Вы находитесь на странице: 1из 3
Gabarito da AP2 de Física 1A – 2012/2 Lembre-se de que todas as respostas devem
Gabarito da AP2 de Física 1A – 2012/2 Lembre-se de que todas as respostas devem

Gabarito da AP2 de Física 1A – 2012/2

Lembre-se de que todas as respostas devem ser justificadas. Boa Prova!

Nome:

1-

(2,5) Gotas de água caem

de um chuveiro sobre o piso situado a 2m abaixo. As gota s caem em intervalos

regulares e quando a pri meira atinge o chão, a quarta está começando a cair. De termine a posição de

todas as gotas no instante

em que uma atinge o chão.

 

Resposta:

 

A

equação horária do m ovimento em queda livre a partir do repouso de uma al tura H (o eixo y está

orientado para cima) : y= H-gt 2 /2

(1)

 

A

posição da gota que ati nge o chão y=0

 

Posição da quarta gota n o instante que uma atinge o chão y=H=2m

 

Tempo de queda, de (1) : t q =(2H/g) 1/2 = (4/10) 1/2 0,63 s Durante este intervalo d e tempo quatro gotas caem em intervalos regulares, figura. Obs: as gotas estã o igualmente espaçadas em tempo mas não em posição!)

ou seja t=t q /3 (vide

Assim:

 

A

posição da primeira é y (t=t q =3∆∆∆∆t)

=0m
=0m

A

posição

da

segunda

é

y(t=2t q /3=2∆∆∆∆t)=H-(g/2)[2t q /3] 2

= H-(g/2)(4/9)(2H/g)=H-

(8/18)H=10H/18=5H/9=1 0/9 m

(8/18)H=10H/18=5H/9=1 0/9 m

 

A posição da terceira é y( t=t q /3=∆∆∆∆t)=H-(g/2)(1/9)(2H/g)=H-H/9=8H/9=16/9 m

   

A posição da quarta é y(t =0)=

H=2m
H=2m
 
 
 

2-

(2,5) Um corpo translada com velocidade v= 5 m/s sobre um plano horizontal sem a trito. Subitamente ele

encontra pela frente um

Tomando-se g=10 m/s 2 ,pe rgunta-se:

A) A que distância d do final do plano inclinado o corpo cairá?

B) Qual é a altura máxi

plano inclinado (também sem atrito) de ângulo θ =30 o e altura H= 0,8 m.

ma que o corpo atingirá?

Durante a subida no plano inclinado, a aceleração do corpo é a =-gsen θθθθ .

Durante a subida no plano inclinado, a aceleração do corpo é a =-gsenθθθθ. Logo, ao chegar ao topo do plano , ou seja, ter percorrido uma distância s=H/senθθθθ, a sua velocidade será v o 2 =v 2 +2a∆∆∆∆s = v 2 - 2gsenθθθθ(H/senθθθθ)=v 2 -2gH v o =(25-2××××10××××0,8) 1/2 =(25-16) 1/2 = 3 m/s

A partir daí, o problema é o de lançamento de um projétil com a velocidade inicial v o =(v 2 -2gH) 1/2 =3 m/s, ângulo de lançamento θθθθ =30 graus , a partir de uma altura H=0,8m.

Para o movimento horizontal: x=v o cosθθθθt=3××××cos30 o ××××t=3××××(3 1/2 /2)t Para o movimento vertical: y=H+v o senθθθθt-gt 2 /2 Para encontrarmos o tempo de queda, basta igualar a coordenada vertical à zero y=0→→→→t q =(1/g){v o senθθ±θθ±±±[v o 2 sen 2 θθθθ+2gH] 1/2 } = 0,58 s. Para calcular o alcance, basta substituir este tempo na equação horária para o movimento horizontal

A) d=v o cosθθθθt q =3××××(3 1/2 /2)××××0,58

B) O tempo no qual o corpo atinge a altura máxima se obtém maximizando y(t) , ou seja, quando v y = 0 V y =v o senθθθθ-gt=0 t m = v o senθθθθ/g

=1,5 m
=1,5 m

substituindo em y(t)→→→→ y máx = H+(v o senθθθθ) 2 /g-g(v o senθθθθ) 2 /2g= H+(v o senθθθθ) 2 /2g=0,8+(3/2) 2 /20=

0,91 m
0,91 m

3- (2,5) Encontre a aceleração do corpo de 2 kg

0,91 m 3- (2,5) Encontre a aceleração do corpo de 2 kg No corpo de 5

No corpo de 5 kg: M 5 g-T=M 5 a onde T é a tensão no fio que suporta a massa de 5kg. T=M 5 (g-a)=5(g-a) No sistema composto pelas massas de 1 kg e 2 kg : T- (M 1 +M 2 )g=(M 1 +M 2 )a Então: 5(g-a)- 3g=3a

2g-5a=3a

8a=2g

a=g/4 aceleração do corpo de 5 kg (0,5 ponto por chegar até aqui)

Se T 2 é o módulo da tensão no fio que liga o corpo de 2kg ao corpo de 1 kg:

T 2 -M 2 g=M 2 a 2 onde a 2 é a aceleração do corpo de 2kg T 2 -M 1 g =M 1 a 1 onde a 1 é a aceleração do corpo de 1kg Logo, 2(a 2 +g)=T 2 =(g+a 1 )

a 1 = 2a 2 +g

a aceleração do sistema composto pelos corpos de massa 1 kg e 2 kg é em módulo igual à aceleração do corpo de massa M 5

a = (M 1 a 1 +M 2 a 2 )/(M 1 +M 2 ) = {[ 2 a 2 +g ]+2a 2 }/3= (4 a 2 +g)/3=g/4

(4 a 2 +g)/3=g/4

4 a 2 +g = 3g/4 4 a 2 = 3g/4 – g = -g/4
4
a 2 +g = 3g/4
4
a 2 = 3g/4 – g = -g/4
a 2 = -g/16
(o sinal negativo indica sentido oposto ao que inicialmente supomos, ou seja, está

descendo)

4- (2,5) Encontre a massa do corpo A tal que a aceleração do corpo B (massa = 2 kg) da figura abaixo é nula.

do corpo B (massa = 2 kg) da figura abaixo é nula. Tratando todo o sistema

Tratando todo o sistema como um só corpo, a resultante de todas as forças externas é igual ao peso dos corpos A

e

B, logo, pela segunda lei de Newton:

F

= ma

(m A + m B )g=(m A +m B + m c )a

Logo a aceleração do sistema é a =(m A + m B )g/(m A +m B + m c )=(m A +2)g/(m A +18) (0,5 ponto por chegar até aqui)

No corpo B, as forças que atuam são o seu peso e a tração no fio: T-m B g=0 (aceleração nula), logo T=m B g=20N

O sistema A + B está descendo com aceleração a, se a aceleração do corpo B é nula (a B = 0) , a aceleração do corpo A é :

a = (m A a A +m B a B )/(m A + m B )

a A = (m A +m B )a/m A

Assim, aplicando a segunda Lei de Newton para o corpo A : m A a A = m A g-T = m A g-m B g=(m A –m B )g

a A = (m A -m B )g/m A =(m A +m B )a/m A =[(m A +m B )/m A ][ (m A + m B )g/(m A +m B + m c )]

ou seja:

m

A + m B )g/(m A +m B + m c )] ou seja: m A

A = (2m B 2 +m B m c )/(m c -2m B ) = (10/3) kg