Вы находитесь на странице: 1из 18

Disciplina: Educação e Diversidade

Políticas e a Educação

Tema 04: Teorias

e a E d u c a ç ã o Tema 04: Teorias CLIQUE AQUI PARA

CLIQUE AQUI PARA VIRAR A PÁGINA

CLIQUE AQUI PARA VIRAR A PÁGINA
e a E d u c a ç ã o Tema 04: Teorias CLIQUE AQUI PARA

CADERNO DE ATIVIDADES

e a E d u c a ç ã o Tema 04: Teorias CLIQUE AQUI PARA
e a E d u c a ç ã o Tema 04: Teorias CLIQUE AQUI PARA

FICHA TÉCNICA

Equipe de Gestão Editorial Regina Cláudia Fiorin João Henrique Canella Fiório Priscilla Ramos Capello

Análise de Processos Juliana Cristina e Silva Flávia Lopes

de Processos Juliana Cristina e Silva Flávia Lopes Caderno de Atividades Pedagogia Disciplina Educação e
de Processos Juliana Cristina e Silva Flávia Lopes Caderno de Atividades Pedagogia Disciplina Educação e
de Processos Juliana Cristina e Silva Flávia Lopes Caderno de Atividades Pedagogia Disciplina Educação e

Caderno de Atividades Pedagogia

Disciplina Educação e Diversidade

Coordenação do Curso Lindolfo Anderson Martelli Cleudimara Sanches

Autora Laudicéa Ramos

Revisão Textual Alexia Galvão Alves Giovana Valente Ferreira Ingrid Favoretto Julio Camillo Luana Mercúrio

Diagramação Célula de Inovação e Produção de Conteúdos

Chanceler Ana Maria Costa de Sousa

Reitora Leocádia Aglaé Petry Leme

Pró-Reitor Administrativo Antonio Fonseca de Carvalho

Leme Pró-Reitor Administrativo Antonio Fonseca de Carvalho Pró-Reitor de Graduação Eduardo de Oliveira Elias
Leme Pró-Reitor Administrativo Antonio Fonseca de Carvalho Pró-Reitor de Graduação Eduardo de Oliveira Elias
Leme Pró-Reitor Administrativo Antonio Fonseca de Carvalho Pró-Reitor de Graduação Eduardo de Oliveira Elias

Pró-Reitor de Graduação Eduardo de Oliveira Elias

Pró-Reitor de Extensão Ivo Arcangêlo Vedrúsculo Busato

Pró-Reitor de Extensão Ivo Arcangêlo Vedrúsculo Busato Pró-Reitora de Pesquisa e PósGraduação Luciana Paes de

Pró-Reitora de Pesquisa e PósGraduação Luciana Paes de Andrade

Realização:

Diretoria de Planejamento de EAD José Manuel Moran Barbara Campos

Diretoria de Desenvolvimento de EAD Thais Costa de Sousa

Gerência de Design Educacional Rodolfo Pinelli Gabriel Araújo

Como citar esse documento:

RAMOS, Laudicéa. Educação e Diversidade, Valinhos, p. 1-18, 2013. Disponível em:

<www.anhanguera.com>. Acesso em: 01 set. 2013.

© 2013 Anhanguera Educacional

Proibida a reprodução final ou parcial por qualquer meio de impressão, em forma idêntica, resumida ou modificada em língua portuguesa ou qualquer outro idioma.

Tema 04

Teorias Políticas e a Educação

Tema 04

Teorias Políticas e a Educação

Introdução ao Estudo da Disciplina Caro(a) aluno(a). Este Caderno de Atividades foi elaborado com base

Introdução ao Estudo da Disciplina

Caro(a) aluno(a).

Este Caderno de Atividades foi elaborado com base no livro Multiculturalismo: Diferenças Culturais e Práticas Pedagógicas, do autor Antonio Flávio Moreira – Vera Maria Candau (orgs), editora Vozes, 2011, PLT 259.

Roteiro de Estudo:

Educação e Diversidade

Laudicéa Ramos

de Estudo: Educação e Diversidade Laudicéa Ramos CONTEÚDOS E HABILIDADES Conteúdo Nessa aula você

CONTEÚDOS E HABILIDADES

Conteúdo

Nessa aula você estudará:

De que forma a política pode influenciar na educação.

Benefícios e prejuízos da presença política na educação.

Habilidades

Ao final, você deverá ser capaz de responder as seguintes questões:

De que maneira o Estado tem interferido na educação?

A interferência do Estado pode ser considerada positiva?

CONTEÚDOS E HABILIDADES

As transformações sociais têm sido fruto das ações governamentais ou das minorias?

O que é uma ação afirmativa?

ou das minorias? • O que é uma ação afirmativa? LEITURA OBRIGATÓRIA Políticas e Educação Você

LEITURA OBRIGATÓRIA

Políticas e Educação

Você sabia que a educação serve para promover o status e que, portanto, pode ser um instrumento discriminatório? Que divide as classes entre os que sabem e os que não sabem? Você sabia que os negros reivindicam o estudo da sua história e do continente africano, bem como suas lutas no Brasil, da sua cultura e sua influência na formação do país desde 1950, quando foi realizado o primeiro congresso do Negro no Rio de Janeiro? E que em 1995 houve um evento que ficou conhecido como Marcha Zumbi dos Palmares contra o Racismo pela Cidadania e pela Vida, em Brasília, e que foi entregue ao então Presidente da República, Fernando Henrique Cardoso, o Programa de Superação do Racismo e da Desigualdade Racial, e que neste documento eles pediam:

Implementação da convenção sobre eliminação da discriminação racial no ensino; monitoramento dos livros didáticos, manuais escolares e programas educativos controlados pela união; desenvolvimento de programas permanentes de treinamento de professores e educadores que os habilite a tratar adequadamente com a diversidade racial, identificar as práticas discriminatórias presentes na escola e impacto destas na evasão e repetência de crianças negras (VALIM, 2012).

Não é de hoje que os negros lutam por seus direitos. Se

em Janeiro de 2003, o Presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou a Lei 10.639, uma medida de ação afirmativa que torna obrigatória a inclusão do ensino da História da África e da Cultura Afro-Brasileira nos currículos dos estabelecimentos de ensino públicos e particulares da educação básica. (CANDAU; MOREIRA, 2011, p. 67).

Ele o fez como resposta ao anseio da população negra, sofrida e discriminada. A lei é fruto da luta pela igualdade de direitos.

LEITURA OBRIGATÓRIA A ação do Estado não deve ser entendida como um ato autoritário e

LEITURA OBRIGATÓRIA

A ação do Estado não deve ser entendida como um ato autoritário e antidemocrático, mas

como “uma vitória das lutas históricas empreendidas pelo Movimento Negro brasileiro em prol da educação”. (CANDAU; MOREIRA, 2011, p. 63). Sob este olhar, você pode perceber que as lutas pela igualdade de direitos, pela eliminação das injustiças passaram a ter o apoio e a intervenção do Estado.

Ao analisar a atitude do Estado, você poderá concluir os benefícios trazidos àqueles que viveram por anos a fio sob a discriminação, inferiorizados e subjulgados. A sanção dessa lei vem atender aos apelos de todos os adeptos dos movimentos negros, daqueles que lutaram e lutam pela superação do racismo na sociedade e na educação escolar.

Como você tem visto, a escola é o local por excelência onde deve e pode ocorrer as

transformações sociais, pois é dentro dela que se encontram todos os segmentos sociais;

a escola é uma instituição social, é um direito de todos. Ela é

uma das instituições sociais responsáveis pela construção de representações positivas dos afro-brasileiros e por uma educação que tenha o respeito à

a escola, sobretudo a

pública, exerce papel fundamental na construção de uma educação antirracista. (CANDAU; MOREIRA, 2011, p, 69)

diversidade como parte de uma formação cidadã. [

]

A Escola possui grande poder de transformação social, por ser a responsável pela condução

do conhecimento através da prática pedagógica de seus professores e da formação continuada destes.

A sanção da Lei 10.639 como instrumento de correção das injustiças sociais contra os negros

não pode ser vista como um ato de autoritarismo do Estado, mas precisa ser entendida como um ato em favor, de apoio e de correção contra as injustiças que foram cometidas durante anos.

Entender, portanto, o que essa lei realmente significa dentro do contexto nacional tem sido uma tarefa nada fácil, principalmente se for considerada a resistência de muitas secretarias estaduais, municipais, escolas e educadores à introdução da discussão que ela apresenta. Esta resistência, não é infundada, pois “está relacionada com a presença de um imaginário social peculiar sobre a questão do negro no Brasil, alicerçado no mito da democracia racial”. (CANDAU; MOREIRA, 2011, p. 69).

99

LEITURA OBRIGATÓRIA

O Brasil é um país multirracial e pluricultural, pois tem em sua história e na formação do

seu povo a mistura de várias raças e credos, e pode “continuar pensando a cidadania e a democracia sem considerar a diversidade e o tratamento desigual historicamente imposto aos diferentes grupos sociais e étnico-raciais. (CANDAU; MOREIRA, 2011, p. 70) E a lei em apreço visa corrigir esse tratamento, mesmo que seja considerada como um ato de “autoritarismo ou racismo às avessas” como pensam alguns; sua função e objetivo é o de estar ao lado das minorias.

A História e Cultura Afro-Brasileira e Africana são colocadas pela lei como conteúdos do

currículo nacional, isto, forçosamente, levará a um estudo mais sério e aprofundado sobre as origens, a formação cultural, e o negro poderá ser visto e entendido sobre outro aspecto que não o da escravidão ou como ser inferior. Assim, a lei assume papel importante no processo de educação e formação cidadã, porque oferece muitos aspectos positivos, primeiramente,

procura corrigir as desigualdades, a construção de oportunidades iguais para os grupos sociais e étnico-raciais com um comprovado histórico de exclusão e primam pelo reconhecimento e valorização da história, da cultura e da identidade desses segmentos. (CANDAU; MOREIRA, 2011, p, 79).

Com isto você pode perceber também uma mudança de posição do Estado, que redefine

o seu papel e adota uma postura de correção dessas diferenças, “reconhecendo as

disparidades entre brancos e negros no Brasil e a sua responsabilidade de intervenção nesse quadro”. (CANDAU; MOREIRA, 2011, p. 80).

“É a intervenção no Estado, na política educacional, na prática pedagógica e no currículo escolar”. (CANDAU; MOREIRA, 2011, p. 80). Ainda existe outro aspecto positivo a favor da lei, “a possibilidade de uma mudança de postura ante a história”, isto significa que será possível “incluir a dimensão social e cultural tão necessária na formação histórica de todos os alunos” (CANDAU; MOREIRA, 2011, p. 80). Apresentar a história real ajudará na democratização do conhecimento, que deverá ser feita por meio de debates, análises políticas.

LINKS IMPORTANTES Quer saber mais sobre o assunto? Então: Sites Leia o artigo Cultura Negra

LINKS IMPORTANTES

Quer saber mais sobre o assunto? Então:

Sites

Leia o artigo Cultura Negra e Educação, de Nilma Lino Gomes. Este artigo discute questões da cultura negra e educação, aprofunde seus conhecimentos fazendo esta leitura.

Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rbedu/n23/n23a05.pdf>. Acesso em: 27 set. 2013.

Leia o artigo Em busca do conceito de cultura escolar: Uma contribuição para as discussões actuais, de Milan Pol, Lenka Hloušková, Petr Novotný e Jiří Zounek, e saiba mais sobre o conceito de cultura escolar.

Disponível em: <http://www.scielo.oces.mctes.pt/pdf/rle/n10/n10a06.pdf>. Acesso em: 27 set. 2013.

Leia o artigo A África na sala de aula: seus objetivos, perspectivas e desafios, de Kátia Valim.

Disponível em: <http://periodicos.pucminas.br/index.php/historiaemcurso/article/view/3451/ pdf>. Acesso em: 27 set. 2013.

Vídeos

A inclusão de História e Cultura Afro-brasileira é matéria no currículo escolar. Este vídeo vai lhe ajudar a entender um pouco a importância sobre o estudo da cultura negra.

Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=Kr3-DuYxWdE>. Acesso em: 27 set. 2013.

LINKS IMPORTANTES

O documentário África - uma história rejeitada fala sobre o resgate da cultura africana. Assista ao vídeo e compreenda mais sobre este tema.

Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=c1P884OBMIk>. Acesso em: 27 set. 2013.

Veja o vídeo Tradição Africana e descubra o quanto a África está presente em na cultura brasileira.

Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=u6SUZWSf1r4>. Acesso em: 27 set. 2013.

> . Acesso em: 27 set. 2013. AGORA É A SUA VEZ Instruções: Neste tema você

AGORA É A SUA VEZ

Instruções:

Neste tema você aprendeu sobre a ação política na educação, viu que o Estado atua sobre a educação na tentativa de corrigir as injustiças sociais cometidas contra os negros.

Questão 1:

Você já deve ter se deparado com cenas de discriminação racial; por acaso você parou para pensar numa justificativa para tal ação? Já tentou estabelecer a relação entre a condição do negro e o preconceito sofrido?

Questão 2:

Complete os espaços vazios no texto a seguir.

a) A Lei 10.639

é

fruto da luta pela

b) A ação do Estado não deve ser en-

tendida como um

e

c)

Mas como “uma

his-

tóricas empreendidas pelo Movimento Negro brasileiro em prol da educação.

, pela elimi-

nação das

d) A luta pela

passaram a ter o do Estado.

e a

AGORA É A SUA VEZ

AGORA É A SUA VEZ Questão 3: Marque (F) para as afirmativas falsas e (V) para

Questão 3:

Marque (F) para as afirmativas falsas e (V) para as verdadeiras.

( ) Marcha Zumbi dos Palmares contra o

Racismo pela Cidadania e pela Vida, reali- zada em Brasília em 1995, foi um movimen- to inexpressivo e que em nada contribuiu para mudar a posição do negro no Brasil.

( ) A luta pela igualdade de direitos na

educação é algo que vem sendo conquista- do pelos negros somente após a Lei 10.639 ter sido sancionada.

( ) A prática do professor em sala de aula em nada pode ajudar a mudar a visão ra- cista e preconceituosa do país.

( ) A intervenção do Estado nas questões

educativas é extremamente antidemocrática.

( ) A escola não deve ser vinculada às ques-

tões das diferenças e nem das minorias, pois a escola trata apenas da educação.

Questão 4:

Marque a alternativa incorreta.

a) O trabalho dos professores nas salas de aula tem contribuído de forma significativa para acabar com o preconceito racial.

b) Para que o preconceito racial ou outros tipos de discriminação possam ser reduzidos ao máximo, seria interessante que fosse dado aos professores o direito

de participarem da formação continuada,

com o objetivo de se prepararem para melhor trabalhar os temas a serem abordados.

c)

O material disponível para se trabalhar

as

questões das minorias, em especial o

preconceito racial, é imenso, o que falta

na

realidade é o interesse do professor.

d)

A intervenção do Estado nas questões

das minorias tem sido de extrema importância, pois tem ajudado a corrigir as injustiças que foram cometidas no passado.

e) O estudo da História e Cultura Afro-

Brasileira e Africana, que é colocado pela lei como conteúdo do currículo

nacional, levará a um estudo mais sério

e aprofundado sobre as origens, a

formação cultural, e o negro poderá ser visto e entendido sobre outro aspecto que não o da escravidão ou como ser inferior.

Questão 5:

Relacione as colunas a seguir:

a) Ação afirmativa que torna obrigatória a

inclusão do ensino da História da África e da Cultura Afro-Brasileira nos currículos dos estabelecimentos de ensino públicos e particulares da educação básica.

b) Escolas.

1313

AGORA É A SUA VEZ

c) Promover o status e ainda servir como instrumento de discriminação A lei 10.639 é

d) Ação afirmativa.

( ) Educação.

( ) É a intervenção no Estado, na política educacional, na prática pedagógica e no currículo escolar

( ) Instituições sociais responsáveis pela construção de representações positivas dos afro-brasileiros e respeito à diversida- de como parte de uma formação cidadã.

( ) Lei 10.639.

Questão 6:

Leia o artigo A África na sala de aula: seus objetivos, perspectivas e desafios.

Aponte as razões apresentadas no texto so- bre a educação como meio de discriminação.

Questão 7:

Assista ao vídeo A inclusão de História e cultura afro brasileira é matéria no currículo escolar.

Disponível em: <http://www.youtube.com/ watch?v=Kr3-DuYxWdE>. Acesso em: 27 set. 2013.

Mostre algumas das dificuldades encontra- das em sala de aula para a aplicação da Lei 10.639.

Questão 8:

Ainda considerando o vídeo sobre a inclu- são de história e cultura afro-brasileira, da questão anterior, fale sobre a importância da literatura negra.

Questão 9:

No texto A África na sala de aula: seus ob- jetivos, perspectivas e desafios, de Kátia Valim, a autora apresenta algumas formas de discriminação racial. demonstre como esta discriminação se apresenta no livro didático.

Questão 10:

Assista ao vídeo A Cultura Afro Brasileira e suas influências a partir do tráfico negreiro, disponível em: <http://www.youtube.com/ watch?v=K3lFx-OOZJg>. Acesso em: 27 set. 2013.

Aponte a influência e a presença da cultura africana sobre a cultura brasileira.

FINALIZANDO Você chegou ao final de mais um tema, e neste você pôde perceber como

FINALIZANDO

FINALIZANDO Você chegou ao final de mais um tema, e neste você pôde perceber como tem

Você chegou ao final de mais um tema, e neste você pôde perceber como tem sido dura e difícil a condição dos grupos que formam as minorias no Brasil; você também pôde perceber que a determinação desses grupos tem feito com que as políticas públicas forçosamente façam algo a seu favor, viu ainda que o trabalho do professor é difícil, pois falta-lhe o preparo necessário para o desempenho de suas funções.

Caro aluno, agora que o conteúdo dessa aula foi concluído, não se esqueça de acessar o Desafio Profissional e verificar a etapa que deverá ser realizada. Bons estudos!

e verificar a etapa que deverá ser realizada. Bons estudos! REFERÊNCIAS CANDAU, Vera Maria; MOREIRA, A.

REFERÊNCIAS

CANDAU, Vera Maria; MOREIRA, A. Flávio. Multiculturalismo. Editora Vozes, 2011.

GOMES, Nilma Lino. Cultura negra e educação. Revista Brasileira de Educação. n. 23, maio/jun/jul/ago 2003. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rbedu/n23/n23a05.pdf>. Acesso em: 27 set. 2013.

VALIM, Kátia. A África na sala de Aula: seus objetivos, perspectivas e desafios. Revista História em Curso, Belo Horizonte, v. 2, n. 2, 1ª sem. 2012. Disponível em: <http://periodicos. pucminas.br/index.php/historiaemcurso/article/view/3451/pdf>. Acesso em: 27 set. 2013.

GLOSSÁRIO Ação afirmativa: este conceito exprime uma espécie de tratamento discriminatório, de acordo com o

GLOSSÁRIO

Ação afirmativa: este conceito exprime uma espécie de tratamento discriminatório, de acordo com o ordenamento jurídico, fazendo que o direito seja garantia de tratamento mais equânime no presente como compensação à discriminação sofrida no passado.

Multirracial: mistura de raças, várias raças na formação étnica.

Pluricultural: mistura de várias culturas.

Cidadania: direitos e deveres que o cidadão possui em uma sociedade.

direitos e deveres que o cidadão possui em uma sociedade. Questão 1 Resposta: O aluno fará
direitos e deveres que o cidadão possui em uma sociedade. Questão 1 Resposta: O aluno fará

Questão 1

Resposta: O aluno fará uma revisão sobre a importância da intervenção do Estado na correção das injustiças praticadas contra os negros.

Questão 2

Resposta: a) igualdade de direitos.

b) ato autoritário / antidemocrático.

c) vitória das lutas.

d) igualdade de direitos/ das injustiças / apoio / intervenção.

Nesta questão o aluno perceberá a profundidade e a dimensão da Lei 10.639 e como o Estado ouviu a voz da minoria e posicionou-se a seu favor.

GABARITO

GABARITO Questão 3 Resposta: Todas as alternativas são Falsas. A questão trata de um pouco da

Questão 3

Resposta: Todas as alternativas são Falsas. A questão trata de um pouco da história da luta dos negros pela conquista de seus direitos, luta anterior à publicação da lei 10.639.

Questão 4

Resposta: Alternativa C. Nesta questão você poderá refletir sobre o quanto é importante a atitude do professor ao posicionar-se de forma positiva sobre a questão racial.

Questão 5

Resposta: A sequência correta é: c / d / b / a. Ao enumerar as afirmativas, você estará revendo e reformulando o conceito sobre a ação afirmativa do Estado sobre a educação.

Questão 6

Resposta: O aluno deve compreender através da leitura deste texto que a educação é o veículo por excelência para se trabalhar as questões que envolvem as diferenças na sociedade, pois é nela que os conceitos e as informações necessárias para a compreensão dos fatos reais podem ser fornecidos.

Questão 7

Resposta: O vídeo apresenta dificuldades para se trabalhar na sala de aula as questões raciais, a falta de preparo do professor, e ainda a falta de material didático.

Questão 8

Resposta: O aluno perceberá a diferença entre a literatura sobre o negro e o negro como autor, verá que algumas importantes figuras da literatura brasileira eram negros, como, por exemplo, Machado de Assis. Nesta entrevista fica claro que a literatura é uma ferramenta usada em favor do combate ao racismo.

Questão 9

Resposta: Nesta questão você perceberá a forma velada como o racismo tem sido tratado, inclusive em livros didáticos. A ausência do negro nos livros, e quando aparecem estão sempre em uma condição de inferioridade.

Questão 10

Resposta: Neste vídeo fica evidenciado como é presente no Brasil a cultura africana, e como não se percebe esta absorção do que foi deixado pelos negros.

1717