Вы находитесь на странице: 1из 21

Eletrônica Industrial

Retificadores Trifásicos
Fábio Lavor Bezerra

IFCE, Juazeiro do Norte, Maio de 2009 fabiolavor@ifce.edu.br Página 1


Eletrônica Industrial
R tifi d
Retificadores T
Trifásicos
ifá i

Os retificadores monofásicos são de confecção relativamente


simples,
p , mas têm uma capacidade
p de p
potência limitada e ggeram uma
ondulação significativa na tensão de saída DC.

Os retificadores trifásicos, por outro lado, propiciam uma


saída DC com menos ondulação,
ondulação o que facilita a filtragem na saída.
saída
Como os componentes do filtro para retificadores de alta potência
são ggrandes e caros, a redução ou eliminação desses filtros é
importante.

IFCE, Juazeiro do Norte, Maio de 2009 fabiolavor@ifce.edu.br Página 2


Eletrônica Industrial
R tifi d
Retificadores T
Trifásicos
ifá i

Os retificadores trifásicos têm as seguintes vantagens, quando


comparados
co p dos aosos monofásicos:
o o s cos
1. Tensão de saída mais alta para uma determinada tensão de
entrada;
2. Menor ondulação da tensão da saída DC;
3. Freqüência de ondulação mais alta, o que simplifica a
filtragem;
4. Eficiência total mais alta.

IFCE, Juazeiro do Norte, Maio de 2009 fabiolavor@ifce.edu.br Página 3


Eletrônica Industrial
R tifi d ttrifásico
Retificador ifá i não
ã controlado
t l d ded meia-onda
i d

Topologia do retificador trifásico não controlado de meia onda

IFCE, Juazeiro do Norte, Maio de 2009 fabiolavor@ifce.edu.br Página 4


Eletrônica Industrial
R tifi d ttrifásico
Retificador ifá i não
ã controlado
t l d ded meia-onda
i d

IFCE, Juazeiro do Norte, Maio de 2009 fabiolavor@ifce.edu.br Página 5


Eletrônica Industrial
R tifi d ttrifásico
Retificador ifá i não
ã controlado
t l d ded meia-onda
i d
Os três diodos q que compõem
p este retificador ppodem ser
ligados direto na rede trifásica, ou através de um transformador
trifásico. Cuja ligação, apresente o neutro, visto que este retificador
necessita
it de
d um neutro
t para a ligação
li ã de d um terminal
t i l de
d carga.
O diodo que irá conduzir é aquele que estiver ligado a fase
mais positiva. A cada instante apenas uma das fases estará mais
positiva e por este motivo apenas um diodo estará polarizado
diretamente.
diretamente
A troca de diodos, neste retificador, ocorre quando uma fase
passa a ser mais
i positiva
iti do
d que a outra,
t ou seja,
j o instante
i t t ded troca
t
dos diodos ocorrem no ponto de comutação natural.

IFCE, Juazeiro do Norte, Maio de 2009 fabiolavor@ifce.edu.br Página 6


Eletrônica Industrial
R tifi d ttrifásico
Retificador ifá i não
ã controlado
t l d ded meia-onda
i d
A tensão na carga
g não chega
g a tocar o eixo de referência como
nos retificadores monofásicos. Isso aumenta o nível DC e diminui o
ripple (ondulação).
Cada diodo conduz por 120º.
O valor médio da tensão na carga é dado por:

A corrente eficaz no diodo é:

IFCE, Juazeiro do Norte, Maio de 2009 fabiolavor@ifce.edu.br Página 7


Eletrônica Industrial
R tifi d ttrifásico
Retificador ifá i totalmente
t t l t controlado
t l d ded
meia-onda
Quando os diodos são trocados por tiristores, o circuito torna-
se totalmente controlado, com o ajuste
j da tensão média na carga g
feito por meio do controle do ângulo de disparo (α).
Presume-se q
que cada tiristor tenha seu circuito de disparo.
p
Um controle mestre (TCA785 ou microcontroladores)
garantirá que os pulsos para os três gatilhos de cada tiristor sejam
defasados de 120º, dando pulsos no mesmo ângulo de disparo em
cada tiristor.

IFCE, Juazeiro do Norte, Maio de 2009 fabiolavor@ifce.edu.br Página 8


Eletrônica Industrial
R tifi d ttrifásico
Retificador ifá i totalmente
t t l t controlado
t l d ded
meia-onda

Topologia
p g do retificador trifásico controlado de meia onda

IFCE, Juazeiro do Norte, Maio de 2009 fabiolavor@ifce.edu.br Página 9


Eletrônica Industrial
R tifi d ttrifásico
Retificador ifá i totalmente
t t l t controlado
t l d ded
meia-onda

IFCE, Juazeiro do Norte, Maio de 2009 fabiolavor@ifce.edu.br Página 10


Eletrônica Industrial
R tifi d ttrifásico
Retificador ifá i totalmente
t t l t controlado
t l d ded
meia-onda

O valor médio da tensão na carga é dado por:

IFCE, Juazeiro do Norte, Maio de 2009 fabiolavor@ifce.edu.br Página 11


Eletrônica Industrial
R tifi d ttrifásico
Retificador ifá i não
ã controlado
t l d ded onda
d
completa

Topologia do retificador trifásico não controlado de onda completa

IFCE, Juazeiro do Norte, Maio de 2009 fabiolavor@ifce.edu.br Página 12


Eletrônica Industrial
R tifi d ttrifásico
Retificador ifá i não
ã controlado
t l d ded onda
d
completa

IFCE, Juazeiro do Norte, Maio de 2009 fabiolavor@ifce.edu.br Página 13


Eletrônica Industrial
R tifi d ttrifásico
Retificador ifá i não
ã controlado
t l d ded onda
d
completa
Neste circuito irá conduzir o diodo que estiver ligado à fase
mais p
positiva e o diodo q
que estiver ligado
g à fase mais negativa.
g
A tensão que irá aparecer na carga é uma tensão entre duas
fases ((tensão fase-fase),
), sendo o p
positivo desta tensão referente à fase
mais positiva e o negativo referente à fase mais negativa, no mesmo
instante.
O valor médio da tensão na carga é dado por:

IFCE, Juazeiro do Norte, Maio de 2009 fabiolavor@ifce.edu.br Página 14


Eletrônica Industrial
R tifi d ttrifásico
Retificador ifá i totalmente
t t l t controlado
t l d ded onda
d
completa
Um retificador trifásico de onda completa pode ser
transformado em um totalmente controlado, fazendo os seus
elementos retificadores tiristores. Como nos circuitos anteriores, a
tensão média na carga é agora controlável pelo atraso do disparo dos
ti i t
tiristores no ângulo
â l (α).
( )
Cada tiristor tem seu circuito de disparo.
Um controle mestre (TCA785 ou microcontroladores)
garantirá que os pulsos para os gatilhos de cada tiristor com a
correta defasagem.

IFCE, Juazeiro do Norte, Maio de 2009 fabiolavor@ifce.edu.br Página 15


Eletrônica Industrial
R tifi d ttrifásico
Retificador ifá i totalmente
t t l t controlado
t l d ded onda
d
completa

Topologia
p g do retificador trifásico totalmente controlado de onda
completa
IFCE, Juazeiro do Norte, Maio de 2009 fabiolavor@ifce.edu.br Página 16
Eletrônica Industrial
R tifi d ttrifásico
Retificador ifá i totalmente
t t l t controlado
t l d ded onda
d
completa

IFCE, Juazeiro do Norte, Maio de 2009 fabiolavor@ifce.edu.br Página 17


Eletrônica Industrial
R tifi d ttrifásico
Retificador ifá i totalmente
t t l t controlado
t l d ded onda
d
completa

O valor médio da tensão na carga é dado por:

IFCE, Juazeiro do Norte, Maio de 2009 fabiolavor@ifce.edu.br Página 18


Eletrônica Industrial
Retificador
R tifi d ttrifásico
ifá i ded onda
d completa
l t não
ã
controlados e totalmente controlados
OBSERVAÇÕES
1 Não necessita do neutro para funcionar.
1. funcionar
2. Cada diodo conduz durante um intervalo de 120º
3. Há condução de dois diodos a cada instante.
4. A freqüência de saída é 6 (seis) vezes maior que a freqüência de
entrada.
5. A tensão na carga é fase-fase.
6. O valor médio da tensão na carga é igual ao valor eficaz da tensão
na carga.

IFCE, Juazeiro do Norte, Maio de 2009 fabiolavor@ifce.edu.br Página 19


Eletrônica Industrial
R tifi d
Retificadores T
Trifásicos
ifá i - Bibliografias
Bibli fi

1. ELETRÔNICA INDUSTRIAL , Teorias e Aplicações – Cyril


W. Lander
W de
2. ELETRÔNICA DE POTÊNCIA – Ashfaq Ahmed
3. Notas de aulas

IFCE, Juazeiro do Norte, Maio de 2009 fabiolavor@ifce.edu.br Página 20


Eletrônica Industrial

• ESTUDE TODO CONTEÚDO APRESENTADO NESTA AULA

• CRIE UM GRUPO DE ESTUDOS

• TIRE SUAS DÚVIDAS COM O PROFESSOR

BOA NOITE!

IFCE, Juazeiro do Norte, Maio de 2009 fabiolavor@ifce.edu.br Página 21