You are on page 1of 4

Sessão n.

º 6

A elaboração de um quadro que permita cruzar a informação resultante da auto-avaliação da BE com os campos e tópicos propostos pela IGE, de modo a
orientar as escolas na sua apresentação e assim estabelecer uma ligação entre a auto-avaliação das escolas e a avaliação externa, acaba por servir, no plano
da auto-avaliação da BE, de plataforma de entrosamento entre estas duas avaliações – da BE e interna da Escola.

Definido que está o modelo de auto-avaliação da BE, nem sempre é fácil encaixar os diferentes indicadores dos quatro domínios deste modelo nos campos
de análise avançados pela IGE, pelo facto de a informação resultante da recolha de evidências estar objectivamente direccionada para a avaliação de um
sector muito específico da escola, enquanto os campos de análise de desempenho se destinarem à escola/agrupamento no seu todo, resultando daqui, por
vezes, uma ligação ténue e provavelmente escassa. Contudo, um quadro deste tipo – assim tentei fazer no quadro que se segue – deve e pode servir como
um elemento orientador da planificação da avaliação da BE.

QUADRO ORIENTADOR

CAMPOS DE TÓPICOS MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA BE


ANÁLISE IGE DESCRITORES
Domínio/Subdomínio Indicadores

1- Contexto e 1.1Contexto físico e social D. Gestão da Biblioteca Escolar.


1.2 Dimensão e condições D.2.3 Adequação da BE em termos de esp aço às necessi dades da
caracterização D.1. Articulação da BE com o
físicas da escola sede do escola/agrupamento.
da escola Agrupamento. Acesso e serviços
Agrupamento
prestados pela BE.
1.3 Caracterização da D.2.4 Adequação dos computadores e equi pamentos tecnológicos ao
D.2. Condições Humanas e Materiais
população discente trabalho da BE e dos utilizadores na escola /agrupamento.
para prestação de serviços.
D.3.1 Planeamento/ gestão da colec ção de acordo com a
D.3. Gestão da Colecção/da
inventariação das necessidades curriculares e dos utilizadores da
Informação. escola/agrupamento.

1.4 Pessoal docente D.2.1 Liderança do professor bibliotecário na escola/agrupamento.


D.2.2 Adequação dos recursos humanos às nece ssidades de
funcion amento da BE na es cola/agrupamento.
1.5 Pessoal não docente D.2.2 Adequação dos recursos humanos às nece ssidades de
funcion amento da BE na es cola/agrupamento.
1.6 Recursos financeiros D.1.2 Valorização da BE pelos órgãos de direcção, administração e
ges tão da escola /agrupamento.
D.2.4 Adequação dos computadores e equi pamentos tecnológicos ao
trabalho da BE e dos utilizadores na escola /agrupamento.
D.3.1 Planeamento/ gestão da colec ção de acordo com a
inventariação das necessidades curriculares e dos utilizadores da
escola/agrupamento.
2- O Projecto 2.1Prioridades e objectivos B. Leitura e Literacias. B.1 Trabalho da BE ao serviço da promoção da leitura na
Educativo escola/agrupamento.
B.2 Integração da BE nas estratégias e programas de leitura ao nível da
escola/agrupamento.
2.2 Estratégias e Planos de A. Apoio ao desenvolvimento A.1.1 Co operação da BE com as estruturas de coordenação
acção curricular. educ ativa e supervisão pedagógica da es cola/agrupamento.
A.1. Articulação Curricular de BE com A.1.2 Parceria da BE com os docentes responsáveis pelas áreas
as Estruturas Pedagógicas e os curriculares não disciplinares (ACND) da es cola /agrupamento.
Docentes. A.1.3 Articulação da BE com os docentes responsáveis pelos serviços
A.2. Promoção da Literacia da de apoios especializados e educ ativos (SAE) da escola/agrupamento.
Informação. A.1.4 Ligação da BE ao Plano Tecnológico da Educação (PTE) e a
outros programas e projectos curriculares de acção, inovação
C. Projectos, Parcerias e Actividades pedagógica e formação existentes na escola/agrupamento
Livres e de Abertura à comunidade. A.1.5 Integração da BE no plano de ocupação dos tempos escolares
C.1. Apoio a Actividades Livres, (OTE) da escola/agrupamento.
Extra-Curriculares e de A.1.6 Colaboração da BE com os docentes na concretização das
Enriquecimento Curricular. actividades curriculares de senvolvidas no espaço da BE ou tendo por
base os seus recursos.
D. Gestão da Biblioteca Escolar. A.2.1 Organização de actividades de formação de utilizadores na
D.1. Articulação da BE com o escola/agrupamento.
Agrupamento. Acesso e serviços A.2.2 Promoção do ensino em contexto de competências de
prestados pela BE. informação da es cola/agrupamento.
C.1.5.Apoio às actividades de enriquecimento curricular (AEC),
con ciliando-as com a utilização livre da BE.
D.1.3 Resposta da BE às necessidades da escola/agrupamento.
3- Organização e 3.1 Estruturas de gestão D. Gestão da Biblioteca Escolar. D.1.2 Valorização da BE pelos órgãos de direcção, administração e
gestão da D.1. Articulação da BE com o ges tão da escola /agrupamento.
3.2 Gestão pedagógica D.1.1 Integração/acção da BE na es cola/agrupamento.
Escolas Agrupamento. Acesso e serviços
D.2.1 Liderança do professor bibliotecário na escola/agrupamento.
prestados pela BE.
3.3 Procedimentos de auto- D.1.4 Avaliação da BE na escola /agrupamento.
D.2. Condições Humanas e
avaliação institucional
Materiais para prestação de serviços.
4- Ligação à 4.1 Articulação e C. Projectos, Parcerias e Actividades C.2.4. Estímulo à participação e mobilização dos pais/en carregados de
Comunidade participação dos pais/ Livres e de Abertura à comunidade. educ ação no domínio da promoção da leitura e do desenvolvimento
encarregados de C.2. Projectos e Parcerias. de competências das crianças e jovens que freque ntam a
educação na vida da escola/agrupamento.
escola
4.2 Articulação e C.2.5 Abertura da BE à comunidade local.
participação das
autarquias.
4.3 Articulação e C.2.1 Envolvimento da BE em projectos da respectiva
participação das escola/agrupamento ou dese nvolvidos em parceria, a nível local ou
instituições locais – mais amplo.
empresas, instituições C.2.2 Desenvolvimento de trabalho e serviços colaborativos com
sociais e culturais. outras escol as, agrupamentos e BE.
5- Clima e 5.1 Disciplina e A. Apoio ao desenvolvimento A.2.5 Impacto da BE no dese nvolvimento de valores e atitudes
ambiente comportamento cívico curricular. indispen sáveis à formação da cidadania e à aprendizagem ao longo
Educativos A.2. Promoção da Literacia da da vida.
Informação.
5.2 Motivação e empenho
6- Resultados 6.1 Resultados académicos A. Apoio ao desenvolvimento A.1.6 Colaboração da BE com os docentes na concretização das
curricular. actividades curriculares de senvolvidas no espaço da BE ou tendo por
A.1. Articulação Curricular de BE com base os seus recursos.
as Estruturas Pedagógicas e os B.2 Integração da BE nas estratégias e programas de leitura ao nível da
Docentes. escola/agrupamento.
B.3 Impacto do trabalho da BE nas atitudes e competências dos
B. Leitura e Literacias. alunos, no âmbito da leitura e da literacia.
6.2 Resultados sociais da A. Apoio ao desenvolvimento A.2.4 Impacto da BE nas competências tecnológicas, digitais e de
educação curricular. informação dos alunos na escola/agrupamento.
A.2. Promoção da Literacia da A.2.5 Impacto da BE no dese nvolvimento de valores e atitudes
Informação. indispen sáveis à formação da cidadania e à aprendizagem ao longo
da vida.
7- Outros
Elementos
Relevantes para
a caracterização
da Escola

Orlando Rodrigues