Вы находитесь на странице: 1из 1

CCOLEÇÃOOLEÇÃO DDESPERTAREESPERTARE

Como estudar a Gramática da Língua Inglesa

Por Rubens Queiroz de Almeida

Uma pergunta recorrente e que incomoda muita gente. Como devo estudar a gram á tica da l í ngua inglesa? A resposta, muito simples, é: voc ê nã o

deve estudar a gram á tica da l í ngua inglesa. Estudar gram ática é muito chato e se é chato voc ê vai aca­ bar desistindo. O pior de tudo, é que 99% do que você estudar voc ê vai esquecer no minuto seguinte.

O problema n ã o é com voc ê, é com o projeto de

nosso c érebro, que n ã o foi feito para estas coisas. Tem gente que gosta, nada errado com eles, mas se você pertence aos 99% da humanidade a que me refiro, se encontrar um livro de gram á tica pela frente, saia correndo.

Existem exce ções? Sim, se voc ê for um professor de ingl ês e tiver um aluno que fique querendo saber o

cena, da namorada brigando com o namorado e so­ cando­o no nariz (para quem n ã o sabe, um soco no nariz d ói muito). A situa çã o, por alguma raz ã o, fi­ cou bem marcada na minha mente, e eu nunca mais errei. O que eu fiz foi memorizar a frase, em conjunto com a visualiza çã o da situa çã o, e tamb ém ouvindo a mo ça dizer isto. Da í para a frente, sem­ pre que eu precisava usar este tempo verbal, em outro contexto, bastava substituir os verbos e as pa­ lavras. Por exemplo:

If you had studied more, you would have passed your exams.

Nã o falha nunca. Lembram­se dos primeiros dois

artigos desta s érie, sobre aprender ingl ês assistindo epis ódios de TV? Um passo adicional, que vai dar um grande impulso ao seu aprendizado, é selecio­ nar, de cada epis ódio, uma constru çã o verbal com

a qual voc ê tenha dificuldade. Voc ê pode usar as

transcri ções dos epis ódios para lhe ajudar nesta ta­

tempo inteiro porque as coisas s ã o do jeito que s ã o. Aí
tempo inteiro porque as coisas s ã o do jeito que s ã o.
Aí voc ê, como professor, explica, e o seu aluno, na
primeira virada de cabe ça, esquece. E vai perguntar
de novo no dia seguinte, no dia depois do dia se­
guinte, e assim por diante. Um dia ele vai entender
e assimilar a forma de uso, mas n ã o vai ser por
causa das suas m ú ltiplas explica ções. Ele vai enten­
refa. Uma vez selecionada a constru çã o verbal de­
sejada, passe o filme novamente, repetindo
algumas vezes a cena, at é que voc ê se lembre bem
de tudo: da entona çã o dos atores, de suas ex­
press ões e da frase, é claro. Em seguida, tente re­
criar esta situa çã o em sua mente e, se poss í vel,
pense em situa ções alternativas em que possa usar
esta frase, como mostrei acima.
der por meio da receita infal í vel de aprender qual­
quer coisa: const â ncia (todo dia um pouquinho),
repeti çã o e leitura, muita leitura.

Mas vamos ent ã o ver uma nova estrat égia para aprender gram á tica sem estudar a gram á tica.

Tomemos uma frase complexa:

If you hadn't been so rude to me, I wouldn't have hit you on the nose.

Açã o e rea çã o, frente a uma situa çã o hipot ética. Se você nã o tivesse sido t ã o rude comigo, eu n ã o teria socado o seu nariz. Existe uma regra gramatical que explica qual é este tempo verbal, se a primeira parte da frase for de um jeito, o complemento ter á que ser do jeito blah, blah, blah.

Eu escolhi esta frase de prop ósito, pois eu tinha uma dificuldade enorme de compor frases neste tempo verbal. Os exerc í cios tradicionais apresen­ tam a primeira parte da frase e solicitam que voc ê complete a segunda parte, ou vice­versa. E eu n ã o conseguia. Um belo dia, eu peguei esta frase em um livro de ingl ês que usava. O livro, por sinal, era muito engra çado. Ao ver esta frase, eu visualizei a

Mas nã o complique, nem se proponha a metas irre­ ais, como memorizar vinte frases de uma s ó vez. Ningu ém, nem mesmo a pessoa mais determinada tem tempo ou disposi çã o para fazer isto todos dias. Inevitavelmente voc ê deixar á de fazer isto durante alguns dias, e falhará em cumprir uma parte impor­ tante da receita: a const â ncia. É melhor estudar um minuto todos os dias do que dez horas em um ú ni­ co dia.

Lembre­se sempre, o seu dia est á cheio de buraqui­ nhos de tempo, que voc ê pode usar para aprender muita coisa. Aprenda a valoriz á ­los.

Se voc ê tem uma estrat égia para aprender a como

usar o idioma corretamente, use a se çã o de comen­

tá rios desta p ágina e compartilhe suas id éias conos­

co.

InstitutoInstituto dede DesenvolvimentoDesenvolvimento dodo PotencialPotencial HumanoHumano AdministraçãoAdministração ee Contatos:Contatos: (19)(19) 3258-60083258-6008 PerfisPerfis Skype:Skype: potencial.humanopotencial.humano –– softwares.humanossoftwares.humanos e-mail:e-mail: potencial.humano@idph.com.brpotencial.humano@idph.com.br Av.Av. Ipanema,Ipanema, 9292 (519)(519) –– SousasSousas 13104-10413104-104 –– CampinasCampinas –– SPSP –– BRASILBRASIL http://www.inglesparaadultos.com.brhttp://www.inglesparaadultos.com.br