Вы находитесь на странице: 1из 11

MODELOS SIMPLIFICADOS PARA O DIA A DIA DO ADVOGADO

***

MODELO 1 PROCURAÇÃO “AD JUDICIA”

OUTORGANTE: (nome, qualificação e número dos documentos pessoais).

OUTORGADO: (

),

(qualificar), advogado(a) inscrito(a) na Ordem dos Advogados do Brasil

Seção de (

)

sob o nº (

),

com escritório profissional no seguinte endereço: (

).

PODERES: Pelo presente instrumento particular de procuração, devidamente assinado, o(a) outorgante nomeia e constitui procurador o(a) outorgado(a), a quem confere poderes para o foro em geral, em qualquer Juízo, Instância ou Tribunal, podendo propor contra quem de direito as ações competentes e defender nas contrárias, seguindo umas e outras até final decisão e respectiva

execução, usando os recursos legais e acompanhando-os, conferindo-lhe, ainda, poderes para receber citação inicial, confessar, reconhecer a procedência do pedido, transigir, desistir, renunciar ao direito sobre que se funda a ação, receber, dar quitação e firmar compromisso, reconvir, variar de ações, pleitear mudança de rito processual, requerer adjudicações e medidas preventivas e cautelares, notificações judiciais; enfim, praticar todos os atos necessários ao fiel cumprimento do presente mandato, podendo substabelecer no todo ou em parte, com ou sem reserva de poderes,

dando tudo por bom, firme e valioso, especialmente para promover ação de (

(Local e data). (Assinatura do outorgante) NOTA: “A procuração pode ser assinada digitalmente com base em certificado emitido por Autoridade Certificadora credenciada, na forma da lei específica.” (CPC 38, par. único).

)

em desfavor de (

).

(***)

MODELO 2 SUBSTABELECIMENTO

Pelo presente instrumento, substabeleço com (ou sem) reserva os poderes que me foram

(qualificar), na procuração por instrumento particular (ou público), datada de

outorgados por (

),

/

/

constante dos autos da ação de (

),

processo nº (

),

em curso pela Vara (

)

da Comarca

de (

),

, ao(à) Dr.(ª) (

),

(qualificar), advogado(a) inscrito(a) na Ordem dos Advogados do Brasil

Seção de (

(Local e data). (Assinatura do(a) substabelecente) NOTA:

1. Embora não seja exigência da lei, recomenda-se tomar as seguintes providências, caso o substabelecimento seja sem reserva de poderes: a) cientificar o mandante (ele tem direito de saber de quem irá cobrar providências processuais: se do mandatário ou do substabelecido, mesmo porque ele poderá optar pela contratação de outro profissional, vez que o

)

sob o nº (

),

com escritório profissional (endereço).

substabelecimento sem reserva de poderes equivale à renúncia de mandato); b) fazer juntar aos autos cópia do ato, para desencargo das responsabilidades do processo, pelos mesmos motivos. 2. Segundo os dicionaristas, substabelecer é transferir para outra pessoa qualquer encargo seu ou procuração recebida. Trata-se de verbo transitivo direto e indireto. Assim, o mandatário substabelece os poderes recebidos no mandato a alguém. Constitui erro grosseiro dizer que substabelece alguém nos poderes tais, ou substabelece na pessoa de fulano os poderes contidos na procuração.

(***)

MODELO 3 CARTA DE RENÚNCIA DE MANDATO

Assunto: cientificação de renúncia de mandato.

Prezado(a) senhor(a):

(

),

(qualificar), advogado(a) inscrito(a) na Ordem dos Advogados do Brasil Seção de (

)

sob o nº (

de Processo Civil, e nos termos do Contrato de Honorários firmado, CIENTIFICÁ-LO de que por

este ato RENUNCIA ao mandato por instrumento particular (ou público) que lhe foi outorgado na

data de

Comarca de (

da

com escritório profissional (endereço), vem por esta e na forma do art. 45 do Código

/

),

/

e que instrui os autos nº (

),

constante de fls. (

),

),

protocolo nº (

),

da ação de (

),

da Vara (

)

cientificando-o(a) ainda de que durante os 10 (dez) dias

seguintes, contados do recebimento da cientificação, continuará a representá-lo(a), desde que

necessário para lhe evitar prejuízo, prazo concedido para que contrate substituto.

Atenciosamente,

(Local e data).

(Assinatura do(a) renunciante)

(Espaço)

Ilmº(ª) Senhor(ª) ( (Endereço) (Cidade e CEP) NOTA: Uma vez efetivada a cientificação, o(a) advogado(a) renunciante deverá promover a sua juntada ao processo, para conhecimento de todos. Frise-se que o termo inicial de dez dias para a continuidade da representação se conta da efetiva cientificação ou notificação, não da sua juntada aos autos.

)

(***)

MODELO 4 CONTRATO DE HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS

CONTRATANTE:

(

)

(qualificar), aqui denominado(a) Contratante.

CONTRATADO(A): ( Seção

),

(qualificar), advogado(a) inscrito(a) na Ordem dos Advogados do Brasil

aqui

de

(

)

sob

o

(

),

com escritório profissional na (

),

denominado(a) Contratado(a).

O presente Contrato de Honorários, celebrado entre as partes acima identificadas, é regido pelas cláusulas que seguem:

1. O(A) Contratado(a) compromete-se a patrocinar a causa do(a) Contratante, consistente na

Qualquer

ação subsequente, mesmo que correlata, fica sujeita à celebração de novo contrato.

2. Em contraprestação, o(a) Contratante obriga-se a remunerar os serviços do(a) Contratado(a)

mediante o pagamento da importância de R$ (

participação no resultado da causa, com o percentual de (

reconhecido judicialmente, a ser pago no final da prestação jurisdicional.

3. Caso a ação contratada resulte infrutífera, os honorários do(a) Contratado(a) se restringirão

tão somente na importância de R$ (

4. O(A) Contratante declara aceitar a condição de caracterizar a presente prestação de serviços

em obrigação de meio, não estando na dependência, pois, de sucesso na causa, não obstante responda o(a) Contratado(a) pelos danos e perdas oriundos de falta de diligência na condução da

lide.

5. A verba proveniente da parte adversa, pelo princípio da sucumbência, reverterá em

benefício exclusivo do(a) Contratado(a) no limite arbitrado pelo juiz, desvinculado do presente contrato e isento de qualquer desconto.

6. As custas e despesas processuais correrão por conta do(a) Contratante, que efetuará o

pagamento na rede bancária, mediante guia de recolhimento que lhe será fornecida.

7. Este contrato poderá ser rescindido por qualquer das partes sem pagamento de multa,

mediante motivo justo e notificação prévia, observadas as seguintes providências:

a) se a rescisão partir do(a) Contratado(a), este(a) deverá notificar a sua decisão ao(à) Contratante e aguardar o prazo de 10 (dez) dias para a nomeação de substituto, sem necessidade de devolução dos honorários recebidos, mas desistindo de pagamentos futuros; b) se a rescisão partir do(a) Contratante, este(a) perderá os honorários efetivamente pagos até a data da notificação e contratará substituto no prazo de 10 (dez) dias.

para dirimir qualquer dúvida oriunda do presente

contrato, não obstante a idoneidade e sinceridade de propósito de ambas as partes. E por se acharem de pleno acordo, as partes assinam o presente instrumento de maneira consciente e espontânea, em duas únicas vias, para validade jurídica, depois de lidas e aprovadas todas as suas cláusulas. (Local e data). Contratante: (

ação de (

),

na Comarca de (

),

envolvendo como requerente (

),

)

e como requerido (

).

na assinatura deste instrumento, e a sua

%),

calculado sobre o montante que for

),

prevista no item anterior como pagamento antecipado.

8. Fica eleito o foro da Comarca de (

),

)

Contratado: ( ) (Dispensada assinatura de testemunha, nos termos do CPC 585, VIII, e EOAB 24)

(***)

MODELO 5 CONTRATO DE HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS DE RISCO COM PRESTAÇÃO DE ASSISTÊNCIA JUDICIÁRIA

CONTRATANTE:

(

),

(qualificar), aqui denominado(a) Contratante.

CONTRATADO(A): ( Seção

),

(qualificar), advogado(a) inscrito(a) na Ordem dos Advogados do Brasil

aqui

de

(

)

sob

o

(

),

com escritório profissional na (

),

denominado(a) Contratado(a).

O presente Contrato de Honorários, celebrado entre as partes acima identificadas, é regido

pelas cláusulas que seguem:

1. O(A) Contratado(a) compromete-se a patrocinar a causa do(a) Contratante, consistente na

Qualquer

ação subsequente, mesmo que correlata, fica sujeita à celebração de novo contrato.

2. Em contraprestação, o(a) Contratante se obriga a remunerar os serviços do(a) Contratado(a)

calculado sobre o

montante que for reconhecido judicialmente, a ser pago no final da prestação jurisdicional.

3. O(A) Contratante declara aceitar a condição de caracterizar a presente prestação de serviços

em obrigação de meio, não estando na dependência, pois, de sucesso na causa, não obstante responda o(a) Contratado(a) pelos danos e perdas oriundas de falta de diligência na condução da lide.

4. A verba oriunda da parte adversa, pelo princípio da sucumbência, reverterá em benefício

exclusivo do(a) Contratado(a) no limite arbitrado pelo juiz, desvinculado do presente contrato e isento de qualquer desconto.

5. As custas e despesas processuais correrão por conta do(a) Contratante e deverão ser

amparadas pela assistência judiciária gratuita, não importando em dispensa de pagamento dos

honorários aqui contratados, na forma do que dispôs o STJ no REsp 598877/RJ - 2003/0183388-8 Rel. Min. Aldir Passarinho Júnior T4 - DJe 01/12/2010. Para tanto, o(a) Contratante declara-se necessitado na forma do parágrafo único do art. 2º da Lei nº1.060/50, assumindo inteiramente o ônus de eventual falsidade em sua declaração.

6. Este contrato poderá ser rescindido por qualquer das partes, sem pagamento de multa,

mediante as seguintes providências: se a rescisão partir do(a) Contratado(a), este(a) deverá notificar a sua renúncia ao (à) Contratante e aguardar o prazo de 10 (dez) dias para a nomeação de substituto, caso em que desistirá dos honorários futuros e requererá que o juiz lhe arbitre honorários para recebimento do Estado; se a rescisão partir do(a) Contratante, estando a ação em andamento, o(a) Contratado(a) terá direito aos honorários avençados nos itens 2 (dois) e 4 (quatro).

para dirimir qualquer dúvida oriunda do presente

contrato, não obstante a idoneidade e sinceridade de propósito de ambas as partes.

E por se acharem de pleno acordo, as partes assinam o presente instrumento, de maneira

ação de (

),

na Comarca de (

),

envolvendo como requerente (

)

e como requerido (

%),

).

mediante a sua participação no resultado da causa, com o percentual de (

7. Fica eleito o foro da Comarca de (

),

consciente e espontânea, perante duas testemunhas, em duas únicas vias para validade jurídica, depois de lidas e aprovadas todas as suas cláusulas. (Local e data). Contratante: ( Contratado: (

)

)

(Dispensada assinatura de testemunha, nos termos do CPC 585, VIII, e EOAB 24)

(***)

MODELO 6 REVOGAÇÃO DE MANDATO JUDICIAL

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA VARA (

DE (

)

)

DA COMARCA

Natureza da ação: (

)

(Espaço)

(nome, nacionalidade, estado civil, profissão e endereço), RG nº (

),

) e CPF/MF

(nome), advogado inscrito na Ordem

nº (

dos Advogados do Brasil Seção de (

perante Vossa Excelência informar que revogou o mandato conferido ao advogado ( para patrocinar a lide supraindicada em defesa de seus interesses.

),

por seu novo procurador adiante assinado,

)

sob o nº (

com escritório profissional (endereço), vem

), constituído

1. A revogação ora efetivada teve origem em razões de foro íntimo. E como lhe faculta o art.

44 do CPC, constituiu novo procurador o signatário da presente, para representá-lo em todos os termos do processo, conforme mandato anexo.

2. Informa ainda que foi dado prévio conhecimento da revogação ao patrono anterior, por

meio de ligação telefônica, na forma do art. 11 do Código de Ética e Disciplina da OAB.

Em razão disso, requer:

a) Seja o advogado destituído intimado da revogação, pessoalmente, em seu escritório situado (endereço), entregando-se-lhe cópia desta petição, para todos os efeitos jurídicos.

b) Seja concedida vista dos autos mencionados, pelo prazo legal, para que o novo procurador possa inteirar-se dos atos processuais praticados e tomar as providências que entender necessárias.

Pede deferimento. (Local e data). (Assinatura do advogado) NOTA: Cabe alertar sobre o disposto no Código de Ética e Disciplina da OAB, proibindo o advogado de aceitar procuração de quem já tenha patrono constituído, sem prévio conhecimento deste, salvo por motivo justo ou para adoção de medidas judiciais urgentes e inadiáveis (CED 11), sob pena de responder a processo disciplinar.

(***)

MODELO 7 PEDIDO DE ARBITRAMENTO DE HONORÁRIOS

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA VARA DE FAMÍLIA DA

COMARCA DE (

)

(Espaço)

) e CPF/MF

nº (

Advogados do Brasil Seção de (

perante Vossa Excelência, nos termos do art. 22 da Lei nº8.906/94 e art. 421 do CPC, intentar a

presente ação com pedido de ARBITRAMENTO DE HONORÁRIOS em desfavor de

(nome, nacionalidade, estado civil, profissão e endereço), RG nº ( consubstanciado nos fatos e fundamentos que seguem:

),

(nome), advogado inscrito na Ordem dos com escritório profissional (endereço), vem

(nome, nacionalidade, estado civil, profissão e endereço), RG nº (

(

),

)

e

),

por seu procurador adiante assinado,

)

sob

o

CPF/MF

(

, com pedido de autorização judicial para permuta de bens imóveis de menor, tendo obtido êxito em seu pleito, conforme se constata das cópias extraídas do processo e que se acham acostadas à presente.

o requerente, representando o requerido, promoveu nesta Comarca ação

1. Na data de

/

/

2. O requerente acompanhou todos os trâmites processuais até decisão final, que deferiu o

pedido, envidando todo o seu esforço e diligências necessárias à defesa dos direitos e interesses do seu constituinte, ora requerido.

3. Em que pese toda a sua dedicação, o requerente não conseguiu receber os honorários a que

fez jus pela prestação dos serviços jurídicos. Instado diversas vezes a efetuar a remuneração devida, o requerido nega-se a fazê-lo, sem, contudo, apresentar qualquer justificativa.

em razão do grau e zelo

despendidos, a natureza da causa e o tempo exigido para a execução do serviço, valor que está de acordo com a tabela de honorários fornecida pela OAB.

4. A pretensão do requerente é de receber a quantia de R$ (

),

ISSO POSTO, requer a V. Exª:

a) a citação do requerido no endereço declarado, para, querendo, contestar a ação, pena de revelia e confissão;

b) a nomeação de perito para avaliar a extensão, a qualidade e o valor dos serviços advocatícios prestados pelo requerente ao requerido, caso V. Exª entenda necessário;

c) a procedência do pedido, com a fixação, por arbitramento, dos honorários a que tem direito o requerente, bem como a condenação do requerido ao pagamento do principal, juros, correção monetária, custas judiciais e honorários da presente ação.

Protesta provar o alegado servindo-se de todos os meios admitidos em direito, notadamente prova documental, depoimento pessoal do requerido, prova testemunhal e pericial.

Dá-se à causa o valor de R$ (

Pede deferimento. (Local e data). (Assinatura do advogado)

).

(Mesmo valor solicitado no item 4).

(***)

MODELO 8 PEDIDO DE COBRANÇA DE HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA (

COMARCA DE (

)

(Espaço)

)

VARA CÍVEL DA

(nome, nacionalidade, estado civil, profissão e endereço), RG nº (

)

e CPF/MF

nº (

Advogados do Brasil Seção de (

perante Vossa Excelência, nos termos do art. 275 do CPC, promover ação com PEDIDO DE

(nome, pelas razões de fato

COBRANÇA DE HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS em desfavor de

nacionalidade, estado civil, profissão e endereço), RG nº ( e de direito que seguem:

(nome), advogado inscrito na Ordem dos com escritório profissional (endereço), vem

),

por seu procurador adiante assinado,

)

sob

o

(

),

)

e CPF/MF nº (

),

1. O promovente patrocinou a causa do requerido, consistente na ação com pedido de usucapião do imóvel urbano situado (endereço), nesta cidade, em processo que teve curso pela ( ) Vara Cível desta Comarca, conforme cópias anexas.

2. O pedido foi julgado procedente, e o imóvel objeto da ação já está registrado em nome do

promovido, como prova evidente de que o fim colimado restou satisfeito em toda a sua amplitude.

3. Não houve celebração de contrato escrito de honorários entre os demandantes, por se tratar

de cliente habitual, de conduta e seriedade jamais postas em dúvida e, excepcionalmente, porque as relações com o promovido sempre foram de absoluta confiança e boa-fé.

4. Entrementes, ficou verbalmente avençado que o promovido pagaria ao promovente, a título

no final dos serviços, independentemente de êxito

de honorários advocatícios, a quantia de R$ ( na causa.

),

5. Beneficiado pela prestação jurisdicional que lhe foi favorável, o promovido se nega a

remunerar o advogado promovente na quantia combinada, alegando motivos injustificáveis, numa demonstração inequívoca de que não pretende pagar o débito. Daí por que o requerente promove esta ação, a fim de receber o que lhe é devido por direito.

ISSO POSTO, requer a V. Exª:

I A citação do promovido e a sua intimação, no endereço acima mencionado, para comparecer à audiência de conciliação, pena de revelia e confesso, oferecendo contestação, querendo, prosseguindo-se a ação nos ulteriores termos da lei.

II Ao final, seja julgado procedente este pedido, condenando-se o promovido a pagar ao promovente o débito acima declarado, atualizado na forma da lei, bem como as custas processuais e os honorários sucumbenciais.

Protesta provar o alegado servindo-se dos documentos anexos, assim como de todos os meios

permitidos em direito e do seguinte rol de testemunhas: (

Atribui à causa o valor de R$ (

).

)

e (

).

(Nome e endereço).

Pede deferimento. (Local e data). (Assinatura do advogado) Nota: Se o valor cobrado não ultrapassar a cifra de 40 (quarenta) salários mínimos, a cobrança poderá ser feita pelo rito da Lei 9.099/95 (JEC).

(***)

MODELO 9 PEDIDO DE CUMPRIMENTO DE SENTENÇA

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA VARA (

DE (

)

)

DA COMARCA

Processo nº (

Natureza: Cumprimento de sentença.

)

(Espaço)

) e CPF/MF

nº (

Advogados do Brasil Seção de (

perante Vossa Excelência, nos termos do art. 475-I e seguintes do CPC, apresentar o presente

(nome, nacionalidade, pelas razões de fato e de direito

pedido de CUMPRIMENTO DE SENTENÇA em desfavor de

(nome), advogado inscrito na Ordem dos com escritório profissional (endereço), vem

(nome, nacionalidade, estado civil, profissão e endereço), RG nº (

)

(

),

e CPF/MF nº (

),

),

por seu procurador adiante assinado,

)

sob

o

estado civil, profissão e endereço), RG nº ( que seguem:

foi prolatada às fls.

sentença com resolução de mérito, julgando procedente o pedido e condenando o requerido ao

1. Nos autos em referência, da ação de conhecimento com pedido de (

),

além das cominações previstas em lei.

),

) (

pagamento da importância de R$ (

2. Importante destacar que, como sempre demonstrou, mais uma vez o requerido deixou de

dar a devida importância à determinação judicial. Foi ele intimado legalmente, conforme certidão

e até a presente data não apresentou nenhuma demonstração no sentido de cumprir o

de fl. (

disposto na sentença.

),

3. Tendo em vista que o devedor deixou escoar o prazo legal de 15 (quinze dias), contado do

trânsito em julgado da sentença, sem satisfazer o débito da condenação, deverá ele suportar o ônus de sua inércia, sujeitando-se à multa de 10% (dez por cento) sobre o valor a que foi condenado, nos moldes do que preceitua o art. 475-J, caput, do CPC.

4. Cuida o presente pedido, portanto, do cumprimento da sentença no que diz respeito ao

pagamento do valor fixado na sentença, o qual, atualizado de acordo com a lei, soma a quantia de

R$ (

),

conforme demonstrativo de cálculo anexo.

5.

O Código de Processo Civil regula a matéria nos seguintes termos:

Art. 475-J. Caso o devedor, condenado ao pagamento de quantia certa ou já fixada em liquidação, não o efetue no prazo de quinze (15) dias, o montante da condenação será acrescido de multa no percentual de dez por cento e, a requerimento do credor e observado o disposto no art. 614, inciso II, desta Lei, expedir-se-á mandado de penhora e avaliação.

ISSO POSTO, requer a V. Exª:

a) Seja dado cumprimento ao art. 475-J do CPC e seus parágrafos, com utilização, inclusive, dos recursos da Penhora OnLine, da consulta à Receita Federal do Brasil, Detran e outros órgãos econômicos nacionais, e expedição de mandado de penhora, avaliação e praça, incluindo-se o disposto no art. 172 e parágrafos do CPC, permitindo ao Oficial de Justiça a utilização das prerrogativas ali previstas, especialmente as dos §§ 1º e 2º.

b) Seja determinada a intimação do devedor, para, no prazo de 15 (quinze) dias, impugnar o pedido, caso queira, apresentando proposta para quitar a dívida, pena de revelia e confesso.

Pede deferimento. (Local e data). (Assinatura do advogado)

(***)

MODELO 10 AÇÃO DE EXECUÇÃO DE HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA (

COMARCA DE (

)

)

VARA CÍVEL DA

(Espaço)

) e CPF/MF

nº (

Advogados do Brasil Seção de (

perante Vossa Excelência, nos termos dos arts. 24 da Lei nº8.906/94 e art. 585, VIII, e 646 e seguintes do CPC, requerer AÇÃO DE EXECUÇÃO DE HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS em

e

(nome), advogado inscrito na Ordem dos com escritório profissional (endereço), vem

(nome, nacionalidade, estado civil, profissão e endereço), RG nº (

(

),

),

por seu procurador adiante assinado,

)

sob

o

desfavor de CPF/MF nº (

),

(nome, nacionalidade, estado civil, profissão e endereço), RG nº ( pelas razões de fato e de direito que seguem:

)

1. Em decorrência de Contrato de Honorários Advocatícios firmado entre as partes (doc. j.),

em que o primeiro foi contratado pelo segundo para promover ação de conhecimento com pedido de

inventário, o que de fato se fez com sucesso, o exequente tornou-se credor do executado da quantia

original de R$ (

).

2. Na qualidade de advogado do agora executado, o exequente atuou no referido processo

desde o início até decisão final, fato que se comprova por meio de cópia da sentença, em anexo.

e todas as tentativas de recebimento

amigável foram frustradas. Como prova o demonstrativo de cálculo acostado à presente, atualizado

na forma da lei, o débito alcança a soma de R$ ( nesta ação.

até a presente data, que é o montante exigido

3. O título acha-se vencido desde o dia

/

),

/

,

4. Trata-se de título líquido, certo e exigível, que enseja ação de execução, nos moldes da

legislação vigente. E ao exequente não restou alternativa a não ser bater às portas da justiça, para fazer valer o seu direito, vez que precisa receber o que lhe é devido.

ISSO POSTO, requer a V. Exª:

a) Seja requisitado à autoridade supervisora do sistema bancário, preferencialmente por meio eletrônico, informações sobre a existência de ativos em nome do executado, solicitando ainda que, no mesmo ato, seja determinada a indisponibilidade dos valores que forem encontrados vinculados ao nome do devedor (Pessoa Física), tantos quantos forem necessários para garantir o pagamento da dívida e demais encargos (“Penhora On Line”), intimando-o para oferecimento de embargos.

b) A citação do executado, no endereço mencionado acima, para vir pagar a dívida no prazo

legal de 3 (três) dias, advertindo-o de que, findo o prazo e não efetuado o pagamento do principal, juros, correção monetária, custas processuais e honorários advocatícios, estes pede-se à base de 20% (vinte por cento) sobre o valor da execução, os valores indisponibilizados serão convertidos em pagamento.

c) Escoado o prazo legal e não efetuado o pagamento do principal e acessórios, e não

existindo valores indisponibilizados, seja determinado ao oficial de justiça proceder de imediato à penhora de bens, na parte disponível do devedor até o valor suficiente para garantir a execução, e a consequente avaliação, lavrando-se o respectivo auto e de tais atos intimando, na mesma

oportunidade, o executado, para oferecer embargos, caso queira, no prazo de 15 (quinze) dias, sob pena de revelia e confesso.

d) Uma vez lavrado o auto de penhora, caso esta recaia sobre bens imóveis do devedor, seja

expedido mandado de inscrição ao Cartório Imobiliário competente, de acordo com a lei, intimando-se o cônjuge (ou companheira) do devedor, se for o caso, de todo o conteúdo da execução.

e) Sejam deferidos os benefícios do art. 172 e seus parágrafos do CPC, permitindo-se ao

Oficial de Justiça utilizar as prerrogativas previstas nos §§ 1º e 2º do artigo citado, caso se faça necessário.

f) Finalmente, havendo necessidade, sejam consultados órgãos oficiais da economia, excepcionalmente a Receita Federal do Brasil, Detran e outros, tudo com a finalidade de encontrar bens, direitos ou numerários do devedor, a fim de garantir o pagamento da dívida.

Protesta desde já por todos os meios de prova permitidos em direito e atribui à causa o valor

de R$ (

).

Termos em que Pede e espera deferimento. (Local e data). (Assinatura do advogado)

(***)

MODELO 11 EMBARGOS DE DECLARAÇÃO POR OMISSÃO, NA SENTENÇA, DE FIXAÇÃO DE HONORÁRIOS

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA (

COMARCA DE (

)

)

VARA

(

)

DA

Processo nº (

Natureza: Embargos de Declaração

)

(Espaço)

nº (

),

(nome, nacionalidade, estado civil, profissão e endereço), RG nº (

) e CPF/MF

(nome), advogado inscrito na Ordem dos

por seu procurador adiante assinado,

com escritório profissional (endereço), vem

perante Vossa Excelência, nos termos do art. 535, I, e seguintes do CPC, opor EMBARGOS DE

DECLARAÇÃO à respeitável decisão de fls. ( expendidas:

dos autos em referência, pelas razões adiante

Advogados do Brasil Seção de (

)

sob

o

(

),

)

I. Dos Pressupostos de Admissibilidade

1. O presente recurso é interposto dentro do quinquídio legal, conforme inteligência do artigo

536 do CPC, além de estar dispensado da obrigatoriedade do preparo.

2. Ainda é pertinente demonstrar que o presente recurso é endereçado ao juiz ou relator

prolator da decisão que se pretende reformar em face de sua omissão.

II. Das Razões Recursais

3. Na presente ação, após os trâmites legais, o juiz presidente do feito prolatou sentença de

mérito, julgando procedente o pedido do promovente e condenando o promovido ao pagamento das

custas processuais, silenciando-se acerca dos honorários sucumbenciais.

4. A irresignação do embargante se limita, pois, à omissão da sentença recorrida, eis que a

norma do art. 20 do CPC é que “A sentença condenará o vencido a pagar ao vencedor as despesas que antecipou e os honorários advocatícios. Esta verba honorária será devida, também, nos casos em que o advogado funcionar em causa própria”.

5. O remanescente da decisão atacada encontra-se em consonância com a lei e com o conjunto

de provas carreadas para os autos, pelo que não merece nenhum reparo.

III. Do Cabimento dos Embargos de Declaração

6. É auspicioso lembrar que o recurso de Embargos de Declaração “é o recurso destinado a

pedir ao nobre prolator da decisão que afaste a obscuridade, supra omissão ou elimine contradição existente no julgado” (Amaral Santos in Humberto Theodoro Júnior, 1995, p. 581).

7. Neste sentido, destaca o CPC:

Art. 535. Cabem embargos de declaração quando:

I - houver, na sentença ou no acórdão, obscuridade ou contradição; II - for omitido ponto sobre o qual devia pronunciar-se o juiz ou tribunal.

IV. Do Pedido

DIANTE DO EXPOSTO, aguarda o provimento dos presentes Embargos de Declaração, para o fim de que, apreciadas as razões de fato e de direito, seja suprida a omissão da sentença e arbitrados os honorários da sucumbência na forma do que dispõe a legislação vigente.

Termos em que Pede e espera deferimento. (Local e data). (Assinatura do advogado)