Вы находитесь на странице: 1из 32

1

1 Estamos lhe apresentando duas propostas temáticas para que, a partir da escolha de uma delas,

Estamos lhe apresentando duas propostas temáticas para que, a partir da escolha de uma delas, você desenvolva a sua redação. Após fazer sua escolha, construa seu texto, valendo-se dos elementos da coletânea necessários à elaboração, bem como das experiências que a vida já lhe proporcionou.

Atenção:

Faça sua redação com o mínimo de 15 linhas e o máximo de 30. O uso dos textos de apoio não deve limitar-se à mera transcrição. Seu texto deve ser escrito em prosa.

PROPOSTA TEMÁTICA 1: Dissertação

O novo milênio chegou e, com ele, todas as conquistas e conflitos herdados dos anteriores. Por

exemplo, neste momento, uma entre muitas situações conflitantes se evidencia: a desigualdade entre os

sexos. No mundo ocidental, na maioria dos lugares, as mulheres fazem cair uma a uma as barreiras da discriminação. Já no Oriente, em não poucos lugares, elas sequer têm acesso à palavra escrita.

A partir dessa constatação, com base em sua leitura de mundo, na coletânea, e em sua própria

opinião, desenvolva dissertativamente o seguinte tema:

opinião, desenvolva disserta tivamente o seguinte tema: Texto A (Laerte. O! Grito! Zá. Agosto 1999 Texto
Texto A (Laerte. O! Grito! Zá. Agosto 1999 Texto B Texto C
Texto A
(Laerte. O! Grito! Zá. Agosto 1999
Texto B
Texto C

Mulher e poder: a que viemos? Neste final do século 20, a situação das mulheres se transformou drasticamente.

Em alguns países, as mulheres

conseguiram uma boa participação no poder político. Na Escandinávia, são cerca de 40% do Parlamento; na Finlândia, 38%; nos EUA, cerca de 25%, além de 11 governadoras de Estado, 17 secretárias da Fazenda e uma potencial candidata à presidência da República (Elizabeth Dole) pelo Partido Republicano. Elas também são 41% de todos os empresários norte- americanos.

] [

(Rose Marie Muraro, escritora e membro fundador do Conselho Nacional dos Direitos da Mulher)

fundador do Conselho Nacional dos Direitos da Mulher) Trabalho de campo num dos laboratórios: estudantes prontas

Trabalho de campo num dos laboratórios:

estudantes prontas para atuar no mercado

UNAMA – PSU 2002

2

Texto D

UTOPIA = Projeto irrealizável; quimera; fantasia.

Texto E

= Pro j eto irrealizável; quimera; fantasia . Texto E História do Brasil para Principiantes. Carlos

História do Brasil para Principiantes. Carlos Eduardo Novaes e César Lobo

Texto G

ESCOLA CLANDESTINA Com as meninas proibidas de freqüentar a escola, muitas afegãs arriscam a vida organizando grupos de ensino que funcionam às escondidas, em Cabul.

VEJA – 10/10/2001

Texto H

Texto F

escondidas, em Cabul. VEJA – 10/10/2001 Texto H Texto F A rotina de submissão e tortura

A rotina de submissão e tortura da mulher em certos países islâmicos –

VEJA – 10/10/2001

DEVERES E PUNIÇÕES Como a lei limitou a vida das muçulmanas no Irã, país quase “liberal” perto do Afeganistão dominado pelo Talibã

 

Em público, as mulheres devem cobrir-se dos pés à cabeça, sob pena de chibata ou prisão. O rosto pode ficar à mostra. Não podem participar de atividades sociais com homens solteiros ou que não sejam parentes. Em edifícios públicos, usam entradas separadas das dos homens. Só podem viajar com autorização expressa do marido. Precisam de permissão do pai ou de outro homem responsável para se casar. Podem praticar alguns esportes, como futebol ou tênis, desde que vestidas com o xador, e nunca na presença de homens.

Estão sujeitas ao apedrejamento em caso de adultério. Se doentes, têm de ser atendidas por outras mulheres. Mulheres divorciadas raramente ficam com os filhos.

VEJA – 10/10/2001

UNAMA – PSU 2002

3

PROPOSTA TEMÁTICA 2: Carta Argumentativa

Na última década, as micaretas (festas carnavalescas fora de época) tomaram conta do país, atraindo, principalmente, os jovens de norte a sul, de leste a oeste. Essas manifestações, porém, não têm aceitação unânime, como por exemplo, o autor da carta abaixo, publicada em um jornal do país. Leia, com atenção a carta, transcrita a seguir:

Sr. Editor

Nada é mais contagiante do que a alegria dos jovens, principalmente quando ela reveste-se com muitas cores, deixa-se levar por ritmos frenéticos e movimenta-se com mil coreografias. Meu corpo cansado, de anos e lutas, acorda, balança, esquece o ridículo, dança. Assim vejo a micareta, num primeiro momento. Entretanto (por que haverá sempre um entretanto?), a mente trabalha, a memória se ativa, outras cenas disputam espaço com estas de agora. Nelas, os jovens também dançam, as cores são muitas, a alegria imensa. Mas há diferenças. As cores variam, a dança varia: faz-se, no diferente, o carnaval. As diferenças se mostram.

O espaço é aberto, sem cercas, tapumes; a vigilância fardada dilui-se na multidão; o som, nem

tão alto, revela outros sons e as vozes alteiam-se, impõem-se. Os grupos sucedem-se. De bairros, escolas, esquinas e bares procedem. Cantam e cantam, suas dores e amores, os vícios dos outros, os costumes alheios, a vida enfim. As cores no corpo encarnam os tipos, revelam desejos

então proibidos.

E a mente trabalha, analisa e compara.

Critica-se: será rabugice? Critica: o carnaval micareta mata o carnaval.

O carnaval popular, momento de todos, singular socialismo de quatro dias se foi. Virou feriado,

como tantos outros: praia, sítio no campo, descanso, sei lá. E o povo teimoso, insiste

São grupos cansados, de pires na mão. De quem é a culpa? Haverá culpado? Será o capital, o monstro perverso que a tudo transforma em vil metal? Ou será que é o tempo que passa e que muda? Camões já dizia: “Mudam os tempos, mudam- se as vontades.” Desculpe-me, Sr. Editor, pedir que publique bobagens de velho. Mas, quem sabe seus leitores com elas concordem ou delas discordem, ensinando-me a ver.

coitado.

Matusalém

Se você acha que

a micareta é pura manifestação comercial e está sufocando o verdadeiro carnaval, escreva uma carta ao Sr. Matusalém, reforçando os argumentos dele e apresentando outros que possam ampliar a posição assumida.

a micareta é uma manifestação tão popular quanto a do carnaval tradicional e por isso merece o apoio de todos, escreva uma carta ao Sr. Matusalém, rebatendo os argumentos por ele apresentados e contrapondo-lhes outros que justifiquem a posição que você defende.

IMPORTANTE: Não se identifique! Assine: Um (a) vestibulando (a).

UNAMA – PSU 2002

4

LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA E PORTUGUESA

NAS QUESTÕES NUMERADAS DE 01 A 07, ASSINALE A ALTERNATIVA QUE RESPONDE CORRETAMENTE AO ENUNCIADO.

01.

02.

03.

Neste poema–canção, intimista, misturam-se formas das linguagens dita culta e não–culta. Essa ocorrência está evidenciada nos seguintes versos:

a) “Rasgue as minhas cartas / E não me procure mais

b) “O retrato que eu te dei / Se ainda tens não sei

c) “Quero que sejas bem feliz / Junto do seu novo rapaz

d) “Deixe-me sozinho / Porque assim eu viverei em paz

DEVOLVA-ME

 

Rasgue as minhas cartas

E

não me procure mais

Assim será melhor meu bem

O

retrato que eu te dei

Se ainda tens não sei Mas se tiver devolva-me Deixe-me sozinho

Porque assim eu viverei em

paz

Quero que sejas bem feliz

Junto do seu novo rapaz

O

retrato que eu te dei

Se ainda tens não sei Mas se tiver devolva-me

 

(Lílian Knapp / Renato Barros)

Nessa estrofe de Gregório de Matos, além da poética, é evidente a presença da função:

a) fática

b) conativa

c) emotiva

d) referencial

“O todo sem a parte não é todo, a parte sem o todo não é parte; mas se a parte o faz todo, sendo parte, não se diga que é parte, sendo o todo.”

Mangueira Enquanto o vento balança Tua rama, satisfeito Sinto o verde da esperança Desabrochar no meu peito!

(Antônio Juraci Siqueira)

Neste canto de amor a um dos símbolos de Belém, as palavras destacadas nos versos 1 e 2, bem como a oração no verso 3, revelam que o poeta recorreu às seguintes figuras de linguagem, respectivamente:

a) perífrase e comparação

b) prosopopéia e sinestesia

c) metonímia e ironia

d) aliteração e metáfora

UNAMA – PSU 2002

5

04.

5 04. O efeito de humor, nessa charge, implica o reconhecimento dos sentidos que uma das

O efeito de humor, nessa charge, implica o reconhecimento dos sentidos que uma das palavras nela assume:

a) povo e alimento

b) cinema e festa

c) passeata e cinema

d) ideologia e festa

05. No século XVII, Maurício de Nassau faz mais pelo Nordeste

do que muitos caciques políticos

atuais. Nessa charge, relacionando-se,

sintaticamente, as expressões da tela que está sendo pintada, com

a frase do balão, é correto afirmar que são:

a) sujeitos do verbo ver

b) objetos diretos do verbo ver

c) apostos de “algumas de minhas iniciativas”

d) adjuntos adnominais de iniciativas.

verbo ver c) apostos de “algumas de minhas iniciativas” d) adjuntos adnominais de iniciativas. UNAMA –

UNAMA – PSU 2002

6

06.

Na frase dessa charge, o coesivo que articula as orações por meio de uma relação

a) temporal

b) conclusiva

c) concessiva

d) explicativa

a) temporal b) conclusiva c) concessiva d) explicativa 07. “Sou a favor do voto facultativo aqueles

07.

“Sou a favor do voto facultativo aqueles que não tem candidato certo ou por motivos de força maior não se encontram preparados para a escolha do seu representante político, os quais posso citar os analfabetos.”

Submetido o parágrafo acima à apreciação de quatro estudantes, para que considerassem a existência ou não de desvios de regência e concordância nas partes destacadas, eles propuseram as seguintes correções nas alternativas abaixo. Assinale aquela que, de fato, corrige os desvios.

a) aqueles, têm, nos quais

b) àqueles, têm, dentre os quais

c) aqueles, tem, aos quais

d) àqueles, tem, dos quais

UNAMA – PSU 2002

7

08.

Texto A

– Ai flores, ai flores do verde pinheiro sabe alguma notícia do meu namorado? Ai, Deus, onde está?

– Ai flores, ai flores do verde ramo, sabe notícias do meu amado? Ai, Deus, onde está?

(Cantiga de D. Diniz – adaptação)

Texto B

Às vezes no silêncio da noite eu fico imaginando nós dois Eu fico ali sonhando acordado, Juntando o antes, o agora e o depois

Por que você me deixa tão solto? Por que você não cola em mim? Estou me sentindo muito sozinho! Por que você me esquece e some? Fala que me ama, só que é da boca pra fora Ou você me engana, ou não está madura! Onde está você agora?

(Peninha)

Mais de 600 anos separam o texto medieval de D. Diniz da canção da música popular brasileira, do Peninha. No entanto, a respeito deles é correto afirmar que:

I – A base do questionamento do eu nas duas canções é o mesmo: a ausência da pessoa amada. II – Em ambos, o que se repete, implicitamente, é a aflição e a incerteza sobre a pessoa amada, o que no texto A se reflete na estrutura paralelística. III – As duas canções podem ser classificadas tanto como cantiga de amor quanto como cantiga de amigo.

O correto está em:

a) I, II e III

b) I e II

c) II e III

d) I e III

UNAMA – PSU 2002

8

09.

A

quatro

negras

que

foram

bailar graciosamente a poeta morando junto ao

casa do

dique.

 

DÉCIMA

Catona, Ginga, e Babu, com outra pretinha mais entraram nestes palhais

eu vendo-as, disse, Jesu,

que

bem jogam as cambetas!

mas se tão lindas violetas

costuma Angola brotar, eu hoje hei de arrebentar, se não durmo as quatro Pretas.

 

Gregório de Matos. Antologia. Porto Alegre. L&PM, vol 175, p. 208

Matos. Antologia. Porto Alegre. L&PM, vol 175, p. 208 Carlos Eduardo Novaes e César Lobo. História

Carlos Eduardo Novaes e César Lobo. História do Brasil para Principiantes

Os versos de Gregório de Matos e o Cartum de César Lobo enfocam a presença da mulher negra no Brasil no século XVII, destacando-lhe a:

a) religiosidade

b) maternidade

c) culinária.

d) sensualidade

UNAMA – PSU 2002

9

10. Nesse fragmento de Navio Negreiro, Castro Alves, valendo-se do descritivismo romântico e de outros recursos, coloca o leitor na cena do tombadilho, como num grande teatro. Sobre a construção dessa cena, avalie as seguintes afirmativas:

I – Plasticidade – a partir das fortes imagens e das cores vermelho e preto: o sangue e a pele dos escravos. II – Som e Movimento – palavras que denotam os movimentos e os gritos de dor dos chicoteados.

III – Tom trágico – um imenso painel, a partir

de hipérbole, hipérbatos, prosopopéia.

IV – Argumentação – o racional sobrepondo-se

ao emocional, para os fins sócio-políticos do poema. São corretas as afirmativas correspondentes à seqüência:

a) I, II e III

b) I, II e IV

c) II, III e IV

d) I, II, III e IV

 

IV

 

Era um sonho dantesco

o tombadilho

Que das luzernas avermelha o brilho, Em sangue a se banhar.

Tinir de ferros

estalar de açoite

Legiões de homens negros como a noite, Horrendos a dançar

Negras mulheres, suspendendo às tetas Magras crianças, cujas bocas pretas Rega o sangue das mães:

Outras, moças, mas nuas e espantadas; No turbilhão de espectros arrastadas, Em ânsia e mágoa vãs!

E

ri-se a orquestra irônica, estridente

E

da onda fantástica a serpente

Faz doudas espirais Se o velho arqueja, se no chão resvala,

Ouvem-se gritos

o chicote estala.

E

voam mais e mais

11.

“(

)

Uma noite, disse ela:

Quisera uma reza que me enchesse mais o coração

que mais me aliviasse o peso

da agonia de hoje

E, como levada de inspiração, prostrou-se murmurando:

Minha Nossa Senhora mãe da Virgem que nunca pecou, ide adiante de Deus.

que não me deixe assim nesta dor cá de dentro tão

cruel. Estendei a vossa mão sobre mim. Se é crime amar a Cirino, mandai-me a morte.

Que culpa tenho eu do que me sucede? Rezei tanto, para não gostar deste homem! Tudo

foi inútil! Por que então este suplício de todos os momentos? Nem sequer

tenho alívio no sono? Sempre ele

Às vezes, sentia Inocência em si ímpetos de resistência: era a natureza do pai que acordava, natureza forte, teimosa.

– Hei de ir, dizia então com olhos a chamejar, à igreja, mas de rastos! No rosto do

padre gritarei: Não, não!

Pedi-lhe que tenha pena de mim

tudo

ele!

Matem-me

mas eu não quero

( )”

VISCONDE DE TAUNAY. Inocência. 7. ed. São Paulo: Ática. 1978. p. 109-11

Neste ponto da trama, Inocência vive um conflito de consciência: obedecer ao pai, que lhe impõe Manecão, ou ao coração, que a empurra para Cirino. Comprove a boa leitura que você fez da obra Inocência, assinalando a alternativa que mostra o desfecho do romance:

a) O casamento de Cirino com Inocência.

b) A fuga de Inocência e Cirino, sertão adentro.

c) O casamento de Manecão com Inocência.

d) A morte de Cirino e Inocência.

UNAMA – PSU 2002

10

12. A obra poética de Antero de Quental, segundo muitos estudiosos, oscila entre a poesia de combate, militante, nitidamente realista e a intimista, centrada em um eu–lírico existencialmente angustiado. Com base nessa afirmativa, associe as estrofes de Antero de Quental às citadas características do seu fazer poético.

A – Poesia de Combate.

B – Poesia Intimista.

(

) “No meu sonho desfilam as visões, Espectros dos meus próprios pensamentos Como um bando levado pelos ventos,

Arrebatado em vastos turbilhões

(

) “Viva e trabalhe em plena luz: depois seja-me dado ainda ver, morrendo

O

claro sol, amigo dos heróis!”

(

) “Mas nas negras cidades, onde solta Se ergue de sempre *mádida a revolta Como incêndio que um vento bravo atiça.”

*encharcada

(

) “Ninguém sabe quem sou

e mais, parece

13.

Que há dez mil anos já, neste degredo,

Me vê passar o mar, vê-me o rochedo

E me contempla a aurora que alvorece

É correta a associação da alternativa:

a) A

A

B

B

b) A

B

A

B

c) B

A

A

B

d) B

B

A

A

Ai palavras, ai palavras que estranha potência, a vossa! Todo sentido da vida principia à vossa porta.

(Cecília Meireles. Obra Poética)

O valor e o sentido da palavra, conforme se lê nos versos ao lado, ecoam na leitura de “Companheiras”, de Eneida de Moraes, porque a palavra dela, escrita há tantos anos, possibilita ao leitor de 2001 reencontrar-se, principalmente, com:

a) os instrumentos de tortura usados nas prisioneiras.

b) ideais de liberdade e justiça social que moviam Eneida e suas companheiras.

c) a covarde entrega de Olga Benário e Elisa Saborovsky aos nazistas.

d) as instalações do Pavilhão dos Primários onde ficam os presos políticos.

UNAMA – PSU 2002

11

14.

“Na produção poética do ortônimo, muitas vezes Pessoa é, ao mesmo tempo, poeta e filósofo, pois converte a poesia em um ‘canal’ para exprimir as especulações de um ser em contínua atividade

de reflexão, de interrogação.” (Saul Gomes Jr. In: Fernando Pessoa: diversas máscaras poéticas – Seminário de Leitura Literária. UNAMA. 2000)

Compare essa afirmativa com os excertos abaixo, todos de Fernando Pessoa, ortônimo.

Texto I

O

Finge tão completamente Que chega a fingir que é dor

A dor que deveras sente

poeta é um fingidor

(“Autopsicografia” In: Pessoa, op. Cit., p.164)

Texto III

Pobre velha música! Não sei por que agrado, Enche-se de lágrimas Meu olhar parado.

(In CD Fernando Pessoa. Op.cit)

Texto II

Ninguém sabe que coisa quer. Ninguém conhece que alma tem, Nem o que é mal nem o que é bem. (Que ânsia distante, perto chora?) Tudo é incerto e derradeiro.

(Pessoa, Fernando. Obra poética)

Texto IV

Ó mar salgado, quanto do teu sal São lágrimas de Portugal Por te cruzarmos, quantas mães choraram Quantos filhos em vão rezaram!

(Mar portuguez. In: Mensagem. Pessoa, Fernando)

Exemplificam a afirmativa os excertos:

a) I e III, apenas

b) I, III e IV, apenas

c) I e II, apenas

d) I, II, III e IV

15. No conto Vicente, de Miguel Torga, o desfecho do duelo do corvo com Deus traduz-se na seguinte frase, extraída do texto:

a) “Justos ou injustos, os altos desígnios (

irreprimível repulsa.”

)

batiam de encontro a um sentimento fundo de

b) “A morte temia a morte.”

c)

d) “A significação da vida ligara-se indissocialmente ao acto de insubordinação.”

total autonomia da criatura em relação ao criador

UNAMA – PSU 2002

12

MATEMÁTICA

NAS QUESTÕES NUMERADAS DE 16 A 20, ASSINALE A ALTERNATIVA QUE RESPONDE CORRETAMENTE AO ENUNCIADO.

16. Um supermercado oferece margarina, de um mesmo produtor, em duas embalagens (I) e (II). A embalagem (I) tem massa de 250g e custa R$ 1,25 e a embalagem (II) tem massa de 400g e custa R$ 1,92. Nestas condições, podemos afirmar que, comprando 2 kg de margarina em embalagens do

a) Tipo (I), economizamos R$ 0,40 em relação ao tipo (II).

b) Tipo (II), gastamos R$ 0,20 a mais em relação ao tipo (I).

c) Tipo (I), gastamos R$ 0,20 a mais em relação ao tipo (II).

d) Tipo (II), economizamos R$ 0,40 em relação ao tipo (I)

17. Devido à poluição existente nas grandes cidades, é comum a ocorrência de problemas respiratórios. Através de equipamentos de alta tecnologia pode-se, hoje, avaliar a capacidade respiratório de um indivíduo. Após uma forte inspiração, o indivíduo realiza uma expiração forçada, que é representada através de um gráfico, pelo qual se avalia a Capacidade Vital Forçada

VEMS permite

(CVF) e o Volume Expirado Máximo por Segundos (VEMS). A relação

diagnosticar problemas respiratórios, sabendo-se que um indivíduo normal tem esse índice situado entre 70% e 90%. O gráfico abaixo representa a situação de um indivíduo. Neste caso, podemos

afirmar que o índice

CVF

VEMS está situado:

CVF

a) abaixo de 70%

b) entre 70% e 80%

c) entre 80% e 90%

d) acima de 90%

V( l )

5 CVF =4,5 VEMS= 4 3 2 1 0 1 2 3 4 5
5
CVF =4,5
VEMS=
4
3
2
1
0
1
2
3
4
5

t (s)

18. Psicólogos têm chegado à conclusão de que, em várias situações de aprendizado, a taxa com que uma pessoa aprende é rápida no início e depois decresce. A curva de aprendizado de um indivíduo, obtida empiricamente, é representada por f (t) = 90.(1 – 3 0,4 t ), onde t é o tempo, em horas, destinado à memorização das palavras constantes de uma lista. O número máximo de palavras que esse indivíduo consegue memorizar é 90, mesmo quando lhe é permitido estudar por várias horas. Nestas condições, o tempo gasto por esse indivíduo para memorizar 60 palavras é:

a) 1h e 30min.

b) 1h e 45min.

c) 2h e 5min.

d) 2h e 30min.

UNAMA – PSU 2002

13

19.

Um mestre de obras registrou, na tabela abaixo, seus gastos na compra de sacos de cimento e areia, durante uma semana, para posterior prestação de contas.

 

Dia da Semana

Sacos de Cimento

M 3 de Areia

Despesa do Dia

 

Segunda-feira

4

 

3

R$ 86,00

Quarta-feira

2

 

5

R$ 85,00

Sexta-feira

3

 

4

X

 

Total =

Y

 

Considerando que os preços permaneceram constantes durante essa semana, e que ele esqueceu de anotar a despesa (X) da sexta-feira, o total (Y) gasto com cimento e areia, foi de:

a) R$ 256,50

 

b) R$ 255,50

c) R$ 254,50

d) R$ 253,50

20.

Uma piscina que tem 2,5m de largura, 4m de comprimento e 1,6m de profundidade encontra-se com, apenas, 75% de sua capacidade. Um produto químico, utilizado no tratamento da água dessa piscina, traz impresso no rótulo que deve ser aplicado à razão de 25ml / m 3 . O volume de produto químico que deve ser aplicado nessa piscina, segundo as instruções do rótulo, deverá ser de:

a) 0,25 l

b) 0,30 l

c) 0,45 l

d) 0,50 l

UNAMA – PSU 2002

14

FÍSICA

NAS QUESTÕES NUMERADAS DE 21 A 25, ASSINALE A ALTERNATIVA QUE RESPONDE CORRETAMENTE AO ENUNCIADO.

21. A charge ao lado ilustra o lançamento horizontal de projéteis no ar. Analisando fisicamente a ilustração, considere as afirmações abaixo.

I - Para que a charge ficasse fisicamente correta, as bombas deveriam estar verticalmente alinhadas.

II - O espaçamento vertical constante

entre as bombas sugere que o intervalo entre

o abandono de bombas consecutivas é constante.

III - A resistência do ar, que depende da

velocidade, é maior para o movimento horizontal do que para o movimento vertical.

Está(ão) correta(s) apenas:

a) II

b) III

c) I e III

d) II e III

correta(s) apenas: a) II b) III c) I e III d) II e III Fonte: Folha

Fonte: Folha de São Paulo, 07/11/2001

22. Desabrigados, vivendo sob a pista elevada conhecida como Linha Vermelha, na cidade do Rio de Janeiro, acidentalmente provocaram um incêndio sob um dos vãos do elevado. Como conseqüência da elevação de temperatura, a dilatação térmica daquele módulo forçou-o contra os módulos vizinhos, ocasionando rachaduras e desabamento. Considere que o comprimento do módulo era de 25,0 m, as juntas de dilatação mediam 1,0 cm e que o coeficiente de dilatação do concreto armado é de 12x10 -6 ºC -1 . A máxima variação de temperatura que o módulo poderia sofrer sem a ocorrência de rachaduras e desabamento seria:

a) 33,3 ºC

b) 42,5 ºC

c) 55,2 ºC

d) 61,4 ºC

UNAMA – PSU 2002

15

23. Durante a Segunda Guerra Mundial, difundiu-se o uso de radares localizadores de aviões e navios. Esse sistema falhava, no entanto, para detecção de submarinos. Nesse caso, a localização passou a ser feita através de sonares. Considerando os dois sistemas de localização, analise fisicamente as afirmações abaixo:

I - A água salgada, sendo boa condutora de eletricidade, transforma em calor a energia da onda eletromagnética do radar, impedindo sua penetração.

II - Os sonares funcionam pela reflexão de ondas mecânicas que se propagam na água, mas não se propagam no ar.

III - Os sonares podem detectar aviões porque ondas mecânicas se propagam no ar.

Está(ão) correta(s) apenas:

a)

I

b)

II

c)

I e III

d)

II e III

24. tabela abaixo indica os valores de corrente elétrica e seus respectivos efeitos em seres humanos.

A

A

resistência elétrica de uma pessoa varia de 1000 a 500 000 , dependendo das condições

(umidade, salinidade, etc) no local de contato elétrico. Considere que uma pessoa com resistência

elétrica de 100 000 leva um choque em uma rede elétrica de 120 V. A sensação produzida pela corrente na pessoa é:

a) perceptível mas indolor.

b) dor sem espasmo.

c) espasmo sem perda do controle muscular.

d) perda do controle muscular sem ser fatal.

CORRENTE (A)

EFEITO

0,001

Perceptível

0,005

Causa dor

0,010

Contração muscular involuntária (espasmo)

0,015

Perda do controle muscular

0,070

Atravessa o coração; causa sérios rompimentos; provavelmente fatal se durar mais de 1 s.

25. Alguns mísseis guiados utilizam o calor do próprio alvo como guia. Os alvos (aviões, navios, etc) emitem calor que é recebido por sensores no míssil. Com base nos princípios da física moderna, analise as afirmações abaixo: (Constante de Plank h = 6,6 x 10 -34 J.s)

I - A detecção do calor é baseada no efeito Compton.

II - A energia de um fóton de radiação infravermelha é da ordem de 10 -22 J

III - A corrente elétrica que controla o sistema de direcionamento do míssil é conseqüência do efeito fotoelétrico.

Está(ão) correta(s) apenas:

a) I

b) II

c) I e III

d) II e III

UNAMA – PSU 2002

16

QUÍMICA

NAS QUESTÕES NUMERADAS DE 26 A 30, ASSINALE A ALTERNATIVA QUE RESPONDE CORRETAMENTE AO ENUNCIADO.

26. O carvão queimado nos fornos siderúrgicos produz, entre outros produtos, o gás SO 2 que reagindo quimicamente na atmosfera, origina a chuva ácida. Por isso, deve-se evitar a emissão de SO 2 à atmosfera. Uma das maneiras é fazer reagir o SO 2 gasoso com uma suspensão aquosa de CaO conforme o esquema abaixo:

CO 2 + Ar S + O 2 CaCO 3 SO 2 CaO + CO
CO 2 + Ar
S + O 2
CaCO 3
SO 2
CaO + CO 2
SO 2 , CO 2
Ar

Texto e esquema nos permitem afirmar que:

I - O produto sólido obtido na câmara de purificação é um sal. II - O SO 2 é um óxido ácido.

III - A reação ocorrida com o CaCO 3 no forno é classificada como decomposição.

IV - O SO 2 é o único produto gasoso obtido no forno.

Estão corretas as afirmativas:

a) I, II e IV

b) II, III e IV

c)

d) I, II e III

I, III e

IV

UNAMA – PSU 2002

17

27. O silício é o segundo elemento químico mais abundante na crosta terrestre, sendo encontrado na forma de óxidos. Para utilização na indústria eletrônica, deve estar na forma pura. Para tal, é necessário o tratamento químico do minério como representado abaixo.

Etapa

I

SiO 2 (g)

+

2 C (s)

2 C (s)

Etapa

II

Si (s)

+

3 HC (g)

Etapa II Si (s) + 3 HC (g)

Etapa

III

SiC 3 H (g)

+ H 2 (g)

Etapa III SiC 3 H (g) + H 2 (g)

Si ( ) (1413) 0 C

SiC 3 H (g)

+

+

2 CO (g)

H 2 (g)

Si (s)

+

3 HC (g)

Nas etapas I, II e III, ocorre o fenômeno da oxi-redução, onde o silício é respectivamente:

a) reduzido - reduzido - oxidado

b) oxidado - reduzido - oxidado

c) oxidado - oxidado - reduzido

d) reduzido - oxidado - reduzido

28. A correlação entre o nível de colesterol no sangue e certas doenças como a arteriosclerose, desencadeou o interesse da indústria na produção de alimentos com baixo ou nenhum teor de colesterol. Essa substância química cuja fórmula estrutural é apresentada abaixo, possui fórmula molecular representada por:

CH 3 C 8 H 17 CH 3 HO
CH 3
C 8 H 17
CH 3
HO

a)

b)

c)

d)

C

C

C

C

25

27

27

29

H

H

H

H

40

46

24

49

O

O

O

O

29. O contato de vapores de NH 3 e HC forma uma névoa branca que nada mais é do que

NH 4 C

sólido finamente dividido, que os químicos costumam chamar de “falsa fumaça”. Esse fenômeno descrito, ilustra uma reação química classificada como:

a) óxido-redução

b) análise

c) síntese

d) dupla-troca

UNAMA – PSU 2002

18

30. A detecção de bombas que possam ser introduzidas em aviões escondidas em bagagens, pode ser feita empregando-se um analisador térmico de nêutrons. Este equipamento ao bombardear uma mala, sacola ou caixa, com nêutrons de baixa energia, converte os núcleos de 14 N em 15 N com emissão simultânea de radiação gama. Como, em geral, os explosivos contêm elevada quantidade de nitrogênio, a detecção de elevada dose de radiação gama emanada de uma bagagem ao passar pelo equipamento, é um indício da presença de bomba nessa bagagem. A reação nuclear que representa esse processo é:

a) N n N

7

0

7

14

1

15

14

b)

7

N

15

7

N

1

0 n

c) n N

7

N

0

7

15

1

14

d)

15

7

N

14

7

N

2

1

0

n

UNAMA – PSU 2002

18

BIOLOGIA

NAS QUESTÕES NUMERADAS DE 31 A 35, ASSINALE A ALTERNATIVA QUE RESPONDE CORRETAMENTE AO ENUNCIADO.

31. Os alimentos exercem, basicamente, duas funções nos seres vivos: uma plástica, ou estrutural, e outra energética. Na função energética, os alimentos funcionam como combustíveis, liberando energia para as atividades celulares.

e o fenômeno

A estrutura citoplasmática responsável por esta função é a (o) realizado é a

a) clorofila – fotossíntese

b) mitocôndria – respiração celular

c) lisossomo – digestão intracelular

d) flagelo – locomoção

32. O palmito, alimento extraído do açaizeiro, é formado de meristema, tecido vegetal que se caracteriza por:

I. ser responsável pelo crescimento da planta.

II. se localizar na extremidade da planta

III. ser especializado no transporte de substância orgânica.

IV. apresentar grande capacidade de multiplicação celular.

Estão corretas as afirmativas:

a) I, II e IV

b) I, II e III

c) I, III e IV

d) II, III e IV

UNAMA – PSU 2002

19

33. O esquema representa três possibilidades de ciclos evolutivos (A, B e C) encontrados em doenças humanas.

A
A

INVERTEBRADO

A
A

HOMEM

B

encontrados em doenças humanas. A INV ERTEBRAD O A HO MEM B HO MEM C V

HOMEM

C
C

VERTEBRADO

C
C

Podemos afirmar que, em condições naturais:

a) A é encontrado na Esquistossomose e B na Dengue.

b) A é encontrado na Filariose e B na Doença de Chagas.

c) B é encontrado na Gripe e C na Malária.

d) B é encontrado no Sarampo e C na Teníase.

34. Acidentes com transfusões sangüíneas ocorrem devido a incompatibilidade existente entre os aglutinógenos, encontrados nas hemácias, e as aglutininas, encontradas no plasma, tanto do doador quanto do receptor. Logo, uma pessoa do grupo sangüíneo B não pode receber sangue de uma pessoa do grupo A, porque:

a) as duas pessoas têm o mesmo tipo de aglutinina.

b) as hemácias do doador serão aglutinadas pelas aglutininas do receptor.

c) o receptor não tem aglutinogênio.

d) o doador tem aglutinogênio mas não tem aglutinina.

35.

“Técnicas de reprodução assistida (fertilização in vitro) podem aumentar as

chances de fertilização em até 50% dos casais

mulheres não causam problemas tão graves e podem ser resolvidos com medicamentos que estimulam os ovários a maturarem os óvulos, em quantidade e qualidade. Já nos homens, a inexistência de espermatozóides é

resolvida pela fertilização in vitro usando espermátides

Os casos de infertilidade nas

(Adaptado do Jornal Mundo Amazônico – setembro/2000)

Em relação ao assunto abordado no texto podemos afirmar que:

a) o gameta masculino é imóvel, enquanto o feminino é móvel.

b) cada espermátide no homem origina quatro espermatozóides.

c) na mulher, cada ovogônia origina um óvulo, enquanto que, no homem, cada espermatogônia origina quatro espermatozóides.

d) na mulher, a ovogênese é por tempo indeterminado, enquanto no homem a espermatogênese só ocorre na puberdade.

UNAMA – PSU 2002

20

HISTÓRIA

NAS QUESTÕES NUMERADAS DE 36 A 40, ASSINALE A ALTERNATIVA QUE RESPONDE CORRETAMENTE AO ENUNCIADO.

36. Durante o século V a.C. Atenas foi a maior cidade–Estado grega. Nela morava 1/3 da população de cultura grega. Por ali havia casas, prédios governamentais, templos e uma praça (a ágora), onde as pessoas faziam compras, exerciam sua cidadania. Esse exercício de cidadania, em Atenas, caracterizava-se pelo (a):

a)

b)

c)

d)

37.

pleno funcionamento de suas instituições, com a segurança dos direitos políticos a todos os cidadãos atenienses do sexo masculino.

sistema eleitoral indireto e contraditório, que assegurava direitos plenos aos cidadãos gregos e seus servos, segregando as mulheres.

machismo, preconceito contra as mulheres, obrigadas a votar em candidatos indicados pelos seus pais e maridos.

democracia direta, onde o voto da maioria do povo do Estado grego era a lei.

DIREITOS E DEVERES FEUDAIS (séc.XI)

Aquele que jura fidelidade ao seu senhor deve ter sempre

presente na memória estas seis palavras: incólume, seguro, honesto, útil, fácil e possível. ( ) Deverá em adição conceder fielmente conselho e ajuda ao seu senhor nas seis coisas acima mencionadas, se deseja ser considerado merecedor do seu benefício e digno da confiança na fidelidade que jurou

) (

( (PEDRERO-Sánchez, Maria Guadalupe. História da Idade Média – textos e testemunhas.

São Paulo:UNESP, 2000. p. 94)

)”

Pela leitura do fragmento acima, é possível afirmar sobre as relações de poder na sociedade feudal:

a) pautavam-se em valores considerados fundamentais à manutenção da ordem, como a fidelidade do escravo ao senhor.

b) estabeleciam a fidelidade recíproca entre os senhores e os servos, ancorada num forte esquema de dependência pessoal.

c) impunham, como um dos pilares da relação senhorial, a fidelidade do senhor para com aquele que é seu igual, o servo.

d) reconheciam os servos como merecedores do benefício, pois através dele o senhor obtinha concessões de terras doadas pela Igreja.

UNAMA – PSU 2002

21

38. Presságios funestos, clarões no céu, vozes lamentando-se no espaço e incêndios inexplicáveis marcaram o ano “um cana” dos Astecas, 1519 do calendário cristão.

Pelo calendário indígena, o ano “um cana” caracterizava-se pelo mito de Quetzalcoatl, marcado pelo retorno da “serpente de plumas”, ser estranho e poderoso, que lançava raios e possuía cavalo.

(Adaptado de: Jacques Soutelle. A civilização Asteca. RJ: Zahar, 1987, p. 102)

O texto acima refere-se à visão que:

a) os espanhóis tinham dos Astecas: povos com mitos e crenças não-cristãs;

b) os astecas possuíam deles mesmos, pois eram povos supersticiosos e acreditavam em muitos deuses e mitos;

c) os astecas tiveram para interpretar a chegada dos espanhóis, “confundidos” ou identificados com seus mitos e crenças;

d) os astecas tiveram dos povos que compunham seu império não cristão, depois da chegada dos europeus, em 1519.

39. Em agosto de 1798, a cidade de Salvador é abalada por uma insurreição organizada por setores da sociedade, como os artesãos e soldados, entre outros. Assim como os Inconfidentes de Minas, os da Bahia exigiam o fim do jugo metropolitano de Portugal, embora se diferenciassem da Inconfidência de 1789, por proporem

a)

a

igualdade de todos os cidadãos, especialmente mulatos e negros, o fim da escravidão e a

instalação de um governo democrático, livre e independente.

b)

o

fim da cobrança de impostos aos alfaiates “baianos”, em especial os mulatos, e a igualdade

entre os trabalhadores do Recôncavo.

c)

um governo democrático, livre e independente, sob a direção de pessoas cultas e religiosas da sociedade “baiana”.

d)

a

transferência da capital do Brasil para Salvador, a criação de uma Universidade para negros e

o

estabelecimento de um governo multirracial.

40. 1978 – ABCD paulista. 150 mil metalúrgicos reuniram-se em assembléia em frente a uma montadora de automóveis. Era a primeira manifestação, em grande escala dos trabalhadores, após 1964. Surgia o novo sindicalismo brasileiro, caracterizado pelo(a):

a) atrelamento ao Estado, com reivindicações sociais e salariais, e luta por melhores leis trabalhistas;

b) defesa da unificação dos sindicatos em centrais de trabalhadores, buscando autonomia trabalhista, e luta por direitos políticos e sociais;

c) batalha pelas leis trabalhistas (CLT), implantação de impostos sindicais e assistência social e de saúde a todos os trabalhadores;

d) fortalecimento da política sindical de resultados, que reivindicava negociações setoriais dentro do mercado livre do trabalho.

UNAMA – PSU 2002

22

GEOGRAFIA

NAS QUESTÕES NUMERADAS DE 41 A 45, ASSINALE A ALTERNATIVA QUE RESPONDE CORRETAMENTE AO ENUNCIADO.

41.

A ALTERNATIVA QUE RESPONDE CORRETAMENTE AO ENUNCIADO. 41. Com o título acima, a “Revista Veja” de

Com o título acima, a “Revista Veja” de 10/10/2001 se referiu aos recentes atentados terroristas aos Estados Unidos. Fazendo um paralelo do título da matéria da “Revista Veja” com o mapa abaixo, é correto afirmar:

O Mundo Multipolar dos Anos 1990 e Início do Século XXI

Área de Área de Área de influência influência influência dos Estados do Japão da União
Área de
Área de
Área de
influência
influência
influência
dos Estados
do Japão
da União
Unidos
Européia

Os três principais pólos ou centros da economia mundial nos dias atuais.dos Estados do Japão da União Unidos Européia Linha divisória entre o Norte desenvolvido e o

Linha divisória entre o Norte desenvolvido e o Sul subdesenvolvidopólos ou centros da economia mundial nos dias atuais. ( Fonte: VESENTINI, J. William. Sociedade e

( Fonte: VESENTINI, J. William. Sociedade e espaço: geografia geral e do Brasil. São Paulo: Ática, 2000. p. 24)

a) os recentes ataques aos EUA, à semelhança da queda do Muro de Berlim, que definiu o mapa multipolar, reafirmaram os antagonismos ideológicos entre o Mundo Ocidental e o Mundo Oriental.

b) o mapa multipolar representa uma configuração de uma nova ordem econômica, bruscamente afetada a partir dos ataques terroristas, que promoveram um reordenamento econômico monopolar em torno de uma nação hegemônica – os Estados Unidos.

c) ainda que a nova ordem econômica, configurada no mapa multipolar, não tenha sido essencialmente afetada, os ataques terroristas proporcionaram interesses de aproximações de caráter estratégico–militar entre nações como EUA e Rússia que, no passado, confrontaram-se na Guerra Fria.

d) redefinindo a ordem multipolar, configurada no mapa, os ataques terroristas opõem duas importantes alianças econômico–militares que polarizam o ocidente e o oriente em torno da questão étnico–religiosa.

UNAMA – PSU 2002

23

42.

“Tive terra Não tenho Tive casa Não tenho Tive pátria venderam Tive filhos estão mortos
“Tive terra
Não tenho
Tive casa
Não tenho
Tive pátria
venderam
Tive filhos
estão mortos
Ou dispersos
Tive caminhos
foram fechados.”
(Pedro Tierra In: OLIVEIRA, Ariovaldo. A
geografia das lutas no campo. São Paulo:
Contexto. 1993. p. 57)

“Somos o único país da Terra cujas fronteiras não são divisões geográficas nem políticas, mas vogais e consoantes. Nosso país começa onde se fala o basco e termina onde não se fala mais. Uma vez que o basco não tem relações com qualquer língua conhecida, isso cria fronteiras melhores do que as impostas pelos governos.”

(Depoimento de membro do ETA in: MAGNOLI, Demétrio. O Mundo Contemporâneo. São Paulo:

Moderna. 1996. p. 134)

O poema e o depoimento acima têm como tema os conflitos de territorialidade, que acontecem em diferentes escalas do espaço geográfico. Desses conflitos pode-se afirmar que:

a) o fim da Guerra Fria levou ao término os conflitos e tensões pela disputa do território no espaço europeu. Os anteriormente existentes foram abolidos, como é o caso da Questão Basca na Espanha e a rivalidade entre Alemanha Ocidental e Oriental, hoje uma única nação.

b) no Pará, têm sido freqüentes os conflitos que resultam na desterritorialização das populações tradicionais que, na maioria das vezes, são submetidas à perda de suas identidades sócio- econômica e espacial.

c) no Oriente Médio e Ásia Central, mais do que em outras regiões do mundo, os conflitos pela posse do território adquirem dimensões dramáticas, cujas conseqüências econômicas ficam restritas aos limites geográficos dessas regiões.

d) na África, os conflitos étnico-territoriais eram freqüentes no período colonial. Hoje, após a partilha oficializada pela Conferência de Berlim, os mesmos tornaram-se inexpressivos.

UNAMA – PSU 2002

24

43.

“O mundo inteiro festejou a ‘ressurreição’ do rio Tâmisa, considerado ‘morto’ nas proximidades de Londres. Desde o século passado, a vida havia desaparecido do rio em virtude da poluição. Passou-se mais de um século para que ele fosse despoluído. Milhões de reais vãos ser gastos na recuperação do rio Tietê, em São Paulo, hoje uma massa líquida fétida e incômoda, em seu curso pela cidade, desdobrando-se até 200 Km do rio abaixo, quando a oxigenação da água volta a ocorrer.”

(SPÓSITO, Eliseu. A vida nas cidades. São Paulo: Contexto, 1994. p. 74-5)

O texto acima aponta problemas decorrentes da relação sociedade-natureza em espaços urbanos. Sobre esse assunto é correto afirmar que:

a) problemas urbanos, como a poluição dos rios, as alterações dos micro–climas e o lixo, decorrem menos dos modelos de desenvolvimento econômico adotados que do excesso de pessoas que habitam as cidades, condicionando a existência de uma superpopulação relativa.

b) diferentemente das regiões economicamente subdesenvolvidas, onde a poluição dos recursos hídricos compromete sobremaneira a qualidade de vida urbana, as regiões desenvolvidas consideram esse tipo de poluição como um problema superado, dados os significativos avanços tecnológicos apresentados.

c) no Brasil, os problemas relacionados à poluição dos rios urbanos decorre, principalmente, dos dejetos e resíduos domésticos, haja vista a incipiência da atividade industrial e da pouca modernização da economia.

d) na Amazônia, mesmo com a abundância da massa líquida, os recursos hídricos em áreas urbanas não deixam de apresentar gradativos comprometimentos, em grande parte ligados à pobreza urbana e à precariedade da qualidade de vida.

44.

“População esgota água doce, alerta a ONU

“A população mundial está esgotando os recursos do planeta num ritmo sem precedentes e insustentável, que precisa ser contido rapidamente para evitar um desastre global, em especial com a escassez de água.”

(Folha de São Paulo. Caderno Ciência. 07/11/2001. p. 01)

Do assunto pode-se afirmar que:

a) em algumas regiões do mundo ocorrem situações de carência de água (estresse hídrico) como é o caso do Norte da África, onde o elevado consumo deste recurso tem estreita relação com a grande população absoluta desta área.

b) entre os fatores que concorrem para o esgotamento dos recursos naturais e a escassez de água potável, destaca-se o elevado consumo e o desperdício, fatos inerentes ao modelo de desenvolvimento capitalista calcado na sociedade de consumo.

c) no caso do Brasil, são remotas as possibilidades de esgotamento de recursos ou carência de água, uma vez que a potencialidade desses elementos na Amazônia e a reduzida população absoluta no País são fatores favoráveis àquela possibilidade.

d) em nível mundial, um dos sérios problemas no fornecimento de água doce é a poluição dos oceanos, na maioria das vezes ocasionada por vazamentos de óleo de navios petroleiros, como aconteceu recentemente no Rio de Janeiro.

UNAMA – PSU 2002

25

45.

“Enquanto se esgotava o padrão tecnológico do pós-guerra, uma nova onda de inovações estava a caminho. Os seus fundamentos repousam sobre a emergência das tecnologias da micro- eletrônica e da transmissão de informações, de um lado, e sobre a automatização e a robotização dos processos produtivos, de outro. Essa onda de inovações, que continua a se desenvolver, ficou conhecida como revolução tecnocientífica.”

(MAGNOLI, Demétrio; ARAÚJO, Regina. Projeto de ensino de geografia: geografia geral. São Paulo: Moderna, 2000. p. 90)

: geografia geral. São Paulo: Moderna, 2000. p. 90) (GONÇALVES, Carlos Walter; BARBOSA, Jorge. Geografia hoje

(GONÇALVES, Carlos Walter; BARBOSA, Jorge. Geografia hoje: formação geográfica do mundo contemporâneo. Cad. Exercícios. Rio de Janeiro: Ao Livro Técnico, 1990. p.21)

Com base no texto e na charge acima apresentados, é correto afirmar que

a) o período técnico-científico-informacional tende a estabelecer novas formas de trabalho, a exemplo do teletrabalho, em que o uso da tecnologia informacional e o espaço residencial tendem a compor importantes ambientes de trabalho.

b) diferentemente das economias desenvolvidas, a revolução técnico-científica-informacional nas economias subdesenvolvidas, reforça o quadro de desemprego estrutural e de problemas sócio-espaciais.

c) o impacto das inovações tecnológicas no mundo do trabalho é característico de espaços urbano-industriais, haja vista que nos espaços agrários a escassez de mão-de-obra é um fato marcante na economia globalizada.

d) a pouca importância da mão-de-obra especializada nos chamados tecnopolos, justifica-se, em grande parte, pela robotização da indústria, definindo ambientes urbanos altamente informatizados e de grande modernização tecnológica.

UNAMA – PSU 2002

26

INGLÊS

CONSIDER THE AMERICAN BROCHURE TO AFGHANISTAN TO ANSWER QUESTIONS 46 E 47.

BROCHURE TO A FGHANISTAN TO ANSWER QUESTIONS 46 E 47. 46. The verb to be in

46. The verb to be in the sentence shows:

a) Present simple – routine.

b) Present simple – statement of fact.

c) Present simple – general truth.

d) Present simple – future meaning.

47. The verb help in the sentence means:

a) support

b) comfort

c) relieve

d) attend

Jornal Folha de São Paulo, 16/10/2001

FROM SENTENCES 48 TO 50 CHOOSE THE CORRECT ALTERNATIVE.

48. The plural of afghan is:

a) afghanian

b) afghanese

c) afghans

27

49. In the sentence below Bush meant:

“This is not, however, just America’s fight.”

Bush, in speech to Congress.

(Time Magazine. October 1, 2001)

a) This is an American conflict only.

b) This is not an American conflict only.

c) This is a conflict in America.

d) This is a fight against America.

50.

conflict in America. d) This is a fight against America. 50. Bush, in speech to congress.

Bush, in speech to congress.

(Time Magazine. October 1, 2001)

The correct interrogative form of the statement above is:

a) will you not fail?

b) not will you fail?

c) you will not fail?

d) will not you fail?

PROCESSO SELETIVO UNAMA 2000

Página 1 de 2

PROCESSO SELETIVO UNAMA 2002

QUESTÃO

ALTERNATIVA

QUESTÃO

ALTERNATIVA

01

C

32

A

02

D

33

D

03

B

34

B

04

A

35

C

05

C

36

A

06

D

37

B

07

B

38

C

08

B

39

A

09

D

40

B

10

A

41

C

11

D

42

B

12

C

43

D

13

B

44

B

14

C

45

A

15

D

ESPANHOL

16

D

46

C

17

C

47

A

18

D

48

B

19

A

49

D

20

B

50

A

21

B

INGLÊS

22

A

46

B

23

C

47

A

24

A

48

C

25

ANULADA

49

B

26

D

50

A

27

D

FRANCÊS

28

B

46

D

PROCESSO SELETIVO UNAMA 2000

Página 2 de 2

29 C 47 C 30 A 48 B 31 B 49 B 50 A
29
C
47
C
30
A
48
B
31
B
49
B
50
A

26

ESPANHOL

LEA ATENTAMENTE EL TEXTO Y CONTESTE A LAS CUESTIONES 46 A 48.

ATENTAMENTE EL TEXTO Y CON TESTE A LAS CUESTIONES 46 A 48. 7 de noviembre, 2001
ATENTAMENTE EL TEXTO Y CON TESTE A LAS CUESTIONES 46 A 48. 7 de noviembre, 2001

7 de noviembre, 2001 Actualizado: 9:27 AM hora de Nueva York (1427 GMT)

2001 Actualizado: 9:27 AM hora de Nueva York (1427 GMT) José María Lidón, era magistrado de

José María Lidón, era magistrado de la Audiencia Provincial de Vizcaya y profesor universitario.

MADRID – Un juez provincial del País Vasco, en el norte de España, fue asesinado a tiros el miércoles por la mañana en su automóvil, en una acción presuntamente cometida por el grupo armado ETA, dijeron las autoridades. José María Lidón Corbi, juez de la Audiencia Provincial de Vizcaya y profesor universitario, recibió dos balazos en la nuca cuando abandonaba su domicilio en la localidad de Getxo, a unos 12 kilómetros de Bilbao, a las 7.30 de la mañana (0630 GMT), dijo una portavoz de la policía.

La esposa del magistrado y su hijo se hallaban en el vehículo en el momento del asesinato. La vocera policial dijo que por lo menos

dos personas perpetraron el atentado. “Creemos que fue ETA”, dijo la vocera, que pidió no ser identificada. El martes por la mañana, un vehículo cargado de explosivos estalló

en Madrid, en la hora de mayor afluencia de público, e hirió a 95 personas. Una hora más tarde, la policía arrestó a un hombre y a una mujer, presumiblemente miembros del grupo armado vasco ETA, bajo la sospecha de haber detonado la bomba.

(capturado de http://cnnenespanol.com/2001/mundo/11/07/espana.eta/index.htm/en 08/11/2001)

46. Una acción presuntamente cometida es una acción que

a) ocurrió en una fecha conocida.

b) no se sabe quien lo ha hecho.

c) se supone quien lo ha hecho.

d) fue cometida por el grupo ETA.

47. El juez recibió dos balazos en la nuca. El término balazo es usado porque

a) sólo así es posible traducir el acto cruel del atentado.

b) los corresponsales de guerra no saben qué escribir en casos así.

c) fueron balas grandes las que mataron el juez de la Audiencia de Vizcaya.

d) la gramática no dispone de otra alternativa para explicar una acción terrorista.

48. La vocera policial dijo que por lo menos dos personas perpetraron el atentado, o sea

a) la esposa del magistrado y su hijo saben quienes son los autores del atentado.

b) por lo menos dos personas cometieron el atentado que mató el juez Lidón.

c) el crimen tiene por lo menos dos testigos.

27

LAS QUESTIONES 49 Y 50 SERÁN RESPONDIDAS CON BASE EN LA VIÑETA AL LADO.

49. Los valedores del ETA son sus:

a) comentaristas

b) transgresores

c) ofensores

d) defensores

50. La mejor puntuación para Alucinante en la viñeta sería:

a) ¡ Alucinante !

b) ¿ Alucinante ?

c) Alucinante

d) Alucinante:

! b) ¿ Alucinante ? c) Alucinante d) Alucinante: (capturado de http://www.elpais.es/diario/opi

(capturado de http://www.elpais.es/diario/opi nion/vinetas.html?vineta=Rom eu&d, em 08/11/2001)