Sul - de 1918 a 2000. (PI 616)

Soares de Lima, Mª Regina & Hirst, Monica. O Brasil como país intermediário e poder regional. In: Hurrel, Andrew et. al.Os Brics e a ordem global. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2009. (PI 076)

Leitura Complementar:

Alden, Chris & Vieira, Marco. La nueva diplomacia del sur: Brasil, Sudáfrica, Índia y el trilateralismo. In:

Tokatlian, Juan (compilador). India, Brasil y Sudáfrica: el impacto de las nuevas potencias regionales. Buenos Aires: Libros del Zorzal, 2007. (PI 108)

Stuenkel, Oliver. O argumento em prol do fortalecimento das relações Brasil-Índia. Política Externa, vol. 19, nº 3, dezembro-fevereiro, 2010-2011. Pág. 53-66. (PI 188)

Aula 20 – Brasil - China e Brasil – Rússia

Leitura Obrigatória:

Cabral, Severino. 1974-2004: Trinta anos de relações Brasil e China. In: Amaral Júnior, Alberto & Sanchez, Michelle Ratton (Org.) Relações Sul-Sul: países da Ásia e o Brasil. São Paulo: Aduaneiras, 2004. (pp. 153 a 171) (PI 109)

Altemani de Oliveira, Henrique. Brasil- China: uma relação sul-sul. Cadernos Adenauer, Ano VII, nº 1, 2006. (pp. 117 a 127) (PI 617)

Barbosa, Alexandre de Freitas & Camargo Mendes, Ricardo. As relações econômicas entre Brasil e China: uma parceria difícil. Dialogue on Globalization – FES Briefing Paper, Jan. 2006. (PI 619)

Bacigalupo, Graciela. As relações russo-brasileiras no pós-Guerra Fria. Revista Brasileira de Política Internacional (RBPI), 43 (2), 2000. (PI 122)

Leitura Complementar:

Valls Pereira, Lia. Relações Comerciais Brasil – China: um parceiro especial? Cadernos Adenauer, Ano VII, nº 1, 2006. (pp. 129 a 140) (PI 618)

Barbosa, Rubens. A cúpula do BRIC. Política Externa, vol. 18, nº 2, Set - Nov, 2009, p. 99 a 102. (PI 123)