Вы находитесь на странице: 1из 2

Análise e comentário crítico aos relatórios

Após a leitura dos relatórios podemos concluir que as referências à BE são muito poucas e se resumem, nalguns casos ao espaço físico e aos equipamentos.

O Agrupamento Vertical Afonso Betote, de Vila do Conde refere a BE em dois

aspectos, na caracterização do agrupamento, identificando a sua localização num determinado pavilhão e na gestão dos recursos materiais e financeiros, afirmando que a BE responde às necessidades dos alunos e professores, identificada como um espaço de

eleição para os alunos.

A Escola Secundária Professor Herculano de Carvalho, em Lisboa apresenta

apenas uma referência á BE, no ponto sobre a organização e gestão escolar, afirmando que a mesma se encontra devidamente equipada. O Agrupamento de Escolas de Mafra refere, na ponto sobre a gestão dos recursos humanos, que a assistente operacional que exerce funções na BE tem formação em arquivo e documentação. Na gestão dos recursos materiais e financeiros indica que a EB1 Hélia Correia dispõe de boas instalações, incluindo uma biblioteca, integrada na RBE. Neste ponto refere ainda que os recursos, espaços e equipamentos estão bem organizados e acessíveis na BE. No ponto sobre a abertura à inovação a BE é de novo referida, agora como promotora de actividades de consolidação de identidade do Agrupamento, fazendo destaque a um projecto de escrita criativa, que envolve todos os níveis de educação e ensino. O Agrupamento de Escolas André Soares, em Braga, no ponto sobre a abrangência do currículo e valorização dos saberes e aprendizagem, refere o grande dinamismo da BE no desenvolvimento de actividades do PNL e noutras actividades, nomeadamente “ Narrativa Aberta” e “ Leitura da nossa Terra”. O Agrupamento de Escolas de Freixo Ponte de Lima, refere a BE na caracterização da escola, no ponto sobre a abrangência do currículo e valorização dos saberes e da aprendizagem, afirmando que a escola oferece um conjunto de actividades e projectos de enriquecimento curricular que os alunos consideram muito motivadoras, designadamente através de Clubes, da BE e do Desporto Escolar. Na organização e gestão escolar, a BE surge como um dos espaços para onde se dirigem os alunos, aquando da falta imprevista do professor. Ainda neste ponto é referida a inviabilidade da BE funcionar a tempo integral, por alta de pessoal, embora a limpeza do espaço seja assegurada. É referido ainda que a BE está integrada na RBE.

O Agrupamento de Escolas e Jardins – de - Infância de Ribamar, Lourinhã,

apresenta um maior número de referências à BE, abrangendo também um leque maior

Logo na caracterização é referida a EB1 de Ribamar como

a única do concelho a possuir BE integrada na RBE e a escola sede com uma BE, também integrada na RBE. Na abrangência do currículo e valorização dos saberes e da

aprendizagem, é referida a BE, apetrechada pela RBE, possibilitando a realização de trabalhos, requisição de livros e pesquisa na Internet. Ainda neste ponto é referida uma escola do 1º ciclo, cuja BE promove actividades de promoção da leitura. Estas estruturas são apresentadas como acessíveis às restantes escolas do Agrupamento. Na gestão dos recursos humanos é referido que o trabalho da BE é atribuído a uma AAE com formação especializada. A nível da gestão de recursos materiais e financeiros é referida a adaptação e apetrechamento da BE. A integração na RBE é apresentada como um dos projectos de abertura à inovação.

Os relatórios e as escassas referências à BE, reflectem a forma como a mesma é

vista dentro das escolas, um espaço com disponibilização de recursos e onde se desenvolvem algumas actividades ligadas sobretudo à leitura. O apoio da BE ao desenvolvimento curricular, com articulação às várias estruturas da escola e a promoção

das literacias de Informação não é apresentado em nenhum dos relatórios. Este aspecto, reflecte, a meu ver a deficiente consciência da importância do trabalho da BE para a melhoria dos resultados escolares dos alunos. Algumas escolas referem o trabalho da BE a nível da promoção da Leitura e do PNL, actividades a que a BE está tradicionalmente associada.

O relatório do agrupamento da Lourinhã refere actividades de pesquisa,

requisição de livros e elaboração de trabalhos, mas numa perspectiva de disponibilização de recursos, mais do que no desenvolvimento de competências de pesquisa e de construção de conhecimento. Alguns relatórios referem a integração da BE na RBE, aparecendo a mesma como uma mais valia para a escola, o que demonstra a importância deste projecto. Para finalizar podemos concluir que a inclusão de mais referências à BE no relatório final de avaliação corresponderá a uma maior valorização da BE no funcionamento da escola. Marcolina Guerra

de valências desta estrutura