Вы находитесь на странице: 1из 24

www.opovofamalicense.

com
DIRECTORA: Sandra Ribeiro Gonçalves Ano VII n.º 418 de 12 a 18 de Fevereiro de 2008 DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

Pág. 3 Pág. 7

“China” posto em liberdade Tribunal do “século XXI”


para cumprir sem capacidade
serviço comunitário para mega-processos

Abade Vermoim

Ex-secretário
quer cadeira do poder
Depois de lhe ver retirada a confiança política,
assume candidatura à presidência da Junta. PÁG. 11
2 De 12 a 18 de Fevereiro de 2008

Comédia teatral em Famalicão na próxima quinta e sexta-feira Notícias de Famalicão

Clube das Divorciadas A grande


sobe ao palco da Casa das Artes superfície
José Raposo, Marina Al-
buquerque e Sylvie Dias in-
terpretam as três “mulheres”
que se vêem novamente sol-
comercial
teiras e formam o "Clube das Quem escreve habitualmente nos jornais sabe o es-
Divorciadas", uma comédia forço que isso implica (é muito, muito mais fácil falar ou
teatral encenada pelo actor ouvir do que escrever) e, por isso, não podemos deixar
Joaquim Nicolau e da autoria de saudar vivamente o facto de um famalicense como
do belga Alil Vardar, que sobe Amândio Carvalho, que participou no debate organizado
ao palco da Casa das Artes pelo PF na sede da ACIF, ter publicado no jornal OP, da
de Vila Nova de Famalicão semana passada, um importante e oportuno artigo sobre
nos próximos dias 14 e 15 de "As grandes superfícies comerciais e o Comércio
Fevereiro, pelas 21h30. Tradicional". O que não é de saudar e se revela preocu-
A separação é o ponto de pante é o silêncio que com quase toda a probabilidade
partida para cenas hilarian- vai ocorrer entre nós à volta da prevista instalação de
tes, numa divertidíssima sáti- duas grandes superfícies comerciais, enquanto a grande
ra sobre a guerra dos sexos, superfície comercial que é a nossa cidade vai definhan-
repleta de diálogos sarcásti- do. Parece que não há famalicenses activos que gostem
cos e piadas geniais. da cidade e do concelho!
Na peça Carlota Francisca rem pronunciar o seu nome ligeiramente amalucada. sar das suas aparências físi-
ANTÓNIO CÂNDIDO DE OLIVEIRA
da Bernarda de Alcoforado, é correctamente. Estas três mulheres vão di- cas e personalidades serem
uma burguesa que deixa o A primeira a aparecer é vidir o apartamento numa totalmente opostas. PS – Já visitaram a exposição sobre Alberto Sampaio, no
seu marido, que produz quei- Rosalinda (José Raposo). mistura explosiva. Elas vão A entrada custa oito euros. Museu Bernardino Machado? Não percam a oportunidade em
jo na serra da Gardunha, e Tem uma pronúncia de Bra- viver a dolorosa mas hilari- ano de comemoração do centenário que, em boa hora, juntou
decide mudar-se para a ci- gança, um ar rústico, meio ante prova do divórcio, ape- os municípios de Famalicão e Guimarães.
dade. Sendo a renda muito camionista, meio armário. A
cara, procura duas inquilinas outra, a Fanny, é de origem
para dividirem o apartamento, inglesa, muito bonita, muito
tendo como condição sabe- elegante, muito estúpida, e

Anos depois da construção da Variante Nascente à Cidade,


a sinaléctica finalmente apareceu nos seus principais acessos.
No entanto, esta que vemos na foto, desgraçadamente, não ficou muito tempo de pé.
Poucas semanas depois de ter sido colocada,
sucumbiu (não se sabe se por razões naturais ou não).
A ver se a reposição será mais célere do que a colocação...

Propriedade e Editor Grito de Força Comunicação e Publicidade Unipessoal, Lda - Nif 508116260 - Conservatória do Registo Comercial do Braga nº 3003/2007 -
Registo do Instituto da Comunicação Social n.º123427 - Sede Rua Adriano Pinto Basto, n.º 161 - Tel.: 252 378 165 - Fax: 252 378 167
E-mail: povofamalicense@sapo.pt - Gerência - Joaquim Ribeiro - Director Sandra Ribeiro Gonçalves (sandragoncalves1302@hotmail.com)
Chefe de Redacção Filomena Lamego - Redacção Sandra Gonçalves; Camilo Macedo, Filomena Lamego e Carlos de Sousa (cdesousa@sapo.pt)
- Editor Gráfico Camilo Macedo - Desenho Gráfico Camilo Macedo - Publicidade Joaquim Ribeiro - 968 046 056 (povofamalicense@sapo.pt), Sérgio Costa - 918 157 706
Inscrito na Associação Portuguesa de Imprensa
Impressão Celta de Artes Gráficas, SL Vigo, Espanha - Tiragem 15.000 exemplares - Distribuição gratuita
* Todos os textos assinados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores * Todos os anúncios e fotografias são propriedade do editor, não podendo ser reproduzidos sem autorização por escrito *
De 12 a 18 de Fevereiro de 2008 3
Tribunal de Guimarães decretou libertação na passada sexta-feira

“China” restituído à liberdade


para cumprir trabalho comunitário
O jovem natural da vila de prisão, pelo que a liberdade a- dade e novamente detido um contrava-se preso em Paços
Joane conhecido por “China”, cabou por ser consumada. mês depois pela GNR de Jo- de Ferreira.
e ao qual é atribuída a auto- Assim, ao final da tarde da ane. Desde essa altura en- S.R.G.
ria de vários assaltos na re- passada sexta-feira “China”
gião do Vale do Ave, foi liber- abandonou o estabelecimen-
tado na passada sexta-feira to prisional de Paços de Fer-
pelo Tribunal de Guimarães. reira onde se encontrava em
Apesar de condenado a prisão preventiva à guarda de
uma pena de dois anos de outro processo.
prisão por um assalto à mão A libertação do jovem, a
armada a uma bomba de ga- quem é atribuída a autoria de
solina há cerca de um ano, o vários assaltos na região sur-
Tribunal decidiu substituir a preendeu. Recorde-se que
medida por 480 horas de tra- em Fevereiro de 2007 foi deti-
balho em favor da comunida- do por se encontrar ao vo-
de. A instância judicial decidiu lante de um carro roubado,
ainda que este trabalho co- sendo detido pela Polícia Ju-
munitário será desenvolvido diciária cerca de um mês de-
na Junta de Joane, vila de on- pois por suspeitas de roubo à
de é natural. mão armada. Nesta sequên-
Confrontado com a notícia cia foi-lhe decretada prisão
por um órgão de imprensa lo- preventiva, que cumpria no
cal, o autarca da vila não quis Estabelecimento Prisional de
comentar a situação, mas la- ignado em acórdão para pres- rio, sendo que o referido Tri- Guimarães. Em Agosto do
mentou todavia que a autar- tação das 480 horas de servi- bunal devolveu o jovem à li- ano passado protagonizou
quia local não tenha sido pre- ço comunitário. berdade depois de aferida a uma fuga deste estabeleci-
viamente consultada. O Tribunal de Guimarães concordância de outras co- mento com outros cinco deti-
Entretanto, segundo o JN deu então como provada a marcas onde tem processos- dos. Foi detido logo no mês
do passado sábado, o advo- autoria do crime por parte do crime pendentes. de Novembro pelas autori-
gado de “China” deverá soli- jovem “China”. A pena de pri- Segundo noticia o JN ne- dades, mas conseguiu iludi-
citar ao Tribunal de Guima- são efectiva foi então substi- nhum Tribunal terá requerido las dando a identidade do
rães a alteração do local des- tuída por trabalho comunitá- a manutenção do jovem sob irmão. Foi restituído à liber-
4 De 12 a 18 de Fevereiro de 2008

B.V. Famalicão
É O POVO A FALAR...
reúnem
em Assembleia
Vozes que merecem o céu A Associação Humanitá-
ria dos Bombeiros Voluntá-
latório e Contas de Gerência
e respectivo parecer do Con-
rios de Vila Nova de Famali- selho Fiscal, relativos ao ano
cão reúne, no próximo dia 2 de 2007; a apreciação, dis-
Com o país meio anestesiado por um Carnaval en- quem adivinha como “desvergonha” o corolário de tantas de Março, pelas 09h30 na cussão e aprovação do Or-
sanduichado entre uma mini-remodelação governamen- malfeitorias e desmandos que nos últimos anos têm mi- sua sede. çamento para o ano de 2008;
tal e essa modernice que dá pelo nome de “dia dos nado a confiança dos portugueses na economia e na A sessão tem como pri- e ainda a apreciação e dis-
namorados”, foi preciso aparecer um general reformado política. É ele quem alerta o país para a “implosão” que meiro ponto da ordem de tra- cussão de outros assuntos
a dizer, com as letras todas, que Portugal enfrenta ac- estará iminente no nosso sistema partidário, mormente balhos a apreciação, dis- de interesse da associação.
tualmente o perigo de uma “explosão social” para se ins- entre as formações do chamado “arco do poder”, a cussão e aprovação do Re-
talar entre a nossa classe política um clima de sobres- começar pelo PS.
salto.
Desta feita, não foi nenhum civil anónimo como eu.
Nem João Cravinho, Manuel Alegre, José Berardo, Car-
Quem fala assim merece ser levado a sério! Justifica
que os nossos governantes escutem as suas palavras.
Mais do que um alerta às instituições e ao regime, é, ver-
Cineliterário:
valho da Silva ou António Marinho Pinto. Tão pouco o
Presidente da República! Falou um militar prestigiado,
dadeiramente, o povo a falar.
“Corrija-se o que está errado, as mordomias e as in-
“Orgulho e
Preconceito”
antigo vice-chefe do Estado-Maior do Exército, ex-direc- justiças, e a tranquilidade voltará, porque o povo com-
tor do Instituto de Defesa Nacional e actual responsável preende os sacrifícios se forem distribuídos por todos”,
do Observatório de Segurança e Terrorismo. apela Garcia Leandro.
Quem accionou o alarme foi o general José Garcia Eu assino por baixo. Cuido que a maioria dos por- O autirório da Biblioteca encontrar um marido. Contu-
Leandro. Primeiro, com um artigo de opinião na edição tugueses também. E José Sócrates…? Como lhe faria Municipal Camilo Castelo do a segunda mais velha tem
do “Expresso” do passado dia 2; depois, no último domin- bem um banho de humildade democrática… Branco é palco, pelas 21h30 centenas de razões para não
go, com uma (lúcida) entrevista ao “Correio da Manhã”. O primeiro-ministro só ganharia se “descesse à terra”. da próxima sexta-feira, de se casar. Quando a mãe ouve
É ele quem diz que José Sócrates não é socialista; é Atalhando caminho e, sobretudo, corrigindo políticas. mais uma sessão da iniciati- as entusiasmantes notícias
social-democrata. É ele quem lembra o fim da Monarquia Evitaria o autismo social e o risco de a sua maioria ab- va Cineliterário. O livro pas- de que um abastado sol-tei-
e o estertor da Primeira República para caracterizar os soluta se transformar em… poder absoluto. Só precisa sado para cinema que será rão e os seus sofisticados a-
tempos que correm. É ele quem evidencia a indignação de voltar a abrir o coração aos portugueses. E ouvir analisado nesta sessão é migos vêm passar o Verão
que vai na alma do povo português. É ele quem leva mais vozes como as de Garcia Leandro. Afinal, sempre há al- “Orgulho e Preconceito”, de numa mansão vizinha, todas
longe a revolta pelos salários milionários, vantagens gumas que chegam ao céu. Jane Austen. Versa sobre a ficam excitadíssimas. Dese-
várias e mordomias que ninguém entende com que al- vida de cinco irmãs, todas e- nrola-seuma trama de inte-
gumas empresas remuneram os seus gestores. É ele ducadas pela sua mãe com resses e emoções.
CARLOS DE SOUSA
um único objectivo de vida:
De 12 a 18 de Fevereiro de 2008 5

Fotografia em exposição Deputado do PCP “A Educação


no Soledade Malvar
O Museu Soledade Malvar inaugura na próxima sexta-
vai reunir com das crianças
feira uma nova exposição. Desta feita a mostra é de fo-
tografia.
Subordinada ao tema “Retratos, objectos, reflexões”,
direcção da ACIF do pré-escolar
dá a conhecer o trabalho fotográfico de Kseniya Glad
Ysheva. Estará patente até 29 de Fevereiro.
e do 1.º ciclo”
Este é o tema
de mais um debate
das “Quartas do Povo”,
a realizar no próximo
dia 27 de Fevereiro,
pelas 21H15,
no Salão Nobre da ACIF.
CONVIDADOS:
Mário Martins (Professor), Manuel Araújo
O deputado do Partido que se estenderá até ao dia (Presidente de uma Associação de Pais)
Comunista Português (PCP) de sábado e passará por di-
à Assembleia da República, versos concelhos do distrito, e um representante da Câmara Municipal
Agostinho Lopes, eleito pelo Agostinho Lopes vem a Fa- Moderador: António Cândido Oliveira
círculo de Braga, está esta malicão para reunir pelas PARTICIPE! COMPAREÇA!
sexta-feira em Vila Nova de 11h00 com dirigentes da As-
E fique a conhecer melhor
Famalicão. sociação Comercial e Indus-
No âmbito de uma jornada trial de Famalicão. as virtudes e defeitos no sistema educativo.
6 De 12 a 18 de Fevereiro de 2008

Devoram-nos
e ainda fazem
de nós burros
Pegando neles e pensan- António aos Peixes”. Assim PROFESSORA
do em todos os casos que Pa- pregava o Santo aos bichos: EDNA CARDOSO
checo Pereira enumera na “não só vos comeis uns aos Utilizando a mais cruel
sua coluna no jornal Público outros, mas também os gran- demagogia, o Dr. Júdice de-
de 9 deste mês, e retoma no des comem os pequenos. Se clarou-se partidário de todas
seu blog “Abrupto” do dia se- fosse aos contrário era me- as medidas operadas pelo
guinte, de Isaltino Morais a nos mal. Se os pequenos co- Governo no âmbito da saúde.
Fátima Felgueiras… com Incluindo o fecho das urgên-
Cravinho e a sabotagem do cias e de outros serviços de
Utilizando a mais
PS à legislação contra a cor- atendimento. Confrontado
cruel demagogia,
rupção… as declarações do pelo jornalista com o facto
o Dr. Júdice
bastonário da Ordem dos Ad- das medidas atingirem uma
declarou-se
vogados sobre a corrupção partidário de todas franja da população de idade
dos ricos e dos poderosos… as medidas avançada e consequente-
o prédio do Estado que de operadas pelo mente doente, que passou a
manhã é vendido a privados e Governo no âmbito considerar-se desprotegida e
de tarde é vendido pelos pri- da saúde. (...) abandonada, a insensibili-
vados a outros privados num Confrontado dade do Dr. Júdice foi ao li-
negócio que, em poucas ho- pelo jornalista mite afirmando “ipsis verbis”
ras, valoriza o mesmo prédio com o facto das – “eu também para lá camin-
em mais de cinco milhões, medidas atingirem ho e também terei os meus a-
com consultores e assesso- uma franja da chaques”. Fantástico! O que
res do PS e do PSD pelo população de não disse o Dr. Júdice é que
meio… a mistura de sobrei- idade avançada e ele não reside no interior po-
ros, submarinos e casino que consequentemente bre e desertificado. Mas con-
adormece no limbo de Santa- doente, que fortavelmente instalado num
na Lopes/Portas para des- passou a grande centro urbano. Rode-
pertar no reinado de Sócra- considerar-se ado de todos e dos mais so-
tes… o processo de agressão desprotegida e fisticados recursos. Não pen-
ao vereador Ricardo Bexiga,
abandonada, sa servir-se, por certo, de ne-
de que a única coisa que foi
a insensibilidade nhuma unidade de saúde pú-
possível provar foi a valente
do Dr. Júdice foi blica, sujeito às listas de es-
ao limite afirmando
sova que o homem apanhou pera ou à triagem de Man-
“ipsis verbis” –
e que, por isso, foi mandado chester no desconforto de
“eu também para
arquivar… etc… etc… etc… uma urgência hospitalar. Mas
lá caminho
Um rosário de casos já mais e também terei de um hospital privado. Com
que públicos numa terra fértil os meus assistência e cuidados prin-
e abençoada onde está visto achaques”. cipescos. Onde pagará uma
que tudo pode acontecer e… Fantástico! boa soma. Que importa! Os
não acontece nada. seus altos negócios e o volu-
A Pacheco Pereira faltou me das suas contas ban-cá-
apontar o caso UGT/Fundo messem os grandes, bastava rias permitem-lho. E ainda
Social Europeu. Um proces- um grande para muitos pe- que recorra a serviço público
so que envolveu cerca de 300 quenos; mas como os gran- de saúde, o Dr. Júdice sabe
mil contos e mais de 30 acu- des comem os pequenos; que tem assegurado o trata-
sados. Se arrastou nos tri- não bastam cem pequenos, mento de personalidade VIP
bunais durante 18 anos. Com nem mil, para um só grande”. que lhe confere o estatuto de
uma única condenação, a do É essa relação de descon- figura pública.
tesoureiro da Central Sindi- formidade que os grandes O desaforo do Dr. Júdice
cal, José Veludo. Uma conde- usam para provocar e humil- não pára. Em posição de
nação que não produziu e- har os pequenos. cumplicidade com a Ministra
feitos. O caso prescreveu de- Foi o que fez o Dr. José Mi- da Educação, uma leve dis-
pois de 17 anos! guel Júdice na última terça- cordância. A Ministra deveria
Cumprindo-se a profecia, feira ao comentar a remode- ter “corrido com os professo-
nos quatrocentos anos do lação do Governo na SIC No- res”, *estou a citar o Dr. José
seu nascimento, será de re- tícias, num debate conduzido Miguel Júdice) no momento
lembrar o que de mais actual pelo jornalista António José em que aconteceram os erros
contém o “Sermão de Santo Teixeira. nas provas de exame. O Dr.
Júdice é paradigma da ar-
rogância e da ignorância, no
caso. Os erros nas provas de
exame não foram da respon-
sabilidade dos professores.
Antes, resultaram do trabalho
do Gabinete de Avaliação
Educacional (GAVE), tutela-
do pelo Ministério da Educa-
ção, ocupado por pessoas da
sua confiança.
No meio de tanta vora-
gem, não se satisfazem em
devorar-nos por sermos pe-
queninos. Ainda querem, por
cima, fazer de nós burros!
De 12 a 18 de Fevereiro de 2008 7

Juíza presidente já havia advertido para o problema no dia da inauguração

Falta de espaço faz adiar julgamento


Tal com o tinha anunciado lência sobre o estabelecimen-
a juíza presidente do Tribunal to em causa e ainda sobre al-
de Vila Nova de Famalicão no guns dos automóveis esta-
dia da sua inauguração, em cionados à porta deste. A a-
meados de Dezembro passa- cusação fala ainda em amea-
do, o novo Palácio da Justiça ças de morte, e da destruição,
não comporta a realização de com ferros, de chapas de ve-
julgamentos com grande dação do perímetro da casa
número de arguidos e defen- de diversão nocturna, assim
sores. como dos portões.
O primeiro “teste de ferro” Recorde-se que no passa-
à maior obra pública dos últi- do mês de Dezembro, a ceri-
mos anos na área da justiça, mónia de inauguração do no-
considerada pelo Governo vo Palácio da Justiça de Vila
como um tribunal do século Nova de Famalicão ficou mar-
XXI, teve lugar na passada cada pelo discurso da juíza
quarta-feira. Sem surpresa a presidente do Tribunal, Maria
maior sala de audiência não Rosário Carvalho. Na pre-
tinha capacidade para um jul- sença do Ministro da Justiça,
gamento que envolve um total Alberto Costa, a magistrada
de 14 arguidos e onze advo- disse que a maior sala de au-
gados, pelo que a sessão diência era manifestamente
teve que ser adiada. insuficiente em termos de es-
O julgamento ficou adiado paço para acolher processos
para 23 de Abril. O tempo que envolvendo muitos arguidos e
nos separa dessa audiência Bancadas destinadas aos advogados apenas comportavam oito dos onze advogados advogados. Segundo esta
de julgamento servirá para responsável a bancada com-
medir pulso às actuais insta- no novo Palácio da Justiça. há alguns anos, em que a sala casos célebres relacionados cense conseguiu apurar no porta de resto lugar para ape-
lações, apurando se é possí- Caso não seja possível adap- de audiência foi improvisada com o tráfico de droga, como início do julgamento apenas nas seis advogados.
vel ou não criar as condições tar as instalações, restará ao em salão dos Bombeiros o da “Malha Branca” e do bair- era possível acomodar oito Maria Rosário Carvalho
necessárias para que o julga- Tribunal recorrer a “casa em- Voluntários de Vila Nova de ro social de Lousado. dos onze advogados implica- lançou ainda outras críticas,
mento decorra ainda assim prestada”, como aconteceu Famalicão. Ali foram julgados Segundo O Povo Famali- dos na defesa dos 14 argui- na expectativa de que a sua
dos. Perante as dificuldades intervenção fosse entendida
logísticas foi então decretado de forma construtiva e resul-
que até Abril próximo teriam tasse na procura de soluções.
que ser reunidas as condi- Referiu que os gabinetes para
ções necessárias a que o jul- magistrados são poucos,
gamento comece definitiva- uma vez que o edifício com-
mente. porta apenas oito para um
O julgamento que estava total de 12 ao serviço no
para começar na passada Tribunal de Famalicão, ex-
quarta-feira reporta-se a um cluindo ainda o juiz de in-
ataque vândalo sofrido pela strução criminal. Para além
discoteca Satélite. Na noite disso a juíza presidente falou
de 28 para 29 de Maio do ano da instalação de duas sec-
de 2005 as instalações da dis- ções no espaço que estava
coteca de Vale S. Cosme fo- destinado a uma só, o que sa-
ram vítimas de um ataque à lientava acarretar constrangi-
pedrada. Os 14 indivíduos ar- mentos aos serviços.
guidos neste julgamento são
SANDRA RIBEIRO GONÇALVES
acusados de dano com vio-

AIMinho debate
alterações
contabilísticas
Apresentar, analisar e debater as mais recentes alte-
rações ocorridas na legislação contabilística e fiscal na-
cional e internacional é o objectivo do próximo ciclo de
seminários da AIMinho. As sessões terão lugar entre os
próximos dias 12 e 13 de Fevereiro e vão abranger as
cidades de Braga e Viana do Castelo. No decorrer dos
seminários serão também debatidas as alterações decor-
rentes do OE de 2008.
Dedicado aos empresários e quadros das empresas,
este ciclo destina-se ainda a Gestores, Directores Finan-
ceiros, Directores Responsáveis pela Contabilidade,
Técnicos de Fiscalidade, Técnicos Oficiais de Contas
(TOC) e Revisores Oficiais de Contas (ROC).
8 De 12 a 18 de Fevereiro de 2008

Poder Local Por Mário C. Martins


Famalicão já não é
uma terra de oportunidades para todos...
1. Às vezes dizem-se coi- adas pelos meios de comuni- medo desta fiscalização su- actos administrativos. Há Poder Local Democrático,
sas esquisitas de Fernando cação social, a Câmara de cessiva quem tem alguma uma diferença abissal entre ir para a sua defesa e para o
Reis, Presidente da Câmara Barcelos é digna e merecedo- coisa para esconder ou não ao “Urbanismo” entregar um seu prestígio, é preciso alte- rosto, que “em Famalicão,
de Barcelos, eleito pelo PSD. ra dos maiores aplausos por- está seguro daquilo que faz papel e pedir uma cópia com- rar este estado de coisas. nunca mais, enquanto se
O que é facto é que o autarca que um passo desta dimen- ou daquilo que manda fazer. provativa da entrega, tele- As novas tecnologias da mantiver este estado de coi-
surpreendeu pela positiva são não é fácil de concretizar, Ou, pior ainda, quando se usa fonar ao técnico ou ao fun- informação, da comunicação sas". Disse-me que estava
tudo e todos, mesmo os de- em parte, devido às resistên- o poder de decidir de forma cionário para saber em que e do conhecimento, se qui- farto de correr para a Câmara,
tractores, ao conseguir colo- cias que gera nos próprios discricionária, beneficiando ponto está o processo, rece- serem e, “lato sensu”, os com- a levar papéis e trazer papéis,
car “on line” todos os proces- serviços e, em parte, devido uns e prejudicando outros. ber uma carta registada a dar putadores, oferecem hoje um que os tempos de espera
sos de construção ou repara- aos entraves que muitos in- Quando o Partido Socialis- conhecimento de um “despa- conjunto de oportunidades e eram já insuportáveis, que as
ção de obras, particulares ou teressados no processo de ta, em 2001, deixou de ser cho”, juntar mais um docu- concretizam um leque tão dificuldades criadas ao inves-
de empresas, a partir do mo- controle das operações ur- poder em Vila Nova de Fama- mento em falta, ir à Junta de vasto e variado de expectati- timento eram intoleráveis.
mento em que entram para banísticas levantam. Os buro- licão, o Departamento do Freguesia ver se alguém pe- vas que têm que levar os go- Há também notícias de
análise nos serviços de ur- cratas e os “donos” do papel Urbanismo ficou pronto para diu um parecer, há uma gran- vernos locais, à semelhança outros empresários da cons-
banismo e edificação. Do sim- perdem um poder que nunca fazer aquilo que agora a de diferença entre isto tudo e do que tem acontecido com o trução civil que estão a deslo-
ples galinheiro ao prédio de gostariam de largar e a cuja Câmara de Barcelos está a conhecer a cada minuto como Governo Central de José car-se para outras paragens à
muitos andares, à vivenda, perda resistem e os “tuba- fazer, como foi publicamente é que as coisas estão a evo- Sócrates, a adoptá-los com procura de trabalho e da so-
armazém ou pavilhão, tudo rões” da construção civil per- reconhecido pelo primeiro luir, onde é que emperraram, criatividade e como elemento brevivência das suas empre-
pode ser visualizado num dem parte da impunidade de responsável do pelouro, o que informações estão a ser de inovação, para tornar o sas. Falam-me da Roménia e
computador, a partir de casa, que gozam na “domestica- Vereador do PSD, Jorge dadas, quem está a atrasar os poder mais próximo dos de outros países do ex – “Les-
do jardim ou do café, com os ção” do sistema. Paulo Oliveira. Ou seja, Vila procedimentos, quem ultra- cidadãos e, sobretudo, para te Europeu”, de Angola, do
despachos e informações Este passo da “terra do Nova de Famalicão podia an- passou os prazos… promover a transparência e a Senegal… Não o fazem por
que forem sendo sucessiva- galo” pode ser o início da tecipar-se quase sete anos A segunda via é muito equidade. causa de qualquer opção es-
mente dadas, até à aprova- construção do caminho da àquilo que a Câmara de Bar- mais exigente, por ser inte- tratégica de desenvolvimento
ção ou reprovação daquilo transparência e é também celos agora fez. gralmente aberta, participada 2 . Um empresário da para as suas empresas. Fa-
que o cidadão pretende. Tudo uma das vias para a reno- O certo é que não o fez, im- e escrutinada. Há, porém, construção civil com grande zem-no – e isso é que é grave
em tempo quase real. vação e reforço do Poder Lo- pedindo a aproximação do quem prefira a primeira, usan- prestígio e obra feita em Vila – porque acham que Vila
Se o processo atingiu já as cal Democrático. Não há que cliente ao decisor, mantendo do o veto da gaveta, a penum- Nova de Famalicão confiden- Nova de Famalicão deixou de
dimensões, o rigor e a quali- ter medo do escrutínio perma- a burocracia e não contribuin- bra da prateleira e as curvas ciou-me há dias, com tristeza ser – como era – uma terra de
dade que têm sido referenci- nente dos cidadãos. Só tem do para a transparência dos dos escaninhos. Em nome do e desencanto espelhados no oportunidades para todos.
De 12 a 18 de Fevereiro de 2008
9
Todas as segundas-feiras, de quinze em quinze dias, na Biblioteca Municipal de Famalicão

Teatro de Marionetas conta às crianças


a história de Alberto Sampaio
“O Tio Alberto é um ho- História, que adora viver na licão”. É assim que começa a ANTÓNIO FREITAS

mem com sessenta anos, a- sua Quinta de Boamense, história do Tio Alberto, ou me-
paixonado pelo Minho e pela perto de Vila Nova de Fama- lhor, de Alberto Sampaio, que
até ao final do ano, às segun-
das-feiras, de quinze em
quinze dias, é contada às cri-
anças do concelho de Vila
Nova de Famalicão, através
da apresentação da peça de
teatro de Marionetas “Histó-
rias do Tio Alberto”. A iniciati-
va a cargo da Companhia de
Teatro e Marionetas Mandrá-
goa decorre na Biblioteca
Municipal Camilo Castelo
Branco e insere-se no progra-
ma comemorativo do Cen-
tenário da morte de Alberto
Sampaio (1845-1908), pro-
movido pelas Câmaras Mu-
nicipais de Vila Nova de Fa- Crianças assistem a peça de teatro de marionetas
malicão, Guimarães e pela
Sociedade Martins Sarmento cheia de sons, contam-se foi o historiador Alberto Sam- tir à peça de teatro podem ser
e Museu de Alberto Sampaio. episódios da vida de Alberto paio e da sua importância pa- efectuadas na Biblioteca Mu-
Depois do lançamento do Sampaio, um grande histori- ra a região e para o país”. nicipal Camilo Castelo Bran-
livro infantil “Histórias do Tio ador do século XIX. O edil acrescenta a pro- co, em Vila Nova de Famali-
Alberto”, da autoria de Emília Para o presidente da Câ- pósito que “esta é também cão, pelo telefone número
Nóvoa, a Biblioteca Municipal mara Municipal de Famali- uma forma de aguçar a cu- 252 312 699 ou pelo seguinte
apresenta agora a peça de cão, Armindo Costa, o teatro riosidade dos mais novos pa- endereço de correio electróni-
teatro de Marionetas com o de Marionetas “é uma forma ra a história local, para a co: bibliotecamunicipal@vi-
mesmo nome. Numa narrati- divertida e muito interessante nossa cultura e património”. lanovadefamalicao.org.
va colorida, muito divertida e de ensinar às crianças quem As marcações para assis-
10 De 12 a 18 de Fevereiro de 2008

Famalicão foi palco do maior Encontro de Associações Juvenis

Jovens do Norte de Portugal e Galiza


reclamam lugar no Eixo Atlântico
Vila Nova de Famalicão foi Victor Dias, tem como princi- António Freitas

palco, no passado fim-de-se- pal objectivo criar um interlo-


mana, do maior Encontro de cutor privilegiado para as
Associações Juvenis do Nor- questões da Juventude junto
te de Portugal e da Galiza. Ao do Eixo Atlântico. Mas o fim-
todo, cerca de cem colectivi- de-semana foi próspero em
dades reuniram-se na Casa iniciativas, logo a começar
das Artes para debater alguns pela apresentação das activi-
dos principais temas que pre- dades dos movimentos asso-
ocupam a juventude na actu- ciativos, com a exibição de
alidade, trocar experiências e peças teatrais, curtas-metra-
divulgar as suas actividades. gens, wokshops e concertos
A iniciativa organizada de música. Paralelamente no
pela Federação de Associa- parque coberto da Casa das
ções Juvenis do Distrito de Artes decorreu uma mostra
Braga (Fajub) e com o apoio onde as associações apre-
da Câmara Municipal de Fa- sentaram o seu trabalho e a
malicão, do Instituto Portu- actividade que desenvolvem.
guês da Juventude, da Xunta O presidente da Fajub, Al-
da Galicia e do Eixo Atlântico berto Gonçalves, mostrou-se
do Nordeste Peninsular su- muito satisfeito com o suces-
perou todas as expectativas so do Encontro, salientando
em termos de participação e que os principais objectivos
organização. foram concretizados, desta-
Uma das principais ideias cando “a consolidação dos Centenas de jovens do Norte de Portugal e da Galiza reuniram-se na Casa das Artes
lançadas durante o evento foi laços de amizade e coope-
a discussão sobre a criação ração entre estas duas regi- grandes desafios temos que era um homem satisfeito com potencialidades, virtudes e na construção de “uma Euro-
de um Fórum da Juventude ões fronteiriças”. Por sua vez, trabalhar em rede”. o sucesso da iniciativa. O res- capacidade para ultrapassar pa das euroregiões, que é
do Eixo Atlântico no Noroeste o presidente da Federação No final do Encontro, o ve- ponsável pela área da juven- as dificuldades das associa- aquilo que se quer”.
Peninsular. O desafio lançado Nacional das Associações reador da Juventude da Câ- tude referiu que “este encon- ções”. O autarca chamou ain-
pelo director regional do Insti- Juvenis, Luís Alves, afirmou mara Municipal de Fama- tro constituiu um espaço de da a atenção para a importân-
tuto Português da Juventude, que “para estar à altura dos licão, Jorge Paulo Oliveira, reflexão e debate sobre as cia do associativismo juvenil

AEBA e ISCTE lançam Programa Especializado


em Gestão de Empresas Familiares
Fornecer aos participantes Centro de Investigação AU rídicas, a informação e o con- dos desde que exerçam
conceitos e técnicas de ges- DAX – Empreendorismo e trolo de gestão, as carreiras funções de gestão, há pelo
tão que permitam obter vanta- Empresas Familiares. de elementos internos e ex- menos três anos.
gens estratégicas, aprovei- Conscientes dos desafios ternos à família, os contratos Os interessados em parti-
tando os benefícios resul- que enfrentam as empresas entre empresas e o problema cipar neste programa espe-
tantes da dimensão familiar familiares, o ISCTE e a AEBA da sucessão, temas essenci- cializado devem contactar os
das empresas, com o objecti- procuram desta forma unir es- ais para a sobrevivência e de- serviços da AEBA, até ao
vo de fomentar a sua con- forços no sentido de adaptar o senvolvimento das empresas próximo dia 18 de Fevereiro.
tinuidade e desenvolvimento ensino às novas exigências familiares. As inscrições são limitadas.
é o objectivo do PEF – Pro- do mercado, abordando Nesta formação podem A formação tem início pre-
grama Especializado em questões como o modelo or- participar licenciados em visto no dia 28 de Fevereiro e
Gestão de Empresas Familia- ganizativo, a estratégia de de- áreas técnicas relevantes decorrer nas instalações da
res, desenvolvido pela AEBA senvolvimento, o financia- para o exercício de funções AEBA, sediada na Trofa.
– Associação Empresarial do mento da expansão, as políti- de direcção empresarial,
Baixo Ave, com sede na Tro- cas de remuneração, as assim como podem também
fa, e o ISCTE, através do seu questões organizativas e ju- candidatar-se não licencia-
De 12 a 18 de Fevereiro de 2008 11
Abade Vermoim

Vogal da Junta assume candidatura


contra o actual presidente
Posto à margem do execu- pal) em Dezembro, o ex-se- pirava “confiança”. Sem des-
tivo de Abade Vermoim, o ex- cretário entendeu que estava crever em concreto as situa-
secretário Celestino Oliveira na hora de reconquistar um ções que o conduziram a
assume-se desde já como espaço político perdido em essa conclusão, o autarca a-
candidato à presidência da Maio do ano passado. O bole- dianta que diversos assuntos
Junta. Num boletim distribuí- tim distribuído surge nesse eram tratados pelo seu ex-se-
do há algumas semanas à sentido, inspirado na vontade cretário sem o conhecimento
população da freguesia, o de se candidatar à Junta. Diz dos restantes membros do
ainda vogal da Junta assume que o próprio presidente da executivo, com “esquemas
a ruptura com os parceiros Junta o “empurrou” para esta bastante graves”. Segundo
que o acompanharam na situação. Costa e Silva, essa circuns-
vitória eleitoral de 2005, e de- tância, aliada ao facto de criar
clara a sua disponibilidade “PISCAR alguma “conflituosidade”, e
para encabeçar uma lista nas O OLHO” AO PSD de não corresponder ao que
autárquicas de 2009. Para já lhe era expectável como se-
“pisca o olho” ao PSD, do qual Celestino considera haver cretário, levaram-no a contac-
é militante desde 2001, sali- uma possibilidade de concor- tar o PSD (um dos partidos da
entando que tem espaço ne- rer pelo PSD, partido do qual coligação) no sentido de en-
cessário dentro do partido pa- é militante desde 2001, e ad- contrar a melhor solução para
ra se assumir como uma al- mite que Costa e Silva, não o problema que afectava a
ternativa a José Costa e Silva, militante, poderá ser preterido convivência entre membros
actual presidente da Junta. Ex-secretário viu-lhe retirada a confiança política e avança com candidatura em relação a si. Alega que do executivo. O autarca diz
Celestino Oliveira está con- tem um “espaço dentro do ter contactado directamente
vencido de resto que o PSD Contas e da Inspecção-Geral em que Costa e Silva retirou a dida extrema ao facto de Ce- PSD”, e por razões de identi- com o líder Paulo Cunha, que
ou a coligação terão mesmo da Administração Local) po- confiança política a Celestino lestino lhe ter dado provas de ficação ideológica moverá a perante a situação descrita
que se munir de alternativas derão custar a Costa e Silva a Oliveira. Perante o esvazia- que “não era pessoa de confi- sua candidatura nessa área, colocou a possibilidade de o
daqui até 2009, uma vez que perda de mandato. mento de competências, o ança”, para além de que “co- “a não ser que o PSD me próprio Celestino Oliveira re-
os pareceres jurídicos que diz A ruptura entre membros então secretário passou a as- mo secretário não correspon- negue esse espaço”. nunciar ao cargo, ou de lhe
ter em mãos (do Departa- do executivo da Junta de sumir o papel de mero vogal dia”. Por seu turno Celestino Entretanto, lança para a ser retirada a confiança políti-
mento Jurídico da Câmara Abade Vermoim concretizou- da Junta. alega que o presidente o “fogueira” os pareceres jurídi- ca. Segundo o autarca o ex-
Municipal, do Tribunal de se em Maio de 2007, altura Costa e Silva atribui a me- mantinha à margem da ges- cos que diz ter em sua posse, secretário terá recusado a
tão da Junta, situação com a do IGAL Tribunal de Contas: primeira alternativa, não lhe
qual recusou compactuar e “perante os documentos que restando outra alternativa que
que acabou por lhe custar a tenho em minha posse eu não dar cumprimento à segunda.
exclusão. tenho quaisquer dúvidas que Definindo Celestino Olivei-
o actual presidente da Junta ra como uma “pessoa muito
CELESTINO vai acabar por perder o man- isolada” e que cria conflitos
DIZ-SE “USADO” dato. Só não sei quando. Não por todas as instituições por
se isto até se arrastará mas onde passa, Costa e Silva
À conversa com O Povo não tenho dúvidas que aca- desvaloriza totalmente a via-
Famalicense, Celestino Oli- bará por perder o mandato, a bilidade de uma candidatura
veira refere que já em 2001 foi não ser que neste país as leis sua à Junta. Considera que
protagonista na “luta” política, sejam só um pano de fundo”. não conseguirá obter os
e que sentiu uma “mudança Neste contexto Celestino Oli- apoios necessários, sequer
de postura” no presidente veira salienta que o PSD po- para elaboração de lista. En-
após a vitória nas eleições de derá ter que encontrar neces- tende ainda que muito menos
2005. “Como eu não sou pes- sariamente uma alternativa, e contará com o apoio do PSD,
soa para aceitar passiva- adianta que considera que há partido no qual se terá filiado
mente essa situação disse “abertura”. O candidato a can- por intervenção do próprio
um basta. Ou vamos pôr isto didato refere ainda que tam- Costa e Silva. Apesar de con-
a funcionar como deve ser, eu bém já tomou diligências para vencido que esta candidatura
tenho o meu espaço, e o sen- que o próprio PSD analise a não tem pernas para andar, e
hor o seu, ou então alguma situação da Junta de Abade de ainda não ter decidido, se-
coisa terá que acontecer. E a- Vermoim, dando conheci- quer, se se recandidata em
conteceu. Houve desde aí mento à Comissão Nacional 2009, não se mostra preocu-
uma actividade intensa no de Jurisdição do partido. pado com a possibilidade de
sentido de me afastar da Relativamente ao boletim ter o seu ex-secretário como
Junta de Freguesia por parte distribuído à população, Ce- opositor.
do presidente da Junta. Com- lestino Oliveira diz que tem O autarca descredibiliza,
binando com o presidente da sentido alguns apoios, nome- entretanto, as convicções po-
Assembleia de Freguesia, e adamente de pessoas ligadas líticas do seu ex-secretário,
com a intervenção de tercei- aos órgãos autárquicos na que segundo ele já militou e
ros que prefiro não citar, con- oposição, pelo que considera foi candidato pelo PS em An-
seguiu de certo modo isolar- que não lhe será difícil consti- tas e sublinha mesmo que
me politicamente”, explica o tuir equipa e colher a simpatia este comportamento é obses-
ex-secretário. O conflito cul- dos eleitores. sivo: “ele quer cegamente ser
minou com a retirada da con- presidente da Junta”.
fiança política, passando Ce- AUTARCA ALEGA Segundo o presidente da
lestino a assumir o papel de QUEBRA Junta de Abade Vermoim Ce-
vogal da Junta. DE CONFIANÇA lestino Oliveira continua a
Afirmando ter em posse participar nas reuniões da
pareceres que reprovam cer- Costa e Silva atribui por Junta num estilo de “provoca-
tos trâmites da gestão de sua vez esta situação extre- ção”. “Mas eu não reajo a pro-
Costa e Silva, tendo recebido ma à postura de Celestino vocações”, adverte.
o último (da Câmara Munici- Oliveira que, frisa, não lhe ins-
SANDRA RIBEIRO GONÇALVES
12 De 12 a 18 de Fevereiro de 2008
O Povo Famalicense, 12 de Fevereiro de 2008 - 1.ª PUBLICAÇÃO

Famalicão

Formação sobre a
Juízos de Competência Cível de Vila Nova de Famalicão
1º Juízo Cível
Av. Eng. Pinheiro Braga, N.º 1000 – 4764-501 Vila Nova de Famalicão
Quaresma “une” sete
Telef: 252 303 510 Fax: 525 322 002 Mais: Correio@vnfamalicao.civ.mj.pt
paróquias do arciprestado
ANÚNCIO
Processo: 2217/07.8TJVNF Divórcio Litigioso
N/Referência: 11888424 Data: 16-11-2007
Autor: Teresa Maria Silva Veloso
Réu: Fernando José Silva Azevedo

Nos autos acima identificados, correm éditos de 30 dias, contados da data da se-
gunda e última publicaçãoi deste anúncio, citando:
Réu: Fernando José Silva Azevedo, filho, nacional de Portugal, NIF - 194684890, BI -
9291294, domicílio: Rua da Igreja, 64, Vale S. Cosme, 4760-000 Vila Nova de Famalicão
com última residência conhecida na morada indicada para, no prazo de 30 dias, decorri-
do que seja o dos éditos, contestar, querendo, a acção, que em substância o pedido con-
siste em ser decretado o divórcio entre Autora e Réu, com culpa exlusiva deste, tudo como
melhor consta di duplicado da petição inicial que se encontra nesta secretaria, à disposição
do citando.
Fica advertido de que é orbigatória a constituição de mandatário judicial.

O Juiz de Direito
Eva Almeida

O Oficial de Justiça
António Manuel Silva Pereira
Desde o dia seis de Fe- Consequência da elevada lhes propostas de caminhos
* Solicita-se que na resposta seja indicada a referência deste documento. vereiro, liturgicamente cha- importância da Quaresma, no para uma vivência mais sóli-
* As férias judiciais decorrem de 22 de Dezembro a 3 de Janeiro; de domingo de Ramos à segunda-feira de mado de quarta-feira de Cin- dia 8 de Fevereiro, Sexta – da, verdadeira e comprometi-
Páscoa e de 1 a 31 de Agosto.
* * Nos termos do art.º 32º do CPC é obrigatória a constituição de advogado nas causas da competência de zas, que estamos a viver um feira, realizou-se no salão da da Quaresma.
tribunais com alçada, em que seja admissível recurso ordinário; nas causas em que seja admissível recurso, dos tempos mais fortes e im- paroquial de Esmeriz uma Terminados todos os es-
independentemente do valor; nos recursos e nas causas propostas nos tribunais superiores.
portantes na vida dos cris- formação, acerca deste te- clarecimentos e após terem
tãos, a Quaresma. ma. Este momento de es- sido colocadas todas as dúvi-
A Quaresma são os 40 clarecimento dirigia-se a to- das, tomou a palavra o padre
dias que antecedem a grande dos os elementos dos movi- Mário Martins, pároco da pa-
festa da Ressurreição de mentos das sete paróquias róquia que “acolheu” esta for-
Jesus, ou seja, a Páscoa. Es- envolvidas, isto é, Esmeriz, mação, e traduziu o que se
te é um tempo de conversão Cabeçudos, Palmeira, Ca- passou neste encontro de for-
espiritual, penitência e luto lendário, Brufe, Cavalões e mação dizendo que este foi
(simbolizados, liturgica- Stº. Adrião. Todos os partici- “um momento bastante pro-
mente, pela cor roxa) em que pantes foram bastante moti- fundo”, opinião que foi parti-
todos os cristãos dão mais vados pelo à-vontade e a di- lhada e aplaudida por todos.
relevo ao jejum, à oração e à versão do orientador desta
esmola, esta não em termos formação, o Padre Rui Al-
monetários mas relativa à berto (padre Salesiano), que
doação ao próximo. os ajudou bastante, dando-

1 de Março

Casa do Professor
promove passeio a Vila Flôr
A Casa do Professor de do) com o seguinte itinerário: A concentração será junto
Vila Nova de Famalicão vai Vila Nova de Famalicão; Ré- à Câmara pelas 7h45 horas.
realizar um passeio, no pró- gua; S. João da Pesqueira; As inscrições podem ser fei-
ximo dia 1 de Março (Sába- Vila Nova de Foz Côa; Po- tas na Casa do Professor
cinho; Torre de Moncorvo (al- (Centro Comercial Galiza)
moço);Vila Flor; Mirandela; e até ao dia 25 de Fevereiro.
regresso a Vila Nova de
Famalicão..
De 12 a 18 de Fevereiro de 2008
13
Distritais de Jovens de Xadrez

Famalicenses obtêm 2 títulos e 5 vice-títulos distritais


Nos passados dias 2, 3, 4 NXVSC) obteve o 1.ºlugar e- Nos Sub-16, Nelson Tor-
e 6 de Fevereiro realizaram- xaqueo no Distrital Sub-10 a res (NXVSC) sagrou-se Vice-
se as Finais Distritais de Jo- par de Bruno Ribeiro (A.M. Campeão Distrital ex-aqueo
vens 2008 nas instalações do A.S-Guimarães), totalizando com Joana Ribeiro (A.M.A.S-
Museu Alberto Sampaio (Gui- 6 vitórias e 1 derrota. Após um Guimarães) denotando o bom
marães). match de desempate de par- momento de forma que atr-
O Núcleo Xadrez Vale S. tidas semi-rápidas o título de- avessa. João Ribeiro (Operá-
Cosme – Didáxis fez-se re- cidiu-se a favor de Bruno rio F.C.), cedendo apenas
presentar por 12 atletas, dis- Ribeiro, actual Campeão dois empates, não deu hipó-
tribuídos pelos escalões Sub Nacional Semi-Rápidas. teses à “concorência” com
10, 12, 14, 16, 18 e Sub-20 Desta forma, estes dois jo- vantagem de 1,5 pontos so-
com 8 participantes de cada gadores afirmam-se como bre os segundos classifica-
escalão, excepto nos Sub-20 certezas do Xadrez Jovem dos. Alice Marinho, João Cruz
que contou com a partici- Nacional. e João Veloso (NXVSC) clas-
pação de 6 atletas. Nos Sub-12, Inês Macha- sifica-ram-se em 6º, 7º e 8º lu-
Ivo Dias (Núcleo de do Oliveira (NXVSC) obteve gares, respectivamente.
Xadrez de Vale S.Cosme - um brilhante 2º lugar, tota-l- No Torneio Sub 18, Cata-
izando 6 vitórias e apenas rina Cunha e Cláudio Rafael
uma derrota com o grande Silva (NXVSC) alcançaram o
vencedor que acabou por ser 3º e 4º lugares, respectiva-
José Pedro Neves (G.X.Vila mente. Carlos Novais (A.M.
Pouca-Guimarães) que ven- A.S-Guimarães) sagrou-se
ceu com mais meio ponto, to- vencedor com relativa facili-
talizando 6 vitórias e um em- dade, cedendo apenas um
pate em 7 jogos. empate e obtendo 6 vitórias
Nos Sub-14, Ana Meireles em 7 jogos.
(A.M.A.S-Guimarães) gan- Finalmente, no Campe-
hou com relativa naturalidade onato Distrital Sub-20, Duarte
este campeonato obtendo 5 Ribeiro (Operário F.C.) sur-
vitórias e 2 empates. Rui preendeu “tudo e todos” al-
Pedro Gomes (NXVSC) oi a cançando o mais desejado tí-
grande surpresa deste Tor- tulo jovem cedendo um em-
neio, sagrando-se Vice-Cam- pate e obtendo 4 vitórias em 6
peão Distrital ficando apenas jogos. Rui Miguel Gomes
a meio ponto do tão almejado (Operário F.C.), no seu re-
título (5 vitórias e 2 derrotas). gresso à alta competição,
Luís Miguel Neves da Silva obteve o vice-título. César
(NXVSC) classificou-se em 6º Costa (NXVSC) classificou-
lugar ex-aqueo e Manuel An- se em 4º lugar, totalizando 2
tunes (NXVSC) em 8º lugar. pontos.

Associação
Desportiva Ninense
pondera recorrer
à justiça
“Somos um clube ho-
nesto e respeitador. Não
pactuamos com menti-
ras e injustiças. Mere-
cemos respeito!”. Foram
estas as principais pala-
vras de ordem ouvidas
no plenário da Associa-
ção Desportiva Ninense
promovido na passada
sexta-feira e motivado
por alegadas decisões
discriminatórias da equi-
pa a militar nod distritais, um campeonato organizado pela
Associaçãod e Futebol de Braga.
Ao todos comparecem 120 sócios, um número considera-
do expressivo para uma colectividade de uma freguesia.
Neste plenário, muito participado, os associados aplaudiram
todos os procedimentos efectuados pela direcção, afirmando
que a associaçãp terá que recorrer inclusive a mecanismos ju-
rídicos para repor a justiça. “Temos que ser ouvidos, porque a
palavra que imperou até ao momento foi a falsidade, de al-
guém que pensa ter a faca e o queijo na mão”, diz-se em nota
enviada à imprensa. O mesmo comunicado diz ainda: “a ver-
dade tem de vir ao de cima. Não somos uns coitadinhos que
nos acobardamos! Temos dignidade e não admitimos a men-
tira!”.
14 De 12 a 18 de Fevereiro de 2008

Monte de Santa Catarina:


lixo continua a contaminar o espaço verde
VEREADOR DO AMBIENTE DIZ QUE CADA CIDADÃO
TEM QUE TOMAR PARTE ACTIVA NA DENÚNCIA DESTES ATENTADOS
Triste sina a do Monte de ponsabilidade de cada um na
Santa Catarina, em Calen- denúncia dos casos de que
dário. Este que é um dos es- tenha conhecimento. José
paços verdes mais nobres do Santos lamenta, contudo, que
concelho é, como se avalia este seja um comportamento
pelas fotografias, local privile- “muito raro”.
giado para a deposição do Em todo o caso, algumas
mais variado tipo lixo. denúncias feitas junto do de-
O facto de ser um local partamento, para além das
ermo, longo dos olhares de situações que os próprios téc-
terceiros, convida cidadãos nicos e funcionários apuram
com muito pouco respeito pe- no terreno, têm permitido que
la natureza, e pelo espaço pú- algumas ilegalidades cometi-
blico, a depositarem por a- das contra o ambiente sejam
quelas matas os mais diverso devidamente punidas.
tipo de objectos obsoletos. Segundo o vereador do
Por ali se encontram coisas Ambiente “quase todos os
como televisões velhas, dias” são abertos processos
louças de casa de banho par- de contra-ordenação, respei-
tidas, latas de tintas e dilu- tantes a situações de maior
entes, entre outras coisas gravidade, ou tão simples-
menos volumosas mas igual- mente àquelas que se pren-
mente pouco próprias de uma dem com as regras estabele-
zona verde. cidas na recolha de resíduos
Na impossibilidade de “po- sólidos e que, admite, são vul-
liciar” uma zona como esta, garmente violadas.
resta-nos a todos ter a espe- No caso concreto da de-
rança de que os cidadãos se- posição de lixos em zonas
jam parte activa na denúncia verdes José Santos adianta
de situações de crime ambi- que, uma vez identificado o
ental, assim como na preser- infractor, podem ser seguidas
vação escrupulosa da natu- duas vias: a intimação para
reza. Isso mesmo salienta o retirá-lo do local ou a aplica-
vereador do Ambiente da Câ- ção duma pena de multa. Na
mara Municipal, José Santos, maior parte dos casos, acres-
contactado por este semaná- centa, o infractor acede à reti-
rio. O responsável autárquico rada do lixo que inadvertida-
frisa que a eliminação daque- mente abandonou em local
le tipo de comportamentos a- impróprio.
tentatórios contra o meio am-
S.R.G.
biente passa muito pela res-

Sessão desta quinta-feira traz à cena filme de Wim Wenders

“Estrela Solitária” nas Noites do Cineclube


O Cineclube de Joane Solitária” retrata a vida de glória da Sétima Arte, hoje, só droga e mulheres. Até que um
propõe para esta quinta-feira, Howard Spence. Já teve dias consegue papéis secundá- dia descobre que pode ter um
dia 14 de Fevereiro, um filme melhores. Outrora herói em rios. A sua vida é solitária e filho de que desconhecia a
de Wim Wenders. “Estrela grandes westerns, esta ex- afoga o desgosto em álcool, existência. Essa possibili-
dade acende uma luz de es-
perança em Howard, que
parte à procura do filho ou da
filha. Ao refazer os passos do
passado, reencontra Dore-
en, uma mulher que amou, e
Earl, o seu filho cantor, que já
não precisa de um pai...
"Estrela Solitária" marca o
regresso da colaboração en-
tre Wim Wenders e o escritor
e argumentista Sam She-
pard, mais de vinte anos de-
pois de assinarem juntos um
dos mais belos filmes do ci-
nema contemporâneo: "Pa-
ris.Texas".
Desta vez, Shepard as-
sume também o papel do
protagonista.
De 12 a 18 de Fevereiro de 2008
15
Liberdade Futebol Clube Pela preservação do Serviço Nacional de Saúde

Tânia Silva sagra-se Bloco recolheu assinaturas


vice-campeã nacional junto ao Hospital
Tânia Silva, atleta do Li- se que Tânia Silva, logo no um perc urso de vitórias inve-
berdade Futebol Clube, de primeiro ano de Sub-23, já jável. Em 2007, ainda como
Calendário, sagrou-se vice- conquistou em Janeiro o títu- junior, ocupou o terceiro lugar
campeã nacional de Sub-23 lo de campeã distrital nos 800 do pódio no Campeonato Na-
Esperanças na distância de e 1500 metros, também em cional de Juniores, assim
800 metros na Pista de Alco- pista coberta. como no Campeonato Nacio-
baça. A atleta do Liberdade nal de Sub-23, os dois ao ar
A conquista da atleta fa- Futebol Clube desde há mui- livre.
malicense teve lugar no pas- to tempo vem confirmando a
sado fim-de-semana. Refira- sua qualidade atlética, tendo

Delegação de Pedome

Bento de Jesus Caraça


promove novos cursos
A Escola Profissional Ben- cessário ter escolaridade Qualificação Profissional de
to de Jesus Caraça, coms entre o quarto e o nono ano, nível III.
ede na freguesia de Pedome, sendo que findo o curso é cer- As inscrições já estão a- O Bloco de Esquerda de pessoas que assinaram a seus serviços. Os “bloquis-
vai lançar um conjunto de cur- tificado o 9.º anoi de escolari- bertas, podendo os interes- Vila Nova de Famalicão reali- petição mostra a justeza des- tas” consideram que ”a de-
sos em regime nocturno no dade e Qualificação Profis- sados dirigir-se à sede da es- zou, na tarde do passado ta iniciativa e o grande des- missão de Correia de Cam-
âmbito do programa Novas sional de nível II. cola profissional à Rua da sábado, uma acção de reco- contentamento da população pos não traz alteração a este
Oportunidades. Os cursos ao nível do 12.º Escola, em Pedome. Podem lha de assinaturas em defesa em relação ás medidas que cená-rio”, sendo que por isso
Ao nível do novo ano de ano são nas áreas de Tecnico ainda ser requeridas infor- do Serviço Nacional de Saú- este governo tem executado” o Bloco está empenhado “no
escolaridade a Bento de Je- Administrativo, Técnico de mações adicionais através do d-e, junto ao Hospital de S. Refira-se que esta acção apoio a uma campanha na-
sus Caraça irá fornecer cur- Informática-Sistemas e Téc- telefone 252 906 658, ou a- Jo-ão de Deus. decorre na iniciativa de âm- cional pelo acesso universal
sos de Operador de Infor- nico de Logística. Exige-se través do e-mail direccao.pe- Segundo declara a estru- bito nacional promovida pelo a um serviço nacional de saú-
mática, Operador de Ar- habilitações entre o 9.º e o dome@epbjc.pt. tura concelhia em nota envia- Bloco de Esquerda no senti- de gratuito, moderno e com-
mazenagem e de Empregado 12.º ano. Findo o curso o da às redacções, “a receptivi- do de defender o Serviço petente”.
Comercial. Para estes é ne- aluno obtém o 12.º ano e dade das largas dezenas de Nacional de Saúde e todos os
O Povo Famalicense, 12 de Fevereiro de 2008 - 1.ª PUBLICAÇÃO
O Povo Famalicense, 12 de Fevereiro de 2008 - 2.ª PUBLICAÇÃO

Juízos de Competência Cível de Vila Nova de Famalicão Juízos de Competência Cível de Vila Nova de Famalicão
1º Juízo Cível 2º Juízo Cível
Av. Eng. Pinheiro Braga, N.º 1000 – 4764-501 Vila Nova de Famalicão Av. Eng. Pinheiro Braga, N.º 1000 – 4764-501 Vila Nova de Famalicão
Telef: 252 303 510 Fax: 525 322 002 Mais: Correio@vnfamalicao.civ.mj.pt Telef: 252 303 510 Fax: 525 322 002 Mais: Correio@vnfamalicao.civ.mj.pt

ANÚNCIO ANÚNCIO
Processo: 2001/03.8TJVNF Execução Ordinária Processo: 3327/04.9TJVNF-A
N/Referência: 1942091 Data: 22-01-2008 Inventário / Partilha de Bens em Casos Especiais
Exequente: Firmino Santos Araújo N/Referência: 1947101 Data: 28-01-2008
Executado: Mário Jorge Araújo Mesquita Silva, residente no lugar de Cabeça de Casal: Luísa Cunha Carvalho
Toledo, Fradelos, Vila Nova de Famalicão Requerido: João Carlos Faria Oliveira

EVA DULCINEIA REBELO DE ALMEIA, Juiz de Direito do 1º Juízo Cível deste Tribunal: Nos autos acima identificados, correm éditos de 30 dias, contados da data da se-
gunda e última publicação do anúncio, citando o interessado Requerido: João Carlos
FAZ SABER QUE, correm édito de 20 dias para citação dos credores desconhecidos que Faria Oliveira, domicílio: Rua Padre Avelino Costa N.º 64, Ruivães, 4760-000 V. N.
gozem de garantia real sobre os bens penhorados ao)s) executado (s) abaixo indicados, Famalicão, sendo a indicada a última residência conhecida, para termos do inventário e
para reclamarem o pagamento dos respectivos créditos pelo produto de tais bens, no de que corre o prazo de 30 dias, findo que seja o dos éditos, para querendo, deduzir
prazo de 15 dias, findo o dos éditos, que se começará a contar da segunda e última pub-
oposição ao inventário, impugnar a competência do cabeça de Casal ou as indicações
licação do anúncio.
constantes das suas declarações.
Bem penhorado: Fica advertido de que só é obrigatória a constituição de advogado caso se suscitem ou
“Edifício destinado a armazém de rés-do-chão em tijolo e coberto com de pré-esforçado, discutam questões de direito e ainda em sede de recurso.
sito no lugar de Toledo, freguesia de Fradelos, concelho de Vila Nova de Famalicão, não de-
scrito na Conservatória do Registo Predial de Vila Nova de Famalicão e inscrito na matriz re- O Juiz de Direito
Dra. Mafalda Bravo Correia
spectiva sob o artº 546º”.
O Oficial de Justiça
Data de Penhora: 21/10/2004 Eugénia Silva

A Juiz de Direito * Solicita-se que na resposta seja indicada a referência deste documento.
Eva Almeida * Nos termos do art.º 32º do CPC n.º 1 alínea c) é obrigatória a constituição de advogado nos
recursos. E nos termos do n.º 3 daquele normativo, nos inventários, seja qual for a sua natureza
A Oficial de Justiça ou valor, só é obrigatória a intervenção de advogado para se suscitarem ou discutirem questões
Alzira Ferreira de direito.
16 De 12 a 18 de Fevereiro de 2008

Infantis A

Famalicenses vencem Vizela e isolam-se no 3.º lugar


Para o jogo corresponden- muito rápidas, com o Famali- a formação do Famalicão foi
te á 12ª jornada os Infantis A cão a dar muitos espaços pa- superior e desta vez foi o
do Futebol Clube de Famali- ra estes surgirem muitas ve- guardião Ferreira a mostrar-
cão (FCF) deslocaram-se ao zes em situação de perigo se intransponível. E como
terreno do Futebol Clube de frente à baliza. quem não marca sofre o Vize-
Vizela (4ºclassificado), para Apesar disso seria o Fa- la viu mais uma vez a sua de-
um jogo que já se previa ser malicão a inaugurar o marca- fesa a falhar aos sete minu-
de grande dificuldade para as dor por intermédio de Paneira tos. O famalicense Diogo
duas formações. aos nove minutos e efectuar Lobo cruza para Nuno Mon-
As duas equipas entraram um forte remate de fora da teiro frente ao guarda redes
concentradas no jogo mas se- área indefensável para o toca a bola por cima fazendo
riam os visitantes a acusar guarda redes do Vizela (0-1). um chapéu ,e aumentando a
mais nervosismo. O Vizela No minuto seguinte o Vizela, vantagem para 1-3.
demonstrou-se mais rápido em mais uma jogada rápida, A formação do Vizela não
nas transições defesa ata- chega á igualdade, estabele- se conformou e acentuou ain-
Famalicenses aumentaram vantagem com um “chapéu” ao guarda-redes do Vizela que, efectuando diagonais cendo o uma a um no mar- da mais a sua tendência ata-
cador. cante e forçou mesmo a e-
Durante todo o resto deste quipa visitante a recuar para
primeiro tempo o Vizela foi as sua metade do campo du-
sempre a equipa mais confi- rante o resto do segundo tem-
ante no ataque, mas na defe- po e segurar o resultado so-
sa do Famalicão estava Pe- bre grande pressão, até que
dro Veloso e o guarda-redes no minuto 24 o juiz da partida
Ricardo que fizeram a dife- assinala uma grande penali-
rença, anulando as intenções dade, que deixa muitas duvi-
do Vizela de passar à frente das aos dirigentes famali-
no marcador, e no minuto 30 censes, e o Vizela consegue
após um centro de Luís Pei- reduzir para 2-3 .
xoto a surgirem na área do Vi- Até ao final da partida foi
zela dois atletas com João um jogo de nervos dentro e
Lobo a ensaiar um remate fora do campo até ao juiz dar
que ao falhar acaba por enga- o apito final que tardava em
nar o guarda redes e em a- ser assinalado. Com estes
poio Cristiano a não falhar e a três pontos os Infantis A do
fazer o segundo para os fa- Famalicão isolam-se ainda
malicenses, indo assim as e- mais no terceiro lugar da ta-
quipas com o resultado de 1- bela deste campeonato distri-
2 para intervalo. tal de Infantis.
Para o segundo tempo o Na próxima semana irão
Famalicão entrou um pouco receber o Fair-Play para o úl-
menos nervoso mas a ten- timo jogo desta primeira volta,
dência atacante por parte do jogo este com significado es-
Vizela, como já era de espe- pecial para es-tes atletas do
rar ,manteve-se mas mais Famalicao.
uma vez no sector defensivo

Atleta do GRAC
vence
prova de Infantis

O atleta do Grupo Recreativo e Associativo de Cruz,


Francisco Rodrigues, venceu na prova de mil metros, na com-
petição Km jovem do norte de pista coberta,que se realizou no
passado domingo no Parque de Exposições de Braga.
O atleta famalicense venceu a prova da categoria de
Infantis, onde obteu um novo recorde regional.
De 12 a 18 de Fevereiro de 2008 17
Famalicense Atlético Clube: perderam pela margem mínima com o Futerbol Clube do Porto

Hóquei: Infantis jogaram “taco a taco”


com o Campeão Nacional
Os infantis de hóquei do fase seguinte. a vitória, consideram técnicos
Famalicense Atlético Clube Ainda os infantis, deslo- e dirigentes.
(FAC) estiveram muito bem e caram-se a meio da semana Ao intervalo os séniores do
quase surpreenderam o cam- às Taipas e venceram por 8-3 FAC já perdiam por 2-0 e o
peão nacional, Futebol Clube com alguma facilidade, num Carvalhos chegou ao 5-0. A
do Porto (FCP). A equipa fa- jogo em atraso a contar para menos de dois minutos do fi-
malicense perdeu por uma a taça do Minho. nal a formação famalicense
escassa margem, 2-1, mas Para a semana, na quarta marcou o golo de honra, me-
fez uma grande exibição. jornada do campeonato na- recido sobretudo pelo empe-
Ainda assustaram o adver- cional, os infantis do FAC re- nho. A vitória do Carvalhos é
sário quando a meio da pri- cebem o Infante de Sagres. incontestável, numa equipa
m e i r a pa r t e d o e n c o n t r o Os juniores do hóquei tam- que é forte candidata à subida
quando se colocaram a ven- bém estiveram muito bem no de divisão.
cer. Mas o Porto conseguiu o jogo contra o Fão. Controla- No voleibol, a equipa se-
empate ainda antes do inter- ram o jogo do princípio ao fim nior venceu o segundo jogo
valo. e venceram por 7-1. do nacional e vai na terceira
Na segunda parte, o Porto Ao intervalo já venciam por consecutiva. O primeiro ob-
foi mais forte e marcou mais 5 a zero, o que demonstra que jectivo desta equipa nesta fa-
um golo, no entanto para téc- quando a equipa joga con- se do campeonato é o quarto
nicos e dirigentes o empate centrada é muito forte. Para a lugar e neste momento lidera
também se ajustava bem semana tem uma deslocação a classificação.
àquilo que sucedeu dentro do muito difícil a Braga e precisa No jogo frente ao SENA de O jogo foi equilibrado e a nono lugar da geral do cam- cebem o Infante, às 17 horas
campo, com os infantis do de mostrar a atitude de hoje Seia a equipa famalicense diferença fez-se nas muitas peonato regional. Aguardam os seniores de voleibol re-
FAC a defrontarem “taco a para manter as aspirações ao entrou mal em todos os sets falhas de serviço do adversá- agora o sorteio do nacional cebem o Grupo Desportivo
taco” a equipa campeã na- título regional. mas conseguiu sempre dar a rio e que as atletas do FAC que se realiza no dia 22 deste André Resende (Évora). Ain-
cional. A equipa senior de hóquei volta aos mesmos e venceu souberam aproveitar. mês. da no sábado, às 21 horas, os
Com a vontade demons- deslocou-se por sua vez aos por difíceis 3-0 com o último Os juvenis deslocaram-se Para a semana o FAC tem seniores de hóquei recebem
trada, esta equipa pode lutar Carvalhos e perdeu por claros set a definir-se nas vantagens a Gondomar e perderam por um Sábado preenchido no o Limianos.
pelo terceiro lugar e conse- 5-1. A equipa líder do campe- (26-24) e no qual o SENA es- 3-2 com o Ala local. Com este Pavilhão Municipal. Às 15
quente apuramento para a onato foi mais forte e mereceu teve a vencer por 12-4. resultado classificaram-se no horas os infantis do hóquei re-
18 De 12 a 18 de Fevereiro de 2008

Santander Totta
abre nova agência na vila de Ribeirão
O Banco Santander Totta 2007 os eu 150.º aniversário, nas áreas da protecção do
inaugurou mais um balcão em está representado em quatro ambiente e da solidariedade
Vila Nova de Famalicão. A vila dezenas de países e nos social”, disse, acrescentando
de Ribeirão é a contemplada cinco continentes, contando que contam ainda com inter-
com a nova agência, que foi no total com 66 milhões de venções na área da cultura,
inaugurada há cerca duma clientes, dez mil balcões, 130 saúde e desporto, isto com o
semana numa cerimónia que mil empregados e 2,4 milhões objectivo de “incentivar a par-
contou com a presença do de accionistas. Os números, ticipação dos nossos colabo-
Director Coordenador Norte, frisou, traduzem o poderia de radores em acções de cida-
Leite Maia. “um dos maiores bancos do dania e cooperação cívica”.
Segundo este responsável mundo em capitalização bol- Considerado pelo sexto
este novo balcão “insere-se sista, tendo passado no final ano consecutivo, pela Euro-
no âmbito do programa de ex- de 2007 da 12.ª para a 9.ª money, a melhor instituição
pansão da rede comercial no posição” neste capítulo. bancária a operar em Portu-
concelho”, onde o Santander Assumindo-se como uma gal, e tendo conseguido deter
Totta passa a contar cm seis instituição bancária moderna o melhor “rating” desde Abril
balcões. e procurando constante- de 2006, o que segundo Leite
Leite Maia espera que esta mente a melhoria dos seus Maia “atesta a solidez do sei
nova Agência possa “conti- serviços, sublinhou Leite balanço, a sua capacidade de
nuar a contribuir para o de- Maia, o Santander Totta foi o geração de resultados, a qua-
senvolvimento da freguesia e primeiro grupo financeiro a lidade dos seus activos e a
do concelho e ir de encontro obter a certificação global de sua adequada política de ris-
às necessidades e exigências qualidade para todos os seus co”, o Santander Totta as-
dos diferentes segmentos de processos e actividades em Leite Maia, (Dir. Coordenador Norte), Graça Guerra (Dir. do Balcão de Ribeirão), Luis Costa (Gestor sume-se assim no panorama
clientes e de mercado”. Portugal. Passos que segun- de particulares), Joaquim Soares (Dir. Comercial) e Nuno Vieira (Subdirector da Agência de Ribeirão) bancário nacional.
O director salientou que do o director assumem a am- No lançamento de mais
neste momento a instituição bição de “ser o banco de refe- fundamentais e um dos pi- Este responsável adian- banco no mundo. “A nossa um balcão, que será dirigido
bancária conta em Portugal rência em qualidade de servi- lares em que o banco Santan- tou, todavia, que as enunci- política de responsabilidade por Marias Graça Guerra, o
com cerca de 1,8 milhões de ço e apoio ao cliente, o que der Totta assenta a sua ges- adas não são preocupações social e cooperativa, cujos as- director coordenador mos-
clientes, sustentados numa constitui, para nós, uma políti- tão”. Pressupostos que para única do grupo financeiro, pectos mais visíveis são a trou-se convencido de que
rede constituída de 700 bal- ca central, sendo a excelên- Leite Mais representam “um uma vez que a protecção am- nossa aposta na promoção esta nova aposta confirmará
cões e com aproximada- cia no atendimento, a proxim- compromisso de transparên- biental e a intervenção social do conhecimento e do ensino, mais um sucesso.
mente seis mil empregados. idade ao cliente, a simpatia e cia, boa gestão e apoio ao de- são também linhas que mar- através de uma forte ligação
O banco, que celebrou em a eficiência, preocupações senvolvimento”. cam o posicionamento do às universidade e também
De 12 a 18 de Fevereiro de 2008 19
Prova de resistência de karting

Lago Discount acolhe


históricos do automobilismo
O Lago Discount acolhe,
no dia 21 de Fevereiro, às
19h00, a “Terceira Resistên-
cia IKF”, organizada pelo In-
door Karting Famalicão e que
reunirá grandes nomes do
automobilismo, numa prova
de resistência de karting com
a duração de duas horas.
Paulo Marques, que contabi-
liza 14 participações consec-
utivas do exigente Paris (Lis-
boa)-Dakar, é um dos cabe-
ças-de-cartaz desta prova
que terá ainda nomes como
os de José Pedro Fontes, Jo-
sé Carlos Macedo, Miguel período prévio de 30 minutos metros quadrados de labirin-
Campos, João Barbosa ou de qualificação. Com as ins- tos), Bowling House (para
Sérgio Paiva. crições já encerradas, a pro- sentir as emoções de um jogo
A primeira pista de asfalto va será certamente um mo- que se crê ter sido inventado
coberta construída em Portu- mento de animada confrater- no Antigo Egipto), Kids Only
gal recebe, assim, uma prova nização entre os pilotos, com (o imaginário infantil na sua
que dará seguramente que evidentes ganhos para quem plenitude, num espaço de
falar, já que estarão em com- for assistir. brincadeira que propicia i-
petição várias gerações de O Indoor Karting Famali- gualmente aulas de karaté,
históricos do automobilismo cão está integrado no Fun dança e ginástica distribuídos
nacional. A “Terceira Resis- Park do Lago, que se assume por dois mil metros) e o Ber
tência IKF” será disputada cada vez mais como um lugar Ber (café-bar de ambiente
por equipas que, com turnos incontornável de divertimento marroquino) são alguns dos
de 15 minutos, tentarão al- da região: Laser Game locais que integram o con-
cançar o pódio – haverá um (paintball num espaço de 600 ceito.

Torneio de Karaté
Grupo Desportivo Estrela do Bonfim

Atleta de S. Mateus subiu


ao 1.º lugar do pódio

Realizou-se no passado til. João Miranda e Nuno Pinto guel Pinto e Daniel Rocha
dia 10 de Fevereiro, no Pavi- foram quintos classificados, que conseguiu um quinto
lhão Municipal da Póvoa de Márcia Pereira conseguiu o lugar. Na prova de kata infan-
Varzim, o I Torneio de Karate terceiro lugar e Diana Ribeiro til competiu Cristina Mon-
“Grupo Desportivo Estrela do preencheu mesmo o primeiro teiroque foi terceira classifi-
Bonfim”, organizado pela lugar no pódio. Nas provas de cada, e nas provas de inicia-
União Poveira de Karate. iniciados participou ainda dos competiram João Batista,
Neste torneio participando Ricardo Oliveira, que obteve que foi terceiro, e Miguel Di-
da Associação Desportiva de o quinto lugar em kata e ku- nis. Nas provas juvenis com-
S. Mateus, na prova de kata mite). petiram Andreia Silva e Ste-
pré-infantis Francisco Costa Da Escola de Karate de phanie Paiva. Renato Mon-
e Hugo Pinto, que se sagra- Delães competiram na prova teiro e António Oliveira parti-
ram ambos terceiros clasifi- de kata pré-infantis Helena ciparam na arbitragem deste
cados na prova de kata infan- Silva, Rui Castro, Hugo Mi- torneio.
20 De 12 a 18 de Fevereiro de 2008

Associação Amarcultura
vence concurso de máscaras do Carnaval de Barcelos
A Associação calenda- Com coreografias vari- siderou não atribuir qualquer
rense Projecto Amarcultura adas, como a divertida queda prémio a esta original maque-
venceu o concurso de más- sequencial em fileira (ver ta carnavalesca.
caras do Carnaval de Bar- foto), este grupo arrebatou o A Associação famalicense
celos que decorreu na noite muito público presente no aproveita para enviar um a-
do passado dia 4. Largo da Porta Nova. gradecimento aos Bombeiros
Dos cerca de 50 concor- Já no ano passado este Voluntários de Barcelos “pela
rentes, o eleito com o primeiro tema tinha sido a sensação gentileza em nos ter cedido
prémio foi o tema "A Bagun- no Carnaval famalicense, en- as suas instalações como
çada dos Dominós", fantasia volvendo o público em jogos e apoio, dada a relativa enver-
constituida por doze elemen- muita brincadeira. No entan- gadura das fantasias”.
tos vestidos de dominós. to, o júri famalicense con- Tendo vencido o primeiro
prémio do concurso a Amar-
cultura foi convidada de honra
Museu Soledade Malvar na abertura do corso carna-
valesco que no dia seguinte
percorreu as principais ruas

Exposição de Barcelos.

solidária Continental investe 50 milhões


Foi inaugurada no passado dia 2 de Fevereiro, no
Museu Soledade Malvar uma exposição de pintura in-
tegrada nas comemorações do Ano Novo Chinês.
em Lousado
A exposição conta com obras plásticas de 14 artistas A Continental Mabor pre- Investimento e Comércio Ex- as alterações previstas na u- acrescenta a este propósito
plásticos famalicenses, os quais muito gentilmente para-se para investir 50 mil- terno de Portugal) e prevê um nidade de Lousado, esper- que “ se se vier a concretizar
doaram as suas pinturas a esta nobre causa, revertendo hões de euros na sua fábrica aumento da produção na ga- amos atingir um aumento de este investimento, ele repre-
todas as vendas a favor do Departamento de Oncologia de pneus em Lousado, Fa- ma UHP (Muito Alta Perfor- produção de cerca de 2 mi- senta também um voto de
do Hospital de São João de Deus de Vila Nova de Fa- malicão, aumentando assim mance). lhões de pneus anuais”, expli- confiança na unidade portu-
malicão. a produtividade desta u- “Este investimento não é ca António Lopes Seabra, guesa, criando mais de 40
Esta iniciativa foi organizada pela Câmara Municipal nidade. apenas relevante para a nos- presidente da Continental postos de trabalho”.
de Famalicão, contando com o apoio do Lions Clube de O projecto foi apresentado sa unidade, mas é também Mabor de Lousado.
Vila Nova de Famalicão, responsável pela divulgação da à AICEP (Agência para o importante para o País. Com Este mesmo responsável
mesma, junto de toda a comunidade. O Lions foi também
o elo de ligação entre a Câmara Municipal e os respon-
sáveis pela Assistência Social do Hospital de Famalicão,
fomentando potenciais parcerias futuras em prol dos
mais necessitados.
O Lions Club envia um agradecimento especial ao
Carnaval em Esmeriz
responsável pelo Museu Soledade Malvar (Marco
Marlier), pelo empenho e dedicação demonstradas; aos
artistas plásticos que doaram as suas obras sem as
juntou pessoas dos 8 aos 80 anos
quais seria impossível levar a cabo esta iniciativa. A ex-
posição estará patente até ao próximo dia 14 de No passado dia 3 de Fevereiro, o salão paroquial de
Fevereiro. Esmeriz encheu para festejar mais um Carnaval. Nem o mau
tempo conseguiu demover a população, em especial as cri-
anças que não quiseram deixar de participar no já conheci-
do Carnaval de Esmeriz.
Durante a tarde reinou a música, a alegria e a diversão. A
iniciativa deve-se ao Grupo de Jovens da paróquia que or-
ganizou a festa marcada pela animação.
Embora este seja um Carnaval especialmente direc-
cionado para as crianças, o facto é que o salão paroquial de
Esmeriz se encheu de gentes de várias gerações, que assim
contribuiu para enriquecer o convívio. Desta forma o Grupo
de Jovens organizador do Carnaval de Esmeriz agradece e
envia os parabéns “a todos os esmerizenses pela forma
aderiram a mais um Carnaval”.
De 12 a 18 de Fevereiro de 2008 21
50 anos da morte de Álvaro Folhadela Marques

Machado Ruivo:
ser da UN não era cargo de poder
O advogado Machado ao trono de Salazar e gozava gia os vereadores. O presi- torista anarquista dentro de em oposição a actuações do Macedo, para seus vereado-
Ruivo é o único vereador so- de um enorme prestígio ina- dente da Câmara era nomea- um guião que permitia o non- Primeiro-ministro – Salazar, a res. “Dos anos de 1950 a 60,
brevivente das três equipas balável. Os irmãos Alves do pelo Governador-civil, sense e o riso. quem antes admirava”. quem esteve comigo (...) foi
municipais de Álvaro Mar- (também de Requião), o juiz quem lhe deu posse como De volta a Machado Ruivo, sempre Álvaro Marques, Dr.
ques, com ele conheceu a Armindo Alves, presidente da vereador foi o familiar e jurista porque o episódio da Revolu- MARCELISTA Armindo Alves, Dr. José Fo-
grande euforia com as colos- Câmara em 1957, e o médico José de Oliveira, pai de Luís ção de Maio é sustentado, lhadela de Oliveira, Adelino
sais obras do Estado Novo capitão Joaquim Alves eram Folhadela de Oliveira. quem o convidou para a UN Depois da mudança políti- Leitão. E em Lisboa os meus
como o projecto apresentado preponderantes, depois de Depois da Belle Époque e foi Armindo Alves. “Não me in- ca, Machado Ruivo era mar- colegas de acção católica
em público do novo edifício outro autarca em ascensão, de um can-can a esconder dicou para vereador, pois foi o celista: “Pergunta-me se fui foram – o Prof. Francisco Pe-
dos Paços do Concelho e os Francisco Alves, seu tio. Ál- fraldas das meninas da dan- próprio Presidente Álvaro Marcelista. Respondo que reira de Moura, Engº Sidónio
arruamentos sustentados no varo Marques reinava entre ça, o Teatro Progresso dava Marques que directa e pes- sim. Marcelo Caetano tinha Pais, Alçada Baptista, João
miolo da vila. Os jornalistas 1945 – 1957, era o edil acla- cartas em Famalicão, o avô soalmente me falou nisso”. ideias de que eu comungava Carlos Camossa Saldanha e
chamavam-lhe Cidade Nova. mado por todos. Mas o que t- de Álvaro Marques, Guilher- Havia uma ideologia subja- por inteiro, sobre o Ultramar, muitos outros...”
E para quem queria ser inter- inham em comum, a par de me Teixeira Folhadela, apos- cente. “Ser da UN não era sobre a liberdade, sobre a “Em Famalicão estive liga-
veniente numa altura política um tráfego de influências? tou na criação de eventos cargo de poder, o meu pro- fraternidade, sobre a acção do ao Dr. Ruben de Carvalho,
de euforia podia aderir à A resposta é simples e di- para desviar as companhias grama de vida foi estudado e social a desenvolver. Com ele Abílio Moreira, Joaquim La-
União Nacional (UN) apoian- recta: todos pertenceram aos de teatro, de música e de planeado com a minha mul- surgiu mais tarde a Primavera cerda (Administrador do
do quem estava na situação quadros da UN no concelho. dança que passavam ao largo her, ainda solteiros. Só. E Política (a esperança em Concelho) e era amigo do Dr.
ou quem andava pela oposi- Acreditavam num período para Braga , Guimarães e esse ideal era impeditivo de Portugal). Acreditei na mu- Lino Lima e do Dr. Bacelar a
ção no partido. A verdadeira que estava a ser conhecido Porto. Há quem sustente que servir cargos públicos, até dança e já admirava Marcelo q u e m r e s p e i ta v a , e c o m
forma de contestar estava, como Estado Novo, apoia- foi aí que Ricardo Malheiro porque o exercício da advo- Caetano como professor, lia o quem travei muitas conver-
porém, com a oposição de- vam a ascensão de Salazar fez formação de actor. Em cacia tinha regras a tal res- seu jornal, ligado ao professor sas, nomeadamente a pro-
mocrática, localmente apaga- com a trilogia Deus, Pátria e toda a sua carreira, quer peito, a que sempre obedeci”. e a colegas meus”. pósito das encíclicas papais
da. Família, os ideólogos fomen- como actor secundário, figuri- Foram as razões finan- É um ponto a relevar por- que o Dr. Armando Bacelar lia
Os grandes líderes locais, tavam a doutrina e Álvaro no ou aspirante a uma só ceiras e a família que pe- que, depois de Marcelo com muito interesse”.
desde a Revolução do 28 de Marques emergiu como figura cena, ele veio a brilhar, ao in- saram, ao lado de uma políti- Caetano, a UN passou a ser Um pormenor que marcou
Maio de 1926, acompanha- local populista e de relevo, tegrar o elenco do filme ca situacionista de maior rele- ANP – Acção Nacional Po- o percurso do advogado
vam a situação. José Ro- marcando o partido. Admi- Revolução de Maio, exibido vo? – inquirimos. “Perguntar é pular. A Pide passou a DGS. E Machado Ruivo não aparece
drigues de Sá e Abreu (da nistrativamente era um sis- na homenagem nacional com fácil, mas responder se a UN outras mudanças que na na imprensa da época mas
família Abreu), jurisconsulto tema corporativista a assen- António – Pedro Vasconcelos teve, por vezes, maior pendor prática não trouxeram gran- deve ser citado. Quando fale-
da CGD, era um autarca tar numa estrutura criada, o a comentar o seu papel. o p o s i c i o n i s ta q u e s i t u a - des novidades. Augurava-se ceu Álvaro Marques, ninguém
saído da conturbada subida Conselho Municipal que ele- Ricardo Malheiro era um mo- cionista, não sei precisar. O uma nova política para o país. ousou substituí-lo, nem mes-
que sei é que alguns filiados A ANP depressa se estruturou mo o delegado de Governo,
destacaram-se no campo da também em Famalicão mas o vice-presidente e antigo ad-
oposição”. E prossegue: “Eu que interessa é desenvolver o miunistrador, Joaquim Lacer-
próprio após o final da II período de destaque de Ál- da. Foi o governador-civil a
Guerra Mundial (1945), antes varo Marques, ele próprio notificar que o substituto pro-
de vir para Famalicão estava líder da UN. visório, até se constituir nova
com os meus colegas e com- Ele ultrapassou as regras Câmara, era José Mário Ma-
panheiros da JUC, na Facul- e convidou Machado Ruivo, chado Ruivo.
dade de Direito em Lisboa, como já tinha falado com Abel
FILIPE OLIVEIRA

Sexta-feira

Lagense
agracia
sócios
O Grupo Desportivo
Lagense convoca todos os
seus associados para uma
Assembleia Geral que terá
lugar na próxima sexta-
feira (dia 15 de Fevereiro),
pelas 21h30.
A sessão tem como
principal objectivo a procla-
mação dos sócios hon-
orários de mérito e ben-
emérito a agraciar nas co-
memorações do cinquen-
tenário da fundação do
Grupo desportivo.
Haverá ainda um ponto
para discussão de assun-
tos de interesse da colec-
tividade.
22 De 12 a 18 de Fevereiro de 2008

VENDE-SE Liga Abelha Competition


Terreno c/ 1.820m2
(duas frentes)
VILARINHO (STO.TIRSO)
C/ Projecto
Equipa famalicense
GABINETE DE APOIO A CANDIDATURAS AO QREN aprovado p/ construção
50 Mil Euros
Contacto: 919 660 229
no 2.º lugar
A ACIF tem ao seu dispor um gabinete de apoio a candidaturas ao Quadro de
Referência Estratégico Nacional (QREN), um sistema que almeja a qualificação dos por-
tugueses, o desenvolvimento económico e sócio-cultural, e a inovação, num quadro de
valorização da igualdade de oportunidades, para o período 2007-2013.
FARMÁCIAS
O QREN, que na região Norte disponibilizará 57,5 milhões de euros para as pequenas
DE SERVIÇO
De 12 a 18 de Fevereiro
e micro empresas, engloba candidaturas a vários sistemas de incentivos: à Investigação
e Desenvolvimento Tecnológico, à Inovação, e à Qualificação e Internacionalização de
Barbosa
PME (pequenas e médias empresas). Serviço . . . . . . . . . . . . . .16/02
As candidaturas aos Sistemas de Incentivos às PME já abriram e contam com o apoio Até às 22 horas . . . . . . .14/02
Telefone: 252 302120
da ACIF na sua elaboração. Para informações detalhadas pode dirigir-se às instalações
Calendário
da ACIF onde um técnico especializado procederá ao enquadramento do seu projecto.
Serviço . . . . . . . . . . . . . .13/02
Até às 22 horas . . . . . . .18/02
REGISTO NO CADASTRO COMERCIAL Telefone 252 373261 Realizou-se na passada Vila Nova de Famalicão, a
Cameira sexta-feira dia sete de Feve- formação do Restaurante
Servi;o . . . . . . . . . . . . . .17/02
O Cadastro Comercial tem como objectivo identificar e caracterizar os estabelecimen- reiro, a 13ª jornada da Liga Golde de Joane, levou de
Até às 22 horas . . . . . . .15/02
tos comerciais, tendo em vista o estabelecimento de uma base de informação capaz de Telefone: 252 323819 Abelha Competition época vencida com o resultado final
permitir a realização de estudos sobre o sector comercial. O registo no cadastro comercial Centra l 2007/2008. de 8 a 1 a formação dos Es-
é obrigatório, gratuito e do seu interesse. Serviço . . . . . . . . . .12 e 18/02 Uma das equipas repre- peranças 2002 Trofa.
Até às 22 horas . . . . . . . . . . . .
São objecto de inscrição obrigatória no cadastro comercial: sentativas do concelho de A formação Joanense,
Telefone: 252 323214
• a abertura e encerramento do estabelecimento comercial, ocupa neste momento o 2º
• a alteração da actividade exercida no estabelecimento comercial Nogueira lugar da tabela classificativa
Serviço . . . . . . . . . . . . . 14/02 VENDO TERRENO
• a mudança de titular, do nome ou de insígnia do estabelecimento comercial. da Liga Abelha Competition
Até às 22 horas . . . . . . .12/02 CALENDÁRIO
A inscrição deve ser efectuada no prazo de 30 dias desde a data da ocorrência de qual- Telefone: 252 314980 (série B) época 2007/2008.
620 M2.
quer destes factos referidos. Valongo TEL: 917 591 739
O requerimento de inscrição deve ser acompanhado de NIPC ou NIF (caso seja em- Serviço . . . . . . . . . . . . . 15/02
presário em nome individual). Até às 22 horas . . . . . . .13/02
Telefone: 252 323294
Promova sem demora a necessária inscrição ou alteração desta, na ACIF.
Farmacia de Gavião
FEIRA DE STOCKS De Segunda a Sabado:
das 09:00 Horas ás 20:30
Horas
A Feira de Stocks organizada pela ACIF, que procura um maior encontro entre os con- Domingos e Feriados:
das 10:00 Horas ás 12h30
sumidores e os comerciantes, já que disponibiliza produtos a preços convidativos, não se Em serviço
realiza este ano por falta de adesão dos lojistas. Apesar da afluência dos consumidores de disponibilidade
nos últimos anos, esta iniciativa que caminhava para a quarta edição, não se efectua desta
feita.

ACÇÕES DE FORMAÇÃO 1.º TRIMESTRE 2008

Inscrições Abertas
Centro de Formação ACIF, Rua Senador Sousa Fernandes, n.º 19 - 1º
4760-164 Vila Nova de Famalicão
Tel / Fax: 252 315 095 * E-Mail: formacao@acif.pt

TELEFONES ÚTEIS
Hospital de Famalicão: 252 301 112
252 300 800 Bombeiros Famalicenses:
Hospital Riba d’Ave: 252 322 055
252 900 800 PSP: 252 373 375
Centro Saúde Famalicão: GNR : 252 501 360
252 330 230 Táxis Famalicenses: 252 311 642Taxitel: 252
Bombeiros Famalicão: 372 724
De 12 a 18 de Fevereiro de 2008
23
OPORTUNIDADE ÚNICA T3 + 1
C/ 150 M2
FAMALICÃO PROCURO
CASA PEQUENA
VENDE-SE
JUNTO À E.N. EM REQUIÃO.
SÓ 75.000 €! PASSA-SE CALL CENTER ADMITE
- OPERADORES DE TELEMARKETING
P/ ARRENDAR
TEL: 917 899 595 EM FAMALICÃO - ATÉ 150€
OU 252 373 717 DINÂMICA DA EMPRESA: TEL: 914 663 009
FORÇA DE VENDAS DE ALTA QUALIDADE
VENDE-SE T3 PASSA-SE 4 HORAS DIÁRIAS
C/ GARAGEM FECHADA CAFÉ – BAR, SNACK ORDENADO BASE: 300€ + COMISSÕES
NO CORAÇÃO DA CIDADE
EM RIBAÍNHO
CALENDÁRIO 85.000 €.
ALUGA-SE E ESPLANADA EXCELENTE OPORTUNIDADE
MARQUE ENTREVISTA: 252 301 080
RELAX
C/ MUITOS LUGARES.
TEL: 969 994 181 TEL: 915 461 295 ENTRADA IMEDIATA

ALUGA-SE T3
PRECISA-SE
PASSA-SE JOVEM CARINHOSA
VENDO LOJA R. AUG. CORREIA, 29 ANOS. ATENDE APARTAM.
LOJA DE FLORISTA PRIVADO, SEM PRESSAS.
CENTRO DA CIDADE. C/ APARCAMENTO
COND. INCLUÍDO 400 € EM DELÃES. IMPERMEABILIZADOR NÃO ATENDE Nº PRIVADO.
25 CORAÇÕES.
TEL: 912 271 687 TEL: 963 920 049 COM EXPERIÊNCIA MÍNIMA DE 5 ANOS EM TELAS
TEL: 914 904 464 TEL: 912 839 160
ASFÁLTICAS E PVC, COM CARTA CONDUÇÃO.
ALUGA-SE T2 AJUDANTE DE IMPERMEABILIZADOR SADE
VENDE-SE D. MARIA II ATÉ 20 ANOS C/S CARTA DE CONDUÇÃO,
EMPREGO MAIS UMA AMIGA
PAVILHÃO 300 €. C/S EXPERIÊNCIA NO RAMO. ATENDE HOMEM
TEL: 914 904 464 RESPOSTA A ESTE JORNAL AO Nº 355 DE BOM GOSTO
ÁREA COB. 1.300 M2 C/ ACESSÓRIOS.
+ ESCRIT. 230 M2. ALUGA-SE T2 +1 SENHORA REALIZO TODAS
PRECISA DE TRABALHO
SELECCIONAMOS 2 FUNCIONÁRIOS AS FANTASIAS.
EDF. JUNTO AVETEL.
CENTRO DA CIDADE PRATICANTE CABELEIREIRA PARA A ÁREA DA RESTAURAÇÃO M/F ACEITO
TODO REMODELADO.
COLABORADORA.
TEL: 917 553 341 300 €. COND. INCLUÍDO. PART TIME. - 1 COM EXPERIÊNCIA DE MESA E BAR
TEL: 911 057 424
TEL: 914 904 464 TEL: 919 504 879 - 1 COM OU SEM EXPERIÊNCIA
ORDENADO COMPATÍVEL
VENDO APARTAMENTO T2 ALUGA-SE T3 + 1 PRECISA-SE
SE NECESSÁRIO TAMBÉM FORNECEMOS CHEGOU A
EDF. VASCO DA GAMA BARÃO DA TROVISQUEIRA CABELEIREIRA/O
C/ INCLINO ATÉ AO FINAL PROFISSIONAL
ALOJAMENTO FAMALICÃO
C/ COND. INCLUÍDO.
DE 2008. 80 MIL EUROS. 325 € CENTRO DA CIDADE MARCAÇÃO DE ENTREVISTAS A BRASA
TEL: 967 068 492 TEL: 914 904 464 TEL: 961 78 78 01 PELO Nº 963 706 278 DAS BRASAS
ALUGA-SE T1 PRAZER
VENDE-SE TERRENO PRECISA-SE EMPRESA MULTINACIONAL RECRUTA EM REGIME
C/ APARCAMENTO,
AJUDANTE DE COZINHA PART-TIME / FULL-TIME A QUEIMAR.
EM CAVALÕES. 275 €
FA M A L I C Ã O TEL: 916 230 091
P/ RESTAURANTE.
TEL: 969 994 181 C/ CONDOMÍNIO INCLUÍDO
TEL: 969 994 181 TEL: 919 990 012 (5 VAGAS TELEFONISTAS) 916 349 050
COM OU SEM EXPERIÊNCIA
PRECISA-SE
VENDE-SE LUAZIR TÉCNICOS OFERECE-SE: ORDENADO BASE RESIDUAL SADE
- BOUÇA C/ 20.000 M2 AR CONDICIONADO. EXCELENTES COMISSÕES | FICHEIRO DE CLIENTES MAIS UMA AMIGA
BEM LOCALIZADA JUNTO SOC. MEDIAÇÃO EXIGE-SE: BOA DICÇÃO | DISPONIBILIDADE IMEDIATA
IMOBILIÁRIA
SUPER CLIMA, LDA.
252 492 652 CONTACTAR A PARTIR DAS 10H
ATENDE HOMEM
À ESTRADA MUNICIPAL TEL: 917 337 391
DE BOM GOSTO
- CAMPO C/ 18.000 M2 ALUGA ESCRITÓRIO ADMITE-SE SENHORA TOMA CONTA C/ ACESÓRIOS.
EM REQUIÃO C/ 120 M2 DE CRIANÇAS. REALIZO TODAS AS
TORNEIRO
1º ANDAR MECÂNICO
PERTO DA ROTUNDA DAS
POMBINHAS.
DIVERSOS FANTASIAS.
ALUGA-SE JUNTO ÀS PISCINAS EMPRESA TEL: 969 110 174
TEL: 911 057 424
ESCRITÓRIO MUNICIPAIS. METALOMECÂNICA
CENTRO DA CIDADE AR CONDICIONADO SEDIADA EM FAMALICÃO
C/ 100 M2
E AR CONDICIONADO PRETENDE CONTRATAR
TEL. 919 702 157 PARA OS SEUS QUADROS
TEL: 918 344 355 252 312 014 TORNEIRO MECÂNICO
C/ EXPERIÊNCIA
OFERECEMOS
VENDO T0 – GAVIÃO, ALUGA-SE T1
REMUNERAÇÃO
JUNTO AO AV. DE FRANÇA
COMPATÍVEL + PRÉMIOS
C/ COND. INCLUÍDO.
NOVO TRIBUNAL. 290 € CONTACTO: 917 827 681
TEL: 969 012 165 TEL: 914 904 464 (GUARDA-SE SIGILO)

VENDO CASA ALUGA-SE QUARTO DUPLO SENHORA PROCURA


CASA PARTICULAR, CENTRO DA EMPREGO P/ CUIDAR
C/ TERRENO GRANDE.
CIDADE A 2 RAPAZES/ RAPARI-
RUA DA AZENHA, DE IDOSOS OU CRIANÇAS,
GAS, C/ TV CABO, C/OU S/
RIBEIRÃO TRATAMENTO DE ROUPA. C/ EXPERIÊNCIA.
TEL: 252 317 823 TEL: 968 155 918 / 918 708 279 TEL: 966 071 361

ALUGO APARTAMENTO T1 PRECISA-SE


GAVIÃO QUARTO MOBILADO DE DISTRIBUIDORES
BOM NEGÓCIO. R. DR. ALBERTO SAMPAIO, E SUPERVISORES. TEMPO
FAMALICÃO. PARCIAL OU TEMPO INTEIRO.
VENDO MORADIA MUITO
TEL: 936 267 471 TEL: 938 903 299
SOALHEIRA EM
LOTEAMENTO C/ 3 SUITES, SENHORA AUXILIAR
DISPONHO DE QUARTO
COZINHA C/ 50 M2, SALA DE ENFERMAGEM C/ EXPER-
AV. 25 DE ABRIL
COMUM E CAVE C/ 200 M2. IÊNCIA A CUIDAR DE IDOSOS,
C/ TV E POSS. DE NET
MARQUE A SUA VISITA MUDA DE ROUPA SEMANAL.
OFERECE-SE P/ TRABALHAR
PELO Nº 919 581 650 NO PERÍODO NOCTURNO.
TEL: 918 129 725 TEL: 913 803 828

Похожие интересы