You are on page 1of 15

O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares:

Metodologias de Operacionalização

(Parte II)

D. Gestão da Biblioteca

Subdomínio:

D2. Condições humanas e matérias para a prestação de


serviços

Plano de Avaliação

Professora Bibliotecária: I
Isabel Maria Messias Alves Rodrigues

PDF created with FinePrint pdfFactory trial version http://www.pdffactory.com


O Modelo de Auto - Avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de Operacionalização (Parte II)

A Título de Introdução

“Não há ventos favoráveis para os que não sabem para onde vão.”
Séneca

Como
No Modelo de Auto - Avaliação das Bibliotecas Escolares (RBE), no
Domínio D: Gestão da Biblioteca, seleccionei o subdomíno D.2: Condições
Humanas e Materiais para a Prestação dos Serviços para trabalhar. Como
professora bibliotecária tenho consciência o quanto as condições materiais e
humanas são fundamentais para o sucesso da biblioteca escolar enquanto
prestadora de serviços.
O sucesso dos objectivos da biblioteca escolar em parte depende das
boas condições do espaço, do mobiliário e dos equipamentos, que garantam
uma adequada utilização individual e em grupo da biblioteca escolar.
Diariamente, no desempenho das minhas funções tenho que dar resposta
a diferentes questões. Neste contexto a minha formação é posta à prova; ser
possuidora de formação especializada permite - nos, sem dúvida alguma, fazer
um trabalho mais sério, isto é, com mais credibilidade.
É um grande desafio trabalhar com pessoas. Nem sempre da equipa da
biblioteca escolar fazem parte os professores mais vocacionados ou
predispostos a trabalhar na biblioteca escolar. Uma equipa de trabalho
competente adequada às necessidades da biblioteca escolar, com um
conteúdo funcional bem definido que corresponde às necessidades da
escola/agrupamento e às solicitações dos utilizadores “é metade do trabalho
bem-feito”. Como professora bibliotecária cabe-me alertar o órgão de gestão
para este ponto fundamental. No caso da biblioteca escolar da Escola EB 2,3
São João de Deus de Montemor-o-Novo, a equipa de professores bibliotecários
já fez referência a esta questão. Só resta “receber o eco”. Respeitar a
diversidade de pessoas que trabalham na biblioteca escolar, fomentando as
boas relações interpessoais através de atitudes assertivas - são objectivos a
que me proponho cumprir. Se fosse professora bibliotecária – coordenadora -
pretenderia demonstrar uma liderança forte de cariz construtivo e uma gestão

Formanda: Isabel Rodrigues 1


Novembro de 2009

PDF created with FinePrint pdfFactory trial version http://www.pdffactory.com


O Modelo de Auto - Avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de Operacionalização (Parte II)

verdadeiramente efectiva, mobilizando a equipa e a escola para o valor e para


o trabalho com a biblioteca escolar.
Nos tempos que correm, vivemos numa sociedade de informação -“the
dot.com age” – o nosso Mundo é uma autêntica “aldeia global” onde a
informação se difunde em fracções de segundo. No entanto, há uma distância
entre aceder à informação e produzir conhecimento. Esta distância parece
longa em alguns dos nossos utilizadores. Disponibilizar os equipamentos
tecnológicos (hardware e software) e diferentes recursos, em diferentes
suportes, são meios que permitem o acesso à informação. Orientar os nossos
utilizadores para a produção do conhecimento é outra parte do nosso trabalho.

Condições Humanas e Materiais para a Prestação dos Serviços


Responder às questões de David Streafield

Witch question should I address?

As condições humanas e materiais na BE. Serão eficientes na Biblioteca


escolar onde trabalho?

Witch section do I want to work on?

Quatro questões para dar resposta: O PB é um líder? / Os recursos


humanos estão adequados? / A BE tem um espaço adequado às
necessidades? A BE possui computadores e equipamentos tecnológicos
adequados?

What evidence do I need to collect to see how the library is doing?

A importância da recolha de evidências; perceber as relações que se


estabelecem. Decidir que evidências recolher; que informação é mais
pertinente e válida para o problema que foi identificado.

How can I collect evidence for each of the indicators within the section?

1. Auto - avaliação do professor bibliotecário


2. Questionário aos docentes

Formanda: Isabel Rodrigues 2


Novembro de 2009

PDF created with FinePrint pdfFactory trial version http://www.pdffactory.com


O Modelo de Auto - Avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de Operacionalização (Parte II)

3. Questionário aos alunos


4. Registos de reuniões/contactos/acções conjuntas
5. Registos do trabalho articulado com os departamentos
6. Actas e relatórios dos departamentos

7. Registos de projectos/actividades desenvolvidos pela BE

8. Actas do Conselho Pedagógico

9. Actas de Reuniões dos Pais e Encarregados de Educação

10. Regulamento Interno da Escola /Agrupamento

11. Documentos caracterizadores da BE (planta, equipamentos, outros)

12. Registos de observação do funcionamento da BE

13. Inquéritos de Satisfação

14. Trabalhos dos Alunos

15. Actas da Reunião da Equipa da BE/ dos professores bibliotecários

16. Plano Anual de Actividades da BE/ Agrupamento

17. Inventário de equipamentos existentes

18. Horário da BE

19. Horário dos Professores e Auxiliares de Acção Educativa

20. Currículos Profissionais dos Membros da Equipa

How good is the evidence I’ve collected?

A fase de gestão e interpretação da informação recolhida. A informação


tal como a recolhemos não passa nalguns casos de mera informação. Há que
extrair sentidos interpretando-a e estabelecendo ligações.

At what level is the library performing according to the evidence?

Trabalhar com vista a uma meta bem definida – o nível quatro.

Formanda: Isabel Rodrigues 3


Novembro de 2009

PDF created with FinePrint pdfFactory trial version http://www.pdffactory.com


O Modelo de Auto - Avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de Operacionalização (Parte II)

What can I do to improve the work of the library in this area (what should I
put in the summary sheet)?

Ler e interpretar a informação recolhida de forma contextualizada. Elaborar


o relatório de auto - avaliação e divulgá-lo. Dar continuidade às práticas que
conduziram aos bons resultados. Elaborar um plano de melhoria para superar
os constrangimentos assinalados.

How else can I use the findings of this self-evaluation?

Após a divulgação do relatório de auto - avaliação accionar um plano de


melhoria. Colocá-lo em prática. Iniciar um novo ciclo de auto - avaliação.

Formanda: Isabel Rodrigues 4


Novembro de 2009

PDF created with FinePrint pdfFactory trial version http://www.pdffactory.com


O Modelo de Auto - Avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de Operacionalização (Parte II)

D. Gestão da BE
D.2 Condições Humanas e Materiais para a Prestação dos Serviços
Evidências extraídas dos
Indicadores Factores Críticos de Sucesso Instrumentos de Recolha de Evidências
instrumentos, a integrar no relatório
Sugeridos
de auto - avaliação
O professor bibliotecário exerce Auto - avaliação do professor O PB possui formação específica √
D.2.1 uma liderança forte e eficaz, bibliotecário (CK3) √
promovendo: O PB revela uma forte liderança √
Questionário aos docentes (QD3) *
Liderança do professor - O trabalho sistemático e a O PB é eficiente na gestão da BE √
bibliotecário na comunicação com a com os órgãos Registos de reuniões/contactos/acções conjuntas ≠
escola/agrupamento de direcção, administração e gestão O PB cria momentos de formação e
(director, conselho pedagógico), Registos do trabalho articulado com os fomenta a auto - formação e formação
departamentos curriculares e demais departamentos externa dos professores da equipa √
estruturas de coordenação educativa Actas e relatórios dos departamentos +
e supervisão pedagógica
Registos de projectos/actividades desenvolvidos O PB mobiliza eficazmente a equipa e o
pela BE • agrupamento para o uso da BE e dos
seus recursos √ * •◙
Actas do Conselho Pedagógico ≈
- Uma participação efectiva no
conselho pedagógico e demais O PB direccionou acções formativas
estruturas de coordenação educativa “Formação de Utilizadores” √ •◙≠
e supervisão pedagógica, garantindo
a integração e adequação dos O PB foi eficiente na disponibilização no
objectivos e actividades da BE aos acesso aos recursos √ * • ▪ ≠
objectivos educativos e curriculares
da escola Regulamento Interno do Agrupamento *
A missão, os objectivos, as funções, o
funcionamento, o coordenador, os
recursos humanos, os recursos
documentais e a acção da BE estão
correctamente definidos * ≈

PDF created with FinePrint pdfFactory trial version http://www.pdffactory.com


O Modelo de Auto - Avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de Operacionalização (Parte II)

D. Gestão da BE
D.2 As Condições Humanas e Materiais para a Prestação dos Serviços
Evidências extraídas dos Instrumentos,
Indicadores Factores Críticos de Sucesso Instrumentos de Recolha de Evidências
a integrar no Relatório de Auto -
Sugeridos
- avaliação

- Uma gestão integrada que O PB promoveu a integração da BE no


funcionamento global da escola e no trabalho
rentabilize recursos e possibilidades curricular dos docentes √ + • ≈ ◙ ≠
D.2.1 de trabalho na escola
O PB estimula as boas relações inter-
Liderança do professor - Uma boa gestão dos recursos - pessoais no trabalho da BE √
bibliotecário na humanos, criando boas relações
escola/agrupamento interpessoais com a equipa
O PB promoveu eficazmente e de forma continuada
Actas das reuniões da Associação de Pais e EE 's ▪
- A mobilização das comunidades a leitura e as multiliteracias √ •◙≠
educativa e escolar para o valor e
para o trabalho da/com a BE O PB mobiliza serviços de biblioteca no
agrupamento, procurando criar condições de
- O trabalho articulado com os igualdade no acesso e estendendo o impacto
docentes desses serviços a todo o agrupamento √ • ≈ ◙

- O apoio e o trabalho com as


O PB definiu objectivos, delineou actividades,
BE/escolas do agrupamento,
trabalhou em articulação com as restantes
garantindo igualdade de condições escolas/bibliotecas e desenvolveu políticas de
no acesso aos recursos de cooperação com o exterior √ • ▪ ◙≠
informação e a actividades que
facultem o apoio ao currículo e a O PB foi bem sucedido na articulação do PAABE e
formação para as diferentes PAA do Agrupamento ◙ •≠
literacias Plano Anual de Actividades da BE/Agrupamento ◙ O PB integrou no trabalho da BE diferentes
projectos/diferentes intervenientes ◙ •≠
- O apoio a projectos e a
articulação com outros actores com
intervenção pedagógica na escola
(PTE, PNEP, PNL, outros)

PDF created with FinePrint pdfFactory trial version http://www.pdffactory.com


O Modelo de Auto - Avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de Operacionalização (Parte II)

D. Gestão da BE
D.2 Condições Humanas e Materiais para a Prestação dos Serviços

Evidências extraídas dos


Indicadores Factores Críticos de Sucesso Instrumentos de Recolha de Evidências
Instrumentos, a integrar no Relatório
Sugeridos
de Auto - avaliação

Grau de eficiência do plano anual de


actividades da BE relaciona-se, em
D.2.1 termos de objectivos operacionais, com o
apoio ao currículo, com o plano anual de
Liderança do professor actividades da escola e com outros
bibliotecário na projectos em desenvolvimento ≈ •◙ ≠
escola/agrupamento
A BE planificou os seus trabalhos em
parceria com os professores dos
diferentes ciclos e departamentos
curriculares * + ≈≠

Resposta eficiente contínua da BE às


necessidades curriculares, trabalho
articulado dos diferentes ciclos e
disciplinas/áreas * + ≈≠

A BE teve um impacto positivo na vida


da escola e contribuiu eficazmente para o
trabalho docente * +≠

PDF created with FinePrint pdfFactory trial version http://www.pdffactory.com


O Modelo de Auto - Avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de Operacionalização (Parte II)

D. Gestão da BE
D.2 Condições Humanas e Materiais para a Prestação dos Serviços

Evidências extraídas dos Instrumentos,


Indicadores Factores Críticos de Sucesso Instrumentos de Recolha de Evidências
a integrar no Relatório de Auto-
Sugeridos
avaliação

A planificação estratégica e
D.2.1 operacional relacionada com os
resultados da avaliação, com os
Liderança do professor objectivos prioritários e o
bibliotecário na planeamento da escola
escola/agrupamento
A operacionalização de programas
de formação para as literacias e
actividades culturais que contribuam
para as aprendizagens dos alunos e
para o sucesso escolar

A implementação da auto-avaliação O PB avaliou os recursos e os


dos serviços, introduzindo Relatório de avaliação das actividades serviços em contínuo, planificou e
um processo de melhoria contínua Actas das reuniões da equipa ○ actuou de acordo com os
com impacto no processo de resultados e as problemáticas
planeamento e em acções de identificadas √ • ≈ ▪ ○
promoção e marketing

PDF created with FinePrint pdfFactory trial version http://www.pdffactory.com


O Modelo de Auto - Avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de Operacionalização (Parte II)

D. Gestão da BE
D.2 Condições Humanas e Materiais para a Prestação dos Serviços
Evidências extraídas dos Instrumentos,
Indicadores Factores Críticos de Sucesso Instrumentos de Recolha de Evidências
a integrar no Relatório de Auto-
Sugeridos
avaliação
Os professores da equipa/professor
D.2.2 O professor bibliotecário afecto possui formação e bibliotecário possuem formação
competências adequadas ao seu conteúdo funcional, nos Currículos profissionais dos membros da equipa ▲
termos da legislação vigente específica e investem na sua formação
Adequação dos recursos Horário da equipa ● contínua ▲
humanos às necessidades de A equipa é pluridisciplinar, adequada em número e
funcionamento da BE na possui formação e competências adequadas seu Questionário aos docentes (QD3) ► A equipa da BE é pluridisciplinar ▲
conteúdo funcional
escola/agrupamento.
O professor bibliotecário e a equipa, que deve integrar Trabalhos dos alunos ⌂ Os Auxiliares de Acção Educativa
pessoal não docente, asseguram uma gestão integrada e apoiam os trabalhos na BE▲ ●
serviços eficazes à escola/agrupamento

O professor bibliotecário e a equipa têm uma atitude Correcto ajustamento entre o número de
proactiva que: induz comportamentos de acesso e uso horas/funções; presença dos
dos recursos; garante uma mediação eficaz entre as professores/auxiliares de acção educativa ●
necessidades dos utilizadores e as fontes de informação;
promove as possibilidades de trabalho facultadas pela O horário de funcionamento é o adequado às
BE
necessidades ►
O professor bibliotecário e a equipa formam os alunos
para o uso da BE, para as diferentes literacias e O PB e a equipa promovem eficazmente e de
acompanham-nos em trabalho orientado na BE forma continuada a leitura e as
multiliteracias ► ⌂
O professor bibliotecário e a equipa trabalham
articuladamente com outras BE/escolas e com o exterior
O PB e a equipa direccionaram acções formativas
“Formação de Utilizadores”►

O PB e a equipa definiram objectivos,


delinearam actividades, trabalharam em
articulação com as restantes
escolas/bibliotecas e desenvolveram políticas
de cooperação com o exterior ►

PDF created with FinePrint pdfFactory trial version http://www.pdffactory.com


O Modelo de Auto - Avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de Operacionalização (Parte II)

D. Gestão da BE

D.2 Condições Humanas e Materiais para a Prestação dos Serviços


Evidências extraídas dos Instrumentos,
Indicadores Factores Críticos de Sucesso Instrumentos de Recolha de Evidências
a integrar no Relatório de auto -
Sugeridos
avaliação

As condições de acesso são as adequadas e


D.2.2 de forma continuada avalia-se os recursos
disponibilizados pela BE ►
Adequação dos recursos
A gestão da BE foi eficiente no
humanos às necessidades de
favorecimento do trabalho com os alunos e a
funcionamento da BE na articulação com o currículo ►
escola/agrupamento.

A BE teve um impacto positivo na vida


da escola e contribuiu eficazmente para o
trabalho docente ►

Conhecimento do grau de satisfação dos


utilizadores /professores em relação aos
serviços da BE ►

Resposta eficiente contínua da BE às


necessidades curriculares, trabalho
articulado dos diferentes ciclos e
disciplinas/áreas ►

PDF created with FinePrint pdfFactory trial version http://www.pdffactory.com


O Modelo de Auto - Avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de Operacionalização (Parte II)

D. Gestão da BE
D.2 Condições Humanas e Materiais para a Prestação dos Serviços
Evidências extraídas dos Instrumentos,
Indicadores Factores Críticos de Sucesso Instrumentos de Recolha de Evidências
a integrar no Relatório de Auto-
Sugeridos
avaliação

A BE reflecte e integra os normativos Documentos caracterizadores da O espaço físico da BE: a área, a organização
BE (planta, equipamentos, outros) ■ do espaço e o mobiliário são os adequados,
D.2.3 definidos pelo ME/RBE
garantindo uma utilização individual e em
Adequação da BE em grupo e a satisfação das necessidades dos
A BE disponibiliza condições de Registos de observação do
termos de utilizadoresÈ■ ► * +
espaço capazes de responder, no funcionamento *
espaço às necessidades da
escola/agrupamento seu funcionamento, às solicitações
da comunidade escolar e a uma Inquéritos de satisfação +
utilização diversificada
Questionário aos docentes (QD3) È
A organização do espaço e dos
Questionário aos alunos (QA4)►
recursos permite uma utilização
integrada e flexível e o trabalho
individual e em grupo

O mobiliário é adequado em
termos de ergonomia, quantidade,
cor, altura à faixa etária e
necessidades dos alunos,
proporcionando boas condições de
acomodação e o acesso livre dos
utilizadores à documentação

PDF created with FinePrint pdfFactory trial version http://www.pdffactory.com


O Modelo de Auto - Avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de Operacionalização (Parte II)

D. Gestão da BE
D.2 Condições Humanas e Materiais para a Prestação dos Serviços

Evidências extraídas dos Instrumentos,


Indicadores Factores Críticos de Sucesso Instrumentos de Recolha de Evidências
a integrar no Relatório de Auto-
Sugeridos
avaliação

D.2.4 Os equipamentos são suficientes Inventário de equipamentos existentes ▲ Os equipamentos tecnológicos da BE são
para as necessidades locais e para adequados em número e actualização ▲ ≈ √
Adequação dos responder aos serviços de biblioteca Questionário aos docentes (QD3) ≈
Os fundos documentais estão actualizados ▲ ≈ √
computadores e que a BE realiza no agrupamento
equipamentos tecnológicos Questionário aos alunos (QA4) √
ao Os equipamentos respondem em A colecção é diversificada em áreas
trabalho da BE e dos actualidade, adequação e temáticas e em suportes, incluindo recursos
utilizadores na funcionalidade aos desafios que o organizados online ▲ ≈ √
escola/agrupamento paradigma actual coloca e ao
A colecção adequa-se às necessidades
trabalho e uso da documentação em pessoais de documentação e ao trabalho
diferentes suportes pedagógico com os alunos ▲ ≈ √

A informação relacionada com interesses


Os equipamentos de leitura áudio/Mp3 e pessoais/divulgação de iniciativas está
vídeo/ DVD são adequados em número e disponível ▲ ≈ √
condições de funcionamento às necessidades
dos utilizadores A informação relacionada com o trabalho
escolar/currículo está disponível ▲ ≈ √

Existe disponibilização de recursos e de


ferramentas Web para acesso, produção e
difusão de informação ▲ ≈ √

PDF created with FinePrint pdfFactory trial version http://www.pdffactory.com


O Modelo de Auto - Avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de Operacionalização (Parte II)

D. Gestão da BE
D.2 Condições Humanas e Materiais para a Prestação dos Serviços

Evidências extraídas dos Instrumentos,


Indicadores Factores Críticos de Sucesso Instrumentos de Recolha de Evidências
a integrar no Relatório de Auto-
Sugeridos
avaliação
O número de computadores
responde à procura e às solicitações Nível adequado de equipamentos
D.2.4 tecnológicos (hardware e software) e a sua
da escola/agrupamento.
correspondência às necessidades da
Adequação dos O hardware está actualizado e o escola/agrupamento: ▲ ≈ √
computadores e software responde às exigências das
equipamentos solicitações
tecnológicos ao
O professor bibliotecário rentabiliza
trabalho da BE e dos possibilidades de afectação de recursos e de
utilizadores na trabalho no contexto do desenvolvimento do
escola/agrupamento PTE ou de outros projectos na área
das TIC

A BE funciona em rede (Intranet e Internet)


e explora as potencialidades que as redes
facultam

A BE recorre a diferentes tipos de


ferramentas: WEB, plataformas (LMS)
ou outros dispositivos da WEB2, para
incentivar o diálogo e desenvolver
processos formativos ou criativos
com os utilizadores e com o agrupamento

PDF created with FinePrint pdfFactory trial version http://www.pdffactory.com


O Modelo de Auto - Avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de Operacionalização (Parte II)

“Um pouco de pessoas e coisas bem misturadas no espaço da biblioteca são uma amálgama que pode projectar a BE no caminho do sucesso”

Professora bibliotecária Isabel Rodrigues

10

PDF created with FinePrint pdfFactory trial version http://www.pdffactory.com