Вы находитесь на странице: 1из 1

42 ISSN 1677-7042 1 Nº 220, quarta-feira, 18 de novembro de 2009

- espelho com dimensões mínimas de 120x50 cm VII - realizar encaminhamento necessário quando detectadas IV - planejamento quantitativo e qualitativo dos equipamen-
- pia para higiene das mãos quaisquer intercorrências; tos coletores e adjuvantes de proteção e segurança para aquisição e
II - Sala de reuniões para atendimento em grupo VIII - orientar e preparar a pessoa com estoma para o con- fornecimento para as pessoas com estoma;
III - Sanitários feminino e masculino com duchas higiênicas vívio social e familiar; V - atividades de orientação aos profissionais da atenção
e trocador IX - orientar e capacitar os profissionais da atenção básica e básica e hospitalares para o estabelecimento de fluxos de referência e
IV - Local destinado para estocagem dos equipamentos co- do Serviço classificado em Atenção às Pessoas Ostomizadas I; contra-referência;
letores e adjuvantes de proteção e segurança. X - realizar junto as unidades hospitalares a capacitação das VI - capacitação para técnicas especializadas aos profissio-
As instalações físicas do Serviço deverão estar em confor- equipes de saúde quanto à assistência nas etapas pré e pós-operatórias nais das unidades hospitalares e equipes de saúde do Serviço de
midade com as Normas para Acessibilidade a Edificações, Mobiliário, das cirurgias que levam à realização de estomias, incluindo as re- Atenção a Saúde das Pessoas Ostomizadas I.
Espaços e Equipamentos Urbanos (NBR 9050:2004). construções de trânsito intestinal e urinários assim como o tratamento
A área física para estocagem dos equipamentos deve atender das complicações pós-operatórias; ANEXO II
as normas vigentes para o acondicionamento de medicamentos, se- XI - realizar capacitação para técnicas especializadas junto
gundo Manual de Boas Práticas para Estocagem de Medicamentos, aos profissionais das unidades hospitalares e equipes de saúde do RELAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS COLETORES E AD-
CEME 1990, Portaria nº 2043/MS, de 12 de dezembro de 1994, Serviço de Atenção a Saúde das Pessoas Ostomizadas I.
Portaria 2661 MS/SNVS, de 20 de dezembro de 1995 e Resolução JUVANTES DE PROTEÇÃO E SEGURANÇA - TABELA DE PRO-
2.3. Instalações físicas CEDIMENTOS, MEDICAMENTOS E OPM DO SISTEMA ÚNICO
RDC nº 59 de 27 de junho de 2000. O Serviço deverá dispor da seguinte estrutura física:
1.4. Recursos Humanos DE SAÚDE
I - Consultório equipado com: Procedimento: 0701050012 - BOLSA DE COLOSTOMIA
O Serviço deverá dispor de, no mínimo, os seguintes re- - sanitário exclusivo com ducha higiênica
cursos humanos: FECHADA C/ ADESIVO MICROPOROSO
- maca revestida de material impermeável, de fácil higie- Descrição: bolsa fechada para estoma intestinal ou protetor
- 1 médico nização
- 1 enfermeiro - escada de dois degraus de estomia, plástico aniodor, transparente ou opaca, com filtro de
- 1 assistente social - estetoscópio carvão ativado, com ou sem resina sintética ou mista (karaya), re-
O número de profissionais deve ser adequado às demandas e - esfigmomanômetro cortavel ou pré-cortada, com ou sem adesivo microporoso hipoa-
à área territorial de abrangência do serviço dando-se à prioridade a - mesa auxiliar com rodízios lergênico (no máximo 60 por mês)
maior proporção de enfermeiros na equipe. Os profissionais não ne- - suporte de soro Procedimento: 0701050020 - BOLSA DE COLOSTOMIA
cessitam ser exclusivos do serviço. - escrivaninha COM ADESIVO MICROPORO DRENÁVEL
1.5. Atividades - armário Descrição: bolsa drenável para estoma intestinal adulto, pe-
I - atendimento individual (consulta de enfermagem e con- - cadeiras diátrico ou neonatal, plástico antiodor, transparente ou opaca, com ou
sulta médica e consulta de serviço social); - balança antropométrica sem a segunda abertura, com ou sem filtro de carvão ativado, resina
II - atendimento em grupo (orientação, grupo operativo, ati- - balança pediátrica sintética ou mista (karaya), recortável ou pré-cortada, com ou sem
vidades educativas em saúde e de vida diária); - foco frontal adesivo microporoso hipoalergênico ( no máximo 30 por mês ).
III - orientação à família; - balde para lixo com tampa e controle de pedal Procedimento: 0701050047 - CONJUNTO DE PLACA E
IV - atividades enfocando a inclusão da pessoa com estoma - espelho com dimensões mínimas de 120x50 cm BOLSA P/ ESTOMIA INTESTINAL
na família e na sociedade; - pia para higiene das mãos Descrição: sistema compatível de bolsa e base adesiva para
V - planejamento quantitativo e qualitativo dos equipamentos II - Sala de reuniões para atendimento em grupo estoma intestinal adulto ou pediátrico, bolsa drenável, fechada ou
coletores e adjuvantes de proteção e segurança para distribuição; III - Sanitários feminino e masculino com duchas higiênicas protetor de estoma, plástico antiodor, transparente ou opaca, com ou
VI - atividades de orientação aos profissionais da atenção
básica para o estabelecimento de fluxos de referência e contra-re- e trocador sem filtro de carvão ativado, base adesiva de resina sintética, re-
ferência. IV - Local destinado para estocagem dos equipamentos co- cortável ou pré-cortada, com ou sem adesivo microporoso hipoa-
2. O Serviço classificado em Atenção às Pessoas Ostomi- letores e adjuvantes de proteção e segurança. lergênico. ( no máximo de 10 por mês ).
zadas II As instalações físicas do Serviço deverão estar em confor- Procedimento: 0701060018 - BARREIRAS PROTETORAS
2.1Definição: serviço que presta assistência especializada e midade com as Normas para Acessibilidade a Edificações, Mobiliário, DE PELE SINTÉTICA E/OU MISTA EM FORMA DE PÓ / PASTA
de natureza interdisciplinar às pessoas com estoma objetivando sua Espaços e Equipamentos Urbanos (NBR 9050:2004). E/OU PLACA
reabilitação, incluindo a orientação para o autocuidado, prevenção, A área física para estocagem e distribuição dos equipamentos Descrição: barreira protetora de pele, de resina sintética ou
tratamento de complicações nas estomias, capacitação e fornecimento deve atender as normas vigentes para o acondicionamento de me- formadora de película disponibilizada como 1 (um) tubo de pó ou 1
de equipamentos coletores e adjuvantes de proteção e segurança. dicamentos, segundo Manual Boas Práticas para Estocagem de Me- (um) tubo de pasta ou 20 (vinte anéis planos ou convexos ou 5
Deve dispor de equipe multiprofissional, equipamentos e instalações dicamentos, CEME 1990, Portaria nº 2.043/GM, de 12 de dezembro (cinco) tiras ou 15 (quinze) placas 10 x 10 cm ou 10 (dez) placas 15
físicas adequadas, integrados a estrutura física de policlínicas, am- de 1994, Portaria 2.661MS/SNVS de 20 de dezembro de 1995 e x 15 cm ou 8 (oito) placas 20 x 20 cm ou 1 (um) frasco formador de
bulatórios de hospital geral e especializado, unidades ambulatoriais de Resolução RDC nº 59 de 27 de junho de 2000. película (1 tubo/frasco ou 1 kit por mês).
especialidades, unidades de Reabilitação Física, Unidade de Assis- 2.4. Recursos Humanos Procedimento: 0701060026 - BOLSA COLETORA P/
tência de Alta Complexidade em Oncologia - UNACON e Centro de O Serviço deverá dispor de no mínimo os seguintes recursos UROSTOMIZADOS
Assistência de Alta Complexidade em Oncologia - CACON. humanos: Descrição: bolsa para estoma urinário adulto ou pediátrico,
2.2. Atribuições - 1 médico (médico clínico ou proctologista ou urologista ou plástico antiodor, transparente ou opaca, com sistema anti-refluxo e
I - responsabilizar-se, sob coordenação do gestor local, pela gastroenterologista, cirurgião geral ou cirurgião pediátrico ou can- válvula de drenagem, com oxido de zinco ou resina sintética, plana
organização da demanda e do atendimento às pessoas com estoma no cerologista cirúrgico ou cirurgião de cabeça e pescoço ou cirurgião
torácico) ou convexa, recortável ou pré-cortada, com ou sem adesivo micro-
âmbito de seu território; poroso hipoalergênico. (no máximo 30 por mês).
II - realizar e manter atualizado o cadastramento dos pa- - 1 enfermeiro (com capacitação em assistência às pessoas
com estoma) Procedimento: 0701060034 - COLETOR URINÁRIO DE
cientes atendidos no serviço; PERNA OU DE CAMA
III - prestar assistência especializada que envolve a educação - 1 psicólogo
- 1 nutricionista Descrição: coletor urinário de perna ou de cama, plástico
para o autocuidado, a avaliação das necessidades biopsicossociais
gerais do indivíduo e da família e as específicas relacionadas à es- - 1 assistente social antiodor, com tubo para conexão em dispositivo coletor para estomas
tomia e pele periestomia, incluindo a prevenção e tratamento das O número de profissionais deve ser adequado às demandas e ou incontinência urinária, com sistema anti-refluxo e válvula de dre-
complicações, indicação e prescrição de equipamentos coletores e à área territorial de abrangência do serviço, dando-se à prioridade a nagem. O coletor de perna deverá conter cintas de fixação para
adjuvantes de proteção e segurança. maior proporção de enfermeiros na equipe. Os profissionais não ne- pernas. (no máximo 4 por mês ).
IV - responsabilizar-se pela administração dos equipamentos cessitam ser exclusivos do serviço. Procedimento: 0701060042 - CONJUNTO DE PLACA E
coletores e adjuvantes de proteção e segurança desde a aquisição, o 2.5. Atividades BOLSA P/ UROSTOMIZADOS
controle do estoque, as condições de armazenamento, avaliação e I - atendimento individual (consulta de enfermagem, consulta Descrição: sistema compatível de duas peças (bolsa e base
fornecimento para as pessoas com estoma; médica, consulta de serviço social, psicologia e nutrição); adesiva), para estoma urinário adulto ou pediátrico, bolsa com plás-
V - orientar e incentivar as pessoas com estoma à par- II - atendimento em grupo (orientação, grupo operativo, ati- tico antiodor, transparente ou opaca, sistema anti-refluxo e válvula de
ticipação em grupos de apoio; vidades educativas em saúde e de vida diária); drenagem, base adesiva de resina sintética, plana ou convexa, re-
VI - orientar sobre a importância do acompanhamento mé- III - orientações à família; atividades enfocando a inclusão cortável ou pré-cortada, com ou sem adesivo microporoso hipoa-
dico no serviço de origem; das pessoas com estoma na família e sociedade; lergênico. (no máximo de 15 por mês).

Este documento pode ser verificado no endereço eletrônico http://www.in.gov.br/autenticidade.html, Documento assinado digitalmente conforme MP n o- 2.200-2 de 24/08/2001, que institui a
pelo código 00012009111800042 Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira - ICP-Brasil.