Вы находитесь на странице: 1из 18

1

MATEMÁTICA FINANCEIRA

Juros No estudo dos juros, devemos considerar os seguintes elementos:

Juro (j) : é a remuneração do capital. Capital (C): é a quantia monetária de uma transação financeira, em relação a um empréstimo ou um investimento. Tempo (t): é o número de períodos da transação financeira. Taxa de Juros (i): é o valor produzido numa unidade de tempo, representada como porcentagem do capital. Tem-se :

i

j

c

ou

i

j

c

100

A taxa de juros pode se apresentar na forma percentual (ex. 11%) ou na forma unitária ( ex. 0,11).

Forma Percentual

Transformação

Forma Unitária

20% a.m.

20/100

0,20 a.m.

3% a.a.

3/100

0,03 a.a.

13,5% a.m.

13,5/100

0,135 a.m.

Regimes de Capitalização

Regime de Juros Simples Regime de Juros Compostos Por definição, Juros Simples é aquele pago unicamente sobre o capital inicial ou principal e é diretamente proporcional a este capital e ao número de períodos em que este é aplicado, sendo o coeficiente de proporcionalidade, a taxa de juros (i), por período. No regime de Juros Compostos, que tem grande importância financeira, o juro gerado em um período será incorporado ao principal, passando a participar da geração de juros no período seguinte, Exemplo Capital de R$ 1 000,00 taxa de juro i = 10% a.m.

   

Juros Simples

 

Juros Compostos

Períodos

Juro por

Capital mais

Juro por

Capital mais

Período

Juros

Período

Juros

 

1 1000

x 0,1 = 100

1100

1000

x 0,1 = 100

1100

2 1000

x 0,1 = 100

1200

1100

x 0,1 = 110

1210

3 1000

x 0,1 = 100

1300

1210

x 0,1 = 121

1331

4 1000

x 0,1 = 100

1400

1331

x 0,1 = 133

1464

5 1000

x 0,1 = 100

1500

1464

x 0,1 = 146

1610

Juros Simples Em conformidade com a definição acima, os juros simples podem ser calculados por meio da fórmula:

J Cin

onde: j = juros simples c = capital inicial i = taxa de juros n= número de períodos

2

Exemplos: 1) Dado obtidos.

c = R$ 2 000,00,

J

2000,00

i = 20% a.a. e n= 4 anos, determine os juros

J

Cin

0,20

4

1600,00

2) Quanto rende um principal de R$ 15.000,00 aplicado durante 4 anos à taxa de 30%,

ao

semestre? Neste exemplo, considera-se 1 período o prazo de 1 semestre, pois é a unidade

de

tempo expressa na taxa.

c = R$ 15 000,00

i = 0,30 a.s.

n = 4 anos = 8 semestres

Definição:

onde: M = montante

j 15000,000,308 36000,00

Montante

M C J

C = capital inicial

J = são os juros produzidos, isto é: J Cin

Como:

M

M

C C

 

Cin J

então: M C1in

O fator (1+in) é chamado de fator de acumulação de capital a juros simples.

Exemplo: Qual é o montante obtido pelo capital de R$ 10 000,00, aplicado à taxa de juros de 25%a.a., durante 3 anos?

M

= ?

C

= R$ 10 000,00

i

= 25%a.a

n

= 3 anos

M 1000010,25317500

Exercícios

1. Um capital de R$ 80.000,00 ficou aplicado durante seis meses a 10% ao mês.

Calcule o montante no fim de 6 meses.

2. Quais os juros de um capital de R$ 185.000,00 aplicado a 6,5% ao mês durante 12 meses?

3. Qual o capital que aplicado à taxa de 15% ao semestre durante quatro semestres rendeu R$ 2.250,00 de juros?

4. A que taxa um capital de R$ 980,00 aplicado durante cinco meses rendeu R$ 249,90 de juros?

5. Durante quanto tempo um capital de R$ 1.000,00 ficou aplicado a 25% ao trimestre para render R$ 1.750,00 de juros?

Respostas:1) R$ 128000,00 (pelo regime de capitalização simples);

144.300,00

4) 5,1% ao mês

3) R$ 3.750,00

5) 7 trimestres

2)R$

3

Taxas Equivalentes

São aquelas que se referindo a períodos de tempos diferentes, aplicadas sobre

o mesmo capital, durante o mesmo prazo, produzem juros iguais.

Exemplo: Considerando o capital inicial de R$1 000,00 aplicado opcionalmente à taxa de 1% ao mês ou 12% ao ano, durante 3 anos, verificar a equivalência das taxas.

Aplicação 1

C = R$ 1 000,00

i

= 1% a.m.

n

= 3 anos = 36 meses

J

= Cin

J = 1 000,00 x 0,01 x 36 = R$ 360,00

Aplicação 2

C = R$ 1 000,00

i

= 12% a.a.

n

= 3 anos = 36 meses

J

= Cin

J = 1 000,00 x 0,12 x 3 = R$ 360,00

Como os juros produzidos nos dois casos são iguais, verificamos que as taxas são equivalentes. Vale acrescentar que em capitalização simples as taxas equivalentes são

também proporcionais.

Taxa Nominal e Taxa Efetiva

A taxa de juros contratada numa operação financeira chama-se taxa nominal. Essa

taxa nem sempre é igual à taxa efetiva, que é a taxa de rendimento que a operação financeira proporciona efetivamente. Isto acontece em razão de existirem obrigações, taxas, impostos ou comissões que comprometem os rendimentos ou oneram o pagamento de juros.

Exemplo: Um capitalista depositou R$ 200 000,00 num banco, a prazo fixo, por dois

meses, à taxa de 2% a.m.

Imposto de Renda, determinar:

Sabendo que, sobre os juros, incide uma taxa de 30% de

a) o valor dos juros;

b) o Imposto de Renda retido;

c) o valor líquido de resgate;

d) a taxa efetiva mensal do rendimento.

a) J

Cin

200000

0,02

2

8000

b) IR

0,30

8000

2400

 

c) bruto : M líquido :

Resgate

Resgate

208000 - 2400

C

J

 

200000

8000

208000

205600 (Montante efetivo)

4

d)

M

C 1

in

205600

205600

200000 1

1

2 i

i



2

200000

 

0,028

2i

 

i

0,028

2

0,014

taxa efetiva

Tipos de Juros Simples

de

rendimento 1,4% a. m.

Tendo em vista as transações financeiras operadas com prazos determinados por certo número de dias, então deparamos com os seguintes casos. Ano Civil: considerar 365 dias ou 366 dias para o ano bissexto. Ano Comercial: considerar 360 dias. Juro Simples Exato

Neste tipo de convenção a determinação do tempo é pelo ano civil (365 dias). Exemplo: Calcular o juro simples exato de R$ 20 000,00 à taxa de 12 % ao ano de 5 de abril a 10 de setembro do mesmo ano.

Cálculo do número de dias. a) pela contagem natural

abril

25 dias

maio

31 dias

junho

30 dias

julho

31 dias

agosto

31 dias

setembro

10 dias

Total

158 dias Juro Simples Ordinário ou Comercial

Neste tipo de convenção a regra adotada para a determinação do tempo é a do ano comercial (360 dias). Por convenção usa-se sempre juro comercial, a não ser quando é explicito o contrário.

Exemplo: Calcular o juro simples comercial de R$ 20 000,00 à taxa de 12 % ao ano de 5 de abril a 10 de setembro do mesmo ano.

Cálculo do número de dias.

abril maio a agosto setembro Total

abril maio a agosto setembro Total
abril maio a agosto setembro Total
abril maio a agosto setembro Total

25 dias

120 dias

10 dias

155 dias

Logo: J = Cin

J 200000

0,12

360

155

1033,33

J = R$ 1033,33

5

Juros Simples pela Regra dos Banqueiros

Neste tipo de juros simples devemos seguir a regra abaixo:

-Convenção do ano comercial na aplicação da fórmula de juros simples (ano de 360 dias).

-Convenção do ano civil para a contagem do número de dias (número exato de dias).

Exemplo: Calcular o juro simples pela regra dos banqueiros de R$ 20000,00 à taxa de 12% ao ano de 5 de abril a 10 de setembro do mesmo ano.

J = Cin

6.

(xy)

J 200000

12

360

158

1053,33

Exercícios

J = R$ 1053,33

Calcular o tempo exato e aproximado entre 12 de dezembro de 1997 e 20 de fevereiro de 1998. HP12C: A data mais antiga será indicada com letra minúscula e a data mais recente com letra maiúscula. Tempo Exato: (D.MY) dd () mmaaaa (ENTER)DD()MMAAAA (DYS) Tempo Aproximado:(D.MY) dd () mmaaaa (ENTER)DD()MMAAAA (DYS)

HP12C: Determinação de uma data futura ou passada de n dias:

Data Futura: (D.MY) dd () mmaaaa (ENTER) n (DATE) Data Passada: (D.MY) dd () mmaaaa (ENTER) n (CHS)(DATE)

7. Calcular a taxa de juros trimestral proporcional às seguintes taxas:

a) 24%a.a. b) 36% ao biênio c) 6% ao semestre

8. Determinar a taxa de juros anual proporcional, dadas as seguintes taxas:

a) 3% ao trimestre

b) 27% ao quadrimestre

c) 5% ao mês

9. Que montante receberá um aplicador que tenha investido R$ 5.000,00 a uma taxa de 31,8% ao ano por um prazo de 2 anos e 7 meses?

10. Quanto tempo deve ficar aplicado um capital para que as hipóteses abaixo sejam verdadeiras?

Capital Inicial

$ 800,00

$ 1.200,00

Montante

$ 832,00

$ 2.366,00

Taxa de Juros 16% ao ano 22% ao ano

Respostas: 8) tempo exato = 70 dias tempo aproximado = 68 dias 7)a)6% ao

trimestre b)4,5% ao trimestre c)3% ao trimestre

c)60% ao ano

ano

8)a)12%

ao

ano

b)81%

ao

9)9.107,50

10)a)3 meses b)4 anos e 5 meses

6

Descontos

Desconto Racional ou Desconto “por dentro”: é o desconto obtido pela diferença entre o valor nominal e o valor atual de um compromisso que seja saldado n períodos antes do seu vencimento. O desconto, neste caso,é calculado sobre o valor atual do título.

d

d

Ain e N - d in

1

in

d

din

A

Nin

Nin

Nin

Nin

N - d

din

d

d

1 in

onde d= desconto, N = valor nominal e A= valor atual, logo:

Nin d  1  in
Nin
d
 1  in

e

N A  1  in
N
A
1  in

Exemplo: Uma dívida de $12.000,00 será saldada 4 meses antes de seu vencimento. Que desconto racional será obtido, se a taxa de juros contratada for de 27% ao ano? Qual será o valor atual?

d

A

12000

0,27

12

4

1

0,27

12

4

12000

990,83

$990,83

$11009,17

Desconto Comercial ou Desconto “por fora”: é o desconto utilizado nas instituições comerciais e bancárias e é calculado sobre o valor nominal do título.

D Nin

e

A N 1in

Exemplo: Uma dívida de $12.000,00 será saldada 4 meses antes de seu vencimento. Que desconto comercial será obtido, se a taxa de juros contratada for de 27% ao ano? Qual será o valor atual?

0,27

12

0,27

12

D

12000

12000 1

A

4

4

$1080,00

 

$10920,00

7

Exercícios

1. Determinar o desconto racional em cada uma das hipóteses abaixo, adotando- se ano comercial:

Valor Nominal

Taxa de juros

Prazo de antecipação

a) $15.000,00

25% ao ano

8 meses

b) $3.000,00

20% ao ano

150 dias

2. Um título de valor nominal $5.300,00 foi descontado à taxa de 18% ao ano. Sabendo-se que o desconto racional foi de $300,00, quanto tempo antes do

vencimento efetuou-se o resgate?

3. Uma nota promissória de valor nominal $8.856,00, com vencimento em 4

meses, foi comprada por $8.200,00. Qual é a taxa de desconto racional exigida pelo comprador?

4. Determinar o desconto comercial em cada uma das hipóteses abaixo:

Valor Nominal

Taxa de juros

Prazo de antecipação

a) $15.000,00

25% ao ano

8 meses

b) $3.000,00

20% ao ano

150 dias

Respostas: 1) a) $2.142,86 b)$230,76

b)$250,00

2) 4 meses

Juros Compostos

3)24%a.a.

4)a)$2.500,00

No regime de juros compostos ou capitalização composta, como já vimos anteriormente, apenas no fim do primeiro período os juros são calculados sobre o

capital inicialmente aplicado; nos períodos seguintes, a partir do segundo, os juros incidem sobre o montante constituído no período anterior. Conforme exemplo abaixo. Exemplo Capital de R$ 1 000,00 taxa de juro i = 10% a.m.

   

Juros Simples

 

Juros Compostos

Períodos

Juro por

Capital mais

Juro por

Capital mais

Período

Juros

Período

Juros

 

1 1000

x 0,1 = 100

1100

1000

x 0,1 = 100

1100

2 1000

x 0,1 = 100

1200

1100

x 0,1 = 110

1210

3 1000

x 0,1 = 100

1300

1210

x 0,1 = 121

1331

4 1000

x 0,1 = 100

1400

1331

x 0,1 = 133

1464

5 1000

x 0,1 = 100

1500

1464

x 0,1 = 146

1610

Em conformidade com a definição acima, os juros compostos podem ser calculados por meio da fórmula:

onde: J = juros compostos

C = capital inicial

i = taxa de juros

n = número de períodos

J

C1 i

n

1

8

Montante (M)

M

M

M

C

C

M

C

C 1

C 1

C 1

J

n

n

n

i

i

i

1

C

Exemplo: Qual é o montante obtido pelo capital de R$ 250 000,00, aplicado à taxa de juros de 7,5%a.m., durante 1 ano e 2 meses? M = ?

C = R$ 250 000,00 i = 7,5%a.m

n = 1 ano e 2 meses

HP-12C: PV = C

e FV

= M

M

250000 1

M

0,075

688111,01

PV

CHS
CHS
PV
PV

i

i
i

n

n
n
FV
FV

14

Taxas Proporcionais e Equivalentes

Enquanto no regime de juros simples as taxas proporcionais e as taxas equivalentes se confundem, favorecendo muitas vezes até uma identidade entre esses dois conceitos, no regime de juros compostos a diferença entre esses dois conceitos é essencial, pois as taxas proporcionais não são equivalentes e fazem capitais iguais, em tempos iguais, produzirem montantes diferentes. Por exemplo:

Três investidores, A, B e C, tinham, cada um, R$10.000,00 para aplicar. A

Quais os montantes de

aplicou a 24% a.a., B aplicou a 12% a.s. e C aplicou a 2%a.m cada um desses três investidores depois de decorrido um ano?

A :

B

:

C :

M

M

M

C 1

C 1

C1

i

n

i

i

n

n

10.000 1

10.000 1

10.0001

0,24

0,12

0,02

1

2

12

R$12.400,00

R$12.544,00

R$12.682,42

Note que embora as taxas de 24% a.a., 12% a.s. e 2% a.m. sejam duas a duas proporcionais, quando foram aplicadas sobre capitais iguais, por prazos iguais, produziram montantes diferentes, sendo tanto maior o montante quanto maior o número de capitalizações ocorridas durante o ano. Sendo assim, o cálculo de taxas equivalentes, no regime de juro composto, não se restringe a uma simples proporção como ocorre no regime de juro simples. Sendo assim, se o capital C aplicado à taxa i 1

9

durante n 1 períodos produziu o montante M e se i 2 é uma taxa equivalente a i 1 ,ela produzirá no mesmo prazo de n 2 períodos, o mesmo montante M. Tem-se:

donde:

M C 1i

1

n

1

e

M C 1i

2

n2

 1 i  n  1 i   n2 1 1 2
1 i
n
 1 i
n2
1
1
2

Exemplo: Qual é a taxa mensal equivalente a 24% ao ano?

1

0 ,24

1

1

i

12

 

1

,

24

1

i

12

 

ln

1

ln 1

i

12

ln

ln 1

i

 

12

 

0

,

0179

ln

1

e

0 0179

,

1

 

i

i

i

0 0181

,

1 808

,

%

a m

.

.

Exercícios

1. Um investidor aplicou $320.000,00 em títulos que lhe proporcionarão um resgate de $397.535,00 após 90 dias de aplicação. A que taxa mensal de juros compostos está aplicado o seu capital?

2. Calcular o montante de uma aplicação de $10.000,00 sob as hipóteses a seguir:

Taxa

Prazo

a) 20% ao ano

5 anos

b) 5% ao semestre

3 anos e meio

c) 2,5% ao mês

1 ano

3. Dada a taxa de 9,2727% ao trimestre, determinar a taxa de juros compostos equivalente mensal.

4. Dado C = R$1.000,00 i 1 = 2% ao mês, i 2 = 26,824% ao ano, n = 1 ano. Verifique se as taxas são equivalentes.

5. Se eu quiser comprar um carro no valor de $ 60.000,00, quanto devo aplicar hoje para que daqui a 2 anos possua tal valor? Considerar as seguintes taxas de aplicação:

Taxa

a) 2,5% ao mês

b) 10% ao semestre

c) 20% ao ano

6. Qual é a taxa de juros mensal recebida por um investidor que aplica $1.000,00

e resgata os montantes, segundo as hipóteses abaixo:

a) $1.076,89

3 meses

b) $1.125,51

4 meses

c) $1.340,10

6 meses

Respostas: 1) 7,5% ao mês

a.m. 4) R$ 1.268,24 taxas equivalentes

c)$41.666,67

6)a)2,5%a.m. b) 3%a.m. c) 5%a.m.

2)a)$24.883,20 b)$14.071,00 c)$13.448,89

3)3%

5) a) $33.172,52 b)$40.980,81

10

Equivalência de Capitais

Valor Atual de um Conjunto de Capitais O valor atual de um conjunto de capitais é a soma dos valores atuais de cada capital, à taxa i.

y 0 y 1 y 2 y n 0 1 2 n
y 0
y 1
y 2
y n
0
1
2
n

Chamando de V o valor atual, teremos:

V y

0

y

1

1 i

1

y

2

1 i

2

y

3

1 i

3

V

n

j

0

y j

1 i

j

y

n

1 i

n

Exemplo: Uma dívida deverá ser paga de seguinte forma: $200.000,00 daqui a 1 mês e $500.000,00 daqui a três meses. Quanto deverá ser aplicado hoje, a juro composto, à taxa de 1,5% ao mês, para se pagar esta dívida?

200.000

500.000

0

1

2

3

V

200.000 500.000

1,015

1,015

3

675.202,83

Conjunto de Capitais Equivalentes Exemplo: Uma loja vende um aparelho de TV nas seguintes condições: entrada de $1.000,00 mais uma parcela de $1.200,00 após um mês. Um cliente propõe pagar uma entrada de $600,00, mais duas parcelas mensais e iguais, vencendo a primeira um mês após a compra. Se a loja opera a uma taxa de juros de 3% ao mês, qual o valor de cada parcela, de maneira que as duas formas de pagamento sejam equivalentes?

1.000 1.200 1 a forma
1.000
1.200
1
a forma
0 1 600 y y 2 a forma 0 1 2
0
1
600
y
y
2 a forma
0
1
2

11

Exercícios

V

2

V

1200

1

600

1000

y

1,03

1

1,03

y

1,03

2

1000

1200

1,03

0,970874 y

y

V

1

V

2

600

y

y

1,03

1,03

2

0,942596 y

817,91

1565,05

1. Uma nota promissória, cujo valor nominal é $50.000,00, vence daqui a um mês. O devedor propõe a troca por outra nota promissória, a vencer daqui a 3 meses. Qual deve ser o valor nominal da nova nota promissória para que os capitais sejam equivalentes, à taxa de 2% ao mês?

2. Uma pessoa tem uma dívida de $60.000,00 para daqui a 2 meses e outra de $80.000,00 para daqui a 3 meses. Quanto deverá aplicar hoje à taxa de juros de 2% ao mês para fazer frente a essas dívidas?

3. Uma empresa prevê pagamentos de $250.000,00 daqui a 1, 2 e 3 meses. Quanto deve aplicar hoje, à taxa de 1,6% ao mês, para fazer frente a esses pagamentos?

4. Um aparelho de som é vendido por $1500,00 ou por 20% de entrada, mais duas parcelas mensais e iguais. Sabendo-se que a taxa de juros vale 6% ao mês, qual o valor de cada parcela de modo que as duas formas de pagamento sejam equivalentes?

5. Um eletrodoméstico é vendido por $3000,00 à vista ou então, com uma entrada e mais 3 parcelas mensais de $800,00 cada uma. Se a loja trabalha com uma taxa de juros compostos de 3,5% ao mês, qual o valor da entrada?

Respostas:

1)$52.020,00

2)$133.055,91

3)$726.624,98

4)$654,52

5)$758,69

Séries de Pagamentos

As séries de pagamentos ou rendas podem ser definidas como uma sucessão de pagamentos ou recebimentos com vencimentos sucessivos. Aqui serão tratadas as séries com as seguintes características:

12

Séries de Pagamentos iguais com termos vencidos (ou postecipados)

Exemplo 1: Determinar o valor do montante, no final do 5 o mês, de uma série de aplicações mensais, iguais e consecutivas, no valor de $100,00 cada uma, a uma taxa

de 4% ao mês, sabendo-se que a primeira parcela é aplicada no final do primeiro mês,

ou seja, a 30 dias da data tomada como base (“momento zero”), e que a última, no final do 5 o mês, é coincidente com o momento em que é pedido o montante. Dados: PMT = 100,00, i = 4% n=5 FV?

FV?

0

1

2

3

4

5

 
   

100

100

100

100

100

FV

100

1,04

4

100

1,04

3

100

1,04

2

100

1,04

1

100

1,04

0

541,63

O cálculo do montante aqui realizado é muito trabalhoso e se ao invés de 5 parcelas

tivéssemos 50 ou 100 parcelas. Para solucionar este tipo de problema podemos usar a fórmula abaixo.

FV PMT

1i

n

1

i

onde: FV = montante PMT = parcelas Resolvendo o problema acima usando a fórmula, teremos:

100

FV  

1

0,04

5

1

0,04

541,63

Fator de Acumulação de Capital (FAC)

FAC(i,n) =

1i

n

1 = Fator de acumulação de capital ou s ni

i

Portanto, a fórmula poderá ser dada como:

FV PMT FAC i , n

O fator de acumulação de capital FAC(i,n) pode ser lido diretamente em tabelas

financeiras encontradas na literatura. No exemplo acima temos FAC(4%,5) = 5,41632 substituindo na fórmula, teremos:

FV 1005,41632 541,63

Exemplo 2: Quanto terá, no final de 4 anos, uma pessoa que aplicar $500,00 por mês, durante esse prazo, em um “Fundo de Renda Fixa”, à taxa de 3% ao mês? Dados: PMT = 500,00 n = 4 anos = 48 meses, i = 3% ao mês

FV

500

1,03

48

1

0,03

500

104,4084

$52.204,20

Neste caso, se consultarmos uma tabela teremos: FAC(3%,48) = 104,40840

13

Fator de Formação de Capital (FFC)

O FFC é obtido a partir da fórmula do montante, veja:

FV

PMT

1

i

n

1

i

PMT

FV

1

i

n

1

i

PMT

FV

i

1

i

n

1

PMT FV FFC i ,

n

Exemplo 3: Quanto uma pessoa terá de aplicar mensalmente num “Fundo de Renda Fixa”, durante 5 anos, para que possa resgatar $200.000,00 no final de 60 meses, sabendo que o fundo proporciona um rendimento de 2% ao mês?

Dados FV = 200.000, n = 60 meses, i = 2% ao mês.

PMT 200.000

0,02

1

0,02

60

1

$1.753,59

Exemplo 4 quando n é a incógnita :Quantas prestações de $4.000,00 devo aplicar trimestralmente à taxa de 7% ao trimestre, para acumular um montante de $100.516, 08 no final de certo prazo? E qual é este prazo?

FV

PMT

100.516,08

25,1290

4.000

0,07

1

n

i

1

1

i

0,07

n

1

0,07

 

1

1,07

n

2,7590

1,07

n

ln 2,7590

ln 1,07

n

15 prestações

Fator de Valor Atual (FVA) Exemplo 6: Qual o valor que, financiado à taxa de 4% ao mês, pode ser pago ou amortizado em 5 prestações mensais, iguais e sucessivas de $100,00 cada uma?

PV?

0 1 2 3 4 5 100 100 100 100 100
0
1
2
3
4
5
100
100
100
100
100

14

PV

100

1,04

1

100

1,04

2

100

1,04

3

100

1,04

4

100

1,04

5

$445,18

O cálculo do valor atual, da mesma forma que o cálculo do montante realizado

anteriormente, é muito trabalhoso e se ao invés de 5 parcelas tivéssemos 50 ou 100 parcelas. Para solucionar este tipo de problema podemos usar a fórmula abaixo.

PV PMT

1

n

i

1

n

1 i i

ou

PV

PMT

FVAi,n

onde: PV = valor presente PMT = parcelas Resolvendo o problema acima usando a fórmula, teremos:

100

PV  

1

0,04

5

1

1

0,04

5

0,04

100

4,45182

Fator de Valor Atual (FVA)

FVA(i,n) =

1 = Fator de valor atual ou a ni

1 i

1

i

n

i

n

$445,18

O fator de valor atual FVA(i,n) pode ser lido diretamente em tabelas financeiras

encontradas na literatura. No exemplo acima temos FVA(4%,5) = 4,45182 substituindo

na fórmula, teremos:

PV 1004,45182 $445,18

Exemplo 7: Calcular o valor atual de uma série de 24 prestações iguais, mensais e consecutivas de $3.500,00 cada uma, considerando uma taxa de 5% ao mês. Dados: n = 24, PMT= 3.500, i=5%

PV

3.500

1

0,05

24

1

1

0,05

24

0,05

3.500

2,2251

0,1613

3.500

Fator de Recuperação de Capital (FRC)

1

i

n

1

PV

PMT

PMT

PV

1

1

i

i

n

n

i

i

1

i

n

1

n

PMT PV FRC i ,

13,79864

$48.295,24

Aqui novamente quando não se conhece n calculamos o logaritmo neperiano e quando não se conhece i vamos por tentativa e erro ou consultamos as tabelas financeiras para as duas situações.

Exercícios

1. Qual o montante, no final de 8 meses, referente a uma aplicação de $1.000,00 por mês, à taxa de 3% ao mês?

2. Quanto deverá ser aplicado, a cada dois meses, em um “Fundo de Renda Fixa”, à taxa de 5% ao bimestre, durante 3 anos e meio, para que se obtenha, no final desse prazo, um montante de $175.000,00?

3. Qual o valor da aplicação trimestral necessária para obter um montante de $1.000.000,00 no final de 7 anos, à taxa de 6% ao trimestre?

15

4. Parte do valor de um veículo é financiada por uma cia. de crédito, para ser paga em 20 prestações iguais de $15.000,00 cada uma. Sabendo-se que essa financeira cobra do mutuário uma taxa de 4% ao mês, calcular o valor financiado, isto é, o valor entregue ao cliente na data do contrato.

5. Qual o valor de prestação que uma financeira receberá, trimestralmente, se financiar $100.000,00 para serem pagos em 10 trimestres, sabendo-se que a taxa é de 3,22801% ao mês e que as prestações são iguais e sucessivas?

6. Uma loja revendedora de automóveis financiou 80% do valor de um veículo zero km (preço de tabela=$22.000,00), em 24 parcelas mensais iguais. O gerente da revendedora, assegurou ao comprador que a loja estava cobrando juros de 3% ao mês pelo financiamento. Calcule o valor das prestações.

Respostas:1)$8.892,34

2)$4.899,32

5)$16.275,00 6)$1.039,23

3)$14.592,55

4)$20.385,49

Séries de Pagamentos iguais com termos Antecipados

Nas séries com termos antecipados, os pagamentos ou recebimentos ocorrem no início de cada período unitário. Assim a primeira prestação é sempre paga ou recebida no momento” zero”, ou seja, na data do contrato do empréstimo ou do financiamento.

Problemas deste tipo poderão ser resolvidos a partir dos fatores definidos para a série de pagamentos com termos vencidos, bastando multiplicá-los ou dividi-los por

(1+i).

Exemplo 1: Determinar o valor do montante, no final do 5 o mês, de uma série de aplicações mensais, iguais e consecutivas, no valor de $100,00 cada uma, a uma taxa de 4% ao mês, sabendo-se que a primeira aplicação é feita hoje (data do contrato). Dados: PMT = 100,00, i = 4% n=5 FV?

FV?

100

FV  

0 1 2 3 100 100 100 100 1,04 5  100  1,04 4
0
1
2
3
100
100
100
100
1,04
5
100
1,04
4
100
1,04
3
100
1,04
2

100

1,04

1

563,30

O cálculo do montante aqui realizado é muito trabalhoso e se ao invés de 5 parcelas tivéssemos 50 ou 100 parcelas. Para solucionar este tipo de problema podemos usar a

, onde: FV = montante e PMT = parcelas

fórmula abaixo.

1

i

n

1

i

FV PMT 1 i

e FAC(i,n) = Resolvendo

1i

n

1 = Fator de acumulação de capital ou s ni

acima

i

o

problema

usando

a

FV

100 1

0,04

1

0,04 0,04

5

1

563,30

fórmula,

teremos:

16

Fator de Formação de Capital (FFC)

O FFC é obtido a partir da fórmula do montante, veja:

FV PMT 1 i

Exercícios

1

i

n

1

i

PMT

1 FV i

i

1

i

n

1

PMT FV

1

1 i

FFC i ,

n

1. Quanto terei de aplicar mensalmente, a partir de hoje, para acumular no final de 36 meses, um montante de $300.000,00, sabendo que o rendimento firmado é de 34,489% ao ano, e que as prestações são iguais e consecutivas, e em número de 36?

2. Quantas aplicações mensais de $1.000,00 são necessárias para se obter um montante de $33.426,47, sabendo-se que a taxa é de 3%ao mês, e que a primeira aplicação é feita no ato da assinatura do contrato e a última 30 dias antes do resgate daquele valor?

Respostas:1)$5.107,32

2) 23

Fator de Valor Atual (FVA)

O cálculo do valor atual, da mesma forma que o cálculo do montante realizado

anteriormente, é obtido multiplicando-se o fator (1+i). Para solucionar este tipo de

problema podemos usar a fórmula abaixo.

, onde: PV = valor presente

1

i

n

PV PMT

1

i

1

1

i

FVAi,n

1 i

n

i

ou

PV

PMT

e PMT = parcelas

Fator de Recuperação de Capital (FRC)

PV PMT 1 i

1

i

 

n

1

1 i

n

i

PMT PV

1

 

1

1 i

n

 

n

i

1 i

i

1

PMT PV

1

FRC i ,

1 i

n

Exercícios

3. Determinar qual o valor de um veículo financiado em 24 prestações iguais de $

5.054,03, sabendo-se que a taxa de juros cobrada é de 3,5% ao mês e que a primeira parcela é paga no ato da assinatura do contrato.

4. Um terreno é colocado à venda por $180.000,00 à vista ou em 10 prestações bimestrais, sendo a primeira prestação paga na data do contrato. Determinar o valor de cada parcela, sabendo-se que o proprietário está cobrando uma taxa de 34% ao ano pelo financiamento.

Respostas: 3)$84.000,00

4)$22.200,00

17

Sistemas de Amortização

Sistema Francês de Amortização (Tabela Price)

Considere o exemplo:

Valor financiado

$10.000,00

(PV)

Prazo

12 meses

(n)

Taxa de juros

2 % ao mês

(i)

Valor da prestação mensal

$945,60

(PMT)

Este é um caso clássico de série uniforme postecipada, portanto o método de calculo da PMT é o mesmo realizado na série. A seguir montaremos o demonstrativo da dívida.

 

Saldo

     

Período

Devedor

Amortização

Juros

Prestação

0

10.000,00

     

1

9.254,40

745,60

200,00

945,60

2

8.493,89

760,51

185,09

945,60

3

7.718,17

775,72

169,88

945,60

4

6.926,93

791,24

154,36

945,60

5

6.119,87

807,06

138,54

945,60

6

5.296,67

823,20

122,40

945,60

7

4.457,00

839,67

105,93

945,60

8

3.600,54

856,46

89,14

945,60

9

2.726,95

873,59

72,01

945,60

10

1.835,89

891,06

54,54

945,60

11

927,01

908,88

36,72

945,60

12

0,00

927,01

18,59

945,60

Totais

 

10.000,00

1.347,20

11.347,20

Metodologia de cálculo

1) valor dos juros da 1ª prestação = 10.000,00 x 2% = 200,00; 2) valor da amortização da 1ª prestação = 945,60 200,00 = 745,60; 3) saldo devedor após o pagamento da 1ª prestação = 10.000,00 745,60 = 9.254,40 4) valor dos juros da 2ª prestação = 9.254,40 x 2% = 185,09; 5) valor da amortização da 2ª prestação = 945,60 185,09 = 760,51; 6) saldo devedor após o pagamento da 2ª prestação = 9.254,40 760,51 = 8.493,89

Este cálculo se repete até o final das prestações. Note que neste sistema o valor da prestação é constante, os juros são decrescentes e as amortizações crescentes.

18

Exercícios

1. Um empréstimo de $600.000,00 tomado em novembro de 1987 foi pago em seis prestações mensais com juro de 1,5% a.m. Fazer o demonstrativo da dívida usando o Sistema Price.

2. Uma TV pode ser adquirida pelo valor de $5.600,00 e paga em 4 prestações mensais com juro de 2,89% ao mês. Faça o demonstrativo da dívida.

3. Uma moto pode ser adquirida pelo valor de $12.300,00 e paga em 6 prestações mensais com juro de 0,99% ao mês. Faça o demonstrativo da dívida.

4. Uma lavadora de roupas pode ser adquirida pelo valor de $890,00 e paga em 4 prestações mensais com juro de 1,38% ao mês. Faça o demonstrativo da dívida.

Sistema de Amortização Constante (SAC)

Considere o exemplo:

Valor financiado

$10.000,00

Prazo

12 meses

Taxa de juros

2 % ao mês

Valor da prestação mensal

?

O cálculo da prestação somente é possível após o cálculo da amortização, o qual é obtido dividindo-se o total pelo número de prestações, ou seja, $10.000,00 / 12 = $833,33. Sabendo-se que o juro do primeiro mês é $10.000,00 x 2% = 200,00 temos a 1ª prestação que será $833,33+200,00 = 1033,33. A seguir montaremos o demonstrativo da dívida.

 

Saldo

     

Período

Devedor

Amortização

Juros

Prestação

0

10.000,00

     

1

9.166,67

833,33

200,00

1.033,33

2

8.333,34

833,33

183,33

1.016,66

3

7.500,01

833,33

166,67

1.000,00

4

6.666,68

833,33

150,00

983,33

5

5.833,35

833,33

133,33

966,66

6

5.000,02

833,33

116,67

950,00

7

4.166,69

833,33

100,00

933,33

8

3.333,36

833,33

83,33

916,66

9

2.500,03

833,33

66,67

900,00

10

1.666,70

833,33

50,00

883,33

11

833,37

833,33

33,33

866,66

12

0,00

833,37

16,67

850,04

Totais

 

10.000,00

1.300,00

11.300,00

Note que a amortização é constante ao longo do contrato, os juros a as prestações são decrescentes. Repita os exercícios anteriores agora usando o sistema SAC.