Вы находитесь на странице: 1из 10

Tabela matriz a utilizar para a realização da 1ª parte da tarefa, conforme indicações do Guia da Sessão

Conhecimento na área Biblioteca escolar

Aspectos críticos que


a Literatura Desafios. Acções
Domínio Pontos fortes Fraquezas Oportunidades Ameaças
identifica a implementar

● Qualificado e com ●A ● Capacidade de ● Formação ● Sobrecarga de ● Formação de


Competências do espírito de liderança reflexão/formação articulação com contínua e auto- funções do utilizadores
professor ● Com capacidade de: em reuniões de todas as estruturas formação do professor ● Criar
bibliotecário - desenvolver SABE e intervenientes professor bibliotecário documentos que
estratégias de gestão e ● Conhecimento ● Valorização do bibliotecário ● Excesso de permitam a
integração da BE na da escola e das professor ● Grupo de tarefas dos recolha de
escola e no dinâmicas bibliotecário pela Trabalho das BE professores informações e
desenvolvimento preconizadas Direcção do ● Implementação titulares de turma posterior
curricular ● Relações Agrupamento do modelo de avaliação
- antecipação e de interpessoais ● Mudança face auto-avaliação da ● Desenvolver
alteração de práticas e saudáveis com às novas BE competências que
modelos de trabalho professores, orientações das promovam o
- organizar a alunos e BE sucesso da BE
informação digital, de assistentes enquanto factor
criar ambientes operacionais de ensino e
virtuais de ● Utilização de aprendizagem,
aprendizagem de estratégias de através da
ligação ao currículo marketing formação
- desenvolver ● Acções de
estratégias de gestão marketing junto

Formando: Carlos Samina


Conhecimento na área Biblioteca escolar

baseadas na recolha da comunidade


sistemática de educativa com
evidências vista à
- através da avaliação, valorização da BE
aferir a eficácia e o
impacto dos serviços
prestados,
identificando sucessos,
insucessos e
condicionantes
- sensibilizar
professores, alunos e
pais para a
importância da BE no
sucesso educativo dos
alunos
- gerir no sentido do
sucesso educativo, na
melhoria das
aprendizagens e do
trabalho escolar e nos
comportamentos
- ser prospectivo, estar
atento e ter uma
postura de
investigação e de
aprendizagem

Formando: Carlos Samina


Conhecimento na área Biblioteca escolar

contínua
- promover a formação
de utilizadores (alunos
e professores) e se
possível de pais
● Com função
educacional,
facilitando o
desenvolvimento de
competências
informacionais dos
alunos e como
formador de
professores no uso das
TIC
● Articular com
departamentos,
professores e alunos
na planificação de
actividades educativas
e de aprendizagem
● Disponibilizar um ● Professor ● O Plano de ● Instalação do ● Tempo ● Criação de
Organização e Gestão conjunto significativo bibliotecário a actividades da BE GIB e introdução disponível para tempos para
da BE de recursos de tempo inteiro não foi de dados operacionalizar o operacionalizar o
informação e ● Apoio de outros atempadamente GIB GIB
equipamentos; docentes e integrado no PAA
● Apoiar a infra- assistentes da Escola

Formando: Carlos Samina


Conhecimento na área Biblioteca escolar

estrutura tecnológica, operacionais ● Falta de


contribuindo para o ● Existência de conhecimento por
seu uso e integração Guia de parte do corpo
nas práticas lectivas; Utilizador para docente das zonas
● Promover condições Professores e funcionais da BE
de acesso e de trabalho alunos ● Os docentes
individual ou em ● Horário de desconhecem a
grupo funcionamento documentação
afixado em local existente na BE e
bem visível por isso não a
● Horário integram nas suas
contemplando o práticas
tempo lectivo e Nota: De
algum tempo não salientar que só
lectivo este ano lectivo é
● Serviço de que a BE tem
requisição zonas funcionais
domiciliária a definidas e a
alunos e documentação
professores devidamente
● Apoio da escola organizada.
no que se refere a ● Guia de
materiais Utilizador com
consumíveis e linguagem
equipamentos desajustada a
alunos
● Manual de

Formando: Carlos Samina


Conhecimento na área Biblioteca escolar

Procedimentos
● Formação das
assistentes
operacionais
● Localização da
BE e espaço
físico
● Disponibilização de ● A colecção é ● Número de ● Apresentação ● Inexistência de ● Actividades que
Gestão da Colecção um conjunto de adequada aos documentos de projectos de orçamento anual promovam a
recursos de alunos do ensino insuficiente face financiamento da angariação de
informação em pré-escolar e 1º ao número de Câmara verbas e/ou
diferentes ambientes e ciclo alunos Municipal materiais (Feira
suportes, actualizada e ● Os recursos, na ● Falta de do Livro;
em extensão e BE, estão orçamento Campanhas de
qualidade, adequadas acessíveis próprio para recolha de livros;
às necessidades dos promovendo a aquisição de outras)
utilizadores autonomia dos fundo documental
utilizadores ● Falta de
● A aquisição de investimento
fundo documental autárquico na
através de aquisição de
reforços de verba fundo documental
da RBE e PNL
● Apoio do
SABE no
tratamento
técnico-

Formando: Carlos Samina


Conhecimento na área Biblioteca escolar

documental
A BE como espaço ● “…passagem de ● Apresentação ● A BE utilizada ● Integração da ● Resistência dos ● Sensibilização
de conhecimento e espaços organizados do espaço aos no contexto das BE nos PCT docentes à dos docentes para
aprendizagem. com recursos docentes áreas curriculares, mudança de a importância da
Trabalho destinados ao acesso à ● Guia de integrada na práticas BE no
colaborativo e informação e ao lazer Utilizador, planificação pedagógicas mais desenvolvimento
articulado com a espaços de trabalho e incluindo a ● Utilização dos inovadoras e sucesso do PCT
Departamentos e de construção do missão da BE recursos ● Falta de ● Sensibilização
docentes. conhecimento” existentes na BE formação dos dos docentes para
● A BE em trabalho que favoreçam e docentes visando a importância da
colaborativo e mobilizem a ligação e BE no
articulado com os saberes e entrosamento do desenvolvimento
docentes promovam PCT com a BE e sucesso das
● A BE como agente práticas actividades de
de desenvolvimento de pedagógicas apoio ao estudo e
competências que inovadoras actividades de
suportem as ● Articulação da enriquecimento
aprendizagens e a BE com o curricular
construção do currículo
conhecimento ● Formação de
● A BE como espaço utilizadores
formativo e de ● Promoção do
aprendizagem, trabalho de
relacionado com a pesquisa,
escola e o processo de selecção,
ensino/aprendizagem organização e
● A BE como espaço interpretação da

Formando: Carlos Samina


Conhecimento na área Biblioteca escolar

que potencia o informação,


trabalho individual e utilizando fontes
de grupo de informação
diversificadas e as
TIC
● Apoio ao
Estudo com
recurso à BE
● Actividades de
Enriquecimento
Curricular com
recurso
Formação para a ● A BE como agente ● Realização de ● Realização de ● Criação de ● Cultura de ● Actividades que
leitura e para as formador para as actividades de actividades de parceria com o participação dos promovam o
literacias diferentes literacias promoção da promoção da Pólo da Encarregados de envolvimento dos
● A BE contribui no leitura pela BE leitura pelos Biblioteca Educação nas encarregados de
desenvolvimento de ● Existência de professores/educa Municipal actividades da BE educação
competências de momentos de dores em (Maratona da
leitura e de um leitura por prazer colaboração com Leitura; PNL;
programa de literacia em documentos a BE outras)
da informação, impressos, não ● Poucos ● Divulgação nos
integrado no impressos e em documentos face blogs da escola de
desenvolvimento ambientes digitais ao número de ambientes digitais
curricular ● Existência de alunos de leitura
documentos ● Os utilizadores ● Planificação
adequada a gostos não têm tido a conjunta com os
e interesses dos oportunidade de professores/educa

Formando: Carlos Samina


Conhecimento na área Biblioteca escolar

utilizadores sugerir a dores de


● Horas do aquisição de actividades de
Conto, em sala de títulos promoção da
aula, promovidas ● Auto-formação leitura
pelos dos
professores/educa professores/educa
dores, com dores nas áreas da
regularidade, literatura infanto-
utilizando juvenil e da
documentos animação da
impressos, não leitura
impressos e
digitais
● Dinâmicas de
leitura orientada
em sala de aula
no âmbito do
PNL
● Exposição na
BE de trabalhos
realizados em sala
de aula
BE e os novos ● Impacto digital que ● Blogs ● Inexistência de ● Criação de ● Conhecimentos
ambientes digitais. implica mudanças nas ● Selecção de plataformas ambientes digitais informáticos dos
práticas e na forma sites de interesse digitais de ensino e docentes que lhes
como se gere e educativo aprendizagem permitam criarem
processa a informação plataformas

Formando: Carlos Samina


Conhecimento na área Biblioteca escolar

● Conteúdos, digitais
administração/gestão,
ambientes virtuais de
aprendizagem e
currículo são partes de
um todo que a BE tem
que integrar
● A avaliação como ● Documentos de ● Documentos de ● A formação ● Criação de
elemento fundamental recolha de avaliação, para RBE em Auto- documentos de
no processo de gestão informação sobre utilizadores Avaliação recolha de
● O sucesso é a utilização do evidências
definido: espaço, dos elaborados pelo
- pela qualidade do materiais, Grupo das
trabalho realizado; equipamentos e Bibliotecas
Gestão de evidências/ - pelo investimento em documentos
avaliação. recursos de acordo
com a missão;
- pela envolvência dos
alunos na construção
do conhecimento
através da exploração
de ideias e
informações

Formando: Carlos Samina


Conhecimento na área Biblioteca escolar

Gestão da mudança
SÍNTESE Factores de sucesso Obstáculos a vencer Acções prioritárias

O professor ● Articulação concertada entre os ● A resistência à mudança nas práticas ● Divulgação da missão da BE junto
bibliotecário deve diferentes agentes: professor bibliotecário, pedagógicas da comunidade educativa
estar atento às docentes da escola, Direcção do ● Melhorar e enriquecer a ideia que os ● Formação de utilizadores
mudanças, Agrupamento, Grupo das Bibliotecas, docentes têm sobre a biblioteca ● Uniformização de critérios de
acompanhá-las e SABE e RBE. ● Integrar a BE nos documentos avaliação e actuação, dentro do
formar-se ● Execução efectiva do Plano Tecnológico educativos que norteiam o Agrupamento
continuamente. Só ● Divulgação de boas práticas Agrupamento ● Estabelecer metas a atingir, por
assim, a BE poderá ● A rentabilização da BE nas suas ordem de prioridades
prestar um serviço de diferentes vertentes ● Investir no catálogo colectivo
qualidade que
promova novas
práticas pedagógicas
nos demais docentes
e o sucesso educativo
dos alunos.

Formando: Carlos Samina